• Plataforma de registro de ensaios clínicos Editorial

    Ruiz, Milton Artur
  • Mortalidade após esplenectomia Editorial

    Petroianu, Andy
  • Análise de marcadores intracelulares por citometria de fluxo nas leucemias Editorial

    Vasconcelos, Dewton de Moraes
  • Ferro endovenoso no tratamento da anemia ferropriva: seguro e eficaz Editorial

    Fabron Júnior, Antonio
  • Hemoterapia moderna, práticas antigas Editorial

    Angulo, Ivan de Lucena
  • Utilização de saponina em citometria de fluxo: uma alternativa factível para permeabilização celular Artigos

    Pereira, Juliana; Brocardo-Lima, Graciela A.; Beitler, Beatriz; Chamone, Dalton A. F.

    Abstract in Portuguese:

    A pesquisa de antígenos intracelulares por citometria de fluxo é essencial para o estudo imunofenotípico das doenças onco-hematológicas. A utilização de saponina para permeabilização celular tem se mostrado eficaz e de menor custo. Com suas propriedades detergentes, permeabiliza a membrana citoplasmática sem danificá-la ou alterar a expressão dos antígenos de membrana, permitindo a detecção simultânea de antígenos intracelulares e de superfície. O objetivo deste trabalho foi analisar a eficácia da técnica de permeabilização celular com a utilização de saponina como agente permeabilizante. Foram avaliadas 36 amostras de sangue periférico e de medula óssea enviadas ao Laboratório de Imunopatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para estudo imunofenotípico. Realizamos a técnica de imunofluorescência direta e utilizamos o programa CellQuest (Becton Dickinson, San Jose, CA) do citômetro de fluxo FACSCalibur (Becton Dickinson, San Jose, CA) para aquisição e análise dos dados. Observamos excesso de perda celular quando utilizamos o tampão de lavagem estocado por período superior a sete dias, à temperatura de 2ºC a 8ºC, e perda mínima com tampão de lavagem recém-preparado ou congelado no momento do preparo e descongelado apenas no momento do uso. Para eliminar o excesso de perda celular realizamos análise sistemática das etapas da técnica, o que nos permitiu adequá-la e utilizá-la na rotina de nosso laboratório. Em país de recursos escassos padronizamos uma técnica viável para pesquisar antígenos intracelulares por citometria de fluxo, mais rápida, eficaz e com redução dos custos financeiros em 35%.

    Abstract in English:

    Intracellular antigen investigations by means of flow cytometry are essential for immune phenotypical studies of oncohematological diseases. The use of Saponin for cellular permeabilization has proved to be cost-effective. Due to its detergent properties, Saponin permeabilizes the cytoplasmatic membrane without harming it or altering membrane antigen expressions, thus allowing simultaneous detection of intracellular and surface antigens. The objective was to analyze the efficiency of the cell permeabilization technique using Saponin as a permeabilizing agent. Thirty-six samples of peripheral blood and bone marrow underwent an immune phenotypical study at the Immune Pathology Laboratory of the Hospital das Clínicas of the University of São Paulo. Direct immunofluorescence was accomplished using the CellQuest program (Becton Dickinson, San Jose, CA) of the FACSCalibur flow cytometer (Becton Dickinson, San Jose, CA) to acquire and analyze the data. Excessive cell loss was observed when using rinsing buffers stored for more than seven days at temperatures ranging from 2ºC to 8ºC. Minimal cell loss was found when rinsing buffers were used immediately after preparation or frozen at the time of preparation and thawed just before use. In order to eliminate excessive cell loss, a systematic analysis of the technique stages was carried out, allowing us to restructure the technique to our purposes and its use in our laboratory. In a country with scarce resources, a viable, faster, more cost-effective technique (35% reduction in cost) aimed at investigating intracellular antigens by flow cytometry has been standardized.
  • Análise comparativa da intensidade de fluorescência de CD10 e de CD19 em blastos leucêmicos e hematogônias: A comparative analysis Artigos

    Matos, Jesamar C.; Jorge, Fátima M. G.; Queiroz, José A. N.

    Abstract in Portuguese:

    Hematogônias são células jovens normais da medula óssea responsáveis pela produção das células de linhagem B do sistema imunológico. A leucemia linfoblástica aguda de células precursoras B representa um dos tipos de transformação neoplásica destes precursores hematopoéticos. Devido à alta similaridade citológica das hematogônias e dos blastos leucêmicos, é possível haver erros de interpretação em suas análises, sendo importante, em algumas circunstâncias, o uso de técnicas complementares diagnósticas para diferenciá-las. Os antígenos CD10 e CD19 estão expressos em ambos os tipos celulares, e uma extensão no uso de outros marcadores é necessária para caracterização da natureza benigna ou maligna das células. Foram testadas possíveis diferenças nas curvas de expressão de CD10 e CD19 dos dois tipos celulares. Para o grupo em estudo, foram colhidas 39 amostras de pacientes portadores de LLA de linhagem B por ocasião do diagnóstico. A idade variou de 0 a 14 anos com uma média de 6,6 anos. Como grupo controle, foram também colhidas 36 amostras de medula óssea de pacientes pediátricos não portadores de neoplasia. A idade variou de 0 a 15 anos com uma média de 5 anos. Nos dois grupos, as diferenças nos gráficos das distribuições de intensidade de fluorescência (IF) de CD10 e CD19 foram analisadas quanto aos parâmetros: Média (ME), desvios-padrão (DP), coeficientes de variação (CV), coeficientes de inclinação (CI) e coeficiente de curtose (CC). Os valores individuais destes parâmetros de cada amostra foram comparados com os intervalos gerados pelo grupo controle: ME±2DP; ME±2,5DP e ME±3DP. Foi possível distinguir os dois grupos com 89,7% e 75%, 79,5% e 100%, 71,8% e 100%, de sensibilidade e especificidade para os respectivos intervalos. As expressões de CD10 e CD19 em blastos e hematogônias são diferentes, podendo ser de utilidade prática na distinção entre os dois tipos celulares.

    Abstract in English:

    Hematogones are normal immature cells from bone marrow that are responsible for the production of the immune system's B cell lineage. Acute lymphoblastic leukemia (ALL) of precursor B cells represents one type of neoplastic transformation of hematogones. Due to their high similarity, there are risks of erroneous interpretation making the use of complementary diagnostic techniques necessary. CD10 and CD19 antigens are expressed on both types of cells so, the use of other monoclonal antibodies is necessary to identify their malignant or benign nature. In an attempt to avoid the use of different antibodies, we investigated possible differences in the expressions of CD10 and CD19 in both cell types. We collected 36 samples of bone marrow from non-neoplastic patients as a control group. The ages of the patients ranged from 0 to 15 years with an average of 5 years. Also 39 samples from patients with ALL of B cells were collected. The ages of these individuals ranged from 0 to 14 years with an average of 6.6 years. We analyzed the differences between the fluorescence in respect to average intensity, standard deviation, variation, inclination and kurtosis coefficients for the two markers. The individual values of each sample were compared with the intervals generated by the values of the control group: mean ± 2SD; mean ± SD and mean ± 3SD. It was possible to distinguish the groups with 89.7% and 75%; 79.5% and 100% and 71.8% e 100% of sensitivity and specificity, respectively for the three intervals. In conclusion, the expression of CD10 and CD19 antigens on blasts and hematogones are significantly different and may be useful in the differentiation of the two cell types.
  • Análise de sobrevivência relacionada ao sexo, após esplenectomia, em modelo animal Artigos

    Alberti, Luiz R.; Rocha, Renata F.; Caldeira, Daniel A. M.; Petroianu, Andy

    Abstract in Portuguese:

    É sabido que a esplenectomia causa propensão a infecções, principalmente aquelas causadas por microorganismos capsulados. Essas complicações acompanham-se de maior mortalidade e conseqüente menor sobrevida dos indivíduos asplênicos. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a sobrevida em relação ao sexo de ratos submetidos a esplenectomia total. Foram estudados 34 ratos, distribuídos em dois grupos, sendo o Grupo 1 (n=14) controle, animais submetidos apenas a laparotomia e o Grupo 2 (n=20) submetidos a esplenectomia total. Os animais de cada grupo foram distribuídos em dois subgrupos iguais, sendo o Subgrupo A composto por machos e o Subgrupo B por fêmeas. Os ratos foram acompanhados por um período máximo de noventa dias com vista à sua sobrevivência. Observou-se que a mortalidade após esplenectomia total foi de 80% no Subgrupo dos animais machos e de 30% no das fêmeas. Não houve óbitos no Grupo 1. Os ratos esplenectomizados apresentaram sobrevida inferior à das ratas esplenectomizadas (p = 0,034). De acordo com os resultados obtidos, a esplenectomia diminui a sobrevida de ratos, e as fêmeas murinas apresentam maior resistência à asplenia e conseqüentemente menor mortalidade do que os machos.

    Abstract in English:

    It is well known that splenectomy increases the risk of infections, mainly those caused by capsulated bacteria. These complications are associated with greater mortality and lower survival rates in asplenic individuals. The objective of the present work was to assess the survival of rats submitted to total splenectomy. Thirty-four rats were divided into 2 groups: Group 1 (n = 14): control animals, submitted only to laparotomy; Group 2 (n = 20): animals submitted to splenectomy. Both groups were subdivided into 2 subgroups, namely, subgroup A, male rats, and subgroup B, female rats. The animals were followed during a 90-day period to assess their survival. The mortality of animals in Group 2 was 80% for males and 30% for females. No death occurred in animals of Group 1. Splenectomized males had significantly lower survival than splenectomized females (p=0.034). According to the results of the present work, total splenectomy diminishes the survival in rats and the female rodents present greater resistance to the asplenic state, and, therefore fewer deaths occur compared to male rats.
  • Avaliação da eficácia do uso intravenoso de sacarato de hidróxido de ferro III no tratamento de pacientes adultos com anemia ferropriva Artigos

    Cançado, Rodolfo D.; Brasil, Sérgio A. B.; Noronha, Tatiana G.; Chiattone, Carlos S.

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo desse estudo foi avaliar a eficácia do uso intravenoso de sacarato de hidróxido de ferro III no tratamento de pacientes adultos com anemia ferropriva. No período de janeiro de 2003 a dezembro de 2005, estudamos cinqüenta pacientes com anemia ferropriva que apresentaram intolerância e/ou resposta inadequada ao tratamento com ferro por via oral e/ou valor de hemoglobina inferior a 7,0 g/dL. Os principais exames laboratoriais realizados foram: hemograma completo, contagem de reticulócitos, ferro sérico, capacidade total de ligação de ferro e ferritina sérica. Os pacientes receberam uma dose semanal de 200 mg de sacarato de hidróxido de ferro III diluído em 250 mL de soro fisiológico a 0,9%, administrado por via intravenosa em trinta minutos. O tratamento foi realizado até a obtenção do valor de hemoglobina igual ou maior que 12,0 g/dL para mulheres e 13,0 g/dL para homens, ou até a administração da dose total de ferro parenteral recomendada para cada paciente. A idade mediana dos cinqüenta pacientes estudados foi de 45 anos, variando entre 28 e 76 anos; quarenta (80,0%) eram do sexo feminino. A causa mais comum de anemia ferropriva no sexo feminino foi sangramento uterino anormal observado em 25/40 pacientes (62,5%) e, no sexo masculino, gastrectomia parcial em 7/10 (70,0%). Vinte e quatro (48,0%) pacientes foram incluídos nesse estudo por falta de resposta à terapia com ferro oral, 22 (44,0%) por intolerância ao ferro oral e quatro (8,0%) por hemoglobina < 7,0 g/dL. Os valores médios da hemoglobina e da ferritina sérica foram de 8,48 g/dL e 4,65 ng/mL (pré-tratamento) e 12,34 g/dL e 93,20 ng/mL (pós-tratamento)(p<0,001), respectivamente. O aumento médio de hemoglobina foi de 3,61 g/dL e de 4,83 g/dL para os sexos feminino e masculino, respectivamente. Correção da anemia foi obtida em 26 (65,0%) das quarenta pacientes do sexo feminino e em nove (90,0%) dos dez pacientes do sexo masculino. Seis pacientes haviam recebido transfusão de hemácias antes de iniciar o tratamento com ferro intravenoso. Dos cinqüenta pacientes estudados, nenhum recebeu transfusão de hemácias durante ou após o término do tratamento. O uso intravenoso de sacarato de hidróxido de ferro III é uma opção eficaz e segura no tratamento de pacientes adultos com anemia ferropriva que não obtiveram resposta satisfatória com a utilização do ferro oral. Esta opção terapêutica deve ser levada em consideração sobretudo nos pacientes com anemia sintomática a fim de se obter rápido aumento dos valores da hemoglobina e se evitar transfusão de hemácias.

