SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.73 issue3Reflections on equity and its applicability to the nursing work processHealth education in Aedes aegypti: case study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167On-line version ISSN 1984-0446

Rev. Bras. Enferm. vol.73 no.3 Brasília  2020  Epub Apr 03, 2020

https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0411 

RELATO DE EXPERIÊNCIA

Uso do software webQDA na pesquisa qualitativa em enfermagem: relato de experiência

Ana Larissa Gomes MachadoI 
http://orcid.org/0000-0002-7937-6996

Neiva Francenely Cunha VieiraII 
http://orcid.org/0000-0002-9622-2462

IUniversidade Federal do Piauí. Picos, Piauí, Brazil.

IIUniversidade Federal do Ceará. Fortaleza, Ceará, Brazil.


RESUMO

Objetivos:

relatar a experiência de uso do software webQDA no apoio à análise dos dados qualitativos acerca do letramento em saúde de idosos.

Métodos:

pesquisa quase experimental desenvolvida no período de janeiro de 2014 a janeiro de 2015, com 118 idosos, os quais foram entrevistados para avaliar o nível de letramento em saúde. Foram realizadas entrevistas antes e após quatro intervenções educativas, segundo o método problematizador freireano denominado Círculo de Cultura. As entrevistas foram transcritas e inseridas no software, o que permitiu evidenciar as categorias analíticas.

Resultados:

os sistemas de fontes, codificação interpretativa e questionamento dos dados disponíveis no software permitiram a construção de três categorias para os níveis do letramento e de quatro categorias para as suas dimensões.

Considerações finais:

Conclui-se que o software webQDA permite a codificação estruturada dos materiais qualitativos, assegurando gestão mais rápida e eficaz dos dados a partir da sistematização e transparência analítica.

Descritores: Pesquisa Qualitativa; Software; Enfermagem; Alfabetização em Saúde; Saúde do Idoso

ABSTRACT

Objectives:

to report the user experience of the webQDA software in the support of qualitative data analysis about health literacy of older adults.

Methods:

quasi-experimental research developed from January 2014 to January 2015, with 118 older adults, all of whom were interviewed to assess the level of health literacy. Interviews were carried out before and after four educational interventions, according to Freire's method named Culture Circle. The interviews were transcribed and entered in the software, which highlighted the analytical categories.

Results:

the systems of sources, interpretative encoding and questioning of the data available in the software allowed the construction of three categories for the literacy levels and four categories for their dimensions.

Final considerations:

We concluded that the webQDA software enables the structured encoding of qualitative materials, ensuring faster and effective management of data with systematization and analytical transparency.

Descriptors: Qualitative Research; Software; Nursing; Health literacy; Health of the Older Adult

RESUMEN

Objetivos:

relatar la experiencia con la utilización del software webQDA como base al análisis de los datos cualitativos sobre literacidad en salud de ancianos.

Métodos:

investigación cuasiexperimental realizada en el período de enero de 2014 a enero de 2015, en la cual participaron 118 ancianos mediante entrevistas para evaluar el nivel de literacidad en salud. Se realizaron entrevistas antes y después de cuatro intervenciones educativas, de acuerdo con el método problematizador freireano titulado Círculo de Cultura. Se transcribieron las entrevistas y las insertaron en el software, lo que permitió obtener las categorías analíticas.

Resultados:

los sistemas de fuentes, de codificación interpretativa y de cuestionamiento de los datos disponibles en el software permitieron elaborar tres categorías sobre los niveles de literacidad y cuatro categorías sobre sus dimensiones.

Consideraciones finales:

Se concluyó que el software webQDA permite la codificación estructurada de los materiales cualitativos, lo que promueve una gestión más rápida y eficaz de los datos a partir de la sistematización y transparencia analítica.

Descriptores: Investigación Cualitativa; Programas Informáticos; Enfermería; Alfabetización en Salud; Salud del Anciano

INTRODUÇÃO

A abordagem qualitativa vem se destacando nas pesquisas em enfermagem, uma vez que os enfermeiros estudam fenômenos pertinentes ao cuidado das pessoas, buscando interpretar os significados que elas expressam acerca de suas experiências ligadas ao campo do processo saúde-doença(1). Como pesquisador qualitativo, o enfermeiro combina procedimentos metodológicos rigorosos para compreender o mundo vivido dos participantes, desvelando significados, valores e crenças que emergem das relações entre as pessoas e de como elas vivenciam suas experiências(2).

A enfermagem assume papel proativo e decisivo no planejamento, implementação e avaliação do cuidado das pessoas, assim, as pesquisas realizadas por enfermeiros vêm contribuindo para redirecionar as formas de pensar e sistematizar o cuidado em saúde, na medida em que o cuidado configura-se como elemento salutar da práxis do enfermeiro e se encontra em constantes debates e ressignificações.

É desafiador, portanto, organizar e analisar o material empírico coletado junto aos sujeitos de uma pesquisa realizada em situações de vulnerabilidade ou nas quais as pessoas necessitam de cuidados específicos de saúde. Nesse sentido, a proposta deste artigo é relatar a condução de um estudo quase experimental, realizado com idosos hipertensos, pautado na convergência entre a prática educativa e a prática investigativa do enfermeiro, utilizando o software webQDA no apoio à análise dos dados qualitativos.

A utilização de software na análise de dados qualitativos é conhecida na literatura como Qualitative Data Analysis Software (QDAS) e tem se expandido tanto em relação aos utilizadores como em relação à quantidade de aplicações/softwares disponíveis no mercado. A incorporação de recursos tecnológicos nas pesquisas não reduz a importância do pesquisador na interpretação e na análise dos dados, pois os softwares auxiliam apenas na organização e operacionalização dos materiais coletados(3).

Estas ferramentas computacionais são especialmente úteis quando se tem uma pesquisa qualitativa com grande volume de dados ou quando se faz necessário cruzar informações a partir das características dos sujeitos da pesquisa. Neste estudo, trabalhou-se com mais de cem entrevistas, o que requereu dos pesquisadores o uso de um software de apoio à pesquisa qualitativa com ferramentas que facilitassem a codificação dos dados, a redução do tempo na análise, o gerenciamento das fontes de informação e a construção do conhecimento com mais profundidade e menos interferência subjetiva dos pesquisadores.

Assim, o software webQDA foi escolhido para analisar os dados principalmente pelo volume de entrevistas e pela necessidade de cruzamento entre os resultados. O webQDA tem como vantagens em relação a outros softwares de análise qualitativa a sua compatibilidade com vários sistemas operativos, a facilidade de acessar o projeto em qualquer computador com acesso à internet e a disponibilidade de ferramentas interativas e de compartilhamento de tarefas, proporcionando a validação de processos e produtos, permitindo que outros investigadores avaliem, parcial ou totalmente, as categorias codificadas e o seu conteúdo(4).

É precípuo ressaltar que historicamente o investigador qualitativo enfrenta desafios diversos para obter reconhecimento científico, todavia, os estudos qualitativos têm se consolidado a partir do uso de ferramentas que lhes conferem maior rigor e sistematização, como o software de apoio à análise qualitativa webQDA.

Dessa maneira, o relato aqui apresentado reforça a importância dessa ferramenta na análise dos dados qualitativos produzidos por enfermeiros, considerando o acentuado crescimento da integração das tecnologias de informação e comunicação nos estudos qualitativos e sua inevitável usabilidade no cenário acadêmico. Considerando as pesquisas de enfermagem, convém ressaltar que a investigação qualitativa requer do pesquisador maior capacidade de gestão dos dados e rigor metodológico, ambos proporcionados pelo software utilizado nesta pesquisa.

