Rodriguésia, Volume: 63, Issue: 2, Published: 2012
  • Diversity and conservation status of bromeliads from Serra da Piedade, Minas Gerais, Brazil Original Papers

    Marques, Andréa Rodrigues; Lemos Filho, José Pires de; Mota, Rubens Custódio da

    Abstract in Portuguese:

    A Cadeia do Espinhaço em Minas Gerais, sudeste do Brasil, é reconhecida como centro de endemismo de Bromeliaceae, principalmente nos campos rupestres, onde as condições edafo-climáticas são severas. O objetivo deste estudo foi estender o conhecimento sobre as Bromeliaceae da Serra da Piedade localizada no extremo sul da Cadeia do Espinhaço onde predomina a ocorrência de afloramentos ferruginosos. O estado de conservação e a distribuição espacial foram analisados, bem como, a similaridade florística de bromélias entre diferentes localidades com afloramentos rochosos. Na Serra da Piedade foram encontradas 25 espécies, sendo a subfamília Tillandsioideae a mais representativa. Dentre as espécies, 27% são exclusivas de campos rupestres e 73% ocorreram tanto nos afloramentos rochosos quanto nos habitats florestais. As espécies de bromélias na área de estudo necessitam de muita atenção, pois duas espécies estão vulneráveis (Racinaea aerisincola e Vriesea minarum), cinco espécies em perigo e três espécies em perigo crítico de extinção. Os baixos valores do índice de Jaccard apontaram uma dissimilaridade entre a flora de bromélias de diferentes localidades com afloramentos quartzíticos e ferruginosos da Cadeia do Espinhaço. A Serra da Piedade apresenta uma flora de bromélias exclusiva, a qual está ameaçada pela mineração e extrativismo, sendo necessária uma ação imediata para sua conservação.

    Abstract in English:

    The Espinhaço Mountain Range in Minas Gerais state in southeastern Brazil is a center of endemism of the Bromeliaceae, mainly in campo rupestre montane vegetation that grows under rigorous edapho-climatic conditions. This study sought to improve our knowledge of the Bromeliaceae from Serra da Piedade in the extreme southern portion of the Espinhaço Mountain Range where ironstone outcrops predominate. Conservation status and spatial distribution of these plants were analyzed as well as floristic similarities with other regions with rocky outcrops. Twenty-five bromeliad species were found in Serra da Piedade, with the subfamily Tillandsioideae being the best represented. Twenty-seven percent of the species were exclusive to campo rupestre environments, while 73% occurred both on outcrops and in forest habitats. The bromeliads in the study area merit special attention as two species are considered vulnerable (Racinaea aerisincola and Vriesea minarum), five are endangered, and three are critically endangered. Low Jaccard index values indicated dissimilarities between the bromeliad floras in different localities of quartzite and ironstone outcrops within the Espinhaço Mountain Range. Serra da Piedade has a distinct bromeliad flora that is threatened by mining activities and illegal harvesting and requires immediate measures to help guarantee conservation.
  • Structure and dynamics of a Cariniana estrellensis (Lecythidaceae) population in a fragment of Atlantic Forest in Minas Gerais, Brazil Original Papers

    Nunes, Yule Roberta Ferreira; Petrere Jr., Miguel

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho objetivou caracterizar a estrutura e a dinâmica de uma população de Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze, procurando testar a hipótese que a espécie persiste na floresta por meio do banco de plântulas. Foram avaliadas a germinação de sementes, distribuição espacial, e recrutamento, crescimento e mortalidade das plantas jovens. Para caracterizar a estrutura populacional uma parcela de 1,2 ha foi definida, onde foram mapeados os indivíduos adultos, e distribuídas 100 sub-parcelas de 6 m² para caracterizar a estrutura e monitorar dinâmica dos indivíduos jovens. As sementes foram amostradas através de coletores para estimar sua produção e a porcentagem de cobertura do dossel por fotografias hemisféricas. A chuva de sementes e os juvenis apresentaram distribuição agregada, mostrando a existência de manchas de habitas. A mortalidade dos jovens ocorreu principalmente no estágio inicial de estabelecimento. A estrutura de tamanhos, caracterizada pela ocorrência de grande número de indivíduos jovens (X = 9.763 indivíduos ha-1) e pequeno número de adultos (X = 5 indivíduos ha-1), associada à alta taxa de produção de sementes (X = 60.800 sementes ha-1) e a baixas taxas de crescimento (X = 2,37 cm ano-1) e mortalidade dos indivíduos jovens estabelecidos (15,66%), demostram que a espécie investe na formação de banco de plântulas como estratégia reprodutiva.

    Abstract in English:

    We aimed to describe population structure and dynamics of Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze to test the hypothesis that this species survives in the forest by forming a seedling bank. We evaluated seed germination, spatial distribution, and recruitment, growth and mortality rates of young individuals. To characterize population structure a 1.2-ha plot was defined, where reproductive adults were mapped; also 100 6 m² sub-plots were established to characterize structure and monitor dynamics of young individuals. We estimated seed production using seed collectors and determined the percentage of canopy cover by hemispherical photographs. Seed rain and saplings showed clustered distribution indicating habitat-patch formation. Sapling mortality occurred mainly during the initial establishment phase. Size structure was characterized by many saplings (X = 9,763 individuals ha-1) and few adults (X = 5 individuals ha-1), associated with a high rate of seed production (X = 60,800 seeds ha-1), low growth rates (X = 2.37 cm ano-1) and mortality (15.66%) of established saplings, showing that species invest in seedling bank formation as a reproductive strategy.
  • Physiognomy and structure of a caatinga with Cordia oncocalyx (Boraginaceae), a new type of community in Andrade-Lima's classification of caatingas Original Papers

    Costa, Rafael Carvalho da; Araújo, Francisca Soares de

    Abstract in Portuguese:

    Recentemente foi proposta a inclusão de fisionomias com Cordia oncocalyx Allemão (Boraginaceae) como um novo tipo/unidade à classificação de caatingas de Andrade-Lima (CFFAL). Porém, nenhum estudo avaliou quantitativamente essa proposta. Este estudo visou descrever a fisionomia e estrutura de uma caatinga com C. oncocalyx comparando-a a outros estudos para verificar diferenças estruturais e fisionômicas. Amostrou-se 1795 indivíduos de 25 espécies, somando uma área basal de 35,26 m². C. oncocalyx e Mimosa caesalpiniifolia Benth. (Fabaceae) representaram 48% do VI total. A fisionomia foi caracterizada pelo predomínio de indivíduos de altura intermediária (3‒4 m) e concentração de área basal nos indivíduos altos (> 8 m). Dentre as cinco espécies com maior valor de importância (VI), apenas uma teve frequência alta dentre as cinco espécies de maior VI de levantamentos compilados (16/35). Desses levantamentos, apenas dois eram comparáveis a este estudo e só um pôde ser classificado conforme a CFFAL, inserindo-se dentre caatingas arbóreas abertas. Nesse caso, a comunidade era densa e dominada por indivíduos finos e baixos, em contraste à caatinga aqui estudada. Os resultados indicam a adequação da inclusão das caatingas com C. oncocalyx dentre caatingas florestais médias e baixas da CFFAL. Porém, o baixo número de estudos comparáveis limita o alcance de generalizações.

    Abstract in English:

    Recently, the inclusion of physiognomies with Cordia oncocalyx Allemão (Boraginaceae) as a new type/unit within Andrade-Lima's classification of caatingas (ALFPC) has been proposed. However, no study has quantitatively analyzed this proposal so far. In order to fill this gap, a phytosociological study was conducted in a caatinga with C. oncocalyx, and differences in structure and physiognomy in relation to compiled caatinga studies were verified. 1795 plants from 25 species and a total basal area of 35.26 m² were found. C. oncocalyx and Mimosa caesalpiniifolia Benth. (Fabaceae) had 48% of total importance index (IV). The physiognomy was characterized by the predominance of individuals of intermediate height (3‒4 m) and the tallest ones accounted for the highest fraction of basal area. Of the five species with highest IV, only one had high frequency among the species with highest IV in the compiled studies (16/35). Only two of these compiled studies were comparable to the present study, and only one could be classified according to ALFPC. A contrast between that study and the present one was found, as the first reports a dense community with high number of small diameter individuals accounting for most of the basal area. These findings suggest the suitability of including C. oncocalyx caatingas in low and medium caatinga forests as proposed in ALFPC. However, the low number of comparable studies limits generalizations.
  • The genus Encyclia (Orchidaceae) in the Distrito Federal, Goiás and Tocantins Artigos Originais

    Meneguzzo, Thiago E.C.; Bianchetti, Luciano B.; Proença, Carolyn E.B.

    Abstract in Portuguese:

    São reconhecidas seis espécies do gênero Encyclia, Orchidaceae, no Distrito Federal, Goiás e Tocantins (Brasil), a saber: E. argentinensis, E. chapadensis, E. cyperifolia, E. gonzalezii, E. linearifolioides e E. osmantha. Todos os espécimes foram registrados no bioma Cerrado. Um total de 42 nomes foram estudados. Duas sinonimizações, quatro lectótipos e dois epítipos são propostos. Um nome é apresentado como inválido, quatro como supérfluos e quatro como "nomen nudum". Treze nomes, incluídos em listagens anteriores para a área em questão, foram excluídos do tratamento por falta de material testemunho ou outro tipo de evidência e três são registrados como de possível ocorrência.

    Abstract in English:

    Six species of the genus Encyclia are accepted in the Distrito Federal, Goiás and Tocantins (Brazil): E. argentinensis, E. chapadensis, E. cyperifolia, E. gonzalezii, E. linearifolioides and E. osmantha. All the specimens were collected in the Cerrado biome. In total 42 names were analyzed. Two synonyms, four lectotypes and two epitypes are proposed. A name is presented as invalid, four are superfluous and four are "nomen nudum". Thirteen names are excluded from treatment and twenty-one are presented as invalid and three are registered as a possible occurrence.
  • Aciotis, Acisanthera, Marcetia, Microlepis, Pterolepis and Siphanthera (Melastomataceae) in Paraná state, Brazil Artigos Originais

    Meyer, Fabrício Schmitz; Goldenberg, Renato

    Abstract in Portuguese:

    Os gêneros Aciotis D.Don, Acisanthera P. Browne, Marcetia DC., Microlepis (DC.) Miq., Pterolepis (DC.) Miq., Siphanthera Pohl ex DC., além de Tibouchina Aubl., são os representantes da tribo Melastomeae no estado do Paraná. À exceção do último, cada um apresenta apenas uma espécie no estado, respectivamente: Aciotis paludosa (Mart. ex DC.) Triana, Acisanthera variabilis (DC.) Triana, Marcetia taxifolia (A.St.-Hil.) DC., Microlepis oleifolia (DC.) Triana, Pterolepis glomerata (Rottb.) Miq. e Siphanthera cordata Pohl ex DC. Os registros de Microlepis e Siphanthera são os primeiros para estes gêneros no Paraná e região Sul. Neste trabalho foi elaborado um tratamento taxonômico para as espécies de Melastomeae no Estado, exceto para Tibouchina. São fornecidas chave de identificação, descrições dos gêneros e espécies, comentários taxonômicos, ilustrações, informações sobre distribuição geográfica e listagens de materiais examinados.

    Abstract in English:

    The genera Aciotis D.Don, Acisanthera P. Browne, Marcetia DC., Microlepis (DC.) Miq., Pterolepis (DC.) Miq., Siphanthera Pohl ex DC., and Tibouchina Aubl. represent the tribe Melastomeae in the state of Paraná. Except for Tibouchina, each has only one species occurring in the state, respectively: Aciotis paludosa (Mart. ex DC.) Triana, Acisanthera variabilis (DC.) Triana, Marcetia taxifolia (A.St.-Hil.) DC., Microlepis oleifolia (DC.) Triana, Pterolepis glomerata (Rottb.) Miq. and Siphanthera cordata Pohl ex DC. Microlepis and Siphanthera are cited for the first time in Paraná and in southern Brazil. In this article we present a taxonomic treatment for the species of tribe Melastomeae in the state, except for those of Tibouchina, with an illustrated identification key, descriptions, information on distribution and taxonomy, and collectors' lists.
  • Morphoanatomy of the underground system of Androtrichum trigynum (Cyperaceae) Original Papers

    Pereira, Roberta Andressa; Rodrigues, Ana Claudia

    Abstract in Portuguese:

    Androtrichum apresenta uma única espécie, A. trigynum (Spr.) Pfeiffer, ocorrendo em regiões litorâneas da costa sudoeste atlântica. Apresenta o sistema subterrâneo constituído por rizomas e raízes adventícias. O rizoma é espessado, plagiotrópico e simpodial, do qual partem os escapos florais e as raízes. A partir do promeristema caulinar diferenciam-se a protoderme, o procâmbio e o meristema fundamental. Na região apical observam-se os meristemas intercalar e de espessamento primário (MEP). As raízes adventícias se originam do MEP e apresentam o ápice radicular do tipo fechado. A epiderme jovem apresenta células papilosas. Observa-se também a endoderme meristemática em atividade. Na maturidade, identifica-se o córtex externo ou hipoderme e córtex interno diferenciado em aerênquima. A endoderme tem células alongadas no sentido radial com paredes finas e o periciclo é bisseriado. As características anatômicas observadas no presente estudo condizem com outras espécies de Cyperaceae, e caracteres xeromorfos podem ser identificados.

    Abstract in English:

    Androtrichum has only one species, A. trigynum (Spr.) Pfeiffer, occurring in coastal regions of the southwestern Atlantic coast. It presents an underground system consisting of rhizomes and adventitious roots. The rhizome is thickened, plagiotropic, sympodial, and floral scapes and roots arise from it. From the stem promeristem, the protoderm, procambium and ground meristem are differentiated. At the apex region, the intercalary meristem and primary thickening meristem (PTM) are observed. The adventitious roots originate from the PTM, and present root apex with closed organization. The young epidermis has papillose cells, and meristematic endoderm activity is observed. In a mature root, the outer cortex, or hypodermis, and the internal cortex can be identified. The endoderm presents radially elongated cells with thin walls and the pericycle is biseriate. The anatomical features observed in the present study are found in other species of Cyperaceae and some xeromorphic characters can be identified.
  • Evaluating the effectiveness of the propagation of Alcantarea imperialis (Bromeliaceae) cultivated in vitro and ex vitro Artigos Originais

    Aoyama, Elisa Mitsuko; Versieux, Leonardo de Melo; Nievola, Catarina Carvalho; Mazzoni-Viveiros, Solange Cristina

    Abstract in Portuguese:

    O cultivo in vitro de bromélias tem sido considerado uma técnica eficiente para aperfeiçoar a sua produção. Contudo, não existem relatos que comparem a eficiência dos métodos de propagação in vitro e ex vitro da bromélia-imperial Alcantarea imperialis (Carrière) Harms utilizada no paisagismo e considerada ameaçada de extinção devido ao extrativismo ilegal. O cultivo in vitro surge como uma boa alternativa para se preservar a diversidade genética dessa espécie polimórfica, assegurando a matéria-prima para a evolução contemporânea ocorrer. O objetivo deste trabalho foi comparar o crescimento de plantas de A. imperialis, cultivadas in vitro e ex vitro, a partir de sementes, estabelecendo o período ideal de transferência para aclimatação. As sementes foram submetidas à desinfestação superficial antes de serem transferidas para as condições de cultivo (meio de cultura ou substrato de casca de Pinus sp.). Após períodos pré-estabelecidos, plântulas cultivadas in vitro foram transferidas para condições ex vitro (aclimatação). As plântulas provenientes do cultivo in vitro apresentaram maiores valores para todos os parâmetros analisados em relação àquelas cultivadas ex vitro. Os dados demonstraram que a aclimatação de plântulas mantidas in vitro por 2, 4 e 6 meses apresentaram maior crescimento, em comparação àquelas aclimatadas após terem sido cultivadas por mais tempo in vitro. Os resultados deste trabalho mostram a eficiência do método de cultivo in vitro, indicando o tempo ideal para a permanência das plântulas nos meios nutritivos, estabelecendo importante relação custo-benefício para sua produção.

    Abstract in English:

    The in vitro cultivation of bromeliads has been considered an effective technique to improve its production. However, there are no studies that compare the efficiency of the methods of in vitro propagation versus ex vitro for the Brazilian giant bromeliad Alcantarea imperialis (Carrière) Harms used in landscaping and considered to be endangered due to illegal extraction. The in vitro culture appears as a good alternative to preserve the genetic diversity of this polymorphic species, assuring that the raw material for the contemporary evolution will be available. The aim of this study was to compare the growth of plants of A. imperialis in vitro and ex vitro obtained from seed, establishing the ideal transfer period. The seeds were disinfected before being transferred to culture conditions (culture medium or Pinus sp. bark substrate). After the pre-established growing time, in vitro plants were transferred to ex vitro (acclimatization). Plants from in vitro cultures showed higher values for all measured parameters compared to those grown ex vitro. The data showed that the acclimation of plants cultivated in vitro for 2, 4, and 6 months showed better growth compared to those acclimated after being cultured in vitro for longer time. These results show the efficiency of the in vitro culture method, indicating the ideal time for the maintenance of the plants in nutrient media, providing important cost-benefit ratio for production.
  • Vascular flora of Serra do Japi Biological Reserve, Jundiaí, southeastern Brazil Original Papers

    Lombardi, Julio Antonio; Carvalho, Carolina da Silva; Biral, Leonardo; Saka, Mariana Naomi; Hieda, Sean Miki

    Abstract in Portuguese:

    Amostragem florística foi feita em áreas da Reserva Biológica Municipal da Serra do Japi, Jundiaí, Estado de São Paulo, incluíndo fisionomias de floresta semidecídua montana, classificada como parte das formações da Mata Atlântica. Foram encontradas 661 espécies em 129 famílias, as dez fanerogâmicas mais diversas foram: Asteraceae (56 espécies), Fabaceae (37), Rubiaceae (29), Poaceae (25), Solanaceae (24), Cyperaceae (19), Euphorbiaceae (19), Orchidaceae (19), Melastomataceae (17), e Piperaceae (17). O acréscimo de 322 espécies adicionais compiladas de listagens florísticas suplementares eleva, para a Serra do Japi em geral, o número registrado a 976 espécies em 141 famílias. Comparada a outros levantamentos florísticos na Mata Atlântica, esses resultados demonstram a diversidade florística da área estudada e ressaltam o valor da preservação da vegetação nessa região altamente urbanizada.

    Abstract in English:

    Floristic sampling was carried out in Serra do Japi Biological Reserve, Jundiaí, state of São Paulo, Brazil, including physiognomies of semideciduous montane forest, a type of forest formation within the Atlantic Forest domain. Six hundred and sixty one species distributed in 129 families were recorded; the ten most diverse phanerogam families were: Asteraceae (56 species), Fabaceae (37), Rubiaceae (29), Poaceae (25), Solanaceae (24), Cyperaceae (19), Euphorbiaceae (19), Orchidaceae (19), Melastomataceae (17), and Piperaceae (17). The addition of 322 species from other floristic surveys increased the number of species of Serra do Japi to 976, distributed in 141 families. Compared to other floristic surveys carried out in the Atlantic Forest, our results highlight the floristic diversity of the study area and the importance of preserving the vegetation of this highly urbanized region.
  • Flora of Usina São José: Orchidaceae Artigos Originais

    Pessoa, Edlley; Alves, Marccus

    Abstract in Portuguese:

    Orchidaceae foi citada recentemente como a família mais representativa na Floresta Atlântica. Considerando essa representatividade, a fragmentação com perda de diversidade e a carência de informações para a área, este trabalho inventariou a flora orquidológica em remanescentes florestais na Usina São José (USJ), Pernambuco, Brasil. O estudo foi realizado em seis fragmentos na mata Norte Pernambucana, localizados no município de Igarassu. Foram realizadas expedições mensais de dezembro de 2008 a março de 2010. As amostras foram depositadas no herbário UFP. Orchidaceae está representada na área por 27 espécies e 19 gêneros, cujos mais representativos foram Epidendrum (4 spp.) e Scaphyglottis (3 spp.). Incrementa-se 20 spp. àquelas citadas para a USJ em lista anterior. Três espécies foram citadas pela primeira vez para a Floresta Atlântica, sendo uma um novo registro para flora nordestina. Cattleya granulosa Lindl. e Zygostates bradei (Schltr.) Garay estão incluídas em listas de espécies ameaçadas de extinção na categoria de vulneráveis. O fragmento Piedade merece destaque por apresentar 26 spp., sendo este uma RPPN. Os dados reforçam a importância da área para conservação da biodiversidade no estado.

    Abstract in English:

    Orchidaceae was recently pointed as the most representative family in Atlantic forest. Based on the lack of data and the fragmentation with lost of diversity, this paper provides a checklist of the orchids in some fragments of Atlantic Rainforest in Usina São José (USJ), Pernambuco, Brazil. The study area includes six forest fragments in Igarassu, Pernambuco. Fieldwork was carried out from December/2008 to March/2010. The vouchers were deposited at UFP herbarium. Orchidaceae is represented by 27 species and 19 genera which Epidendrum L. (4 spp.) and Scaphyglottis Poepp. & Endl.(3 spp.) were the richest in number of species. This work increases 20 spp. to that recorded for USJ in previous checklist. Three species are recorded here for the first time for the Atlantic rainflorest, and one is a new record to Northeastern Brazil. Cattleya granulosa Lindl. and Zygostates bradei (Schltr.) Garay are considered threatened. The Piedade remain is noteworthy for having 26 spp., which is a RPPN. The data shows the importance of the area to conservation of the biodiversity in the State.
  • Olyreae (Poaceae: Bambusoideae) of Marambaia, Rio de Janeiro, Brazil Artigos Originais

    Silva, Christian da; Conde, Marilena de Menezes Silva; Longhi-Wagner, Hilda Maria

    Abstract in Portuguese:

    A Marambaia localiza-se no sul do Estado do Rio de Janeiro, entre a Baía de Sepetiba e o Oceano Atlântico, nos domínios da Mata Atlântica. Os representantes da tribo Olyreae constituem os bambus herbáceos e são encontrados, principalmente, nos trópicos do Novo Mundo, geralmente compondo o estrato herbáceo de matas, estando por isso ameaçados pela degradação ou fragmentação de habitats. O presente estudo objetivou levantar as espécies de Poaceae pertencentes à tribo Olyreae que ocorrem na área de estudo e contribuir para o conhecimento da sua diversidade, distribuição e conservação. As coletas foram realizadas de agosto de 2008 a dezembro de 2010, através de caminhadas livres ao longo de trilhas nas diversas formações vegetais. Foi verificada a ocorrência de sete espécies da tribo Olyreae, distribuídas, principalmente, nas áreas de floresta atlântica de encosta. A subtribo Olyrineae está representada por Cryptochloa capillata, Olyra humilis, O. latifolia, Parodiolyra micrantha, Raddia brasiliensis e Reitzia smithii, e a subtribo Parianinae, por Eremitis sp. Olyra latifolia e P. micranta são as espécies mais comuns na área. Eremitis sp. provavelmente se constitui em uma nova espécie.

