Validação de parâmetros para preenchimento do sistema de classificação de pacientes de Perroca

Validación de parámetros para completar el sistema clasificación de pacientes de Perroca

Andreia Barcelos Teixeira Macedo Caren de Oliveira Riboldi Karen Schein da Silva Thiane Mergen Isabel Cristina Echer Sônia Beatriz Cócaro de Souza Sobre os autores

Resumo

OBJETIVO

Propor parâmetros para qualificar o preenchimento do Sistema de Classificação de Pacientes proposto por Perroca

MÉTODO

Estudo de validação por consenso realizado em 2014, em hospital universitário. Amostra incluiu 10 enfermeiros especialistas, quatro professores e um profissional da informática, todos com conhecimento no Sistema de Classificação. As informações foram coletadas e analisadas por meio de registro de reuniões, onde foram discutidas estratégias para viabilizar a aplicação sistemática do instrumento na instituição. Para a construção foi considerado consenso de 100% entre experts.

RESULTADOS

Elaborou-se o guia de parâmetros informatizado com descrição do que avaliar em cada item do instrumento de Perroca, padronizando o preenchimento pelos enfermeiros.

CONCLUSÕES

O guia de parâmetros possibilitou minimizar a subjetividade dos avaliadores ao aplicar o instrumento de classificação, forneceu elementos norteadores para preenchimento e qualificou a aferição dos cuidados de enfermagem.

Palavras-chave:
Avaliação em enfermagem; Guias informativos; Estudos de validação

Resumen

OBJETIVO

Proponer parámetros para calificar el llenado del Sistema de Clasificación de Pacientes propuesto por Perroca.

MÉTODO

Estudio de validación por consenso realizado en 2014, en un hospital universitario. La muestra incluyó 10 enfermeros especialistas, cuatro profesores y un profesional de la informática, todos con conocimiento en el Sistema de Clasificación. Las informaciones fueron recolectadas y analizadas por medio de registro de reuniones, donde se discutieron estrategias para viabilizar la aplicación sistemática del instrumento en la institución. Para la construcción se consideró consenso del 100% entre los expertos.

RESULTADOS

Se elaboró ​​el guía de parámetros informatizado con descripción de lo que evaluó en cada ítem del instrumento de Perroca, estandarizando el llenado por los enfermeros.

CONCLUSIONES

La guía de parámetros posibilitó minimizar la subjetividad de los evaluadores al aplicar el instrumento de clasificación, proporcionó elementos orientadores para relleno y calificó la evaluación de los cuidados de enfermería.

Palabras clave:
Evaluación en enfermería; Guías de recursos; Estudios de validación

Abstract

OBJECTIVE

To propose parameters to qualify the filling of the Patient Classification System proposed by Perroca.

METHOD

Validation study by consensus held in 2014, in a university hospital. The sample included 10 specialist nurses, four teachers and a computer science professional, all knowledgeable in the Classification System. The information was collected and analyzed through meetings registration, where strategies were discussed to enable the systematic application of the instrument in the institution. For the construction, it was considered a consensus of 100% among the experts.

RESULTS

The computerized parameter guide was elaborated with a description of what to evaluate in each item of the Perroca’s instrument, standardizing the filling by the nurses.

CONCLUSIONS

The parameter guide made it possible to minimize the subjectivity of the evaluators when applying the classification instrument, provided guiding elements to fill it in and qualified the nursing care benchmarking.

Keywords:
Nursing assessment; Resource guides; Validation studies

INTRODUÇÃO

As mudanças na demanda de atendimento dos pacientes hospitalizados e o aumento da complexidade nos processos de produção de cuidados têm exigido reestruturações nas organizações de saúde e nos modelos de gestão11. Möller G, Magalhães AMM. Bed baths: nursing staff workload and patient safety. Texto Contexto Enferm. 2015;24(4):1044-52. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0104-0707201500003110014.
http://dx.doi.org/10.1590/0104-070720150...
. Dessa forma, as lideranças de enfermagem necessitam se comprometer com a utilização de instrumentos que auxiliem no gerenciamento dos recursos humanos, materiais, tecnológicos e financeiros com vistas a garantir o alcance de um cuidado seguro e integral, baseado nas melhores práticas assistenciais22. Silva KS, Echer IC, Magalhães AMM. Patients dependency degree in relation to the nursing team: a management tool. Esc Anna Nery. 2016;20(3):e20160060. doi: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20160060.
https://doi.org/10.5935/1414-8145.201600...
-33. Magalhães AMM, Dall' Agnol CM, Marck PB. Nursing workload and patient safety: a mixed method study with an ecological restorative approach. Rev Latino-Am Enferm. 2013;21(spec):146-54. doi: https://doi.org/10.1590/S0104-11692013000700019.
https://doi.org/10.1590/S0104-1169201300...
.

Um dos instrumentos que permite avaliar o grau de dependência dos pacientes em relação aos cuidados de enfermagem é o elaborado por Perroca que consiste em uma escala composta por nove indicadores de cuidado: planejamento e coordenação do processo de cuidar; investigação e monitoramento; cuidado corporal e eliminações; cuidados com pele e mucosas; nutrição e hidratação; locomoção e atividade; terapêutica; suporte emocional e educação à saúde. Cada indicador apresenta níveis crescentes de complexidade assistencial que variam de 1 (menor grau) a 4 (maior grau), classificando o cuidado em mínimo, intermediário, semi-intensivo e intensivo44. Perroca MG. The new version of a patient classification instrument: assessment of psychometrics properties. J Adv Nurs. 2012;69(8):1862-8. doi: https://doi.org/10.1111/jan.12038.
https://doi.org/10.1111/jan.12038...
-55. Perroca MG. Development and content validity of the new version of a patient classification instrument. Rev Latino-Am Enfermagem. 2011;19(1):58-66. doi: https://doi.org.10.1590/S0104-11692011000100009.
https://doi.org.10.1590/S0104-1169201100...
.

Estudos evidenciaram a necessidade de padronizar os critérios de avaliação a fim de minimizar a subjetividade de cada avaliador ao realizar a classificação dos indicadores críticos de cuidado22. Silva KS, Echer IC, Magalhães AMM. Patients dependency degree in relation to the nursing team: a management tool. Esc Anna Nery. 2016;20(3):e20160060. doi: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20160060.
https://doi.org/10.5935/1414-8145.201600...
,66. Magalhães AMM, Riboldi CO, Guzinski C, Silva RC, Moura GMSS. Level of dependence among patients in a surgical unit. Rev Bras Enferm. 2015;68(5):824-9. doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167.2015680509i.
https://doi.org/10.1590/0034-7167.201568...
-77. Macedo A, Souza SBC, Gentilini MM, Graciotto A, Cortelini CLS. Classification of patients with multiresistant germs according to the degree of dependence on nursing care. Revista HCPA. 2012 [cited 2017 Oct 19]. Available from: https://www.hcpa.edu.br/downloads/pesquisa/RevistaCientifica/2012/32_semana_cientifica_do_hcpa_2012_seg.pdf.
https://www.hcpa.edu.br/downloads/pesqui...
. A utilização de um conjunto de instruções junto à aplicação de instrumentos para coleta de dados esclarece os respondentes, melhorando as taxas e qualidade de respostas88. Gray DE. Pesquisa no mundo real. 2. ed. Porto Alegre: Penso; 2012..

A constatação de que enfermeiros de um hospital universitário, possuíam diferentes formas de interpretar o nível de complexidade para cada indicador de cuidado, motivou a construção e validação de um guia de parâmetros. Observa-se que as produções brasileiras sobre a utilização de Instrumentos de Classificação de Pacientes estão ainda voltadas para o dimensionamento quanti-qualitativo de pessoal nas unidades, indicando a necessidade de realização de novos estudos que venham a contribuir com a avaliação qualificada do trabalho da enfermagem99. Abreu SP, Pompeo DA, Perroca MG. Use of patients' classification instruments: analysis of the Brazilian production of knowledge. Rev Esc Enferm USP. 2014 Dec; 48(6):1111-8. doi: https://doi.org/10.1590/S0080-623420140000700020.
https://doi.org/10.1590/S0080-6234201400...
.

Assim, justifica-se este estudo com foco na utilização de parâmetros para padronizar a aplicação do Sistema de Classificação de Pacientes de Perroca. Entende-se que a elaboração de um guia de parâmetros pode auxiliar no preenchimento da escala de Perroca pelo enfermeiro, facilitando sua aplicação, com base em uma interpretação mais objetiva. Dessa forma, o presente artigo tem como objetivo propor parâmetros para qualificar o preenchimento da classificação de pacientes proposto por Perroca.

