(Atualizado: 31/01/2022)

Sobre a revista

 

Informações básicas

 

Pesquisa Agropecuária Tropical (PAT), e-ISSN 1983-4063 é um periódico científico publicado pela Escola de Agronomia/Universidade Federal de Goiás, em Goiânia, Goiás, Brasil, que surgiu da necessidade de se registrar e difundir resultados de pesquisas pioneiras desenvolvidas na região central do país, sobretudo na área de Ciências Agrárias. Assim, desde 1971, quando ainda intitulava-se Anais da Escola de Agronomia e Veterinária, vem cumprindo papel relevante na divulgação de inovações científicas que marcam a evolução das atividades agropecuárias nessa região. Por isso, a missão da revista PAT é "promover o desenvolvimento da pesquisa agronômica nos trópicos".

O periódico é destinado à publicação de artigos científicos originais, cuja temática tenha aplicação direta na agricultura tropical.

Apresenta publicação contínua em volume anual, sem numeração.

O título abreviado do periódico é Pesq. Agropec. Trop., que deve ser usado em bibliografias, notas de rodapé, referências e legendas bibliográficas.

 

 

Fontes de indexação

 
  • Scopus
  • Emerging Sources Citation Index (Web of Science)
  • BIOSIS Previews
  • Biological Abstracts
  • CAB Abstracts
  • FSTA - Food Science and Technology Abstracts
  • AGRIS-FAO - International Information System for the Agricultural Science and Technology
  • Redalyc - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal
  • AGROBASE-MAPA, Brasil - Base de Dados da Agricultura Brasileira
  • Capes, MEC - Portal Periódicos
  • DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • RoMEO
  • Scirus - for Scientific Information Only
  • Open J-Gate
  • Open Archives Harvester2
  • Latindex
  • OAIster
  • Elsevier
  • Ebsco Publishing
  • Scholar Google
  • Sumarios.Org
 

 

Propriedade intelectual

  Todo o conteúdo do periódico, exceto onde identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons do tipo atribuição BY  

 

Patrocinadores

 
  • Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Goiás (Proapupec/UFG)
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes)

 

 

Corpo Editorial

 

Editor-chefe

 
  • Luis Carlos Cunha Junior, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, cunhajunior.l.c@ufg.br
 

Editor assistente

 
  • Gilson Pedro Borges, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, gpborges@ufg.br
 

