Pesquisa Veterinária Brasileira, Volume: 28, Número: 3, Publicado: 2008
  • Evolução e reversibilidade das lesões neurológicas e cardíacas em ovinos intoxicados experimentalmente por Ateleia glazioviana e Tetrapterys multiglandulosa

    Almeida, Milton B.; Priebe, Amanda P.S.; Riet-Correa, Beatriz; Riet-Correa, Gabriela; Fiss, Letícia; Raffi, Margarida B.; Schild, Ana Lucia

    Resumo em Português:

    Para determinar a reversibilidade das lesões neurológicas e cardíacas nas intoxicações por Ateleia glazioviana e Tetrapterys multiglandulosa, as duas plantas foram administradas por via oral a 3 grupos de quatro ovinos cada. Nos Grupos 1, 2 e 3, quando os animais apresentaram sinais neurológicos de intoxicação com agravamento substancial do quadro clínico e possibilidade de morte, suspendeu-se a administração da planta. O Grupo 4 com dois ovinos foi utilizado como controle. Os ovinos do Grupo 1, que receberam A. glazioviana fresca colhida no outono na dose de 10g/kg por dia durante 6 dias e foram eutanasiados aos 8, 11, 16 e 21 dias após o início do experimento, apresentaram regressão dos sinais nervosos e progressão das lesões cardíacas. Os ovinos do Grupo 2, que receberam a mesma dose de A. glazioviana fresca, colhida na primavera por 8 dias e foram eutanasiados aos 9, 23, 38 e 68 dias apresentaram regressão dos sinais nervosos e não apresentaram lesões cardíacas, sugerindo que a planta é menos tóxica na primavera do que no outono. Os ovinos do Grupo 3, que receberam T. multiglandulosa seca e moída misturada à ração na dose de 10 g/kg durante 11 dias e foram eutanasiados aos 33, 33, 92 e 92 dias, apresentaram regressão dos sinais nervosos e as lesões cardíacas aos 92 dias foram menos severas que aos 33 dias. Esses resultados demonstraram que as lesões do sistema nervoso central são reversíveis após o fim da ingestão. Pelo contrário as lesões cardíacas são progressivas após o fim da ingestão, ocorrendo regressão somente após um período se os animais não apresentarem sinais clínicos e morte. Os resultados deste e de outros trabalhos, analisados em conjunto, comprovam que as lesões do sistema nervoso ocorrem com doses menores e em menor tempo do que as lesões cardíacas. Isto sugere que, em casos espontâneos, sempre que se observam lesões cardíacas estas são precedidas por sinais nervosos e podem ocorrer sinais nervosos sem evidências de lesões cardíacas.

    Resumo em Inglês:

    To determine the reversibility of neurological and cardiac lesions in Ateleia glazioviana and Tetrapterys multiglandulosa poisoning, 3 groups of four sheep each were fed orally with the plants. In Group 1, 2 and 3, when sheep with nervous signs showed considerable increase of symptoms and risk of death, the plant administration was suspended. Group 4 with two sheep was used as control. Sheep from Group 1, fed 10g/kg during 6 days of fresh A. glazioviana collected in autumn were euthanized 8, 11, 16, and 21 days after the start of the experiment; they had shown regression of nervous signs, but had progressive cardiac lesions. Sheep from Group 2, fed during 8 days the same dose of fresh A. glazioviana collected in spring, were euthanized on days 9, 23, 38 and 68; they had shown regression of nervous signs and had no cardiac lesions. This suggests that the plant is less toxic in spring. Sheep from Group 3, fed 10g/kg during 11 days dry and ground T. multiglandulosa mixed with concentrated food, were euthanized on days 33, 33, 92 and 92; they had shown regression of nervous signs, and cardiac lesions were less severe on day 33 than on day 92. These results indicate that nervous lesions are reversible after the end of feeding, but cardiac lesions are progressive after discontinuation of the plant administration; these can be afterwards reversible if the animals do not anymore show clinical signs or die as a consequence of the poisoning. Results of those and previous experiments show that lesions of the nervous system are induced by lower doses than cardiac lesions and occur within a shorter period, what suggests that in spontaneous cases cardiac signs are always preceded by nervous signs, and that nervous signs can occur in the absence of cardiac lesions.
  • Ectima contagioso em ovinos e caprinos no semi-árido da Paraíba

