(Atualizado: 31/01/2022)

Sobre o periódico

 

Informações Básicas

A Alfa: Revista de Linguística, classificada como nível A1 no sistema Qualis/CAPES, é publicada desde 1962 com o objetivo principal de propiciar um espaço para a divulgação de ideias, de propostas e de resultados de pesquisa relativos às diferentes perspectivas teórico-metodológicas dos estudos linguísticos, tanto no Brasil como no exterior. Os volumes regulares, com periodicidade de três números anuais, e os números especiais, quando houver interesse editorial, editam artigos, retrospectivas, resenhas, entrevistas e traduções vinculados a todas as linhas de investigação da Linguística.

O título abreviado do periódico é Alfa, Rev. Linguíst. (São José Rio Preto), que deve ser usado em bibliografias, notas de rodapé, referências e legendas bibliográficas.

 

Fontes de indexação

  • Bibliography of Linguistic Literature - sigla BLL
  • Citas Latinoamericanas em Ciências Sociales y Humanidades – sigla: CLASE – Cich-Unam
  • FRANCIS Database
  • International Bibliography of Periodical Literature in the Humanities and Social Sciences  Galé–  sigla: IBZ
  • Linguistics and Language Behavior Abstracts – sigla: LLBA
  • MLA Interntional Bibliography
  • Directory of Open Access Journals– sigla: DOAJ
  • EBSCO
  • Thomson Gale

 

Propriedade intelectual

Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob umaLicença Creative Commons do tipo atribuição BY. A Alfa não cobra qualquer taxa de submissão aos autores. Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. Seguindo essa filosofia, a Alfa está disponível também no DOAJ - Directory of Open Access Journals.

 

 

Patrocinadores

  • Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade Estadual Paulista (PROPe-UNESP)

 

 

 

 


Corpo Editorial

 

Editor

Editor Responsável:

Rosane de Andrade Berlinck, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, SP, Brasil berlinck.rosane@gmail.com

 

Editores associados

Co-editor:

Gladis Massini-Cagliari, ( UNESP - Araraquara - SP, Brasil)

 

Comissão editorial

Editoria Executiva

  • Cristina Carneiro Rodrigues, UNESP - São José do Rio Preto - SP, Brasil
  • Luciane de Paula, UNESP - Assis - SP, Brasil
  • Odilon Helou Fleury Curado, UNESP - Assis - SP, Brasil
  • Rosane de Andrade Berlinck, UNESP - Araraquara - SP, Brasil

Conselho Editorial

  • Ângela Cecília Souza Rodrigues, USP - São Paulo - SP, Brasil
  • Ataliba Teixeira de Castilho, USP - São Paulo - SP, Brasil
  • Bento Carlos Dias-da-Silva, UNESP - Araraquara - SP, Brasil
  • Christian Hudelot, CNRS - Paris, França
  • Cláudia Maria Xatara, UNESP - São José do Rio Preto - SP, Brasil
  • Clélia Cândida Abreu Spinardi Jubran, UNESP - São José do Rio Preto - SP, Brasil
  • Daniel Leonard Everett, University of Manchester - Manchester, Reino Unido
  • Dermeval da Hora, UFPB - João Pessoa - PB, Brasil
  • Diana Luz Pessoa de Barros, Universidade Presbiteriana Mackenzie/USP - São Paulo - SP, Brasil
  • Edair Gorski, UFSC - Florianópolis - SC, Brasil
  • Eduardo Calil, UFAL - Maceió - AL, Brasil
  • Esmeralda Vailati Negrão, USP - São Paulo - SP, Brasil
  • Ester Miriam Scarpa, UNICAMP - Campinas - SP, Brasil
  • Fábio Lopes da Silva, UFSC - Florianópolis - SC, Brasil
  • Freda Indurski, UFRGS - Porto Alegre - RS, Brasil
  • Helena Hatsue Nagamine Brandão, USP - São Paulo - SP, Brasil
  • Ieda Maria Alves, USP - São Paulo - SP, Brasil
  • Ingedore G.V. Koch, UNICAMP - Campinas - SP, Brasil
  • Jacques Fontanille, UNILIM - Limoges, França
  • Jacyntho Luís Brandão, UFMG - Belo Horizonte - MG, Brasil
  • João Azenha Júnior, USP - São Paulo - SP, Brasil
  • João Wanderlei Geraldi, UNICAMP - Campinas - SP, Brasil
  • John Robert Schmitz, UNICAMP - Campinas - SP, Brasil
  • José Borges Neto, UFPR - Curitiba - PR, Brasil
  • Kanavillil Rajagopalan, UNICAMP - Campinas - SP, Brasil
  • Laurent Danon-Boileau, CNRS/Paris V - Paris, França
  • Leda Bisol, PUC-RS - Porto Alegre - RS, Brasil
  • Leonor Scliar-Cabral, UFSC - Florianópolis - SC, Brasil
  • Lúcia Teixeira, UFF - Niterói - RJ, Brasil
  • Luís Antônio Marcuschi, UFPE - Recife - PE, Brasil
  • Luís Carlos Travaglia, UFU - Uberlância - MG, Brasil
  • Maria Beatriz Nascimento Decat, UFMG - Belo Horizonte - MG, Brasil
  • Maria Bernadete M. Abaurre, UNICAMP - Campinas - SP, Brasil
  • Maria Helena de Moura Neves, Universidade Presbiteriana Mackenzie/UNESP - Araraquara - SP, Brasil
  • Maria Helena Vieira Abrahão, UNESP - São José do Rio Preto - SP, Brasil
  • Maria Luiza Braga, UFRJ - Rio de Janeiro - RJ, Brasil
  • Maria Margarida Martins Salomão, UFJF - Juiz de Fora - MG, Brasil
  • Maria Marta Pereira Scherre, UnB - Universidade de Brasília e UFES - Universidade Federal do Espírito Santo, Brasil
  • Mariângela Rios de Oliveira, UFF - Niterói - RJ, Brasil
  • Renata Maria Facuri Coelho Marchezan, UNESP - Araraquara - SP, Brasil
  • Roberta Pires de Oliveira, UFSC - Florianópolis - SC, Brasil
  • Roberto Gomes Camacho, UNESP - São José do Rio Preto - SP, Brasil
  • Rosa Virg ínia Barretto de Mattos Oliveira e Silva, UFBA - Salvador - BA, Brasil
  • Rosemary Arrojo, State University of New York - New York - Binghanton, Estados Unidos da Am érica do Norte
  • Sérgio de Moura Menuzzi, UFRGS - Porto Alegre - RS, Brasil
  • Seung Hwa Lee, UFMG - Belo Horizonte - MG, Brasil
  • Sírio Possenti, UNICAMP - Campinas - SP, Brasil
  • Vera Lúcia Paredes Pereira da Silva, UFRJ - Rio de Janeiro - RJ, Brasil
  • Zélia de Almeida Cardoso, USP - São Paulo - SP, Brasil

 

Produção editorial

  • Normalização: Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação da Faculdade de Ciências e Letras – UNESP –Araraquara
  • Composição: Laboratório Editorial da Faculdade de Ciências e  Letras – UNESP –Araraquara
  • Arte Final: Laboratório Editorial da Faculdade de Ciências e  Letras – UNESP –Araraquara
  • Capa: Adriana Bessa Dammann
  • Diagramação: Eron Pedroso Januskeivictz (Laboratório Editorial da Faculdade de Ciências e  Letras – UNESP –Araraquara)
  • Assessoria Técnica: Ana Paula Meneses Alves (Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação – UNESP – Araraquara)

 


Instruções aos autores

 

Escopo e política

A Alfa: Revista de Linguística (São José do Rio Preto), financiada pela Pró-Reitoria de Pesquisa da UNESP – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” –, Brasil, publica, em edições online, bilíngues e quadrimestrais, trabalhos inéditos de professores e pesquisadores, com titulação mínima de doutor, e de doutorandos em coautoria com professores e pesquisadores doutores vinculados a instituições de ensino e pesquisa nacionais ou internacionais. O número máximo de coautores não deve ser maior que três. Os números regulares são organizados com base no sistema de fluxo contínuo, e os números especiais, quando editados, são organizados em chamadas específicas, de acordo com a conveniência do(s) organizador(es). A revista publica artigos, resenhas, entrevistas e traduções vinculados a todas as linhas de pesquisa dos estudos linguísticos.

A contribuição dos artigos deve ser original e inédita e não pode ser avaliada simultaneamente para publicação por outra revista. As resenhas devem referir-se somente a obras recentemente publicadas: no Brasil, nos dois últimos anos e, no exterior, nos quatro últimos anos; as traduções devem ser, de preferência, de artigos científicos e de capítulos de livros publicados até doze meses antes da data da submissão; as entrevistas devem ser realizadas com pesquisadores de prestígio acadêmico reconhecido tanto no Brasil quanto no exterior.

Sem o conhecimento da autoria, dois membros do Conselho Editorial emitem parecer sobre os trabalhos. Em caso de um parecer ser favorável e outro contrário, o trabalho será enviado a um terceiro parecerista, que também não terá acesso ao nome autor. Depois da análise, cópias dos pareceres serão encaminhadas aos autores juntamente com instruções para modificações, quando for o caso.

Os trabalhos poderão ser redigidos em português, francês, inglês, espanhol ou italiano. Para artigos escritos em português, TÍTULO, RESUMO e PALAVRAS-CHAVE precedem o texto e TITLE, ABSTRACT e KEYWORDS sucedem o texto. Para artigos escritos em outros idiomas, TÍTULO, RESUMO e PALAVRAS-CHAVE que precedem o texto devem ser escritos no idioma do artigo; os que sucedem o texto deverão ser em português, no caso de artigos em inglês; e em inglês, no caso de artigos em francês, espanhol ou italiano.

Todos os artigos são publicados num formato bilíngue tendo, necessariamente, o inglês como língua da segunda versão. Os autores que submeterem à aprovação um artigo originalmente em inglês devem, caso ele seja aceito, providenciar sua versão em português, seguindo as mesmas orientações indicadas para a versão em língua inglesa. Só são publicados os artigos que tiverem aceitas as versões em português (ou outra língua escolhida) e em inglês. A não aceitação de uma das versões por parte dos revisores implica a não publicação do artigo.

Os trabalhos que não se enquadrarem nas normas da revista serão devolvidos aos autores, ou serão solicitadas adaptações, indicadas em carta pessoal.

Dados e conceitos emitidos nos trabalhos, bem como a exatidão das referências, são de inteira responsabilidade dos autores.

 

Forma e preparação de manuscritos

1. Apresentação

A preparação do texto deve obedecer aos seguintes parâmetros: Word for Windows, fonte Times New Roman, tamanho12, espaçamento 1,5 no corpo do texto, papel tamanho A4 (21 cm x 29,7 cm), margens esquerda e superior 3,0 cm, direita e inferior 2,0 cm e extensão mínima de 15 e máxima de 30 páginas, incluindo referências bibliográficas e anexos e/ou apêndices. Devem ser submetidas duas versões do trabalho: uma contendo o nome e a filiação do(s) autor(es) e outra em que estejam apagadas todas as menções ao(s) autor(es), inclusive citações e referências bibliográficas.

2. Estrutura do trabalho

Para elaboração do artigo, o autor(es) deve(m) obedecer à seguinte sequência:

Título: o título do artigo deve aparecer em caixa alta e em negrito, centralizado no alto da primeira página, em espaçamento simples;

Nome do(s) autor(es): o(s) nome(s) do(s) autor(es) devem vir à direita da página, na terceira linha abaixo do título, com asterisco remetendo à nota de rodapé para apresentação dos metadados do(s) autor(es). Esses metadados correspondem às seguintes informações, na ordem: instituição a que o autor está vinculado (sigla e nome por extenso); nome da faculdade; cidade; estado; país, CEP, email.

Resumo: texto, de, no mínimo, 150 palavras e, no máximo, 200, contendo resumo do artigo, que indique seus objetivos, referencial teórico utilizado, resultados obtidos e conclusão, precedido da palavra RESUMO, em caixa alta, duas linhas abaixo do nome do autor, sem adentramento e em espaçamento simples;

Palavras-chave: inserir um máximo de sete palavras-chave, separadas por ponto, precedidas do termo PALAVRAS-CHAVE, em caixa alta, mantendo-se o espaçamento simples, duas linhas abaixo do resumo. Para maior facilidade de localização do trabalho em consultas bibliográficas, a Comissão Editorial sugere que as palavras-chave correspondam a conceitos mais gerais da área do trabalho;

Texto: o corpo do texto inicia-se na terceira linha abaixo das palavras-chave, em espaçamento um e meio

