Accessibility / Report Error

Ensino colaborativo para o apoio à inclusão escolar: práticas colaborativas entre os professores

Co-teaching for supporting school inclusion: collaborative practices among teachers

Carla Ariela Rios Vilaronga Enicéia Gonçalves Mendes Sobre os autores

Resumos

Para uma educação que atenda às demandas de todos os alunos, é necessário pensar em estratégias que busquem o sucesso na aprendizagem, entre elas o modelo de ensino colaborativo, quando o professor da sala comum trabalha em colaboração com o docente de educação especial. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho consiste em analisar as experiências práticas de ensino colaborativo dos professores de educação especial do município de São Carlos-SP, que participaram de uma formação na temática em 2011. O estudo é baseado na pesquisa-ação colaborativa. Os dados analisados trazem exemplos de coensino em diferentes estágios e reflexões sobre os fatores que podem contribuir para essa realidade na escola.

formação de professores; inclusão escolar; ensino colaborativo


In order to have an education that meets the demands of all students, it is necessary to think about strategies that seek successful learning, among them, there is the collaborative teaching model. In this model, the general teacher works in collaboration with the special education teacher. Accordingly, the objective of this study was to analyze practical experiences in collaborative teaching of special education teachers, who participated in a training on the topic in 2001, in São Carlos-SP. The study is based on the collaborative action research. The data analyzed bring examples of co-teaching in different stages and reflections about the factors that may contribute to this reality in school.

teacher education; school inclusion; co-teaching


  • ARGÜELLES, M. E.; HUGHES, M. T.; SCHUMM, J. S. Co-Teaching: a different approach to inclusion. Principal, Reston, v. 79, n. 4, p. 50-51, 2000.
  • BRANTLINGER, E. et al. Qualitative studies in special education. Exceptional Children, v. 71, n. 2, p. 195-207, 2005.
  • BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996, v. 134, n. 248, seção I, p. 27833-27841.
  • BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução CNE/CEB 2/2001. Diretrizes nacionais para a educação especial na educação básica. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 14 set. 2001, Seção 1E, p. 39-40.
  • CAPELLINI, V. L. M. F. A inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais em classes comuns: avaliação do rendimento acadêmico. 2001. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Programa de Pós-Graduação em Educação Especial, Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 2001.
  • CONDERMAN, G.; BRESNAHAN, V.; PEDERSEN, T. Purposeful co-teaching: real cases and effectives strategies. California: Corwin Press: Thousand Oaks, 2009.
  • FRENCH, N. K. The shifting roles of school professionals California: Corwin Press, 2002.
  • GATELY, S. E.; GATELY, F. J. Understanding coteaching components. Teaching Exceptional Children, v. 33, n. 4, p. 40-47, mar./apr. 2001.
  • KEMMIS, Stephen; WILKINSON, Mervyn. A pesquisa-ação participativa e o estudo da prática. In: DINIZ-PEREIRA, Júlio Emilio (Org). A pesquisa na formação e o trabalho docente Belo Horizonte: Autêntica, 2008. p. 43-66.
  • LEHR. A. E. The administrative role in collaborative teaching. NASSP Bulletin, Las Vegas, v. 83: n. 611, p. 105-111, dec. 1999.
  • MENDES, E. G. Inclusão marco zero: começando pelas creches. Araraquara: Junqueira&Marin, 2010.
  • MENDES, E. G. Projeto S.O.S inclusão: avaliação de um programa de consultoria colaborativa de apoio à inclusão escolar. Relatório Técnico de Produtividade em Pesquisa - CNPq. São Carlos: UFSCar, 2007. 112 p.
  • MENDES, E. G. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil. Revista Brasileira de Educação, Campinas, v. 11, n. 33, p. 387-405, set./dez. 2006.
  • MENDES, E. G. Perspectivas para a construção da escola inclusiva. In: PALHARES, M. S.; MARINS, S. Escola inclusiva São Carlos: Edufscar, 2002. p. 61-86.
  • PEREIRA, E. M. A. Professor como pesquisador: o enfoque da pesquisa-ação na prática docente. In: GERALDI, C. M. G.; FIORENTINI, D.; PEREIRA, E. M. A. (Org). Cartografias do trabalho docente Campinas: Mercado das Letras, 1998. p. 153-181.
  • PUGACH, M. C.; JOHNSON, L. J. The challenge of implementing collaboration between general and special education. Exceptional Children, v. 56, n. 3, p. 232-235, 1989.
  • ROSA, L. C. S. Formação continuada de atendentes para inclusão de crianças com necessidades educacionais especiais em creches. 2003. Dissertação( Mestrado em Educação Especial) - Programa de Pós- Graduação em Educação Especial, Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 2003.
  • SANTOS, N.A.S. A perspectiva da inclusão escolar na educação infantil de Juiz de Fora. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Programa de Pós-Graduação em Educação Especial, Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 2002.
  • THOUSAND, J. S.; VILLA, R. A. Enhancing success in heterogeneous schools. In: STAINBACK, S.; STAINBACK, W.; FOREST, M. Educating all students in the mainstream of regular education Baltimore: Paul H Brookes, 1989. p. 89-104.
  • WALTHER-THOMAS, C. Co-teaching experiences: The benefits and problems that teachers and principals report over time. Journal of Learning Disabilities, 30, p. 395-407, 1997.
  • WALTHER-THOMAS, C.; BRYANT, M.; LAND, S. Planning for effective co-teaching: The key to successful inclusion. Remedial and Special Education, v. 17, n. 4, p. 255-264, 1996.
  • WALTHER-THOMAS, C.; KORINEK, L.; MCLAUGHLIN, V. L. Collaboration to support student's success. Focus on Exceptional Children, v. 32, n. 3, p. 1-18, 1999.
  • WOOD, M. Whose Job is it anyway? Educational roles in inclusion. Exceptional Children, v. 64, n. 2, p. 181-195, 1998.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    05 Maio 2014
  • Data do Fascículo
    Abr 2014

Histórico

  • Recebido
    31 Ago 2013
  • Aceito
    17 Dez 2013
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Setor de Indústrias Gráficas - Quadra 04 - lote 327, Térreo, Ala B, CEP 70.610-440 – Brasília-DF – Brasil, Telefones: (61) 2022-3077, 2022-3078 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: editoria.rbep@inep.gov.br