Rodriguésia, Volume: 64, Issue: 2, Published: 2013
  • Flora of the mixed ombrophyllous forest in Santa Catarina state, according of the forest and floristic inventory of Santa Catarina Artigos Originais

    Gasper, André Luís de; Sevegnani, Lucia; Vibrans, Alexander Christian; Sobral, Marcos; Uhlmann, Alexandre; Lingner, Débora Vanessa; Rigon-Júnior, Morilo José; Verdi, Marcio; Stival-Santos, Anita; Dreveck, Susana; Korte, Alexandre

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo é resultado da amostragem sistemática da flora da floresta ombrófila mista em Santa Catarina, realizada em 155 pontos amostrais em toda a sua extensão e permite atualizar o conhecimento sobre a ocorrência de espécies. Foram registradas 925 espécies de espermatófitas, distribuídas em 439 gêneros e 116 famílias botânicas. A família com a maior riqueza específica foi Asteraceae (119 espécies), seguida por Myrtaceae (88), Fabaceae (58) e Solanaceae (52). Dentre as famílias restantes, 34 apresentaram somente uma e outras 27 tiveram duas espécies registradas. Os gêneros com maior número de espécies foram Solanum (31 espécies), Baccharis (27), Eugenia (23), Ocotea (21) e Myrcia (19). Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze, Butia eriospatha (Mart. ex Drude) Becc., Ocotea odorifera (Vell.) Rohwer e O. porosa (Nees & Mart.) Barroso são as espécies ameaçadas de extinção registradas. Entre todas as espécies do componente arbóreo ou arbustivo/subarbóreo, 56,5% são comuns a ambos os componentes e dentre as 194 espécies arbóreas citadas para o planalto catarinense, 157 foram amostradas pelo IFFSC. O levantamento florístico extra registrou 474 espécies de angiospermas a mais do que o levantamento nas unidades amostrais do IFFSC. O IFFSC amostrou um conjunto significativo das espécies do Domínio Floresta Atlântica. Estas coletas georreferenciadas e realizadas com uma amostragem sistemática e consistente, representam um importante avanço e atualização do conhecimento da flora de Santa Catarina. Inventários sistemáticos desta natureza são necessários às demais regiões no Sul do Brasil, para que se possa compor um banco de dados consistente e atualizado e possibilitar a implantação de políticas de conservação e manejo.

    Abstract in English:

    This study is based on a systematic sample of the flora of mixed ombrophilous forest in Santa Catarina, composed by 155 sample plots located all over it's geographic extension. We recorded 925 spermatophytes species divided in 439 genera and 116 botanical families. The family with major specific richness was Asteraceae (119 species), followed by Myrtaceae (88), Fabaceae (58) and Solanaceae (52). Among the remaining families, 34 of them had only one species and other 27 families obtained only two registered species. The genera with major number of species were: Solanum (31 species), Baccharis (27), Eugenia (23), Ocotea (21), and Myrcia (19). Araucaria angustifolia, Butia eriospatha, Ocotea odorifera e O. porosa are redlist species. Among all the species of the arboreous and shrubby/subarboreous component, 56.5% are common in both components. Among the 194 tree species reported in the literature quoted for the altiplano of Santa Catarina, 157 were registered in the present study. The floristic survey in the surroundings of the IFFSC sample plots recorded another 474 angiosperm species, besides the species collected within the sample plots. The IFFSC sampled a significant number of Atlantic Forest species, held in a georeferred collection that represents an important progress for the knowledge about the flora of Santa Catarina. Systematics floristic inventories are necessary also in other regions in southern of Brazil to make a consistent and updated database.
  • Influence of bamboo clumps in post-fire dynamics of the woody vegetation of a typical cerrado, Mato Grosso, Brazil Artigos Originais

    Mews, Henrique Augusto; Silvério, Divino Vicente; Lenza, Eddie; Marimon, Beatriz Schwantes

    Abstract in Portuguese:

    Neste estudo foram avaliadas as mudanças na composição florística e na estrutura da vegetação lenhosa logo após incêndio acidental ocorrido em sítios de cerrado típico sem (SB, controle) e com (CB) agrupamentos do bambu Actinocladum verticillatum em Nova Xavantina/MT. Foram amostrados todos os indivíduos com diâmetro de base (Db30) ≥ 3 cm antes e após o fogo em ambos os sítios. A amostragem foi realizada em 30 parcelas de 10 × 10 m, sendo 15 parcelas em cada sítio. A ocorrência de fogo ocasionou mudanças na composição florística e reduções na riqueza e diversidade de espécies lenhosas mais evidentes no sítio CB (perda de 61% das espécies) em relação ao SB (perda de 20% das espécies). Entretanto, o incêndio ocasionou perda relativa de indivíduos (67,4% e 73,5%) e de área basal (75,6% e 55,2%) semelhante entre os sítios SB e CB, respectivamente, com exceção dos indivíduos de pequeno porte, os quais foram mais acentuadamente reduzidos no sítio CB. Queimadas em áreas de cerrado com agrupamentos de A. verticillatum podem criar condições de retroalimentação positiva e resultar na redução da densidade de indivíduos e na exclusão local de espécies menos tolerantes ao fogo.

    Abstract in English:

    The present study aimed to evaluate changes in floristic composition and structure of the woody vegetation after an accidental fire occurred in sites of typical "cerrado" without (SB, control) and with (CB) clumps of Actinocladum verticillatum bamboo in Nova Xavantina, Mato Grosso state. In both sites we sampled all woody individuals with diameter at soil height (Db30= 30 cm aboveground) ≥ 3 cm, before and after the fire. Sampling was performed in 30 plots of 10 × 10 m, 15 at each site. The fire caused more evident changes in the floristic composition and reductions in the richness and diversity of woody species in the CB (loss of 61% of species) than in the SB site (loss of 20%). However, the fire caused similar relative loss of individuals (67.4% and 73.5%) and basal area (75.6% and 55.2%) in SB and CB sites, respectively, with exception of small individuals, which were more markedly reduced in CB site. Fires in cerrado areas occupied with clumps of A. verticillatum may create conditions of positive feedback and result in decrease of density and local exclusion of species less tolerant to fire.
  • The genus Habenaria (Orchidaceae) in Serra da Canastra, Minas Gerais, Brazil Artigos Originais

    Carvalho, Bruno Morais de; Ramalho, Aline Joseph; Batista, João Aguiar Nogueira

    Abstract in Portuguese:

    A Serra da Canastra está localizada no sudoeste de Minas Gerais e situa-se dentro do domínio do Cerrado. Os estudos florísticos na região começaram na década de 1990, mas ainda estão incompletos e Orchidaceae é uma das famílias que não foram estudadas. Neste trabalho é apresentado um inventário do gênero Habenaria na Serra da Canastra. Foram registradas 28 espécies para a região, sendo que H. canastrensis e H. pseudoculicina são endêmicas restritas a área de estudo. A Serra da Canastra, com 30% do total de espécies registradas para Minas Gerais é uma das cinco unidades de conservação com maior diversidade do gênero no estado. Ocorrem na área de estudo principalmente espécies de ampla distribuição, bem como algumas espécies típicas do planalto central e outras típicas do Espinhaço, mas nenhuma espécie típica dos campos de altitude do domínio da Mata Atlântica.

    Abstract in English:

    The Serra da Canastra is located in the southwestern part of Minas Gerais within the Cerrado Biome. The floristic studies of the region began in the 1990's but are incomplete and Orchidaceae is one of the families that were not studied yet. This work presents a survey of the genus Habenaria in Serra da Canastra. 28 species were recorded for the region, two of which, H. canastrensis and H. pseudoculicina, are endemics from the study area. 30% of the Habenaria recorded for Minas Gerais occur in Serra da Canastra and the area is one of five conservation units with the highest diversity of the genus in the state. In the study area occur mainly species with broad distribution, as well as some species typical of the central plateau or typical of the Espinhaço range, but none species typical of high altitude grasslands of the Atlantic Forest domain.
  • Flora of Usina São José, Igarassu, Pernambuco: Passifloraceae s.s. Artigos Originais

    Araújo, Diogo; Alves, Marccus

    Abstract in Portuguese:

    Passifloraceae s.s. compreende cerca de 16 gêneros e 700 espécies. No Brasil ocorrem quatro gêneros. Destes, o mais representativo é Passiflora, com mais de 130 espécies. O presente estudo contribui com o conhecimento da flora dos remanescentes florestais ocorrentes na porção norte da Floresta Atlântica sendo parte da série de monografias elaboradas para a Usina São José (USJ), além de atualizar as informações sobre a diversidade da família na região. Foram registradas dez espécies pertencentes ao gênero Passiflora e são apresentadas chave de identificação, descrições, ilustrações e comentários para cada táxon.

    Abstract in English:

    Passifloraceae s.s. comprise more than 700 species and 16 genera. In Brazil four genera are registered and Passiflora L. is the most representative with over than 130 species. This study contributed to knowledge of the flora of Passiflora from Usina São José (USJ), updating the information about the diversity of this genus in the Northeast. We recorded ten species of Passiflora. Identification key, descriptions, illustrations and comments on each taxon are presented here.
  • The importance of light for liana occupation on trees Artigos Originais

    Sfair, Julia Caram; Ribeiro, Bruno Roberto; Pimenta, Erlon Pessoni; Gonçalves, Tamires; Ramos, Flavio Nunes

    Abstract in Portuguese:

    Lianas interagem de forma negativa com as árvores, uma vez que aumentam suas taxas de mortalidade. Seria esperado, portanto, que árvores apresentassem possíveis caracteres que as defenderiam contra lianas. O objetivo desse estudo foi testar se os seguintes caracteres das árvores limitam sua infestação por lianas: 1) baixa altura; 2) tronco com ramificações altas (fuste alto); 3) casca lisa; 4) casca esfoliante, e 5) menor índice de iluminação da copa. O estudo foi realizado em um fragmento de Floresta Estacional Semidecídua no município de Alfenas (MG) no qual foi amostrado em 0,1 ha, todas as árvores com diâmetro na altura do peito maior do que 3 cm. Para cada árvore registrou-se os caracteres citados anteriormente, bem como foi estimada a porcentagem de cobertura de lianas na copa. Encontrou-se que quanto maior a altura e o índice de iluminação da copa, maior a sua ocupação por lianas. Essas árvores, apesar de atingirem o dossel da floresta e, portanto, adquirirem mais luz para crescimento e reprodução, estão também mais sujeitas à ocupação por lianas. Apesar disso, supõe-se que as árvores não investem em estruturas que poderiam diminuir a ocupação por lianas, provavelmente porque a competição com outras plantas da vizinhança pode ser também intensa.

    Abstract in English:

    Lianas (woody climbers) interact negatively with trees, increasing their mortality rates. We expect, therefore, that trees have developed supposed traits that would defend them against lianas. The aim of this paper was test if these tree traits limit their liana occupation: 1) smaller height; 2) taller free bole height; 3) smooth bark; 4) exfoliating bark, and 5) low crown illumination. This study was carried out in a fragment of a seasonal semideciduous forest in Alfenas (Minas Gerais; Southeastern Brasil). We sampled in 0.1 ha all trees with diameter at breast height larger than 3 cm. For each tree we noted the traits previously cited, as well as we estimated the percentage of liana occupation on the tree crowns. We found that, for taller trees and trees with higher crown illumination, the probability of a tree to carry lianas was higher. These trees, in spite of reaching the forest canopy, and, therefore, acquire more light for reproduction and growth, they are also more prone to liana occupation. In spite of that, we suppose that the trees do not invest on traits that could decrease the liana occupation, probably because the competition with neighbor's plants may also be intense.
  • Sapotaceae in Sandy Coastal Plain, Espírito Santo, Brazil Artigos Originais

    Fabris, Luis Cláudio; Peixoto, Ariane Luna

    Abstract in Portuguese:

    Sapotaceae, uma família de plantas lenhosas, está representada no Brasil por 11 gêneros e cerca de 230 espécies, muitas das quais com madeira e látex explorados comercialmente. As Restingas com grande variedade de formações vegetais ocupam quase toda a extensão da costa do Espírito Santo. O estudo procurou responder às seguintes questões: quais são as espécies de Sapotaceae estabelecidas sobre as Restingas do Espírito Santo e quais os ambientes preferenciais de ocorrência de suas populações? A pesquisa envolveu coletas e observações de exemplares, bem como a análise de coleções depositadas em herbários. Foram identificados 18 táxons pertencentes a cinco gêneros: Pouteria Aubl. (9), Manilkara Adans. (4), Chrysophyllum L. (3), Micropholis (Griseb.) Pierre (1) e Sideroxylon L. (1). São apresentadas descrições dos táxons, chave de identificação, caracteres diagnósticos em campo, comentários e ilustrações. Duas espécies são citadas pela primeira vez para o Espírito Santo e uma, conhecida até então para as Florestas de Tabuleiros, é citada para as Restingas. Frutos de três espécies até então desconhecidos são caracterizados e ilustrados. A família está representada em sete diferentes formações de Restinga, sendo a Floresta Arenosa Litorânea a que detém maior número de táxons (17) seguida das formações aberta de Ericaceae (3) e pós-praia (2). As Restingas do litoral Norte apresentam maior número de táxons (15), seguido do litoral Centro-sul (12) e Sul (6).

    Abstract in English:

    Sapotaceae is a family of woody plants. In Brazil, it comprises 11 genera and about 230 species, many of which are commercially exploited for timber and latex. The Coastal plain (Restinga), presents a variety of vegetation types and, occupies almost the entire length of the coast of Espírito Santo. This study sought to answer the following questions: 1. Which Sapotaceae species have become established in the coastal plain vegetation of Espirito Santo state? 2. Which are their preferred environments of occurrence? This study involved the collection and observation of specimens, as well as examination of collections deposited in herbaria. A total of 18 taxa belonging to five genera were identified: Pouteria Aubl. (9), Manilkara Adans. (4), Chrysophyllum L. (3), Micropholis (Griseb.) Pierre (1) and Sideroxylon L. (1). Taxon descriptions, identification key, character identification in the field, comments and illustrations are presented. Two species are cited for the first time for Espírito Santo and another one, known so far for tableland forests (Tabuleiro), is cited for the Restinga vegetation. Fruits of three species, unknown so far, are characterized and illustrated. The family is represented in seven different formations of Restinga. The coastal sand forest holds the largest number of taxa (17), followed by the open formations of Ericaceae (3) and post-beach formations (2). The North Coast have a higher number of taxa (15), followed by the South Central Coast (12) and South Coast (6).
  • Leguminosae in Ombrophilous Dense Forest of Santa Virgínia Nucleus, Serra do Mar State Park, São Paulo, Brazil Artigos Originais

    Silva, Edson Dias da; Tozzi, Ana Maria Goulart de Azevedo

    Abstract in Portuguese:

    O presente estudo traz o levantamento florístico das espécies de Leguminosae que ocorrem em uma área de Floresta Ombrófila Densa do litoral norte do estado de São Paulo, em altitudes que variam de 16 a 1168 metros de altitude. O levantamento florístico envolveu coletas de plantas arbóreas, arbustivas, herbáceas e lianas. A família Leguminosae está representada na Floresta Ombrófila Densa do Núcleo Santa Virgínia por 82 espécies. Vinte e sete espécies encontradas são endêmicas da Floresta Atlântica. Além de uma lista de gêneros e espécies com suas respectivas chaves de identificação também são apresentadas ilustrações e informações sobre distribuição geográfica.

    Abstract in English:

    This study present the floristic survey of the Leguminosae species occurring in an area of Ombrophilous Dense Forest from the north coast of the state of São Paulo, in altitudes that varying from 16 to 1,169 meters of altitude. The floristic survey involved the collecting of herbs, shrubs, trees and lianas. The Leguminosae family is represented in the Ombrophilous Dense Forest of Santa Virgínia Nucleus by 82 species. Twenty seven species are endemic to the Atlantic Forest. Besides a genera and species list with their corresponding identification keys, illustrations, information on geographical distribution are also presented.
  • Phanerogamic flora of Serra Negra, Minas Gerais, Brazil Artigos Originais

    Salimena, Fátima Regina Gonçalves; Matozinhos, Carolina Nazareth; Abreu, Narjara Lopes de; Ribeiro, José Hugo Campos; Souza, Filipe Soares de; Menini Neto, Luiz

    Abstract in Portuguese:

    O presente estudo teve como objetivo caracterizar a flora fanerogâmica da região da Serra Negra localizada no sul da Zona da Mata de Minas Gerais, entre os municípios de Lima Duarte, Rio Preto, Santa Bárbara do Monte Verde e Olaria. Embora considerada de importância biológica alta, esta região não possui nenhum registro anterior de dados florísticos, o que levou ao desenvolvimento deste levantamento, durante o período de 2003 a 2010. A vegetação é caracterizada por um mosaico de formações florestais e campestres onde se destacam os campos rupestres e florestas nebulares em altitudes que variam de 1300 a ca. 1700 m. Um total de 1033 espécies foi encontrado, distribuídas em 469 gêneros e 121 famílias sendo as mais representativas Orchidaceae (115 spp.), Asteraceae 54 spp.), Melastomataceae (56 spp.), Myrtaceae (53 spp.), Fabaceae, Poaceae e Rubiaceae (48 spp. cada), Bromeliaceae (43 spp.), Solanaceae (38 spp.) e Piperaceae (33 spp). Novos registros e endemismos para a flora mineira foram encontrados e 58 espécies estão citadas na lista de espécies ameaçadas de Minas Gerais.

