(Atualizado: 31/01/2022)

Sobre o periódico

 

Informações básicas

 

A revista Pandaemonium Germanicum, publicada desde 1997 pela Área de Alemão do Departamento de Letras Modernas da FFLCH/USP e pelo Programa de Pós-Graduação em Língua e Literatura Alemã, veicula pesquisas realizadas nas áreas da Germanística, a saber: literaturas de língua alemã, literatura comparada e estudos culturais ligados aos países de língua alemã, linguística alemã, linguística aplicada e contrastiva (português/alemão), ensino de alemão como língua estrangeira e estudos tradutológicos.

A revista pretende contribuir não apenas para a divulgação de pesquisas de germanistas brasileiros e de outros países, mas também para o diálogo entre os estudos germanísticos, as demais áreas de Letras e outras áreas de conhecimento.

A Pandaemonium é uma revista de acesso aberto, editada semestralmente até 2015 e três vezes ao ano a partir de 2016; a Pandaemonium utiliza o processo de avaliação de artigos por pares cega (double blind peer review).

O título abreviado periódico é Pandaemonium ger. (Online), que deve ser usado em bibliografias, notas de rodapé e em referências e legendas bibliográficas.

 

 

Fontes de indexação

 
  • Directory of Open Access Journals - DOAJ
  • Deutsche National Bibliothek
  • Portal de Periódicos da CAPES
  • Portal de Revistas do Sistema Integrados de Bibliotecas- Universidade de São Paulo/SIBI-USP
  • LATINDEX
  • Germanistik im Netz - GiNDok
  • Redalyc
 

 

Propriedade intelectual

 
  • Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons do tipo atribuição BY-NC.
  • O envio de manuscritos implica permissão de publicação pela Pandaemonium Germanicum, sem ônus para a mesma, e a aceitação da Licença Creative Commons indicada. O autor retém todos os direitos autorais e patrimoniais sobre o artigo; em  publicações posteriores, o autor deve indicar a primeira publicação na revista.
 

 

Patrocinadores

 
  • CNPq

 

 


 

Corpo Editorial

 

Editora-chefe

 
  • Dörthe Uphoff (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo - FFLCH/USP, São Paulo, SP, Brasil)
 

 

Editores

 
  • Helmut Galle - Universidade de São Paulo (USP) – São Paulo – SP - Brasil
  • Luciana Villas Bôas, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro – RJ - Brasil
  • Maria Helena Voorsluys Battaglia – Universidade de São Paulo (USP) – SP - Brasil
  • Valéria Sabrina Pereira, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – Belo Horizonte – MG - Brasil
 

 

Editores Associados

 
  • Carlotta von Maltzan, University of Stellenbosch, South Africa
  • Hardarik Blühdorn, Institut für Deutsche Sprache, Mannheim/Alemanha
  • Luciana Villas Bôas, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
  • Miguel Vedda, Universidad de Buenos Aires, Argentina
 

 

Conselho Científico

 

Conselho Científico / Wissenschaftlicher Beirat:

