Accessibility / Report Error

Variação regional na soronegatividade para toxoplasmose na região metropolitana de São Paulo

Toxoplasmose é uma infecção zoonótica humana de alta prevalência, causada por um protozoário Apicomplexa, Toxoplasma gondii. A evolução da doença aguda é geralmente leve ou assintomática, exceto nas infecções agudas das gestantes, quando a infecção fetal causa uma doença devastadora. Para determinar se haveriam fatores de risco regionais, foi analisada a frequência de títulos de anticorpos anti-T.gondii em áreas na região Metropolitana de São Paulo, comparando grupos etários. Esta frequência de soronegatividade foi determinada retrospectivamente em 1286 gestantes que procuraram os serviços públicos para exames pré-natais da região metropolitana de São Paulo, usando um teste de imunofluorescência indireta para IgG anti-T. gondii, em quatro áreas selecionadas, com infraestrutura e condições sociais semelhantes. A área da cidade de São Paulo apresentou a maior frequência de soronegatividade (41,1%), seguida pelas áreas Noroeste (31,5%) e Sudoeste(29,9%), com níveis intermediários semelhantes, e a área Nordeste (22,5%), com a menor frequência (p<0,001). Uma estimativa grosseira permite estimar em cerca de 280 crianças infectadas por ano na Região Metropolitana de São Paulo. A análise dos títulos sorológicos por grupos etários sugere uma queda de seus valores com a idade, mostrada pela menor frequência de títulos elevados em grupos de maior idade. Este estudo enfatiza a importância da determinação da prevalência regional de toxoplasmose, para dimensionar adequadamente os serviços e cuidados de saúde pré-natal, na rede pública.


Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 470, 05403-000 - São Paulo - SP - Brazil, Tel. +55 11 3061-7005 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revimtsp@usp.br