    Nóbrega Jr, Jandui E.; Macêdo, Juliana T.S.A.; Araújo, José A.S.; Dantas, Antônio F.M.; Soares, Mauro P.; Riet-Correa, Franklin

    Resumo em Português:

    Descrevem-se dez surtos de ectima contagioso em caprinos e dois em ovinos no semi-árido da Paraíba. Os animais jovens foram os mais afetados, mas em oito surtos animais adultos também foram afetados, principalmente cabras lactantes que apresentavam lesões no úbere. Em nenhum dos rebanhos afetados havia antecedentes de vacinação contra ectima contagioso. Histologicamente a epiderme apresentava acantose com hiperplasia pseudoepiteliomatosa e com múltiplos focos de degeneração hidrópica formando vesículas ou pústulas. Inclusões intracitoplasmáticas eosinofílicas foram observadas em queratinócitos. Havia restos celulares necróticos formando crostas, hiperqueratose e microabscessos intracorneais ou extensas áreas ulceradas. Na derme observou-se infiltrado inflamatório mononuclear difuso. Também foi registrado um caso humano em um pesquisador que tinha administrado planta por via oral a um caprino que, posteriormente, apresentou lesões de ectima contagioso. Neste caso, também foram observadas lesões características em uma biopsia e o vírus foi identificado por microscopia eletrônica. Conclui-se que a doença é endêmica no semi-árido e que é necessária a vacinação sistemática dos rebanhos para diminuir os prejuízos econômicos causados pela mesma. A utilização de luvas para o manuseio de animais afetados é necessária para evitar casos humanos da enfermidade.

    Resumo em Inglês:

    Ten outbreaks of contagious ecthyma in goats and two in sheep in the semiarid of Paraíba State are reported. Young animals were more frequently affected, but in 8 outbreaks adult animals were also affected, mainly lactating goats which developed udder lesions. None of the affected flocks had been vaccinated. Upon histologic examination the epidermis showed acanthosis with pseudoepitheliomatous hyperplasia and multifocal ballooning degeneration forming vesicles or pustules. Eosinophilic inclusion bodies were observed in keratinocytes. Crust of necrotic cells, hyperkeratosis, and intracorneal microabscesses or large ulcerated areas were also observed. Severe diffuse infiltration by mononuclear cells was observed in the dermis. A human case was observed in an investigator that was feeding a goat that later appeared with lesions of the disease. In this case, the virus was identified by electron microscopy of a skin biopsy. These results show that contagious ecthyma is endemic in Northeastern Brazil and therefore systematic vaccination of the flocks is necessary to control the disease. The use of gloves to handle affected animals is advisable to minimize the risk of human exposure.
  • Aspectos virológicos e clínico-patológicos da infecção genital aguda e latente pelo herpesvírus bovino tipo 1.2 em bezerras infectadas experimentalmente

    Henzel, Andréia; Diel, Diego G.; Arenhart, Sandra; Vogel, Fernanda S. Flores; Weiblen, Rudi; Flores, Eduardo F.

    Resumo em Português:

    A infecção genital de vacas pelo herpesvírus bovino tipo 1.2 (BoHV-1.2) pode resultar em vulvovaginite e infertilidade temporária. Após a infecção aguda, o BoHV-1 estabelece infecção latente, que pode cursar com episódios periódicos de reativação. O presente trabalho descreve os aspectos virológicos e clínico-patológicos da vulvovaginite aguda e infecção latente resultantes da inoculação de bezerras com uma amostra de BoHV-1.2 isolada de casos de balanopostite em touros. A inoculação do vírus em quatro bezerras pela via genital (10(8.1)TCID50/animal) resultou em replicação viral na mucosa genital e no desenvolvimento de vulvovaginite moderada a severa. Os animais inoculados excretaram o vírus nas secreções genitais até o dia 10 pós-inoculação (p.i.) com título máximo de 10(7.3)TCID50/mL. Foram observados congestão e edema da mucosa vulvovestibular, e formação de pequenas vesículas e pústulas. Durante a progressão clínica, as vesículas e pústulas aumentaram de tamanho e eventualmente se tornaram coalescentes e recobertas por um exsudato fino de coloração amarelada. Estes sinais foram observados a partir do dia 2 p.i. e aumentaram progressivamente de severidade até os dias 5-8 p.i. A administração de dexametasona no dia 55 p.i. resultou em excreção viral nas secreções genitais dos quatro animais por até 10 dias. A reativação da infecção latente foi acompanhada de recrudescência clínica, porém com sinais menos severos e com menor duração do que na infecção aguda. O DNA viral latente foi detectado por PCR, aos 36 dias pós-reativação (p.r.), nos seguintes tecidos: gânglio sacrais: pudendo (4/4); genitofemoral e retal caudal (3/4) e obturador (4/4) e em alguns linfonodos regionais. Estes resultados demonstram que o isolado SV-56/90 é virulento para fêmeas soronegativas, após inoculação genital, e pode ser utilizado em estudos de patogenia e de desafio vacinal.