    Abstract in English:

    The objective of this study was to evaluate the efficacy of intravenous iron III-hydroxide saccharate to treat adult patients with iron deficiency anemia. Between January 2003 and December 2005 we studied 50 patients with iron deficiency anemia who presented intolerance or inadequate response to oral iron therapy, or hemoglobin level < 7 g/dL. The main laboratory tests performed were: complete blood cell count, reticulocyte count, serum iron, total iron-binding capacity and serum ferritin. The patients received a weekly dose of 200 mg of iron diluted in 250 mL of 0.9% sodium chloride solution administered intravenously during 30 minutes. It was performed until a hemoglobin level = 12.0 g/dL for women or13.0 g/dL for men was reached or completing the administration of the total dose of parenteral iron recommended for each patient. The median age of the patients studied was 45 years (age range from 18 to 76). Forty out of 25 patients (80%) were women. The most common cause of iron deficiency anemia was abnormal uterine bleeding observed in 62.5% of female patients (25 out of 40) and partial gastrectomy in 70% of male patients (7 out of 10). Twenty-four (48%) patients were included in this study due to a lack of response to oral iron therapy, 22 (44%) showed intolerance to oral iron and 2 (8%) presented with a hemoglobin level < 7.0 g/dL. The mean hemoglobin and ferritin values were 8.48 g/dL and 4.65 ng/mL (pretreatment) and 12.34 g/dL and 93.20 ng/mL (post-treatment) (p<0.001), respectively. The average increase of hemoglobin was 3.61 g/dL and 4.83 gdL for women and men, respectively. Correction of anemia was obtained in 26 out of 40 female patients (65%) and in 9 out of 10 male patients (90%). Six patients received blood transfusions before starting intravenous iron treatment. None of the 50 studied patients needed red blood cell transfusions during or after completing the treatment. The use of intravenous iron III-hydroxide saccharate is an efficacious and safe option in the treatment of adult patients with iron deficiency anemia who lack satisfactory response to oral iron therapy. This treatment option should be considered mainly in patients with severe anemia in order to obtain rapid increases in the hemoglobin levels and to avoid blood transfusions.
  • Ação do prebiótico sobre as proteínas de fase aguda de pacientes com neoplasia hematológica Artigos

    Búrigo, Telma; Fagundes, Regina L. M.; Trindade, Erasmo B. S. M.; Vasconcelos, Helena C. F. F.; Massaut, Ires H. B.; Rotolo, Marco Antônio S.

    Abstract in Portuguese:

    Os pacientes com neoplasias hematológicas são submetidos a tratamento quimioterápico que induz uma intensa alteração na integridade da mucosa intestinal, favorecendo um aumento da sua morbi-mortalidade. O presente trabalho foi desenvolvido na Unidade de Transplante de Medula Óssea do Centro de Pesquisas Oncológicas em Florianópolis - SC e teve como objetivo estudar a ação do prebiótico na resposta de proteína da fase aguda de pacientes com neoplasias hematológicas submetidos à quimioterapia. Foi realizado um estudo clínico randomizado duplo cego envolvendo 25 pacientes divididos em dois grupos que receberam por 15 dias: 12g de FOS (n=14) ou placebo (maltodextrina) (n=11). Todas as variáveis foram determinadas antes e após a suplementação. Foram avaliados os níveis séricos das proteínas de fase aguda negativas (albumina e pré-albumina) e a proteína de fase aguda positiva, proteína C reativa (PCR). Verificaram-se a presença de diarréia e de constipação, bem como a quantidade de bifidobactérias e valores de pH fecal. A redução dos níveis séricos de proteínas de fase aguda negativas (albumina e pré-albumina) comprovam o intenso catabolismo protéico, priorizando a síntese de proteína de fase aguda positiva (PCR). O grupo suplementado apresentou um aumento significante na quantidade de bifidobactérias e o pH fecal não foi alterado em ambos os grupos. Os níveis séricos de PCR foram estatisticamente superiores no grupo controle, indicando a ocorrência de processos inflamatórios e maior demanda metabólica, sugerindo que a quantidade de bifidobactérias pode ter favorecido a redução deste quadro no grupo suplementado, confirmado pela correlação negativa entre estas variáveis.

    Abstract in English:

    Patients with hematologic neoplasias are submitted to chemotherapeutic treatment that induces intense alterations in the integrity of the intestinal mucous membrane, favoring an increase in the morbimortality rate. The current work was developed in the Bone Marrow Transplantation Unit of the Oncology Research Center in Florianopolis and was aimed at studying the action of prebiotic agents on protein response in the acute phase of hematologic neoplastic patients submitted to chemotherapy. A double-blind randomized clinical trial was performed involving 25 patients divided into two groups. Patients received 12 g FOS (n=14) or placebo (maltdextrine) (n=11) over 15 days. All the variables were determined before and after supplementation. The serum levels of negative acute phase proteins, albumin and pre-albumin, and positive acute phase proteins, C-reactive protein, were evaluated. The presence of diarrhea and constipation are reported, as are the quantity of bifidobacteria and fecal pH measurements. Reductions in the serum levels of negative acute phase proteins (albumin and pre-albumin) show intense proteic catabolism thereby, favoring the synthesis of protein in the positive acute phase. The supplemented group presented with a significant increase in the quantity of bifidobacteria. The fecal pH levels were affected in both groups. The serum levels of positive acute phase proteins were statistically higher in the control group indicating the occurrence of inflammatory processes and a higher metabolic demand suggesting that the quantity of bifidobacteria may favor a reduction of these adverse conditions in the supplemented group as was confirmed by the negative correlation between variables.
  • Hematological and nutritional parameters in apparently healthy elderly individuals Articles

    Schaan, Mariza D'Agord; Schwanke, Carla H. A.; Bauer, Moisés; Luz, Clarice; Cruz, Ivana M.

    Abstract in Portuguese:

    Foi realizado um estudo não probabilístico em idosos que vivem na comunidade. A primeira análise teve um delineamento transversal e análises adicionais um delineamento caso-controle. Na primeira análise foram incluídos 745 indivíduos. Análises adicionais foram feitas em 46 idosos saudáveis (HE) e em 33 adultos jovens (YA) incluindo: análises clínicas, hematológicas e bioquímicas, recordatório nutricional de 24 horas e questionário de freqüência dietética. Os idosos saudáveis foram selecionados através do uso do protocolo Seniour. Para evitar viés de seleção na amostra HE, uma análise adicional comparando variáveis culturais, socioeconômicas e saúde com a dos idosos não selecionados (DE). A prevalência de HE foi de 17% (n=46) sendo que, entre estes, 4,3% estavam anêmicos. Não ocorreram diferenças estatísticas de hematócrito, hemoglobina, leucócitos, neutrófilos e vitamina B12 entre os grupos AHEe YA. Níveis médios de MCV, RDW, eosinofilos folato and ferritina foram mais altos no grupo AHE do que no YA. Ao contrário, as plaquetas foram mais altas no grupo YA. Não ocorreram diferenças significativas entre os grupos AHE e DE quando os indicadores nutricionais foram comparados. A comparação entre indicadore nutricionais de idosos anêmicos e não-anêmicos em idosos aparentemente saudáveis mostrou diferenças significativas na ingestão de vitamina B12 e de proteína, que foi mais baixa nos idosos anêmicos. Os resultados sugerem diferenças biológicas independentes entre os parâmetros hematológicos de idosos e jovens.

    Abstract in English:

    A non-probabilistic study in an elderly free living community was performed. The first analysis was cross-sectional in design and the additional analysis, a case-control design. In the first analysis, 745 subjects were enrolled. Additional analyses, made in 46 apparently healthy elderly subjects (AHE) and 33 young adults (YA) included: clinical, hematological and biochemical analyses, 24-hours nutritional recall and diet frequency questionnaire. The AHE were selected using the Senieur test protocol. To avoid selection bias in the AHE sample, additional analysis comparing cultural, socioeconomic, and health variables were compared between AHE and non-selected elderly with same dysfunction or morbidity (DE). The prevalence of AHE was 6.17% (n=46) among whom 4.3% were anemic. There were no statistically differences in hematocrit, hemoglobin, leukocytes and vitamin B12 levels between AHE and YA groups. Mean values of MCV, RDW, eosinophils, folate and ferritin were higher in the AHE than the YA group. On the other hand, platelets were higher in the YA group. No statistically significant difference occurred between the AHE and DE groups when nutritional indicators were compared. The comparison between nutritional indicators of anemic and non-anemic apparently healthy elderly people showed statistically significant differences in vitamin B12 and protein intake, which were lower in the anemic elderly. The results suggest independent biological differences between hematological parameters of elderly and young individuals.
  • Transplante autólogo de células-tronco hematopoéticas como tratamento do mieloma múltiplo: experiência da Unidade de Transplante de Medula Óssea da Bahia Artigos

    Pallotta, Ronald; Lima, Denize F.; Cal, Flávia; Silva, Rafael M. A.; Frempong, Rosana F.; Cerqueira, Tais; Pinto, Thiago B.; Espirito Santo, Thyago M.

    Abstract in Portuguese:

    O mieloma múltiplo (MM) é uma doença maligna de células plasmáticas incurável. O transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH) faz parte da estratégia terapêutica para a maioria dos pacientes. Devido à distribuição heterogênea dos centros de transplante no nosso país, os autores têm por objetivo descrever a experiência de um centro nordestino no tratamento desta entidade. De fevereiro de 2000 a dezembro de 2005 foram realizados e analisados de maneira prospectiva 21 TCTH autólogos para pacientes com MM no Hospital Português da Bahia. Epidemiologicamente houve predomínio do sexo feminino (1,6:1) e uma predominância de caucasianos (61,9%). A mediana de idade ao diagnóstico foi de 58 anos, sendo a maioria secretores de IgG (71,4%) que se apresentavam com estágio clínico IIIA (90,5%). A indicação para o procedimento foi a consolidação da remissão (RC) obtida inicialmente pela quimioterapia (52,4%) ou o resgate de uma doença refratária (47,6%). A taxa de sobrevida global (SG) foi de 74,7%, a taxa de sobrevida livre de doença (SLD) foi de 61,9% e a taxa de mortalidade (TM) foi de 5% nos primeiros cem dias. Quando avaliamos os pacientes transplantados em relação à fase da doença no momento do procedimento, observamos que aqueles transplantados em RC tiveram SG e SLD superiores àqueles não transplantados em RC (90,9% vs 64% e 68,2% vs 56%). Embora com uma epidemiologia peculiar, os resultados se mostraram semelhantes aos da literatura mundial, reforçando o fato de que o TCTH autólogo é fundamental na estratégia terapêutica contra o MM e está disponível no nordeste brasileiro.