    Abstract in English:

    The present study aims to characterize the phanerogamic flora of the region of Serra Negra, located in the southern of Zona da Mata of Minas Gerais, between the municipalities of Lima Duarte, Rio Preto, Santa Bárbara do Monte Verde and Olaria. Although this region is considered of high biological importance, it has no previous record of floristic data, which led to the development of this survey, during the period 2003 to 2010. The vegetation is characterized by a mosaic of forests and grassland, especially cloud forests and "campos rupestres" (rocky grasslands), occurring at altitudes between 1300 to 1700 m. A total of 1033 species was recorded, distributed in 469 genera and 121 families. The most representative families are Orchidaceae (115 spp.), Asteraceae 54 spp.), Melastomataceae (56 spp.), Myrtaceae (53 spp.), Fabaceae, Poaceae e Rubiaceae (48 spp. cada), Bromeliaceae (43 spp.), Solanaceae (38 spp.) and Piperaceae (33 spp). New records and endemic species to flora of Minas Gerais were found and 58 species are cited in the list of endangered species of Minas Gerais.
  • Contribution to knowledge of Ingeae tribe genera from a Brazilian Amazon National Forest Artigos Originais

    Bonadeu, Francismeire; Santos, João Ubiratan Moreira dos

    Abstract in Portuguese:

    No trabalho apresenta-se tratamento taxonômico sobre as espécies dos gêneros Abarema Pittier, Calliandra Benth., Enterolobium Mart., Hydrochorea Barneby & J. W. Grimes, Macrosamanea Britton & Rose ex Britton & Killip e Zygia P. Brawne que ocorrem na Floresta Nacional de Caxiuanã, acompanhado de chave taxonômica, descrições, ilustrações e comentários morfológicos e taxonômicos, além de dados de distribuição geográfica e períodos de floração e frutificação das espécies estudadas. Abarema foi o gênero com maior riqueza de espécies (3 spp.), seguido por Zygia (2 spp.), sendo os demais gêneros representados por uma espécie cada. As espécies A. auriculata (Benth.) Barneby & J.W. Grimes, C. surinamensis Benth., H. corymbosa (Rich.) Barneby & J.W. Grimes, M. pubiramea (Steud.) Barneby & J.W. Grimes var. pubiramea e Z. latifolia var. lasiopus (Benth.) Barneby & J.W. Grimes são novas ocorrências para a área de estudo.

    Abstract in English:

    The study presents a taxonomic survey of Abarema Pittier, Calliandra Benth., Enterolobium Mart., Hydrochorea Barneby & J. W. Grimes, Macrosamanea Britton & Rose ex Britton & Killip and Zygia P. Brawne species from the Caxiuanã National Forest, followed by an identification key, descriptions, illustrations, comments on morphology and taxonomy, geographic distribution and periods of flowering and fruiting. Abarema was the most representative genus (3 spp.) followed by Zygia (2 spp.). The remaining genera had one species each. The species A. auriculata (Benth.) Barneby & J.W. Grimes, C. surinamensis Benth., H. corymbosa (Rich.) Barneby & J.W. Grimes, M. pubiramea (Steud.) Barneby & J.W. Grimes var. pubiramea and Z. latifolia var. lasiopus (Benth.) Barneby & J.W. Grimes are new records in the study area.
  • Relationship between epiphytic bromeliads and phorophytes at different successional stages Artigos Originais

    Hoeltgebaum, Marcia Patricia; Queiroz, Maike Hering de; Reis, Maurício Sedrez dos

    Abstract in Portuguese:

    O presente estudo teve como objetivo analisar a relação entre as bromélias epifíticas e a vegetação arbustiva e arbórea registrada em diferentes estádios sucessionais da Floresta Ombrófila Densa, com o intuito de detectar forófitos potenciais à colonização por bromélias. Os forófitos foram selecionados por meio do método de quadrantes centrados, e verificada a relação entre as suas características morfológicas com a ocorrência de bromélias, por meio da análise de Correlação de Spearman e teste de qui-quadrado. Foram registradas 27 espécies bromélias epifíticas pertencentes a oito gêneros, e 85 espécies forofíticas. O diâmetro foi a variável que apresentou maior influência na riqueza das bromélias. Forófitos com cascas persistentes e com textura rugosa apresentaram maior frequência de bromélias.

    Abstract in English:

    The main objective of this study was to identify the relationship between epiphytic bromeliad species and their associated native forest vegetation (trees and shrubs) at different successional stages in the southern coastal Atlantic Rainforest. This study also characterized potential colonization of phorophytes in identified epiphytic bromeliads species. The phorophytes were selected by the phytosociological sampling point-centered quarter method. The relationship between the phorophytes morphological characteristics and epiphytic bromeliads species occurrence was analyzed using a Spearman Correlation and chi-square tests. Twenty-seven epiphytic bromeliads species representing eight genera were found on eighty-five phorophytes. The variable phorophyte diameter presented the greatest influence on the abundance of epiphytic bromeliads species found. Phorophytes with a persistent bark and rough texture showed higher frequency of bromeliads.
  • Tree monodominance and diversity of ferns in transitional zone of Cerrado-Amazon forest, Brazil Artigos Originais

    Forsthofer, Mônica; Marimon, Beatriz Schwantes; Abreu, Mariângela Fernandes; Oliveira-Santos, Claudinei; Morandi, Paulo Sérgio; Marimon-Junior, Ben Hur

    Abstract in Portuguese:

    Testamos a hipótese de que a baixa diversidade de espécies lenhosas em uma floresta monodominante e possíveis fatores ambientais associados influenciam a ocorrência de samambaias na transição Cerrado-Floresta Amazônica. O objetivo foi analisar e comparar a riqueza florística, cobertura de dossel e aspectos ecológicos das samambaias em florestas de transição. As samambaias foram amostradas em uma floresta monodominante de Brosimum rubescens Taub. (MO) e uma floresta estacional mista (MI) em Nova Xavantina-MT. O substrato terrícola, a forma de vida hemicriptófita e o hábito herbáceo foram predominantes. A diversidade de espécies lenhosas foi superior à de samambaias, que apresentaram um total de 304 indivíduos, sete espécies, quatro gêneros e duas famílias. A família de maior riqueza foi Pteridaceae, representada por cinco espécies (71%). A floresta MI apresentou seis espécies, destacando-se Adiantum tetraphyllum Willd. com 209 indivíduos. Na MO foram encontradas apenas duas espécies, corroborando a hipótese de que a baixa diversidade de lenhosas influencia na diversidade de samambaias. Provavelmente, a cobertura do dossel, a qualidade da serapilheira e/ou fatores edáficos podem estar relacionados com a baixa diversidade de samambaias na MO, uma vez que tais condições podem atuar como filtro de espécies no ambiente monodominante, favorecendo somente as mais competitivas e adaptadas.

    Abstract in English:

    We tested the hypothesis that the low tree diversity in a monodominant forest and possible associated environmental factors influenced the ferns occurrence in the Cerrado-Amazon forest transition zone. The objective was to analyse and compare species richness, canopy cover and ecological aspects of ferns in the transitional forests. The ferns were sampled in a Brosimum rubescens Taub. monodominant forest (MO) and a seasonal mixed forest (MI). The terrestrial substrate, hemicryptophytes life form and herbaceous habit were prevalent. The diversity of woody species was higher than that of ferns, which had a total of 304 individuals, seven species, four genera and two families. The richest family was Pteridaceae, represented by five species (71%). MI forest presented six species and Adiantum tetraphyllum Willd. was the principal, with 209 individuals. Only two species were registered in the MO forest, supporting the hypothesis that low tree diversity and associated environmental conditions influences the diversity of ferns. Probably the canopy cover, the quality of the litter layer and/or edaphic factors may be related to the low diversity of ferns in the MO, since such conditions may act as an environmental filter of species, favoring only the most competitive and adapted to such conditions.
  • Influence of geographical distance in richness and composition of tree species in a tropical rain forest in eastern Amazonia Artigos Originais

    Matos, Darley C. Leal; Ferreira, Leandro Valle; Salomão, Rafael de Paiva

    Abstract in Portuguese:

    Duas teorias em ecologia explicam a distribuição de espécies em florestas tropicais: a Teoria Neutra e a Teoria do Nicho. Na primeira a distribuição de espécies está relacionada a processos como dispersão, enquanto a segunda prediz que é devido às interações competitivas entre as espécies. Estudos demonstram que a similaridade de espécies de uma comunidade vegetal diminui com a distância geográfica nas regiões tropicais. O objetivo deste estudo foi identificar se a distância influencia nos padrões de riqueza e composição de espécies de árvores dentro e entre seis platôs em uma floresta ombrófila densa na Floresta Nacional Sacará-Taquera, Pará, Brasil. Esses platôs são explorados para a extração da bauxita, onde a cobertura florestal é totalmente removida. O número de parcelas (10 × 250 m) analisadas nesse estudo, em cada platô variou de 18 a 22. Houve uma correlação negativa da similaridade de espécies em relação à distância, tanto dentro como entre os platôs. Não houve correlação da riqueza de espécies em relação à distância, dentro e entre os platôs, com exceção do platô Aramã. Os resultados desse estudo corroboram a Teoria Neutra e têm grandes implicações para a conservação.