Subtítulos: os subtítulos correspondentes a cada parte do trabalho, referenciados a critério do(s) autor(es), devem estar alinhados à margem esquerda, em negrito, sem numeração, com dois espaços de um e meio depois do texto que os precede e um espaço um e meio antes do texto que os segue;

Agradecimentos: quando houver, os agradecimentos seguem a mesma diagramação dos subtítulos, precedidos da palavra “Agradecimentos” destacada em negrito;

Título do artigo em inglês: para artigos redigidos em português, francês, espanhol e italiano insere-se o título em inglês duas linhas abaixo do final do texto, em espaçamento simples, sem caixa alta e negrito;

Abstract: versão do resumo, em inglês (para artigos redigidos em português, francês, espanhol e italiano), em itálico, precedida da palavra ABSTRACT, em itálico e caixa alta, em espaçamento simples entre linhas, duas linhas depois do título do artigo em inglês;

Keywords: versão das palavras-chave, em inglês (para artigos redigidos em português, francês, espanhol e italiano), em itálico, precedida da expressão KEYWORDS, em caixa alta e em itálico, em espaçamento simples, na terceira linha depois do abstract; OBS.: No tocante às três últimas instruções, artigos redigidos em inglês devem inserir a versão em português do título, do resumoe das palavras-chave.

Referências: sob o subtítulo REFERÊNCIAS alinhado à esquerda, em negrito e sem adentramento, devem ser mencionadas em ordem alfabética e cronológica, indicando-se as obras de autores citados no corpo do texto, separadas por espaço simples, duas linhas abaixo das palavras-chave em inglês (cf. 3.1 abaixo);

Bibliografia consultada: duas linhas abaixo das referências, se considerado imprescindível, sob o subtítulo BIBLIOGRAFIA CONSULTADA, alinhado à esquerda, em negrito e sem adentramento, podem ser indicadas, também em ordem alfabética e cronológica, obras consultadas ou recomendadas, não referenciadas no texto.

3. Outras instruções

3.1. Normas para referências

As referências devem ser dispostas em ordem alfabética pelo sobrenome do primeiro autor e seguir a NBR 6023 da ABNT, de agosto de 2002: espaço simples e um espaço entre cada obra. Caso a obra seja traduzida, solicita-se que se informe o nome do tradutor.

Exemplos:

Livro

AUTHIER-REVUZ, J. Palavras incertas: as não coincidências do dizer. Tradução de Cláudia Pfeiffer et al. Campinas: Ed. da UNICAMP, 1998.

CORACINI, M. J.; BERTOLDO, E. S. (Org). O desejo da teoria e a contingência da prática. Campinas: Mercado das Letras, 2003.

LUCHESI, D. Sistema, mudança e linguagem. Um percurso na história da linguística moderna. São Paulo: Parábola Editorial, 2004.

Capítulos de livro

PECHEUX, M. Ler o arquivo hoje. In: Orlandi, E. P. (Org.). Gestos de leitura: da história no discurso.Tradução de Maria das Graças Lopes Morin do Amaral. Campinas: Ed. da UNICAMP, 1994. p.15-50.

Dissertações e tese

BITENCOURT, C. M. F. Pátria, civilização e trabalho:o ensino nas escolas paulistas (1917-1939). 1988. 256 f. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.

Artigos em periódicos

SCLIAR-CABRAL, L.; RODRIGUES, B. B. Discrepâncias entre a pontuação e as pausas. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, n.26, p.63-77, 1994.

Artigos em periódicos on line

SOUZA, F. C. Formação de bibliotecários para uma sociedade livre. Revista de Biblioteconomia e Ciência da Informação,Florianópolis, n.11, p.1-13, jun. 2001. Disponível em: <...>. Acesso em: 30 jun. 2001.

Artigos em jornal

BURKE, P. Misturando os idiomas. Folha de S. Paulo,São Paulo, 13 abr. 2003. Mais!, p.3.

EDITORA plagiou traduções de clássicos. Folha de S. Paulo,São Paulo, p.6, 4 nov. 2007.

Documento eletrônico

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. Coordenadoria Geral de Bibliotecas. Grupo de Trabalho Normalização Documentária da UNESP. Normalização Documentária para a produção científica da UNESP: normas para apresentação de referências. São Paulo, 2003. Disponível em: <...>. Acesso em: 15 jul. 2004.

Trabalho de congresso ou similar (publicado)

MARIN, A. J. Educação continuada. In: CONGRESSO ESTADUAL PAULISTA SOBRE FORMAÇÃO DE EDUCADORES, 1., 1990. Anais... São Paulo: UNESP, 1990. p.114-118.

Filmes:

MACUNAÍMA. Direção (roteiro e adaptação) de Joaquim Pedro de Andrade. Filmes do Serro/Grupo Filmes/Condor Filmes. Brasil: 1969. Rio de Janeiro: Videofilmes, 1969. Versão restaurada digitalmente, 2004. [DVD]. (105 minutos), colorido.

Pinturas, fotos, gravuras, desenhos:

ALMEIDA JÚNIOR. Caipira picando fumo. 1893. Óleo sobre tela. São Paulo, Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Discos e partes de discos:

CALAZANS, T. Teca Calazans canta Villa Lobos[CD]. Rio de Janeiro: Kuarup Discos, 1999.

CALAZANS, T. Modinha. In: CALAZANS, T. Teca Calazans canta Villa Lobos[CD]. Rio de Janeiro: Kuarup Discos, 1999.

3.2. Citação no texto

O autor deve ser citado entre parênteses pelo sobrenome, em letras maiúsculas, separado, por vírgula, da data de publicação (BARBOSA, 1980). Se o nome do autor estiver citado no texto, indica-se apenas a data entre parênteses: “Morais (1955) assinala...”.

Quando for necessário especificar página(s), estas deverão seguir a data, separadas por vírgula e precedidas de p. (MUNFORD, 1949, p.513).

As citações de diversas obras de um mesmo autor, publicadas no mesmo ano, devem ser discriminadas por letras minúsculas após a data, sem espaçamento (PESIDE, 1927a), (PESIDE, 1927b). Quando a obra tiver dois ou três autores, todos poderão ser indicados, separados por ponto e vírgula (OLIVEIRA; MATEUS; SILVA, 1943), e quando houver mais de 3 autores, indica-se o primeiro seguido de et al. (GILLE et al., 1960).

Citações diretas em mais de três linhas deverão ser destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra tamanho 11, sem aspas e espaço simples entrelinhas. Citações com menos de três linhas devem seguir o fluxo normal do texto e virem destacadas apenas entre aspas. As citações de textos estrangeiros devem ser traduzidas para o português. Usar, sempre que possível, as traduções já existentes. O original deve aparecer em nota de rodapé.

3.3. Uso de recursos tipográficos: itálico, negrito, sublinhado e aspas

Itálico: deverá ser utilizado em três situações: palavras de língua estrangeira, citação de títulos de obras no corpo do texto, ênfase ou destaque de palavra ou trecho do texto.

Negrito: evitar esse recurso tipográfico. Utilizá-lo apenas no título do artigo, nas seções e subseções.

Sublinhado: evitar esse recurso tipográfico.

Aspas: devem ser empregadas no corpo do texto para citações de trechos de obras; jamais em títulos de artigos, canções, partes de obras ou capítulos, que virão sem destaque. Exemplo:

A linguística é uma disciplina que “se baseia na observação dos factos e se abstém de propor qualquer escolha entre tais factos, em nome de certos princípios estéticos e morais” (MARTINET, 1972, p.3).

3.4. Notas

Notas devem ser reduzidas ao mínimo e colocadas no pé da página; remissões para o rodapé devem ser feitas por números, na entrelinha superior, após o sinal de pontuação, quando for o caso.

3.5. Ilustrações

Ilustrações compreendem figuras, desenhos, gráficos, quadros, mapas, esquemas, fórmulas, modelos, fotografias, radiografias. As legendas devem ser inseridas abaixo das ilustrações, numeradas consecutivamente em algarismos arábicos e centralizadas, na mesma fonte e tamanho do corpo do texto. As figuras, os desenhos, os gráficos, os quadros, os esquemas, as fórmulas e os modelos devem ser enviados em arquivo separado, no programa em que foram gerados. Os mapas, as fotografias e as radiografias também devem ser enviadas em arquivos separados e em alta resolução (300 dpi). As ilustrações devem ser designadas, no texto, na forma abreviada da palavra “Figura”: Fig. 1, Fig. 2 etc. É inteiramente do(s) autor(es) a responsabilidade pela veiculação de imagens, inclusive as que envolvem direitos autorais.

