Accessibility / Report Error
Dementia & Neuropsychologia, Volume: 4, Issue: 4, Published: 2010
  • In the December 2010 issue Editorial

    Nitrini, Ricardo
  • Preclinical diagnosis of Alzheimer's disease: Prevention or prediction? Views & Reviews

    Nitrini, Ricardo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O diagnóstico da doença de Alzheimer (DA) quando já existe demência pode ser tarde demais para permitir um tratamento eficaz. Critérios para o diagnóstico pré-clínico da AD sugeridos pela Associação de Alzheimer incluem o uso de biomarcadores moleculares e estruturais. O diagnóstico pré-clínico possibilitará avaliar novos medicamentos e formas de tratamento para alcançar o sucesso do tratamento preventivo. Mas quais são as vantagens do diagnóstico pré-clínico para o indivíduo? Receber a informação de que provavelmente irá se manifestar a demência da DA quando não existe um método eficaz de prevenção não é definitivamente uma boa notícia. Um método de pesquisa onde os voluntários sejam incluídos para receber tratamento ou placebo, sem saber se estão no grupo controle ou no grupo de risco, pode ser uma maneira de resolver este problema. Se esses novos critérios forem utilizados com sabedoria serão um marco relevante na busca do tratamento definitivo da DA.

    Abstract in English:

    Abstract The diagnosis of Alzheimer's disease (AD) for cases with dementia may be too late to allow effective treatment. Criteria for diagnosis of preclinical AD suggested by the Alzheimer's Association include the use of molecular and structural biomarkers. Preclinical diagnosis will enable testing of new drugs and forms of treatment toward achieving successful preventive treatment. But what are the advantages for the individual? To know that someone who is cognitively normal is probably going to develop AD's dementia when there is no effective preventive treatment is definitely not good news. A research method whereby volunteers are assigned to receive treatment or placebo without knowing whether they are in the control or at-risk arm of a trial would overcome this potential problem. If these new criteria are used wisely they may represent a relevant milestone in the search for a definitive treatment for AD.
  • The economic cost of Alzheimer's disease: Family or public-health burden? Views & Reviews

    Castro, Diego M.; Dillon, Carol; Machnicki, Gerardo; Allegri, Ricardo F.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O paciente com doença de Alzheimer (DA) sofre comprometimento progressivo cognitivo, comportamental e funcional, que resulta numa grande sobrecarga aos pacientes, familiares e à saúde pública. A DA inclui custos diretos e indiretos. Os custos indiretos (como perda ou redução dos ganhos pelo paciente ou membros da família) são os mais importantes custos dos pacientes leves e na comunidade. Os custos diretos (tais como tratamento médico ou serviços sociais) aumentam com a progressão da doença, quando o paciente é institucionalizado ou quando um cuidador formal é requerido. A terapia com drogas representam um aumento nos custos diretos, mas podem reduzir alguns outros custos diretos ou indiretos envolvidos. Vários estudos projetam uma economia global da sociedade quando é usada terapia com drogas e todos os custos relevantes são considerados; e os resultados dependerão de um paciente específico e características do meio envolvido no cuidado. A demência pode ser um assunto de análise quando as políticas de saúde são desenhadas. Os países da América do Sul deveriam fortalecer suas políticas e capacidades de planejamento, pela geração de maiores evidências locais sobre a sobrecarga da DA e como poderia ser norteada pelas opções de tratamento.

    Abstract in English:

    Abstract Alzheimer's disease (AD) patients suffer progressive cognitive, behavioral and functional impairment which result in a heavy burden to patients, families, and the public-health system. AD entails both direct and indirect costs. Indirect costs (such as loss or reduction of income by the patient or family members) are the most important costs in early and community-dwelling AD patients. Direct costs (such as medical treatment or social services) increase when the disorder progresses, and the patient is institutionalized or a formal caregiver is required. Drug therapies represent an increase in direct cost but can reduce some other direct or indirect costs involved. Several studies have projected overall savings to society when using drug therapies and all relevant cost are considered, where results depend on specific patient and care setting characteristics. Dementia should be the focus of analysis when public health policies are being devised. South American countries should strengthen their policy and planning capabilities by gathering more local evidence about the burden of AD and how it can be shaped by treatment options.
  • Methodological issues and controversies in research on cognitive disorders Views & Reviews

    Damasceno, Benito Pereira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O estudo das desordens cognitivas é tarefa dificil devido à complexidade das funções estudadas e às numerosas variáveis implicadas. Neste artigo, nós primeiro revisitamos o conceito de cognição como atividade sistêmica e mediada (semiótica), de acordo com o qual a consequência de uma lesão focal não é um sintoma isolado mas uma syndrome, e a melhor abordagem neuropsicológica é uma análise baseada em testes apropriados para detectar dissociações duplas e, assim, fornecer pistas para relações cerebro-comportamentais. Esta abordagem leva em conta a influência de variáveis que podem influenciar o desempenho nos testes, as quais podem estar relacionadas ao paciente (idade, educação, etc.), à lesão (tamanho, etiologia), aos testes ou condições da testagem (validação ecológica, experiência do examinador), as quais precisam ser controladas e incluídas em análises estatísticas multivariadas, tal como fazemos em estudos de epilepsia de lobo temporal medial. Outras questões controversas, tais como dissociações simples e duplas, estudos de casos isolados versus estudos de grupos, bem como o método lesional são também examinados.