Editores associados

 
  • Adriano Stephan Nascente, Embrapa Arroz e Feijão, Santo Antônio de Goiás, GO, Brasil, adriano.nascente@embrapa.br
  • Alexsander Seleguini, Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Iturama, MG, Brasil, alexsander.seleguini@uftm.edu.br
  • Ali Raza, Oil Crops Research Institute (OCRI), Wuhan, Hubei, China, alirazamughal143@gmail.com
  • Antônio Cordeiro de Santana, Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Belém, PA, Brasil, acsufra@gmail.com
  • Antonio Nolla, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Umuarama, PR, Brasil, anolla@uem.br
  • Cláudia Sales Marinho, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Campos dos Goytacazes, RJ, Brasil, claudia.marinho@uenf.br
  • Cristina Batista de Lima, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Bandeirantes, PR, Brasil, crislima@uenp.edu.br
  • Daniel Felipe de Oliveira Gentil, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Manaus, AM, Brasil, dfgentil@hotmail.com
  • Elena Castillo-Lorenzo, Kew Royal Botanic Gardens, London, United Kingdom, E.CastilloLorenzo@kew.org
  • Elisabete Tavares Lacerda de Figueiredo Oliveira, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal, elisalacerda@isa.ulisboa.pt
  • Érico de Campos Dianese, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, edianese@ufg.br
  • Evandro Novaes, Universidade Federal de Lavras (UFLa), Lavras, MG, Brasil, novaes_ufg@yahoo.com
  • Fábio Venturoli, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, venturoli@ufg.br
  • Fernando Cesar Bauer, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC, Brasil, febauer@cca.ufsc.br
  • Francielo Vendruscolo, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, francielo160679@ufg.br
  • Gilberto de Oliveira Mendes, Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Monte Carmelo, MG, Brasil, gilbertomendes@ufu.br
  • Ítalo Moraes Rocha Guedes, Embrapa Hortaliças, Brasília, DF, Brasil, italo.guedes@embrapa.br
  • Janivan Fernandes Suassuna, Universidade Federal do Amapá (Unifap), Mazagão, AP, Brasil, jf.su@hotmail.com
  • Jean Carlo Possenti, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Dois Vizinhos, PR, Brasil, jpossenti@utfpr.edu.br
  • Jeane Dayse Veloso dos Santos Pulici, University of Florida (UFL), Lake Alfred, FL, United States of America, dayse_1990@hotmail.com
  • José de Ribamar Nazareno dos Anjos, Embrapa Cerrados, Planaltina, DF, Brasil, jose.ribamar@embrapa.br
  • Lilian Elgalise Techio Pereira, Universidade de São Paulo (USP), Pirassununga, SP, Brasil, ltechio@usp.br
  • Lori Phillips, Agriculture and Agri-Food Canada (AAFC), Harrow, Ontario, Canada, lori.phillips@agr.gc.ca
  • Luis Eduardo Akiyoshi Sanches Suzuki, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS, Brasil, dusuzuki@gmail.com
  • Marco Antonio Aparecido Barelli, Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Cáceres, MT, Brasil, mbarelli@unemat.br
  • Marcos Botton, Embrapa Uva e Vinho, Bento Gonçalves, RS, Brasil, marcos.botton@embrapa.br
  • Marcos Milan, Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), Piracicaba, SP, Brasil, macmilan@usp.br
  • Maria Ligia de Souza Silva, Universidade Federal de Lavras (UFLa), Lavras, MG, Brasil, marialigia.silva@dcs.ufla.br
  • Mauro Brasil Dias Tofanelli, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, PR, Brasil, mbrasildt@ufpr.br
  • Neumárcio Vilanova da Costa, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Marechal Cândido Rondon, PR, Brasil, neumarciovc@hotmail.com
  • Paola Mendes Milanesi, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Erechim, RS, Brasil, paola.milanesi@uffs.edu.br
  • Paulo Sergio Pavinato, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), Piracicaba, SP, Brasil, pavinato@usp.br
  • Rhuanito Soranz Ferrarezi, University of Florida (UFL), Fort Pierce, FL, United States of America, rferrarezi@ufl.edu
  • Surendran Udayar Pillai, Center for Water Resources Development and Management (CWRDM), Calicut, Kerala, India, u.surendran@gmail.com
  • Tadeu Vinhas Voltolini, Embrapa Semiárido, Petrolina, PE, Brasil, tadeu.voltolini@embrapa.br
  • Tathiana Elisa Masetto, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Dourados, MS, Brasil, tmasetto@gmail.com
  • Victor Arlindo Taveira de Matos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), Campo Verde, MT, Brasil, victor.matos@svc.ifmt.edu.br
  • Victor Augusto Forti, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Araras, SP, Brasil, viaugu@yahoo.com.br
 

 

Comissão editorial

 
  • Derblai Casaroli, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, derblai@ufg.br
  • Jaqueline Magalhães Pereira, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, jmpereira@ufg.br
  • Luis Carlos Cunha Junior, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, cunhajunior.l.c@ufg.br
  • Mara Rúbia Rocha, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, mrocha@ufg.br
  • Mellissa Ananias Soler da Silva, Embrapa Arroz e Feijão, Santo Antônio de Goiás, GO, Brasil, mellissa.soler@embrapa.br
  • Rogério de Araújo Almeida, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, raa@ufg.br
  • Sybelle Barreira, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, sybelleb@ufg.br
  • Virgínia Damin, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil, virginiadamin@ufg.br
 

 

Produção editorial

 
  • Gilson Pedro Borges - Escola de Agronomia, Universidade Federal de Goiás (EA/UFG), Goiânia, GO, Brasil, gpborges@ufg.br
 

 


 

Instruções aos autores

 

Escopo e política

 

O periódico é destinado, especialmente, à publicação de trabalhos na área de Ciências Agrárias, contemplando subáreas como Agronomia; Engenharias Agrícola, Florestal e de Alimentos; Desenvolvimento Rural e áreas afins; desde que vinculados diretamente ao contexto da agricultura tropical.

No processo de submissão, inicialmente, o sistema emite um e-mail ao Autor correspondente, acusando a submissão do manuscrito, com o respectivo número de cadastro. O processo de revisão editorial só terá início se o encaminhamento do manuscrito ocorrer em concordância com as normas estabelecidas. Caso contrário, será devolvido para adequação.

Os originais que estiverem em conformidade com as normas prescritas nas Instruções aos Autores serão submetidos a software de detecção de similaridades e apreciados pelo Conselho Editorial, o qual decidirá pelo prosseguimento ou não da análise editorial, considerando-se o seguinte: i) adequação específica ao escopo do periódico; ii) novidade e clareza em título, objetivos e conclusões (avaliação de potencial impacto ou interesse que o estudo possa despertar na comunidade científica); iii) robustez metodológica (avalição da adequação do delineamento da pesquisa e da análise dos dados); iv) evidência de resultados dando suporte às conclusões; e v) qualidade da composição textual. Trabalhos fora do perfil editorial do periódico serão devolvidos aos Autores, antes mesmo da análise técnico-científica. Aqueles devolvidos por razões ligadas à estrutura de composição textual podem ser ressubmetidos.

Os trabalhos aprovados pelo Conselho Editorial terão seu mérito técnico-científico avaliado por dois ou três especialistas no assunto, aqui denominados Consultores ad hoc, que, em princípio, trabalharão sem conhecer os nomes dos Autores e vice-versa. Estes Consultores são escolhidos pelo corpo de editores ou pelo Conselho Editorial, entre pesquisadores de reconhecida competência na área específica de cada trabalho e, preferencialmente, vinculados a instituições distintas daquelas onde originou-se o trabalho em análise.

Cada Consultor ad hoc manifestar-se-á, em seu parecer, por meio de uma das seguintes opções: i) Recomendado; ii) Recomendado com correções obrigatórias; ou iii) Não recomendado. O Consultor tem inteira liberdade para, em seu parecer, ou no próprio texto do manuscrito, propor alterações, corrigir, suprimir ou acrescentar trechos e seções, apontar descrições ambíguas, redundantes, incoerentes ou uso indevido de terminologia, solicitar explicações mais detalhadas, etc. O Conselho Editorial da revista PAT sempre estimula os seus Revisores a emitirem pareceres críticos e construtivos acerca do trabalho em análise. Ainda, recomenda-lhes que se manifestem de maneira respeitosa em suas críticas e sugestões, e, em respeito ao caráter de ineditismo das descobertas científicas e aos autores, que retornem seus pareceres em três semanas, ou no prazo combinado com os Editores.

A fim de preservar a credibilidade e, ao mesmo tempo, evitar algum constrangimento, o Conselho Editorial solicita aos Consultores que, antes de iniciarem a análise de um manuscrito, considerem a possibilidade de que este leve a um conflito de interesse. Algumas situações que podem caracterizar este tipo de conflito são: colaboração regular com os possíveis autores em atividades de pesquisa (ex.: publicações), relação orientador/orientado, interesse comercial na publicação, relação familiar, participação no estudo ou qualquer relação que possa representar algum impedimento para um parecer isento. Nestes casos, solicita-se ao Consultor a imediata devolução do manuscrito, comunicando sobre a impossibilidade de analisá-lo.

A decisão sobre a aceitação ou rejeição do trabalho para publicação baseia-se, fundamentalmente, na recomendação dos Consultores ad hoc. Cópias de todos os pareceres, na íntegra, omitindo-se a identificação dos Consultores, serão encaminhadas ao Autor correspondente. Em caso de apenas dois pareceres, se houver empate (um parecer favorável à publicação e outro desfavorável), requer-se o parecer de um terceiro Consultor. Havendo predominância de pareceres desfavoráveis, o trabalho será arquivado.

Sob predominância de pareceres favoráveis, a decisão é pela aceitação de publicação do trabalho. Tal aceitação, contudo, fica condicionada ao atendimento ou justificativa fundamentada às recomendações de natureza técnica ou editorial apresentadas. Raramente um manuscrito é aceito sem recomendações. Logo, é fundamental que os Autores entendam que, quase sempre, as sugestões agregam melhorias para a qualidade do seu trabalho, e que as solicitações de modificação são comuns e rotineiras em periódicos de alta qualidade. Portanto, não devem tomar como pessoais as críticas que, por ventura, sejam apresentadas pelos Consultores, ou mesmo as correções dos Editores. Caso não concordem com algumas delas, os Autores devem, então, preparar justificativa escrita, tecnicamente fundamentada e sem identificação, a ser encaminhada ao Editor, juntamente com a versão reformulada. Tal encaminhamento deve ser feito no prazo estabelecido pelos Editores, caso contrário, o trabalho será arquivado. Havendo justificativas, estas serão analisadas pelos Editores, que podem encaminhá-las para análise aos respectivos Consultores.

Após a análise da versão reformulada, se as sugestões editoriais e de conteúdo forem devidamente incorporadas ou justificadas, o trabalho é definitivamente aceito para publicação, passando-se à etapa de composição gráfica ou diagramação. Caso contrário, será devolvido aos Autores para nova reformulação, podendo ser arquivado, se não forem atendidas ou apropriadamente justificadas, integralmente, as modificações propostas, no prazo estipulado. Reitera-se que o Conselho Editorial assegura aos Autores o direito de discordarem das sugestões. Todavia, justificativas sem uma sólida argumentação técnico-científica não serão acatadas.

Durante a fase de editoração da revista, para agilizar o processo de publicação, o Editor reserva-se o direito de fazer pequenas modificações ou ajustes finais no texto dos Autores. Antes, porém, de disponibilizar o manuscrito on-line, uma prova gráfica do trabalho é enviada aos autores, para correção de problemas tipográficos e análise destes ajustes. Nesta fase, correções maiores não podem mais ser incorporadas. Assim, recomenda-se aos Autores uma cuidadosa leitura de todo o trabalho, destacando os erros identificados e as correções a serem feitas.

Ética em publicação: a revista PAT apoia e segue os princípios e padrões recomendados pelo Committee on Publication Ethics (COPE), disponíveis no endereço https://publicationethics.org/files/Code_of_conduct_for_journal_editors_Mar11.pdf.

 

 

 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

O periódico destina-se à publicação de Artigos Científicos originais, cuja temática tenha aplicação direta na agricultura tropical. A submissão de Notas Técnicas e Comunicações Científicas não é aceita e Artigos de Revisão somente são publicados a convite do Conselho Editorial. Também não é aceita a submissão de manuscritos já publicados em anais de congressos ou depositados em servidores preprint.

A submissão de trabalhos é gratuita e deve ser feita exclusivamente via sistema eletrônico, acessível por meio do endereço https://www.revistas.ufg.br/pat.

Os autores devem cadastrar-se no sistema e manifestar, por meio de documento assinado por todos, escaneado e inserido no sistema como documento suplementar, anuência acerca da submissão e do conhecimento da Política Editorial e diretrizes para publicação na revista PAT (caso os autores morem em cidades diferentes, mais de um documento suplementar pode ser inserido no sistema, pelo Autor correspondente).

A revista PAT recomenda a submissão de artigos com, no máximo, 5 (cinco) autores. A partir deste número, uma descrição detalhada da contribuição de cada autor deve ser encaminhada ao Conselho Editorial (nota: a mera participação na tomada de dados, ou apoio de natureza infraestrutural, não justifica autorias, embora possa merecer crédito na seção Agradecimentos). Após a submissão, não será permitida a inclusão de novos coautores.

Durante a submissão on-line, o autor correspondente deve atestar, ainda, em nome de todos os autores, a originalidade do trabalho, a sua não submissão a outro periódico, a conformidade com as características de formatação requeridas para os arquivos de dados, bem como a concordância com os termos da Declaração de Direito Autoral, que se aplicará em caso de publicação do trabalho. Se o trabalho envolveu diretamente animais ou seres humanos como sujeitos da pesquisa, deve-se comprovar a sua aprovação prévia por um comitê de ética em pesquisa. Por fim, deve-se incluir os chamados metadados (informações sobre os autores e sobre o trabalho, tais como título, resumo, palavras-chave - somente no idioma do manuscrito) e transferir os arquivos com o manuscrito e documento suplementar (anuência dos Autores).

Os trabalhos submetidos podem ser escritos em Português ou Inglês; entretanto, serão publicados apenas em Inglês. Logo, em caso de submissão em Português e aprovação para publicação, a versão final do manuscrito deverá ser traduzida por especialista em Língua Inglesa (preferencialmente falante nativo), sendo que a tradução ficará a cargo dos autores, sem qualquer ônus para a revista.

