Rodriguésia, Volume: 56, Issue: 87, Published: 2005
  • EDITORIAL Editorial

    Freitas, Leandro; Forzza, Rafaela Campostrini
  • THE FIRST YEARS OF RODRIGUÉSIA - 1935-1938: SEARCHING FOR A NEW SCIENCE COMMUNICATION Articles

    Bediaga, Begonha

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Buscamos analisar os três primeiros anos do periódico científico Rodriguésia, publicado desde 1935. Essa primeira fase refere-se ao período em que a revista foi editada pelo Instituto de Biologia Vegetal, Jardim Botânico e Estação Biológica de Itatiaia e tinha uma proposta de alcançar um público mais amplo que a divulgação entre pares e abranger um escopo além da taxonomia botânica, como a entomologia agrícola, fitopatologia, genética e ecologia agrícola.

    Abstract in English:

    ABSTRACT We analyzed the first three years of the scientific journal Rodriguésia that is being published since 1935. During this period, the journal was edited by the Instituto de Biologia Vegetal,Jardim Botânico and Estação Biológica de Itatiaia. It had the purpose to reach other people over the scientific community including areas other than the Taxonomic Botany, such as Agricultural Entomology, Phytopatology, Genetics, and Agricultural Ecology.
  • DIVERSITY AND IMPORTANCE OF THE BRYOPHYTE TAXA IN THE CONSERVATION OF THE ECOSYSTEMS OF THE RIO DE JANEIRO STATE Articles

    Costa, Denise Pinheiro da; Imbassahy, Caio A. A.; da Silva, Victor Paulo A. V.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Este trabalho representa uma contribuição ao “Projeto Flora do Estado do Rio de Janeiro” e objetiva: apresentar lista de táxons de briófitas para o estado; elaborar diagnóstico da diversidade e importância destes na conservação dos ecossistemas; criar banco de dados para os táxons. No total são reconhecidos 1.039 táxons, em 308 gêneros e 95 famílias de briófitas para o estado, das quais 11 são novas ocorrências. As 10 famílias com maior riqueza compreendem 50% do total de táxons. Para as hepáticas, predomina o padrão neotropical e, para os musgos, o endêmico do Brasil. Em relação à variação altitudinal, as hepáticas ocorrem desde a terra baixa até a montana, enquanto os musgos predominam nas faixas montana e altomontana. Dos 91 municípios levantados apenas 34 apresentam registros de briófitas. Quanto ao status de conservação, 125 táxons são consideradas vulneráveis (VU), 25 ameaçadas (EN) e 147 com dados deficientes (DD), as restantes incluídas na categoria de baixorisco (LR). Das 38 Unidades de Conservação do estado, nove são consideradas prioritárias para levantamentos florísticos de briófitas e 13 importantes centros de diversidade no estado. Dezoito áreas são indicadas como prioritárias para a implantação de novas Unidades de Conservação ou ampliação das já existentes.

    Abstract in English:

    ABSTRACT This work is a contribution to the “Projeto Flora do Estado do Rio de Janeiro” and its objectives are: to present a cheklist of the bryophyte taxa to the state; to make a diagnosis of the diversity and importance of the bryophyte taxa in the conservation of the ecosystems; to create a data base for the bryophyte taxa. In total are recognized 1,039 taxa in 308 genera and 95 families of bryophytes to the state, of which 11 are new records. The 10 largest families account for 50% of the total diversity. For the hepatics, the neotropical distribution pattern predominate and for the mosses, the endemic to Brazil. In relation to the altitude variation, the hepatics show the highest diversity in the lowland to montane areas, while the mosses in the montane and uppermontane ones. There are 91 counties in the state, and only 34 present records of the bryophytes. One hundred and twenty five taxa are considered vulnerable (VU), 25 endangered (EN) and 147 with deficient data (DD), the remains had been enclosed in the low risk (LR). There are 38 Units of Conservation in the state, 9 are considered priorities for floristic surveys of bryophytes and 13 are important centers of diversity in the state. Eighteen areas are indicated as priorities for implantation of new Conservation Units or enlargement of already the existing ones.
  • ANATOMICAL STUDYOFTHEFLOWER OF MARSDENIA LONICEROIDES E. FOURNIER (ASCLEPIADOIDEAE - APOCYNACEAE) Articles

    Valente, Maria da Conceição; Costa, Cecília Gonçalves

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Este trabalho visa contribuir para o melhor conhecimento da flor de Marsdenia loniceroides e fornecer subsídios à taxonomia de Asclepiadoideae. São apresentados dados relativos ao desenvolvimento e à anatomia floral da espécie e é analisada a origem da corona e dos transladores, assim como das estruturas localizadas entre as sépalas e o tubo da corola, que são consideradas emergências glandulares. As coronas de Marsdenia loniceroides têm origem estaminal e são desprovidas de vascularização. Os transladores (retináculo e caudículas) são originados pela atividade secretora das células que revestem a cabeça estilar e as emergências glandulares têm origem na face interna das sépalas. Esses três aspectos - origem das coronas, formação dos transladores e origem e natureza das emergências - caracterizam a espécie em análise. Deve-se ressaltar que os demais aspectos anatômicos correspondem ao padrão da subfamília. Neste trabalho, denomina-se tubo floral ao conjunto formado pelo tubo da corola e pelo tubo estaminal.

    Abstract in English:

    ABSTRACT This work aims to contribute to a better knowlodge about the Marsdenia loniceroides flower, with the objective of providing subsidies to taxonomy of the subfamily Asclepiadoideae. Data about the development and floral anatomy of this species is presented. It is analized the origin of the corona, translators and the structures situated between the sepals and corola tube. These structures are considered glandular emergences. Marsdenia loniceroides corona has staminal origin and it are not vascularizated. Translators (retinaculum and caudiculum) are originated by the cells secretory activity that covers the stylar head, and the glandular emergences are originated in sepals internal face. These aspects - corona’s and translators’ origin, emergences’ origin and its constitution are characteristics of this species. It must be emphasized that the other anatomic aspects correspond to the subfamily pattern. In this work the set consisted by corola tube and staminal tube is considered floral tube.
  • NEW SPECIES OF MYRSINE L. (MYRSINACEAE) FROM BRAZIL Articles

    Freitas, Maria de Fátima; Kinoshita, Luiza Sumiko

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO São descritas e ilustradas três novas espécies de Myrsine: Myrsine altomontana M. F. Freitas & L. S. Kinoshita, M. cipoensis M. F. Freitas & L. S. Kinoshita e M. rubra M. F. Freitas & L. S. Kinoshita.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Three new species of Myrsine are described and illustrated: Myrsine altomontana M. F. Freitas & L. S. Kinoshita, M. cipoensis M. F. Freitas & L. S. Kinoshita and M. rubra M. F. Freitas & L. S. Kinoshita.
  • WHEN DOES THE FIRST ABSORPTIVE TRICHOME APPEAR? COMPARATIVE ANALYSIS OF THE OCCURRENCE OF ABSORPTIVE TRICHOMES IN THREE TERRESTRIAL SPECIES OF BROMELIADS FROM BRAZILIAN SANDY COASTAL PLAINS (RESTINGA) Articles

    Mantovani, André; Iglesias, Ricardo Rios

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O aparecimento de tricomas foliares de absorção (escamas) é analisado em propágulos oriundos de reprodução sexuada (sementes) e assexuada (rametes) de três espécies de bromélias terrestres ocorrentes na restinga aberta de Barra de Maricá, Rio de Janeiro(22º58´S-42º53´W): Aechmea nudicaulis (L.) Griseb.; Neoregelia cruenta (Graham) L. B. Sm. e Vriesea neoglutinosa Mez. Nas três espécies, a germinação (emissão da radícula) ocorreu após três dias de tratamento. Os eventos “emissão da plúmula” e “completa expansão da plúmula com emissão da segunda folha” ocorreram respectivamente até 11 e 15 dias após a emissão da radícula em A. nudicaulis e N.cruenta. A análise morfológica em microscopia ótica e eletrônica não detectou escamas até 17 dias após a emissão da radícula. Entretanto pêlos radiculares ocorreram logo nos três primeiros dias de germinação em A. nudicaulis e N. cruenta. Para V. neoglutinosa, a análise morfológica detectou escamas na plúmula ainda em expansão, porém as escamas estavam em fase inicial de formação. Não foram detectados pêlos radiculares em plântulas de V. neoglutinosa durante o experimento. Escamas com desenvolvimento estrutural completo foram observadas nos primórdios foliares junto ao meristema apical do caule dos rametes das três espécies analisadas. Propõe-se aqui que o aparecimento de escamas nas primeiras folhas dos rametes confere alta capacidade de estabelecimento por via vegetativa para as bromélias estudadas na restinga de Barra de Maricá. Tal fato auxiliaria as espécies estudadas a superar a fase de estabelecimento de plântulas, intensamente limitada pelas condições abióticas vigentes nas restingas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The occurrence of absorptive leaf trichomes is studied in propagules originated from sexual(seeds) and assexual (ramets) reproduction from three terrestrial bromeliads in restinga of Barra de Maricá, Rio de Janeiro, Brazil (22º58´S -42º53´W): Aechmea nudicaulis (L.) Griseb.; Neoregelia cruenta (Graham) L. B. Sm. and Vriesea neoglutinosa Mez. For A. nudicaulis and N. cruenta, theradicle protrusion (germination) occurs in the third day of experiment. The complete expansion of the plumule and emission of the second leaf occur until 15 days after germination. For both species, no absorptive leaf trichomes were detected until day 17 of germination, but several root hairs appear in three days of germination. Results are different for V. neoglutinosa. Although radicle protrusion(germination) occurs inthree days,the events “plumule emission ”and“ expanded plumule with second leaf emission” occurred after 15 and 18 days respectively. For this species, absorptive trichomes were detected yet in the young plumule, but still in the initial phase of differentiation. No root hairs occurred for V. neoglutinosa until the end of the experiment. Absorptive trichomes occurred in the shoot apical meristem from ramets of the studied species. Considering that the seedling phase is very sensible to harsh environments, wesuggest that the occurrence of absorptive trichomes in the very first leaves of ramets, but not on young seedlings, represents an important adaptive capacity for the establishment of terrestrial bromeliads by asexual reproduction under the abiotic conditions of restinga.
  • ANNONACEAE OF THE RESTINGAS OF RIO DE JANEIRO STATE, BRAZIL Articles

    Lobão, Adriana Quintella; Araujo, Dorothy Sue Dunn de; Kurtz, Bruno Coutinho

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A família Annonaceae está representada nas restingas do estado do Rio de Janeiro por nove espécies: Anaxagorea dolichocarpa Sprague & Sandwith, Annona acutiflora Mart., A. glabra L., A. montana Macfad., Duguetia sessilis (Vell.) Maas, Guatteria nigrescens Mart., Oxandra nitida R.E.Fr., Xylopia ochrantha Mart. e X. sericea A.St.-Hil. Apresentam-se chave de identificação das espécies, breves descrições, ilustrações e comentários sobre fenologia, distribuição geográfica, habitats e usos.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The family Annonaceae is represented in the restingas (sandy coastal plains) of Rio de Janeiro State by nine species: Anaxagorea dolichocarpa Sprague & Sandwith, Annona acutiflora Mart., A. glabra L., A. montana Macfad., Duguetia sessilis (Vell.) Maas, Guatteria nigrescens Mart., Oxandra nitida R.E.Fr., Xylopia ochrantha Mart. and X. sericea A.St.-Hil. A species key, short descriptions, illustrations and comments on the phenology, geographic distribution, habitats and uses are included.
  • ETHNOBOTANY ACADEMIC TEACHING IN BRAZILIAN UNIVERSITIES Articles

