Ensino ou aprendizagem a distância

Distantly teaching or apprenticeship

Fernando Becker Tania B. Iwaszko Marques Sobre os autores

Resumos

O ensino a distância tem sido apontado como uma alternativa à formação de professores. Alguns cuidados, porém, devem ser tomados. As novas tecnologias possibilitam, entre outras coisas, rapidez e agilidade na troca de informações, no acesso a novidades, no contato com realidades de outra forma inatingíveis, mas não basta a "magia" tecnológica para democratizar a informação; e sobretudo, educação não se faz apenas com trânsito eficiente de informação. No que concerne ao ensino a distância, devese pensar, tal como acontece no ensino presencial, na epistemologia que fundamenta o trabalho pedagógico. Mesmo à distância, continua valendo a idéia de que o ensino será exercido nos limites da compreensão de como se dá o conhecimento. A grande ilusão do ensino convencional reside na crença de que se aprende porque se interiorizam imagens. Na visão que propomos, é a ação que dá significado às coisas. Dessa forma, o ensino só terá sentido quando for centrado na aprendizagem. Portanto, não se deve substituir a reflexão pedagógica pelo encantamento com a tecnologia. Com os avanços que o século XX nos legou, deveríamos estar pensando e tirando vantagem das ilimitadas possibilidades das concepções mais avançadas de aprendizagem. Em vez de ensino a distância deveríamos pensar em aprendizagem à distância.

Aprendizagem; ensino a distância; epistemologia genética


Remote teaching has been pointed out as an alternative to teachers education. However, we should be careful about it. New technologies provide, among other things, speed and agility in the exchange of information; in the access to novelties; in the contact with realities which otherwise would be unattainable. But the technology "magic" itself is not enough to democratize information, and education is not achieved through the efficient traffic of information. Regarding to remote teaching one should think, as it happens in the attendance teaching, about the epistemology that gives foundation to the pedagogical work. Even at distance, it still prevails the idea that the teaching will be accomplished within the comprehension limits of how knowledge takes place. The great illusion of conventional teaching lies in the belief that learning is achieved through the internalization of images. We propose a view where action gives significance to things. This way, teaching will make sense only when it is centered in learning. Therefore, one should not replace the pedagogical reflection by the technology enchantment. With the advances that the 20th Century has bequeathed us we one should think about taking advantage of the unlimited possibilities of the most advanced learning conceptions. Instead of remote teaching one should think about remote learning.

Learning; remote teaching; genetic epistemology


DOSSIÊ - SABERES E PRÁTICAS ESCOLARES EM CONTEXTOS CONTEMPORÂNEOS

Ensino ou aprendizagem a distância

Distantly teaching or apprenticeship

Fernando BeckerI; Tania B. Iwaszko MarquesII

IProfessor titular de Psicologia da Educação na Faculdade de Educação e no PPGEdu da UFRGS. Doutor em Psicologia Escolar pela USP. fbecker@edu.ufrgs.br

IIPsicóloga, professora na Faculdade de Educação da UFRGS. Doutoranda em Educação na UFRGS. f.becker@terra.com.br

RESUMO

O ensino a distância tem sido apontado como uma alternativa à formação de professores. Alguns cuidados, porém, devem ser tomados. As novas tecnologias possibilitam, entre outras coisas, rapidez e agilidade na troca de informações, no acesso a novidades, no contato com realidades de outra forma inatingíveis, mas não basta a "magia" tecnológica para democratizar a informação; e sobretudo, educação não se faz apenas com trânsito eficiente de informação. No que concerne ao ensino a distância, devese pensar, tal como acontece no ensino presencial, na epistemologia que fundamenta o trabalho pedagógico. Mesmo à distância, continua valendo a idéia de que o ensino será exercido nos limites da compreensão de como se dá o conhecimento. A grande ilusão do ensino convencional reside na crença de que se aprende porque se interiorizam imagens. Na visão que propomos, é a ação que dá significado às coisas. Dessa forma, o ensino só terá sentido quando for centrado na aprendizagem. Portanto, não se deve substituir a reflexão pedagógica pelo encantamento com a tecnologia. Com os avanços que o século XX nos legou, deveríamos estar pensando e tirando vantagem das ilimitadas possibilidades das concepções mais avançadas de aprendizagem. Em vez de ensino a distância deveríamos pensar em aprendizagem à distância.

Palavras-chave: Aprendizagem, ensino a distância, epistemologia genética.

ABSTRACT

Remote teaching has been pointed out as an alternative to teachers education. However, we should be careful about it. New technologies provide, among other things, speed and agility in the exchange of information; in the access to novelties; in the contact with realities which otherwise would be unattainable. But the technology "magic" itself is not enough to democratize information, and education is not achieved through the efficient traffic of information. Regarding to remote teaching one should think, as it happens in the attendance teaching, about the epistemology that gives foundation to the pedagogical work. Even at distance, it still prevails the idea that the teaching will be accomplished within the comprehension limits of how knowledge takes place. The great illusion of conventional teaching lies in the belief that learning is achieved through the internalization of images. We propose a view where action gives significance to things. This way, teaching will make sense only when it is centered in learning. Therefore, one should not replace the pedagogical reflection by the technology enchantment. With the advances that the 20th Century has bequeathed us we one should think about taking advantage of the unlimited possibilities of the most advanced learning conceptions. Instead of remote teaching one should think about remote learning.

Key-words: Learning, remote teaching, genetic epistemology.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Texto recebido em 10 de fev. 2002

Texto aprovado em 22 de abr. 2002

  • BECKER, F. A epistemologia do professor: o cotidiano da escola. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.
  • BUARQUE, C. A aventura da universidade. 2. ed. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 2000.
  • HOLLAND, J.; SKINNER, B. F. A análise do comportamento. São Paulo: Herder e Edusp, 1969.
  • INHELDER, B.; BOVET, M.; SINCLAIR, H. Aprendizagem e estruturas do conhecimento São Paulo: Saraiva, 1977.
  • MARCUSE, H. El hombre unidimensional: ensayo sobre la ideologia de la sociedad industrial avanzada. 2. ed. Barcelona: Ariel, 1987.
  • MONTANGERO, J.; MAURICE-NAVILLE, D. Piaget ou a inteligência em evolução. Porto Alegre: Artmed, 1998.
  • PIAGET, J. O nascimento da inteligência na criança Rio de Janeiro, Zahar, 1970. Originalmente publicada em 1936.
  • ______. La construction du réel chez l'enfant Neuchâtel: Delachaux et Niestlé, 1937.
  • ______. A formação do símbolo na criança 3. ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1990. Originalmente publicada em 1945.
  • ______.; INHELDER, B. La représentation de l'espace chez l'enfant Paris: P.U.F., 1948a. (A representação do espaço na criança Porto Alegre: Artmed).
  • ______.; INHELDER, B; SZEMINSKA, A. La géometrie spontanée chez l'enfant. Paris: P.U.F., 1948b.
  • ______. Aprendizagem e conhecimento Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1974. Originalmente publicada em 1959.
  • ______.; BETH, E. W. Epistémologie mathématique et psychologie. Essai sur les relations entre la logique formelle et la pensée réelle. Paris: P.U.F., 1961 (EEG, XIV).
  • ______. Psicologia e pedagogia 4. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1976. Originalmente publicada em 1969.
  • ______. Problemas de psicologia genética Rio de Janeiro: Forense, 1973. Originalmente publicada em 1972.
  • ______. A tomada de consciência São Paulo: Edusp/Melhoramentos, 1977. Originalmente publicada em 1974.
  • ______. Fazer e compreender São Paulo: Edusp/Melhoramentos, 1978. Originalmente publicada em 1974.
  • ______. Abstração reflexionante; relações lógico-aritméticas e ordem das relações espaciais. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995. Originalmente publicada em 1977.
  • SACKS, O. A ilha dos daltônicos. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.
  • SKINNER, B. F. Tecnologia do ensino. São Paulo: E.P.U., 1975.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    04 Mar 2015
  • Data do Fascículo
    Jun 2002

Histórico

  • Aceito
    22 Abr 2002
  • Recebido
    10 Fev 2002
Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Educar em Revista, Setor de Educação - Campus Rebouças - UFPR, Rua Rockefeller, nº 57, 2.º andar - Sala 202 , Rebouças - Curitiba - Paraná - Brasil, CEP 80230-130 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: educar.ufpr2016@gmail.com educar@ufpr.br