TRADUÇÃO E LÍNGUA DE SINAIS: A MODALIDADE GESTUAL-VISUAL EM DESTAQUE

Carlos Henrique Rodrigues Sobre o autor

Resumo

Os Estudos Linguísticos e os Estudos da Tradução e da Interpretação de Línguas de Sinais têm colocado em evidencia as características e efeitos da modalidade gestual-visual. Considerando isso, realizamos uma breve reflexão sobre os processos tradutórios e interpretativos que ocorrem entre uma língua gestual-visual e outra vocal-auditiva, os quais têm sido denominados de intermodais, em oposição àqueles processos que se realizam numa mesma modalidade de língua: os intramodais. Para tanto, diferenciamos a tradução, propriamente dita, da interpretação, demonstrando que, embora esses processos compartilhem diversas características, eles se distinguem operacional e cognitivamente. A partir dessa diferenciação, refletimos sobre a questão da modalidade em relação à categorização dos processos tradutórios e interpretativos intermodais e de seus impactos sobre eles. Vimos que o trabalho com a modalidade e com seus efeitos sobre o processo de tradução e de interpretação precisa ser concebido como um dos elementos que compõem a Competência Tradutória do profissional tradutor ou intérprete intermodal.

Palavras-chave
Língua de Sinais; Modalidade; Tradução; Interpretação; Intermodal

Universidade Federal de Santa Catarina Campus da Universidade Federal de Santa Catarina/Centro de Comunicação e Expressão/Prédio B/Sala 301 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: suporte.cadernostraducao@contato.ufsc.br