Este relato de experiência foi desenvolvido para exemplificar o uso dessa ferramenta metodológica em uma pesquisa qualitativa realizada por enfermeiras e apresenta como o software webQDA pode ser utilizado para gerar resultados de qualidade e válidos, servindo também para que outros pesquisadores conheçam a ferramenta e possam utilizá-la como apoio em suas análises, contribuindo para diminuir a resistência do uso desses recursos tecnológicos a fim de analisar os dados qualitativos.

Outrossim, este relato mostra como a utilização de softwares nas pesquisas qualitativas pode auxiliar a dirimir a subjetividade dos pesquisadores envolvidos no desenvolvimento do estudo, além de contribuir para o aperfeiçoamento do processo de organização e análise dos dados. Ressalta-se, contudo, que na realização de pesquisas dessa natureza, o investigador não analisará apenas as falas das pessoas, mas também as informações não verbais, as emoções expressas pelo participante e seus gestos, aspectos não detectáveis pelos recursos de informática.

Relata-se aqui a experiência do uso do webQDA como ferramenta de apoio à análise de dados qualitativos de uma pesquisa quase experimental realizada em duas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Picos-PI, no Nordeste do Brasil, com 118 idosos com hipertensão, divididos em Grupo Intervenção (GI) e Grupo Controle (GC).

O GI participou de quatro intervenções educativas utilizando a metodologia problematizadora de Paulo Freire, denominada Círculo de Cultura, as quais foram realizadas seguindo as três etapas propostas pelo “método Paulo Freire”(5): investigação temática, tematização e problematização. A duração média de cada encontro foi de duas horas. O GC não participou dos Círculos de Cultura, mas foi acompanhado pela equipe de saúde na rotina de atendimento ao hipertenso na atenção primária.

O desfecho avaliado nos idosos foi o nível de letramento em saúde (LS). Este tema ainda é incipiente nas pesquisas brasileiras, mas por estar circunscrito ao campo da educação em saúde, vem sendo estudado por pesquisadores preocupados com o empoderamento dos idosos atendidos no Sistema Único de Saúde (SUS).

O termo LS é polissêmico e a essência das definições do conceito apresentadas na literatura é representada aqui como o conhecimento, motivação e competências das pessoas para acessar, compreender, avaliar e aplicar informação em saúde, de forma a fazer julgamentos e tomar decisões no dia a dia, no que tange ao cuidado da saúde, prevenção de doenças, e promoção da saúde, a fim de manter ou melhorar a qualidade de vida(6).

Neste estudo, os idosos foram avaliados quanto ao nível de LS a partir de um instrumento elaborado por pesquisadores canadenses(7) e validado para uso no Brasil(8). Esse instrumento, composto por questões estruturadas e não estruturadas, foi aplicado com todos os participantes da investigação em dois momentos: no início da pesquisa, antes de qualquer ação educativa, e ao final do estudo.

A avaliação do nível de LS deu-se a partir das dimensões acerca das capacidades pessoais em usar informações em saúde e tomar decisões conscientes, quais sejam: habilidades (leitura, escrita, numeramento, comunicação e busca por informação em saúde), capacidades (visão, audição, fala, memória, cognição), compreensão das informações, fatores moderadores individuais (motivação, autoeficácia, atitude para resultados, apoio social e estratégias de enfrentamento) e resultados em saúde (adoção de comportamentos favoráveis ou não à saúde, participação no plano de cuidados e compreensão dos seus direitos enquanto usuário)(9).

Adotou-se neste estudo a classificação do nível de LS proposta na 7º Conferência Global sobre Promoção da Saúde: funcional, conceitual e empoderamento(10). Considera-se oportuno salientar que as classificações adotadas nessa investigação atenderam à natureza dos dados coletados para análise desse desfecho, os quais eram predominantemente qualitativos.

OBJETIVOS

Relatar a experiência de uso do software webQDA no apoio à análise dos dados qualitativos acerca do letramento em saúde de idosos.