    Abstract in English:

    Marambaia is located in southern Rio de Janeiro state, between Sepetiba Bay and the Atlantic Ocean (23º1'S, 23º6'S; 43º34'W, 44ºW), within the Atlantic Forest domain. The tribe Olyreae includes the herbaceous bamboos, found mainly in the New World Tropics, usually comprising the herbaceous layer of forests. They are being threatened by habitat fragmentation and degradation. This study aims to determine which Olyreae species occur in the area, contributing to our knowledge of their conservation, distribution and diversity. Samples were collected from August 2008 to December 2010 by free walks along trails in the various plant formations. The occurrence of seven Olyreae species distributed in Atlantic slope-forest areas was confirmed. Subtribe Olyrinae is represented by Cryptochloa capillata, Olyra humilis, O. latifolia, Parodiolyra micrantha, Raddia brasiliensis and Reitzia smithii, and subtribe Parianinae by Eremitis sp. Olyra latifolia and P. micrantha are the most common species in the area. Eremitis sp. is probably a new species.
  • Myrtaceae in the restinga vegetation at the northern limit of the Atlantic coastal forest, Brazil Artigos Originais

    Lourenço, Ana Raquel de Lima; Barbosa, Maria Regina de Vasconcellos

    Abstract in Portuguese:

    Myrtaceae é uma das famílias mais ricas em espécies nas restingas brasileiras. O objetivo desse trabalho foi levantar a riqueza e realizar o tratamento taxonômico das espécies de Myrtaceae presentes em remanescentes de restinga situados na divisa entre os Estados da Paraíba e Rio Grande do Norte, no limite norte de distribuição da Mata Atlântica. Foram registradas 23 espécies, sendo a subtribo Eugeniinae a mais diversa, com 11 espécies, seguida de Myrciinae com 8 e Myrtinae com 4. É apresentada uma chave para identificação das espécies, bem como descrições, ilustrações e dados relativos à fenologia e distribuição geográfica.

    Abstract in English:

    Myrtaceae are one of the richest families in the Brazilian restinga vegetation (open savannas or low forests over sand near the coast). The purpose of this study was to evaluate the species richness and present a taxonomic treatment of all Myrtaceae species occurring in restinga remnants near the border of Paraíba and Rio Grande do Norte at the northern limit of the Atlantic coastal forest. We identified 23 species of Myrtaceae, 11 in subtribe Eugeniinae, 8 in Myrciinae, and 4 in Myrtinae. A key to species, descriptions, illustrations, as well as phenological and geographic distribution data are provided.
  • Leaf anatomy of five Polygala species (Polygalaceae) from restinga and cerrado Artigos Originais

    Aguiar-Dias, Ana Cristina Andrade de; Yamamoto, Kikyo; Castro, Marília de Moraes

    Abstract in Portuguese:

    A plasticidade ecológica observada em plantas que ocupam diferentes formações vegetais é frequentemente acompanhada por variações morfológicas, sendo a folha o órgão vegetativo com a maior variação estrutural. Diante disso, cinco espécies de Polygala L. ocorrentes em restinga e cerrado do Estado de São Paulo tiveram a anatomia da folha analisada com o objetivo de efetuar um inventário dos seus principais caracteres e descrever sua estrutura, com o propósito de compará-las, e de avaliar se é possível evidenciar padrões estruturais comuns às condições ecológicas de ambas as formações vegetacionais. As espécies pesquisadas foram: P. cyparissias A.St. -Hil. & Moq., P. laureola A.St.-Hil. & Moq., P. paniculata L., encontradas em restinga; P. angulata DC. e P. violacea Aubl. emend. Marques, que ocorrem em campo cerrado e em margem de cerradão, respectivamente. A região mediana da lâmina foliar e a região proximal do pecíolo de cada folha foram processadas segundo as técnicas usuais para microscopia eletrônica de varredura e de luz. Os resultados obtidos evidenciam dois padrões estruturais comuns às espécies procedentes das formações de restinga e cerrado: características mesomórficas são observadas em P. laureola, P. paniculata e P. violacea, e xeromórficas em P. cyparissias e P. angulata.

    Abstract in English:

    The ecological plasticity observed in plants that inhabit different vegetation formations is often accompanied by morphological variations, the leaf being the vegetative organ with the greatest structural variation. In view of this concept, the leaf anatomy of five species of Polygala L. occurring in restinga (sandy coastal plain) and cerrado (savanna) areas in the state of São Paulo were analyzed in order to inventory their principal characters and describe their leaf structure, to thus compare them and assess the possibility of verifying structural patterns common to the ecological conditions of both vegetation formations. The species studied were: P. cyparissias A.St.-Hil. & Moq., P. laureola A.St.-Hil. & Moq., P. paniculata L. found in restinga, and P. angulata DC. and P. violacea Aubl. emend. Marques occurring in campo cerrado and cerradão margin areas, respectively. The middle region of the leaf blade and petiole proximal region of each leaf were processed following the usual techniques for scanning electron and light microscopy. The results show two structural patterns common to the species from the restinga and cerrado area formations: mesomorphic characteristics are observed in P. laureola, P. paniculata, and P. violacea, and xeromorphic in P. cyparissias and P. angulata.
  • Comparative leaf anatomy of nine species of the genus Piper (Piperaceae) Artigos Originais

    Gogosz, Alessandra Mara; Boeger, Maria Regina Torres; Negrelle, Raquel Rejane Bonato; Bergo, Celso

    Abstract in Portuguese:

    As espécies de Piper são de grande interesse medicinal. Porém apresentam considerável desafio taxonômico, provavelmente pelo diminuto tamanho das partes florais. Por isso a morfologia externa da folha tem sido muito utilizada para taxonomia do grupo. Entretanto, há poucos trabalhos anatômicos para o gênero. Neste estudo, as folhas de nove espécies foram comparadas anatomicamente: Piper aduncum Vell.; P. cernuum Vell.; P. dilatatum Rich; P. gaudichaudianum Kunth; P. glabratum Kunth; P. hispidinervum C. DC.; P. lindbergii C. DC.; P. solmsianum C. DC. e P. umbellatum Jacq. O objetivo era avaliar o potencial dos caracteres anatômicos para separação de espécies. A maioria das espécies estudadas tem a epiderme do limbo constituída por células retangulares e arredondadas. Camadas subepidérmicas ocorrem em ambas às faces do limbo, exceto em P. aduncum, P. cernuum e P. hispidinervum. Todas as espécies são hipoestomáticas, exceto P. hispidinervum. O mesofilo é dorsiventral na maioria das espécies, enquanto em P. solmsianum e P. umbellatum o mesofilo é homogêneo. O número de camadas dos tecidos paliçádico e esponjoso é variável. Também ocorrem variações no número e no tamanho dos feixes vasculares. Em geral, ocorrem células secretoras, idioblastos, tricomas tectores e glandulares, lipídios, compostos fenólicos e amido. A análise de agrupamento identificou três grupos distintos entre as espécies, com base nas características anatômicas estudadas.

