Rodriguésia, Volume: 64, Issue: 1, Published: 2013
  • Seedling survival, photosynthetic characteristics and growth of Discocarpus pedicellatus (Phyllanthaceae) Artigos Originais

    Mercês, Dinara de Andrade; Pinheiro, Marayana Prado; Oliveira Filho, Josafá Amaral de; França, Solange; Gomes, Fábio Pinto; Fiaschi, Pedro; Mielke, Marcelo Schramm

    Abstract in Portuguese:

    Discocarpus pedicellatus é uma espécie arbórea endêmica da Mata Atlântica que apresenta regeneração natural por meio da formação de bancos de plântulas, ocorrendo em populações com manchas de elevada densidade de árvores adultas nas florestas semidecíduas do sul da Bahia. Foram realizados dois estudos, um no campo e outro em casa de vegetação, visando analisar a sobrevivência de plântulas e os efeitos do sombreamento nas características fotossintéticas e no crescimento de plantas jovens de D. pedicellatus. No início das avaliações no campo a densidade de plântulas foi muita elevada, em torno de 700 plântulas m-2. Ao final de dois anos esses valores variavam entre 5 e 190 plântulas m-2, sendo raros os indivíduos que apresentavam folhas verdadeiras. Em casa de vegetação, os valores da taxa fotossintética líquida em saturação de radiação luminosa (Amax), da irradiância de compensação (Ic), da taxa de respiração no escuro (Rd), da taxa de crescimento relativo (TCR) e da taxa assimilatória líquida (TAL), indicam que essa espécie apresenta crescimento lento, típico de espécies que regeneram no interior de florestas com dossel fechado. Além disso, com o aumento do sombreamento observou-se uma diminuição significativa da Rd, indicando que a sobrevivência no sub-bosque está associada com baixas taxas metabólicas e de crescimento. Os resultados obtidos indicam que a estratégia de regeneração por bancos de plântulas e a capacidade de ajustar o seu metabolismo em função da radiação luminosa disponível são fatores importantes para o estabelecimento de populações de D. pedicellatus com manchas de elevada densidade populacional nas florestas semidecíduas do sul da Bahia.

    Abstract in English:

    Discocarpus pedicellatus is an endemic tree species in the Atlantic Forest. It presents natural regeneration from seedling banks and populations with patches of high-density of adult trees in the semideciduous forests of southern Bahia, Brazil. Two studies were conducted, in the field and under greenhouse conditions, aiming to analyze seedling survival and the effects of shade on growth and on photosynthetic characteristics of D. pedicellatus saplings. In the field, the density of seedlings was very high at the beginning of the study, in some cases exceeding 700 seedlings m-2. After two years of observations, density values were between 5 and 190 seedlings m-2 and few individuals showed the first true leaves. In greenhouse, the results obtained for light-saturated net photosynthetic rate (Amax), the compensation irradiance (Ic), the dark respiration rate (Rd), the relative growth rate (TCR) and the net assimilation rate (TAL), suggest that this species presents slow growth, typical of species that regenerate in the understory of mature forests under closed canopies. Also, in response to increase in shading there was a significant decrease in Rd, indicating that the survival in the forest understory may be associated to low metabolic and growth rates. The results indicate that the regeneration strategy by seedling banks and the ability to adjust their metabolism in response to the low available light radiation are important factors that explain the establishment of high-population density patches of D. pedicellatus in the semideciduous forests of southern Bahia, Brazil.
  • Floristic similarity between strata of vegetation in four Deciduous Seasonal Forest in São Francisco River Artigos Originais

    Gonzaga, Anne Priscila Dias; Pinto, José Roberto Rodrigues; Machado, Evandro Luiz Mendonça; Felfili, Jeanine Maria

