Semana Mundial da Amamentação: 20 anos de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno

EDITORIAL EDITORIAL

Semana Mundial da Amamentação: 20 anos de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno

Vilneide Maria Santos Braga Diégues Serva

Médica Pediatra, Coordenadora do Banco de Leite Humano e Centro de Incentivo ao Aleitamento Materno do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP)

No mês de agosto comemoramos a Semana Mundial da Amamentação, criada pela World Alliance for Breastfeedig Action (WABA), uma organização não governamental com sede em Penang, Malásia. Durante o seu primeiro encontro em fevereiro de 1991, em Nova York, a WABA propôs um evento de mobilização internacional em prol da amamentação.

A princípio foi sugerido um Dia Mundial da Amamentação para comemorar a aprovação da Declaração de Innocenti, assinada em 01 de agosto de 1990, durante uma reunião promovida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas pela Infância (UNICEF). Posteriormente ficou acordado que uma semana inteira seria mais eficaz, tendo surgido então a Semana Mundial da Amamentação (SMAM), comemorada internacionalmente de 01 a 07 de agosto, a partir de 1992. Cerca de 70 países participaram das comemorações da primeira SMAM e o Brasil foi um deles. Hoje mais de 150 países registram suas participações, com envolvimento de governos, Hospitais Amigos da Criança, Bancos de Leite Humano, organizações não governamentais e comunidade.

A WABA é responsável por identificar um tema, a partir de debates internacionais, e divulgá-lo, focando anualmente em um dos vários aspectos do aleitamento materno, e, conclamando os diversos países a trabalhar o tema escolhido.

Entre 1992 e 1995 os temas escolhidos remetiam aos objetivos da Declaração de Innocenti, divulgando-se a Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC) em 1992; a Mulher, Trabalho e Amamentação em 1993; o Código Internacional de Ética dos Substitutos do Leite Humano em 1994 e o Empoderamento da Mulher por meio da amamentação em 1995.

Exporemos a seguir os temas das semanas entre 1996 e 2011:

*Amamentação: uma responsabilidade de todos;

*Amamentar é um ato ecológico;

*Amamentar é o melhor investimento;

*Amamentar é educar para a vida;

*Amamentar é um direito de todos;

*Amamentação na era da informação,

*Amamentação: mães e bebês saudáveis;

*Amamentação em um mundo globalizado: pela paz e justiça;

*Amamentação exclusiva: saúde, segurança e sorrisos;

*Continuar a amamentação junto com alimentos complementares caseiros, saudáveis e seguros;

*Código Internacional, 25 anos protegendo a amamentação;

*Amamentação na primeira hora, proteção sem demora;

*Se o assunto é amamentar, apoio à mulher em primeiro lugar;

*Amamentar nas situações de emergências salva vidas;

*Amamentação: dez passos fundamentais para um bom começo;

*Amamentação: fale comigo em 3D.

No Brasil, a partir de 2004, o Ministério da Saúde, em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria lançaram a iniciativa "Madrinha da SMAM", no qual se convida em geral uma lactante famosa nos meios de comunicação para servir de espelho e modelo a ser seguido.

Em 2010 houve uma exceção. Nesse ano o tema da SMAM foi alusivo aos dez passos para o sucesso da amamentação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança. E, a propósito, como o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP) patrocinador da Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil (RBSMI), foi o primeiro hospital no Brasil a receber esse título em 1992, a solenidade de abertura oficial da SMAM foi realizada no IMIP e sua "madrinha" foi uma mulher lactante, usuária do Sistema Único de Saúde (SUS), da própria instituição.

A história da IHAC no IMIP teve início mesmo antes da aprovação do Código Internacional de Comercialização de Substitutos do Leite Materno, em Genebra, no ano de 1981. O Prof. Fernando Figueira, fundador e então presidente do IMIP, na época excedendo a função de Secretário de Saúde de Pernambuco, baixou a portaria número 99, publicada no Diário Oficial do Estado de Pernambuco, de 03 de Dezembro de 1974. Este documento proibia a distribuição de latas de leite em pó e mamadeiras às mães nos hospitais e unidades de saúde pertencentes ao Estado de Pernambuco e entidades que lhes fossem vinculadas.

Quando o Ministério da Saúde iniciou a implantação da IHAC no Brasil, em 1992, o Banco de Leite Humano e Centro de Incentivo ao Aleitamento materno do IMIP (BLH/CIAMA/IMIP) já vinha trabalhando, desde 1987, o Passo 2 - Capacitar toda a equipe de cuidados de saúde nas práticas necessárias para implementar a política de aleitamento materno, além dos Passos 5 - Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos; 6 - Não oferecer a recém-nascidos bebida ou alimento que não seja o leite materno, a não ser que haja indicação médica; 7 - Praticar o alojamento conjunto - permitir que mães e recém-nascidos permaneçam juntos - 24 horas por dia; 8 - Incentivar o aleitamento sob livre demanda; 9 - Não oferecer bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas e 10 - Promover a formação de grupos de apoio à amamentação e encaminhar as mães a estes grupos na alta da maternidade; antes mesmo que essa iniciativa tivesse sido criada no início da década de 1990.

Houve apenas a necessidade de adequação no que se referia ao Passo: 1 - Ter uma política de aleitamento materno escrito que seja rotineiramente transmitida a toda equipe de cuidados de saúde; Passo 3 - Informar todas as gestantes sobre os benéficos e o manejo do aleitamento materno e ao Passo 4 - Ajudar as mães a iniciar o aleitamento materno na primeira hora após o nascimento.

A história da IHAC no IMIP e da comemoração da SMAM está diretamente vinculada ao BLH/CIAMA/IMIP e ao seu fundador o Prof. Fernando Figueira, criador da "Revista do IMIP" em 1986 que foi publicada ininterruptamente até o ano de 2000 e a precursora imediata da RBSMI. Todos têm sido partícipes de histórias exitosas na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, não só no IMIP, como em diversos municípios e Estados brasileiros, contribuindo para o aumento da prevalência do aleitamento materno no Brasil e, por conseguinte, para a diminuição do desmame precoce e suas consequências sobre a morbidade e mortalidade infantil.

Por todos estes motivos a RBSMI também se regozija, visto que, ao longo de sua ainda breve história tem contribuído na divulgação de conhecimentos científicos através de artigos sobre aleitamento materno e amamentação de crianças no Brasil e no mundo.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    29 Set 2011
  • Data do Fascículo
    Set 2011
Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Rua dos Coelhos, 300. Boa Vista, 50070-550 Recife PE Brasil, Tel./Fax: +55 81 2122-4141 - Recife - PR - Brazil
E-mail: revista@imip.org.br