    Abstract in English:

    Abstract Research on cognitive disorders is challenging due to the complexity of functions studied and to the numerous variables involved. First, the concept of cognition as a mediated (semiotic) and systemic activity is reviewed. According to this concept, the result of a local lesion is not an isolated symptom but a syndrome, and the best neuropsychological approach is an analysis based on appropriate tests to disclose double dissociations and thereby provide clues to brain-behavior relationships. This approach takes into account the influence of task-relevant variables (confounders) related to the patient (e.g., age, education), to the lesion (size, etiology), and to the tests and testing conditions (ecological validity, examiner's experience), which need to be controlled and analyzed in multivariate statistical analyses, as illustrated in research on medial temporal lobe epilepsy. Other controversial issues such as single and double dissociations, single-case versus group studies, and the lesion method are also examined.
  • Musical training, neuroplasticity and cognition Views & Reviews

    Rodrigues, Ana Carolina; Loureiro, Maurício Alves; Caramelli, Paulo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A influência da música no cérebro humano tem sido alvo de vários estudos nos últimos anos. Muitos trabalhos têm demonstrado que processos neuroplásticos estruturais e funcionais surgem no cérebro como resultado de treinamento musical prolongado, os quais podem produzir diferenças cognitivas entre músicos e não-músicos. Os músicos podem ser considerados como casos ideais para investigações relacionadas à adaptação cerebral, devido às suas experiências únicas e intensivas de treinamento. Este artigo apresenta uma revisão das recentes descobertas que mostram efeitos positivos do treinamento musical em capacidades cognitivas não-musicais, o que poderia refletir a ocorrência de alterações plásticas nos cérebros de músicos.

    Abstract in English:

    Abstract The influence of music on the human brain has been recently investigated in numerous studies. Several investigations have shown that structural and functional cerebral neuroplastic processes emerge as a result of long-term musical training, which in turn may produce cognitive differences between musicians and non-musicians. Musicians can be considered ideal cases for studies on brain adaptation, due to their unique and intensive training experiences. This article presents a review of recent findings showing positive effects of musical training on non-musical cognitive abilities, which probably reflect plastic changes in brains of musicians.
  • Naming abilities: Differentiation between objects and verbs in aphasia Views & Reviews

    Spezzano, Luisa Carmen; Radanovic, Márcia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A Neuropsicologia Cognitiva busca compreender o funcionamento cerebral através de modelos de arquiteturas funcionais do processamento da informação. A nomeação constitui uma das tarefas mais importantes no processamento da linguagem. A nomeação de diferentes categorias semânticas e gramaticais difere em suas propriedades lexicais e possui substratos neuroanatômicos distintos. Revisamos dados da literatura sobre a diferenciação da habilidade de nomeação de categorias específcas e seus substratos neurais em afásicos, por meio de publicações científicas em forma de artigos indexados. Estudos sobre as habilidades de nomeação enfatizam a distinção entre substantivos e verbos, em suas propriedades lexicais e substratos neuroanatômicos. Pesquisas com exames de neuroimagem funcional tem contribuído para o avanço do conhecimento da nomeação, porém ainda são necessários estudos que relacionem diferentes categorias semânticas nas diferentes afasias e contextos lingüísticos.

    Abstract in English:

    Abstract Cognitive Neuropsychology aims to understand the processing mechanisms of normal and injured brain, by means of functional architectural models of information processing. Naming is one of the most important abilities in linguistic processing. Naming of different semantic and grammatical categories differ in their lexical properties and have distinct neuroanatomical substrates. We reviewed literature data on the differences between nouns and verbs in aphasic subjects reported by scientific publications in the form of indexed articles. Studies on naming abilities tended to emphasize the differentiation between nouns and verbs both in their lexical properties and neuroanatomical substrates. Functional neuroimaging studies have improved the state of knowledge regarding category-specific naming abilities, but further studies on different types of aphasia and the use of naming abilities in different contexts are warranted.
  • Cerebrocerebellar system and Arnold's bundle: A tractographic study: preliminary results Original Articles