MÉTODO

Estudo de validação por consenso entre experts, o qual descreve o desenvolvimento de um guia de parâmetros informatizado para padronizar a aplicação do Sistema de Classificação de Pacientes de Perroca. Este método permite o alcance de opinião coletiva ou acordo entre especialistas a respeito de um fenômeno específico e tem sido utilizado na enfermagem visando definir padrões de prática1010. Azzolin K, Souza E, Ruschel K, Mussi C, Lucena A, Rabelo E. Consensus on nursing diagnoses, interventions and outcomes for home care of patients with heart failure. Rev Gaúcha Enferm. 2012;33(4):56-63. doi: https:// doi.org/10.1590/S1983-14472012000400007.
https:// doi.org/10.1590/S1983-144720120...
-1111. Pinheiro JQ, Farias TM, Abe-Lima JY. Painel de Especialistas e Estratégia Multimétodos: reflexões, exemplos, perspectivas. Psico. 2013 [citado 2017 out 19];44(2):184-192. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/11216/9635.
http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/...
.

A pesquisa foi realizada no ano de 2014, em um hospital universitário público de direito privado do sul do Brasil, que possui 842 leitos e uma moderna estrutura para diagnóstico e tratamento de diversas patologias em 60 especialidades, contando com 6400 colaboradores. Fizeram parte do estudo 12 unidades de internação clínica e cirúrgica que atendem pacientes adultos.

A autora do instrumento de Perroca44. Perroca MG. The new version of a patient classification instrument: assessment of psychometrics properties. J Adv Nurs. 2012;69(8):1862-8. doi: https://doi.org/10.1111/jan.12038.
https://doi.org/10.1111/jan.12038...
-55. Perroca MG. Development and content validity of the new version of a patient classification instrument. Rev Latino-Am Enfermagem. 2011;19(1):58-66. doi: https://doi.org.10.1590/S0104-11692011000100009.
https://doi.org.10.1590/S0104-1169201100...
endossou a importância de se elaborar parâmetros para padronizar a aplicação do seu instrumento e formalizou o consentimento, mediante compromisso de que a versão original permanecesse inalterada.

Foram selecionados intencionalmente 10 enfermeiros da instituição, com mais de cinco anos de experiência na prática clínica, quatro professores de uma universidade federal, com experiência assistencial e de gestão na enfermagem, e, um profissional da informática, todos com conhecimento em Sistemas de Classificação de Pacientes e com publicações na área.

Para a construção do guia de parâmetros seguiram-se as etapas: revisão de literatura, mapeamento de cuidados, levantamento da frequência da realização dos cuidados e criação do guia de parâmetros. Inicialmente realizou-se o mapeamento das atividades e cuidados dispensados aos pacientes, o qual se baseou na experiência assistencial, nas particularidades das áreas e no modelo assistencial da instituição. Durante o levantamento da frequência de realização dos cuidados observou-se a periodicidade da realização das atividades e dos cuidados prestados, conforme o perfil dos pacientes atendidos nestas unidades. Para criar o guia de parâmetros, os pesquisadores descreveram as atividades e cuidados realizados em cada indicador correspondente e adaptaram os níveis de complexidade conforme a frequência de sua realização na prática assistencial.

A construção do material ocorreu por meio de discussões acerca de cada indicador da escala, procurando esclarecer dúvidas, à luz de exemplos do cotidiano assistencial e evidências da literatura, buscando consenso entre experts. Posteriormente sua utilização demandou sensibilização e capacitação dos enfermeiros das unidades clínicas e cirúrgicas para seu adequado uso.

As Diretrizes e Normas Regulamentadoras de Pesquisa Envolvendo Seres Humanos, previstas pela resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde, foram respeitadas e o projeto aprovado pelo Comitê de Ética em pesquisa, sob número 15-0561. Os autores assinaram um Termo de Compromisso para Utilização de Dados para ter acesso às minutas das reuniões de trabalho entre experts, comprometendo-se em preservar a privacidade e o anonimato dos envolvidos.

