SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número1FOTOPERIODISMO E QUEBRA DE DORMÊNCIA EM SEMENTES DE ACÁCIA- NEGRA (Acacia mearnsii De Wild.)ESTRUTURA POPULACIONAL DE Ocotea porosa (LAURACEAE) EM UMA FLORESTA OMBRÓFILA MISTA, EM CAÇADOR (SC) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Ciênc. Florest. vol.9 no.1 Santa Maria jan./jun. 1999

https://doi.org/10.5902/19805098368 

Artigos

DETERMINAÇÃO DO PESO DO DESBASTE PARA FLORESTAS DE Eucalyptus grandis HILL ex MAIDEN, COM BASE NO ÍNDICE DE ESPAÇAMENTO RELATIVO

DETERMINATION OF THINNING INTENSITY FOR STANDS OF Eucalyptus grandis, HILL EX MAIDEN, ON THE BASIS OF RELATIVE SPACING INDEX

César Augusto Guimarães Finger1 

Paulo Renato Schneider2 

1Engenheiro Florestal, Dr., Professor Adjunto do Departamento de Ciências Florestais. Centro de Ciências Rurais. Universidade Federal de Santa Maria. CEP: 97105-900. Santa Maria. RS. Brazil.

2Engenheiro Florestal, Dr., Professor Titular do Departamento de Ciências Florestais. Centro de Ciências Rurais. Universidade Federal de Santa Maria. CEP: 97105-900. Santa Maria. RS. Brazil.


RESUMO

O trabalho descreve a produção de um povoamento de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden, submetido a 4 pesos de desbaste (tratamentos) realizados aos 96 meses e repetido aos 124 meses após o plantio e regulados em função da área basal da testemunha não desbastada (100%), e demais tratamentos com a manutenção de 60%, 50% e 40 % da área basal da testemunha. O experimento foi instalado segundo o delineamento de blocos casualizados com 2 repetições, em parcelas de 400m2. O índice de espaçamento relativo (S%) calculado para os três tratamentos de desbaste foi ajustado por regressão, o qual apresentou coeficientes angulares semelhantes, gerando retas paralelas. Por outro lado, os coeficientes de intercessão diminuiram com a redução do peso de desbaste. A variação da intercessão foi descrita por regressão, tendo como variável independente a percentagem de área basal mantida após o desbaste. Para a estimativa do Índice de Espaçamento foi definida a equação geral S% = - 10,95540 + 0,09561 Gmant - 0,001951 Gmant 2 + 1,16672 h100 .

Palavras-chave: Índice de Espaçamento relativo; desbaste; produção; Eucalyptus grandis

ABSTRACT

The present work describes the production of a stand of Eucalyptus grandis Hill ex Maiden, which was submitted to 4 levels of thinning realized 96 months and repeated 124 months after planting and regulated as a function of basal area of the non-thinned control (100 %). Treatments with a maintenance of 60 %, 50 % and 40 % of the control basal area were conducted. The experiment was installed with a randomized block design with two replicates of 400 m2 plots. Relative spacing index (S%) was calculated using regression analysis, which showed similar slope coefficients for the three treatmants, creating parallels. On the other hand intercept coefficient decreased with thinning intensity. Intercept variation was described by regression with basal area after thinning as the independent variable. For determination of relative spacing index the following general equation was defined: S%=-10,9554+ 0,09561 Gmant - 0,001951 Gmant 2 + 1,16672 h100.

Key words: Relative spacing index; thinning; production; Eucalyptus grandis

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

ALVES, M. A. A. Técnica de produção florestal: fundamentos, tipificação e métodos. Lisboa: Instituto Nacional de Investigação Científica, 1982. 331p. [ Links ]

ASSMANN, E. Principles of forest yield study. New York: Pergamon Press, 1970. 506p [ Links ]

ASSMANN, E. Zur Theorie der Grundflächenhaltung. Fw. Gbl. v.78, n. 32, p. 321-330. 1968. [ Links ]

FAO. Eucalyptus for planting. Rome: FAO,1979. 677p. [ Links ]

FISHWICK, R. W. Uso do percentual de espaçamento relativo de Hart-Becking para o controle dos desbastes. Brasilia: Prodepef-IBDF, 1975. 7p. [ Links ]

GLUFKE, C. Crescimento de Pinus elliottii Engelm em povoamento desbastado.,1996 73p. Dissertação (Mestrado em Eng. Florestal). Santa Maria:UFSM,1996 [ Links ]

GLUFKE, C.; FINGER, C.A.G.; SCHNEIDER, P.R. Crescimento de Pinus elliottii Engelm sob diferentes intensidades de desbaste. Ci. Flor. v.7, n.1, p.11-25, 1997 [ Links ]

HUSCH, B; MILLER, I. C; BEERS, T. W. Forest mensuration. New York: J.Wiley, 1982. 402p. [ Links ]

KRAMER, K. Waldwachstumslehre. Hamburg: P.Parey, 1988. 374p. [ Links ]

REINECKE, L.H. Perfecting a stand-density-index for even aged forests. J.Agr. Res. n.46, v.7, p. 627-638, 1933. [ Links ]

SCHNEIDER, P. R. Introdução ao manejo florestal. Santa Maria: UFSM, 1993. 348p. [ Links ]

SCHULTZ, J. P. Curso de Silvicultura I. Merida: Universidade de Los Andes, Centro de Estudios de Posgrado, 1969. 29p. [ Links ]

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons