Estudo preliminar das infeccões por Staphylococcus aureus na comunidade de um Hospital em Manaus, Região do Amazonas, Brasil

O Staphylococcus aureus resistente a meticilina é considerado como um problema na saúde publica por seu grande potencial de disseminação e altas porcentagens de morbidade e mortalidade. No estudo descrevemos as características bacteriológicas e epidemiológicas do Staphylococcus aureus na cidade de Manaus. No período de um ano (2000-2001) avaliou-se dezesseis casos de abscessos piogênicos múltiplos. Em 10 (62,5%) doentes o agente causal foi identificado como Staphylococcus aureus adquirido na comunidade O estudo das bacterias isoladas frente aos diferentes antimicrobianos, seguindo o método de difusão em disco, mostrou boa sensibilidade a cefalexina (100%) e eritromicina (90%). Noventa porcento dos Staphylococcus aureus isolados foram sensíveis ao oxacilina. Nenhum dos isolados mostrou ser resistente a Vancomicina. Não temos informações sobre publicações dos Staphylococcus aureus adquiridos na comunidade em hospitais de Manaus. Nossos resultados parciais mostram uma alta sensibilidade dos Staphylococcus aureus adquiridos na comunidade aos antimicrobianos, em pacientes internados no Instituto de Medicina Tropical do Manaus, na Região da Amazônia brasileira.

Staphylococcus aureus adquirido na comunidade; Resistência a meticilina; Hospitais de Manaus


Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
E-mail: rsbmt@uftm.edu.br