3.6. Tabelas e quadros

Tabelas devem ser usadas para apresentação de informações tratadas estatisticamente e quadros para sintetizar e organizar informações textuais. O título de tabelas insere-se na parte superior, centralizado, iniciado pela expressão “Tabela 1” em negrito, seguido por hífen e pelo título sem destaque, na mesma fonte e tamanho do corpo do texto; o título de ilustrações e quadros deve ser apresentado na parte, superior, centralizado, iniciado pela expressão “Quadro 1” em negrito, seguido por hífen e pelo título sem destaque, na mesma fonte e tamanho do corpo do texto. A numeração é consecutiva, em algarismos arábicos; caso seja necessário especificar a fonte de dados, esta deverá ser colocada abaixo da tabela ou do quadro e o texto, alinhado à esquerda. Tabelas devem ser construídas com as bordas laterais abertas e sem linhas de separação de colunas.

3.7. Anexos e/ou Apêndices

Quando imprescindíveis à compreensão do texto, e dentro do limite de 30 páginas, Anexos e/ou apêndices, seguindo a formatação dos subtítulos, devem ser incluídos no final do artigo, após as referências bibliográficas ou a bibliografia consultada

3.8. Formato da resenha

A resenha deve conter, no início, a referência completa da obra resenhada, incluindo o número de páginas, em fonte Times New Roman, tamanho 14, espaçamento simples, sem título, sem resumo, sem palavras-chave. O(s) nome(s) do(s) autor(es) da resenha, em corpo 12, deve(m) vir na terceira linha abaixo da referência da obra resenhada, precedido(s) pela expressão “Resenhado por [nome(s) do(s) autor(es)]”. Deve(m) ser seguido(s) de asterisco(s) que remeta(m) a uma nota de rodapé contendo as seguintes informações: sigla e nome por extenso da instituição a que o(s) autor(es) está(ão) vinculado(s); cidade; estado; país; CEP; e-mail. O texto da resenha deve vir na terceira linha abaixo do(s) nome(s) do(s) autor(es) em Times New Roman, corpo 12 e espaço 1,5.

A configuração da página é a seguinte: tamanho do papel: A4 (21,0x 29,7 cm); margens esquerda e superior 3,0 cm, direita e inferior 2,0 cm; extensão mínima de 4 e máxima de 8 páginas, incluindo referências bibliográficas e anexos e/ou apêndices; adentramento: 1,25cm para assinalar início de parágrafo; espaçamento: 1,5.

3.9. Formato da tradução

Os artigos traduzidos são submetidos ao processo de avaliação pelos pares, que decidem sobre a oportunidade e a conveniência de sua publicação. Devem seguir o formato de artigo, no que couber. Na segunda linha abaixo do nome do autor do texto traduzido, alinhado à direita, deve(m) aparecer o(s) nome(s) do(s) tradutor(es) no seguinte formato: “Traduzido por [nome(s) do(s) tradutor(es)]”, com asterisco que remeta a uma nota de rodapé com as seguintes informações: sigla e nome por extenso da instituição a que o(s) tradutor(es) está(ão) vinculados; cidade; estado; país; CEP; e-mail.

3.10. Formato da entrevista

As entrevistas são submetidas ao processo de avaliação pelos pares, que decidem sobre a oportunidade e a conveniência de sua publicação. A configuração formal da entrevista é a mesma que se requer para artigos, mas o título deve conter, além do tema geral, a expressão “Entrevista com [nome do entrevistado]”, sem destaque, com asterisco remetendo a uma nota de rodapé que contenha uma breve resenha da biografia do entrevistado, que demonstre claramente sua sua relevância científica. O(s) autor(es) da entrevista deve(m) aparecer em seguida, de acordo com as normas estabelecidas para Artigos.

3.11. Normas para a versão em inglês

O(s) autor(es) de artigo aceito para a publicação em português, francês, espanhol ou italiano deve(m) providenciar a versão em inglês do texto até o dia estipulado no e-mail de notificação da aceitação. As normas para citação de autores no corpo do texto e para as referências bibliográficas da versão em inglês são as mesmas da versão em português. A Alfa designa revisores para a avaliação da versão em inglês do artigo. A revisão se restringe a conferir a qualidade da tradução, isto é, sua adequação ao padrão de uso da língua inglesa no gênero artigo científico.