    Fonseca-Kruel, Viviane Stern da; Silva, Inês Machline; Pinheiro, Cláudio Urbano B.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A etnobotânica vem sendo definida como o estudo das sociedades humanas em suas relações com as plantas. É uma disciplina antiga em sua prática, mas jovem em sua teoria. A pesquisa etnobotânica cresceu na última década, especialmente na América Latina. Esse crescimento exigiu o entendimento da disciplina na sua diversidade teórico-metodológica, conseqüência do seu caráter interdisciplinar e necessidade da sistematização da mesma. Este trabalho buscou resgatar e avaliar o ensino formal da etnobotânica em instituições brasileiras, a partir de questionários enviados a Instituições de ensino e pesquisa no país. Utilizou-se ainda a via eletrônica para atualizações referentes aos cursos de graduações. Foram encontradas 13 instituições que oferecem etnobotânica como disciplina específica, e 27 instituições, em que a etnobotânica não é oferecida formalmente, sendo abordada apenas como tópico, principalmente relacionada aos cursos da área de Ciências Biológicas. Tanto os cursos com disciplinas específicas quanto aqueles em que consta como tópico, concentram-se nas instituições das Regiões Sudeste (51%)e Nordeste (31%). O trabalho incluiu também uma avaliação dos conteúdos programáticos das disciplinas e bibliografias utilizadas. Os dados mostraram uma tendência de crescimento do ensino formal da etnobotânica tanto na graduação quanto na pós-graduação no Brasil.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Ethnobotany is the study of human societies and their relationship with plants. It is an old discipline in practice, but young in theory. Ethnobotanical research has grown perceptibly in the past decade in many parts of the world, especially in Latin America. This growth calls for a broader understanding of the discipline in all its theoretical and methodological diversity. The interdisciplinary nature of ethnobotany also requires a greater academic systematization. This study focuses on the assessment of formal teaching methods of ethnobotany in Brazilian universities. Data were gathered from questionnaires sentover the Internet and filled out by graduate-course coordinators in Brazil, and by members of the Brazilian Ethnobotanical Committee of the Botanical Society of Brazil, and of the Brazilian Society of Ethnobiology and Ethnoecology. Thirteen Brazilian universities offer Ethnobotany as a specific discipline and in 27 other institutions, Ethnobotany is included as a topic in other disciplines. In both cases, these courses are generally offered by universities in Northeastern and Southeastern Brazil. The study included an evaluation of the contents as well as of references used in the courses. The data showed a strong tendency for growth of formal teaching of Ethnobotany in Brasil at both the undergraduate and graduate levels.
  • FLORAL ANATOMY AND VASCULAR TISSUE IN SMILAX FLUMINENSIS STEUDEL (SMILACACEAE) Articles

    Souza, Rosangela Cristina Occhi Sampaio de; Toni, Karen Lucia Gama De; Andreata, Regina Helena Potsch; Costa, Cecília Gonçalves

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO São apresentados dados sobre a anatomia das flores estaminadas e pistiladas de Smilax fluminensis, objetivando fornecer subsídios que auxiliem na delimitação da espécie. As características anatômicas do pedicelo e das tépalas são semelhantes nas flores estaminadas e pistiladas. As flores estaminadas têm seis estames, dois dentre eles têm dois feixes colaterais, enquanto os outros quatro são vascularizados por um só feixe; as anteras são bisporangiadas, introrsas e de deiscência rimosa. As flores pistiladas possuem seis estaminódios, não vascularizados; o gineceu é sincárpico, tricarpelar com um rudimento seminal (óvulo) por lóculo; os três estigmas são sésseis e sulcados, com epiderme papilosa na face adaxial; cada carpelo apresenta dois feixes vasculares, o dorsal e o ventral, que vascularizam, respectivamente, o estigma e o rudimento seminal. Nectários e osmóforos ocorrem em ambas as flores. Nectários estão presentes no ápice das tépalas, estames, estaminódios e na surperfície adaxial dos estigmas. Além dos nectários, ocorrem osmóforos na base das tépalas nas flores estaminadas e pistiladas. As características analisadas, tais como a presença de número variável de estames (seis-sete) nas flores estaminadas, sugerem que, no curso da evolução, tenha havido redução no número de estames em S. fluminensis.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Anatomy of staminate and pistillate flowers from Smilax fluminensis L. is presented with objective to supply data to identify the species. Pedicel and tepals are anatomically similar in both flowers. The staminate flowers have six stamens. Two of them present two collateral bundles, while the other four have only one. Anthers are bisporangiated, introrse, with longitudinal dehiscent aperture. Nectaries and osmophorous are found in both flowers. Nectaries are present on the apex of the tepals, stamens and the adaxial surface of the stigma; osmophorous occur on tepals and in the basis of filament. Pistillate flowers have six staminodies that haven’t vascular tissues. Gynoecium is syncarp, tricarpellate and presents one ovule per loculus. Three sessile and sulcated stigmas are present. Each carpel presents a dorsal and ventral vascular bundles that supply stigma and ovule, respectively. The occasional difference in the number of the stamens (six-seven) and the fact that two of them are supplied by two vascular bundles, suggest a reduction of the stamens during evolution.
  • DISTRIBUTION OF THE CRUSTOSE CORALLINE ALGAE (CORALLINALES, RHODOPHYTA) IN DIFFERENT HABITATS AT PRAIA DO FORNO, ARMAÇÃO DOS BUZIOS, RIO DE JANEIRO Articles