    Resumo em Inglês:

    Venereal infection of heifers and cows with bovine herpesvirus type 1.2 (BoHV-1.2) may result in vulvovaginitis and transient infertility. The acute infection is followed by the establishment of latent infection which can be periodically reactivated. We herein describe the virology and clinico-pathological aspects of acute and recrudescent vulvovaginitis in heifers inoculated with a Brazilian BoHV-1.2 isolate recovered from an outbreak of balanoposthitis. Genital inoculation of isolate SV-56/90 (10(8.1)TCID50/animal) in four eight-months-old heifers resulted in efficient virus replication in the genital mucosa and the development of moderate to severe vulvovaginitis. The inoculated heifers shed virus in genital secretions in titers up to 10(7.3)TCID50/mL until day 10 pi and developed genital congestion, swelling, vesicles and pustules. The vesicles and pustules increased in size eventually coalesced and became covered with a yellowish exsudate. These signs appeared at day 2 pi, increased in severity up to days 5 - 8 pi and progressively subsided thereafter. Dexamethasone administration at day 55 pi resulted in virus shedding in vaginal secretions for up to 10 days. Virus reactivation in all animals was accompanied by clinical recrudescence of the disease, yet less severe than during acute infection. Examination of sacral ganglia and lymph nodes by PCR at day 36 post-reactivation revealed the presence of latent viral DNA in the pudendal (4/4), genito-femoral, sciatic and rectal caudal (3/4) and obturator nerve ganglia (1/4); in addition to several regional lymph nodes. These results demonstrate the virulence of isolate SV-56/90 for heifers and pave the way for its use in further pathogenesis studies and vaccine-challenge trials.
  • Anomalias congênitas em fetos bovinos abortados no Sul do Brasil

    Pavarini, Saulo P.; Sonne, Luciana; Antoniassi, Nadia A.B.; Santos, Adriana S. 0; Pescador, Caroline A.; Corbellini, Luís G.; Driemeier, David

    Resumo em Português:

    Abortos e mortes neonatais são causas importantes de perdas reprodutivas na bovinocultura. Abortos causados por anomalias congênitas são esporádicos, mas podem ocorrer de forma epidêmica. Um levantamento retrospectivo realizado no setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul incluiu 307 casos de aborto bovino submetidos de setembro de 2001 a março de 2007. Em dez casos (3,5%), foram observadas anomalias congênitas, das quais, artrogripose, Amorphus globosus e fenda palatina (palatosquise) foram as mais freqüentes. Causas infecciosas foram investigadas, mas somente infecção por BVDV foi detectada por imunoistoquímica em um aborto com porencefalia.

    Resumo em Inglês:

    Abortion, stillbirth and neonatal death are important causes of production losses to the livestock industry. Abortions caused by congenital anomalies may occur sporadically, or appear in epidemics. This retrospective study was conducted at Laboratory of Veterinary Pathology of Federal University of Rio Grande do Sul, and included 307 cases of bovine abortion submitted for diagnosis from September 2001 to March 2007. Most of them were from southern Brazil. Ten cases (3.25%) of congenital anomalies were seen. The most frequent congenital anomalies were artrogryposis, Amorphous globosus, and cleft palate (palatoschisis). Infectious causes were investigated, but only BVDV infection was detected by immunohistochemistry in one case, which was affected with porencephalia.
  • Febre catarral maligna em bovinos no Estado de Mato Grosso

    Mendonça, Fábio S.; Dória, Renata G.S.; Schein, Fábio B.; Freitas, Sílvio H.; Nakazato, Luciano; Boabaid, Fabiana M.; Paula, Daphine A.J.; Dutra, Valéria; Colodel, Edson M.

    Resumo em Português:

    Relatam-se a ocorrência em quatro propriedades rurais no Estado de Mato Grosso, de casos de febre catarral maligna (FCM) em bovinos criados em contato com ovinos. Todos os casos acompanhados tiveram evolução aguda e não se notou a recuperação dos bovinos. Dois casos ocorreram no município de Cuiabá. No primeiro, em janeiro de 2006, adoeceram e morreram 8 animais de um rebanho com 148 bovinos, no outro, morreu 1 de um rebanho com 30 animais em setembro de 2006. Um terceiro caso foi notado no município de Rondonópolis, onde morreram 3 de 160 bovinos em abril de 2007. O último caso relatado ocorreu no município de Cáceres no mês de setembro de 2007, morrendo 2 de 450 bovinos. O curso clínico variou de 4 a 7 dias. Os principais sinais clínicos foram hipertermia, lacrimejamento intenso, corrimento catarral nasal e oral, opacidade de córnea, sialorréia, diarréia, erosão da mucosa oral, nasal e genital, incoordenação motora, depressão e morte. Aumento do volume de linfonodos, erosões e úlceras na cavidade oral, nasal e esôfago foram achados constantes em quatro bovinos necropsiados. Arterite com degeneração fibrinóide em arteríolas e pequenas artérias, a necrose do epitélio de revestimento em vários órgãos e tecidos foram os principais achados histológicos. Através da técnica de reação em cadeia da polimerase "nested" (nPCR), o DNA do Herpesvírus Ovino tipo 2 foi detectado em tecido parafinado ou congelado em 3 de 4 bovinos deste estudo.

    Resumo em Inglês:

    Four outbreaks of malignant catarrhal fever (MCF) in cattle, which had contact with sheep, in Mato Grosso, Brazil, are described. In all cases, the animals had a clinical course of 4 to 7 days with no recovery. Two outbreaks occurred in the municipality of Cuiabá, the first in January 2006 with 8 cattle affected from a herd of 148, and the second in one out of 30 cattle in September 2006. The third outbreak occurred in April 2007 in the municipality of Rondonópolis, where 3 cattle died in a herd of 160. The fourth outbreak was in the municipality of Caceres in September 2007, where 2 out of 450 cattle were affected. The clinical signs were hyperthermia, intense lacrimation, nasal and oral discharge, corneal opacity, sialorrhea, oral, nasal and genital mucosal erosions, incoordination, depression and death. Necropsy findings in 4 animals were similar and consisted of lymph node swelling, and nasal, oral and esophagus erosion and ulceration. Histologically, arteritis and fibrinoid degeneration was observed in small arteries and arterioles, associated with epithelial necrosis in various organs and tissues. A nested polymerase chain reaction (nPCR) detected ovine herpes virus type 2 in frozen and paraffin embedded tissues in 3 cases.
  • Fatores de risco associados à infecção pelo herpesvírus bovino 1 em rebanhos bovinos da região Oeste do Estado do Paraná

    Dias, Juliana A.; Alfieri, Amauri A.; Médici, Kerlei C.; Freitas, Julio C.; Ferreira Neto, José S.; Müller, Ernst E.

    Resumo em Português:

    O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de rebanhos positivos (focos) e identificar os fatores de risco que possam estar associados com a infecção pelo herpesvírus bovino 1 (BoHV-1) em rebanhos bovinos com atividade reprodutiva, na região Oeste do Estado do Paraná. O delineamento estatístico, amostras de soro e informações referentes às propriedades foram as empregadas para o estudo da brucelose bovina no Estado do Paraná dentro do contexto do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose. Foram avaliadas 1930 fêmeas com idade igual ou superior a 24 meses, provenientes de 295 rebanhos não vacinados contra o BoHV-1. Para o diagnóstico sorológico da infecção pelo BoHV-1, foi utilizado um ensaio imunoenzimático (ELISA) indireto. Em cada propriedade foi aplicado um questionário epidemiológico, afim de obter informações epidemiológicas e práticas de manejo empregadas. Dos 295 rebanhos analisados, 190 foram considerados positivos para o BoHV-1, com a prevalência de rebanhos de 64,41% (I.C.95% = 58,65-69,87%). As variáveis consideradas fatores de risco para a infecção pelo BoHV-1 na análise de regressão logística multivariada foram: i) número (>23) fêmeas com idade >24 meses (OR=2,22; IC: 1,09-4,51); ii) compra de reprodutores (OR=2,68; IC: 1,48-4,82); iii) uso de pastagens comuns (OR=5,93; IC: 1,31-26,82); iv) histórico de abortamento nos últimos 12 meses (OR=2,37; IC: 1,09-5,16); v) presença de animais silvestres (OR=8,86; IC: 1,11-70,73). Estes resultados indicam que a infecção pelo BoHV-1 está amplamente distribuída na região estudada e que fatores relacionados às características das propriedades e ao manejo estão associados à infecção.

    Resumo em Inglês:

    The aim of this study was to determine the prevalence of positive herds and to identify the risk factors for BoHV-1 infection in breeding cattle herds in the Western region of Parana State. The statistic delineation, the serum samples and information regarding the selected farms, were the same employed in the study of bovine brucellosis for Parana State in the context of National Program for Control and Eradication of Brucellosis and Tuberculosis. The sampling was performed in two stages. Blood samples were collected from 1930 females aged >24 months from 295 non vaccinated herds. Serum samples were tested for antibodies against BoHV-1 using an indirect ELISA. The epidemiological questionnaire was applied on all the selected farms and aimed to obtain epidemiological data. Hundred ninety of the 295 herds were positive for BoHV-1, presenting prevalence of positive herds of 64.41% [58.65-69.87%]. The number (>23) of females aged 24 months (OR=2.22; IC: 1.09-4.51), purchased cattle (OR=2.68; IC: 1.48-4.82), use of common grass (OR=5.93; IC: 1.31-26.82), history of abortion in the last 12 months (OR=2.37; IC: 1.09-5.16) and presence of wildlife animals (OR=8.86; IC: 1.11-70.73) were identified as risk factors for BoHV-1 infection in the multivariate logistic regression. These results indicate that BoHV-1 infection is widespread in the studied region and that factors related to the herd characteristic and management are associated with the infection.
  • Intoxicação por larvas de Perreyia flavipes em bovinos na região sul do Rio Grande do Sul

    Soares, Mauro P.; Quevedo, Pedro S.; Schild, Ana Lucia

    Resumo em Português:

    Descrevem-se três surtos de intoxicação por larvas de Perreyia flavipes Konow, 1899 (Hymenoptera: Pergidae) ocorridos em bovinos durante os meses de julho e agosto de 2006. A morbidade foi de 0,8%, 6,2% e 33% nos três estabelecimentos, respectivamente. A letalidade foi de 100%. Os sinais clínicos nos três surtos caracterizaram-se por depressão, icterícia, decúbito com movimentos de pedalagem e morte em 24-48 horas. Macroscopicamente o fígado dos animais necropsiados estava aumentado de tamanho e com marcada acentuação do padrão lobular, os linfonodos hepáticos e mesentéricos estavam edemaciados e as placas de Peyer na mucosa do intestino delgado estavam deprimidas. Petequias e equimoses foram observadas no mesentério e abomaso. Histologicamente observou-se degeneração e necrose hemorrágica hepática que variou de centrolobular, se estendendo a região a mediozonal, ou massiva. Havia, ainda, marcada hemossiderose e necrose dos centros germinativos dos linfonodos, da polpa branca do baço e das placas de Peyer no intestino. A intoxicação ocorreu provavelmente em conseqüência da intensa seca observada na região nos meses de outubro a dezembro de 2005, período em que o inseto se encontra na forma de casulo enterrado no solo. A seca proporcionou maior emergência de adultos e conseqüentemente maior quantidade de posturas. A grande quantidade de matéria vegetal em decomposição devido às precipitações próximas do normal no verão proporcionou ambiente ideal para o desenvolvimento das larvas no período de inverno o que provavelmente levou à intoxicação.

    Resumo em Inglês:

    Three outbreaks of poisoning by Perreyia flavipes Konow, 1899 (Hymenoptera: Pergidae) in cattle during July and August 2006 in southern Brazil are reported. The morbidity rate was 0.8%, 6.2% and 33% on the 3 farms, respectively. Fatality rate was 100%. Clinical signs were depression, jaundice, recumbence, pedaling movements and death in 24-48 hours. The liver was enlarged with increased lobular pattern, the mesenteric lymph nodes were edematous and Peyer patches of the small gut were depressed. Petechial hemorrhages and ecchymosis were observed in the mesentery and abomasum. On histologic examination the liver showed centrolobular or massive necrosis. Hemosiderosis and necrosis of the germinative centers of lymph nodes, white pulp of the spleen and Peyer patches were also observed. The poisoning occurred probably due to an intense drought in October-December 2005, when the insect stayed as a cocoon underground. The dry conditions probably avoided a higher number of adult sawflies to emerge from the cocoons, what resulted in greater egg production. The large amount of decaying grass due to almost normal rain fall during summer seemed to have provided favorable environmental conditions for the development of larvae in winter.
  • Surtos de Enteropatia Proliferativa Hemorrágica (Lawsonia intracelullaris) em suínos no Estado do Rio de Janeiro

    França, Ticiana N.; Ribeiro, Carlos T.; Bezerra Jr, Pedro S.; Döbereiner, Jürgen; Cerqueira, Valíria D.; Peixoto, Paulo V.

    Resumo em Português:

    Descrevem-se surtos de Enteropatia Proliferativa Hemorrágica causados por Lawsonia intracellularis em suínos no Estado do Rio de Janeiro. A sintomatologia caracterizou-se por diarréia sanguinolenta com evolução superaguda. À necropsia verificaram-se íleo de aspecto reticulado, com mucosa moderadamente espessada e grande quantidade de sangue parcialmente coagulado, além de marcada palidez de órgãos e carcaça. O exame histológico revelou proliferação hiperplásica das células epiteliais das criptas de Lieberkühn, por vezes, associada a alterações inflamatórias e necróticas. A imunohistoquímica demonstrou presença da bactéria, em grande quantidade, dentro do citoplasma das células epiteliais das criptas. L. intracellularis também foi visualizada pela ultramicroscopia. Os surtos ocorreram em 1987 e essa é a primeira descrição da enfermidade no Estado do Rio de Janeiro.

    Resumo em Inglês:

    Outbreaks of infection of swine with Lawsonia intracelullaris in the state of Rio de Janeiro are described. The symptomathology was characterized by bloody diarrhea with peracute course. Postmortem findings were pale organs and tissues, reticulate aspect of the ileum with its mucosa moderately thickened nad contained large amounts of partially coagulated blood. Histopathological examination revealed hyperplastic epithelial cell proliferation of the Lieberkühn crypts, sometimes associated with inflammatory and necrotic alterations. Immunohistochemistry demonstrated the presence of large amounts of bacteria in the cytoplasm of the cryptal epithelial cells. L. intracellularis was also seen by ultramicroscopic examination. These outbreaks occurred in 1987 and this is the first report of the disease in the state of Rio de Janeiro.
  • Genes associated with pathogenicity of avian Escherichia coli (APEC) isolated from respiratory cases of poultry

    Rocha, Ana C.G.P.; Rocha, Silvio L.S.; Lima-Rosa, Carlos A.V.; Souza, Guilherme F.; Moraes, Hamilton L.S.; Salle, Felipe O.; Moraes, Lucas B.; Salle, Carlos T.P.

    Resumo em Português:

    Os mecanismos de virulência das amostras de Escherichia coli potencialmente patogênicas para aves (APEC) têm sido continuamente estudados e acredita-se ser multifatorial. Certas propriedades são associadas primariamente a amostras virulentas e vêm sendo identificadas em amostras de E. coli isoladas de aves. Neste estudo um total de 61 amostras de E. coli, isoladas de frangos de corte com problemas respiratórios, foram testadas através da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR), para a presença dos genes responsáveis pela capacidade de adesão, fimbria P (papC) e fimbria F11 (felA), produção de colicinas (cvaC), presença de aerobactina (iutA), resistência sérica (iss), hemaglutinina temperatura sensível (tsh) e presença de dos antígenos capsulares K1 e K5 (kpsII). O gene iss foi detectado em 73,8%, tsh em 55,7%, iutA em 45,9%, felA em 39,3%, papC em 24,3%, cvaC em 23% e kpsII em 18%.