  • Axel Gellhaus (RWTH-Aachen, Aachen, ALEMANHA)
  • Berthold Zilly (Freie Universität Berlin, Berlin, ALEMANHA)
  • Celeste H. M. Ribeiro de Sousa (USP, São Paulo/SP, BRASIL)
  • Christian Fandrych (Universität Leipzig-Herder Institut, Leipzig, ALEMANHA)
  • Deusa Maria P. Passos (USP, São Paulo/SP, BRASIL)
  • Dorothea von Mücke, Columbia University, New York, EUA
  • Élcio Cornelsen (UFMG, Belo Horizonte/MG, BRASIL)
  • Erwin Tschirner (Universität Leipzig-Herder Institut, Leipzig, ALEMANHA)
  • Eva Glenk (USP, São Paulo/SP, BRASIL)
  • Francis Aubert (USP, São Paulo/SP, BRASIL)
  • Göz Kaufmann (Albert-Ludwigs-Universität Freiburg, Freiburg i. B, ALEMANHA)
  • Gunter Karl Pressler (UFPA, Belém, BRASIL)
  • Hardarik Blühdorn (IDS-Mannheim, Mannheim, ALEMANHA)
  • Henrique Janzen (UFPR-Educação, Curitiba/PR, BRASIL)
  • Hinrich C. Seeba (University of Berkeley, California, EUA)
  • Horst Nitschack (Universidad de Chile, Santiago de Chile, CHILE)
  • Ingedore Koch (UNICAMP, Campinas/SP, BRASIL)
  • Isabel Hernández (Universidad Complutense de Madrid, Madri, ESPANHA)
  • Jorge de Almeida (USP, São Paulo/SP, BRASIL)
  • José Simões (USP, São Paulo/SP, BRASIL)
  • Joachim Born (Universität Gieβen, Gieβen, ALEMANHA)  
  • João Barrento (Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, PORTUGAL)
  • Karen Pupp Spinassé (UFRGS, Porto Alegre/RS, BRASIL)
  • Karin Volobuef (UNESP, Araraquara/SP, BRASIL)
  • Kathrin H. Rosenfield (UFRGS, Porto Alegre/RS, BRASIL)
  • Kathrin Maurer (University of Southern Denmark, Odense, DINAMARCA)
  • Klaus L. Berghahn (University of Wisconsin, Madison, EUA)
  • Luis Sergio Krausz (USP, São Paulo/SP, BRASIL)
  • Luiz Costa Lima (PUC-RJ, Rio de Janeiro/RJ, BRASIL)
  • Marcus Mazzari (USP, São Paulo/SP, BRASIL)
  • Maria José Pereira Monteiro (UFRJ, Rio de Janeiro/RJ, BRASIL)
  • Marlene Holzhausen (UFBA, Salvador/BA, BRASIL)
  • Michael Korfmann (UFRGS, Porto Alegre/RS, BRASIL)
  • Oliver Lubrich (Universität Bern, Bern, SUÍÇA)
  • Oscar Caeiro (Universidad Nacional de Córdoba, Córdoba, ARGENTINA)
  • Paulo Oliveira (UNICAMP, São Paulo/SP, BRASIL)
  • Paulo Soethe (UFPR, Curitiba/PR, BRASIL)
  • Philip Ajouri (Universität Stuttgart, Stuttgart, ALEMANHA)
  • Renate Koroschetz (Universidad Central de Venezuela/ Goethe Institut, Caracas, VENEZUELA)
  • Ulrich Beil (Universität Zürich, Zürich, SUÍÇA)
  • Werner Heidermann (UFSC, Florianópolis, BRASIL)
  • Wiebke Röben de Alencar Xavier (UFPB, João Pessoa/PB, BRASIL)
  • Willi Bolle (USP, São Paulo, BRASIL)
 

 

Produção editorial

 
  • Revisão
    até 2013 - Eloá Heise e Masa Nomura; de 2013 a 2015 - Jessé de Almeida Primo; a partir de 2016: Pi Laboratório Editorial
  • Revisão do alemão e traduções ao alemão
    Dörthe Uphoff
  • Revisão do inglês
    até 2013 - Deusa M. P. Passos
  • Composição
    Dörthe Uphoff
 

 


fim /app/opac/webapp/../../data/pages/pg/pedboard.htm inicio /app/opac/webapp/../../data/pages/pg/pinstruc.htm

Instruções aos autores

 

Escopo e política

 

Os artigos submetidos à avaliação para publicação na Pandaemonium não podem ser submetidos simultaneamente para publicação em outras revistas ou órgãos editoriais.

As opiniões e ideias expressas nos artigos publicados são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Não há taxas para submissão e avaliação de artigos.

O copyright dos artigos pertence aos autores. Em publicações posteriores, o autor deve indicar a primeira publicação na revista.

Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons BY-NC.

A revista visa implementar os meios adequados para alinhar-se aos princípios da ciência aberta até o ano de 2022.