O USO DO SOFTWARE WEBQDA NA ANÁLISE DOS DADOS

A análise dos dados realizada pelo webQDA é semelhante à estrutura básica da análise de conteúdo: a) pré-análise, com a organização do material a ser analisado; b) exploração do material, com a codificação e categorização; e c) tratamento dos resultados, com as interpretações inferenciais.

As entrevistas realizadas com os idosos no início e no fim do estudo foram transcritas e, posteriormente, realizou-se a leitura flutuante a fim de evidenciar os núcleos de sentido associados às categorias empíricas já detectadas: compreensão das informações em saúde, movimentação no sistema de saúde e apoio social. Para essa análise foram considerados fragmentos textuais que compuseram o corpus da pesquisa e cuja presença ou frequência de aparição trouxe significado ao objeto de estudo. A seguir, os resultados encontrados a partir das categorias empíricas foram confrontados com as categorias analíticas delimitadas previamente pelo referencial teórico acerca do constructo letramento em saúde.

A quantidade de dados coletados e a necessidade de discuti-los com robustez requereram a aproximação de um software de apoio à análise qualitativa, o que forneceu ao investigador maior controle do material de análise e mais recursos para responder às questões da investigação.

Ressalta-se que este estudo foi desenvolvido junto a um programa de pós-graduação em enfermagem e, ao passo que o cronograma da coleta de dados da pesquisa era cumprido, a pesquisadora foi treinada para o uso do software webQDA, mediante participação em um curso de formação realizado em 2014, na cidade de Campinas, São Paulo.

Na ocasião foi possível a capacitação para utilizar o software, ao conhecer suas funcionalidades e vantagens em relação a outros programas disponíveis no mercado e responder às questões da pesquisa de forma criativa e fundamentada metodologicamente. Ademais, durante a formação, as pesquisadoras tiveram a oportunidade de desenvolver um projeto colaborativo que serviu como modelo e base de aprendizagem das funções disponíveis no webQDA.

O webQDA é um dos softwares que tem contribuído com o rigor e a qualidade das investigações. Ele não requer instalação no computador do usuário e suas funcionalidades permitem a edição, visualização e interligação dos documentos, num ambiente colaborativo e que funciona na web, permitindo o acesso e uso da ferramenta de forma simultânea em mais de um ponto de internet(4).

Outra vantagem do webQDA em relação aos demais softwares de apoio à análise de dados qualitativos mais utilizados na atualidade é que nenhum deles permite ser utilizado por vários investigadores num ambiente de trabalho colaborativo e distribuído com base na internet, consistindo em enorme ganho em relação à sua mobilidade. Em sua atual versão (3.0), é possível gerenciar os projetos em plataformas móveis (tablets e smartphones) com uma linguagem mais estável e amigável(4).

Assim, tanto as fontes de dados como o sistema de indexação podem ser acessados on-line por todos os utilizadores aos quais tenha sido permitido o acesso ao projeto. Este benefício facilita a comunicação entre os investigadores para editar e inserir dados num determinado projeto a partir da funcionalidade “partilha de projeto” que permite convidar outros utilizadores, como os orientadores, para acessar, inserir dados, ou apenas visualizar os dados da pesquisa(4).

As funcionalidades desta ferramenta dividem-se em três sistemas: I) fontes, que correspondem aos materiais que o pesquisador dispõe para serem analisados, como entrevistas, vídeos ou fotos; II) codificação, que permite a definição das categorias ou indicadores; III) questionamento, que permite ao pesquisador questionar os dados, com base na configuração atribuída aos dois primeiros sistemas(4).

RESULTADOS

As categorias iniciais foram construídas por meio da leitura exaustiva das entrevistas pelas pesquisadoras considerando o referencial teórico utilizado na investigação. Em seguida, os arquivos com a transcrição em texto das entrevistas foram inseridos no sistema de fontes do software, o qual também permite adicionar arquivos em formatos de vídeos, imagens e áudios.

A análise das entrevistas no software iniciou-se pelo sistema de ferramentas de codificação interpretativa, o qual disponibiliza funcionalidades que permitem ao pesquisador definir códigos livres (tópicos aglutinadores de ideias sem sistema hierárquico ou sem ligação entre códigos) e códigos árvore (permitem a hierarquização em códigos e subcódigos de acordo com a necessidade e profundidade desejadas)(4). Mediante esta codificação, foram definidas as dimensões e áreas temáticas para classificação do LS dos idosos, as quais contemplam os fragmentos textuais que evidenciam os núcleos de sentido associados às categorias empíricas.

Cabe ressaltar que o processo de codificação do texto no software é simples, sendo necessário apenas abrir o documento (entrevista) que deseja codificar, no sistema de fontes, e selecionar a palavra ou o conjunto de palavras com que se pretende designar o código. Após esse procedimento, será visualizada uma coluna de referências que mostra os códigos livres criados e os trechos do texto das entrevistas codificados.

Para estabelecer um sistema hierárquico de ligação entre os códigos, devem ser definidos códigos árvore, que, de modo semelhante aos códigos livres, permitem a visualizar as unidades do texto codificadas em colunas. O webQDA permite ao utilizador mover qualquer código entre as ferramentas de codificação, por exemplo, mover um “código livre” para um “código árvore”.

O passo seguinte da análise foi realizado por meio do sistema de questionamento dos dados, composto pelas funções: “palavras mais frequentes”, “pesquisa de texto”, “matrizes” e “pesquisa de código”. Nesta pesquisa utilizou-se a funcionalidade “matrizes”, que permite formular perguntas orientadoras como: qual a relação entre a atitude dos entrevistados e os níveis de letramento em saúde?

Para estruturar uma matriz no webQDA, o pesquisador necessita ter total conhecimento acerca dos códigos e subcódigos elaborados, o que pode ser desafiador, pois requer da equipe de trabalho uma comunicação efetiva sobre todos os dados inseridos por cada integrante, caso o projeto tenha sido construído de forma colaborativa. Além disso, para interpretar os resultados que serão gerados, os pesquisadores devem se apropriar do referencial teórico que embasa a organização e a definição dos códigos lexicais identificados nos trechos das entrevistas.

Do ponto de vista operacional, a criação de matrizes no software envolve a escolha dos códigos que serão utilizados nas linhas e colunas da matriz e a definição da relação entre as linhas e as colunas selecionadas (“E” - interseção, “OU” - inclusão, “NÃO” - exclusão). É possível também restringir a busca por documentos nas fontes de dados, selecionando parte deles ou incluindo todos os arquivos disponíveis (texto, som, imagem, vídeo e áudio)(4).

Observa-se assim que a aplicação do software webQDA é um processo minucioso e requer domínio de suas funcionalidades, mas a execução das ações é feita num ambiente virtual intuitivo e de fácil manuseio. As funcionalidades da ferramenta computacional favorecem a organização dos materiais anexados ao sistema de fontes e facilitam a codificação do texto das entrevistas de acordo com o referencial teórico utilizado pelos investigadores.

A partir do treinamento prévio realizado pelas pesquisadoras para usar o software, foi possível perceber sua adequabilidade ao objeto do estudo e, mediante as leituras realizadas sobre suas funcionalidades, confirmou-se que sua utilização nas pesquisas conduzidas por enfermeiros é incipiente. A escassez de estudos desenvolvidos por estes profissionais com a aplicação do webQDA demonstrou a necessidade de relatar a experiência do uso do software para que outros pesquisadores enfermeiros o conheçam e familiarizem-se com essa ferramenta a fim de obter maior domínio de seus recursos, os quais proporcionam maior agilidade e robustez à análise dos dados gerados a partir das investigações qualitativas.

Vale ressaltar que os critérios que as pesquisadoras utilizaram para selecionar o webQDA como ferramenta de apoio à análise dos dados deste estudo foram: a sua adequabilidade ao tipo de investigação realizada, a disponibilidade na língua portuguesa, e as suas funcionalidades, permitindo trabalhar com diferentes formatos de arquivos, já que o investigador qualitativo lida com materiais de variadas origens, como desenhos, vídeos, áudios e narrativas.

Para exemplificar a categorização interpretativa dos níveis de LS realizada com o apoio das funcionalidades do software, elaborou-se a Figura 1.

Figura 1 Dimensões e áreas temáticas para classificação dos níveis de letramento em saúde 

Nos estudos canadense(7)e brasileiro(8) que utilizaram o mesmo instrumento para coletar os dados acerca do letramento em saúde, foram encontrados resultados semelhantes aos apresentados neste estudo no tocante aos conteúdos das respostas dos participantes. Destaca-se, contudo, que o instrumento utilizado possui vários itens com questões abertas, as quais resultaram em grande quantidade de material para análise. Todo o processo analítico realizado com o apoio do software webQDA nesta pesquisa foi facilitado pela sistemática de categorização disponível na ferramenta e, posteriormente, pela possibilidade de cruzamento dos resultados de diferentes participantes.

A Figura 2, elaborada a partir da categorização interpretativa com apoio do sistema de codificação do software, apresenta atitudes positivas de autocuidado que melhoram a condição de saúde do idoso. Nesse aspecto é válido considerar que para a analisar as falas dos idosos considerou-se dois momentos distintos: antes e após a participação nos Círculos de Cultura.

Figura 2 Atitudes para resultados apresentadas pelos idosos 

No momento posterior à participação do idoso na intervenção educativa, os conteúdos das falas apresentaram novos termos que foram identificados no software por meio da funcionalidade “palavras mais frequentes”. Os pesquisadores não tiveram dificuldades para utilizar este recurso, pois, pela interface amigável do software, a busca por palavras foi de fácil execução.

É precípuo reforçar a importância da aplicação do webQDA neste momento da análise, pois aumentaram as unidades de análise ou os fragmentos textuais que seriam codificados, requerendo dos pesquisadores maior domínio da ferramenta para organizar e codificar os dados. Sem dúvidas, o processo analítico foi facilitado pela ferramenta e não trouxe dificuldades para a construção dos resultados aqui apresentados.

Cabe salientar que a inserção do material no webQDA possibilitou verificar a densidade dos dados das entrevistas nas categorias elaboradas inicialmente pelos pesquisadores, levando à reflexão sobre o conteúdos da árvore de categorias definidas previamente. Mediante a categorização realizada com apoio do software, algumas das categorias iniciais foram reestruturadas pela frágil densidade de seu conteúdo, sendo necessário, então, rever as categorias a fim de que algumas subcategorias fossem absorvidas para consolidar a árvore de categorias final que definiu os níveis de letramento em saúde dos idosos.

Considerando a natureza dos dados trabalhados nesta pesquisa qualitativa, é importante ressaltar os benefícios advindos do uso do software como ferramenta que credibiliza a investigação: a) análise de uma grande quantidade de dados em menor tempo; b) definição de categorias de forma organizada e transparente; c) análise criativa e fundamentada dos dados nos sistemas de codificação, recodificação e questionamento. Como limitação pode ser apontada a necessidade de que o investigador tenha experiência no uso de recursos de informática e, principalmente, ter algum conhecimento sobre os métodos qualitativos e a abordagem escolhida para analisar os dados.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Os resultados apresentados exemplificam que o software webQDA permite a codificação estruturada dos materiais qualitativos com clareza na organização, interpretação e questionamentos, assegurando gestão mais rápida e eficaz dos dados a partir da sistematização e transparência analítica.

Entende-se que a análise dos dados com o apoio do software qualifica o processo de categorização e interpretação, auxiliando a inclusão ou a exclusão de categorias empíricas evidenciadas no início da organização dos dados pelos pesquisadores, momento em que as categoriais iniciais foram elencadas a partir da leitura exaustiva do material e dos conceitos pertinentes ao referencial teórico utilizado na pesquisa, os quais nortearam todo o processo analítico realizado pelo pesquisador com o apoio das funcionalidades do software.

A partir do exposto, conclui-se que o uso do software favorece o processo de análise dos dados qualitativos provenientes de pesquisas realizadas por enfermeiros.

FOMENTO

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) pelo financiamento desta pesquisa e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) pela bolsa de Doutorado que possibilitou a realização de parte deste estudo.

REFERÊNCIAS

1 Cortes LF, Padoin SMM, Berbel NAN. Problematization methodology and convergent healthcare research: praxis proposal in research. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018;71(2):440-5. doi: 10.1590/0034-7167-2016-0362 [ Links ]

2 Minayo MCS. Qualitative analysis: theory, steps and reliability. Ciênc Saúde Colet. 2012;17(3):621-6. doi: 10.1590/S1413-81232012000300007 [ Links ]

3 Costa AP, Faria BM, Reis LP. Investigação qualitativa através da utilização de software: workflows metodológicos. RISTI [Internet]. 2016 [cited 2018 May 10];(19):9-12. Available from: http://www.scielo.mec.pt/pdf/rist/n19/n19a01.pdfLinks ]

4 Souza FN, Costa AP, Moreira A, Souza DN, Freitas F. webQDA: manual de utilização rápida [Internet]. Aveiro: UA Editora; 2016 [cited 2018 May 10]. Available from: https://app.webqda.net/Fontes/Manual_de_Utilizacao_webQDA.pdfLinks ]

5 Freire P. Pedagogia do oprimido. 42nd ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 2005. [ Links ]

6 Sørensen K, Broucke SV, Fullam J, Doyle G, Pelikan J, Slonska Z, et al. Health literacy and public health: a systematic review and integration of definitions and models. BMC Public Health. 2012;12(80):1-13. doi: 10.1186/1471-2458-12-80 [ Links ]

7 Kwan B, Frankish J, Rootman I. The development and validation of measures of “health literacy” in different populations [Internet]. Vancouver: Institute of Health Promotion Research, University of British Columbia; 2006 [cited 2018 May 10]. Available from: http://blogs.ubc.ca/frankish/files/2010/12/HLit-final-report-2006-11-24.pdfLinks ]

8 Paskulin LMG, Aires M, Valer DB, Morais EP, Freitas IBA. Adaptation of an instrument to measure health literacy of older people. Acta Paul Enferm. 2011;24(2):271-7. doi: 10.1590/S0103-21002011000200018 [ Links ]

9 McCormack L. What is health literacy and how do we measure it? [Internet]. In: IOM Workshop on Measures of Health Literacy; 2009 Feb 26; Washington: 2009 [cited 2018 May 10]. Available from: http://www.nationalacademies.org/hmd/~/media/Files/Activity%20Files/PublicHealth/HealthLiteracy/McCormack.pdfLinks ]

10 Kanj M, Mitic W. Health literacy and health promotion. Definitions, concepts and examples in the Eastern Mediterranean Region [Internet]. In: Proceedings of the 7th Global Conference on Health Promotion; 2009 Oct 26-30; Nairobi, Kenya. Geneva: World Health Organization; 2009 [cited 2018 May 10]. Available from: http://www.dors.it/documentazione/testo/201409/02_2009_OMS%20Nairobi_Health%20Literacy.pdfLinks ]

Recebido: 08 de Junho de 2018; Aceito: 29 de Abril de 2019

EDITOR CHEFE: Antonio José de Almeida Filho

EDITOR ASSOCIADO: Andrea Bernardes

Autor Correspondente: Ana Larissa Gomes Machado, Email: analarissa2001@yahoo.com.br

Creative Commons License This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.