Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Volume: 5, Issue: 2, Published: 2010
  • Carta do editor Carta Do Editor

    Sanjad, Nelson
  • História, ciência, natureza Introdução

    Maio, Marcos Chor; Figueirôa, Sílvia Fernanda de Mendonça
  • Travels, quakes and shells: aspects of Nature in America in José Bonifácio de Andrada e Silva, José Hipólito Unanúe, and Dámaso Antonio Larrañaga's papers Artigos

    Lopes, Maria Margaret; Varela, Alex Gonçalves

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo apresenta aspectos da produção científica de três ilustrados que atuaram na América do Sul: José Bonifácio de Andrada e Silva (1763-1838), José Hipólito Unanúe (1755-1833) e Dámaso Antonio Larrañaga (1771-1848). Os três naturalistas - de trajetórias, territórios e crenças diferenciadas - construíram suas versões sobre aspectos da natureza da América. Em comum, contribuíram com seus trabalhos científicos para a construção da geohistória americana. Foram escolhidos para análise por critérios de dispersão territorial e por suas diferentes abordagens sobre aspectos específicos das Ciências da Terra - temas que ainda hoje têm merecido menor atenção, mesmo entre os historiadores latino-americanos das ciências. Este artigo argumenta que estes personagens não só construíram seus próprios conhecimentos sobre temperamentos (climas) e territórios, como também utilizaram seu conhecimento científico no implemento de ações políticas para os seus respectivos países em conformação.

    Abstract in English:

    The paper presents aspects of the scientific production of three ilustrados who worked in South America: José Bonifácio de Andrada e Silva (1763-1838), José Hipólito Unanúe (1755-1833), and Dámaso Antonio Larrañaga (1771-1848). These naturalists, whose trajectories, territories and beliefs were different, built their particular version of Nature in America and contributed with their scientific work to the construction of American geohistory. They were chosen in this research by criteria of territorial dispersion and by different approaches about specific aspects of Earth Sciences - themes that up to now have not received full attention among Latin-American historians of sciences. This paper contends that these personalities built their own knowledge about 'temperament' (climate) and territories, and also used their scientific knowledge to implement political agenda for their respectives countries that were being conformed.
  • "Nature gave to each country or each climate exclusive privileges": the Brazilian nature in the works of Manuel Arruda da Câmara Artigos

    Fonseca, Maria Rachel de Gomensoro Fróes da

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo se propõe a analisar a trajetória de Manuel Arruda da Câmara (1752-1810), expressão no campo da botânica e da medicina no final do século XVIII, destacando sua visão sobre a natureza brasileira. Os conceitos mais representativos da Ilustração, como a crença no poder da razão, o conhecimento da natureza, as ideias de felicidade e de progresso, se evidenciaram, igualmente, no Brasil colonial. A história natural e seus ramos atraíram o interesse de estudiosos, como Manuel Arruda da Câmara, destacando-se os importantes estudos sobre botânica, e sua relação com outras áreas de conhecimento, como a medicina, a agricultura e a química. Na formulação destes conhecimentos também foi decisivo o impacto das teorias de inferioridade e de imaturidade conferidas à natureza americana, na segunda metade do século XVIII, por pensadores europeus, como Buffon e De Pauw. Estas teorias pautavam-se na afirmação de uma estreita conexão orgânica do ser vivo com a natureza, de forma determinista. Ilustrados procuraram responder a estas afirmações elaborando estudos que refutavam a caracterização negativa do continente americano. Importava, desta forma, enfatizar o potencial e as virtudes da natureza local

    Abstract in English:

    The article aims to analyze the trajectory of Manuel Arruda da Câmara (1752-1810), a reference in Botany and Medicine in the late 18th century, highlighting his vision of Brazilian nature. The most representative concepts of the Enlightenment, like the belief in the power of reason, the knowledge of nature, the ideas of happiness and progress were also evident in colonial Brazil. Natural History and its branches attracted the interest of scholars such as Manuel Arruda da Câmara, highlighting important studies about Botany and its relationship with other areas of knowledge like Medicine, Agriculture, and Chemistry. The impact of theories of inferiority and immaturity conferred to American nature in the second half of the 18th century by European thinkers such as Buffon and De Pauw, was also critical in formulating this knowledge. These theories predicated upon the assertion of a close organic connection between living creatures and nature, in a deterministic way. Learned men sought to respond these statements making studies that refuted the negative characterization of American continent. Thus it was important emphasize the potential and virtues of local nature.
  • The ethnographic studies of the Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1840-1860): history, travels and indigenous question Artigos

    Kodama, Kaori

    Abstract in Portuguese:

    O artigo aborda a etnografia do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) em meados do século XIX, dando destaque à produção etnográfica do sócio da instituição, Antônio Gonçalves Dias. Chama a atenção para alguns aspectos que caracterizaram os estudos indígenas do momento: a visão dicotômica entre índios do passado e índios do presente que se desdobrava na percepção dos grupos de origem tupi e os 'tapuias', conhecidos também como não falantes do tupi ou índios do sertão; e a dependência da disciplina etnográfica do campo da história, então em pleno desenvolvimento no IHGB. Tais aspectos, que invariavelmente anunciavam uma perspectiva 'decadentista' sobre os índios, repercutiram nas ações políticas que os envolveram no período e, ao mesmo tempo, impossibilitaram a percepção da imensa variabilidade étnica existente no interior do Brasil, quando os intelectuais da instituição seguiram em viagem às províncias do Norte. Não obstante o anúncio constante do desaparecimento dos índios, algum legado dessa viagem permite entrever a riqueza do material coletado junto àquelas populações, que, sob formas distintas de presença na atualidade, continuam a nos fornecer reflexões sobre a complexidade da formação nacional.

    Abstract in English:

    The article examines the ethnography of the Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) in the mid-19th century, highlighting the ethnographic production of its member, Antônio Gonçalves Dias. It emphasizes some of the aspects which characterized the indigenous studies at that moment: the dichotomous image between the Indians of the past and the Indians of the present that echoed in the perception of the Tupi groups and the Tapuia, known as the non-speaking Tupi language groups or the Indians of the hinterland; and the subjection of ethnography to the field of history, as developed in the IHGB. These aspects were related to the theories about the 'decadence' of the Indians and directly affected both the way the Indigenous policies were built and the incapacity of Brazilian intellectuals to assess the ethnic diversity, when some of the IHGB members travelled to the northern provinces of Brazil. Although the Indians extinction was constantly announced, the legacy of this expedition allows glimpsing the richness of the material collected within the indigenous peoples, which continues to challenge in different ways considerations about the complexity of Brazilian national formation.
  • Science and nature in astronomical expeditions to Brazil (1850-1920) Artigos

    Barboza, Christina Helena da Motta

    Abstract in Portuguese:

    É fato conhecido que, ao longo de todo o século XIX, o território brasileiro foi palco de frequentes expedições científicas realizadas por naturalistas interessados em conhecer, estudar e, eventualmente, explorar os recursos naturais ali contidos. Este trabalho pretende examinar outro tipo de expedição científica comum entre meados do século e início do século XX, mas relativamente esquecido pela historiografia: as expedições astronômicas para observação de eclipses totais do Sol. Por meio da análise dos relatórios produzidos pelos astrônomos que viajaram para o Brasil com esse objetivo, é possível perceber padrões na organização e na divulgação dessas expedições, os quais revelam, sob uma nova e inesperada perspectiva, as estreitas relações existentes entre astronomia e sociedade.

    Abstract in English:

    It is well known that throughout the 19th century the Brazilian territory was frequently visited by scientific expeditions conducted by naturalists interested in seeing, studying, and eventually exploring its natural resources. This paper aims at examining another kind of scientific expeditions also frequent from the middle of the century until the beginning of the 20th century but rather neglected in historiography: the solar eclipse expeditions. Through the analysis of the reports produced by the astronomers who traveled to Brazil with the purpose of observing total solar eclipses it is possible to apprehend some patterns in the organization and textual accounts of these expeditions, which may reveal from an unexpected point of view the close interconnections existent between astronomy and society.
  • Ethnoastronomy in Brazil: the contribution of Charles Frederick Hartt and José Vieira Couto de Magalhães Artigos

    Lima, Flavia Pedroza; Figueirôa, Silvia Fernanda de Mendonça

    Abstract in Portuguese:

    Após uma breve revisão bibliográfica sobre arqueoastronomia e etnoastronomia, o artigo analisa algumas obras do final do século XIX que trazem informações sobre a etnoastronomia de índios brasileiros. Estes relatos são de autoria do naturalista canadense Charles Frederick Hartt (1840-1878) e do polimata brasileiro José Vieira Couto de Magalhães (1837-1898). Embora moldados pelas cosmovisões dos seus autores e pelas teorias científicas da etnologia da época, registram uma pequena fração dos sistemas de conhecimento indígenas sobre a natureza, seus mitos celestes, constelações e calendários. Os autores são contemporâneos e se corresponderam, mas registraram de forma independente alguns conhecimentos comuns aos povos que falavam uma língua tupi.

    Abstract in English:

    After a brief bibliographical review of Archaeoastronomy and Ethnoastronomy, the paper discusses some works of the late 19th century that contain information on the Ethnoastronomy of Brazilian Indians. These accounts were written by the Canadian naturalist Charles Frederick Hartt (1840-1878) and by the Brazilian polymath José Vieira Couto de Magalhães (1837-1898). Although shaped by the worldviews of their authors and the scientific ethnological theories of that time, they record a small fraction of the indigenous knowledge systems about nature, celestial myths, constellations and calendars. The authors were contemporaries, and corresponded to each other; nevertheless they independently recorded some common knowledge from peoples who spoke a tupi language.
  • British bacteriology and tropical medicine: an overview from the Amazon (1900-1901) Artigos

    Benchimol, Jaime Larry

    Abstract in Portuguese:

    Em junho de 1899, começou a funcionar a Liverpool School of Tropical Medicine. No ano seguinte, dois de seus quadros, Herbert Edward Durham (1866-1945) e Walter Myers (1872-1901), viajaram para Belém, no Brasil, para investigar a febre amarela. Uma escala da viagem, em Havana, possibilitou o encontro com os norte-americanos que aí pesquisavam também a doença. Durham e Myers traziam a hipótese da transmissão por inseto hospedeiro, à semelhança do que acontecia com a malária, cujo modo de transmissão acabara de ser decifrado por ingleses e italianos. Mas, no Brasil, mantiveram-se presos à etiologia bacteriana e não acompanharam a ruptura na abordagem da febre amarela que o programa da medicina tropical propiciava. Tal paradoxo pode ser explicado examinando-se as trajetórias prévias de Durham e Myers, que se entrelaçam à de outro investigador, Alfredo Antunes Kanthack (1863-1898), nascido na Bahia, um dos principais protagonistas da instituição da microbiologia e imunologia na Inglaterra.

    Abstract in English:

    The Liverpool School of Tropical Medicine was started in June 1899. The following year, two of its staff members, Herbert Edward Durham (1866-1945) and Walter Myers (1872-1901), traveled to Belém, in Brazil, to conduct research on yellow fever. During a stop-over in Havana, they had the opportunity to meet with U.S. scientists studying the disease there. Durham and Myers brought with them the hypothesis that yellow fever was transmitted by a host insect, much like malaria, whose transmission had recently been deciphered by British and Italian researchers. Yet in Brazil, they persisted in the hypothesis of a bacterial etiology, rather than adopting the breakthrough approach to yellow fever that had been made possible by the program in tropical medicine. This paradox can be explained by examining both Durham's and Myers' backgrounds, which were interwoven with that of another researcher, Alfredo Antunes Kanthack (1863-1898), who was born in Bahia and was one of the central protagonists in the institution of microbiology and immunology in England.
  • Science, frontiers and nation: Brazilian committees in demarcation of territorial boundaries between Brazil and Bolivia, 1895-1901 Artigos

    Vergara, Moema de Rezende

    Abstract in Portuguese:

    O artigo trata de três expedições brasileiras à Amazônia Ocidental que tiveram por missão demarcar os limites entre Brasil e Bolívia nos anos 1895-1901. O objetivo é apreender o papel que a ciência desempenhou em uma negociação que contribuiu para que o Brasil tivesse as feições territoriais da atualidade. O artigo procura abordar, sob o ponto de vista da história da ciência, um tema tradicionalmente estudado pelo viés da geopolítica, ou seja, a formação das fronteiras internacionais, evidenciando uma intercessão entre institucionalização da ciência e formação da nação.

    Abstract in English:

    The article analyzes three Brazilian expeditions to Western Amazon whose mission was to demarcate the boundary between Brazil and Bolivia during the years 1895-1901. The goal is to seize the role of science in a negotiation that gave to Brazil its actual territorial shape. In the point of view of history of science, the paper deals with a traditional topic of geopolitics - the formation of international borders - highlighting the intersection between institutionalization of science and the construction of nation.
  • Physicians, diseases, and territory occupation at the Comissão de Linhas Telegráficas Estratégicas de Mato Grosso ao Amazonas (1907-1915) Artigos

    Caser, Arthur Torres; Sá, Dominichi Miranda de

    Abstract in Portuguese:

    O artigo tem por objetivo analisar os relatórios elaborados pelos médicos que participaram da Comissão de Linhas Telegráficas Estratégicas do Mato Grosso ao Amazonas (CLTEMTA), ou Comissão Rondon, que percorreu estes estados brasileiros entre 1907 e 1915. A comissão tinha como meta a expansão do telégrafo até as fronteiras do Brasil com a Bolívia e o Peru. A atividade construtora foi acompanhada, ainda, por estudos científicos para a 'ocupação produtiva' da região e por levantamentos médicos das localidades percorridas. Esses últimos produziram uma interpretação dos então chamados 'sertões do noroeste', na qual se destacava a onipresença das doenças, como a malária. A intenção é compreender o impacto provocado por esta doença nos trabalhos da CLTEMTA. Nossa hipótese é a de que um dos seus principais efeitos foi a elaboração de estudos médicos cada vez mais detalhados sobre as possíveis causas das doenças naquelas regiões.

    Abstract in English:

    The article analyzes the reports generated by physicians participating in the Comissão de Linhas Telegráficas Estratégicas de Mato Grosso ao Amazonas (CLTEMTA), or Rondon Commission, that labored in these states between 1907 and 1915. The commission had as its objective the construction of telegraph lines to the borders of Brazil with Bolivia and Peru. The construction activity was also accompanied by scientific studies for the 'productive occupation' of the region and by the writing of medical assessments of the region. These assessments of the so called 'northwest hinterlands' (sertões) highlighted the region's unhealthy climate and the debilitating impact of malaria. The purpose is to analyze the impact of this disease in the works of the CLTEMTA. Our hypothesis is that one of its main effects was the elaboration of medical studies more and more detailed about the possible causes of diseases in that region.
  • Drought in the sertão as a natural or social phenomenon: establishing the Inspetoria Federal de Obras Contra as Secas, 1909-1923 Articles

    Buckley, Eve Elizabeth

    Abstract in Portuguese:

    O artigo examina interpretações do problema das secas no sertão nordestino brasileiro durante a Primeira República. Compara as análises da seca como um fenômeno primeiramente natural ou climático - abraçadas pelos engenheiros civis trabalhando para a Inspetoria [Federal] de Obras Contra as Secas (IFOCS) - com análises que enfatizavam as condições sociais e políticas que fizeram da seca uma crise para os pobres sertanejos. Essa interpretação é evidente no relatório dos médicos Belisário Penna e Artur Neiva que descreve a expedição deles através do sertão, patrocinada pelo IFOCS no ano 1912. Essa comparação permite a consideração da interseção entre fatores naturais (geográficos, climáticos) e sociais (políticos, culturais) que produziam a crise periódica da região. A análise é informada pelo trabalho de cientistas sociais que destacam as múltiplas causas de desastres naturais em comunidades politicamente marginais. A fé dos técnicos na utilidade do seu conhecimento, independente do contexto social, coloca-se no centro da inabilidade do IFOCS em resgatar os sertanejos da fome, migração e pobreza. Em razão dos técnicos da inspetoria nunca terem tido a vontade política ou a força para enfrentar a organização social responsável pela calamidade periódica no sertão, a habilidade deles em aliviar o sofrimento humano precipitado pelas secas era severamente limitada.

    Abstract in English:

    This paper examines interpretations of the drought problem in Brazil's northeast sertão during the First Republic. It compares analysis of drought as primarily a natural or climatic phenomenon - embraced by civil engineers working for the Inspetoria [Federal] de Obras Contra as Secas (IFOCS) - with analyses emphasizing social and political conditions that made drought a crisis for the sertanejo poor. The latter are evident in the report of doctors Belisário Penna and Artur Neiva describing their expedition through the sertão sponsored by IFOCS in 1912. This comparison allows for consideration of the intersection between natural (geographic, climatic) and social (political, cultural) factors that produced the region's periodic crisis. The analysis is informed by the work of social scientists who highlight the multi-dimensional causes underlying natural disasters in politically marginal communities. Technocrats' faith in the context-independent utility of their expertise lay at the heart of IFOCS's ultimate failure to rescue sertanejos from famine, migration and poverty. Because the drought agency's technical personnel never had the political will or muscle to confront the social organization underlying the sertão's recurrent calamity, their ability to alleviate the human suffering that droughts precipitated was severely limited.
  • From "flowery hell" to the hope of sanitation: Science, Nature, and Health in the State of Amazonas during Brazilian First Republic (1890-1930) Artigos

    Schweickardt, Júlio César; Lima, Nísia Trindade

    Abstract in Portuguese:

    Nas duas primeiras décadas do século XX, as publicações de Euclides da Cunha, Alberto Rangel e Carlos Chagas sobre a Amazônia apresentaram, sob diferentes perspectivas, uma crítica ao que consideravam visões fantasiosas, originárias dos relatos de viagem dos naturalistas dos séculos XVIII e XIX. Como alternativa, propunham a análise da região sob a ótica dos novos conhecimentos científicos, que incluíam domínios diversos - da geologia à medicina tropical. Trabalhos recentes vêm apontando a necessidade de maior investigação sobre as instituições e práticas científicas locais, tanto na elaboração de ideias sobre a região como na definição de políticas públicas. É nessa perspectiva que se propõe o presente artigo. Sua proposta consiste em refletir sobre as diferentes ideias que foram construídas pelo pensamento médico-científico sobre a natureza e a sociedade no estado do Amazonas, no período da Primeira República, em que se verificou o auge e o declínio da borracha. Considera-se que os médicos locais participaram ativamente dos debates científicos próprios à medicina tropical e colocaram em prática as principais teses sobre o combate e a profilaxia de endemias como a malária e a febre amarela. Esse conjunto de ideias e práticas contribuiu para a definição de ações de saneamento da cidade de Manaus e do interior do Amazonas.

    Abstract in English:

    In the first two decades of the 20th century, publications of Euclides da Cunha, Alberto Rangel and Carlos Chagas about the Amazon presented from different perspectives a critique of what they considered unrealistic visions originated in the travel accounts of naturalists of 18th and 19th centuries. Alternatively, they proposed the analysis of the region from the perspective of new scientific knowledge, which included several areas - from geology to tropical medicine. Recent studies have indicated the need for more research on the institutions and local scientific practices, both in the development of ideas about the region and the definition of public policies. This article is proposed on this perspective, to reflect on the different ideas that were built by the medical-scientific thought about Nature and Society in the state of Amazonas during the Brazilian First Republic, when the rise and decline of the Amazonian rubber was experienced. It is understood that local physicians actively participated in scientific discussions related to tropical medicine, and put into practice the main theses about control and prevention of endemic diseases like malaria and yellow fever. This set of ideas and practices contributed to the definition of sanitation of the city of Manaus and the hinterland of state of Amazonas.
  • Collections of spiders, scientific networks, and politics: the web of life of Cândido de Mello Leitão (1886-1948) Artigos

    Duarte, Regina Horta

    Abstract in Portuguese:

    Cândido de Mello Leitão (1886-1948) iniciou sua carreira como médico pediatra. Sua extrema dedicação ao estudo das aranhas o tornou um dos maiores aracnólogos de seu tempo, amplamente reconhecido por seus pares. Este artigo analisa alguns aspectos de sua trajetória profissional norteado pela seguinte pergunta: como um biólogo se formava na primeira metade do século XX no Brasil, época em que inexistiam cursos específicos de ciências biológicas e a profissão não era oficialmente reconhecida? Os resultados da pesquisa - realizada em livros, jornais e documentos pessoais de Mello Leitão - mostram como essa especialização surgiu no entrecruzamento entre as experiências práticas vividas em várias instituições científicas, as relações de colaboração nacionais e internacionais e o devir das condições sociais e históricas. Estudioso de aranhas, Mello Leitão era realmente grande conhecedor de redes, e foi nelas que se formou. No seio dessas relações pessoais e institucionais, construiu e divulgou conhecimentos, projetou papéis para si e seus colegas, para as diversas instituições nas quais atuou e para a biologia que praticou.

    Abstract in English:

    Cândido de Mello Leitão (1886-1948) started his career as a pediatrician. Being extremely dedicated to the study of spiders, he became one of the greatest arachnologists of his time, and earned wide recognition from his peers. The present article deals with some aspects of his career, while trying to address the question of how one could become a biologist in Brazil in the first half of the 20th century, when there were no graduation courses in Biology and the profession held no official recognition. Research conducted on books, newspapers and Mello Leitão's personal documents has shown how this specialization came to being in the crossroads of practical experiences in various scientific institutions, national and international collaboration and the changing social-historic conditions. A spider expert, Mello Leitão had great knowledge on webs that allowed him to become a biologist. Amid these personal and institutional relationships, he built and spread knowledge, and carved a role for himself, his colleagues, the institutions he worked in and the biology he practiced.
  • Between Science and Politics: the Positivism of Paulo Carneiro in the Secretary of Agriculture, Industry and Commerce of Pernambuco (1935) Artigos

    Bhering, Marcos Jungmann; Maio, Marcos Chor

    Abstract in Portuguese:

    O artigo analisa a atuação do cientista positivista Paulo Estevão Berredo Carneiro (1901-1982) na Secretaria de Agricultura, Indústria e Comércio de Pernambuco (SAICP) em 1935. Sua carreira foi construída no Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio (MAIC) ao longo das décadas 1920 e 1930, ocupando cargos em instituições científicas e órgãos governamentais. Em meados dos anos 1930, foi convidado por Lima Cavalcanti, governador de Pernambuco, a dirigir a SAICP. Em sua gestão, procurou implementar políticas públicas para o meio rural com base numa visão cientificista. A análise da atuação de Paulo Carneiro em Pernambuco nos distancia de uma parte da literatura sobre a história do positivismo no Brasil, que o concebe como uma ideologia em declínio a partir dos anos 1910. O credo positivista, que atribuía à ciência e à técnica papéis fundamentais para o progresso social, esteve a um só tempo em diversos espaços científicos e políticos nos anos 1920 e 1930, como também deu a tônica das iniciativas adotadas por Carneiro na SAICP. Identificando-se como um técnico que teria por missão a condução de projetos reformistas, sua atuação despertou críticas das elites locais, em contexto de radicalização política e avanço do autoritarismo no governo de Getúlio Vargas. O positivismo e suas premissas persistiram durante a década de 1930 como elementos chave para a compreensão do reformismo social do período.

    Abstract in English:

    The article analyses the performance of the positivist scientist Paulo Estevão Berredo Carneiro (1901-1982) in the Secretary of Agriculture, Industry and Commerce of Pernambuco (SAICP) in 1935. His career was built in the Brazilian Ministry of Agriculture, Industry and Commerce (MAIC) during the 1920s and early 1930s, holding positions in scientific institutions and governmental agencies. Around 1930s Carneiro was invited by Lima Cavalcanti, Governor of Pernambuco State, to lead the SAICP. During his administration, he sought to implement policies for the rural areas based on a scientistic perspective. The analysis of Carneiro's performance in Pernambuco State distance ourselves of part of the literature about the history of positivism in Brazil, that conceives it as an ideology in decline since decade of 1910. The positivism creed, which credited to science and technique an important role for social progress was at once in several scientific and political spaces in 1920s and 1930s and gave the keynote to the policies implemented by Carneiro in the SAICP. Identifying himself as a technician who would have the task of leading reformists projects, his performance aroused criticism of local elites in a context of political radicalization and advance of authoritarianism of Getúlio Vargas government. Positivism and its premises persisted in 1930s as a key to understand the social reformism of the period.
  • "Winning the land, dominate the water, subjugate the forest": Getúlio Vargas and the journal "Cultura Política" rediscover the Amazon (1940-1941) Artigos

    Andrade, Rômulo de Paula

    Abstract in Portuguese:

    O artigo analisa a Amazônia no pensamento social do Estado Novo (1937-1945), quando acontecimentos e projetos governamentais, como a "Marcha para o Oeste" e o "Discurso do rio Amazonas", representaram uma maior atenção do poder central à região. A partir de 1941, artigos sobre a Amazônia foram publicados no periódico "Cultura Política", produzido pelo Departamento de Imprensa e Propaganda, sendo um dos principais meios de divulgação do pensamento social do Estado Novo. Conceitos de Euclides da Cunha, Alberto Rangel e Alfredo Ladislau sobre clima, raça e civilização foram apropriados para a produção destes textos com o objetivo de construir um ideário capitaneado pelo Estado. Desta forma, nossa análise aponta continuidades e descontinuidades entre a produção literária da Primeira República e o ideário oficial formulado pela ditadura de Getúlio Vargas.