    Tâmega, Frederico Tapajós de Souza; Figueiredo, Marcia Abreu de Oliveira

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO As algas calcárias incrustantes ocupam grande variedade de habitats nos substratos duros. Neste estudo as características morfológicas destas algas foram relacionadas à influência de fatores ambientais. Coletas foram realizadas na Praia do Forno (RJ) utilizando transectos de linha com 10 m de comprimento com 30 pontos aleatórios para quantificação das algas calcárias. Aspectos morfológicos externos foram observados no estereomicroscópio e seções histológicas preparadas para identificação dos grupos/táxons. Seis grupos morfo-funcionais foram identificados sendo quatro mais abundantes: Hydrolithon samoënse (Foslie) D. Keats & Y. Chamberlain dominou naregião do mesolitoral(53%)eno sublitoral(57-87%)junto à clorofícea Codium spongiosum Harvey e em locais desprovidos de outras algas, expostos à ação das ondas e alta densidade de ouriços herbívoros. Spongites sp. foi abundante próximo às fendas nas rochas do mesolitoral(39-40%). Lithophyllum sp. dominou desde o mesolitoral (44%) até o sublitoral junto à Codium (43-74%) e Sargassum (74-93%). Houve discreta variação temporal na distribuição de H. samoënse e Lithophyllum sp. Talos protuberantes em Lithophyllum dominaram em locais de maior sedimentação enquanto talos planos de H. samoënse e Spongites sp. dominaram em locais de maior herbivoria. A distribuição dos grupos morfo-funcionais nos diferentes habitats concorda com padrões associados aos distúrbios bióticos e abióticos, previstos para comunidades de costões rochosos.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The crustose coralline algae occupy several different habitats in the rocky shores. In this study morphological characteristics of these algae were related to the influence of environmental factors. The algae collection was done at Praia do Forno (RJ) using 10 m transects lines with 30 random points to quantify coralline algae. The morphological aspects were observed by a stereomicroscope and anatomic sections were prepared to identify the groups/taxons. Six morphological groups were identified being four more abundant. Hydrolithon samoënse (Foslie) D. Keats & Y. Chamberlain dominated on the littoral (53%) and sublittoral zones together with the chlorophyte Codium spongiosum Harvey and on barren rocks, exposed to wave action and high density of herbivorous sea-urchins(57-87%). Spongites sp was abundant on nearby rocky crevices on the littoral zone (39-40%). Lithophyllum sp. dominated from littoral (44%) to sublitoral zones together with Codium (43-74%) and Sargassum(74-93%). There was inconspicuous seasonal variation on the distribution of H. samoënse and Lithophyllum sp. Protuberant thalli of Lithophyllum dominated in places under high sedimentation while flat thalli of H. samoënse and Spongites dominated in areas with high herbivory. The distribution of form-functional groups in different habitats agrees with patterns associated with biotic and abiotic disturbances, expected for rocky shore communities.
  • ECOLOGICAL RESERVE OF IBGE - OPILIACEAE Articles

    Marquete, Ronaldo

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O trabalho trata da família Opiliaceae na área da Reserva Ecológica do IBGE, situada em Brasília, Distrito Federal, com base na representatividade da família em coleções de herbários e observações de campo. Registrou-se para esta área apenas a ocorrência de Agonandra brasiliensis Miers ex Benth. & Hook. f. subsp. brasiliensis. O estudo taxonômico consiste em descrições, comentários, material examinado, além de informações sobre a distribuição geográfica, habitat, floração e frutificação.

    Abstract in English:

    ABSTRACT This work treats the family Opiliaceae in the area of the Ecological Reserve of IBGE, located in Brasília, Federal District, based on herbarium collections and field observations. It was detected for this area just one taxon Agonandra brasiliensis Miers ex Benth. & Hook. f. subsp. brasiliensis. This taxonomic study consists of descriptions, comments, examined material, besides information about the geographical distribution, habitat, flowering and fruiting time.
  • CHECKLIST, GEOGRAFIC DISTRIBUTION AND CONSERVATION OF THE CACTACEAE SPECIES OF RIO DE JANEIRO STATE, BRAZIL Articles

    Calvente, Alice de Moraes; Freitas, Maria de Fátima; Andreata, Regina Helena Potsch

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Este trabalho apresenta a listagem, distribuição geográfica e estado de conservação das espécies de Cactaceae no estado do Rio de Janeiro. Foram utilizadas como referência as coleções dos principais herbários do estado e a literatura especializada. Os resultados apontam a ocorrência de 45 espécies subordinadas a 13 gêneros. Dez espécies foram listadas dentro de categorias de ameaça e sete são endêmicas para o estado. A maior riqueza para a família foi encontrada no município do Rio de Janeiro que, apesar da alta pressão antrópica, apresenta 30 espécies. Destaca-se, no levantamento, o gênero Rhipsalis, como o mais representativo, com 23 espécies.

    Abstract in English:

    ABSTRACT This work presents the Cactaceae checklist with geographical distribution and conservation status for the Rio de Janeiro State. The collections of the main herbaria in the State and the related bibliography were used as source of data. The results indicate the occurrence of 45 species distribute din 13 genera. Ten species are listed under threat categories and seven are State endemics. Despite the elevated urbanization pressure Rio de Janeiro was found as the most diverse municipality with 30 species. The genus Rhipsalis is notable in this checklist presenting 23 species.
  • FLORISTIC COMPOSITION OF A “CAMPO DE ALTITUDE” IN THE SERRA DO BRIGADEIRO STATE PARK, MINAS GERAIS -BRAZIL Articles

    Caiafa, Alessandra Nasser; Silva, Alexandre Francisco da

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Nas elevadas altitudes do sudeste brasileiro são encontrados os campos de altitude. A fisionomia mais freqüentemente encontrada nos platôs relativamente extensos é a de arbustos inseridos em uma matriz de touceiras de gramíneas, com esparsas ervas e pteridófitas. Os objetivos deste trabalho foram elaborar a lista florística de plantas vasculares e determinar o espectro biológico florístico, de uma campo de altitude localizado no Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, Minas Gerais, Brasil. Para tanto, foram realizadas expedições mensais entre julho de 2000 a janeiro de 2002. As espécies foram classificadas nas classes de formas de vida de Raunkiaer, modificadas segundo Braun-Blanquet. Para a comparação do espectro biológico da flora estudada com o espectro normal de Raunkiaer foi realizado um teste de qui-quadrado de independência. Foram coletadas 81 espécies de plantas vasculares. A família mais rica foi Orchidaceae, seguida por Asteraceae, ambas bem representadas nos campos de altitude. O elevado número de espécies exclusivas de cada sinúsia indica que as mesmas estão bem delimitadas na vegetação local. O espectro biológico florístico mostrou um predomínio dos hemicriptófitos, seguido pelos caméfitos, formas de vida relacionadas à fisionomia campestre. O teste de qui-quadrado mostrou que o espectro biológico da vegetação estudada diferedo normal de Raunkiaer. É necessária, a realização de um maior número de estudos florísticos e ecológicos em campos de altitude, pois a carência atual de estudos não permite análises comparativas, ferramentas importantes para se aferir relações fitogeográficas, e para avaliar o estado de conservação das áreas possuidoras de tal formação vegetacional.

    Abstract in English:

    ABSTRACT In the high atitudes of Brazilian southeast,“ campos de altitude” are found. The physiognomy most frequent in the relatively extensive plateaus is the one of schrubs within a matrix of bunchgrasses, with sparse herbs and pteridophytes. The aims of this paper were the elaboration of a floristic checklist of vascular plants and the determination of the floristic biological spectrum of a campo de altitude located in the “Serra do Brigadeiro” State Park, Minas Gerais - Brazil. For that, field expeditions were monthly accomplished between July 2000 to January 2002. The species were classified in the life form classes of Raunkiaer, modified according to Braun-Blanquet. A chi-square test of independence was carried out to compare the biological spectrum of the studied flora with the normal spectrum of Raunkiaer. Eighty-onespecies of vascular plants were identified, and the richest family was Orchidaceae, followed by Asteraceae, both well represented in “campos de altitude”. The high number of species which are exclusive of each synusiae indicates that the same are well delimited in the local vegetation. The floristic biological spectrum showed a prevalence of hemicryptophytes followed by chamaephytes, life forms related to grassland physiognomy. The chi-square test showed that the biological spectrum of the studied vegetation differs from the normal of Rankiaer. The accomplishment of a higher number of floristic and ecological studies in campos de altitude is needed, since the lack of studies allows neither the realization of comparative studies, important to confront biogeographical relations nor foresight of their conservation status.
  • HETEROPTERYS JARDIMII (MALPIGHIACEAE), A NEW SPECIES FROM BAHIA, BRAZIL Articles