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo descreveu e comparou a similaridade florística de três estratos de quatro fragmentos de Floresta Estacional Decidual. Os fragmentos estudados estão distribuídos na Bacia do São Francisco, três em Minas Gerais e um na Bahia. A amostragem da vegetação seguiu o protocolo da Rede de Parcelas Permanentes nos biomas Cerrado e Pantanal para os estratos arbóreo, de arvoretas e juvenil. Foram contabilizadas a riqueza de espécies e famílias em cada área e estrato. A similaridade entre os estratos de cada área foi obtida por diagramas de Venn e índices de Jaccard e Czekanowski, já para a análise da similaridade entre os fragmentos, em cada estrato, foram calculados apenas os dois índices. Os quatro fragmentos e os três estratos apresentaram baixa relação florística, ou seja, baixo compartilhamento de espécies. As diferenças entre os estratos podem ser reflexo de variações ambientais ao longo do tempo, assim como da capacidade de reprodução das espécies dos estratos superiores. Já as diferenças entre as áreas devem-se à distribuição geográfica, que gera variações ambientais, as quais podem estar favorecendo a ocorrência de espécies adaptadas às condições de cada fragmento, contribuindo para uma composição florística diferenciada. Além disso, os contatos vegetacionais (ecótonos) provavelmente também contribuíram para as diferenças florísticas observadas.

    Abstract in English:

    This study described and compared the floristic similarity in four Deciduous Seasonal Forest fragments, and assessed the floristic relations between the tree (adult), the treelet and the sapling stratum. The fragments studied are distributed in Minas Gerais State and in Bahia State, Brazil. The vegetation sampling method followed the protocol of the "Rede de Parcelas Permanentes nos biomas Cerrado e Pantanal" for the tree, treelet and sapling strata. The floristic similarity between the fragments was obtained based on Jaccard and Czekanowski indices. Besides the similarity indices, Venn diagrams were drawn for the strata within each area. The four fragments and the three strata of each fragment presented low degrees of species sharing. The floristic differences among the strata may be due to environmental variations throughout time as well as the reproductive capacity of the species differentiated among the years. Besides the geographic distance (neutral theory), the environmental variations between the areas and the vegetation contacts (ecotones) with other biomes may have favored the occurrence of species adapted to the conditions of each fragment, which contributed to the distinct floristic composition.
  • Icacinaceae s.l. of Atlantic forest from Northeastern of Brazil Artigos Originais

    Amorim, Bruno S.; Alves-Araújo, Anderson; Stefano, Rodrigo Duno de; Alves, Marccus

    Abstract in Portuguese:

    Icacinaceae s.l. na circunscrição atual é reconhecida como quatro famílias distintas: Cardiopteridaceae, Icacinaceae s.s., Stemonuraceae e Pennantiaceae. Cardiopteridaceae, Icacinaceae s.s. e Stemonuraceae têm representantes nas florestas tropicais da América do Sul. Na parte nordeste do Domínio da Floresta Atlântica estas famílias são representadas pelas seguintes espécies: Citronella paniculata (Mart.) R.A. Roward, Dendrobangia boliviana Rusby, Discophora guianensis Miers, Emmotum affine Miers, Leretia cordata Vell. e Pleurisanthes simpliciflora Sleumer. Tais espécies apresentam distribuição disjunta entre as Florestas Atlântica e Amazônica, exceto por Emmotum affine que é endêmica da Floresta Atlântica. Chave de identificação, ilustrações, comentários sobre a distribuição geográfica, habitats e caracteres diagnósticos das espécies são apresentados.

    Abstract in English:

    Icacinaceae s.l. according to currently circumscription is treated as four distinct families: Cardiopteridaceae, Icacinaceae s.s., Stemonuraceae and Pennantiaceae. Cardiopteridaceae, Icacinaceae s.s. and Stemonuraceae are represented in tropical forests of South America. Along the northeastern part of the Atlantic Forest domain these families are represented by the following species: Citronella paniculata (Mart.) R.A. Roward, Dendrobangia boliviana Rusby, , Discophora guianensis Miers, Emmotum affine Miers, Leretia cordata Vell., and Pleurisanthes simpliciflora Sleumer. The species show a disjunct distribution between the Atlantic and Amazon Forests, except for Emmotum affine which is endemic to Atlantic Forest. Identification key, illustrations as well as commentaries about geographic distribution, habitats and diagnostic characteristics are presented.
  • Floristic composition of angiosperms in the karst of upper São Francisco river, Minas Gerais state, Brazil Artigos Originais

