(Atualizado: 31/01/2022)

Sobre o periódico

 

Informações básicas

 

Título Completo: Revista Brasileira de Estudos da Presença

Objetivos:Revista Brasileira de Estudos da Presença tem como principal finalidade a divulgação de pesquisas artístico-científicas no campo das Artes Cênicas e nas áreas de interface que dão sustentação e mantém diálogo com as diferentes linguagens e os múltiplos contextos das artes e das ciências do espetáculo vivo, em especial, a Educação, a Antropologia, a Filosofia e a História.

A revista publica, preferencialmente, trabalhos oriundos de estudos teóricos, experimentações práticas, pesquisas, reflexões e debates polêmicos e atuais, procurando oferecer aos seus leitores textos de qualidade e excelência, tanto de pesquisadores nacionais como traduções de trabalhos de pesquisadores estrangeiros.

A linha editorial da revista contempla temáticas e metodologias inovadoras e de pouca divulgação nos veículos da área, enfatizando a experimentação e as abordagens contemporâneas, além de publicar trabalhos já consagrados no que tange à forma e/ou à argumentação. A ideia de Presença funciona para a linha editorial como um catalisador por intermédio do qual confluem perspectivas de pesquisa e análise que tenham como ênfase os processos criativos, em especial no teatro e na dança.

Publicam-se textos inéditos em português ou espanhol. A editoria pode convidar os autores lusófonos e hispanofalantes a enviarem versões em inglês para publicação bilíngue. A revista aceita originais em inglês e francês de autores estrangeiros e providencia versões para o português para publicação bilíngue.
A revista é organizada em seções temáticas que visam a induzir temas e abordagens, criando interfaces entre metodologias e teorias diferentes, assim, a revista dá preferência a textos que façam avançar a posição dos conhecimentos em Artes Cênicas.

Periodicidade: editada de forma contínua em volume único anual, dividida em quatro números temáticos
...

O título abreviado do periódico é Rev. Bras. Estud. Presença, que deve ser usado em bibliografias, notas de rodapé, referências e legendas bibliográficas.

 

 

Fontes de indexação

 
  • Directory of Open Access Journals - DOAJ
  • Sistema Regional de Información en línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal - LATINDEX
  • Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal - REDALYC
  • Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico - REDIB
  • Plataforma comunitária de documentos técnicos - PLURIDOC
  • EBSCO Information Services
  • Global Serials Directory - ULRICHSWEB
  • Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras - DIADORIM
  • Portal de Periódicos Capes - PERIODICOS
  • International Index to Performing Arts - PROQUEST
 

 

Propriedade intelectual

 

Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons do tipo atribuição CC-BY 4.0 Internacional.

 

 

Patrocinadores

 

A publicação recebe financiamento de:

  • Programa de Pós-graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
  • Programa de Apoio à Edição de Periódicos - Pró-Reitoria de Pesquisa - PROPESQ/UFRGS - PAEP/PROPESQ/UFRGS
 

 


 

Corpo editorial

 

Editor

   

 

Editores associados

   

 

Comissão editorial

 

Membros nacionais

Membros internacionais

 

 

Produção editorial

 
  • Equipe de tradução e revisão
    Ananyr Porto Fajardo
    André Mubarack
    Bárbara Mór da Mata
    Carina Álvarez
    Jeffrey Hoff
    Martin Heuse
  • Editoração eletrônica
    Bárbara Mor da Mata
  • Revisão de normas técnicas
    Alessandra Virgínia de Oliveira
  • Bolsista
    Maria Fernanda Soares
 

 


 

Instruções aos autores

 

Escopo e política

 

A revista publica, preferencialmente, trabalhos oriundos de estudos teóricos, experimentações práticas, pesquisas, reflexões e debates polêmicos e atuais, procurando oferecer aos seus leitores textos de qualidade e excelência, tanto de pesquisadores nacionais como traduções de trabalhos de pesquisadores estrangeiros.

A linha editorial da revista contempla temáticas e metodologias inovadoras e de pouca divulgação nos veículos da área, enfatizando a experimentação e as abordagens contemporâneas, além de publicar trabalhos já consagrados no que tange à forma e/ou à argumentação. A ideia de Presença funciona para a linha editorial como um catalisador por intermédio do qual confluem perspectivas de pesquisa e análise que tenham como ênfase os processos criativos, em especial no teatro e na dança.

Publicam-se textos inéditos em português ou espanhol. A editoria pode convidar os autores lusófonos e hispanofalantes a enviarem versões em inglês para publicação bilíngue. A revista aceita originais em inglês e francês de autores estrangeiros e providencia versões para o português para publicação bilíngue.
A revista é organizada em seções temáticas que visam a induzir temas e abordagens, criando interfaces entre metodologias e teorias diferentes, assim, a revista dá preferência a textos que façam avançar a posição dos conhecimentos em Artes Cênicas.

A Revista Brasileira de Estudos da Presença recebe tanto propostas de textos individuais quanto proposições de seções temáticas. Ambos são avaliados pelo princípio da avaliação cega por pares, ou seja, a partir de pareceres de, pelo menos, dois especialistas de Estados ou países diferentes do Estado ou país do autor.

A revista aceita textos sob a forma de artigos científicos, evitando receber para avaliação textos que sejam: apenas projetos de pesquisa ou relatórios; somente revisão de literatura; recortes de trabalhos acadêmicos sem adaptação; relato de experiência sem discussão teórica aprofundada; incompletos ou insuficientemente elaborados para a temática que propõem; fora da área das Artes Cênicas e das áreas correlatas; escritos de maneira não acadêmica ou que contenham muitos erros de linguagem e digitação; formatados a partir de regras diferentes das praticadas pela revista.

A Revista publica, ainda, ensaios, em função da importância que esse tipo de texto tem para a área, além de documentos de artistas, ou seja, textos livres, experimentais, poéticos ou em outras formas.

Os textos a serem avaliados passam por três fases. Na primeira fase, o texto é encaminhado a dois pareceristas do conselho editorial ou a pareceristas ad hoc, (especialistas na área ou na abordagem do artigo em avaliação). Na segunda fase, os editores encaminham os textos que obtiveram dois pareceres favoráveis à publicação; devolvem aos autores os textos que obtiveram dois pareceres desfavoráveis; encaminham a um terceiro avaliador os textos que possuem dúvida ou contra-senso na avaliação; e, enviam aos autores os textos os quais os avaliadores fizeram sugestões de modificações como condição para publicação, dando um prazo de 30 dias para tais reformulações. A terceira fase consiste na avaliação das modificações feitas pelos autores, quando isso for necessário, e no encaminhamento dos textos aprovados para a revisão da linguagem e para a normalização. No intuito de fazer avançar a produção da área, todas as fases de avaliação estão acompanhadas de pareceres descritivos.

A proposição de seção temática pode ser feita por um pesquisador que deve enviar de seis a dez textos, sendo, no mínimo, um texto de autor vinculado a instituição estrangeira. A seção deve possuir uma temática clara e diversidade de abordagens e vir apresentada pelo organizador, além dela reunir textos de pesquisadores de diferentes instituições, tendo, no máximo, um texto por autor ou coautor. O processo de avaliação das seções temáticas propostas segue o mesmo dos artigos individuais, conforme descrito acima.

A revista pode, ainda, no sentido de incitar determinadas temáticas, convidar pesquisadores para enviar textos, em proporção bem inferior aos textos avaliados e sob a condição de se tratar de contribuição importante para a área. A revista aceita artigos a partir de comunicações de pesquisa já publicadas em Anais de eventos, desde que sejam substancialmente revistos e aumentados.

Não há taxas para submissão e avaliação de artigos.

 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

1) A Revista Brasileira de Estudos da Presença publica, exclusivamente, textos inéditos resultantes de pesquisas, estudos, debates, práticas artísticas e científicas na área de Artes Cênicas e campos associados. Publicam-se textos inéditos em português ou espanhol. A editoria pode convidar os autores lusófonos e hispanofalantes a enviarem versões em inglês para publicação bilíngue. A revista aceita originais em inglês e francês de autores estrangeiros e providencia versões para o português para publicação bilíngue.

2) Os textos a serem publicados devem estar no formato de artigo, dando ênfase à dimensão teórica e apresentando uma contribuição singular e importante para a área. O (s) autor (s) são inteiramente responsáveis pela forma e pelo conteúdo de seu (s) artigo (s).

3) É recomendado que textos que se referem à performances, espetáculos ou similares apresentem imagens e/ou vídeo que devem vir no corpo do texto, legendados abaixo da inserção, em espaço simples, centralizados. Os autores declaram ter os direitos de exibição das imagens inseridas.

4) Textos que compõe seções temáticas organizadas por pesquisador convidado ou espontâneo devem ser inseridos no sistema pelo próprio autor e passam pelo mesmo processo de avaliação por pares. Veja os detalhes no item "Processo de avaliação por pares".

5) Os textos devem ser encaminhados para o sistema SEER (www.seer.ufrgs.br/presenca) no qual os dados dos autores devem ser inseridos somente no formulário do sistema, inclusive deve serem indicados o endereço eletrônico e a sua biografia de até três linhas, enfatizando o vínculo institucional e as formações acadêmicas e artísticas. Deve-se mencionar o órgão financiador da pesquisa, quando for o caso, no quadro apropriado. O arquivo com o artigo deve estar livre de quaisquer tipos de identificação, seja pelo nome dos autores digitado no corpo do texto ou nas propriedades do arquivo, seja pela menção de informações por intermédio das quais se possam deduzir a autoria. Caso tenha dificuldades de tornar o artigo anônimo, basta mencionar isso nos "comentários ao editor" durante o processo de submissão online.

6) Os textos devem estar formatados em arquivo Word da seguinte forma:
(6.1) espaço 1,5;
(6.2) fonte Times New Roman, corpo 12;
(6.3) citações com mais de três linhas devem aparecer destacadas do corpo do texto, em espaço simples, em corpo 10, sem aspas e endentadas a quatro cm da margem esquerda;
(6.4) margens justificadas com parágrafos a 1,25 cm da margem esquerda;
(6.5) aspas duplas são usadas apenas para citações diretas no corpo do texto;
(6.6) usa-se itálico para palavras estrangeiras, neologismos, para usos particulares e títulos de obras. Não se utiliza negrito nesses casos;
(6.7) usa-se sublinhado apenas para URL;
(6.8) os artigos devem estar formatados em papel A4 e ter entre 25.000 e 60.000 caracteres (incluindo espaços), com referências, notas e tabelas;
(6.9) o arquivo deve iniciar com uma folha de rosto na qual conste o título (com no máximo 100 caracteres), resumo (entre 400 e 700 caracteres) e cinco palavras-chave (preferencialmente a partir de vocabulário controlado); título em inglês, abstract e cinco keywords (com as mesmas dimensões); e, título em francês, résumé, cinco mots-clés (com as mesmas dimensões).

7) As referências devem usar o sistema autor/data da seguinte forma:
(Sobrenome do autor, ano) para citações indiretas e (Sobrenome do autor, ano, página) para citações diretas. Exemplos: (Silva, 1997) ou (Silva, 1997, p.452). Diferentes títulos do mesmo autor e mesmo ano devem ser identificados com uma letra que os diferencie. Exemplo: (Silva, 1997a, p.452).

8) os autores devem informar afiliação, incluindo nome por extenso da instituição de vínculo, sigla, cidade, estado e país.

9) As referências ao final do trabalho devem obedecer às normas da ABNT (disponíveis no site http://www.ufrgs.br/faced/setores/biblioteca/referencias.html). Chama-se a atenção para o fato de que a revista não usa (em função da recuperação eletrônica de dados) o travessão que substitui o nome de autor para evitar a repetição. Não se usa itálico, mas negrito para os títulos.

Exemplos:

Livros:

SOBRENOME DO AUTOR, Prenomes sem Abreviatura. Título do livro: subtítulo. Local de publicação: Editora, ano de publicação.

Capítulos de livros:
SOBRENOME DO AUTOR, Prenomes sem Abreviatura. Título do capítulo: subtítulo. In: SOBRENOME DO AUTOR, Prenomes sem Abreviatura.Título do livro. Local de publicação: Editora, ano de publicação. Páginas iniciais e finais.

Periódicos:
SOBRENOME DO AUTOR, Prenomes sem Abreviatura. Título do artigo: subtítulo. Título do Periódico, Local de publicação, Instituição, número do volume, número do fascículo, páginas inicial e final do artigo, mês e ano de publicação.

Teses e dissertações:
SOBRENOME DO AUTOR, Prenomes sem Abreviatura. Título. Local: Programa de Pós-Graduação/Universidade, ano de publicação. Dissertação (Mestrado em Educação) ou Tese (Doutorado em Educação).

Documento eletrônico:
SOBRENOME DO AUTOR, Prenomes sem abreviaturas. Título. Edição. Local: ano. N° de pág. ou vol. (série) (se houver) Disponível em: Acesso em: dia, mês (abreviado), ano.

 

 

Envio de manuscritos

 

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

1. Para garantir a avaliação cega e o sigilo que ela requer você retirou a identificação da autoria do texto de todas as partes do arquivo, inclusive na opção propriedades no Word e retirou notas e menções a instituições, grupos ou pesquisas que possam identificar os autores do texto de maneira indireta. Se você tem dúvida sobre isso consulte: “Assegurando a avaliação por pares cega”.
2. Você garante que o texto é uma contribuição original e inédita de sua autoria (eventualmente, partilhada com os autores que você inseriu no sistema) e que ele não foi publicado, nem mesmo em parte, noutro veículo.
3. Você declara que o texto não está sendo avaliado por outra revista. Qualquer dúvida em relação a isso pode ser mencionada no espaço comentários ao editor
4. O texto está em espaço 1,5; fonte Times New Roman com 12 pontos; faz uso de aspas e itálico conforme padrão da revista.
5. O trabalho tem uma folha de rosto com título, resumo e palavras chave; seguidos de título em inglês, abstract e keywords, além de título em francês, résumé e mots-clés.
6. O artigo segue os padrões de estilo e requisitos descritos em Diretrizes para autores, na seção Sobre da Revista.
7. Os arquivos estão em formato Word e não ultrapassam 2MB.
8. As figuras e tabelas estão inseridas no corpo do texto e não ao final e cada uma possui a respectiva legenda centralizada e logo abaixo. Você declara que possui os direitos de publicação das imagens inseridas no artigo.
9. Ao enviar o texto, você aceita as normas da revista e cede os direitos de publicação do trabalho para a Revista Brasileira de Estudos da Presença, podendo disponibilizá-lo novamente após seis meses da publicação.
10. Os autores declaram não possuir conflito de interesse (ver aqui) para a avaliação do manuscrito submetido ou explicitaram eventuais conflitos no campo "Comentários ao editor".
11. O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Você deve acessar o seguinte link para proceder à submissão do seu trabalho (http://seer.ufrgs.br/index.php/presenca/user/register)

 

 

Princípios Éticos e procedimentos para evitar más práticas na produção científica

 

Revista Brasileira de Estudos da Presença apoia as recomendações do Committee on Publication Ethics (COPE), o Código de Boas Práticas Científicas – FAPESP (http://www.fapesp.br/boaspraticas/), o Guia de Boas Práticas da Scielo (https://wp.scielo.org/wp-content/uploads/Guia-de-Boas-Praticas-para-o-Fortalecimento-da-Etica-na-Publicacao-Cientifica.pdf)da Council of Science Editors (CSE) em relação aos padrões éticos de publicação. A revista assina a Declaração de São Francisco sobre Avaliação da Pesquisa (DORA), San Francisco: https://sfdora.org/read/.

1) Da má-conduta

  • A Revista Brasileira de Estudos da Presença usa a definição de má-conduta da Office Research Integraty. Assim, trabalhamos contra a fabricação, a falsificação e/ou o plágio na divulgação de pesquisas.
  • Má-conduta em pesquisa não inclui erros honestos ou diferenças de opinião. Haverá sanções para quaisquer casos de má-conduta. De acordo com a revista, fabricação é inventar dados ou resultados registrando ou relatando-os. Falsificação é manipular materiais, equipamentos ou processos de pesquisa, ou alterar ou omitir dados ou resultados, de modo que a pesquisa não seja representada com precisão no registro da pesquisa. Plágio consiste na apropriação de ideias, processos, resultados ou palavras de outra pessoa sem dar crédito apropriado.
  • Os autores são responsáveis pelo conteúdo e informações contidas em seus manuscritos. A revista utiliza o software CrossRef que permite detectar similaridades nos materiais submetidos.

2) Da responsabilidade dos autores

  • Os autores são responsáveis pelo conteúdo de seus artigos, assim como pelos direitos autorais de imagens, vídeos e quaisquer elementos textuais ou complementares ao seu artigo.
  •  Os autores estão de acordo em trabalhar gratuitamente no processo de revisão por pares para este periódico no futuro.
  • Os autores declaram que têm contribuição significativa para a pesquisa divulgada em seu artigo, quando for o caso.
  • Os autores obrigam-se a oferecer ao periódico retratações ou correções de eventuais erros.
  • Os autores devem assegurar que seu texto é obra original e não devem submeter o mesmo texto para mais de uma revista.
  • Caso o artigo tenha sido escrito com base em pesquisa que apresenta reais riscos para os participantes, é obrigatória a apresentação de parecer do Comitê de Ética da instituição do pesquisador.