Declaração sobre ética e práticas inadequadas

Pandaemonium Germanicum segue as diretrizes do Código de Conduta e Boas Práticas do COPE (Committee on Publication Ethics) e não admite nenhum tipo de plágio ou comportamento antiético. Em caso comprovado de plágio, o artigo será retirado da revista.

 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

Os textos publicados pela Pandaemonium seguem as normas da ABNT e devem ser enviados de acordo com as seguintes indicações específicas:

1. Título - centralizado, com maiúscula só para letras iniciais. Fonte: Geometr231 BT 26. É obrigatória a tradução do título para o inglês em tamanho 14 entre colchetes.

2. Em formulário online correspondente ou arquivo à parte - Nome(s) completo (s) do(s) autor(es), Instituição e departamento, endereço completo da instituição, cidade, país, endereço eletrônico para contato. Ex.:

Nome completo do autor, Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Departamento de Letras Modernas, Av. Prof. Luciano Gualberto, 403, 05508-900, São Paulo/SP, Brasil. Email:

2.1. Em formulário online correspondente: inserir informações sobre eventuais financiamentos relacionados ao trabalho.

3. Abstract e Resumo e/ou Zusammenfassung - deve-se necessariamente incluir um abstract em inglês, e um resumo em português ou espanhol, em caso de artigo em português ou espanhol; ou uma Zusammenfassung em alemão, em caso de artigo em alemão. No caso de artigo em português/espanhol, faculta-se também uma Zusammenfassung. No caso de artigo em alemão, faculta-se também um resumo. Colocar a palavra Abstract/Resumo/Zusammenfassung em Times New Roman 11, negrito, maiúscula para letra inicial, seguida de dois pontos. O texto-resumo deverá ser apresentado em Times New Roman 11, espaço simples, sem recuo. O resumo deve ter, no mínimo, 50 e, no máximo, 200 palavras.

Obs.: Resenhas não devem ser acompanhadas por resumo.

4. Keywords/Palavras-chave/Stichwörter - devem ser acrescentadas após cada resumo. Dar um espaço em branco. Fonte: Times New Roman 11, espaço simples. As palavras Keywords/Palavras-chave/Stichwörter deverão estar em negrito, seguidas de dois pontos. Pedem-se de 3 a 5 keywords em inglês, 3 a 5 palavras-chave em português e de 3 a 5 Stichwörter em alemão, separadas por ponto e vírgula.

Obs.: Resenhas não devem ser acompanhadas por palavras-chave.

5. Texto -em Times New Roman 12, espaçamento 1,5 entre linhas e parágrafos. (Espaçamento entre parágrafos em todo o texto: 3 pt) Os artigos devem conter no mínimo 15 e no máximo 30 páginas. Artigos com menos de 15 páginas não serão submetidos aos pareceristas. (Para resenhas: no mínimo 2 e no máximo 5 páginas)

5.1. Parágrafos: usar tabulador (1,25 cm).

5.2. Subtítulos: Geometr231 BT 19,5, sem recuo, só com a primeira letra em maiúscula. Usar algarismos arábicos para numeração.

5.3. Tabelas e ilustrações (fotografias, desenhos, gráficos etc.) devem vir dentro do padrão geral do texto e no espaço a elas destinado pelo autor. Recomenda-se o uso de imagens em 72 px de resolução. Evitar o uso de imagens em grandes dimensões.

5.4. Notas devem ser evitadas. Quando necessário, devem aparecer ao pé da página, numeradas de acordo com a ordem de aparecimento. Fonte: Times New Roman 10, espaço simples.

5.5. Ênfase ou destaques no corpo do texto - deve-se usar negrito. Para palavras em língua estrangeira, usar itálico. Não usar grifos.

5.6. Citações de até três linhas vêm entre aspas (sem itálico), seguidas do sobrenome do autor (em Versalete - não em maiúsculas!), ano de publicação e página(s). Ex.: (Lieblich 2005: 61). Com mais de 3 linhas, com recuo de 1,25 cm na margem esquerda, fonte Times New Roman 11, sem aspas, sem itálico, espaço simples, também seguidas do sobrenome do autor (em Versalete), ano de publicação e página(s).