RESULTADOS

O resultado deste estudo foi a elaboração de um guia de parâmetros para auxiliar e qualificar o preenchimento do Sistema de Classificação de Pacientes de Perroca. A versão online em uma plataforma informatizada institucional possibilitou o uso sistemático da escala na prática clínica1212. Riboldi C, Macedo A, Mergen T, Dias V, Costa D, Malvezzi M, et al. Classification of patient care complexity: cloud technology. In: Sermeus W, Procter PM, Weber P, editors. Nursing Informatics 2016: eHealth for all: every level collaboration - from project to realization. Amsterdam: IOS Press, 2016. p. 834-5. Studies in Health Technology and Informatics, v. 226. doi: https://doi.org/10.3233/978-1-61499-658-3-834.
https://doi.org/10.3233/978-1-61499-658-...
, desde janeiro de 2015, de forma efetiva.

A Figura 1 apresenta o Sistema de Classificação de Perroca com os nove indicadores de cuidado e os quatro níveis de classificação do instrumento original (em negrito). Abaixo de cada nível de classificação estão os parâmetros validados por este estudo.

Figura 1
Guia de parâmetros construídos para os nove indicadores críticos de cuidado do Sistema de Classificação de Pacientes de Perroca de um hospital universitário

DISCUSSÃO

Uma avaliação do instrumento realizada pela autora demonstrou satisfação dos enfermeiros com relação a utilização do Sistema de Classificação. Entretanto, também apontou uma tendência em subestimar a avaliação clínica em detrimento à categoria de complexidade de cuidados. Desta forma, a autora levantou a hipótese de que os usuários reconheciam a validade do instrumento na categorização dos pacientes de acordo com a complexidade assistencial, mas algumas vezes, não concordavam com os resultados referentes a categorização obtida, indicando que estudos complementares para identificação de fatores que interfiram na determinação da classificação seriam um desafio e uma necessidade1313. Perroca MG. Instrument for patient classification: users' opinions and analisys of healthcare indicators. Rev Esc Enferm. USP. 2008 Dec;42(4):656-64. doi: https://doi.org/10.1590/S0080-62342008000400007.
https://doi.org/10.1590/S0080-6234200800...
.

A construção do guia de parâmetros possibilitou aos enfermeiros conhecimento detalhado sobre como avaliar cada indicador de cuidado do Sistema de Classificação de Pacientes de Perroca. A literatura aponta que a utilização de guias e manuais na enfermagem tanto pode agregar benefícios, como servir de fonte de referência objetiva, clara e acessível à interpretação das orientações. A mesma também é capaz de otimizar reuniões e treinamentos, bem como harmonizar e profissionalizar o ambiente de trabalho. Por outro lado, um guia educativo não elimina a necessidade de orientação verbal1414. Oliveira MC, Lucena AF, Echer IC. Sequelas neurológicas: elaboração de um manual de orientação para o cuidado em saúde. Rev Enferm UFPE. 2014 [citado 2017 out 19];8(6):1597-603. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/104234/000933501.pdf?sequence=1.
http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handl...
. Assim, os pesquisadores têm se preocupado em oferecer o guia e capacitações sistemáticas presenciais com o objetivo de melhor utilização desta ferramenta na prática clínica.

Manuais, folders e guias educacionais, além de padronizar linguagens, podem ser considerados tecnologias educativas facilitadoras, passíveis de utilização em diversos cenários para a transferência de conhecimento, complementando ou clarificando instruções fornecidas por experts. Um dos objetivos é facilitar a comunicação. A crescente evolução tecnológica exprime novas possibilidades de uso destes materiais nas práticas de cuidado e de ensino1515. Áfio ACE, Balbino AC, Alves MDS, Carvalho LV, Santos MCL, Oliveira NR Análise do conceito de tecnologia educacional em enfermagem aplicada ao paciente. Rev Rene. 2014 jan-fev;15(1):158-65. doi: https://doi.org/10.15253/2175-6783.2014000100020.
https://doi.org/10.15253/2175-6783.20140...
. Neste sentido, o guia de parâmetros tem sido utilizado como material de apoio no momento da capacitação de enfermeiros novos para a aplicação do Sistema de Classificação de Pacientes de forma qualificada. Entende-se que a utilização de parâmetros padroniza a linguagem, otimiza o tempo de preenchimento do instrumento, minimiza subjetividades e proporciona que o enfermeiro reflita acerca do (re)planejamento da assistência de enfermagem e qualidade do cuidado.

Na experiência dos autores, reitera-se que a construção coletiva de parâmetros propiciou a formulação de um material que reflete a prática diária dos profissionais da instituição, possibilitando que seja amplamente utilizado também em outras realidades. A aplicação da escala exige do enfermeiro o raciocínio da avaliação do paciente de forma integral.

