(Atualizado: 29/03/2022)

Sobre o periódico

 

Informações básicas

 

A revista Ciência Animal Brasileira/Brazilian Animal Science (ISSN 1809-6891), abreviação Ciênc. anim. bras., é uma revista interdisciplinar de publicação em fluxo contínuo e acesso aberto. Tem por missão a publicação de artigos científicos originais, na modalidade bilíngue (Inglês e Português), nas áreas de medicina veterinária, zootecnia e áreas afins. A CAB não cobra taxa de submissão ou taxa de processamento de artigo - Article Processing Charge (APC).

A Ciência Animal Brasileira (CAB)/Brazilian Animal Science surgiu no ano de 2000 como grande aspiração da Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás (UFG). A revista é integralmente disponibilizada no Portal de Periódicos da UFG e utiliza o sistema de editoração eletrônica Open Journal Systems (OJS). A versão eletrônica, disponível no endereço https://www.revistas.ufg.br/vet, contém todos os números e volumes publicados na íntegra e em livre acesso.

 

 

Fontes de indexação

 
  • CAB abstracts
  • Biosis Previews
  • Biological Abstracts
  • AGRIS - International Information System for the Agricultural Sciences and Technology (FAO)
  • DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • Latindex
  • REDIB
  • Google Scholar
  • SCOPUS
  • FSTA - Food Science and Technology Abstracts
 

 

Propriedade intelectual

 

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos, conforme orientação da Biblioteca Central da UFG:

  1. Autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution (CC BY 4.0) que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  2. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.
  3. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer momento antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (disponibilizado em O Efeito do Acesso Livre).
 

 

Patrocinadores

 

A publicação recebe financiamento de:

  • Universidade Federal de Goiás
 

 


Corpo editorial

 

Editores Chefes

   

 

Editora-Executiva

   

 

Editora-Assistente

   

 

 

Editores Associados

   

 

Editoração Científica

   

 


Instruções aos autores

 

Escopo e política

 

A Ciência Animal Brasileira (CAB)/Brazilian Animal Science publica artigos científicos completos, inéditos e originais, revisões bibliográficas, comunicações breves, notas técnicas e, excepcionalmente, relatos de casonas áreas de medicina veterinária, zootecnia e áreas afins. A CAB tem como um dos seus pilares apoiar o desenvolvimento da pesquisa por meio da disseminação da informação, visando a divulgação tanto para comunidade científica quanto para os demais profissionais e não profissionais interessados nessas áreas do conhecimento. Por isso, encorajamos os nossos autores a utilizarem uma linguagem clara, concisa e objetiva para redação de seus artigos.

Acesso aberto 

A revista CAB acompanha as políticas internacionais de democratização da ciência que promovem o acesso aberto ao conteúdo científico. Todos os artigos publicados são disponibilizados gratuitamente e ilimitado, sendo possível cópia e disseminação, desde que seja dada a acreditação/citação apropriada da publicação original. A CAB não cobra taxa de submissão ou taxa de processamento de artigo - Article Processing Charge (APC).

Pré-prints

A submissão de um artigo a CAB implica que ele não foi publicado anteriormente ou que não está sendo considerado para publicação em uma outra revista científica. No entanto, os artigos enviados a um servidor de pré-print reconhecido, tais como, BioRxiv e SciElo pré-prints, não são considerados como publicação prévia. Nesse sentido, em consonância com a política de uma ciência aberta e como uma maneira de acelerar a disseminação da pesquisa, encorajamos fortemente os autores a compartilharem seu artigo em um servidor de pré-print. Todos os autores devem fornecer o DOI dos pré-prints publicados anteriormente no repositório de sua escolha.

Disponibilidade de dados

Os dados que geraram o manuscrito devem estar abertos e disponíveis ao público sempre que solicitado. Encorajamos nossos autores a depositarem seus dados em um repositório de dados apropriado. As informações sobre sequências de genes relatadas no manuscrito devem ter seu número de acesso ao banco público mencionado no manuscrito (por exemplo, GeneBank).

Idioma 

A revista CAB publica artigos na modalidade bilíngue (Inglês e Português). Os autores podem escolher em qual língua (Inglês ou Português) o artigo será escrito e submetido. Em caso de aceite, é necessário que seja encaminhado a outra versão linguística do texto. Para autores estrangeiros poderá não ser exigido a versão do texto em português.

Processo de avaliação por pares (Duplo-Cego) 

A CAB opera utilizando o sistema de revisão por pares duplo-cego, onde os revisores desconhecem os nomes ou afiliações dos autores e as avaliações dos revisores são encaminhadas aos autores sem a identificação dos mesmos. O sistema de avaliação por pares é utilizado para avaliar a qualidade de um manuscrito antes de sua publicação. Os revisores auxiliam os editores no parecer de um artigo. A decisão final é emitida pelo Editor-chefe. Os autores podem sugerir nomes ao Editor-chefe para figurarem como revisores ou ainda nomes que não devem ser considerados para realizar a revisão (opposed reviewers).

Ética em experimentação animal

O trabalho descrito no artigo submetido deve ter sido realizado de acordo com os princípios éticos em experimentação animal, de acordo com a Lei 11.794/08, que estabelece os procedimentos para o uso científico de animais e trata da obrigatoriedade de submissão dos projetos de pesquisa aos comitês de ética em pesquisa das instituições. Sugerimos consultar o Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA) e o Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (COBEA).

Ética em publicação

Todos os autores devem garantir que as pesquisas relatadas não resultem de má conduta, como fabricação de dados, falsificação, plágio ou duplicação. Em caso de má conduta confirmada na pesquisa, emitiremos um aviso de retratação para corrigir o registro científico. Informamos que todos os manuscritos são submetidos a um software de detecção de plágio (Ithenticate) para evitar má conduta e garantir a originalidade do trabalho escrito. Em conformidade com as diretrizes do COPE (Committee on Publication Ethics), que visam incentivar a identificação de plágio, más práticas, fraudes, possíveis violações de ética e abertura de processos solicitamos aos autores acessarem e lerem as informações presentes no site website do COPE e no guia de boas práticas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) , guia de ética na publicação da Elsevier e site da Elsevier

Direitos autorais e licenciamento

Todos os artigos desta revista estão licenciados sob uma Licença de Atribuição Creative Commons 4.0. Isso significa que os autores dão permissão total a qualquer pessoa para compartilhar e adaptar o conteúdo do artigo, desde que os autores e a fonte originais sejam devidamente citados.

Política de Preservação Digital

A revista CAB é hospedada no portal de periódicos da Universidade Federal de Goiás (UFG), que garante a preservação de seu conteúdo digital pela Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital (Rede Cariniana). Como iniciativa do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), a Rede Cariniana faz parte do programa Lots of Copies Keep Stuff Safe (LOCKSS), da Stanford University.

Declaração de Submissão

A submissão de um artigo implica no fato de que o trabalho descrito não foi publicado anteriormente nem está sob avaliação para publicação em outro meio, que sua submissão foi aceita por todos os autores envolvidos e pelas autoridades responsáveis onde o trabalho foi desenvolvido tácita e explicitamente. O aceite implica que o trabalho não deve ser publicado em outro periódico sem o consentimento escrito de quem detém os direitos autorais.

Conflito de interesse

Os autores devem informar caso haja algum conflito de interesse real ou potencial incluindo as relações pessoais e financeiras com outras pessoas, empresas ou instituições que possam influenciar ou ter influenciado negativamente o trabalho, além de quaisquer conflitos posteriores envolvendo necessidade de notificação obrigatória de doenças ou possíveis prejuízos à exportação de produtos de origem animal. 

Mudança de autoria

Essa política trata da adição, retirada ou reorganização dos nomes dos autores na autoria dos manuscritos aceitos, que deve ser feita impreterivelmente antes da publicação do artigo. Pedidos de mudança de autoria devem ser enviados para a administração da revista e devem incluir (1) o motivo da mudança e (2) uma declaração de todos os autores, por escrito (e-mail), de que estão de acordo com a mudança. No caso da adição ou retirada de um nome, deve ser incluído a confirmação feita pelo próprio autor a ser adicionado ou retirado. Os pedidos de modificação serão encaminhados para o Conselho Editorial e a publicação do artigo ficará suspensa até que a mudança seja aprovada.

Papel da agência de subsídios financeiros

Os autores devem informar quem foi responsável pelo apoio financeiro para a realização da pesquisa e/ou preparação do artigo, além de descrever brevemente qual foi o papel dos patrocinadores, caso isso tenha ocorrido, no delineamento do estudo, na coleta e análise dos dados, na redação do artigo e na decisão de submetê-lo à publicação.

 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

No processo de submissão, os autores devem ficar atentos e considerar todos os itens listados em condições para submissão. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão rejeitadas de imediato.

Declaração de anuência e contribuição dos autores: a declaração de anuência, obrigatória, deverá ser anexada no ato da submissão. Deverá conter os nomes de todos os autores, bem como, a instituição afiliada de cada um e com uma breve descrição individual de como o autor participou da referida pesquisa. O item “contribuição dos autores” não deverá constar no corpo do manuscrito submetido e somente será adicionado ao texto em caso de aceite para publicação. Veja o modelo da declaração:

MODELO DE DECLARAÇÃO DE ANUÊNCIA
Os autores abaixo-assinados declaram, para fins de submissão de manuscrito ao periódico Ciência Animal Brasileira, que o artigo "Título" é original, inédito e não foi submetido a outro periódico. Os autores expressam sua anuência acerca da submissão, assim como da Política Editorial, das Diretrizes para Publicação e da Declaração de Direito Autoral, que se aplicarão em caso de aceite e posterior publicação do artigo. Ao lado de cada nome e assinatura, consta uma breve descrição de como o autor participou da referida pesquisa.
Cidade, data.
Autores

  1. Nome, instituição afiliada, contribuição do autor, Assinatura
  2. Nome, instituição afiliada, contribuição do autor, Assinatura
  3. Nome, instituição afiliada, contribuição do autor, Assinatura
  4. ... 

Para adicionar a contribuição de cada autor, a CAB segue taxonomia indicada pelo CRedit (Taxonomia de Funções de Contribuidor) que inclui 14 categorias que normalmente são desempenhadas para a produção científica acadêmica, conforme lista a seguir:

  • 1. Conceituação - Ideias; formulação ou evolução de objetivos e metas globais de pesquisa.
  • 2. Curadoria de dados - atividades de gerenciamento para anotar (produzir metadados), limpar dados e manter dados de pesquisa (incluindo código de software, onde é necessário para interpretar os próprios dados) para uso inicial e posterior reutilização.
  • 3. Análise formal - Aplicação de técnicas estatísticas, matemáticas, computacionais ou outras técnicas formais para analisar ou sintetizar dados de pesquisa.
  • 4. Aquisição de financiamento - Aquisição do apoio financeiro para o projeto que deu origem à publicação.
  • 5. Investigação - Condução do processo de pesquisa e investigação, especificamente realizando os experimentos, ou coletas de dados/evidências.
  • 6. Metodologia - Desenvolvimento ou desenho de metodologia; criação de modelos.
  • 7. Gerenciamento do projeto - Responsabilidade de gestão e coordenação do planejamento e execução da atividade de pesquisa.
  • 8. Recursos - Fornecimento de materiais de estudo, reagentes, materiais, pacientes, amostras de laboratório, animais, instrumentação, recursos de computação ou outras ferramentas de análise.
  • 9. Software - Programação, desenvolvimento de software; concepção de programas de computador; implementação do código de computador e algoritmos de suporte; teste de componentes de código existentes.
  • 10. Supervisão - Supervisão e responsabilidade de liderança para o planejamento e execução da atividade de pesquisa, incluindo mentoria externa à equipe principal.
  • 11. Validação - Verificação, seja como parte da atividade ou separada, da replicação/reprodutibilidade geral dos resultados/experimentos e outros produtos de pesquisa.
  • 12. Visualização - Preparação, criação e/ou apresentação do trabalho publicado, especificamente visualização/apresentação de dados.
  • 13. Redação (esboço original) - Preparação, criação e/ou apresentação do trabalho publicado, especificamente redação do rascunho inicial (incluindo tradução substantiva).
  • 14. Redação (revisão e edição) - Preparação, criação e/ou apresentação do trabalho publicado por aqueles do grupo de pesquisa original, especificamente revisão crítica, comentário ou revisão - incluindo as etapas de pré ou pós-publicação
     

Comitê de Ética: É obrigatório anexar, no ato da submissão, a certificação de aprovação pela Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA) para o caso de pesquisa com animais e pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos (CEP) para as pesquisas que tenham aplicação de questionário a pessoas, bem como, a inserção do número do protocolo no corpo do texto. O artigo que necessitar do certificado de aprovação em comitê de ética e não o apresentar será rejeitado de imediato.

Detecção de plágio:  todos os artigos submetidos a revista CAB são previamente analisados por detector de plágio (iThenticate). Os artigos reprovados serão minuciosamente analisados pela equipe editorial e, quando for o caso, informações adicionais serão requisitadas aos autores. Caso o plágio seja confirmado o artigo será sumariamente rejeitado.

INSTRUÇÕES PARA PREPARAÇÃO DO ARTIGO:
Formato do arquivo e texto: Os arquivos para submissão devem estar em formatos editáveis: Microsoft Word, OpenOffice ou RTF e o arquivo não deve ultrapassar 4MB.
O texto deverá ser escrito com fonte Times New Roman, tamanho 12. Deverá ser formatado em A4 e as margens inferior, superior, direita e esquerda deverão ser de 2,5 cm. As páginas e linhas devem ser numeradas de forma contínua. 

Texto: O artigo submetido poderá redigido em inglês ou em português. Como a revista CAB adota a publicação bilíngue, os autores deverão ter ciência que será necessário o envio do texto na outra modalidade no caso de aprovação para publicação. Para o texto em português, a revisão linguística será realizada pela equipe editorial do portal de periódicos da UFG. Para o texto em inglês, a responsabilidade da tradução e/ou revisão linguística será dos autores, sendo para tal necessária a apresentação de documento de certificação emitida por uma empresa autorizada. Para autores estrangeiros, nativos de língua inglesa, fica dispensada essa apresentação de certificação.

Sugerimos que os autores aguardem o aceite para publicação antes de iniciarem a revisão linguística/tradução e apresentação do certificado. 

Autores: O (s) nome (s) do (s) autor (es) e a filiação institucional não devem aparecer no arquivo texto enviado para submissão afim de garantir o critério de sigilo da CAB na avaliação por pares duplo-cego.

Número de páginas: sugere-se que o artigo contenha um número máximo de 20 páginas.

Resumo: o texto do artigo deve conter um resumo em inglês e outro em português, de mesmo teor, apresentando clareza e concisão. Exige-se que o resumo tenha no mínimo 180 e, no máximo, 250 palavras.

Palavras-chave: número mínimo de 3 e no máximo de 5 palavras, separadas por ponto e vírgula. Devem ser apresentadas tanto em inglês quanto em português. Lembrando que não deve conter elementos já presentes no título.

Figuras, Gráficos e Tabelas: deverão ser inseridos, obrigatoriamente, no corpo do texto após serem citados. Não inserir no final do texto.

Comitê de Ética: deve ser apresentado o número do protocolo de aprovação da pesquisa pela Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA) e/ou Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos (CEP) no corpo do texto (material e métodos). Lembramos que, o certificado de aprovação, obrigatório, deverá ser anexado no ato da submissão do artigo.

Estrutura do texto: 

Para as submissões em português:
Título em português, Título em inglês, Resumo, Palavras-chave, Abstract, Keywords, Introdução,Material e Métodos, Resultados, Discussão (Resultados e Discussão podem ser apresentados juntos a critério dos autores), Conclusão, Declaração de conflito de interesses, Agradecimentos, Referências. As seções Material e Métodos, Resultados e Discussão podem conter subseções.

Para as submissões em inglês:
Título em inglês; Título em português (obrigatório); Abstract; Keywords; Resumo em português (obrigatório); Palavras-chave; Introduction; Material and Methods; Results; Discussion (ou Results and Discussion); Conclusions; Declaration of conflict of interest; Acknowledgments (opcional), References. As seções Material e Métodos, Resultados e Discussão podem conter subseções.

Referências e citação: A lista completa de referências no final do artigo, devem estar de acordo com o Estilo Vancouver. As referências devem ser numeradas na ordem em que aparecem no texto. A exatidão e adequação das referencias a trabalhos que tenham sido mencionados no texto são da responsabilidade dos autores. A citação da referência no texto deve ser feita pelo número da referência, colocado entre parênteses e sobrescrito. A seguir, exemplos de referências e citação direta e indireta:

Exemplos de referências: 

  1. Não devem ser utilizados como referências: resumos simples ou expandidos e trabalhos completos em anais de eventos.
  2. Indicamos que não utilizem como referência dissertação ou tese. Entretanto, se imprescindível e quando não houver o respectivo artigo científico publicado em periódico, deve ser referente aos últimos dois anos. Esse tipo de referência deve, obrigatoriamente, apresentar o link que remeta ao cadastro nacional de teses da CAPES e os bancos locais das universidades que publicam esses documentos no formato .pdf.
  3. Solicita-se, também, priorizar referências de periódicos e não de livros-texto. O editor científico pode pedir mais informações em relação às referências no momento de editoração do artigo. Seu pronto atendimento agilizará a sua publicação. O processo de resgate fácil das informações é o ponto principal de uma referenciação bibliográfica, técnica ou eletrônica.
  4. Trabalho em Periódicos: Kalavathy R, Abdullah N, Jalaludin S, Ho YW. Effects of Lactobacillus cultures on growth performance, abdominal fat deposition, serum lipids and weight of organs of broiler chickens. British Poultry Science. 2003;44(1):139-144. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7282/#A32362)
  5. Trabalho em Periódicos Online: Gueiros VA, Borges APB, Silva JCP, Duarte TS, Franco KL. Utilização do adesivo Metil-2-Cianoacrilato e fio de náilon na reparação de feridas cutâneas de cães e gatos [Utilization of the methyl-2-cyanoacrylate adhesive and the nylon suture in surgical skin wounds of dogs and cats]. Ciência Rural [Internet]. 2001 Apr [cited 2008 Oct 10];31(2):285-289. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782001000200015.  Portuguese. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7281/#A55587)
  6. Livro Inteiro: Reis JC. Estatística aplicada à pesquisa em ciência veterinária. 1st ed. Olinda: Luci Artes Gráficas; 2003. 651p. Portuguese. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7271/#A34171)
  7. Capítulo de Livro: Pascoe PJ. Cuidados pós-operatórios do paciente. In: Slatter D. Manual de cirurgia de pequenos animais. 2nd ed. São Paulo: Manole; 1998.  p. 287-299. Portuguese. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7271/#A34915)
  8. Legislação: Os modelos aqui foram adaptados porque a normalização proposta no Estilo Vancouver não corresponde à realidade brasileira: Brasil. Constituição 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado; 1988. Portuguese. Brasil. Ministério da Educação e Ministério da Saúde. Portaria interministerial no. 1000 de 15 de abril de 2004. Resolvem certificar como Hospital de Ensino das Instituições Hospitalares que servirem de campo para a prática de atividades curriculares na área da saúde, sejam Hospitais Gerais e, ou Especializados. Diário Oficial da União. 2004 Abr 16; Seção 1. Portuguese.
  9. Programas de Computador: SAS Institute. Statistical Analysis System: user guide [CD-ROM]. Version 8. Cary (NC): SAS Insitute Inc., 2002. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7244/)
  10. Websites: Silva MET, Flemming S, Martinez JL, Thomazini PL. Rendimento de carcaça de búfalos (bubalus bubalis l.) confinados em terminação, com dietas contendo diferentes relações de volumoso e concentrado. 2 - Características Quantitativas [Internet]. Brasília: Associação Brasileira de Zootecnia; 2010 Oct 8 [cited 2013 Jun 27]. Available from: http://abz.org.br/revista-zootecnia-brasileira/. Portuguese. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7274/#A59404)
  11. Solicita-se que o número DOI, ou o link correspondente, dos artigos assim identificados seja acrescentado ao final da referência. Ribeiro Carina Teixeira, De Souza Diogo Benchimol, Medeiros Jr. Jorge Luiz, Costa Waldemar Silva, Pereira-Sampaio Marco Aurélio, Sampaio Francisco José Barcellos. Pneumoperitoneum induces morphological alterations in the rat testicle. Acta Cir. Bras.  [periódico na Internet]. 2013  Jun [citado  2013  Jun  27];  28(6): 419-422. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502013000600003.