    Engelhardt, Eliasz; Moreira, Denise Madeira; Laks, Jerson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O cerebelo, tradicionalmente considerado como estrutura relacionada ao equilíbrio e controle do movimento, foi mais recentemente reconhecido ser importante em funções cognitivas, emocionais e comportamentais. Tais funções encontram-se relacionadas às partes mais novas do cerebelo que pertencem ao sistema cerebrocerebelar. Um dos segmentos de relevo desse sistema é a projeção (pré)fronto-[pedúnculo]-pontina que representa o feixe de Arnold. A imagem com tensor de difusão e a tratografia (DTI-TR) vem possibilitando a dissecção virtual de feixes da substância branca, inclusive os cerebelares. Objetivo: Estudar a projeção fronto-[pedúnculo]-pontina (feixe de Arnold), com DTI-TR. Métodos: Foram incluídos dez sujeitos normais (média de idade 30 anos). Sequências padrão em tres planos foram obtidas com equipamento Signa Horizon GE de 1,5T e complementadas com aquisições de DTI. Pós-processamento e análise foram realizados em uma estação de trabalho ADW 4.3 com Functool 4.5.3 (GE Medical Systems). Foi utilizado ROI único colocado no terço medial da base do pedúnculo cerebral, considerado o local de convergência das fibras do feixe de Arnold, bilateralmente. Resultados: Foram obtidos vinte tratogramas. Todos eram constituídos por um número significativo de fibras em correspondência ao lobo frontal e parte dessas em posição anterior ao plano coronal à comissura anterior, que as caracteriza como relacionadas à região pré-frontal. Conclusões: Foram mostradas, pela primeira vez de modo sistemático, projeções relacionadas ao lobo frontal com DTI-TR através de ROIs colocados na base do pedúnculo cerebral. Apresentavam coerência anatômica com o feixe de Arnold, que compreende o segmento pré-frontopontino da via córtico-ponto-cerebelar, um dos componentes do sistema cerebrocerebelar, considerado subjacente a funções não motoras, como cognição, emoção e comportamento.

    Abstract in English:

    Abstract The cerebellum, traditionally considered a structure involved in balance and movement control, was more recently recognized as important in cognitive, emotional and behavioral functions. These functions appear to be related to the more recent parts of the cerebellum that belong to the cerebrocerebellar system. One of the key segments of this system is the (pre)fronto-[penduncule]-pontine projection that represents the Arnold's bundle. Diffusion tensor imaging and tractography (DTI-TR) has permitted in vivo virtual dissection of white matter tracts, including those of the cerebellar. Objective: To study the fronto-[peduncule]-pontine projection (Arnold's bundle), with DTI-TR. Methods: Ten normal subjects were included (mean age 30 years). Standard acquisitions in three planes were obtained with a 1.5T GE Signa Horizon scanner, complemented with DTI acquisitions. Post-processing and analysis was performed using an ADW 4.3 workstation running Functool 4.5.3 (GE Medical Systems). A single ROI was placed on the medial third of the cerebral peduncle base, considered the site of convergence of the fibers of Arnold's bundle, bilaterally. Results: Twenty tractograms were obtained. All were constituted by a significant number of fibers in correspondence to the frontal lobe, and part of them anterior to the coronal plane at the anterior commissure, which characterizes them as associated to the prefrontal region. Conclusions: For the first time, frontal lobe related projections were systematically revealed with DTI-TR seeded from cerebral peduncle base ROIs. They showed anatomic coherence with Arnold's bundle, which includes the prefrontopontine segment of the cortico-ponto-cerebellar path, one of the components of the cerebrocerebellar system, acknowledged as fundamental for non-motor functions such as cognition, emotion and behavior.
  • Kanji and Kana agraphia in mild cognitive impairment and dementia: A trans-cultural comparison of elderly Japanese subjects living in Japan and Brazil Original Articles

    Akanuma, Kyoko; Meguro, Kenichi; Meguro, Mitsue; Chubaci, Rosa Yuka Sato; Caramelli, Paulo; Nitrini, Ricardo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo verifica os efeitos do meio ambiente sobre a agrafia em comprometimento cognitivo leve e demência. Nós comparamos indivíduos idosos vivendo no Japão e Brasil. Métodos: Nós, retrospectivamente, analisamos a base de dados do Estudo de Prevalência 1998 em Tajiri (n=497, Miyagi, Japão) e do Estudo de Prevalência 1997 de imigrantes idosos japoneses vivendo no Brasil (n=166, imigrados do Japão e residindo na área metropolitana da cidade de São Paulo). Em três grupos de CDR (Clinical Dementia Rating), isto é, CDR 0 (saudáveis), CDR 0.5 (demência questionável) e CDR1+ (demência), o item de escrita espontânea do Mini-Exame do Estado Mental (MEEM) e o domínio de ditado do Cognitive Abilities Screening Instrument (CASI) foram analisados em relação ao número de caracteres em Kanji e Kana. Erros formais nos caracteres e erros pragmáticos foram também analisados. Resultados: Os imigrantes no Brasil escreveram número similar de caracteres de Kanji e Kana comparados aos residentes no Japão. Na escrita espontânea, os erros formais de Kanji foram maiores no grupo de CDR1+ em imigrantes. Na escrita sob ditado, todos os grupos de CDR de imigrantes fizeram mais erros formais em Kana do que os residentes no Japão. Nenhuma diferença foi encontrada em erros pragmáticos entre os grupos. Conclusões: Sujeitos vivendo no Japão usam Kanji freqüentemente, e então, a forma de caracteres escritos foi simplificada, o que pode ser avaliado como discretos erros formais. Em imigrantes, a deterioração na escrita em Kanji e Kana foi parcialmente devida ao uso diário restrito dos caracteres. Baixos níveis educacionais dos imigrantes podem estar relacionados ao número de erros em Kanji.

    Abstract in English:

    Abstract This study verifies the environmental effects on agraphia in mild cognitive impairment and dementia. We compared elderly Japanese subjects living in Japan and Brazil. Methods: We retrospectively analyzed the database of the Prevalence Study 1998 in Tajiri (n=497, Miyagi, Japan) and the Prevalence Study 1997 of elderly Japanese immigrants living in Brazil (n=166, migrated from Japan and living in the São Paulo Metropolitan Area). In three Clinical Dementia Rating (CDR) groups, i.e., CDR 0 (healthy), CDR 0.5 (questionable dementia), and CDR 1+ (dementia) , the Mini-Mental State Examination (MMSE) item of spontaneous writing and the Cognitive Abilities Screening Instrument (CASI) domain of dictation were analyzed with regard to the number of Kanji and Kana characters. Formal errors in characters and pragmatic errors were also analyzed. Results: The immigrants in Brazil wrote similar numbers of Kanji or Kana characters compared to the residents of Japan. In spontaneous writing, the formal Kanji errors were greater in the CDR 1+ group of immigrants. In writing from dictation, all the immigrant CDR groups made more formal errors in Kana than the Japan residents. No significant differences in pragmatic errors were detected between the two groups. Conclusions: Subjects living in Japan use Kanji frequently, and thus the form of written characters was simplified, which might be assessed as mild formal errors. In immigrants, the deterioration in Kanji and Kana writing was partly due to decreased daily usage of the characters. Lower levels of education of immigrants might also be related to the number of Kanji errors.
  • Rehabilitation in semantic dementia: Study of the effectiveness of lexical reacquisition in three patients Original Articles

    Senaha, Mirna Lie Hosogi; Brucki, Sonia Maria Dozzi; Nitrini, Ricardo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apesar de recomendada reabilitação da linguagem na afasia progressiva primária (APP), há poucos estudos sobre reabilitação nesta síndrome. Especificamente, quanto à demência semântica (DS), os poucos estudos têm mostrado possibilidade de reaprendizado lexical. Objetivo: Analisar a eficácia da reabilitação para reaquisição lexical na DS. Métodos: Três pacientes com DS foram submetidos à reabilitação para reaquisição lexical baseada nos princípios do aprendizado sem erro. Comparações entre desempenhos na nomeação de itens treinados (pré e pós-tratamento) e de itens não-treinados do Teste de Nomeação de Boston (TNB) foram realizadas. Resultados: Os pacientes obtiveram melhor desempenho na nomeação das palavras treinadas após intervenção. Por outro lado, houve declínio no desempenho dos itens não-treinados. O caso 1 não nomeou nenhum item na linha de base (pré-tratamento) e seu desempenho após o tratamento foi de 29,4% de acertos sem pistas e 90,7% com e sem pistas. O caso 2 nomeou corretamente 6,9% na linha de base e sua performance, pós-treinamento, foi de 52,9% sem pistas e 87,3%, com e sem pistas. O caso 3 não nomeou nenhum item na linha de base e após o treinamento nomeou 100% dos itens sem pista. Considerando a nomeação dos itens lexicais não-treinados do TNB, as porcentagens de acertos na primeira e segunda avaliações foram respectivamente: 16,7% e 8,3% (caso 1; 14 meses de intervalo); 26,7% e 11,6% (caso 2; 18 meses de intervalo) e 11,6% e 8,3% (caso 3; 6 meses de intervalo). Conclusões: A reaquisição do vocabulário perdido pode ser possível na DS apesar da progressiva deterioração semântica.

    Abstract in English:

    Abstract Although language rehabilitation in patients with primary progressive aphasia (PPA) is recommended, rehabilitation studies in this clinical syndrome are scarce. Specifically, in relation to semantic dementia (SD), few studies have shown the possibility of lexical relearning. Objective: To analyze the effectiveness of rehabilitation for lexical reacquisition in SD. Methods: Three SD patients were submitted to training for lexical reacquisition based on principles of errorless learning. Comparisons between naming performance of treated items (pre and post-training) and non-treated items of the Boston Naming Test (BNT) were made. Results: All patients improved their performance in naming treated words after intervention. However, decline in performance in naming of non-treated items was observed. Case 1 named zero items at baseline while her performance post-training was 29.4% correct responses without cueing, and 90.7% correct with and without cueing. Case 2 named 6.9% of items correctly at baseline and his performance in post-training was 52.9% without cueing and 87.3%, with and without cueing. Case 3 named zero items at baseline and his performance in post-training was 100% correct responses without cueing. Considering the performance in naming the non-treated items of the BNT, the percentages of correct responses in the first evaluation and in the re-evaluation, respectively were: 16.7% and 8.3% (case 1; 14 month-interval); 26.7% and 11.6% (case 2; 18 month-interval) and 11.6% and 8.3% (case 3; 6 month-interval). Conclusions: The reacquisition of lost vocabulary may be possible in SD despite progressive semantic deterioration.
  • Body mass index, cognitive deficit and depressive symptoms in high cardiovascular risk patients Original Articles

    Costa, Amanda Lucas da; Varela, Juliana Santos; Cruz, Matheus Roriz; Costa, Andry Fitterman; Picon, Paulo Dornelles; Moriguch, Emilio; Chaves, Márcia L.F.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Avaliar a associação entre obesidade, comprometimento cognitivo e sintomas depressivos em pacientes de alto risco cardiovascular. Métodos: Foi selecionada uma amostra de 93 pacientes com 50 anos ou mais em acompanhamento no Centro de Dislipidemia e Alto Risco Cardiovascular do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Pacientes com história de acidente vascular cerebral (AVC) foram excluídos. Para a avaliação cognitiva, foi utilizado o MEEM (Mini Exame do Estado Mental). Escores de 24 ou menos foram considerados como comprometimento cognitivo, para pacientes com 4 ou menos anos de escolaridade, o ponto de corte usado foi de 17 pontos. A escala GDS-15 (Geriatric Depression Scale) também foi utilizada, sendo adotado o ponto de corte 6 para a presença de sintomas depressivos. Resultados: Pacientes obesos apresentaram valores menores na média dos escores do MEEM quando comparados a pacientes não-obesos (p=0,0012). Além disso, para cada ponto de acréscimo no IMC acima de 30, houve um aumento de 27% na chance do paciente ter comprometimento cognitivo. Os pacientes obesos apresentaram 31% de chance de ter comprometimento cognitivo quando comparados com pacientes com sobrepeso. Conclusões: Os achados do presente estudo corroboram a associação entre obesidade e comprometimento cognitivo em pacientes de alto risco cardiovascular. Entretanto, esta associação não foi observada ao se analisar os sintomas depressivos.

    Abstract in English:

    Abstract To evaluate the relationship of obesity, cognitive impairment and depressive symptoms in patients with high cardiovascular risk. Methods: A sample of 93 patients aged 50 years or older was selected from the Center of Dyslipidemia and High Cardiovascular Risk from Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Patients with stroke were excluded. For cognitive evaluation, the MMSE (Mini Mental State Examination) was used. A score of 24 or less was considered as cognitive impairment, and for those who had 4 years or less of education, the cutoff point was 17. The GDS-15 (Geriatric Depression Scale) was also used, with the cutoff of 6 for presence of depressive symptoms. Results: Obese patients showed lower mean MMSE scores compared to non-obese patients (p=0.0012). Additionally, for every one point increase in BMI above 30 there was a 27% increase in the chances of the patient having cognitive impairment. The obese patients presented 31% chance of having cognitive impairment compared with overweight subjects. Conclusions: Our findings corroborated the association between obesity and cognitive impairment in high cardiovascular risk patients. This association however, was not observed for depressive symptoms.
  • Intellectual demand and formal education as: cognitive protection factors in Alzheimer's disease Original Articles

    Wajman, José Roberto; Bertolucci, Paulo Henrique Ferreira F.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Analisar as possíveis correlações entre nível educacional e atividade profissional prévia, com dados objetivos de avaliação cognitiva e funcional em uma amostra de idosos com doença de Alzheimer. Métodos: A partir de análise retrospectiva de prontuário médico foram selecionados aleatoriamente 174 pacientes com provável doença de Alzheimer que foram subdivididos e submetidos a análise conforme sua atividade profissional prévia e nível de escolaridade alcançado formalmente, calculado em anos. Resultados: Em praticamente todos os subtestes cognitivos, além de escala funcional, os participantes do grupo menos escolarizado e profissionais de áreas consideradas menos complexas em relação a demanda intelectual, saíram-se pior quando comparados com grupo mais escolarizados. Conclusões: Não apenas o total acumulado de anos formais concluídos, mas também a atividade profissional previamente exercida parece ter resultado sobre a cognição e funcionalidade à medida que evolui a doença crônico degenerativa, favorecendo assim o conceito de reserva intelectual. Por esta hipótese espera-se retardo no início dos sintomas da doença em pessoas com alta escolaridade/ alta demanda intelectual e, por outro lado, a baixa escolaridade/ baixa demanda intelectual profissional podem estar associadas a início precoce e progressão mais rápida, tanto do ponto de vista cognitivo como funcional.

    Abstract in English:

    Abstract To investigate the possible association between educational level and previous professional occupation, and objective cognitive and functional evaluation in a sample of elderly patients with Alzheimer's disease. Methods: Through retrospective analysis of medical files, 174 patients with probable Alzheimer disease were randomly selected, classified and submitted to analysis according to previous professional occupation and years of formal education. Results: Subjects with lower education and less intellectually-demanding occupations performed worse than higher educated subjects in all cognitive subtests and on the functional scale. Conclusions: Results indicate that not only the total years of education, but also professional occupation has an impact on cognition and functioning in accordance with the hypothesis of cognitive reserve. Our findings confirmed this hypothesis, where subjects with higher education/ higher intellectual demand manifested first symptoms later than low education/ low intellectual demand subjects, with the latter group also exhibiting faster disease progression.
  • Stress effects on food handler attention in a public hospital in Recife-PE, Brazil Original Articles

    Ribas, Renata de Melo Guerra; Ribas, Valdenilson Ribeiro; Martins, Hugo André de Lima; Ribas, Valéria Ribeiro; Carneiro, Severino Marcos de Oliveira; Albuquerque, Rosângela Nieto de; Andrade, Paulo Henrique da Silva; Guerra, Ana Cristina de Melo; Lins, Luciano da Fonseca; Ribeiro, Marisilda de Almeida

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A produção de refeições em Unidades de Alimentação e Nutrição (UAN) dispõe de apoio do desempenho humano. O estresse é um dos fatores responsáveis por alterações na saúde desses profissionais. Redução da atenção é um dos prejuízos causados pelo estresse. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a atenção em manipuladores de alimentos (MA). Métodos: Foram avaliados 67 profissionais subdivididos em MA com menos de cinco anos na profissão que foram considerados grupo de controle (Controle, n=29) e MA com mais de 5 anos na profissão (MA>5, n=38). Foram utilizados o Inventário de Sintomas de Stress em Adultos de Lipp (ISSL), os testes de atenção digit symbol, d2, span de dígitos em ordem direta e inversa e teste de dependência auditiva para adição em série. Utilizou-se o Exato de Fisher, Qui-quadrado e Mann-Whitney, dados expressos em percentuais e mediana (mínimo-máximo), p<0,05. Resultados: Verificou-se que 73,68% dos MA>5, enquanto 13,79% do controle apresentam estresse. 57,89% dos MA>5 com estresse apresentaram sintomas físicos e 15,79% sintomas psicológicos. No controle, 9,68% apresentaram sintomas físicos. 73,68% dos MA>5 com estresse e 17,24% do controle estão na fase de resistência. Em relação à atenção, Os MA>5 apresentaram redução do foco de atenção (32,5±2,9), da atenção auditiva (7,25±0,4) e da resistência à interferência (4,67±1,1), comparados aos seus respectivos controles (43,88±1,39), (8,63±0,38), (9,25±1,16), p<0,05. Discussão e Conclusões: A atividade de manipulação de alimentos pode causar estresse e redução da atenção após 5 anos.

    Abstract in English:

    Abstract Production of meals in Food and Nutrition Units (FNU) requires human labor performance in order to attend demand. Stress is one of the factors responsible for alterations in the health of these professionals. Reduced attention is one of the negative effects caused by stress. Objective: The objective of this study was to evaluate attention in Food Handlers (FH). Methods: 67 professionals were evaluated, subdivided into FH with less than 5 years in the profession, who were included as the control group (Control, n=29), and FH with more than 5 years in the profession (FH>5, n=38). Lipp's Inventory of Stress Symptoms for adults (LISS), the digit symbol, d2, forward digit span, backward digit span and paced auditory serial addition tests were applied. The data found on the LISS were analysed by Fisher's Exact and Chi-Square tests and individual attention tests were analyzed by the Mann-Whitney test, with data expressed as Median (Minimum and Maximum) with p<0.05. A total of 73.68% of FH>5 presented stress versus 13.79% of Control. Also, 57.89% of FH>5 with stress presented physical symptoms and 15.79% psychological symptoms. In the Control, 9.68% presented physical symptoms. Results: 73.68% of FH>5 with stress and 17.24% of the Control were in the resistance phase. Regarding attention, the FH>5 presented reduced focused attention (32.5±2.9), auditory attention (7.25±0.4) and resistance to interference (4.67±1.1), compared to their respective controls (43.88±1.39), (8.63±0.38), (9.25±1.16), p<0.05. Discussion and Conclusions: The activity of food handling can cause stress and attention level reduction after 5 years.
  • Morphometric brain changes during aging: Results from a Brazilian necropsy sample Original Articles

    Ferretti, Renata Eloah de Lucena; Jacob-Filho, Wilson; Grinberg, Lea Tenenholz; Leite, Renata Elaine Paraízo; Farfel, José Marcelo; Suemoto, Claudia Kimie; Saldiva, Paulo Hilário Nascimento; Rosemberg, Sérgio; Pasqualucci, Carlos Augusto; Nitrini, Ricardo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente estudo buscou identificar quais as alterações morfométricas encefálicas durante o envelhecimento, em uma série de casos necropsiados do Brasil, segundo gênero. Métodos: Um estudo, em corte transversal, foi realizado no Serviço de Verificação de Óbitos de São Paulo onde, após consentimento informado, os dados foram coletados por meio de uma entrevista clínica com familiares em relação ao período anterior à morte. A massa e o volume encefálicos, assim como a densidade encefálica foram aferidas e ajustadas para o perímetro cefálico. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e testes de hipóteses foram aplicados, considerando um p-valor de 0,05. Resultados: Amostra composta por 414 indivíduos, em sua maioria do gênero masculino (60,4%) com idade média de 67,1 anos. A massa media encefálica da amostra foi de 1219,2g±140,9 e o volume médio da amostra foi de 1217 mL±152,3. A densidade media foi de 1,0 g/mL±0,09. Os resultados diferiram entre homens e mulheres, em relação a massa e ao volume. A massa encefálica diminui durante o envelhecimento em aproximadamente 45g por década (r= -0,300; p<0,00) e o volume reduz aproximadamente 43 mL (r= -0,278; p<0,00). A densidade media foi de 1,0 g/mL, em ambos os gêneros. Conclusões: Massa e volume encefálicos (com e sem correção) diminuem durante o envelhecimento, sendo a redução mais pronunciada nas mulheres. A densidade global mantém-se estável em ambos os gêneros. Outros estudos são necessários para investigar os fatores associados às reduções.

    Abstract in English:

    Abstract The present study aimed to establish the morphometric brain changes during aging in a necropsy series from Brazil and determine whether sexual dimorphisms interfere in these changes. Methods: A cross-sectional study was conducted at the São Paulo Autopsy Service in Brazil where, after informed consent, data was gathered from next of kin interview with reference to clinical status prior to death. Brain weight, volume and density measurements were taken and then adjusted for head circumference. Descriptive statistics and tests of hypothesis and correlations were applied, considering a p-value of 0.05. Results: 414 subjects, mostly men (60.4%), with a mean age of 67.1 years, were included. The mean brain weight of the sample was 1219.2g±140.9 and mean volume was 1217mL±152.3. The mean brain density of the sample was 1.0g/mL±0.09. Values differed between males and females in terms of weight and volume. Brain weight decreased during aging by about 45g per decade (r= -0.300; p<0.01) and volume by about 43mL (r= -0.278; p<0.00). Mean density of the sample was 1.0 g/mL in both genders. Conclusions: Brain weight and volume (with or without corrections) decreased during aging, and these reductions were more pronounced in women. Density remained unchanged for both genders. Further studies are needed to investigate factors associated to these reductions.
  • Did you rule out neurosyphilis? Original Articles

    Nitrini, Ricardo; Paiva, Anderson Rodrigues Brandão de; Takada, Leonel Tadao; Brucki, Sonia Maria Dozzi

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Neurossífilis, anteriormente uma causa freqüente de demência, é atualmente rara nos países desenvolvidos. A sífilis é ainda uma doença comum em muitos países em desenvolvimento, onde o diagnóstico e tratamento da sífilis precoce podem não ser adequados, o que aumenta a possibilidade de ocorrência de neurossífilis e de demência. Objetivos: apresentar casos de demência sifilítica atendidos em uma unidade de neurologia cognitiva e do comportamento no Brasil, enfatizando os primeiros sintomas e os desafios que impuseram ao diagnóstico. Métodos: Em nossa unidade do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, todos os pacientes são submetidos a teste treponêmico no sangue. Quando o teste é positivo, é realizada punção lombar. Avaliamos retrospectivamente todos os casos de neurossífilis atendidos em nossa unidade de janeiro de 1991 a novembro de 2009. Resultados: Nove casos de neurossífilis (0,77% dos 1.160 casos de nossos arquivos) foram identificados neste período. Os pacientes com neurossífilis eram todos homens, com idade média de 47,8 (±13,0) anos (mediana de 43 anos), e apresentaram-se com vários tipos de síndromes neuropsiquiátricas, de difícil diagnóstico. O tempo médio entre o início dos sintomas e o diagnóstico foi de 24 meses e apenas um paciente teve recuperação completa após o tratamento. Conclusões: Neurossífilis não é frequente, mas ainda está presente causando vários tipos de síndromes neuropsiquiátricas. Como é muito simples excluir o diagnóstico de neurossífilis mediante teste treponêmico no sangue, este teste deve ser realizado em todo paciente com sintomas neuropsiquiátricos, particularmente nas regiões do mundo onde a sífilis é ainda uma doença comum.

