ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO E BAIXO PESO EM CRIANÇAS DE ZERO A SEIS MESES ACOMPANHADAS NA ATENÇÃO BÁSICA NO BRASIL, 2017

Thaynara Alves de Miranda Pereira Agna Kellen Gomes Freire Vivian Siqueira Santos Gonçalves Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

Descrever as prevalências de baixo peso e aleitamento materno exclusivo (AME) em crianças de zero a seis meses acompanhadas na Atenção Básica no Brasil em 2017, identificando sua distribuição espacial.

Métodos:

Tratou-se de um estudo observacional, descritivo e ecológico a partir da análise de dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional. A distribuição de registros obtidos foi comparada às estimativas populacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para avaliação do AME, equipes da Atenção Básica utilizaram marcadores de consumo alimentar do dia anterior. Quanto ao baixo peso, usou-se: estatura/idade (E/I), peso/idade (P/I) e índice de massa corpórea (IMC)/idade (IMC/I), conforme referências da Organização Mundial da Saúde (OMS). Foram calculados os intervalos de confiança de 95% (IC95%) para prevalências obtidas, sendo plotadas em mapas, por Unidade da Federação (UF).

Resultados:

Obteve-se dados de 88,7 e 32,2% dos municípios brasileiros em relação à antropometria e ao consumo alimentar, correspondendo a 167.393 e 66.136 crianças, respectivamente. Em comparação à distribuição populacional, o número de registros esteve subestimado nas regiões Norte e Nordeste para antropometria/consumo e com proporções distintas na região Sul para antropometria e na região Sudeste para consumo. As prevalências encontradas foram: AME - 56,6% (IC95% 56,2-56,9); baixa E/I - 10,6% (IC95% 10,5-10,8); baixo P/I - 9,0% (IC95% 8,9-9,1); e baixo IMC/I - 5,8% (IC95% 5,7-6,0).

Conclusões:

A estimativa de AME no Brasil aproximou-se de estudos anteriores, mas dados de consumo alimentar ainda possuem baixa cobertura, comprometendo a estimativa em algumas localidades. Referente à antropometria, destacaram-se elevadas taxas de baixos E/I, P/I e IMC/I em alguns Estados, consideravelmente acima da estimativa nacional anterior.

Palavras-chave:
Aleitamento materno; Desnutrição; Crianças; Brasil; Atenção Básica; Consumo alimentar

Sociedade de Pediatria de São Paulo R. Maria Figueiredo, 595 - 10o andar, 04002-003 São Paulo - SP - Brasil, Tel./Fax: (11 55) 3284-0308; 3289-9809; 3284-0051 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: rpp@spsp.org.br