Exemplos de citação:
As citações das referências no texto devem ser feitas numericamente, em ordem crescente, entre parênteses e sobrescritas.

  1. Citação indireta: Reports ofsimilis lesion are scarce in the literature. Histopathological studies with three Loxosceles species of clinical importance,  intermediaL. laeta and L. recluse, showed that the venom induces vasodilation, edema, inflammatory infiltrate (mainly neutrophilic), hemorrhage, cutaneous muscle necrosis, thrombosis and arteriolar walls degeneration(6, 13-15). It is necessary to elucidate whether the histological lesion induced by the Loxosceles similis venom is similar to that observed in other species of medical importance. Furthermore, it is important to determine the pathogenesis of the loxoscelic dermonecrotic lesion(...)
  2. Citação direta: According to Zanetti et al.(17)and Nowatzki et al.(18)who studied the action of the L. intermedia venom in vitro on endothelial cells, it was observed that 18 hours after the venom action, cells showed plasmatic membrane convolutions and chromatin condensation.

Referências utilizadas no exemplo de citação direta e indireta acima:

    6. Futrell J. Loxoscelism. Am J Med Sci. 1992;304(4):261-7.

  1. Smith WC, Micks WD. The role of polimorphonuclear leukocytes in the lesion caused by the venom of the brown spider (Loxosceles reclusa). Lab Invest. 1970;22:90-3.
  2. Strain GM, Snider TG, Tedford BL, Cohn GH. Hyperbaric oxygen effects on brown recluse spider (Loxosceles reclusa) envenomation in rabbits. 1991;29(8):989-96.
  3. Ospedal KZ, Appel MH, Neto JF, Mangili OC, Sanches Veiga S, Gremski W. Histopathological findings in rabbits after experimental acute exposure to the Loxosceles intermedia(Brown spider) venom. Int J Exp Pathol. 2002;83(6):287-94.
  1. Zanetti VC, da Silveira RB, Dreyfuss JL, Haoach J, Mangili OC, Veiga SS, et al. Morphological and biochemical evidence of blood vessel damage and fibrinogenolysis triggered by brown spider venom. Blood Coagul Fibrinolysis. 2002;13(2):135-48.
  2. Nowatzki J, de Sene RV, Paludo KS, Veiga SS, Oliver C, Jamur MC, et al. Brown spider venom toxins interact with cell surface and are endocytosed by rabbit endothelial cells. 2010;56(4):535-43

(Fonte: Pereira NB, Kalapothakis E, Vasconcelos AC, Chatzaki M, Campos LP, Vieira FO et al. Histopathological characterization of experimentally induced cutaneous loxoscelism in rabbits inoculated with Loxosceles similis venom. J. Venom. Anim. Toxins incl. Trop. Dis  [periódico na Internet]. 2012 [citado 2013 Nov 04]; 18(3): 277-286. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-91992012000300005&lng=pthttp://dx.doi.org/10.1590/S1678-91992012000300005)

 

 

Envio de manuscritos

 

Antes de enviar um manuscrito é necessário realizar o cadastro pelo endereço: http://www.revistas.ufg.br/index.php/vet/user/register.

As submissões de manuscritos a CAB devem ser feitas usando o sistema online em https://www.revistas.ufg.br/vet/about/submissions

Se você deseja fazer uma pergunta envie um e-mail aos editores (revistacab@gmail.com).

 

 


Universidade Federal de Goiás Universidade Federal de Goiás, Escola de Veterinária e Zootecnia, Campus II, Caixa Postal 131, CEP: 74001-970, Tel.: (55 62) 3521-1568, Fax: (55 62) 3521-1566 - Goiânia - GO - Brazil
E-mail: revistacab@gmail.com