Accessibility / Report Error

The archives in Rouanet Law

Os arquivos na Lei Rouanet

Abstracts

The aim of the article is to discuss the recognition by archivists and archival institutions of the cultural aspect as an important tool for the preservation of documents. It is based on studies about historical and cultural heritage, whose paradigms comprise the Archives as places of memory. It highlights the inclusion of public and private Archives among the cultural areas benefited by the law for cultural promotion, provided these institutions do not restrict access to the public. We also stress the relevance of this integration for the development of cultural projects aimed at preserving documents, as well as raising the necessary resources for their implementation. We point out the relationship between the Archives and Culture established in theoretical references in this field. This study is guided by the polysemous character of the concept of “culture” due its numerous appropriations and applications. We also present the concepts of public policies and cultural projects and conclude that the inclusion of this subject in the curricula of the courses in Archive Administration in Brazil can disseminate tax legislation and ways to raise funds to support Brazilian culture, promote heritage education within the universities and institutions, and contribute to the archiving practice by acknowledging the importance of Archives to culture.

Archives; Culture; Documentary preservation; Law for cultural promotion


Este artigo discute o reconhecimento da faceta cultural pelos profissionais e pelas instituições arquivísticas como uma importante ferramenta para a preservação documental. Baseia-se nos estudos relativos ao patrimônio histórico-cultural, cujos paradigmas compreendem os Arquivos como locais de memória. Enfatiza a inclusão dos Arquivos, públicos e privados, dentre os segmentos culturais beneficiados pela lei federal de incentivo à cultura desde que esses não limitem o acesso. Destaca a relevância dessa inserção para a elaboração de projetos culturais que visem à preservação documental, bem como o levantamento dos recursos necessários à sua execução. Aponta a relação entre Arquivos e cultura estabelecida no referencial teórico da área. Orienta-se pelo caráter polissêmico do conceito “cultura” decorrente das suas inúmeras apropriações e aplicações. Apresenta os conceitos de políticas públicas e projetos culturais. Conclui que a inserção da temática nos currículos dos Cursos de Arquivologia no Brasil poderá difundir a legislação de incentivo à cultura brasileira e as formas de captação de recursos, além de promover a educação patrimonial, tanto na graduação como nas próprias instituições contribuindo para a prática arquivística ao encontro dessa conjuntura que acolhe e reconhece os Arquivos na cultura.

Arquivos; Cultura; Preservação documental; Leis de incentivo à cultura


  • BELLOTTO, H.L. Arquivos permanentes: tratamento documental. 2.ed. Rio de Janeiro: FGV, 2004.
  • BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil Brasília: Senado, 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/ConstituicaoCompilado.htm>. Acesso em: 13 fev. 2011.
  • BRASIL. Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991. Restabelece princípios da lei n° 7.505, de 2 de julho de 1986, institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac) e dá outras providências. Diário Oficial da União, 24 dez. 1991.  Seção 1, p.30261.
  • BRASIL. Lei nº 12.343, de 2 de dezembro de 2010. Institui o Plano Nacional de Cultura - PNC, cria o Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais - SNIIC e dá outras providências. Diário Oficial União, 3 dez. 2010. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12343.htm>. Acesso em: 14 mar. 2012.
  • BRASIL. Ministério da Cultura. Metas do plano nacional de cultura Brasília: MinC, 2011a.
  • BRASIL. Ministério da Cultura. Portaria nº 116, de 29 de novembro de 2011. Regulamenta os segmentos culturais previstos no § 3º do art. 18 e no art. 25 da Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991. Diário Oficial da União, 1 dez. 2011b. Disponível em: <http://www.cultura.gov.br/site/2011/12/01/portaria-n%C2%BA-1162011minc/>. Acesso em: 14 mar. 2012.
  • BRASIL. Ministério da Cultura. Portaria nº 129, de 21 de dezembro de 2011. Aprova o plano de trabalho anual do Fundo Nacional de Cultura para 2011. Diário Oficial da União, 22 dez. 2011c. Disponível em: <http://www.cultura.gov.br/site/wp-content/uploads/2011/12/Portaria-n%C2%BA-129-pta-do-FNC-2011.pdf>. Acesso em: 14 mar. 2012.
  • BRASIL. Ministério da Cultura. Portaria nº 130, de 21 de dezembro de 2011. Aprova o plano de trabalho anual do Fundo Nacional de Cultura para 2012. Diário Oficial da União, 22 dez. 2011d. Disponível em: <http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?data=22/12/2011&jornal=1&pagina= 13&totalArquivos=156>. Acesso em: 14 mar. 2012.
  • BRASIL. Ministério da Cultura. Portaria nº 131, de 21 de dezembro de 2011. Institui o regimento interno da Comissão Nacional do Fundo Nacional da Cultura – CFNC, dispõe sobre as linguagens artísticas e os segmentos culturais para a alocação de recursos do FNC e dá outras providências. Diário Oficial da União, 22 dez. 2011e. Disponível em: <http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?data=22/12/2011&jornal =1&pagina=17&totalArquivos=156>. Acesso em: 14 mar. 2012.
  • BRASIL. Ministério da Cultura. Normativa nº 1, de 9 de fevereiro de 2012. Estabelece procedimentos para apresentação, recebimento, análise, aprovação, execução, acompanhamento e prestação de contas de propostas culturais, relativos ao mecanismo de incentivos fiscais do Programa Nacional de Apoio à Cultura – Pronac, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 10 fev. 2012. Disponível em: <http://www.cultura.gov.br/site/2012/03/29/instrucao-normativa-n%C2%BA-12012minc/>. Acesso em: 14 mar. 2012.
  • CASTRO, C. Pesquisando em arquivos Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.
  • CHAUÍ, M. Cidadania cultural: o direito à cultura. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2006.
  • EDMONDSON, R. Memória do mundo: diretrizes para a salvaguarda do patrimônio documental. Paris: Unesco, 2002. Disponível em: <http://www.portalan.arquivonacional.gov.br/Media/Diretrizes%20para%20a%20salvaguarda%20do%20patrim%C3%B4nio%20documental.pdf>. Acesso em: 20 fev. 2011.
  • INSTITUTO BRASLEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Classificação nacional de atividades econômicas: introdução. Rio de Janeiro: IBGE, 2007a. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/concla/pub/revisao2007/PropCNAE20/CNAE20_ Introducao.pdf>. Acesso em: 8 jun. 2011.
  • INSTITUTO BRASLEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Sistema de informações e indicadores culturais: 2003-2005. Rio de Janeiro: IBGE, 2007b.
  • JARDIM, J.M. Políticas públicas de informação: a (não) construção da política nacional de arquivos públicos e privados (1994-2006). In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA DA ANCIB, 9., São Paulo, 2008. Anais eletrônico... João Pessoa: ENANCIB, 2008. Disponível em: <http://www.ancib.org.br/media/dissertacao/1738.pdf>. Acesso em: 20 maio 2011.
  • LE GOFF, J. História e memória 5.ed. Campinas: Unicamp, 2003.
  • OLIVIERI, C.G. Cultura neoliberal: leis de incentivo como política pública de cultura. São Paulo: Escrituras, 2004.
  • SECCHI, L. Políticas públicas: conceitos, esquemas de análise, casos práticos. São Paulo: Cengage Learning, 2010.
  • SCHELLENBERG, T.R. Arquivos modernos: princípios e técnicas. 6.ed. Rio de Janeiro: FGV, 2008.
  • THIRY-CHERQUES, H.R. Projetos culturais: técnicas de modelagem. 2.ed. Rio de Janeiro: FGV, 2010.

Publication Dates

  • Publication in this collection
    01 Nov 2013
  • Date of issue
    Dec 2013

History

  • Received
    19 Oct 2012
  • Accepted
    18 Mar 2013
  • Reviewed
    29 Jan 2013
Pontifícia Universidade Católica de Campinas Núcleo de Editoração SBI - Campus II - Av. John Boyd Dunlop, s/n. - Prédio de Odontologia, Jd. Ipaussurama - 13059-900 - Campinas - SP, Tel.: +55 19 3343-6875 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: transinfo@puc-campinas.edu.br