O fato da instituição, campo do estudo, já utilizar de forma consolidada o processo de enfermagem em todas as suas etapas constituiu um facilitador para implantação do Sistema de Classificação de Pacientes de Perroca e o guia de parâmetros. O processo de enfermagem na prática clínica tem favorecido a comunicação a partir de informações sobre o paciente e o seu cuidado, o que proporciona visibilidade do trabalho do enfermeiro1616. Prunelli LL, Lucena AF, Monsen K. Empirical evaluation of International Health System Data Interoperability: mapping the Wanda Horta theory to the Omaha System Ontology. Research and Theory for Nursing Practice. 2016; 30(3): 229-41. doi: https://doi.org/10.1891/1541-6577.30.3.229.
https://doi.org/10.1891/1541-6577.30.3.2...
.

A informação do grau de complexidade do cuidado pode favorecer a compreensão do comportamento dos indicadores de qualidade institucionais e segurança do paciente. No entanto, o conhecimento científico se renova constantemente e assim, existe necessidade de atualização permanente dos parâmetros para que ele acompanhe a evolução da enfermagem.

CONCLUSÕES

O guia de parâmetros foi construído e validado através de um processo rigoroso de consenso entre experts. Este material otimiza, qualifica e padroniza o preenchimento do Sistema de Classificação de Pacientes de Perroca. Com a implementação do guia de parâmetros, a ferramenta passou a ser aplicada de forma menos subjetiva e apresentou boa receptividade dos enfermeiros, os quais passaram a ter mais clareza em relação a cada indicador e a demonstrar maior domínio no seu preenchimento.

Estudos sobre a temática contribuem para a gestão do cuidado visto que, os resultados obtidos a partir da classificação do grau de dependência dos pacientes propiciam a análise e avaliação do planejamento de pessoal de enfermagem. Consequentemente, ocorre a qualificação da assistência, aumentando a segurança dos pacientes internados, a partir do raciocínio clínico que os enfermeiros realizam para o preenchimento do instrumento de classificação.

O estudo apresentou como limitação o tamanho amostral reduzido. No entanto, o grupo de pesquisadores tem promovido capacitações sistemáticas e estudos de caso para discussão da aplicação do Sistema de Classificação de Pacientes, visando reduzir as dúvidas dos enfermeiros. Estas atividades, também contribuíram para qualificar o guia de parâmetros ora apresentado.

Destaca-se, a pertinência da utilização deste instrumento para nortear o cotidiano dos enfermeiros, constituindo uma ferramenta capaz de responder às principais dúvidas que possam surgir durante a utilização do Sistema de Classificação de Pacientes de Perroca. Também oferece subsídios para pesquisas que venham a utilizar o Sistema de Classificação de Pacientes e para instituições hospitalares que estejam na fase de implantação do Sistema de Classificação de Pacientes.