    Abstract in English:

    The species of Piper are of great medical interest. They, however, represent considerable taxonomic challenge, probably due to the small size of floral parts. Therefore, the external morphology of the leaf has been used as diagnostic features in the taxonomy of the group. However, there are few anatomical studies on species of this genus. In this study, the leaves of nine species were compared anatomically: Piper aduncum Vell., P. cernuum Vell., P. dilatatum Rich, P. gaudichaudianum Kunth, P. glabratum Kunth, P. hispidinervum C. DC., P. lindbergii C. DC., P. solmsianum C. DC. and P. umbellatum Jacq. The objective was to evaluate the potential of anatomical characters for species separation. Most species studied have the epidermis of the lamina consists of rectangular and rounded cells. Subepidermal layers occur on both sides of the lamina, except in P. aduncum, P. cernuum and P. hispidinervum. All species are hypostomatic, except P. hispidinervum. The mesophyll is dorsiventral in most species, while in P. solmsianum and P. umbellatum, the mesophyll is homogeneous. The number of layers of palisade and spongy tissue is variable. Also there are variations in the number and size of vascular bundles. In general, secreting cells, idioblasts, and glandular trichomes, lipids, phenolic compounds and starch are present. Cluster analysis identified three distinct groups of species based on anatomical features studied.
  • Does selective logging affect the leaf structure of a late successional species? Original Papers

    Rabelo, Guilherme Rodrigues; Klein, Denise Espellet; Da Cunha, Maura

    Abstract in Portuguese:

    As características anatômicas de folhas de sol e sombra de Alseis pickelii foram investigadas a fim de se avaliar as consequências do corte seletivo de madeira sobre a estrutura foliar em uma floresta atlântica estacional semidecidual. Folhas expandidas de sol e de sombra foram coletadas em dois distintos setores da mata, setor explorado (área com recente atividade de corte seletivo), e setor preservado. Somente folhas do setor preservado revelaram significantes diferenças de resposta aos regimes de luz, produzindo folhas com características estruturais nitidamente associadas com diferentes níveis de irradiação. Folhas de sol deste setor apresentaram maiores espessuras da superfície adaxial, mesofilo, parênquima paliçádico e lacunoso, parede secundária das fibras e menor área foliar comparada às folhas de sombra. Entretanto, no setor explorado, as cutículas das folhas de sol e sombra não apresentaram diferenças significativas e as áreas foliares das folhas de sol foram maiores que a das folhas de sombra. De acordo com estes resultados, conclui-se que o setor preservado produziu árvores com típicas folhas de "sol" e "sombra". Em contraste, no setor explorado as árvores apresentaram menor variação nos tipos de folhas, onde nem típicas folhas de "sol" ou de "sombra" foram produzidas, sugerindo menor plasticidade desta espécie secundária tardia nesta área.

    Abstract in English:

    The anatomical characteristics of both sun and shade leaves of Alseis pickelii were investigated in order to evaluate the consequences of selective logging (in seasonally dry Atlantic Forest) on the leaf structure of this species. Fully expanded sun and shade leaves were collected in two distinct stands of tabuleiro forest; a stand of recently logged forest and an unlogged stand. Only leaves from the unlogged stand revealed significantly different magnitudes of response to light regimes, producing leaves with structural characteristics associated with different levels of irradiance. The sun leaves from this stand had a thicker adaxial surface, mesophyll, palisade and spongy parenchyma, a secondary cell wall of fibers and a lower leaf area compared with the shade leaves. However, in the logged stand, the leaf cuticles of sun and shade leaves showed no significant differences, although the leaf area of the sun leaves was higher than the shade leaves. According to these data, we concluded that the unlogged stand produced typical "sun" and "shade" leaves. In contrast, leaves from the logged stand showed a lower variation of types, where neither typical "sun" nor typical "shade" leaves were produced, suggesting lower leaf plasticity of this late successional tree in this area.
  • Floristic of seasonal forest in the Borborema Plateau, northeastern Brazil Artigos Originais

    Nascimento, Ladivania Medeiros do; Rodal, Maria Jesus Nogueira; Silva, Alexandre Gomes da

    Abstract in Portuguese:

    O conhecimento disponível sobre a flora das florestas montanas (Brejo de Altitude) do semiárido de Pernambuco aponta duas situações: uma com maior semelhança à das florestas mais próximas à costa atlântica; e outra mais similar às florestas mais secas do sertão nordestino. Este trabalho teve como objetivo investigar a composição de fragmentos de floresta montana no município de Brejo da Madre de Deus, Pernambuco, situados numa área geográfica de transição entre aqueles tipos florestais. Os resultados foram comparados com cinco levantamentos florísticos realizados em florestas pernambucanas que utilizaram metodologia similar de amostragem. Foram identificadas 293 espécies, distribuídas em 185 gêneros e 71 famílias. As espécies arbóreas e arbustivas/subarbustivas se destacaram em riqueza total de espécies coletadas (50% e 24%, respectivamente), indicando similaridade florística com as florestas montanas mais próximas à costa atlântica. Os outros hábitos não apresentaram padrão claro de similaridade florística.

    Abstract in English:

    The information available on the flora of upland forests of Pernambuco's semi-arid region ("brejo de altitude") indicates two situations: one flora more similar with forests closer to the Atlantic coast; and another more similar to the drier forests of northeastern inlands. This study aimed to investigate the floristic composition of upland forest fragments in the municipality of Brejo da Madre de Deus, Pernambuco, located in a geographical transition area between those forests. The results were compared with five floristic surveys carried out in Pernambuco forests that used similar sampling methodologies. Two-hundred ninety-three species were identified, distributed among 185 genera and 71 families. Arboreal and shrubby/subshrub species stood out richness of the total species collected (50% and 24%, respectively), which indicates floristic similarity with the highland forests closer to the Atlantic coast. The other habits did not present clear floristic similarity patterns.
  • Vascular flora of "Mata da Pavuna", Botucatu, SP, Brazil Artigos Originais

    Biral, Leonardo; Lombardi, Julio Antonio

    Abstract in Portuguese:

    A Mata da Pavuna é um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual em um cânion com afloramento rochoso e solo raso, localizado no município de Botucatu, Estado de São Paulo. Foram amostradas as espécies vasculares em estádio reprodutivo e identificadas até o menor nível taxonômico possível. Foram encontradas 386 espécies em 84 famílias. Fabaceae foi a família com maior número de espécies (44), seguida de Asteraceae (34), Euphorbiaceae (18), Poaceae (17), Malvaceae (14), Bignoniaceae e Solanaceae (12). Entre as Pteridophyta sensu lato, as famílias mais diversas foram Pteridaceae (nove espécies) e Polypodiaceae (sete). Comparado a outros levantamentos florísticos extensos na Mata Atlântica, os resultados ressaltam a elevada diversidade florística local, bem como a presença de espécies típicas de formações xerofíticas sugerindo a ocorrência de um encrave de vegetação seca nesta região. Destacamos também o primeiro registro de Pellaea ovata (Desv.) Weath. (Pteridaceae) para o Brasil.

    Abstract in English:

    "Mata da Pavuna" is a fragment of Seasonal Semideciduous Forest located in a canyon characterized by rocky outcrops and shallow soil, in Botucatu municipality, São Paulo state. We collected fertile vascular plants and identified them to the lowest possible taxonomic level. We found 386 species in 84 families; Fabaceae was the most diverse family with 44 species, followed by Asteraceae (34), Euphorbiaceae (18), Poaceae (17), Malvaceae (14), Bignoniaceae (12) and Solanaceae (12). In the Pteridophyta sensu lato the most diverse families were Pteridaceae (nine species) and Polypodiaceae (seven). Compared to other comprehensive floristic surveys carried out in the Atlantic Forest these results show high floristic diversity with typical species from xerophytic vegetation, suggesting the presence of an enclave of dry forest. Pellaea ovata (Desv.) Weath. (Pteridaceae) is first reported here for Brazil.
  • Schizaeales from Chapada Diamantina, Bahia, Brazil Artigos Originais

    Ferreira, Jamile Lima; Melo, Efigênia de; Nonato, Fabiana Regina

    Abstract in Portuguese:

    A Chapada Diamantina é a porção da Cadeia do Espinhaço localizada na posição central do Estado da Bahia. Está inserida no bioma Caatinga e compreende 58 municípios. O presente trabalho registra o levantamento florístico, as descrições e as ilustrações de 11 espécies de Schizaeales encontradas na Chapada Diamantina, além de chaves de identificação para famílias e espécies. As espécies encontradas foram: Anemia dentata Gardner ex Field & Gardner, A. ferruginea Humb. & Bonpl. ex Kunth, A. hirsuta (L.) Sw., A. oblongifolia (Cav.) Sw., A. phyllitidis (L.) Sw., A. rutifolia Mart., A. tomentosa (Savigny) Sw. e A. villosa Humb. & Bonpl. ex Willd., Lygodium venustum Sw., L. volubile Sw., Schizaea elegans (Vahl) Sw.

    Abstract in English:

    The Chapada Diamantina is part of the Cadeia do Espinhaço located in the center of Bahia state. It lies within the Caatinga biome and comprises 58 municipalities. This paper reports on a floristic survey, descriptions and illustrations of 11 species of Schizaeales from the Chapada Diamantina, providing identification keys for families and species. These species were: Anemia dentata Gardner ex Field & Gardner, A. ferruginea Humb. & Bonpl. ex Kunth, A. hirsuta (L.) Sw., A. oblongifolia (Cav.) Sw., A. phyllitidis (L.) Sw., A. rutifolia Mart., A. tomentosa (Savigny) Sw. and A. villosa Humb. & Bonpl. ex Willd., Lygodium venustum Sw., L. volubile Sw., Schizaea elegans (Vahl) Sw.
  • Successional dynamic of the periphytic algal community in ecossistem lotic subtropical Artigos Originais

    Felisberto, Sirlene Aparecida; Rodrigues, Liliana

    Abstract in Portuguese:

    O principal objetivo deste trabalho foi descrever as mudanças na estrutura de comunidades de algas perifíticas durante o processo de colonização e sucessão, em período chuvoso, indicando suas espécies descritoras. O local selecionado para a realização deste estudo foi o rio do Corvo (22º39'S, 52º46'W), um afluente do rio Paranapanema localizado próximo à barragem do reservatório de Rosana, na região noroeste do Paraná, Brasil. Coletas do perifíton em substrato artificial e medições de dados abióticos foram realizadas no período de 21 de novembro a 12 de dezembro de 2003, em intervalos de três dias. A identificação e quantificação das algas foi feita em microscópio invertido, utilizando-se o método de Utermöhl. Para análise da dinâmica sucessional, foram considerados: riqueza de espécies, densidade total, abundância relativa dos táxons, espécies descritoras, diversidade de Shannon-Wiener e equitabilidade. As flutuações observadas na densidade total foram determinadas principalmente por Bacillariophyceae, Chlorophyceae, Cyanophyceae e Zygnemaphyceae. Maiores valores de abundância na comunidade de algas perifíticas foram registrados para espécies pequenas de diatomáceas, abundantes durante todo o período, consideradas colonizadores eficientes e de crescimento rápido, assim como para cianobactérias e algas verdes filamentosas (Oedogonium spp. e Stigeoclonium spp.), de crescimento mais lento e mais abundantes nos estádios tardios. As primeiras estão entre as r-estrategistas, enquanto as últimas estão entre as C-S estrategistas (algas mais competitivas em sistemas mesotróficos e estáveis). A diversidade de Shannon-Wiener foi elevada (2,2 a 3,1), com o maior valor constatado na terceira semana de desenvolvimento sucessional. Com base em análise de componentes principais, as concentrações de nutrientes, o pH e a turbidez foram os principais fatores abióticos relacionados ao processo de sucessão.

    Abstract in English:

    This paper aimed to describe the successional changes in the structure of periphytic algal assemblages in a lotic environment, during the rainy period, indicating the descriptor species. The study site was Corvo stream (22º39'S, 52º46'W), a tributary of the Paranapanema river, located near the Rosana Reservoir, in the northwestern Paraná state, Brazil. Periphyton samples on artificial substrate and abiotic data were obtained from 21 November to 12 December 2003, at three-days intervals. Algae were identified and quantified using inverted microscope at 400X, according to Utermöhl. The analysis of the succession dynamics considered the following parameters: species richness, total density, relative abundance of taxa, descriptor species, Shannon-Wiener diversity and evennes. Fluctuations in total density were determined mainly by Bacillariophyceae, Chlorophyceae, Cyanophyceae, and Zygnemaphyceae. Higher values of abundance of the periphytic algae were recorded for small species of diatoms, known as efficient colonizers, which were abundant throughout the study period and showed rapid growth, as well as for Cyanobacteria and filamentous green algae (Oedogonium spp. and Stigeoclonium spp. ), which were more abundant in the latter successional stages and showed slower growth. The first ones are among the r-strategists, while the latter are among the C-S strategists (more competitive algae in mesotrophic and stable systems). Shannon-Wiener diversity was high (2.2 to 3.1), with the highest value in the third week of study. According to the principal components analysis, nutrients concentrations, pH and turbidity were the most important abiotic factors for explaining the community structure changes throughout the succession.
  • The misleading translation of Martius' Systema Materiae Medicae Vegetabilis Brasiliensis translation Artigo De Opinião

    Indriunas, Alexandre

    Abstract in Portuguese:

    A viagem de Martius e Spix pelo território brasileiro no século XIX gerou diversas obras, entre elas uma publicada em latim por Martius sobre plantas medicinais aqui então utilizadas. No trabalho datado de 1843, Martius lista mais de 800 espécies, ordenando-as em um sistema de classes de substâncias. Esta importante fonte de informações sobre plantas medicinais e para estudos em etnobotânica histórica foi traduzida para o português por Henrique Velloso d'Oliveira em 1854, com o intuito de torná-la mais acessível aos leitores em geral. A tradução apresenta graves inconsistências com o comprometimento da citação das espécies, incluindo criação de nomes botânicos a partir de comentários taxonômicos do autor original, omissões e adições de usos, propriedades, preparos, indicações, comparações, interpretações, além de outras questões botânicas. Alguns erros de tradução sugerem o desconhecimento de questões taxonômicas e morfológicas, contribuindo ainda mais para a descaracterização do original. A tradução altera o original a tal ponto que deve ser desconsiderada para fins de estudos sobre as plantas medicinais no Brasil. O texto original no entanto continua sendo uma rica fonte de informações sobre este tema.

    Abstract in English:

    Martius and Spix's trip through Brazil during the 19th century gave rise to many works, including a Latin manuscript by the famous botanist on the medicinal plants used in Brazil. In 1843, Martius published a list of over 800 species, classifying them according to the type of substance they contained. This important source of information on medicinal plants and historical ethnobotany was translated into Portuguese by Henrique Velloso d'Oliveira in 1854, aiming to make it more readily available to all readers. The translated version contains serious translation errors that cast doubt on species citations including the creation of new botanical names based on the original author's taxonomic comments, omission and addition of new usages, properties, modes of preparation, indications, comparisons, interpretation, and other botanical issues. Several translation errors indicate a misunderstanding of taxonomic and morphological questions, further contributing to distortion of the original text. The translation alters the original text to such an extent that it should be disregarded in studies on medicinal plants in Brazil. The original work, however, remains a rich source of information on this topic.
  • Nomenclatural changes in Brazilian Lycopodiaceae Short Communication

    Øllgaard, Benjamin

    Abstract in Portuguese:

    São apresentadas novas combinações nomenclaturais em Lycopodiaceae do Brasil, necessárias para publicação de um conspecto da família: 39 combinaçãos no gênero Phlegmariurus e uma em Pseudolycopodiella. Dois taxa, antes tratados como variedades de Lycopodiella alopecuroides, são elevados ao status de espécies.

    Abstract in English:

    This paper presents new nomenclatural combinations in Brazilian Lycopodiaceae, necessary for an upcoming conspectus of the family: there are 39 new combinations in the genus Phlegmariurus, and one in Pseudolycopodiella. Two taxa, formerly treated as varieties of Lycopodiella alopecuroides, are raised to status of species.
  • Ferns and lycophytes in Brazil's semi-arid region Short Communication

    Xavier, Sergio Romero da Silva; Barros, Iva Carneiro Leão; Santiago, Augusto César Pessôa

    Abstract in Portuguese:

    Pouco se sabe sobre as samambaias e licófitas ocorrentes na Caatinga do Brasil, talvez devido à idéia comumente difundida de que o clima semiárido seja incompatível com as exigências ambientais destas plantas, geralmente associadas a alta umidade e sombreamento. As samambaias e licófitas estão representadas na região semiárida do Brasil por pelo menos 41 espécies, 20 gêneros e 11 famílias, distribuídas nos estados do Nordeste (exceto Maranhão) e Minas Gerais. Na região semiárida do Brasil, a grande maioria das espécies de samambaias e licófitas ocorrem de fato em microhabitats úmidos e sombreados: fendas de rochas, barrancos em áreas sombreadas, nascentes, lagoas temporárias ou áreas com solos temporariamente alagados. Apesar da maioria das espécies registradas serem amplamente distribuídas no Brasil, a alta representatividade de espécies aquáticas e o baixo número de epífitas evidenciam um perfil da flora de samambaias e licófitas do semiárido.

    Abstract in English:

    Little knowledge has been gathered on ferns and lycophytes occurring in the semi-arid region of Brazil known as the Caatinga, perhaps due to the widespread idea that a semi-arid climate would be incompatible with environmental demands of ferns and lycophytes (high humidity and shade). Ferns and lycophytes are represented in the semi-arid region of Brazil by at least 41 species, 20 genera and 11 families, distributed in the northeastern states (except Maranhão) and Minas Gerais. In this region, most of the species were recorded in moist, shaded microhabitats: cracks in rocks, ravines in shaded areas, springs, temporary lakes or areas with temporarily flooded soil. Although the majority of species recorded are widely distributed throughout Brazil, the high representation of aquatic species and low representation of epiphytes demonstrate the unique identity of the fern and lycophyte flora of the semi-arid region.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br