Alguns exemplos de citações

• Citação direta com três linhas ou menos
Bornheim (1992: 57) afirma ainda " Assim, a plasticidade do texto compõe-se juntamente com os recursos de que lança mão a encenação."

• Citação indireta
Para o dramaturgo e diretor alemão Bertolt Brecht (1967), o teatro não deve proporcionar apenas as sensações e os impulsos que são permitidos pelo respectivo contexto histórico [...].

• Citação com mais de três linhas
Nesse sentido, [...] Henry Giroux (apud Rajagopalan 2003: 105) argumenta que

Ensinar, nos termos de Freire, não é simplesmente estar em sala de aula, mas estar na história, na esfera mais ampla de um imaginário político que oferece aos educadores a oportunidade de uma enorme coleção de campos para mobilizar conhecimentos e desejos que podem levar a mudanças significativas na minimalização do grau de opressão na vida das pessoas.

6. Anexos - devem ser evitados. Caso existam, devem ser colocados antes das referências bibliográficas, precedidos da palavra Anexos, maiúscula só na letra inicial e negrito, sem recuo e sem numeração. Quando constituírem textos já publicados, devem incluir permissão dos editores para publicação. Recomenda-se que anexos sejam utilizados apenas quando absolutamente necessários.

7. Referências bibliográficas -Normas ABNT, devem ser apenas aquelas referentes aos textos citados no trabalho. As palavras Referências bibliográficas só com a letra R maiúscula, em Geometr231 BT 19,5, sem recuo. Espaço simples nas referências bibliográficas, com uso do deslocamento automático. Fonte: Times New Roman 11. Para os sobrenomes dos autores, usar Versalete. (Vide exemplos.)

A referência bibliográfica não deve ser numerada.

Alguns exemplos de Referências bibliográficas

Livro

Rajagopalan, Kanavillil. Por uma lingüística crítica: Linguagem, identidade e a questão ética. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.

Capítulo de livro

Ehlich, Konrad; Rehbein, Jochen. Einige Interrelationen von Modalverben. In: Wunderlich, Dieter (ed.). Linguistische Pragmatik. Wiesbaden: Athenaion, 1975, p. 318-341.

Artigo de periódico

Aubert, Francis Henrik. Modalidades de tradução: teoria e resultados. TradTerm, v. 5, n. 1, 1998, p. 99-128.

Artigo de jornal

Teixeira, Ivan. Gramática do louvor. In: Folha de S. Paulo, Jornal de Resenhas. São Paulo, 08/04/2000, p. 4.

 Dissertação e tese

Brito, Eduardo Manoel de. Quando a ficção se confunde com a realidade - As obras In der Strafkolonie / Na Colônia Penal e Der Prozess / O Processo de Kafka como filtros perceptivos da ditadura civil-militar brasileira. Tese de doutorado. FFLCH/USP, São Paulo, 2005.

Publicação Online - INTERNET

Neumann, Gerson R. 'Brasileiros sobre a Europa' - Brasil: além do centro e da periferia? In: Revista Contingentia, v. 2, Porto Alegre, nov. 2007, p. 29-35. Disponível em: <http://www.revistacontingentia.com/> Acesso em 23.01.2008.

OBSERVAÇÃO FINAL: A desconsideração das normas implicará a não aceitação do trabalho.

 

 

Envio de manuscritos

 

A revista recebe textos em fluxo contínuo pelo sistema: https://mc04.manuscriptcentral.com/pg-scielo.

 

 


fim /app/opac/webapp/../../data/pages/pg/pinstruc.htm

Universidade de São Paulo/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/, Programa de Pós-Graduação em Língua e Literatura Alemã Av. Prof. Luciano Gualberto, 403, 05508-900 São Paulo/SP/ Brasil, Tel.: (55 11)3091-5028 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: pandaemonium@usp.br