REFERÊNCIAS

  • 1
    Möller G, Magalhães AMM. Bed baths: nursing staff workload and patient safety. Texto Contexto Enferm. 2015;24(4):1044-52. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0104-0707201500003110014
    » http://dx.doi.org/10.1590/0104-0707201500003110014
  • 2
    Silva KS, Echer IC, Magalhães AMM. Patients dependency degree in relation to the nursing team: a management tool. Esc Anna Nery. 2016;20(3):e20160060. doi: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20160060
    » https://doi.org/10.5935/1414-8145.20160060
  • 3
    Magalhães AMM, Dall' Agnol CM, Marck PB. Nursing workload and patient safety: a mixed method study with an ecological restorative approach. Rev Latino-Am Enferm. 2013;21(spec):146-54. doi: https://doi.org/10.1590/S0104-11692013000700019
    » https://doi.org/10.1590/S0104-11692013000700019
  • 4
    Perroca MG. The new version of a patient classification instrument: assessment of psychometrics properties. J Adv Nurs. 2012;69(8):1862-8. doi: https://doi.org/10.1111/jan.12038
    » https://doi.org/10.1111/jan.12038
  • 5
    Perroca MG. Development and content validity of the new version of a patient classification instrument. Rev Latino-Am Enfermagem. 2011;19(1):58-66. doi: https://doi.org.10.1590/S0104-11692011000100009
    » https://doi.org.10.1590/S0104-11692011000100009
  • 6
    Magalhães AMM, Riboldi CO, Guzinski C, Silva RC, Moura GMSS. Level of dependence among patients in a surgical unit. Rev Bras Enferm. 2015;68(5):824-9. doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167.2015680509i
    » https://doi.org/10.1590/0034-7167.2015680509i
  • 7
    Macedo A, Souza SBC, Gentilini MM, Graciotto A, Cortelini CLS. Classification of patients with multiresistant germs according to the degree of dependence on nursing care. Revista HCPA. 2012 [cited 2017 Oct 19]. Available from: https://www.hcpa.edu.br/downloads/pesquisa/RevistaCientifica/2012/32_semana_cientifica_do_hcpa_2012_seg.pdf
    » https://www.hcpa.edu.br/downloads/pesquisa/RevistaCientifica/2012/32_semana_cientifica_do_hcpa_2012_seg.pdf
  • 8
    Gray DE. Pesquisa no mundo real. 2. ed. Porto Alegre: Penso; 2012.
  • 9
    Abreu SP, Pompeo DA, Perroca MG. Use of patients' classification instruments: analysis of the Brazilian production of knowledge. Rev Esc Enferm USP. 2014 Dec; 48(6):1111-8. doi: https://doi.org/10.1590/S0080-623420140000700020
    » https://doi.org/10.1590/S0080-623420140000700020
  • 10
    Azzolin K, Souza E, Ruschel K, Mussi C, Lucena A, Rabelo E. Consensus on nursing diagnoses, interventions and outcomes for home care of patients with heart failure. Rev Gaúcha Enferm. 2012;33(4):56-63. doi: https:// doi.org/10.1590/S1983-14472012000400007.
    » https:// doi.org/10.1590/S1983-14472012000400007
  • 11
    Pinheiro JQ, Farias TM, Abe-Lima JY. Painel de Especialistas e Estratégia Multimétodos: reflexões, exemplos, perspectivas. Psico. 2013 [citado 2017 out 19];44(2):184-192. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/11216/9635
    » http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/11216/9635
  • 12
    Riboldi C, Macedo A, Mergen T, Dias V, Costa D, Malvezzi M, et al. Classification of patient care complexity: cloud technology. In: Sermeus W, Procter PM, Weber P, editors. Nursing Informatics 2016: eHealth for all: every level collaboration - from project to realization. Amsterdam: IOS Press, 2016. p. 834-5. Studies in Health Technology and Informatics, v. 226. doi: https://doi.org/10.3233/978-1-61499-658-3-834
    » https://doi.org/10.3233/978-1-61499-658-3-834
  • 13
    Perroca MG. Instrument for patient classification: users' opinions and analisys of healthcare indicators. Rev Esc Enferm. USP. 2008 Dec;42(4):656-64. doi: https://doi.org/10.1590/S0080-62342008000400007
    » https://doi.org/10.1590/S0080-62342008000400007
  • 14
    Oliveira MC, Lucena AF, Echer IC. Sequelas neurológicas: elaboração de um manual de orientação para o cuidado em saúde. Rev Enferm UFPE. 2014 [citado 2017 out 19];8(6):1597-603. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/104234/000933501.pdf?sequence=1
    » http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/104234/000933501.pdf?sequence=1
  • 15
    Áfio ACE, Balbino AC, Alves MDS, Carvalho LV, Santos MCL, Oliveira NR Análise do conceito de tecnologia educacional em enfermagem aplicada ao paciente. Rev Rene. 2014 jan-fev;15(1):158-65. doi: https://doi.org/10.15253/2175-6783.2014000100020.
    » https://doi.org/10.15253/2175-6783.2014000100020.
  • 16
    Prunelli LL, Lucena AF, Monsen K. Empirical evaluation of International Health System Data Interoperability: mapping the Wanda Horta theory to the Omaha System Ontology. Research and Theory for Nursing Practice. 2016; 30(3): 229-41. doi: https://doi.org/10.1891/1541-6577.30.3.229
    » https://doi.org/10.1891/1541-6577.30.3.229

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    29 Nov 2018
  • Data do Fascículo
    2018

Histórico

  • Recebido
    30 Out 2017
  • Aceito
    18 Maio 2018
Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem Rua São Manoel, 963 -Campus da Saúde , 90.620-110 - Porto Alegre - RS - Brasil, Fone: (55 51) 3308-5242 / Fax: (55 51) 3308-5436 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: revista@enf.ufrgs.br