Os manuscritos devem ser apresentados em até 18 páginas. O texto deve ser editado em Word for Windows (tamanho máximo de 2MB, versão .doc) e digitado em página tamanho A-4 (210 mm x 297 mm), com margens de 2,5 cm, em coluna única e espaçamento duplo entre linhas (inclusive para tabelas, cabeçalhos, rodapés e referências). A fonte tipográfica deve ser Times New Roman, corpo 12. O uso de destaques como negrito e sublinhado deve ser evitado, bem como acrônimos. Todas as páginas e linhas devem ser numeradas. Os manuscritos submetidos à revista PAT devem, ainda, obedecer às seguintes especificações:

1. Os Artigos Científicos devem ser estruturados na ordem: título (máximo de 20 palavras); resumo (máximo de 250 palavras; um bom resumo primeiro apresenta o problema para, depois, apresentar os objetivos do trabalho); palavras-chave (no mínimo, três palavras, e, no máximo, cinco, separadas por vírgula); IntroduçãoMaterial e MétodosResultados e DiscussãoConclusões; e ReferênciasTítuloresumo e palavras-chave podem ser apresentados apenas no idioma do manuscrito, neste estágio. Chamadas relativas ao título do trabalho e os nomes dos Autores, com suas afiliações e endereços (incluindo e-mail) em notas de rodapé, bem como agradecimentos, somente devem ser inseridos na versão final corrigida do manuscrito, após sua aceitação definitiva para publicação.

2. As citações devem ser feitas no sistema "autor-data". Apenas a inicial do sobrenome do Autor deve ser maiúscula e a separação entre Autor e ano é feita somente com um espaço em branco. Ex.: (Gravena 1984, Zucchi 1985). O símbolo "&" deve ser usado no caso de dois autores e, em casos de três ou mais, "et al.". Ex.: (Gravena & Zucchi 1987, Zucchi et al. 1988). Caso o(s) autor(es) seja(m) mencionado(s) diretamente na frase do texto, utiliza-se somente o ano entre parênteses. Citações de citação (citações secundárias) devem ser evitadas, assim como as seguintes fontes de informação: artigo em versão preliminar (no prelo ou preprint) ou de publicação seriada sem sistema de arbitragem; resumo de trabalho ou painel apresentado em evento científico; comunicação oral; informações pessoais; comunicação particular de documentos não publicados, de correios eletrônicos, ou de sites particulares na Internet.

3. As referências devem ser organizadas em ordem alfabética, pelos sobrenomes dos Autores, de acordo com a norma NBR 6023:2018, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), com a seguinte adequação: não é necessária a inclusão da cidade após os títulos de periódicos. Os destaques para títulos devem ser apresentados em itálico e os títulos de periódicos não devem ser abreviados.

4. As tabelas (também com corpo 12 e espaçamento duplo) e figuras, dispostas no decorrer do texto, devem ser identificadas numericamente, com algarismos arábicos, e receber chamadas no texto. As tabelas devem ser editadas em preto e branco, com traços simples e de espessura 0,5 ponto (padrão Word for Windows), e suas notas de rodapé exigem chamadas numéricas. Expressões como "a tabela acima" ou "a figura abaixo" não devem ser utilizadas. As figuras devem ser apresentadas com resolução mínima de 300 dpi.

5. A consulta a trabalhos recentemente publicados na revista PAT (https://www.revistas.ufg.br/pat) é uma recomendação do corpo de editores, para dirimir dúvidas sobre estas instruções e, consequentemente, agilizar a publicação.

6. Os Autores não serão remunerados pela publicação de trabalhos na revista PAT, pois devem abrir mão de seus direitos autorais em favor deste periódico. Os conteúdos publicados, contudo, são de inteira e exclusiva responsabilidade de seus Autores, ainda que reservado aos Editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação. Por outro lado, os Autores ficam autorizados a publicar seus artigos, simultaneamente, em repositórios da instituição de sua origem, desde que citada a fonte da publicação original na revista PAT. Ainda, visando assegurar a preservação, permitir a reutilização e atestar a reprodutibilidade das conclusões de cada estudo publicado, o Comitê Editorial recomenda e estimula a publicação em repositórios públicos, pelos autores, dos dados de pesquisa e/ou códigos de programação utilizados na análise dos dados, explicitando sua vinculação à publicação na revista PAT.

 

 

Envio de manuscritos

  A submissão de trabalhos deve ser feita exclusivamente via sistema eletrônico, acessível por meio do endereço https://www.revistas.ufg.br/pat, onde todas as instruções para submissão encontram-se disponíveis.  

 


 

Escola de Agronomia/UFG Caixa Postal 131 - Campus II, 74001-970 Goiânia-GO / Brasil, 55 62 3521-1552 - Goiânia - GO - Brazil
E-mail: revistapat.agro@ufg.br