    Abstract in English:

    Two theories in ecology explain species distribution in tropical forests: the Neutral Theory and Niche Theory. The first predicts the species distribution is related to processes such as dispersion, and the second predicts that species distribution is related to competitive interactions between species. Studies have shown that the species similarity in a plant community decreases according to the geographical distance in the tropics. The aim of this study was to assess the influence of the distance on tree species richness and composition within and among six plateaus in a tropical rain forest at the Sacará-Taquera National Forest, Pará, Brazil. These plateaus are exploited for the bauxite extraction where the forest cover is completely removed. In this study, the number of plots used in each plateau ranged from 18 to 22. There was a negative correlation of the species similarity to the distance, whithin and among the plateaus. There was no correlation of species richness to distance (whithin and among the plateaus), except for the plateau Aramã. The results of this study support the Neutral Theory and have important implications for the conservation as well.
  • The genus Isabelia in Paraná state, Brazil Artigos Originais

    Engels, Mathias Erich; Tardivo, Rosângela Capuano

    Abstract in Portuguese:

    Isabelia Barb. Rodr. é endêmico da América do Sul, constituído por três espécies e um nototáxon. No Brasil, são encontrados todos os táxons, distribuídos nos domínios fitogeográficos do Cerrado e da Mata Atlântica, nas Regiões Sul, Sudeste, Centro-oeste e Nordeste. Um estudo taxonômico do gênero Isabelia foi realizado no Paraná e os resultados revelaram a ocorrência de todas as espécies descritas: Isabelia pulchella (Kraenzl.) Van den Berg & M.W. Chase; Isabelia violacea (Lindl.) Van den Berg & M.W. Chase, Isabelia virginalis Barb. Rodr. e do nototáxon Isabelia × pabstii (Leinig) Van den Berg & M.W. Chase. São apresentadas chave de identificação, descrições morfológicas, mapa de distribuição geográfica, comentários, status de conservação e ilustrações dos táxons estudados.

    Abstract in English:

    Isabelia Barb. Rodr. is a South-american endemic genus, formed by three species and a nototaxon. All taxa are found in Brazil, distributed in the phytogeografic domain of the Cerrado and of the Atlantic Forest, in the South, Southeast, Center-west and in the Northeast regions. A taxonomic study of the Isabelia was presented in Paraná and the results revealed the occurrence of all the described species: Isabelia pulchella (Kraenzl.) Van den Berg & M.W. Chase; Isabelia violacea (Lindl.) Van den Berg & M.W. Chase, Isabelia virginalis Barb. Rodr. and the nototaxon Isabelia × pabstii (Leinig) Van den Berg & M.W. Chase. Identification key, morphological descriptions, geographic distribution, comments, status of conservation and illustration are presented of each species.
  • Piperaceae in a fragment of atlantic florest of the Serra da Mantiqueira, Minas Gerais, Brazil Artigos Originais

    Monteiro, Daniele

    Abstract in Portuguese:

    A Serra Negra localiza-se em Minas Gerais (21°58'24"S e 43°53'15"W), entre as Serras do Ibitipoca e o Maciço do Itatiaia, abrangendo uma área da Serra da Mantiqueira considerada prioritária para a conservação e investigação científica. Com o objetivo de ampliar o conhecimento florístico da região, foi realizado o tratamento florístico das Piperaceae ocorrentes. Foram registradas 34 espécies da família, a grande maioria em formações florestais, incluindo cânions. Contribuíram para a identificação dos táxons o hábito, presença ou ausência de tricomas, filotaxia, forma, dimensão e padrão de nervação foliar, tipo de inflorescência, número de estames e carpelos, presença de estilete, além da forma da bractéola e fruto. Piper pauciramosum, endêmico de Minas Gerais e até o momento conhecido apenas pelo material tipo, foi encontrado na região e precisa ter o estado de conservação reavaliado, assim como outras 10 espécies consideradas raras. A ocorrência desses táxons e de outros com distribuição restrita aumentam a importância de região e a necessidade de implantação de unidades de conservação.

    Abstract in English:

    Located in Minas Gerais (21°58'24"S e 43°53'15"W), between Ibitipoca and Itatiaia ranges, Serra Negra covers an area considered priority for conservation and scientific research at Serra da Mantiqueira. Continuing the studies at the area aiming to increase floristic knowledge of the region, the taxonomic treatment of Piperaceae was held. Thirty four species of the family were recorded, most of them in forested formations, including canyons. The taxa are distinguished by habit, presence or absence of trichomes, phyllotaxis, leaf size, form and venation, type of inflorescence, number of stamens and carpels, presence of style, shape of bracteoles and fruits. Piper pauciramosum, endemic to Minas Gerais and only known from type material was collected and needs a re-evaluation of its conservation status, as well as 10 other species considered to be rare. The occurrence of these taxa and others species with restricted distribution highlights the importance of this region and points out the great need of new conservation units at the area.
  • Cyanobacteria from fishing ponds in the Metropolitan Region of São Paulo, Brazil Artigos Originais

    Rosini, Edna Ferreira; Sant'Anna, Célia Leite; Tucci, Andréa

    Abstract in Portuguese:

    As cianobactérias estão amplamente distribuídas em ambientes eutrofizados, onde comumente podem formar florações tóxicas, como em pesqueiros. O objetivo desse estudo foi avaliar a biodiversidade de cianobactérias em dez pesqueiros da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). As amostras foram coletadas na subsuperfície, através de arrasto horizontal com rede de plâncton, em dois períodos: setembro/outubro de 2001 e fevereiro/março de 2002, totalizando 20 amostras. As amostras foram preservadas em formol a 4-5% e estudadas ao microscópio fotônico. Foram identificadas 23 espécies de cianobactérias pertencentes a cinco ordens, sete famílias e 15 gêneros. Synechococcales foi a ordem com maior riqueza de espécies (8), seguida por Chroococcales (6), Pseudanabaenales (5), Oscillatoriales (2) e Nostocales (2). Aphanocapsa Nägeli e Microcystis Kützing ex Lemmermann foram os gêneros mais representativos, com cinco e quatro táxons respectivamente. Dos 23 táxons identificados, 22% foram considerados frequentes, 35% pouco frequentes e 43% raros. Aphanocapsa annulata G.B. McGregor, Aphanocapsa delicatissima W. West & G.S. West, Aphanocapsa incerta (Lemmermann) Cronberg & Komarek, Aphanocapsa holsatica (Lemmermann) Cronberg & Komarek e Microcystis aeruginosa (Kützing) Kützing estiveram presentes em sete pesqueiros Esta é a primeira citação de Aphanocapsa annulata para o estado de São Paulo.

    Abstract in English:

    Cyanobacteria are widely distributed in eutrophic environments, such as fishing ponds, where they can generally form toxic blooms. The objective of this study was to assess the biodiversity of the Cyanobacteria in ten fishing ponds in São Paulo Metropolitan Region (RMSP). The samples were collected from the sub-surface, horizontally towed with a plankton net, in two periods: September/October 2001 and February/March 2002. The samples were preserved in formaline:seawater at 4-5%, and studied under a photonic microscope. Twenty-three species of cyanobacteria belonging to five orders, seven families and 15 genera, were identified. The richest order was Synechococcales (8 species), followed by Chroococcales (6 species), Pseudanabaenales (5 species), Oscillatoriales (2 species) and Nostocales (2 species). Aphanocapsa Nägeli and Microcystis Kützing ex Lemmermann were the most representative genera, with five and four taxa respectively. 22% of the total were considered frequent species, 35% infrequent species, and 43% rare species. Aphanocapsa annulata G.B. McGregor, Aphanocapsa delicatissima W. West & G.S. West, Aphanocapsa incerta (Lemmermann) Cronberg & Komarek, Aphanocapsa holsatica (Lemmermann) Cronberg & Komarek and Microcystis aeruginosa (Kützing) Kützing occurred in seven fishing ponds. This is the first citation of Aphanocapsa annulata for the state of São Paulo.
  • Epiphytic bromeliads in a Conservation Area of the Brazilian Amazon Nota Científica

    Koch, Ana Kelly; Santos, João Ubiratan Moreira dos; Ilkiu-Borges, Anna Luiza

    Abstract in Portuguese:

    Neste trabalho faz-se um tratamento taxonômico das Bromeliaceae epífitas que ocorrem na Floresta Nacional de Caxiuanã (FLONA), distante 400 km de Belém, localizada nos municípios de Melgaço e Portel, estado do Pará. Para tanto, foram realizadas quatro coletas aleatórias de material fértil entre abril de 2009 e novembro de 2010. A família está representada na área por cinco espécies de epífitas, Aechmea bromeliifolia, A. mertensii, Araeococcus micranthus, Guzmania lingulata e Tillandsia bulbosa, distribuídas em quatro gêneros e duas subfamílias. São apresentadas chave de identificação, breves descrições, informações sobre fenologia e habitat, distribuição geográfica e comentários taxonômicos sobre as espécies.

    Abstract in English:

    This study presents the taxonomic treatment of the epiphytic Bromeliaceae from Caxiuanã National Forest (FLONA), situated 400 km far from Belém, in the municipalities of Melgaço and Portel, state of Pará. The collections of fertile material were randomized and accomplished between April 2009 and November 2010. In the FLONA of Caxiuanã, Bromeliaceae is represented by five species, Aechmea bromeliifolia, A. mertensii, Araeococcus micranthus, Guzmania lingulata, and Tillandsia bulbosa, which are distributed in four genera and two subfamilies. Key for species, short descriptions, phenological and habitat observation, geographic distribution and taxonomic comments on the species are presented.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br