    Abstract in English:

    Multiple myeloma (MM) continues to be an incurable plasma cell malignancy. Autologous hematopoietic stem cell transplantation (HSCT) is part of the treatment strategy for the majority of patients. Based on the heterogeneous distribution of the transplantation centers in Brazil, the authors describe their experience treating this disease in a northeastern hospital. From February 2000 to December 2005, 21 autologous HSCT were performed for patients with MM in the Portuguese Hospital in Bahia. There was a prevalence of women (1.6:1) and Caucasians (61.9%). The median age at diagnosis was 58, with the majority secreting IgG (71.4%) and presenting as stage III A (90.5%). The overall survival rate was 74.7%, disease free survival was 61.9% and the mortality rate (MR) was 5% over the first 100 days. The results also showed that patients in complete remission had better overall survival and disease free survival than those not in complete remission (90.9% vs. 64% and 68.2% vs. 56%). Therefore it is possible to conclude that even with a peculiar epidemiology, the results proved to be similar to the literature reinforcing the fact that HSCT is fundamental in the therapeutic strategy against MM and is available in the northeast of Brazil.
  • Efeito da bomba de infusão de soluções sobre o grau de hemólise em concentrados de hemácias Artigos

    Carvalho, Eunice B.; Borges, Émerson L.; Carlos, Luciana M. B.; Silva, Marcos Antônio M.; Magalhães, Sílvia M. M.; Gomes, Francisca V. B. A. F.; Carvalho, Márcio J. C.; Quixadá, Acy T. S.; Pitombeira, Maria H. S.

    Abstract in Portuguese:

    A lise das hemácias, de causa imune ou não imune, pode provocar a elevação da hemoglobina plasmática induzindo efeitos deletérios principalmente nos rins e no sistema cardiovascular. Este trabalho objetiva evidenciar o possível efeito hemolítico induzido pelo trauma mecânico provocado pela passagem das hemácias em diferentes modelos de bombas de infusão de soluções, em concentrados de hemácias com até dez dias de armazenamento, preparados com Sag-Manitol. Foram utilizados três modelos de bombas (Nutrimat, Infusomat Compact e Volumed), com quatro aparelhos de cada modelo, testados em três velocidades de infusão (120 mL/h, 240 mL/h e 360 mL/h). Os parâmetros utilizados para evidenciar o grau de hemólise foram o percentual de hemólise e os níveis de hemoglobina e potássio livres no plasma. As amostras foram coletadas antes da passagem do concentrado de hemácias pelas bombas, na metade do tempo de infusão e no final da infusão, nas diferentes velocidades. Não ocorreu variação significativa entre os valores dos parâmetros analisados nas amostras controle e naquelas coletadas nas diferentes velocidades, marcas de bombas, mecanismos de infusão entre as bombas da mesma marca e entre os diferentes tempos de infusão. A principal variação encontrada foi relacionada com o potássio livre, devido à variação inerente aos próprios concentrados, o que foi evidenciado ao se compararem os valores obtidos nas amostras controle e nas amostras colhidas nos tempos médio e final em cada bomba. De acordo com os resultados obtidos, não houve alteração estatisticamente significativa do percentual de hemólise após a passagem pelas bombas de infusão nos modelos analisados.

    Abstract in English:

    The lyses of red blood cells, both for immune or non-immune reasons, can cause an elevation in plasmatic hemoglobin, inducing harmful effects mainly in the kidneys and cardiovascular system. This work aims at identifying the possible hemolytic effect, related to mechanical trauma due to the use of different models of infusion pumps, on red blood cells transfused after up to ten days of storage. Three models of pumps were studied (Nutrimat, Infusomat Compact and Volumed), (four devices of each model) with three infusion speeds being tested (120 mL/h, 240 mL/h and 360 mL/h). The parameters used to report the degree of hemolysis were the percentile of hemolysis, hemoglobin levels and free potassium in the plasma. Samples were collected before infusion of red blood cells using the pumps, half way through infusion (1/2 T) and at the end of infusion (T), for the three different speeds. Significant variations were not seen in the analyzed parameters between the control samples and those collected at different speeds, using different models of pumps and infusion mechanisms and among pumps of the same brand and at different infusion times. The greatest variation found involved free potassium, probably due to the different levels found in red blood cell concentrates seen when control samples were compared to values obtained half way through and at the end of infusion for each pump. In agreement with the obtained results changes in the percentile of hemolysis were not found after infusion of the cells using the different infusion pumps.
  • Avaliação laboratorial da deficiência de ferro em doadoras de sangue Artigos

    Cançado, Rodolfo D.; Fonseca, Luciana G.; Claro, Marcelo R. C.; Tajara, Flávia S.; Langhi Junior, Dante M.; Chiattone, Carlos S.

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo deste estudo foi avaliar a freqüência da deficiência de ferro em doadoras de sangue do Hemocentro da Santa Casa de São Paulo segundo o tipo de doador, o número total de doações anteriores e a freqüência de doações realizadas nos últimos 12 meses. No período de 05 a 20 de outubro de 2004 foram estudadas 100 doadoras de sangue utilizando-se a determinação da ferritina sérica e dos índices eritrocitários. A freqüência de doadoras de sangue que apresentavam deficiência de ferro foi de 16,0 %. Para as doadoras de primeira vez, 10,5% delas já apresentavam deficiência de ferro à primeira doação de sangue e, para aquelas que não eram de primeira vez, essa freqüência foi de 17,7% (p<0,05). Observamos que quanto maior o número total de doações de sangue, maior a freqüência de doadores com deficiência de ferro. A freqüência encontrada foi estatisticamente significante somente para as doadoras com mais de quatro doações (p<0,05). Constatamos que quanto maior o número de doações realizadas nos últimos 12 meses, maior a freqüência de doadoras com deficiência de ferro. A freqüência observada foi estatisticamente significante para as doadoras com duas ou mais doações nos últimos 12 meses (p<0,05). Concluímos que a doação de sangue constitui-se numa causa importante de deficiência de ferro, particularmente nas doadoras de repetição. A elevada freqüência de doadoras de sangue com deficiência de ferro observada neste estudo sugere a necessidade de uma triagem laboratorial mais acurada, uma vez que a determinação isolada da hemoglobina ou do hematócrito não é suficiente para detectar e excluir as doadoras com deficiência de ferro sem anemia.