3) Do processo de avaliação

  • Todos os conteúdos da revista são submetidos à revisão por pares pelo método avaliação por pares duplo-cego.
  • Avaliação por pares é o processo de obter pareceres sobre manuscritos individuais de avaliadores peritos no campo. Esse processo está claramente descrito no nosso site.
  • Os pareceres devem ser o mais objetivos possível e suficientemente embasados para que permitam o aprimoramento da pesquisa e do texto avaliados.
  • Os avaliadores não devem ter conflitos de interesse e declaram isso por escrito no sistema da revista, ao realizar uma avaliação.
  • Os avaliadores devem sempre chamar a atenção para textos ou trechos já publicados e que não tenham sido propriamente citados.
  • Todos os artigos avaliados são tratados de forma confidencial.
  • A revista entende que qualquer forma de plágio não é aceitável e usa ferramentas de revisão antiplágio.
  • A decisão final sobre a publicação ou não de um texto cabe aos editores. Sempre que um texto tenha qualidade acadêmica e cumpra os critérios estabelecidos pela revista, ele é encaminhado para a avaliação por pares duplo-cega de, no mínimo, dois avaliadores.
  • Os únicos critérios de avaliação são o mérito acadêmico do texto e o aprimoramento da qualidade do conhecimento, não havendo discriminação aos autores, por quaisquer razões.
  • Não é permitido aos editores usarem informações constantes nos artigos em avaliação sem o consentimento explícito dos autores.
  • Os editores estão disponíveis para responder qualquer questão ética ligada a uma submissão.

4) Da Ética na Publicação

  • Editores fazem esforços consideráveis para evitar e prevenir a publicação de artigos em que tenha ocorrido má conduta na pesquisa.
  • Em nenhum caso, incentivamos más condutas ou permitimos que elas aconteçam.
  • Qualquer alegação de conduta imprópria de pesquisa será imediatamente averiguada.
  • A revista publica erratas para corrigir artigos quando necessário.
  • A revista está sempre disposta a publicar correções, esclarecimentos, direito de resposta, retrações e desculpas, quando necessário.
  • Artigos plagiados ou com partes plagiadas serão rejeitados e os autores poderão incorrer em sanções determinadas pela revista.
  • A publicação duplicata refere-se à prática de submeter o mesmo estudo em dois ou mais periódicos e a publicação redundante consiste na divisão inadequada dos resultados do estudo em mais de um artigo. Nesses casos, haverá retratação e sanções aos autores.
  • A revista não publica material duplicado ou redundante. A revista se compromete a publicar apenas material original, ou seja, material que não tenha sido publicado anteriormente ou que não esteja sendo revisado em outros periódicos, inclusive em idiomas diferentes. Os artigos submetidos não devem ser enviados a nenhum outro periódico enquanto estiver em processo de avaliação. 
  • A revista usará erratas para corrigir erros ou falhas que não envolvem má-conduta. A revista publicará retratações em caso de má-conduta em artigos já publicados. Em qualquer caso, os autores são solicitados a concordar com o conteúdo. 


5) Dos Direitos de Autor e do Acesso Universal

  • As licenças usadas pelo periódico estão descritas neste site.
  • Todos os artigos em conteúdo completo estão livres de taxas e são disponibilizados em sua totalidade para qualquer leitor sem a necessidade de cadastro ou senha.

6) Conflito de interesses

  • Conflitos de interesses podem surgir quando autores, revisores ou editores possuem interesses que, aparentes ou não, podem influenciar a elaboração ou avaliação de manuscritos. O conflito de interesses pode ser de natureza pessoal, comercial, política, acadêmica ou financeira. 
  • Quando os autores submetem um manuscrito, eles são responsáveis por reconhecer e revelar conflitos financeiros ou de outra natureza que possam ter influenciado seu trabalho. Os autores devem reconhecer no manuscrito todo o apoio financeiro para o trabalho e outras conexões financeiras ou pessoais com relação à pesquisa. Os avaliadores devem revelar aos editores quaisquer conflitos de interesse que poderiam influir em sua opinião sobre o manuscrito, e, quando couber, devem declarar-se não qualificados para revisá-lo. Se os autores não tiverem certos do que pode constituir um potencial conflito de interesses, devem contatar a secretaria editorial da Revista.


7) Dos demais princípios

  • As informações sobre a propriedade, os direitos autorias e/ou gestão da revista estão claramente indicados no menu “sobre” no site da revista.
  • Esta revista publica um número a cada quatro meses, além de usar a modalidade de publicação contínua.
  • Este periódico não cobra nenhum tipo de taxa de submissão, avaliação ou publicação, mas pode requerer a tradução do artigo a ser enviada pelo próprio autor.
 

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Av. Paulo Gama s/n prédio 12201, sala 700-2, Bairro Farroupilha, Código Postal: 90046-900, Telefone: 5133084142 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: rev.presenca@gmail.com