Accessibility / Report Error

Effects of betamethasone on the course of experimentai. Infection with Trypanosoma cruzi

Foram estudados os efeitos da betametasona administrada na fase pós-aguda imediata de uma infecção pelo T. cruzi em camundongos. O tratamento consistiu de 30 doses diárias de 0,15 mg de betametasona, a partir de 42° dia de infecção, não havendo aparecimento de novos surtos de parasitemia. No tempo de duração do experimento (7 meses) não houve diferença entre as lesões histopatológicas dos animais tratados e dos não tratados. O grupo experimental apresentou uma maior mortalidade acumulada no 75º dia de infecção, o que pode ser atribuído a infecções bacterianas associadas. Por outro lado, camundongos albinos "outbred", infectados com baixo inóculo, não se apresentaram como bom modelo de doença de Chagas, já que não desenvolveram lesões importantes nem na fase aguda nem após 7 meses de infecção. Em conclusão, o tratamento imunosupressivo prolongado, após a fase aguda de uma infecção mínima com a cepa Ydo T. cruzi não tem influência sobre o curso da infecção, pelo menos no que tange ao agravamento da mesma.

Doença de Chagas; Tripanosomiase; Tratamento imunossupressivo; Beta-metasona; Infecção mínima pelo Trypanosoma cruzi


Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
E-mail: rsbmt@uftm.edu.br