    Melo, Pablo Hendrigo Alves de; Lombardi, Julio Antonio; Salino, Alexandre; Carvalho, Douglas Antônio de

    Abstract in Portuguese:

    A ocorrência de rochas carbonáticas delimita um tipo particular de relevo, o carste, o qual, pela geomorfologia e hidrologia específicas, difere das paisagens dominantes. Na região cárstica do Alto São Francisco, conhecida como "Mata de Pains", encontram-se exemplos marcantes de relevos cársticos ocorrentes em Minas Gerais. No cárste, a cobertura vegetal é composta por mosaico fitofisionômico apresentando áreas florestadas e áreas abertas, com notável diversidade florística. O objetivo deste estudo foi realizar o levantamento das espécies de angiospermas em áreas com afloramentos de rocha carbonática na Região Cárstica do Alto São Francisco, bem como verificar a relação florística da região estudada com a flora dos domínios fitogeográficos brasileiros. Para o levantamento, no período de 2002 a 2006, foram realizadas expedições mensais para coletas de material botânico fértil concentradas em áreas relacionadas a rochas carbonáticas. O material coletado totalizou 1.512 exsicatas e foi incorporado ao acervo do herbário BHCB. Foram encontradas 456 espécies de angiospermas, distribuídas em 299 gêneros e 77 famílias. O hábito herbáceo foi o melhor representado, com 161 espécies, seguido dos hábitos arbustivo e arbóreo (111 espécies cada), escandente (73 espécies). A flora encontrada na Mata de Pains apresenta influências, em ordem de importância, dos domínios fitogeográficos Mata Atlântica, Cerrado, Amazônia, Caatinga, Pantanal e Pampa. Inventários florísticos em regiões cársticas nos diferentes domínios fitogeográficos podem, em conjunto, fornecer informações importantes no entendimento histórico da vegetação neotropical.

    Abstract in English:

    The occurence of carbonatic rocks defines a typical type of relief, called karst, that, by its geomorphology and hydrology, usually differs from the surrounding landscape. In the upper São Francisco river basin, some striking remnants of vegetation associated to karst can be found, which are locally knwon as "Mata de Pains". In this region, a mosaic of different physiognomies, including forests and open areas, which present noteworthy plant diversity, composes the vegetation. The aim of this study is to provide an inventory of angiosperm species in areas of carbonatic rocks outcrops in the upper São Francisco river basin karst region, as well as analyze the floristic relationship of the study area with different Brazilian phytogeographic domains. Fieldwork was performed during the period of 2002 a 2006, when collections of fertile speciemns were done in areas associated to carbonatic rock outcrops. During the study, 1512 exsicates were incorporated to BHCB herbarium collection. A total of 456 angiosperm species were inventoried, distributed in 299 genera and 77 families. Herbaceous habit was better represented, with 161 species, followed by shrubs and trees (111 species each) and lianas (73 species). The flora of the study area presents more influence of the Mata Atlântica domain (Atlantic Rain Forest), followed by, in order of importance, Cerrado, Amazonia, Caatinga, Pantanal and Pampa. Floristic surveys in different karst regions inserted in different phytogeographic domains may, together, provide useful information in understanding the phytogeografic history of Neotropical vegetation.
  • Pollinator limitation and late-acting self-incompatibility mechanism as causes of low fruit set in two sympatric species of Inga (Fabaceae – Mimosoideae) in the Central Amazon Artigos Originais

    Barros, Eduardo Cristo de Oliveira; Webber, Antonio Carlos; Machado, Isabel Cristina

    Abstract in Portuguese:

    Foram estudados os sistemas reprodutivos de Inga edulis Mart. e Inga stipularis D.C. em uma área de floresta, localizada na Fazenda Experimental da UFAM, Manaus, AM, entre novembro/2006 a novembro/2007. Os resultados mostraram que as espécies não formam frutos a partir de autopolinizações e que o percentual de frutos provenientes de polinizações cruzadas em I. edulis (5%) e I. stipularis (21%) é superior ao da polinização natural (controle), 1% e 7%, respectivamente. As análises de tubos polínicos, provenientes de autopolinizações e de polinização cruzada revelaram que apenas uma pequena fração atinge os óvulos de I. edulis após 8 e 12 horas e os de I. stipularis 24 horas após a polinização. Além disso, encontra-se um maior percentual de tubos penetrando os óvulos de I. edulis. A chegada dos tubos nos óvulos oriundos de autopolinizações e de polinizações cruzadas é semelhante nas duas espécies. Os baixos índices de formação de frutos em I. edulis e I. stipularis provavelmente decorrem do elevado índice de geitonogamia promovido pelos polinizadores e pela autoincompatibilidade de ação tardia.

    Abstract in English:

    The breeding system of Inga edulis Mart. and Inga stipularis D.C. was studied in an area of forest, located in the UFAM Experimental Farm, Manaus, AM, from November/2006 to November/2007. The results showed that both species do not set fruit from self-pollination and that the percentage of fruit set proceeding from cross-pollination in I. edulis (5%) and I. stipularis (21%) is superior to the natural pollination (control), 1% and 7%, respectively. The analyses of pollen tube, originating from self-pollination and cross-pollination, reveal that a small fraction reaches the ovules of I. edulis after 8 and 12 hours, and in I. stipularis 24 hours after pollinations. In addition there is a greater percentile of tubes penetrating in the ovules of I. edulis. The arrival speed of the tubes in the ovules deriving from self-pollination and cross-pollination is similar in both species. The low indices of fruit set in I. edulis and I. stipularis probably is a result from the raised index of geitonogamy promoted by the pollinators and the late-acting self-incompatibility.
  • The family Nymphaeaceae in Ceara state, Brazil Artigos Originais

    Sousa, Danilo José Lima de; Matias, Lígia Queiroz

    Abstract in Portuguese:

    No estado do Ceará, onde predomina um clima Tropical Quente Semiárido, são observados diferentes tipos de corpos d'água. Nestes são frequentemente encontrados representantes de Nymphaeaceae. Dos seis gêneros da família apenas Nymphaea ocorre no Ceará. Foram identificadas sete espécies de Nymphaea: N. amazonum e N. lasiophylla possuem uma ampla distribuição, estando presentes desde a zona costeira ao interior do estado; N. jamesoniana, N. lingulata e N. pulchella ocorreram nas regiões semiáridas no interior do estado; N. rudgeana e N. tenerinervia apresentaram populações apenas nos ambientes litorâneos. N. lasiophylla é a espécie mais frequente. São apresentadas descrições, comentários, ilustrações e chaves de identificação dos táxons.

    Abstract in English:

    In Ceará predominates a hot semiarid tropical climate. Different kinds of water courses can be found in the state, and representatives of Nymphaeaceae are frequently found on these. Of six genera belonging to this family, only Nymphaea occurs in Ceará. A total of seven Nymphaea species were identified. Nymphaea amazonum and N. lasiophylla have a wide distribution and occur from the coast to the interior of the state; N. jamesoniana, N. lingulata and N. pulchella are found in the semiarid regions of the interior of the state; N. rudgeana and N. tenerinervia have populations in coastal environments only. Nymphaea lasiophylla is the most frequent species. We present descriptions, comments, illustrations and identification keys for the taxa.
  • Characterization of fruits, seeds and seedlings of species of Clusiaceae from sandy coastal plains (restingas) of Rio de Janeiro State Artigos Originais

    Correia, Maria Célia Rodrigues; Lima, Heloisa Alves de; Silva, Renata Carolina P. da

    Abstract in Portuguese:

    No presente trabalho foi estudada a morfologia dos frutos, sementes e plântulas de cinco espécies de Clusiaceae presentes em vegetação de restinga do estado do Rio de Janeiro. Os frutos das espécies estudadas apresentam características ligadas à zoocoria (Clusia fluminensis, C. lanceolata, C. criuva e Garcinia brasiliensis) e à anemocoria (Kielmeyera membranacea). As sementes recém-coletadas apresentam altas taxas de germinação: C. fluminensis (100%), C. lanceolata (100%), C. criuva (99,2%), G. brasiliensis (90,45%) e K. membranacea (91%). A germinação fanerocotiledonar foi registrada em C. fluminensis, C. lanceolata, C. criuva e K. membranacea e criptocotiledonar em G. brasiliensis. Plântulas de espécies de Clusia são frequentemente encontradas no habitat natural, especialmente associadas a espécies de Bromeliaceae, que funcionam como plantas-berçário.

    Abstract in English:

    In this work we studied the morphology of fruits, seeds and seedlings of five species of Clusiaceae present in vegetation of sandy coastal plains (restinga) from the State of Rio de Janeiro. The fruits of the studied species have characteristics of zoochoric (Clusia fluminensis, C. lanceolata, C. criuva and Garcinia brasiliensis) and anemocoric dispersion (Kielmeyera membranacea). The newly collected seeds have high germination rates: C. fluminensis (100%), C. lanceolata (100%), C. criuva (99.2%), G. brasiliensis (90.45%) and K. membranacea (91%). Germination is phanerocotyledonar in C. fluminensis, C. lanceolata, C. criuva and K. membranacea and cryptocotyledonar in G. brasiliensis. Seedlings of Clusia species are frequently found in the natural habitat especially associated with species of Bromeliaceae, that act as nursery plants.
  • Paepalanthus subgen. Xeractis (Eriocaulaceae) in the central Espinhaço Range in Minas Gerais, Brazil Artigos Originais

    Andrino, Caroline Oliveira; Costa, Fabiane Nepomuceno

    Abstract in Portuguese:

    Dentre as famílias botânicas que ocorrem nos campos rupestres, Eriocaulaceae destaca-se como uma das mais representativas, tanto pela grande riqueza, como pelo elevado número de endemismos. A família é composta atualmente por 10 gêneros. Paepalanthus Mart. possui ca. 400 espécies agrupadas em vários táxons infragenéricos, entre eles Paepalanthus subgen. Xeractis Koern., grupo endêmico da Cadeia do Espinhaço em Minas Gerais. Foi efetuado o levantamento das espécies de Paepalanthus subgen. Xeractis que ocorrem na porção central da Cadeia do Espinhaço em Minas Gerais, principal centro de diversidade do gênero. Foram registradas 10 espécies e duas variedades: P. argenteus (Bong.) Koern. var. argenteus, P. calvulus (Ruhland) Hensold, P. chrysolepis Silveira, P. comans Silveira, P. dianthoides Mart., P. homomallus (Bong.) Mart., P. latifolius Koern., P. mollis var. itambeensis Hensold, P. nigrescens Silveira, P. plumosus (Bong.) Koern., P. revolutus Hensold e P. superbus (Silveira) Hensold. São apresentadas chaves de identificação para os subgêneros de Paepalanthus e espécies de P. subgen. Xeractis, além de descrições e comentários sobre morfologia, distribuição geográfica, hábitat e conservação das espécies.

    Abstract in English:

    Among the plant families that occur in the campos rupestres, Eriocaulaceae stands out as one of the most representative, in the number of species, and also in the number of endemic species. Currently the family is composed of 10 genera. Paepalanthus Mart. comprises ca. 400 species grouped in many infrageneric taxa, among them, Paepalanthus subgen. Xeractis Koern., subgenus endemic of the Espinhaço Range in Minas Gerais State. Our study presents information about species of Paepalanthus subgen. Xeractis that occur in the central Espinhaço Range in Minas Gerais, the main diversity centre of Paepalanthus. Ten species and two varieties were found: Paepalanthus argenteus (Bong.) Koern. var. argenteus, P. calvulus (Ruhland) Hensold, P. chrysolepis Silveira, P. comans Silveira, P. dianthoides Mart., P. homomallus (Bong.) Mart., P. latifolius Koern., P. mollis var. itambeensis Hensold, P. nigrescens Silveira, P. plumosus (Bong.) Koern., P. revolutus Hensold, and P. superbus (Silveira) Hensold. We present identification keys for the subgenera of Paepalanthus and for species of P. subgen. Xeractis, and also descriptions and comments about morphology, geographical distribution and conservation of the species.
  • Ficus (Moraceae) from Serra da Mantiqueira, Brazil Artigos Originais

    Pelissari, Gisela; Romaniuc Neto, Sergio

    Abstract in Portuguese:

    A Serra da Mantiqueira, localizada na Região Sudeste do Brasil, encontra-se entre os biomas Mata Atlântica e Cerrado, se estendendo pelos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Sua maior porção está no estado de Minas Gerais e a menor no Espírito Santo, na Serra do Caparaó. Ficus L. é o maior gênero da família Moraceae, com aproximadamente 800 espécies distribuídas na região tropical, incluindo espécies arbustivas, arbóreas, hemiepífitas e trepadeiras. As características mais marcantes do gênero são a inflorescência do tipo sicônio e a polinização por vespas. Para este estudo foram examinados materiais depositados em coleções científicas, além de coletas e observações das populações na natureza. Foram encontradas 25 espécies de Ficus, sendo 17 nativas e oito exóticas. São apresentadas descrições, observações sobre fenologia, distribuição geográfica, conservação, comentários taxonômicos e ilustrações. São descritas e ilustradas nesse trabalho as espécies nativas, dentre as quais seis encontram-se em perigo, devido à fragmentação do habitat e interferência antrópica.

    Abstract in English:

    Serra da Mantiqueira is a mountain chain located in southeastern Brazil. It is located between the Atlantic Forest and Cerrado biomes, extending to four states in the region, with its major portion in the state of Minas Gerais and the minor one within Espírito Santo State, in Serra do Caparaó. Ficus L. is the largest genus of the family Moraceae, with approximately 800 species distributed in tropical regions, including shrubs, trees, hemiepiphytes and vines. The most striking features are the syconium inflorescence and pollination by wasps. For this study we examined materials deposited in scientific collections, as well as field trips, and observations of populations in nature. We found 25 species of Ficus, being 17 native and eight exotic. Descriptions, comments on phenology and geographic distribution, conservation, taxonomic comments and illustrations are presented. Native species are described here, of which six are considered endangered due to habitat fragmentation and anthropogenic interference.
  • Passiflora (Passifloraceae) in the Urucu Petroleum Province, Coari, Amazonas, Brazil Artigos Originais

    Cruz, Ana Paula Oliveira; Sousa, Julio dos Santos de; Bastos, Maria de Nazaré do Carmo; Barbosa, Camilo Veríssimo de Oliveira

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho trata do estudo taxonômico de Passiflora L. da Província Petrolífera de Urucu, Coari-AM. O gênero está representado na área por sete táxons: P. acuminata DC.; P. auriculata Kunth; P. coccinea Aubl.; P. glandulosa Cav.; P. laurifolia L.; P. mansoi (Mart.) Mast. e P. riparia Mart. ex Mast. São apresentadas chave de identificação, descrições e ilustrações dos táxons, bem como dados adicionais sobre distribuição geográfica, comentários e hábitat dos mesmos.

    Abstract in English:

    This study deals with the taxonomic treatment of Passiflora L. from Urucu Petroleum Province, Coari-AM. The genus is represented by seven taxa: P. acuminata DC.; P. auriculata Kunth; P. coccinea Aubl.; P. glandulosa Cav.; P. laurifolia L.; P. mansoi (Mart.) Mast. e P. riparia Mart. ex Mast. Are given identification key, descriptions, and illustrations of the taxa, as well as data concerning geographical distribution, additional comments and habitat of the taxa.
  • Passifloraceae from Serra Negra, Minas Gerais, Brazil Artigos Originais

    Mezzonato-Pires, Ana Carolina; Salimena, Fátima Regina G.; Bernacci, Luís Carlos

    Abstract in Portuguese:

    Neste trabalho são apresentadas as espécies de Passifloraceae da Serra Negra, parte da Serra da Mantiqueira localizada no sul da Zona da Mata de Minas Gerais, nas coordenadas 21º58'11"S e 43º53'21"W. A vegetação é representada por um mosaico de campos rupestres e florestas semidecíduas e ombrófilas. A família está representada por 12 espécies pertencentes ao gênero Passiflora: P. alata Curtis, P. amethystina J.C.Mikan, P. campanulata Mast., P. capsularis L., P. edulis Sims, P. haematostigma Mart. ex Mast., P. marginata Mast., P. mediterranea Vell., P. porophylla Vell., P. sidifolia M.Roem., P. speciosa Gardner e uma espécie ainda não identificada, possivelmente tratando-se de um novo táxon. Para reconhecimento das espécies são apresentadas chave de identificação, descrições, ilustrações, distribuição geográfica e comentários taxonômicos das espécies.