    Abstract in English:

    The aim of this study was to evaluate the frequency of iron deficiency in blood donors at the Santa Casa Blood Bank and to establish the frequency of iron deficient blood donors according to first-time and multiple donors, the total number of lifetime donations and the frequency of donations per year. Between 5th and 20th October 2004, one hundred blood donors were studied using the biochemical measurement of serum ferritin and red blood cell indices. The frequency of iron deficiency in blood donors was 16.0%. The frequency of iron deficiency was higher in non-first-time than in first-time female blood donors (10.5% versus 17.7%; p<0.05). The frequency of iron deficiency was higher in the multiple blood donors and this difference was statistically significative in female blood donors after more than four donations (p<0.05) and among female blood donors with two or more donations per year (p<0.05). We conclude that blood donation is a very important factor of iron deficiency in female blood donors, particularly in multiple donors. The high frequency of blood donors with iron deficiency found in this study suggests the necessity for more accurate laboratory screening, as the hemoglobin or hematocrit measurements alone are insufficient to detect and exclude blood donors with iron deficiency without anemia.
  • Avaliação do conhecimento sobre hemoterapia e segurança transfusional de profissionais de enfermagem Artigos

    Ferreira, Oranice; Martinez, Edson Z.; Mota, Celso A.; Silva, Antônio M.

    Abstract in Portuguese:

    Os riscos envolvidos na transfusão de sangue e hemoderivados podem ser conseqüentes de procedimentos inadequados, erros ou omissões dos profissionais responsáveis pela transfusão. O presente estudo objetivou determinar o nível de conhecimento sobre o assunto e a adequação das práticas transfusionais dos profissionais de Enfermagem que atuam em um grande hospital universitário do interior de São Paulo. O estudo foi realizado durante um treinamento teórico em Hemoterapia, onde foi aplicado um instrumento de coleta de dados antes e após o treinamento, caracterizando estes profissionais e avaliando seus conhecimentos sobre o tema. Participaram enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem responsáveis pela administração de transfusões. Mais da metade se sente pouco ou mal informada sobre o assunto. Grande parte referiu que os pacientes não são orientados sobre sinais e sintomas de reações transfusionais, ainda referindo procedimentos incorretos para aquecimento do sangue. A avaliação de conhecimentos evidenciou lacunas importantes na capacitação destes profissionais.

    Abstract in English:

    The risks involved in blood and blood component transfusion can be caused by inadequate procedures and mistakes or omissions by professionals responsible for transfusion. The present study aims at evaluating the level of knowledge on this issue and about the adequacy of the transfusional practices of nurses at a large university hospital in the State of São Paulo, Brazil. The study was conducted during an in-service training course on hemotherapy. A data collection instrument was applied before and after the training, when the professionals were asked about their knowledge of transfusion practices. Study participants were nurses and nursing assistants, all of whom were responsible for transfusion procedures. More than half the participants felt that they were given little information or were badly informed about transfusions. A large portion of the professionals mentioned that the signs and symptoms of transfusion reactions are not explained to patients. Many participants reported inadequate blood warming procedures. The evaluation of the knowledge showed significant defects in the education of these nursing professionals.
  • Aspectos estruturais da membrana eritrocitária Revisão

    Murador, Priscila; Deffune, Elenice

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo descreve as estruturas e funções da membrana eritrocitária e sua importância na medicina transfusional. A membrana eritrocitária é uma das membranas mais conhecidas em termos de estrutura, função e genética. Como qualquer membrana plasmática, tem como função mediar transportes e, ainda, fornece ao eritrócito resistência e maleabilidade. De acordo com a International Society of Blood Transfusion (ISBT), são mais de 500 antígenos expressos na membrana das hemácias e, destes, cerca de 270 estão envolvidos nos casos de reação transfusional e doença hemolítica do feto e do recém-nascido. Na classificação feita pela ISBT, destaca-se a série de alta freqüência representada por antígenos presentes em mais de 99% dos indivíduos de uma população. Estes antígenos são conhecidos também como antígenos públicos e a maioria, quando ausente, determina problemas graves do ponto de vista transfusional. Como exemplo dessa problemática, uma gestante com ausência do antígeno P já sofreu seis abortos de repetição por insuficiência placentária devido ao anticorpo formado pela ausência do antígeno. Proteínas importantes são descritas nesta revisão como: banda 3, glicoforinas, espectrina e outras. A banda 3 é a mais abundante proteína integral da membrana do eritrócito e sua principal função é mediar a troca de cloro e ânions de bicarbonato através da membrana plasmática. A segunda proteína integral mais abundante é a sialoglicoproteína glicoforina A (GPA). Com um alto conteúdo de ácido siálico, a GPA contribui com a rede de carga negativa na superfície da membrana do eritrócito, minimizando, assim, a interação célula-célula e prevenindo sua agregação. Glicoforina C (GPC) é o receptor para PfEBP-2 (baebl, EBA-140), o mais novo local de ligação identificado para o Plasmodium falciparum.O complexo terciário - espectrina, actina e 4.1R - define a rede de citoesqueleto da membrana do eritrócito e é ainda responsável pela estabilidade sob mecanismos de estresse. Essa revisão da membrana eritrocitária é importante para um melhor entendimento das reações transfusionais, onde a formação de anticorpos contra antígenos de alta freqüência dificulta a transfusão compatível. O estudo da diversidade antigênica, a caracterização bioquímica de diferentes proteínas trará uma contribuição para o estabelecimento da saúde, assim como para o diagnóstico, desenvolvimento de tecnologias, como a produção de anticorpos monoclonais e conduta terapêutica para muitas enfermidades.

    Abstract in English:

    This article describes the structures and functions of the erythrocyte membrane and its importance in transfusional medicine. The erythrocyte membrane is one of the best known membranes in terms of structure, function and genetic disorders. As any other plasma membrane, it mediates transport functions. It also provides the erythrocytes with their resilience and deformability. According to the International Society of Blood Transfusion (ISBT), more than 500 antigens are expressed in the erythrocyte membrane, and around 270 are involved in transfusion reaction cases and hemolytic diseases of the fetus and newborn. In the ISBT classification, the high frequency series is represented by antigens in more than 99% of population (high prevalence antigen). In transfusion, the absence of these antigens determines severe problems as for example, one woman without the P antigen suffered 6 repetitive miscarriages due to placental insufficiency, which was caused by an antibody formed against the absent P antigen. Some important erythrocyte membrane proteins are described here including Band 3, Glycophorins and spectrin. The most abundant integral membrane protein is Band 3 and its main function is to mediate exchange of chloride and bicarbonate anions across the plasma membrane. The second most abundant integral membrane protein in the human erythrocyte is sialoglycoprotein glycophorin A (GPA). With its high sialic acid content, GPA is the main contributor to the net negative cell-surface charge and is thus critical for minimizing cell-cell interactions and preventing red cell aggregation. Glycophorin C (GPC) is the receptor for PfEBP-2 (baebl, EBA-140), the newly identified erythrocyte binding ligand of Plasmodium falciparum. The ternary complex of spectrin, actin and 4.1R defines the nodes of the erythrocyte membrane skeletal network, and is inseparable from membrane stability when under mechanical stress. This erythrocyte membrane review is important for a better understanding of transfusion reactions, where the antibody formation against high prevalence antigens makes compatible transfusions difficult. The study of antigen diversity and biochemical characterization of different proteins will contribute to healthcare, as well as diagnosis, development of technology such as monoclonal antibody production and the therapeutic conduct of many diseases.
  • Importância dos programas de triagem para o gene da hemoglobina S Revisão

    Bandeira, Flávia M. G. C.; Bezerra, Marcos A. C.; Santos, Magnun N. N.; Gomes, Yara M.; Araújo, Aderson S.; Abath, Frederico G. C.

    Abstract in Portuguese:

    A anemia falciforme caracteriza-se como quadro hemolítico hereditário que evolui cronicamente causando danos físicos e emocionais às pessoas acometidas. Até o presente momento não se dispõe de tratamento curativo, a não ser o transplante de medula óssea, que ainda tem sido realizado de maneira experimental. A triagem neonatal de hemoglobinopatias, principalmente da anemia falciforme, tem sido essencial ao diagnóstico precoce e à instituição de medidas preventivas e promotoras de saúde. No entanto, o Ministério da Saúde do Brasil recomenda o exame dos pais a partir da identificação de heterozigotos, mas não faz alusão quanto à ampliação da triagem para outros familiares. Uma família que possua uma criança afetada com estas síndromes passa a ter um marcador para um grupo genético de risco. Neste caso, a triagem ampliada para os familiares mais próximos (avós, pais, irmãos, tios e primos) poderá identificar muitos portadores ou casais em risco, antes do casamento e procriação, além de servir de base a programas de assessoramento genético e de controle epidemiológico das hemoglobinopatias, uma herança genética bastante freqüente em nossa população.

    Abstract in English:

    Sickle cell anemia is a hereditary condition that evolves to a chronic illness, causing physical and emotional disorders to those involved. As yet there is no cure except for bone marrow transplantation which is still in the experimental stage. Neonatal screening for hemoglobin disorders, particularly sickle cell anemia, has been crucial for ensuring early diagnosis and the application of preventive and health-promoting measures. The Brazilian Health Ministry recommends testing parents thereby identifying heterozygotes, but does not propose extending this screening to other family members. A family that has a child affected by one of these syndromes is a marker for an at-risk group. In this case extending screning to close relatives (grandparents, siblings, aunts and uncles, and cousins) may identify individuals affected by the disease or couples at risk before marriage and reproduction and serve as the basis for programs providing genetic evaluation and epidemiological control of hemoglobin diseases that are relatively common in the Brazilian population.
  • Infiltração cutânea na leucemia megacariocítica aguda com expressão de CD56 Relatos de Casos

    Farias, Mariela G.; Biermann, Maristela B.; Matos, Ana Lígia S.; Dal Bo, Suzane; Santos, Katia S. D.

    Abstract in Portuguese:

    A LMA-M7 é um subtipo raro de leucemia mielóide aguda (LMA). Está freqüentemente associada a mielofibrose e representa um subtipo de mau prognóstico. Raramente apresenta infiltração em sítios extramedulares. O aspirado de medula óssea ou biópsia mostra uma população de células pleomórficas e basofílicas, que podem apresentar projeções citoplasmáticas. A utilização da imunofenotipagem é essencial para o diagnóstico de LMA-M7. O imunofenótipo característico apresenta uma população de células leucêmicas com ausência da maioria dos marcadores linfóides e mielóides de superfície, porém com expressão para os antígenos da linhagem megacariocítica: CD41a (complexo glicoprotéico IIb/IIIa), CD42b (glicoproteína Ib) e/ou CD61 (glicoproteína IIIa), ou antígeno relacionado ao fator VIII. Freqüentemente, a coloração citoquímica Sudan Black para os blastos megacariocíticos é negativa; neste caso, foi positiva para 40% das células analisadas. A presença de CD56, cuja expressão aberrante em algumas leucemias mielóides é indicativo de mau prognóstico, pode estar associada à infiltração da pele.

    Abstract in English:

    AML-M7 is a rare subtype of acute myeloid leukemia (AML). It is frequently associated with myelofibrosis and corresponds to a poor prognosis subtype. It rarely presents with infiltration at extramedullary sites. The bone marrow aspirate or biopsy identifies pleomorphic and basophilic cell populations that may present with cytoplasmatic projections. The use of immunophenotyping is essential for the diagnosis of AML-M7. The characteristic immunophenotype presents a leukemic cell population without most lymphoid and myeloid surface markers, but with an expression of the megakaryocytic antigens: CD41a (glycoprotein complex IIb/IIIa), CD42b (glycoprotein Ib) and/or CD61 (glycoprotein IIIa), or the factor VIII-related antigen. The cytochemical stain Sudan Black is frequently negative for megakaryocytic blasts; in this case, it was positive in 40% of the analyzed cells. The presence of CD56, whose aberrant expression in some myeloid leukemias indicates poor prognosis, might be associated with skin infiltration.
  • Presença de anticorpo anti-Lutheran B em paciente com leucemia linfóide aguda Relatos de Casos

    Roberti, Maria do Rosário F.; Tuma, Cristiane A.; Maciel, Janeslane F.

    Abstract in Portuguese:

    Leucemias agudas necessitam de suporte hemoterápico para serem tratadas adequadamente. A presença do anticorpo anti-Lutheran B e a alta freqüência do antígeno em nossa população dificulta o tratamento de doenças hematológicas que necessitam de suporte transfusional, tais como a leucemia linfóide aguda (LLA). Alternativas de tratamento hemoterápico são abordadas neste artigo. Descreve-se o caso de uma paciente com LLA e anticorpo anti-Lutheran B. A dificuldade em encontrar sangue compatível levou os autores a adotarem estratégia conservadora no tratamento hemoterápico. O uso de eritropoetina e a adoção de protocolo quimioterápico individualizado viabilizaram os resultados obtidos.

    Abstract in English:

    Acute leukemia needs hemotherapeutic support to be successfully treated. The Lutheran B antibody, specifically the high frequency of this antigen in our population, has made it difficult to treat hematological malignancies that need transfusional support, including acute lymphoblastic leukemia. Finding compatible blood is complex and so the authors adopted a conservative treatment strategy. The prescription of epoetin and an individualized chemotherapy protocol may improve results. We describe a case report of a patient with anti-Lutheran B antibody and how difficulties to find compatible blood were solved.
  • Plasmaférese como tratamento de glomeruloesclerose segmentar focal (GESF) recorrente após transplante renal. Relato de caso e revisão da literatura Relatos de Casos

    Moraes, Mara C.; Roveri, Eduardo G.; Oliveira, Lívia C.; Rigatto, Sumara Z. P.; Belangero, Vera M. S.; Marques Jr, José Francisco C.

    Abstract in Portuguese:

    A glomerulosclerose segmentar focal (GESF) é uma doença renal caracterizada por síndrome nefrótica, com freqüente progressão para insuficiência renal terminal. Nesta fase, o transplante renal, tanto com doador cadáver como intervivos, aparece como a única opção terapêutica para esses pacientes. Contudo, após o transplante renal, a taxa de recorrência de GESF é alta, chegando até 50% dos casos. Nesta situação, a causa parece estar relacionada a um "fator humoral" circulante, responsável pelo aumento da permeabilidade glomerular. A remoção desse "fator humoral", por meio da plasmaférese terapêutica, aparece como uma boa opção de tratamento para esses pacientes. Neste artigo descreveremos o caso de um paciente masculino de 12 anos de idade, com diagnóstico de glomeruloesclerose segmentar focal recorrente após transplante renal, submetido a tratamento com plasmaférese. Após cinco sessões o paciente evoluiu com melhora sustentada da função renal. O uso de plasmaférese para tratamento da glomeruloesclerose segmentar focal pré e pós-transplante renal ainda é limitado, a maioria dos estudos apresentando resultados de curto prazo ou com pequeno número de pacientes. Alguns fatores preditivos de boa resposta ao tratamento têm sido identificados por diversos autores, dentre eles o início precoce do tratamento após a recorrência e a baixa idade. O número de sessões necessárias para atingir a remissão varia bastante e deve ser determinado individualmente. Outra possibilidade apresentada pelos autores é a plasmaférese profilática, não sendo possível até agora determinar sua eficácia. O caso apresentado é um exemplo de glomeruloesclerose recorrente com ótima resposta a plasmaférese terapêutica, evidenciando o potencial dessa modalidade de tratamento nesta situação e reforçando a necessidade de mais estudos.

    Abstract in English:

    Focal segmental glomerulosclerosis (FSGS) is a renal disease characterized by a nephrotic syndrome frequently evolving to end-stage renal failure. At this stage, renal transplantation, using either cadaver or live donors, is the only therapeutic option. However, after renal transplantation relapse is high, at a rate of 50% on average. The cause seems to be related to a peripheral humoral factor responsible for increasing glomerular permeability. The clearance of this factor by apheresis is today considered a good therapeutic option. We describe the case of a 12-year-old male patient, with relapsed FSGS after renal transplantation, who was treated by plasmapheresis. After five procedures a sustained improvement in the renal function was obtained. Reports published on plasmapheresis for the treatment of FSGS before and after renal transplantation are still limited to short-term results involving a small number of patients. Some predictive factors for good responses were identified by several investigators including the early start of treatment after relapse and lower ages. The number of plasmapheretic procedures to reach remission varies widely, and should be determined on a case to case basis. Another possibility presented by some investigators is prophylactic plasmapheresis, but this still lacks evidence on efficacy. This case report is an example of FSGS with a good response to plasmapheretic procedures, showing a potential benefit of this treatment. However, further controlled studies involving a higher number of patients are necessary.
  • Identificação dos polimorfismos do gene XRCC1 em pacientes com anemia falciforme Carta ao Editor

    Alves, Polyanna M.; Canalle, Renata; Martins, Paulo R. J.; Antunes, Lusânia M. G.
  • Caracterização molecular do sistema de grupo sangüíneo Dombrock em uma população brasileira Resumo de Tese

    Baleotti Jr, Wilson
  • Anticorpos antifosfolípides e aterosclerose em pacientes com trombose venosa e/ou arterial Resumo de Tese

    Rothschild, Cynthia
Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular R. Dr. Diogo de Faria, 775 cj 114, 04037-002 São Paulo/SP/Brasil, Tel. (55 11) 2369-7767/2338-6764 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: secretaria@rbhh.org