SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número2UTILIZAÇÃO DE VARIÁVEIS DUMMY EM EQUAÇÕES DE VOLUME PARA Acacia mearnsii De Wild.EXIGÊNCIAS TÉRMICAS DE Thyrinteina arnobia (Stoll, 1782) E EFEITOS DA TEMPERATURA NA SUA BIOLOGIA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Ciênc. Florest. vol.13 no.2 Santa Maria jul./dez. 2003

https://doi.org/10.5902/198050981749 

Artigos

INCREMENTO EM ÁREA BASAL DE ÁRVORES DE UMA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL, EM TRÊS FASES SUCESSIONAIS, NO MUNICÍPIO DE SANTA TEREZA, RS1

BASAL AREA INCREMENT OF A SEASONAL DECIDUOUS FOREST IN THREE SUCCESSIONAL PHASES, IN SANTA TEREZA, RS

Sandro Vaccaro2 

César Augusto Guimarães Finger3 

Paulo Renato Schneider4 

Solon Jonas Longhi5 

2. Engenheiro Florestal, Doutor pelo Programa de Pós-graduação em Engenharia Florestal, Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, CEP 97105-900, Santa Maria (RS). vacarsan@terra.com.br

3. Engenheiro Florestal, Dr., Professor Adjunto do Departamento de Ciências Florestais, Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, CEP 97105-900, Santa Maria (RS). finger@smail.ufsm.br

4. Engenheiro Florestal, Dr., Professor Titular do Departamento de Ciências Florestais, Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, CEP 97105-900, Santa Maria (RS). paulors@smail.ufsm.br

5. Engenheiro Florestal, Dr., Professor Titular do Departamento de Ciências Florestais, Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, CEP 97105-900, Santa Maria (RS). longhiso@ccr.ufsm.br


RESUMO

Este trabalho teve como objetivo modelar funções de incremento em área basal para árvores de três fases sucessionais de uma Floresta Estacional Decidual, as quais se denominaram capoeirão, floresta secundária e floresta madura. A área, localizada no município de Santa Tereza, RS, foi amostrada em dois períodos 1996 e 2000, considerando os indivíduos arbóreos com diâmetro à altura do peito maior ou igual a 3,2 cm (10 cm de circunferência). Observou-se que, para as árvores da Floresta Estacional Decidual da região do estudo, o incremento periódico anual em área basal pode ser estimado por equações próprias desenvolvidas para cada estágio sucessional ou por meio de uma equação geral, independente do estágio sucessional, sem perda de precisão das estimativas.

Palavras-chave: incremento periódico anual; área basal; amostragem; dendrometria

ABSTRACT

This work aimed to modeling the basal area increment for trees of three successional phases of a Seasonal Deciduous Forest, which were named dense brushwood, secondary forest and mature forest. The area, located in Santa Tereza, State of Rio Grande do Sul, was sampled during the period from 1996 to 2000, considering the arboreal individuals with diameter at breast height larger or equal to 3,2 cm (10 cm of circumference). It was observed that for the trees of the Seasonal Deciduous Forest in the studied area, the annual periodic increment in basal area can be estimated by specific equations developed for each successional phase, or by a general equation, independent on the successional phase, without loss of estimating precision.

Key words: annual periodic increment; basal area; sampling; dendrometry

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

AHRENS, S. O manejo de recursos florestais no Brasil: conceitos, realidades e perspectivas. In: CURSO DE MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL, 1., 1997, Curitiba. Tópicos em manejo florestal sustentável. Colombo: EMBRAPACNPF, 1997. p. 5-16. (EMBRAPA-CNPF. Documentos, 34). [ Links ]

BURKHART, H. E. Status and future of growth and yield models. In: SYMP. ON STATE-OF THE ART METHODOLOGY OF FOREST INVENTORY. 1990. Proceedings... USDA For. Serv., Gen. Tech. Rep. PNW GTR-263, 1990. p. 409-414. [ Links ]

CARVALHO, J. O. P. de. Dinâmica de florestas naturais e sua implicação para o manejo florestal. In: CURSO DE MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL, 1., 1997, Curitiba. Tópicos em manejo florestal sustentável. Colombo: EMBRAPACNPF, 1997. p. 43-55. (EMBRAPA-CNPF. Documentos, 34). [ Links ]

KLEIN, R. M. Árvores nativas da floresta subtropical do Alto Uruguai. Sellowia, Itajaí, v. 24, n. 24, p. 9-62, 1972. [ Links ]

MONSERUD, R. A. Height growth and site index curves for inland Douglas-fir based on stem analysis data and forest habitat type. For. Sci., v. 30, p. 943-965, 1984. [ Links ]

MORENO, J. A. Clima do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Secretaria da Agricultura, 1961. 73 p. [ Links ]

PENG, C. Growth and yield models for uneven-aged stands: past, present and future. For. Ecol. Manage., v. 132, p. 259-279, 2000. [ Links ]

RAMBO, B. Der Regenwald am oberen Uruguay. Sellowia , v. 7/8, n. 7, p. 183-233, 1956. [ Links ]

REITZ, P.R. (ed.). Flora Ilustrada Catarinense. Itajaí: Herbário Barbosa Rodrigues, 1965-2002. [ Links ]

REITZ, R.; KLEIN, R. M.; REIS, A. Projeto madeira do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: CORAG, 1988. 525 p. [ Links ]

SCOLFORO, J. R. S. et al. Modelo de produção para floresta nativa como base para manejo sustentado. Cerne, v. 2, n. 1, p. 112-137, 1996. [ Links ]

SILVA, J. N. M. Manejo de florestas de terra-firme da amazônia brasileira. In: CURSO DE MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL, 1., 1997, Curitiba. Tópicos em manejo florestal sustentável. Colombo: EMBRAPACNPF, 1997. p. 59-96. (EMBRAPA-CNPF. Documentos, 34). [ Links ]

SILVA, J. N. M. The behaviour of the tropical rain forest of the Brazilian Amazon after logging. 1989. 302p. Tese (Doutorado) - University of Oxford, Oxford, 1989. [ Links ]

SILVA, J. N. M. et al. Growth and yield of a tropical rain forest in the Brazilian Amazon 13 years after logging. For. Ecol. Manage ., v. 71, n. 3, p. 267-274, 1995. [ Links ]

SPURR, S. H. Forest Inventory. New York: Ronald, 1952. 476 p. [ Links ]

TABARELLI, M. Flora arbórea da floresta estacional baixo-montana no município de Santa Maria, RS, Brasil. Rev. Inst. Flor., São Paulo, v. 4, n. 1, p. 260-268, 1992. (Edição Especial). [ Links ]

VACCARO, S. Caracterização fitossociológica de três fases sucessionais de uma Floresta Estacional Decidual, no município de Santa Tereza - RS. 1997. 92 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 1997. [ Links ]

VANCLAY, J. K. Modelling forest growth and yeld: applications to mixed tropical forests. Copenhagen: CAB Intern., 1994. 312 p. [ Links ]

VOUKILA, Y. Functions for variable density yield tables of pine based on temporary sample plots. Comm. Inst. For. Fenn., v. 60, p. 1-86, 1965. [ Links ]

1Parte da tese de doutorado do primeiro autor apresentada no Programa de Pós-graduação em Engenharia Florestal da Universidade Federal de Santa Maria.

Recebido: 23 de Junho de 2003; Aceito: 06 de Novembro de 2003

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons