SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue7Web surveys in the time of COVID-19 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311XOn-line version ISSN 1678-4464

Cad. Saúde Pública vol.36 no.7 Rio de Janeiro  2020  Epub July 03, 2020

https://doi.org/10.1590/0102-311x00169120 

EDITORIAL (ESCOLHA DAS EDITORAS)

Boas práticas na condução e relato de estudos baseados em websurveys

Cláudia Medina Coeli1 
http://orcid.org/0000-0003-1757-3940

Luciana Dias de Lima2 
http://orcid.org/0000-0002-0640-8387

Marilia Sá Carvalho3 
http://orcid.org/0000-0002-9566-0284

1 Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

2 Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, Brasil.

3 Programa de Computação Científica, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, Brasil.


Em resposta à pandemia de COVID-19, vem sendo observado um crescimento acelerado do número de artigos publicados em periódicos científicos e depositados em servidores preprint. Até 10 de junho de 2020, já haviam sido publicados 22.746 artigos em periódicos indexados no PubMed e 4.967 depositados nos servidores de preprint medRxiv (4.017 artigos) e bioRxiv (950 artigos).

Trata-se de um fenômeno sem precedentes, que tem sido acompanhado pelo crescimento de artigos que são retirados ou retratados, alguns deles em poucos dias após a publicação (https://retractionwatch.com/retracted-coronavirus-covid-19-papers/).

Diante desse cenário, especula-se que podem estar ocorrendo práticas prejudiciais à pesquisa 1,2, incluindo a falta de rigor na concepção, planejamento, execução de projetos de pesquisa, assim como na análise e publicação de resultados 3. Em estudos de intervenção farmacológica tem sido proposto o estímulo à colaboração entre pesquisadores 1,2 e a adoção de protocolos que avaliem múltiplos tratamentos de forma contínua e adaptativa 4. Esses últimos, quando comparados aos ensaios clínicos randomizados tradicionais, permitem a obtenção de resultados válidos de forma mais oportuna.

Estudos científicos da saúde pública são fundamentais para a compreensão das várias dimensões relacionadas à pandemia da COVID-19 e suas consequências sanitárias sociais, políticas e econômicas. Permitem ainda orientar políticas públicas de natureza diversa, a organização de serviços e a prestação do cuidado à saúde. Em tempos de distanciamento físico, para além do processamento e análise adequada de fontes documentais e secundárias, cresce a necessidade de formas alternativas para a coleta de dados primários nos estudos empíricos sobre o tema.

Integra este fascículo de CSP o artigo de De Boni 5 que, alinhado com a necessidade da adoção de boas práticas de pesquisa, aborda os cuidados que devem ser tomados na condução e no relato de estudos baseados em websurveys. No artigo, as vantagens desse método (velocidade, grandes números, abrangência, baixo custo e facilidade de implementação) são discutidas frente às suas limitações. Entre outros, tais aspectos indicam a importância da descrição da forma como o questionário foi desenvolvido e validado, dos aspectos éticos relacionados à privacidade dos participantes e segurança dos dados, da estratégia de divulgação do questionário e de recrutamento dos participantes, e dos limites do estudo em relação à questão de investigação.

Recomendamos que os artigos submetidos a CSP sigam as orientações indicadas pela autora, incluindo aquelas contidas na diretriz Checklist for Reporting Results of Internet E-Surveys (CHERRIES) 6.

Referências

1. Glasziou PP, Sanders S, Hoffmann T. Waste in COVID-19 research. BMJ 2020; 369:m1847. [ Links ]

2. London AJ, Kimmelman J. Against pandemic research exceptionalism. Science 2020; 368:476-7. [ Links ]

3. National Academies of Sciences, Engineering, and Medicine; Policy and Global Affairs; Committee on Science, Engineering, Medicine, and Public Policy; Committee on Responsible Science. Fostering integrity in research. https://www.nap.edu/catalog/21896 (acessado em 10/Jun/2020). [ Links ]

4. The Adaptive Platform Trials Coalition. Adaptive platform trials: definition, design, conduct and reporting considerations. Nat Rev Drug Discov 2019; 18:797-807. [ Links ]

5. De Boni RB. Websurveys nos tempos de COVID-19. Cad Saúde Pública 2020; 36:e00155820. [ Links ]

6. Eysenbach G. Improving the quality of web surveys: the Checklist for Reporting Results of Internet E-Surveys (CHERRIES). J Med Internet Res 2004; 6:e34. [ Links ]

Recebido: 15 de Junho de 2020; Aceito: 15 de Junho de 2020

Colaboradores

C. M. Coeli, L. D. Lima e M. S. Carvalho contribuíram na concepção, redação e aprovação da versão final.

Informações adicionais

ORCID: Cláudia Medina Coeli (0000-0003-1757-3940); Luciana Dias de Lima (0000-0002-0640-8387); Marilia Sá Carvalho (0000-0002-9566-0284).

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons