Accessibility / Report Error

A ampliação da base social da educação superior no contexto do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais: o caso do ProUni

Expanding the social base of higher education in the context of UniLeste/MG: the case of ProUni

Resumos

Reúne resultados de pesquisa cujo foco foi o Programa Universidade para Todos (ProUni) no Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste/MG). Objetivou identificar desafios e implicações do ProUni no contexto das práticas institucionais dessa Instituição de Educação Superior (IES) e a efetividade do Programa no que tange ao acesso de estudantes negros da Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA) ao ensino superior. Políticas afirmativas e a luta do Movimento Negro pela conquista do acesso ao ensino superior são os principais referenciais legais, políticos e históricos que sustentam a pesquisa. O ProUni foi investigado na perspectiva dos professores e gestores da IES por meio de análise documental e entrevistas. O Programa ampliou o ingresso de estudantes no universo acadêmico, mas ainda há ausência de ações para minimizar as narrativas do mito da democracia racial e efetivar a permanência dos bolsistas no ensino superior com sucesso. É legítimo, portanto, questionar que influências e agendas são reconhecidas nas ações do Estado ao implantar políticas afirmativas como o ProUni.

ProUni; políticas afirmativas; Movimento Negro; ensino superior


This paper presents results of a research focusing on the Programa Universidade para Todos (ProUni) in the context of the Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (UniLeste/MG). The purpose of the study was to identify challenges and implications of ProUni in the context of the institutional practices of UniLeste/MG, as well as the program's effectiveness in terms of black students' access to higher education in the Metropolitan Area of the Steel Valley. Affirmative action policies and the struggle of the Black Movement to achieve the access to higher education are the main legal, political and historical frameworks supporting the research. The ProUni was investigated from the UniLeste/MG professors' and managers' perspectives, by means of document analysis and interviews. The program has expanded the admission of students in the academic environment; however, there is still a lack of measures to minimize the narratives of the myth of racial democracy and to ensure that scholars complete higher education successfully. It is therefore legitimate to question what influences and agendas are recognized in the State's actions in implementing affirmative policies such as the ProUni.

ProUni; affirmative action policies; Black Movement; higher education


  • BENEDITO JUNIOR, Fernando. Vale do Aço 2000: um século de história. Ipatinga: Diário do Aço Empresa Jornalística Revisão, 2000.
  • BERNARDINO, Joaze. Ações afirmativas: respostas às questões mais frequentes. O Público e o Privado, São Paulo, n. 3, p. 88-98, jan./jun. 2004. Disponível em <http://www.sumarios.org/sites/default/files/pdfs/59306_6843.PDF>
  • BOGDAN, Roberto; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto, 1994.
  • BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: DF, Senado, 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constitui%C3%A7ao.htm>
  • BRASIL. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 21 dez. 1996. Disponível em: <http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaTextoIntegral.action?id=75723>
  • BRASIL. Lei nº 10.172, de 9 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 10 jan. 2001. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10172.htm>. Acesso em: 17 nov. 2007.
  • BRASIL. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira". Diário Oficial da União, Brasília, 15 jan. 2003. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm>
  • BRASIL. Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Institui o Programa Universidade para Todos (ProUni), regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior, altera a Lei nº 10.981, de 9 de julho de 2004. Diário Oficial da União, Brasília, 13 jan. 2005. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Lei/L11096.htm>. Acesso em: 7 jul. 2007.
  • BRASIL. Medida Provisória nº 213, de 10 de setembro de 2004. Institui o Programa Universidade para Todos – ProUni, regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior. Diário Oficial da União, Brasília, 13 set. 2004; retificado no Diário Oficial da União, 27 set. 2004 Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Mpv/213.htm>. Acesso em: 7 jul. 2007.
  • BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Portaria nº 569, de 23 de fevereiro de 2006. Regulamenta o art. 11 da Lei nº 11.180, de 23 de setembro de 2005. 2006. Disponível em: <http://siteprouni.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_details&gid=91&Itemid=>
  • _______. Projeto de Lei nº 3.582, de 28 de março de 2004. Dispõe sobre a instituição do Programa Universidade para Todos (ProUni). Diário Oficial da União, Brasília, 29 março 2004. Disponível em: <http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=253965>. Acesso em: 3 jul. 2007.
  • BRASIL. Presidência da República. Mensagem nº 9, de 9 de janeiro de 2001. [...] vetar parcialmente o Projeto de Lei nº 42, de 2000 (nº 4.155/98 na Câmara dos Deputados), que "Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências". 2001. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/Mensagem_Veto/2001/Mv0009-01.htm>
  • BRASIL. Decreto de 20 de outubro de 2003. Institui Grupo de Trabalho Interministerial encarregado de analisar a situação atual e apresentar plano de ação visando a reestruturação, desenvolvimento e democratização das Instituições Federais de Ensino Superior – IFES. Diário Oficial da União, Brasília, 21 out. 2003. Disponível em: <http://www.sintunesp.org.br/refuniv/GT-Interministerial%20-%20Estudo.htm>
  • BRASIL. Presidência da República. Grupo de Trabalho Interministerial (GTI). Bases para o enfrentamento da crise emergencial das universidades brasileiras e roteiro para a reforma da universidade brasileira. Brasília, 2003. Disponível em: <http://www.anped.org.br/reformauniversitaria3.pdf>
  • CARVALHO, Cristina. O ProUni no governo Lula e o jogo político em torno do acesso ao ensino superior. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 96, p. 979-1000, out. 2006.
  • CASTANHO, Maria. Universidade à noite: fim ou começo de jornada? Campinas: Papirus, 1989.
  • CATANI, Afrânio; HEY, Ana; GIGLIOLI, Renato. Democratização do acesso às instituições de ensino superior? Educar, Curitiba, n. 28, p. 125-140, 2006.
  • CONSTANTINO, Luciana. Universidades particulares pedem alteração em reserva de vagas. Folha de São Paulo, São Paulo, 12 ago. 2004, Educação. Disponível em: <www.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u15930.shtml>. Acesso em: 16 jul. 2007.
  • COSTA, Fabiana. Políticas públicas de educação superior Programa Universidade para Todos: um olhar dos alunos beneficiários da PUC-SP. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica (PUC), São Paulo, 2008. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=110013>
  • ESCOTT, Clarice. Desigualdades raciais e ensino superior no Brasil. In: NUNES, Margarete (Org.). Diversidade e políticas afirmativas: diálogos e intercursos. Novo Hamburgo: Feevale, 2005.
  • FACEIRA, Lobelia. Programa Universidade para Todos: política de inclusão acadêmica e social? 2006. Disponível em <www.castelobranco.br/pesquisa/vol7/pdf/2006.pdf>. Acesso em: 15 jul. 2008.
  • FERNANDES, Maria Cristina. Concepções de qualidade de ensino na perspectiva docente em um Centro Universitário privado e noturno. 2002. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Araraquara, 2002.
  • GUIMARÃES, Antonio. Apresentação. In: GUIMARÃES, Antonio; HUNTLEY, Lynn (Orgs.). Tirando a máscara: ensaios sobre o racismo no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2000.
  • HERINGER, Rosana. Análise das principais políticas de inclusão de estudantes negros no ensino superior no Brasil no período 2003-2006. Recife: Universidade Federal de Pernambuco, 2007. Disponível em <http://www.subsociologia.com.br/com>. Acesso em: 1º abr. 2008.
  • _______. Políticas de promoção da igualdade racial no Brasil: um balanço no período 2001-2004. In: FERES JUNIOR, João; JONINSEIN, Jonas. Ação afirmativa e universidade: experiências nacionais comparadas. Brasília: UnB, 2006.
  • INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo demográfico 2010 Disponível em <http://www.ibge.gov.br>. Acesso em: 4 abr. 2011.
  • LEE, Valerie E. A necessidade dos dados longitudinais na identificação do efeito-escola. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 91, n. 229, p. 471-480, set./dez. 2010.
  • LUDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.
  • MAINARDES, Jefferson. A abordagem do ciclo de políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 94, p. 47-69, jan./abr. 2006.
  • MANCEBO, Deise. Reforma universitária: reflexões sobre a privatização e a mercantilização do conhecimento. Educação & Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88, p. 845-866, out. 2004. Disponível em: <http://www.cedes.unicamp.br/revista/rev/rev88.htm>
  • MARCHA ZUMBI CONTRA O RACISMO, PELA CIDADANIA E A VIDA. Por uma política nacional de combate ao racismo e à desigualdade racial. Brasília: Cultura Gráfica e Ed., 1996.
  • MARINHO, Luiz. Opinião. Folha de São Paulo, São Paulo, 28 fev. 2005, Opinião, p. 3.
  • MINAS GERAIS. Secretaria do Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana. Site oficial. 2008. Disponível em: <www.urbano.mg.gov.br/lc90.pdf>.  Acesso em: 23 jan. 2009.
  • MUNANGA, Kabengele; GOMES, Nilma. O negro no Brasil de hoje. São Paulo: Global, 2006.
  • NASCIMENTO, Abdias. Documento nº 7: Quilombismo: um conceito científico emergente do processo histórico-cultural das massas afro-brasileiras. In: NASCIMENTO, Abdias. Quilombismo: documentos de uma militância Pan Africana. Petrópolis: Vozes. 1980. p. 245-281.
  • NASCIMENTO, Abdias; NASCIMENTO, Elisa. Reflexões sobre o Movimento Negro no Brasil. In: GUIMARÃES, Antonio; HUNTLEY, Lynn (Orgs.). Tirando a máscara: ensaios sobre o racismo no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2000.
  • NASCIMENTO, Alexandre. Racismo e antirracismo e políticas de ação afirmativa no Brasil. Revista Lugar Comum, Rio de Janeiro, n. 19-20, 2007. Disponível em: <http://conferencias.iscte.pt/viewpaper.php?id=219&cf=3>
  • OLIVEIRA, Eliane de. Mulher negra professora universitária: trajetória, conflitos e identidade. Brasília: Líber Livro, 2006.
  • OLIVEIRA, Iolanda; SILVA, Petronilha. Identidade negra: pesquisas sobre o negro e a educação no Brasil. In: NEGRO e educação. Rio de Janeiro: Ação Educativa, 2004.
  • OTRANTO, Célia. A reforma da educação superior do governo Lula da Silva: da inspiração à implantação. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, 29., Caxambu, 2006. Anais da 29ª... Caxambu: ANPEd, 2006. CD-ROM.
  • QUEIROZ, Delcele (Org.). O negro na universidade. Salvador: Novos Toques, 2002.
  • RODRIGUES, João Jorge. Direito e ação afirmativa: políticas de ação afirmativa para afro-brasileiros. 2005. Dissertação (Mestrado em Direito) – Universidade de Brasília (UnB), Brasília, 2005.
  • ROSEMBERG, Fúlvia. Ação afirmativa no ensino superior brasileiro: pontos para reflexão. Programa de ações afirmativas [blog], set. 2006. Disponível em: <www.acoesafirmativas.ufscar.br>. Acesso em: jul. 2007.
  • SARMENTO, Daniel. O negro e a igualdade no direito constitucional brasileiro: discriminação de facto, teoria do impacto desproporcional e ações afirmativas. In: FERES JUNIOR, João; ZONINZEN, Jonas (Orgs.). Ação afirmativa no ensino superior brasileiro universitário. Belo Horizonte: UFMG, 2008.
  • SAVIANI, Demerval. O plano de desenvolvimento da educação: análise do projeto do MEC. Educação & Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p. 1231-1255, out. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v28n100/a2728100.pdf>
  • SGUISSARDI, Valdemar. Reforma universitária no Brasil – 1995-2006: precária trajetória e incerto futuro. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 96, p. 1021-1056, out. 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v27n96/a18v2796.pdf>
  • SGUISSARDI, Valdemar; SILVA JUNIOR, José. A nova lei da educação superior: fortalecimento do setor público e regulação do privado/mercantil ou continuidade da privatização do público? Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 29, p. 5-27, maio-ago. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n29/n29a02.pdf>
  • SILVA, Sonaly. Capoeira: movimento e malícia em jogos de poder e resistência. 2007. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Pontifícia Universidade Católica (PUC-MG), Belo Horizonte, 2007. Disponível em: <http://www.pucminas.br/documentos/dissertacoes_sonaly_silva.pdf>
  • SILVÉRIO, Valter. Negros em movimento: a construção da autonomia pela afirmação de direitos. In: BERNARDINO, Joaze; GALDINO, Daniela (Orgs.). Levando a raça a sério: ação afirmativa e universidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2004.
  • SOUZA, Josias. Medida Provisória do ProUni cria "promamata". Folha de São Paulo, São Paulo, 26 set. 2004, Brasil, p. A14.
  • STAKE, Robert. Investigación com estúdio de casos. Madrid: Morata, 1999.
  • TELLES, Edward. Racismo à brasileira: uma nova perspectiva sociológica. Rio de Janeiro: Relume Dumará, Fundação Ford, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ha/v10n21/20631.pdf>
  • TRIVIÑOS, Augusto. Bases teórico-metodológicas da pesquisa qualitativa em ciências sociais. Porto Alegre: UniRitter, 2001.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    03 Jul 2013
  • Data do Fascículo
    Dez 2012

Histórico

  • Recebido
    19 Abr 2011
  • Aceito
    18 Abr 2012
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Setor de Indústrias Gráficas - Quadra 04 - lote 327, Térreo, Ala B, CEP 70.610-440 – Brasília-DF – Brasil, Telefones: (61) 2022-3077, 2022-3078 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: editoria.rbep@inep.gov.br