Rodriguésia, Volume: 63, Issue: 1, Published: 2012
  • Molecular phylogeny, morphology and their implications for the taxonomy of Eriocaulaceae Original Papers

    Giulietti, Ana M.; Andrade, Maria José G.; Scatena, Vera L.; Trovó, Marcelo; Coan, Alessandra I.; Sano, Paulo T.; Santos, Francisco A.R.; Borges, Ricardo L.B.; van den Berg, Cássio

    Abstract in Portuguese:

    Eriocaulaceae é uma família pantropical com dez gêneros e cerca de 1.400 espécies, com centro de diversidade no Novo Mundo, especialmente no Brasil. A última revisão da família foi publicada há mais de 100 anos, e até recentemente, as relações genéricas e infra-genéricas ainda eram pouco resolvidas. Entretanto, tem havido nos últimos 30 anos, um grande esforço por parte de pesquisadores brasileiros para preencher as lacunas existentes, utilizando caracteres morfológicos e anatômicos, complementados por dados adicionais de diferentes fontes, como palinologia, química, embriologia, genética de populações, citologia e, mais recentemente, estudos de filogenia molecular. Tal conjunto de dados tem levado a uma re-avaliação do relacionamento filogenético dentro da familia. Neste trabalho são apresentados novos dados para as regiões de ITS e trnL-F, analisadas separadamente e em combinação, usando máxima parcimônia e inferência Bayesiana. Os dados obtidos confirmam resultados já publicados, e mostram que muitos caracteres tradicionalmente usados para diferenciação e circunscrição dos gêneros dentro da família são homoplásicos. Uma nova descrição e chave genérica para a família, utilizando caracteres de várias fontes são apresentadas, refletindo a taxonomia atual das Eriocaulaceae.

    Abstract in English:

    The pantropical family Eriocaulaceae includes ten genera and c. 1,400 species, with diversity concentrated in the New World. The last complete revision of the family was published more than 100 years ago, and until recently the generic and infrageneric relationships were poorly resolved. However, a multi-disciplinary approach over the last 30 years, using morphological and anatomical characters, has been supplemented with additional data from palynology, chemistry, embryology, population genetics, cytology and, more recently, molecular phylogenetic studies. This led to a reassessment of phylogenetic relationships within the family. In this paper we present new data for the ITS and trnL-F regions, analysed separately and in combination, using maximum parsimony and Bayesian inference. The data confirm previous results, and show that many characters traditionally used for differentiating and circumscribing the genera within the family are homoplasious. A new generic key with characters from various sources and reflecting the current taxonomic changes is presented.
  • Burseraceae: a model for studying the Amazon flora Original Papers

    Daly, Douglas Charles de Burgh; Fine, Paul Van Antwerp; Martínez-Habibe, María Cristina

    Abstract in Portuguese:

    Um grupo bem estudado de plantas pode servir como modelo para abordar assuntos de conservação, evolução e biogeografia, possibilitando designar o status de conservação de táxons e detectando não somente os táxons que são mais ameaçados mas também os que constituem representantes basais, únicos e/ou relictuais de linhagens. Relacionamentos filogenéticos esclarecidos abrem a porta para uma sistemática mais refinada de clados sem se preocupar sobre grupos para- ou polifiléticos. Um grupo bem estudado pode também servir como base para ferramentas novas ou sub-utilizadas. Pesquisas sobre as Burseraceae, com mais de 100 táxons na Amazônia, está chegando rapidamente ao ponto em que a família pode ser utilizada com grande impacto tanto na conservação como em um modelo para estudar os processos que influenciam a origem e a manutenção da alta diversidad da flora Amazônica. Primeiro, estamos resolvendo a filogenia a níveis taxonômicos superiores assim como a taxonomia ao nível de espécie em vários clados, o que permite estudos comparativos. Segundo, estamos verificando que a família ocorre em toda a Bacia e é bem representada na maioria dos habitats, mas quase todos os táxons são restritos nas suas distribuições e/ou habitats ocupados; isto permite testar a importância relativa de barreiras geográficas versus diversidade de habitats no processo de especiação. A família tem tamanho adequado para provas estatísticas de hipóteses mas também suficientemente pequena para atingir intensidade necessária de amostragem, permitindo avaliar os impactos relativos de inovações morfológicas, oportunidades ecológicas e eventos biogeográficos na diversificação das Burseraceae e grupos aparentados.

    Abstract in English:

    A well-studied group of plants can serve as a model for addressing issues in conservation, evolution, and biogeography, making it possible to assign conservation status with confidence and detecting not only those taxa that are most threatened but also those that represent basal, unique, and/or relictual members of entire lineages. Clarified higher-level phylogenetic relationships open the door to more refined systematics of clades without having to worry if they are para- or polyphyletic. A well-studied group can also be an excellent testing ground for new or under-utilized tools and independent data sets. Research on the Burseraceae, with over 100 taxa in the Amazon, is rapidly arriving at the point where the family can be used effectively both as a tool for conservation and as a model for studying the processes influencing the origin and maintenance of high diversity in the Amazonian flora. First, we are resolving higher-level phylogenies as well as species-level taxonomy in various clades, allowing comparative approaches. Second, the family occurs throughout Amazonia and is well-represented in most habitats overall, but most of the taxa are restricted in their distributions and/or habitats; this makes it possible to test the relative importance of geographic barriers vs. habitat diversity in the speciation process. The family is sufficiently large to provide adequate statistical power for hypothesis testing and yet small enough to achieve the necessary sampling intensity, allowing us to assess the relative impacts of morphological innovation, ecological opportunity, and biogeographic events on the diversification of Burseraceae and related groups.
  • Available data and risk assessment of the Brazilian threatened species of Combretaceae Original Papers

    Borges, Rafael; Moraes, Miguel d'Ávila de; Monteiro, Nina Pougy; Bevacqua, Ananda Meinberg; Martinelli, Gustavo; Marquete, Nilda

    Abstract in Portuguese:

    A avaliação do risco de extinção consiste em analisar a probabilidade de uma espécie se extinguir em determinado tempo, segundo os critérios da International Union for Conservation of Nature and Natural Resources (IUCN). No Brasil, a baixa qualidade dos dados para a avaliação de risco faz necessária a articulação de processos anteriores para a obtenção de dados suficientes. O objetivo deste trabalho foi reavaliar o risco de extinção das espécies de Combretaceae previamente consideradas ameaçadas de extinção, a partir da atualização dos dados relacionados à conservação destes táxons. Nossos resultados mostram que a articulação dos processos de consolidação taxonômica; importação e análise de dados; georreferenciamento e comunicação otimizaram a obtenção e sistematização de dados, enriquecendo as avaliações. Das 11 espécies selecionadas para reavaliação de risco, cinco encontram-se ameaçadas nas categorias VU, EN, CR e CR* e seis não estão ameaçadas. A integração dos processos e o resultado das avaliações foram consistentes. No entanto a deficiência de informações geográficas nas fichas de herbário, a falta de digitalização da maioria das coleções do País e a dificuldade de acesso a referências bibliográficas representam os principais obstáculos para a categorização do risco de extinção da flora brasileira.

    Abstract in English:

    The risk assessment is made up of risk analyses of species extinction in a given time, following the International Union for Conservation of Nature and Natural Resources (IUCN) criteria. In Brazil, the data necessary for risk assessments have poor quality, so we proposed the articulation of previous processes to improve data quality. The main objective of this work was to reassess the extinction risk of Brazilian species of Combretaceae previously considered as threatened, updating conservation data available for these taxa. Our results showed that the processes of taxonomic proceedings; data gathering; data analysis; georeferencing and communication improved the assessments consistency, specially due to systematization of the whole process. Of the 11 selected species for reassessment, five were threatened in the categories VU, EN, CR e CR* and six under significant threat of extinction. However the deficiency of herbaria data, the lack of digitalization of the majority of country collections and the limited access to available literature represent the main obstacles for extinction risk assessments of the Brazilian flora.
  • Comparative analysis of red lists of the Brazilian flora: Asteraceae Original Papers

    Nakajima, Jimi Naoki; Junqueira, Talita Vieta; Freitas, Fernanda Santos; Teles, Aristônio Magalhães

    Abstract in Portuguese:

    A família Asteraceae é de grande representatividade na composição florística do Brasil, e se destaca nas listas da flora ameaçada brasileira devido ao grande número de espécies ameaçadas e com ausência de dados que permita uma definição do status de conservação. A análise comparativa das Listas Vermelhas da Flora do Brasil para Asteraceae é de importância para caracterizar o verdadeiro grau de ameaça das suas espécies diante do crescente processo de degradação ambiental. O estudo estabelece as diferenças dessas listas e diagnostica as áreas e os gêneros mais ameaçados e/ou deficientes em dados. A análise foi baseada na Primeira Lista Oficial da Flora Brasileira, na Revisão da Lista realizada pela Fundação Biodiversitas e na Lista Oficial Atual. Os dados foram organizados em espécies ameaçadas e deficientes em dados, e foram quantificados por gênero e número de espécies. As espécies ameaçadas foram quantificadas também por categoria de ameaça. O Cerrado, a Região Sudeste, o estado de Minas Gerais e os gêneros Lychnophora Mart., Richterago Kuntze e Vernonia Schreb. possuem os maiores números de espécies ameaçadas, e Aspilia Thouars, Baccharis L., Calea L., Eupatorium L., Mikania Willd., Piptocarpha R.Br. e Senecio L. possuem os maiores números de espécies deficientes em dados. Pela não divulgação dos critérios da Lista Oficial atual, a Lista Vermelha da Fundação Biodiversitas reflete melhor a situação de ameaça das espécies de Asteraceae no Brasil. Portanto, é um importante instrumento de subsídio aos projetos para a preservação de espécies ameaçadas e deficientes em dados.

    Abstract in English:

    Asteraceae is one of the most abundant families of the Brazilian flora, and it stands out on Brazilian red lists due to the large number of endangered and data-deficient species, since it is difficult to define a conservation status for the latter. A comparative analysis of red lists of the Brazilian flora focused on the Asteraceae is important, so we can assess the true degree of threat to which these plants are subjected faced with increasing environmental degradation. Our analysis compared red lists, and pointed out the most threatened species or data-deficient areas, species and genera. The study was based on the first and the current Official List of Endangered Species of the Brazilian Flora, and the Brazilian Flora Red List of Fundação Biodiversitas. Species were organized according to the endangered and data-deficient IUCN categories. Endangered species were also classified according to threat category. The highest numbers of threatened species were observed in the Cerrado, in the southeastern region, and in the state of Minas Gerais, as well as in the genera Lychnophora Mart., Vernonia Schreb., and Richterago Kuntze. The genera Aspilia Thouars, Baccharis L., Calea L., Eupatorium L., Mikania Willd., Piptocarpha R.Br., and Senecio L. have the greatest number of data-deficient species. Since the current Official List does not make clear its threat criteria, the Red List of Fundação Biodiversitas best portrays the situation of endangered Asteraceae species; thus, this analysis provides important information for projects aimed at the conservation of threatened and data-deficient species.
  • An interactive key (Lucid) for the identifying of the genera of seed plants from the Ducke Reserve, Manaus, AM, Brazil Original Papers

    Bittrich, Volker; Souza, Clara Sampaio D.; Coelho, Rubens L.G.; Martins, Milena V.; Hopkins, Michael J.G.; Amaral, Maria C.E.

    Abstract in Portuguese:

    A identificação de plantas da Amazônia é ainda muito difícil devido a muitos fatores, como por exemplo grandes lacunas de coleta. Em consequência do conhecimento ainda preliminar da flora dessa grande região, muitas publicações taxonômicas (revisões ou tratamentos florísticos) tornam-se ultrapassadas em poucos anos. A publicação on-line de trabalhos taxonômicos foi sugerida como desejável nesse contexto, por permitir a constante atualização dos dados, embora esse tipo de publicação deva ser mais valorizada pela comunidade científica. Para a área da Reserva Ducke (Manaus, AM), foi publicado um excelente guia de campo ilustrado, baseado exclusivamente em caracteres vegetativos. Entretanto, a presença de estruturas reprodutivas no material coletado não facilita sua identificação com esse tipo de guia de campo. Além disso, como em qualquer chave impressa, o texto não pode ser atualizado, a não ser em uma nova edição. Para exemplificar uma maneira de facilitar a identificação das plantas da Amazônia, foi elaborada uma chave interativa de entradas múltiplas para os gêneros de fanerógamas que ocorrem na Reserva Ducke, com o auxílio do programa Lucid 3.5. Essa chave inclui caracteres vegetativos, reprodutivos e muitas ilustrações e está disponível on-line. São discutidas as vantagens e peculiaridades desse tipo de publicação eletrônica.

    Abstract in English:

    The identification of Amazonian plants is still difficult for many reasons, one being the lack of collections over large areas of the region. As a consequence of the poor knowledge on the Amazonian flora, many taxonomic publications (revisions and floristic treatments) become out of date within a few years. In this context, the on-line publication of taxonomic treatises has been suggested, since it allows constant data updates; and this type of publication should therefore be more valued by the scientific community. An excellent field guide for the Ducke Reserve (Manaus, central Amazonian Brazil) was published, based exclusively on vegetative characters. However, the presence of reproductive structures in the collected material does not facilitate identification with this type of field guide. Furthermore, as in any printed key, the text cannot be updated, except through a new edition. As an example of a way to facilitate the identification of Amazonian plants, an interactive, multiple-entry key to the seed plant genera that occur in the Ducke Reserve was created using the program Lucid 3.5. The key includes vegetative and reproductive characters and many illustrations, and is available on-line. We discuss here the peculiarities and advantages of this type of electronic publication.
  • Leguminosae seedlings morphology and the systematic potential Artigos Originais

    Gurgel, Ely Simone Cajueiro; Santos, João Ubiratan Moreira dos; Lucas, Flávia Cristina Araújo; Bastos, Maria de Nazaré do Carmo

    Abstract in Portuguese:

    As investigações sobre a morfologia de plântulas, antes do surgimento dos metafilos, têm demonstrado rico potencial para estudos sistemáticos, inclusive testando a monofilia de gêneros de Leguminosae. Além disso, proporcionam a descoberta de estruturas transitórias, basais ou derivadas, que podem estabelecer conexões nem sempre ocorrentes no indivíduo adulto. A natureza dos cotilédones, de reserva ou folíaceos, é uma das principais características das leguminosae. O tipo de germinação constitui um dos caracteres mais relevantes para diferenciar suas espécies, assim como a forma do limbo, da margem, do ápice, posição dos eofilos, presença ou ausência de látex ou resina, relação comprimento/largura dos cotilédones, tamanho e número de pinas, pecíolo alado ou não, que permitem caracterizar famílias, gêneros e até mesmo espécies. Em Leguminosae, a morfologia de plântulas corrobora a identificação das plantas no campo e ainda fornece subsídios para delimitações genéricas e infragenéricas na família. De uma maneira geral as plântulas de Caesalpinioideae e Mimosoideae são epígeas, com cotilédones foliáceos; em Papilionoideae predominam plântulas hipógeas com cotilédones de reserva e extremamente variadas em termos morfológicos, principalmente nas tribos com espécies lenhosas.

    Abstract in English:

    The study of seedling morphology, before metaphyll sprouting, is a powerful tool in systematic studies in order to help identify monophyletic genera of Leguminosae. The study of seedling morphology leads to the discovery of temporary, basal and derived structures that are helpful to establish phylogenetic relationships, but may not be present in the adult individual. Cotyledon type, foliaceous or reserve, is one of the most important species characteristics. It facilitates the understanding of important strategic evolutionary changes as well as the ecological and evolutionary history of species of plants in relation to their habitat. The type of germination constitutes one of the most important characteristics used to identify species. In addition, characteristics such as shape of the limbus, edge, apex, eophyll position, presence or absence of latex or resin, length/width relationship of cotyledons, size and number of pinnae, as well as petiole winged or not, allow the identification of families, genera or even species. In Leguminosae, the study of plant morphology is used to confirm plant identification in the field, as well as to delimit generic and infrageneric identification in this family. Overall, Caesalpinioideae and Mimosoideae seedlings are considered epigeal, with foliaceous-type cotyledons; on the other hand in the Papilionoideae there is a predominance of hypogeal species with reserve cotyledons. The latter has also great variety, especially in tribes with ligneous species.
  • Taxonomy "under construction": advances in the systematics of Apocynaceae, with emphasis on the Brazilian Asclepiadoideae Original Papers

    Rapini, Alessandro

    Abstract in Portuguese:

    As Apocynaceae compreendem aproximadamente 5.000 espécies e estão amplamente distribuídas. Pertencem às Gentianales e podem ser facilmente reconhecidas pela presença de látex e por uma cabeça estilar derivada da fusão dos dois carpelos no ápice do estilete. Asclepiadoideae é a sua maior subfamília. Tratada por quase dois séculos em Asclepiadaceae, ela inclui aproximadamente 3.000 espécies e é definida pelos estames com anteras biesporangiadas e pólen transferido em unidades especializadas denominadas polinários. Desde o século XIX, trabalhos florísticos e revisões taxonômicas têm contribuído significativamente para a taxonomia das Asclepiadoideae no Brasil. No entanto, foi apenas a partir deste milênio que estudos filogenéticos, principalmente com base em dados moleculares e um arsenal robusto de análises computacionais, propiciaram avanços significativos para a compreensão das relações internas na subfamília. Avanços na sistemática de Apocynaceae têm gerado novas interpretações sobre evolução morfológica e biogeografia e promovido mudanças substanciais na classificação da família. Vários arranjos taxonômicos ainda são necessários e pode-se dizer que a taxonomia de Apocynaceae encontra-se "em obras". Neste artigo, são revisadas as principais mudanças taxonômicas na família, com atenção especial para a sistemática dos grupos neotropicais. É apresentado um cladograma das Apocynaceae salientando a posição filogenética dos gêneros brasileiros e sua diversidade em número de espécies nativas. Os principais estudos e a diversidade de Asclepiadoideae no Brasil são sintetizados e perspectivas para futuras pesquisas na subfamília são apresentadas.

    Abstract in English:

    The Apocynaceae comprise approximately 5,000 species and are widely distributed. The family belongs to the Gentianales and can be easily recognized by the presence of latex and a style-head derived from the fusion of two carpels at the apex of the styles. The largest subfamily in Apocynaceae is Asclepiadoideae. Treated as the Asclepiadaceae for almost two centuries, it comprises about 3,000 species and is defined by stamens with bisporangiate anthers and pollen transferred in specialized units called pollinaria. Since the 19th century, floristic studies and taxonomic monographs have significantly contributed to the taxonomy of Brazilian Asclepiadoideae. Nevertheless, advances in understanding the internal relationships in the subfamily were not done until this millennium, with the popularization of phylogenetic studies based on molecular data and powerful computer analyses. Advances in the systematics of Apocynaceae have provided new interpretations on the morphological evolution and biogeography of the family and have led to important changes in its classification. Nevertheless, several taxonomic rearrangements are still needed and it can be said that the taxonomy of Apocynaceae is "under construction". In this article, the major taxonomic changes in the family are reviewed, with special attention given to the systematics of Neotropical groups. A cladogram of the Apocynaceae is presented, which highlights the phylogenetic position of the Brazilian genera and their diversity in number of native species. The main studies and the diversity of Asclepiadoideae in Brazil are summarized and perspectives for future research on the subfamily are presented.
  • Poaceae: an overview with reference to Brazil Original Papers

    Longhi-Wagner, Hilda Maria

    Abstract in Portuguese:

    É fornecido um sumário da classificação de Poaceae em subfamílias, de acordo com diferentes propostas, bem como dados sobre a morfologia e corologia de gramíneas, especialmente daquelas ocorrentes no Brasil.

    Abstract in English:

    A summary of the classification of Poaceae into subfamilies according to different proposals is provided, as well as data on morphology and chorology of grasses, especially those that occur in Brazil.
  • Systematics, taxonomy and floristics of Brazilian Rubiaceae: an overview about the current status and future challenges Original Papers

    Delprete, Piero Giuseppe; Jardim, Jomar Gomes

    Abstract in Portuguese:

    Rubiaceae é a quarta família em número de espécies entre as Angiospermas no Mundo e no Neotrópico. A grande diversidade de espécies com representantes na maioria dos bioma, ocupando os diferentes estratos vegetacionais, fazem desta família um dos mais importantes componente da vegetação tropical. Durante as duas últimas décadas a classificação da família sofreu várias reorganizações, principalmente pela influência de estudos filogenéticos moleculares, e muitos estudos florísticos e revisões taxonômicas foram recentemente produzidos sobre Rubiaceae Neotropicais. Considerando a grande quantidade de literatura que foi recentemente produzida sobre estes assuntos, o presente trabalho tem dois objetivos principais: o primeiro é fornecer uma visão geral sobre a mais recente classificação da família com ênfase nos gêneros de Rubiaceae que ocorrem no Brasil, indicando os táxons que necessitam de estudos filogenéticos e taxonômicos; o segundo, é apresentar uma breve discussão sobre o estado de conhecimento florístico e taxonômico nas várias regiões do Brasil, indicando os táxons e as áreas geográficas que precisam de mais estudos.

    Abstract in English:

    The Rubiaceae is the fourth Angiosperm family in number of species in the World and in the Neotropics. Its overwhelming diversity and presence in most biomes, and at most vegetation layers, makes this family one of the most important components of tropical vegetation. During the last two decades, family classification went through several reorganizations, mostly influenced by the advent of molecular phylogenetic studies, and many taxonomic revisions and floristic studies on Brazilian Rubiaceae have become available. In view of the considerable amount of literature that has recently been produced on Neotropical Rubiaceae, the present work has two main objectives: the first is to offer an overall view of the most recent family classification with emphasis on the genera of Rubiaceae occurring in Brazil, and to indicate particular taxa that are still in need of phylogenetic and taxonomic studies; the second objective is to present a short discussion on the state of floristic and taxonomic knowledge with respect to the various regions of Brazil, indicating the taxa and the geographic areas that need to be studied.
  • Checklist and key of genera and species of the Lamiaceae of the Brazilian Amazon Original Papers

    Harley, Raymond Mervyn

    Abstract in Portuguese:

    É apresentada uma lista e chaves de identificação para os gêneros nativos de Lamiaceae da Amazônia (oito gêneros e 42 especies), sendo excluídos desse trabalho os gêneros nativos Vitex, Volkameria, Aegiphila e Amasonia, que foram recentemente transferidos de Verbenaceae, e o autor não tem dados sobre os mesmos. É apresentado um voucher de herbário para cada estado no qual a espécie ocorre. Foram incluídas notas sobre os taxa cultivados e também uma chave para todas as espécies de Ocimum encontradas no Brazil.

    Abstract in English:

    A checklist and keys are provided for Lamiaceae native to Brazilian Amazonia (eight genera and 42 species), excluding the genera Vitex, Volkameria, Aegiphila and Amasonia, which have recently been transferred from the Verbenaceae, and for which the author did not have data. An herbarium voucher is listed for each state in which the species has been found. Notes on many cultivated taxa are included, and also a key to all species of Ocimum known from Brazil.
  • Taxonomy of Melastomataceae in Brazil: retrospective and perspective views, and an identification key for the genera Artigos Originais

    Goldenberg, Renato; Baumgratz, José Fernando A.; Souza, Maria Leonor D'El Rei

    Abstract in Portuguese:

    Uma retrospectiva do conhecimento taxonômico atual de Melastomataceae no Brasil é apresentada, constando uma abordagem histórica dos estudos já desenvolvidos e o cenário atual das circunscrições da família, tribos e gêneros. Também é abordada a distribuição geográfica do grupo nos diferentes domínios fitogeográficos, bem como o uso de novas ferramentas metodológicas, como filogenia e marcadores moleculares, para subsidiar propostas de novas classificações da família. São destacadas perspectivas de futuros estudos que possam contribuir para atualizar e preencher lacunas no conhecimento da diversidade do grupo na flora brasileira e apresentada uma chave de identificação para os gêneros no Brasil.

    Abstract in English:

    In this paper we present a historical framework on the study of Melastomataceae taxonomy in Brazil. We also present a discussion of the circumscriptions of the taxa, and of geographic distribution of the genera, as well as the impact of new tools (like molecular markers and phylogeny) on taxonomic knowledge of the family. Finally, we discuss perspectives for future studies, also indicating some gaps that must be filled in order to improve our knowledge of the diversity of Brazilian Melastomataceae. We present an identification key for the genera occurring in Brazil.
  • Species of Pera (Euphorbiaceae s.s.) in Brazilian Amazon Artigos Originais

    Bigio, Narcisio Costa; Secco, Ricardo S.

    Abstract in Portuguese:

    Pera Mutis é um gênero neotropical, com aproximadamente 30 espécies e centro de diversidade localizado na Bacia Amazônica. São árvores ou arbustos, dióicos ou raramente monóicos, que apresentam uma bráctea globosa que às vezes é confundida com botões florais. A última revisão do gênero foi realizada em 1919, sendo que muitas espécies foram descritas desde então. Este trabalho objetiva realizar um estudo taxonômico das espécies de Pera que ocorrem na Amazônia brasileira, discutindo a posição do gênero como parte de um táxon autônomo (Peraceae) ou como membro das Euphorbiaceae s.s. Foram encontradas 13 espécies na Amazônia brasileira: P. anisotricha Müll. Arg., P. bicolor (Klotzsch) Müll. Arg., P. benensis Ruby, P. coccinea (Benth.) Müll. Arg., P. decipiens Müll. Arg., P. distichophylla (Mart.) Baill., P. eiteniorum Bigio & Secco, P. glabrata (Schott) Baill., P. heteranthera (Schranck) I.M. Johnst, P. manausensis Bigio & Secco, P. membranacea Leal,P. tomentosa (Benth.) Müll. Arg. e P. pulchrifolia Ducke. Destas, três são novas ocorrências para a Amazônia brasileira, oito táxons foram considerados como novos sinônimos e novos lectótipos foram designados. Um histórico taxônomico do gênero, informações sobre sua morfologia, bem como descrições, chave de identificação, ilustrações e informações sobre a biologia de cada espécie são fornecidos.

    Abstract in English:

    Pera Mutis is an endemic genus from the Neotropics, with about 30 species and diversity center located in the Amazon. These species are trees or shrubs, dioecious or rarely monoicous, having globose bracts that are sometimes confused with floral buds. The last revision of this genus was in 1919, and many species have been described since then. This work aims to carry out a taxonomic study of Pera species that occur in the Brazilian Amazon and discussing the position of genera as part of an autonomous taxon (Peraceae) or if a member of the Euphorbiaceae s.s. Thirteen species in the Brazilian Amazon were found: Pera anisotricha Müll. Arg., P. bicolor (Klotzsch) Müll. Arg., P. benensis Ruby, P. coccinea (Benth.) Müll. Arg., P. decipiens Müll. Arg., P. distichophylla (Mart.) Baill., P. eiteniorum Bigio & Secco, P. glabrata (Schott) Baill., P. heteranthera (Schranck) I. M. Johnst, Pera manausensis Bigio & Secco P. membranacea Leal, P. tomentosa (Benth.) Müll. Arg., P. pulchrifolia Ducke. From these species, three are new records for the Brazilian Amazon. Eight taxa were considered to be new synonyms and new lectotypes were designated. Data on the history of the genus, and on morphology and biology, as well as descriptions, identification keys, and illustrations of the species are presented.
  • The tribe Hippomaneae (Euphorbiaceae) in Brazil Original Papers

    Esser, Hans-Joachim

    Abstract in Portuguese:

    A tribo Hippomaneae é discutida em relação à sua história taxonômica, posição sistemática nas Euphorbiaceae, em seus principais caracteres morfológicos diagnósticos, com ênfase no botão floral, em sua atual filogenia e subdivisão, e em seus padrões gerais de diversidade. A tribo está representada no Brasil por 13 gêneros e cerca de 120 espécies. Uma chave para os gêneros brasileiros é fornecida. Todos os gêneros do Brasil são discutidos sucintamente, citando-se suas características mais relevantes, a literatura taxonômica mais recente e o seu estado atual de conhecimento, bem como algumas sugestões para problemas ainda não resolvidos sobre os táxons. Há revisões publicadas para cinco dos gêneros, sendo que seis já foram revisados ou estão sendo revisados, mas permanecem inéditos. Actinostemon e Gymnanthes são atualmente os gêneros mais difíceis, especialmente pela ausência de referências taxonômicas atuais disponíveis. Para Mabea e Senefeldera, gêneros já revisados, mas não publicados, são fornecidos dados adicionais sobre a taxonomia, ecologia e biogeografia.

    Abstract in English:

    The tribe Hippomaneae (Euphorbiaceae) in Brazil. The tribe Hippomaneae is discussed with respect to its taxonomic history, its placement within the Euphorbiaceae, its diagnostic characters (particularly the floral buds), current data on phylogeny and subdivision, and its general pattern of diversity. The tribe is represented in Brazil with 13 genera and ca. 120 species. A key to the Brazilian genera is provided. All Brazilian genera are discussed, citing relevant characters, recent taxonomic literature, and the current state of knowledge, sometimes pointing to unresolved problems. For five of the genera, published revisions exist; six genera have unpublished but completed revisions or are currently under revision. Actinostemon and Gymnanthes are currently the most difficult genera, mostly based on the absence of available up-to-date taxonomic references. For Mabea and Senefeldera, two genera with completed but currently unpublished revisions, additional data are given on aspects of their taxonomy, ecology and biogeography.
  • An overview of recent taxonomic studies on Euphorbiaceae s.l. in Brazil Original Papers

    Secco, Ricardo de S.; Cordeiro, Inês; Senna-Vale, Luci de; Sales, Margareth F. de; Lima, Letícia Ribes de; Medeiros, Débora; Sá Haiad, Bárbara de; Oliveira, Arline Souza de; Caruzo, Maria Beatriz Rossi; Carneiro-Torres, Daniela; Bigio, Narcisio C.

    Abstract in Portuguese:

    As Euphorbiaceae sensu lato distribuem-se especialmente nos trópicos, nos mais variados tipos de vegetação e habitats, sendo uma das maiores, mais complexas e diversificadas famílias das Angiospermas. Foi recentemente dividida em quatro famílias e segundo os atuais sistemas de classificação, baseados em estudos filogenéticos envolvendo dados moleculares, está assim classificada: Euphorbiaceae sensu stricto, Phyllanthaceae, Putranjivaceae e Picrodendraceae, havendo uma proposição de estabelecer Peraceae, táxon ainda em discussão. Houve também mudanças no posicionamento taxonômico de gêneros de ampla distribuição no território brasileiro, tais como Amanoa, Drypetes, Pera, Phyllanthus, Podocalyx, Pogonophora e Richeria, entre outros. Além disso, novas espécies vêm sendo propostas e a amplitude dos limites de distribuição de diversos táxons vem aumentando no Brasil. Diante do exposto, os autores fornecem um panorama geral dos estudos mais recentes e avanços na taxonomia de Euphorbiaceae s.l. nas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul do país, concentrando-se nos trabalhos de revisão e floras regionais, bem como nas mudanças que resultaram em nova configuração taxonômica da família.

    Abstract in English:

    The Euphorbiaceae sensu lato are distributed mainly in the tropics, in various types of vegetation and habitats, being one of the largest, most complex and diverse families of angiosperms. It has recently been divided into four families, according to classification systems based on molecular phylogeny: Euphorbiaceae sensu stricto, Phyllanthaceae, Putranjivaceae, and Picrodendraceae. There is a proposition to establish Peraceae still under discussion. There were also changes in the taxonomic position of genera widely distributed in the Brazilian territory, such as Amanoa, Drypetes, Pera, Phyllanthus, Podocalyx, Pogonophora, and Richeria, among others. In addition, new species have been proposed and the limits of taxa distribution are expanding in Brazil. Thus, the authors provide an overview of recent studies and advances in the taxonomy of Euphorbiaceae s.l. in the Northern, Northeastern, Southeastern and Southern regions of Brazil, concentrating on review works and regional floras, as well as the changes that resulted in setting a new taxonomic family.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br