    Resumo em Inglês:

    The virulence mechanisms of avian pathogenic Escherichia coli (APEC) have been continually studied and are believed to be multi-factorial. Certain properties are primarily associated with virulent samples and have been identified in avian isolates. In this study a total of 61 E. coli, isolates from chicken flocks with respiratory symptomatology, were probed by Polimerase Chain Reation (PCR) for the presence of genes responsible for the adhesion capacity, P fimbria (papC) e F11 fimbria (felA), colicin production (cvaC), aerobactin presence (iutA), serum resistance (iss), temperature-sensitive hemagglutinin (tsh), and presence of K1 and K5 capsular antigens (kpsII). The iss gene was detected in 73,8%, tsh in 55,7%, iutA in 45,9%, felA in 39,3%, papC in 24,3%, cvaC in 23% and kpsII in18%.
  • Senecio brasiliensis (Asteraceae) poisoning in Murrah buffaloes in Rio Grande do Sul

    Corrêa, André M.R.; Bezerra Junior, Pedro S.; Pavarini, Saulo P.; Santos, Adriana S.; Sonne, Luciana; Zlotowski, Priscila; Gomes, Gisele; Driemeier, David

    Resumo em Português:

    Descreve-se a ocorrência de um surto de intoxicação espontânea por Senecio brasiliensis em búfalos Murrah (Bubalus bubalis) em uma propriedade localizada no município de Nova Prata, Estado do Rio Grande do Sul, no período de junho a agosto de 2006. De um total de 90 búfalos, 13 adoeceram e 11 morreram. Os animais eram mantidos em áreas de pastoreio altamente infestadas por S. brasiliensis. Os principais sinais clínicos relatados foram letargia, apatia, emagrecimento progressivo, diarréia e decúbito permanente. Necropsia foi feita em dois dos 11 animais mortos. As lesões foram características de intoxicações por alcalóides pirrolizidínicos. A grande quantidade da planta, forte estiagem e desnutrição conseqüente foram os principais achados epidemiológicos associados com a mortalidade.

    Resumo em Inglês:

    Thirteen (14.4%) out of 90 Murrah buffaloes (Bubalus bubalis) became ill after con-sumption of Senecio brasiliensis, and 11 (12.2%) of them died. The buffaloes were kept in a highly Senecio brasiliensis infested area. The poisoning occurred in June-August 2006 on a farm in the county of Nova Prata, Rio Grande do Sul, southern Brazil. Clinical signs included weakness, apathy, progressive weight loss, permanent decubitus, and diarrhea. Necropsy was performed in 2 of the 11 buffaloes that died. The pathological findings were typical of poisoning by pyrrolizidine alkaloids. High infestation of pastures with S. brasiliensis, severe drought, and consequent starvation were the main epidemiological factors associated with the poisoning here described.
  • Genetic grouping of avian infectious bronchitis virus isolated in Brazil based on RT-PCR/RFLP analysis of the S1 gene

    Montassier, Maria de Fátima S.; Brentano, Liana; Montassier, Hélio J.; Richtzenhain, Leonardo J.

    Resumo em Português:

    Doze isolados de campo do Brasil e uma estirpe de referência vacinal do vírus da bronquite infecciosa das aves (VBI) foram propagadas em ovos embrionados SPF. O gene S1 dessas amostras foi analisado por RT-PCR seguido de RFLP, empregando-se as enzimas de restrição HaeIII, XcmI e BstyI. Observou-se a existência de cinco genotipos diferentes: M (Massachusetts), A , B, C e D. Cinco dos doze isolados de campo do VBI foram classificados no genótipo Massachusetts e os sete vírus restantes foram classificados em quatro genotipos diferentes; A (2), B (2), C (2) ou D (1). Os resultados desta genotipagem concordam com os dados obtidos na análise imunológica previamente realizada para a maior parte destes vírus, destacando a ocorrência de uma variabilidade marcante entre os isolados do VBI que estão circulando nas granjas avícolas comerciais do Brasil.

    Resumo em Inglês:

    Twelve Brazilian isolates and one reference vaccine strain of avian infectious bronchitis virus (IBV) were propagated in embryonating chicken eggs. The entire S1 glycoprotein gene of these viruses was analysed by reverse-transcriptase-polymerase chain reaction and restriction fragment length polymorphism (RT-PCR-RFLP), using the restriction enzymes HaeIII, XcmI and BstyI. The RFLP patterns led to the classification of these isolates into five distinct genotypes: A, B, C, D and Massachusetts. Five of twelve isolates were grouped in Massachusetts genotype and the remaining seven viruses were classified into four distinct genotypes: A (2), B (2), C (2) or D (1). Such genotyping classification agreed with previous immunological analysis for most of these viruses, highlighting the occurrence of a relevant variability among the IBV strains that are circulating in Brazilian commercial poultry flocks.
Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA Pesquisa Veterinária Brasileira, Caixa Postal 74.591, 23890-000 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel./Fax: (55 21) 2682-1081 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: pvb@pvb.com.br