    Abstract in English:

    In this study are presented the species of Passifloraceae from Serra Negra, a part of Serra da Mantiqueira located in South Zona da Mata of Minas Gerais, in the coordinates 21º58'11"S and 43º53'21"W. The vegetation is represented by a mosaic of "campos rupestres" and semideciduous forests and rainforests. The family is represented by 12 species that belong to the genus Passiflora: P. alata Curtis, P. amethystina J.C.Mikan, P. campanulata Mast., P. capsularis L., P. edulis Sims, P. haematostigma Mart. ex Mast., P. marginata Mast., P. mediterranea Vell., P. porophylla Vell., P. sidifolia M.Roem., P. speciosa Gardner and a species not identified, probably a new taxon. To recognize the species, identification key to species, descriptions, illustrations, geographical distribution and taxonomical comments are provided.
  • Melastomataceae in the Tambaba Environmental Protection Area, southern coastal zone of Paraíba, Brazil Artigos Originais

    Araújo, Cínthia Menezes Lima Ramos; Lima, Rita Baltazar de

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho apresenta um levantamento florístico da família Melastomataceae no Litoral Sul do estado da Paraíba. A área de estudo abrangeu os municípios do Conde, Pitimbu e Alhandra, localizados na microrregião do Litoral Sul Paraibano, incluindo os limites da APA Tambaba, uma unidade de conservação de uso sustentável, no Bioma Mata Atlântica. A família está representada na área por seis gêneros e dez espécies: Clidemia biserrata DC., C. hirta (L.) D. Don, Comolia villosa (Aubl.) Triana, Henriettea sp., Miconia albicans (Sw.) Triana, M. amoena Triana, M. ciliata (Rich.) DC., M. prasina (Sw.) DC., Nepsera aquatica Naudin e Pterolepis glomerata (Rottb.) Miq. São apresentadas chaves de identificação, descrições, ilustrações e comentários para as espécies.

    Abstract in English:

    This paper presents a floristic survey of the family Melastomataceae in the southern coastal zone of the state of Paraíba. The study area comprises the municipalities of Conde, Pitimbu and Alhandra, located in the South Coast micro-region of Paraíba, including the limits of the APA Tambaba, a sustainable use conservation area within the Atlantic Forest Biome. The family is represented in the area by six genera and ten species: Clidemia biserrata DC., C. hirta (L.) D. Don, Comolia villosa (Aubl.) Triana, Henriettea sp. Miconia albicans (Sw.) Triana, M. amoena Triana, M. ciliata (Rich.) DC., M. prasina (Sw.) DC., Nepsera aquatica Naudin and Pterolepis glomerata (Rottb.) Miq. This paper provides identification keys to the species and descriptions, illustrations, and comments for each species.
  • Boraginaceae sensu lato in the APA Serra Branca/Raso da Catarina, Bahia, Brazil Artigos Originais

    Vieira, Diego Daltro; Conceição, Adilva de Souza; Melo, José Iranildo Miranda de; Stapf, María Natividad Sánchez de

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho consiste no levantamento florístico da família Boraginaceae na APA Serra Branca/Raso da Catarina, localizada no município de Jeremoabo, Bahia. Foram analisados espécimes coletados no período de Agosto/2009 a Junho/2011 e coleções herborizadas depositadas nos Herbários ALCB, HRB e HUEFS. Foram encontrados quatro gêneros e dez espécies de Boraginaceae: Cordia rufescens A.DC., C. trichotoma (Vell.) Arráb. ex Steud., C. glabrata (Mart.) A.DC., Heliotropium angiospermum Murray, H. elongatum (Lehm.) I.M.Johnst., Tournefortia rubicunda Salzm. ex DC., T. salzmannii DC., Varronia curassavica Jacq., V. globosa Jacq. e V. leucocephala (Moric.) J.S.Mill. São apresentadas chaves para identificação de gêneros e espécies, descrições, ilustrações, comentários sobre distribuição geográfica e fenologia das espécies.

    Abstract in English:

    This work consists of a floristic survey of Boraginaceae in APA Serra Branca/Raso da Catarina, located in Jeremoabo, Bahia, Brazil. We analyzed specimens collected between August 2009 and June 2011 and collections deposited in the ALCB, HRB and HUEFS herbaria. Four genera and ten species of Boraginaceae were found: Cordia rufescens A.DC., C. trichotoma (Vell.) Arráb. ex Steud., C. glabrata (Mart.) A.DC., Heliotropium angiospermum Murray, H. elongatum (Lehm.) I.M.Johnst., Tournefortia rubicunda Salzm. ex DC., T. salzmannii DC., Varronia curassavica Jacq., V. globosa Jacq. e V. leucocephala (Moric.) J.S.Mill. Keys for identification of genera and species, descriptions, illustrations and comments about geographic distribution and phenology of the species are presented.
  • The genus Chloris (Poaceae) in Pernambuco, Brazil Artigos Originais

    Maciel, Jefferson Rodrigues; Silva, Wegliane Campelo da; Costa-e-Silva, Maria Bernadete

    Abstract in Portuguese:

    Com o objetivo de colaborar com o conhecimento da riqueza de Poaceae em Pernambuco, foi estudado o gênero Chloris Sw. As coletas foram realizadas no estado, bem como dados foram coligidos de levantamento em herbários da região. Foram registradas sete espécies de Chloris em Pernambuco: C. barbata Sw., C. elata Desv., C. exilis Renv., C. gayana Kunth, C. orthonoton Döll, C. pycnothrix Trin. e C. virgata Sw. O gênero apresenta distribuição ampla em todas as zonas fitogeográficas do estado. Chloris gayana, C. barbata e C. pycnothrix estão citadas na literatura como potenciais forrageiras.

    Abstract in English:

    Aiming to contribute to a better knowledge of the richness of grasses occurring in Pernambuco, a study of the genus Chloris Sw in the state was performed. Field work was conduced in that state and herbarium surveys were made. Seven species of the genus Chloris were recorded: C. barbata Sw., C. elata Desv., C. exilis Renv., C. gayana Kunth, C. orthonoton Döll, C. pycnothrix Trin. and C. virgata Sw. The genus present a wide distribution in all phytogeographical zones in Pernambuco. Chloris gayana, C. barbata and C. pycnothrix have been recorded in the literature as potential forage plants.
  • Apocynaceae s. str. of the Serra da Canastra National Park, State of Minas Gerais, Brazil Artigos Originais

    Morokawa, Rosemeri; Simões, André Olmos; Kinoshita, Luiza Sumiko

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho apresenta o levantamento das espécies de Apocynaceae s. str. no Parque Nacional da Serra da Canastra, localizado no sudoeste de Minas Gerais. Foram encontradas 30 espécies, distribuídas em 13 gêneros. A subfamília Rauvolfioideae está representada por 11 espécies pertencentes a cinco gêneros: Aspidosperma, Condylocarpon, Hancornia, Himatanthus e Tabernaemontana, enquanto Apocynoideae está representada por 19 espécies distribuídas em oito gêneros: Forsteronia, Mandevilla, Mesechites, Odontadenia, Peltastes, Prestonia, Secondatia e Temnadenia. São apresentadas chaves analíticas para a identificação de gêneros e espécies, descrições, ilustrações e comentários sobre distribuição geográfica.

    Abstract in English:

    A species inventory for the Apocynaceae s. str. occurring in the Serra da Canastra National Park, located in southwestern Minas Gerais, is presented in this study. The floristic survey reported 30 species from 13 genera. Subfamily Rauvolfioideae is represented by 11 species belonging to five genera: Aspidosperma, Condylocarpon, Hancornia, Himatanthus and Tabernaemontana). Subfamily Apocynoideae is represented by 19 species belonging to eigth genera: Forsteronia, Mandevilla, Mesechites, Odontadenia, Peltastes, Prestonia, Secondatia and Temnadenia. Keys for the identification of the genera and species, descriptions, illustrations, and comments on geographical distribution of the species are presented.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br