Nas citações no corpo do texto de obras que têm edição publicada em língua inglesa, deve ser utilizada essa edição tanto no corpo do texto como nas referências bibliográficas. Em caso de não haver edição em inglês, o texto citado deve receber versão em inglês, e o texto na língua original da edição utilizada deve constar em nota de rodapé.

Quando o artigo contiver figuras digitalizadas de anúncios em jornais e revistas ou similares, em português ou em outra língua, é necessário incluir a versão em inglês dos textos em nota de rodapé.

Quando o texto contiver exemplos cuja compreensão envolva a necessidade de esclarecer traços morfossintáticos, é necessário incluir uma versão literal deles em glosa, seguida pela tradução em inglês comum entre aspas simples. Exemplo:

Convenções para as glosas: The Leipzig Glossing Rules: conventions for interlinear morpheme-by-morpheme glosses, editada pelo Departamento de Linguística do Max Planck Institute for Evolutionary Anthropology (Bernard Comrie, Martin Haspelmath) e pelo Departamento de Linguística da University of Leipzig (Balthasar Bickel); disponível em http://www.eva.mpg.de/lingua/resources/glossing-rules.php.

3.12. Transferência de direitos autorais - Autorização para publicação

Os nomes e endereços informados nesta revista são usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros. Caso o artigo submetido seja aprovado para publicação, JÁ FICA ACORDADO QUE o(s) autor(es) AUTORIZA(M) a UNESP a reproduzi-lo e publicá-lo na Alfa: Revista de Linguística, entendendo-se os termos "reprodução" e "publicação" conforme definição respectivamente dos incisos VI e I do artigo 5° da Lei 9610/98. O ARTIGO poderá ser acessado pela rede mundial de computadores (WWW – Internet), sendo permitidas, A TÍTULO GRATUITO, a consulta e a reprodução de exemplar do ARTIGO para uso próprio de quem a consulta. ESSA autorização de publicação não tem limitação de tempo, FICANDO A UNESP responsável pela manutenção da identificação DO(S) AUTOR(ES) do ARTIGO.

 

Envio de manuscritos

http://seer.fclar.unesp.br/alfa/about/submissions#onlineSubmissions

Encaminhamento: Os autores devem realizar o cadastro (Login/Senha) no site da revista, na seção Submissões Online, preencher corretamente o perfil e escolher a opção “AUTOR”. Após haver realizado esses passos, deve ir para “SUBMISSÕES ATIVAS” e iniciar o processo de submissão através do link “CLIQUE AQUI PARA INICIAR O PROCESSO DE SUBMISSÃO”, no qual irá realizar os cinco passos básicos:

1 - Início: Iniciar o processo de submissão, confirmando se está(ão) de acordo com as condições estabelecidas pela revista (marcando as caixas de seleção das condições e da declaração de direito autoral) e selecionar a seção artigos;

2 - Inclusão de metadados: indicar os dados principais – nome, sobrenome, e-mail, instituição, resumo da biografia, título e resumo;

3 - Transferência de manuscritos: realizar a transferência do arquivo para o sistema;

4 - Transferência de documentos suplementares: realizar a transferência de arquivos com informações suplementares, que funcionam como um apêndice ou anexo ao texto principal, tais como instrumentos de pesquisa, conjuntos de dados e tabelas, que seguem os padrões de ética de avaliação, fontes de informação normalmente não disponíveis para leitores, ou figuras e/ou tabelas que não podem ser integradas ao texto em si.

5 - Confirmação: Concluir a submissão.

Após concluir os cinco passos descritos, o(s) autor(es) deve(m) aguardar o e-mail do editor e, nesse ínterim, pode(m) acompanhar todo o fluxo de seu trabalho, da submissão, aceite, avaliação, reedição do original até a publicação. Os artigos, após a submissão, são designados aos avaliadores definidos pelo conselho ou pelos editores da revista. A política de seleção dos artigos é definida pelos membros do Conselho Editorial, Consultivo e Editores da revista, disponibilizadas na seção “Sobre a Revista”, “Processo de Avaliação por Pares”.

 


Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Rua Quirino de Andrade, 215, 01049-010 São Paulo - SP, Tel. (55 11) 5627-0233 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: alfa@unesp.br