    Abstract in English:

    The article analyzes the Amazon in the social thought of Brazilian Estado Novo (1937-1945), when events and governmental projects as the "Marcha para o Oeste" and the "Discurso do rio Amazonas" represented more attention of central government to the region. Since 1941, articles about the Amazon were published in the journal "Cultura Política", issued by the Departamento de Imprensa e Propaganda (Department of Press and Publicity), one of the principal means of publicizing the social thought of Estado Novo. Concepts of Euclides da Cunha, Alberto Rangel, and Alfredo Ladislau about climate, race and civilization were suitable for the production of these texts with the aim of building political ideas by the State. Thus, our analysis highlight continuities and discontinuities between the literary production of the Brazilian First Republic and the official ideas formulated by the dictatorship of Getúlio Vargas.
  • The Brazilian Institute for Education, Science, and Culture and the institutionalization of science in Brazil, 1946-1966 Artigos

    Abrantes, Antonio Carlos Souza de; Azevedo, Nara

    Abstract in Portuguese:

    O Instituto Brasileiro de Educação, Ciência e Cultura (IBECC) foi criado como Comissão Nacional da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, com o objetivo de atuar em projetos naquelas áreas. O artigo analisa o desenvolvimento desse projeto, em particular em São Paulo, onde cientistas e educadores se engajaram em uma experiência inovadora em termos de divulgação científica e ensino de ciências, por meio de feiras, concursos, produção de material didático e kits de experimentação.

    Abstract in English:

    The Brazilian Institute for Education, Science, and Culture (IBECC) was created as National Commission of United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO) in Brazil, shortly after the end of the Second World War, with the purpose to foster projects in these areas. The paper analyzes the development of this project, particularly in São Paulo, where scientists and educators engaged in an innovative experiment promoting popularization of science and science education through exhibitions, competitions, production of educational materials and testing kits.
  • The writings of Giovanni Angelo Brunelli, astronomer of the Portuguese Boundaries Demarcation Committee (1753-1761), about the Brazilian Amazonia Memória

    Papavero, Nelson; Sanjad, Nelson; Chiquieri, Abner; Overal, William Leslie; Mugnai, Riccardo

    Abstract in Portuguese:

    O texto apresenta breve introdução à vida e à obra de Giovanni Angelo Brunelli (1722-1804), astrônomo bolonhês que participou da primeira Comissão Demarcadora de Limites entre as possessões de Portugal e Espanha na América do Sul, de 1753 a 1761, a serviço da Coroa lusitana. Em seguida, são publicados os três trabalhos de Brunelli sobre a Amazônia brasileira, tendo como temas a pororoca (1767), a mandioca (1767) e o rio Amazonas (1791); e dois outros documentos relacionadas à comissão, um ofício no qual Brunelli reclama a coordenação dos trabalhos de cartografia (1752) e um rascunho do diário de viagem do astrônomo até o rio Negro (1754). Todos esses documentos foram traduzidos ao português, pela primeira vez, do latim e do italiano.

    Abstract in English:

    The text presents an introduction to the life and works of Giovanni Angelo Brunelli (1722-1804), a Bolognese astronomer that participated in the first Boundaries Demarcation Committee (1753 to 1761) between Portugal and Spain's South American possessions, serving the Portuguese Crown. The three works of Brunelli about the Brazilian Amazonia are published, whose themes are the 'pororoca' (1767), the manioc (1767), and the Amazon River (1791). Two others documents related to the demarcation committee are also published: Brunelli's letter complaining about the coordination of cartographic works (1752) and the draft of the astronomer's travel diary to the Negro River (1754). All of these documents were translated to Portuguese, for the first time, from the Latin and Italian.
  • Expedição literária pela Amazônia Resenhas

    Drummond, José Augusto
  • Pesquisas recentes sobre material lítico na Arqueologia Brasileira Resenhas

    Fonseca, João Aires da
  • Oleaginosas da Amazônia Resenhas

    Mantovani, Waldir
MCTI/Museu Paraense Emílio Goeldi Coordenação de Pesquisa e Pós-Graduação, Av. Perimetral. 1901 - Terra Firme, 66077-830 - Belém - PA, Tel.: (55 91) 3075-6186 - Belém - PA - Brazil
E-mail: boletim.humanas@museu-goeldi.br