    Amorim, André M.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Uma nova espécie de Heteropterys (Malpighiaceae) para a Bahia, Brasil, H. jardimii Amorim é descrita, ilustrada e suas afinidades taxonômicas são discutidas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT A new species of Heteropterys (Malpighiaceae) from Bahia, Brazil, H. jardimii Amorim is described, illustrated, and their affinities with related taxa are discussed.
  • PTERIDACEAE OF RESERVA ECOLÓGICA DE MACAÉ DE CIMA, NOVA FRIBURGO, RIO DE JANEIRO, BRAZIL Articles

    Prado, Jefferson

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO No presente trabalho é apresentado o tratamento taxonômico da família Pteridaceae na Reserva Ecológica de Macaé de Cima. A família está representada na área por três espécies e dois gêneros: Doryopteris acutiloba (Prantl) Diels, Pteris decurrens C. Presl e P. deflexa Link.Para cada espécie sãoapresentados comentários, descrições, distribuição geográfica e ilustrações, bem como uma chave para identificação das mesmas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT In this paper is presented the taxonomic treatment of the family Pteridaceae in the Reserva of Macaé de Cima. Inthe area the family is represented by three species and two genera: Doryopteris acutiloba (Prantl) Diels, Pteris decurrens C. Presl and P. deflexa Link. For each species are presented comments, descriptions, distribution, and illustrations as well as a key for its identification.
  • FLORISTIC ANALYSIS OF THE TREE COMPONENT OF ATLANTIC FOREST AREAS IN CENTRAL EASTERN BRAZIL Articles

    Oliveira-Filho, Ary T.; Tameirão-Neto, Eugênio; Carvalho, Warley A. C.; Werneck, Márcio; Brina, Ana Elisa; Vidal, Cristiano V.; Rezende, Saulo C.; Pereira, José Aldo Alves

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO As variações da composição da flora arbórea de 60 áreas de floresta atlântica sensu lato (ombrófilas e semidecíduas) da região das Bacias do Leste, englobando o sul da Bahia, o Espírito Santo, o leste de Minas Gerais e o norte do Rio de Janeiro, são analisadas em articulação com variáveis geográficas e climáticas. Listagens de espécies são fornecidas para 16 destas áreas. Análises multivariadas detectaram três padrões de distribuição. (a) A diferenciação entre florestas ombrófilase semidecíduas na regiãoé floristicamente consistente efortemente correlacionada com a sazonalidade do regime de chuvas. A flora arbórea das florestas semidecíduas é, em boa medida, um subconjunto da flora das florestas ombrófilas, extraindo espécies provavelmente mais eficientes em resistir e competir sob condições de seca mais prolongada. (b) Existe uma diferenciação latitudinal tanto para florestas ombrófilas e semidecíduas, que aproxima floristicamente as duas fisionomias dentro da mesma faixa latitudinal. Este padrão é causado provavelmente por variações térmicas e pluviométricas. As florestas ombrófilas são interrompidas no norte fluminense devido ao clima estacional, mas isto não tem como contrapartida uma disjunção na distribuição de espécies arbóreas. (c) As variações da altitude estão fortemente correlacionadas com a diferenciação interna tanto das florestas ombrófilas como das semidecíduas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Variations in tree species composition of 60 areas of atlantic forest sensu lato (rain-and semideciduous forests) of Central-Eastern Brazil are analyzed in combination with geographic and climatic variables. Floristic checklists are provided for 16 areas. Multivariate analyses detected three main distribution patterns. (a) Differentiation between rain-and semideciduous forests in the region is floristically consistent and strongly correlated with rainfall seasonality. To a considerable extent, the tree flora of semideciduous forests is a subset of that of rainforests, extracting species that are more efficient in coping with a longer dry season. (b) There is a latitudinal differentiation for both rain-and semideciduous forests, that draws the two physiognomies together floristically present within the same latitudinal range. This pattern is probably caused by variations of both temperature and rainfall. The rainforests are interrupted in northern Rio de Janeiro state, dueto the seasonal climate, but this has no counterpart in disrupted species distribution.(c) Variations in altitud eare strongly correlated to internal variations of both rain-and semideciduous forests.
  • ÍNDICE CUMULATIVO DE ARTIGOS PUBLICADOS NA RODRIGUÉSIA 2001-2005 SUPLEMENTO AO ÍNDICE CUMULATIVO 1935-2000 Articles

    Botelho, Milton Ferreira; Rezende, Tânia Lúcia; Ramos, Maria de Fátima Verbicaro; Riccieri, Tânia Maura Nora
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br