    Abstract in English:

    Abstract Neurosyphilis, formerly a frequent cause of dementia, is now a rare condition in developed countries. However, syphilis remains common in many developing countries, where adequate diagnosis and treatment of early syphilis may be lacking, increasing the chances of neurosyphilis and prevalence of syphilitic dementia. Objectives: To present cases of syphilitic dementia seen in a cognitive and behavioral neurology unit in Brazil, emphasizing their first symptoms and the challenges they posed in diagnosis. Methods: At our unit of the Hospital das Clínicas of the University of São Paulo, all patients are submitted to blood treponemal tests. When the test is positive, a lumbar puncture is performed. We retrospectivelly reviewed all cases of neurosyphilis seen in our unit from January 1991 to November 2009. Results: Nine cases of neurosyphilis (0.77% of the 1160 cases in our files) were identified over the period. Patients with neurosyphilis were all men, had a mean age of 47.8 (±13.0) years (median of 43 years), and presented with various neuropsychiatric syndromes and elusive diagnoses. The median time from onset of symptoms to diagnosis was 24 months and only one patient made a full recovery after treatment. Conclusions: Neurosyphilis is not frequent but remains present, causing several types of neuropsychiatric syndromes. As it is very simple to rule out neurosyphilis by performing a blood treponemal test, this test should be performed in all patients with neuropsychiatric symptoms, particularly in regions of the world where syphilis is still a commonly occurring disease.
  • Impact of depressive symptoms on outcome of Alzheimer's disease Original Articles

    Garavello, Anita de Paula Eduardo; Magaldi, Regina Miksian; Paschoal, Sérgio Márcio Pacheco; Jacob Filho, Wilson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Não há consenso na literatura sobre o impacto dos sintomas depressivos na evolução da doença de Alzheimer (DA). Objetivo: Comparar a evolução de pacientes com DA, com e sem sintomas depressivos, quanto à cognição, à funcionalidade e estresse do cuidador. Métodos: O estudo incluiu duas etapas: a primeira retrospectiva, com revisão de prontuários de pacientes com DA leve e moderada, divididos conforme presença ou ausência de sintomas depressivos, definidas por anamnese e questões referentes a humor deprimido do CAMDEX (Cambridge Examination for Mental Disorders of the Elderly) e Interrogatório Neuro-psiquiátrico (INP). Foram avaliados 29 pacientes, 37,9% com (D+) e 62,1% sem depressão (D-). Os grupos foram comparados quanto a variáveis demográficas, clínicas e quanto ao desempenho cognitivo, funcionalidade, presença de apatia do paciente e estresse do cuidador, através de questionários e testes padronizados. Na segunda etapa, transversal, foram reaplicados os mesmos instrumentos após 2 a 4 anos de acompanhamento, comparando-se a evolução nos dois grupos. Resultados: Os grupos, homogêneos segundo variáveis demográficas, clínicas e tempo de evolução, não apresentaram diferença significante nos testes cognitivos e na avaliação funcional, no momento do diagnóstico, e ao longo da evolução. Quanto ao estresse do cuidador, foi maior no grupo D+ nos dois momentos (p<0,001). Conclusões: Não se constatou diferença na evolução de pacientes com DA com ou sem sintomas depressivos. No entanto, tais sintomas se relacionaram a maior sobrecarga emocional do cuidador, no momento do diagnóstico e na evolução.

    Abstract in English:

    Abstract There is no consensus in the medical literature about the impact of depressive symptoms on the evolution of Alzheimer's disease (AD). Objective: To compare the evolution of AD patients, with and without depressive symptoms, in terms of cognition, functionality and caregiver stress. Methods: The study entailed 2 stages: an initial retrospective stage involving review of medical charts of patients with mild and moderate AD. Patients were divided according to the presence or absence of depressive symptoms, defined by medical interview and questions on depressed mood from the CAMDEX (Cambridge Examination for Mental Disorders of the Elderly) and Neuropsychiatric Inventory (NPI). Twenty-nine patients were evaluated, 37.9% with depression (Group D+) and 62.1% without depression (Group D-). The groups were compared regarding demographic and medical characteristics, cognitive and functional performance, presence of apathy as a separate symptom, and caregiver stress, using standardized tests and questionnaires. In the second transversal step, the same tools were reapplied after 2 to 4 years of follow-up, and evolution for the two groups was compared. Results: The two groups were highly homogeneous in demographic and clinic characteristics, as well as in length of follow-up, and presented no significant difference in cognitive or functional evaluation at the time of diagnoses or after follow-up. Only caregiver stress was greater in Group D+ at the two time points (p<0.001). Conclusions: No differences in the evolution of AD patients with or without depressive symptoms were evident. Nevertheless, these symptoms were associated to emotional burden of caregivers.
  • Multiple hallucinations due to brainstem injury: A case report Case Report

    Silva, Melissa Castello Branco e; Brucki, Sonia Maria Dozzi

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Caso de uma mulher de 43 anos, gestante, que apresentou alucinações visuais e auditivas (árias de ópera e visão de móveis do quarto de cabeça para baixo) associadas a fase aguda de encefalite de tronco cerebral. Os sintomas desapareceram com resolução do quadro.

    Abstract in English:

    Abstract We report a case of a 43-year-old woman with brainstem encephalitis in the third trimester of pregnancy. She presented complex visual and auditory hallucinations in the acute disease phase (hearing opera arias and seeing room furniture upside-down). Hallucinations resolved with antiviral treatment.
Academia Brasileira de Neurologia, Departamento de Neurologia Cognitiva e Envelhecimento R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices, Torre Norte, São Paulo, SP, Brazil, CEP 04101-000, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistadementia@abneuro.org.br | demneuropsy@uol.com.br