SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue1EFFECT OF GIBBERELLIC ACID ON POTATO TUBER YIELDECTOPIC URETER REIMPLANTATION IN A BITCH author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478

Cienc. Rural vol.24 no.1 Santa Maria  1994

https://doi.org/10.1590/S0103-84781994000100038 

CARACTERIZAÇÃO DE VAGENS E SEMENTES EM GENÓTIPOS DE FEIJÃO

 

IDENTIFICATION OF LEGUMES AND SEEDS IN BEANS GENOTYPES

 

Nilson Lemos de Menezes1 Wilson Manara2 Paulo Roberto Pasinatto3

 

-NOTA-

 

 

RESUMO

Com o objetivo de facilitar a identificação de cultivares, realizou-se a caracterização das vagens e sementes de 24 genótipos incluídos no Ensaio Estadual (RS) de Produtividade de Feijão (Phaseolus vulgaris L.), o qual foi instalado na área experimental do Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal de Santa Maria, na safra 1992/93. Nas vagens foram avaliados o comprimento médio, cor e as formas do perfil, da extremidade e do dente apical, mais o número médio de sementes por vagem. Para as sementes determinou-se a cor e o brilho do tegumento, as cores das estrias, do hilo e halo, tamanho, forma e peso. As características analisadas variaram em função dos genótipos e das condições ambientais, assim as diferenças detectadas, dentro de cada grupo comercial, não eliminam a dificuldade de identificação visual das vagens e sementes.

Palavras-chave: feijão, vagens, sementes, identificação de cultivares.

 

SUMMARY

aiming to facilitate the identification of beans (Phaseolus vulgaris L.) cultivars a characterization of legumes and seeds was conducted on 24 genotypes included on experiment of the State Yield Trial Nursery located atthe Federal University of Santa Maria, during the 1992/93 growing season. On the legumes were evaluated the average length, color and profile form, and its extremity, as well as the average number of seeds per legume. On the seeds were determined size, form, weight, color and tegument brilliance, color of strials, hilum and halum. The traits analised varied as a function of genotypes and environmental conditions. Therefore the differences observed within each commercial group did not eliminate the difficulties related to visual identification of seeds and legumes.

Key words: beans, seeds, legumes, cultivar identification.

 

 

O estudo de identificação de genótipos de feijão objetiva registrar o maior número de características, para que se possa reconhecer e aproveitar com maior eficiência os germoplasmas disponíveis. É de grande importância, também, para os técnicos que realizam vistorias no final do ciclo da cultura e para os analistas de sementes.

As Normas para Produção de Semente Fiscalizada CESM/RS (BRASIL, 1992) permitem 12 sementes de outras cultivares em 700g (safra 1992/93), o que é considerado uma alta contaminação. Porém, pela frequente semelhança de muitos genótipos e pela falta de descrição completa das vagens e sementes, nem sempre as misturas são identificadas, fato que impede a determinação da qualidade física de lavouras ou lotes.

Com o objetivo de gerar subsídios para auxiliar na identificação, foram avaliados 24 genótipos provenientes do Ensaio Estadual de Produtividade de Feijão - RS, instalado na área experimental do Departamento de Fitotecnia, da UFSM. em Santa Maria-RS, na safra 1992/93.

As características observadas para vagens e sementes foram determinadas em duas repetições de dez unidades cada uma. Todas as cores foram determinadas com o auxílio de tabelas de cores padrões de MUNSELL COLOR CHARTS, for plant tissues (1952).

A forma das vagens foi identificada primeiro quanto ao perfil (Chopinet et al. apud MATEO BOX. 1961), e a seguir pela extremidade apical, subdividindo-se em ápice e dente apical, conforme classificação de STEINMETZ & ARNY (1932). Quanto a forma das sementes usou-se os coeficientes J e H, segundo PUERTA ROMERO (1961).

Para determinação do brilho das sementes adotou-se a classificação sugerida pelo Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT, 1976): opaco, intermediário e brilhoso.

Os dados apresentados nas Tabela 1 e 2, identificam as características básicas dos genótipos estudados nas condições do município de Santa Maria-RS.

O comprimento médio das vagens variou entre 7,8cm e 10,4cm, porém observou-se grande variação nos tamanhos mínimos e máximos entre genótipos e plantas de um mesmo genótipo.

A cor das vagens maduras, para todos os genótipos foi bege (2.5Y8/4, 5Y8/4).

Quanto a forma das vagens, observou-se o perfil arqueado, extremidade abrupta e dente apical arqueado para a maioria dos genótipos.

O número médio de sementes por vagem variou entre 2,5 para o genótipo Iraí e 5,2 para o MP 89-103.

Dos 24 genótipos estudados, 17 se enquadraram na classificação do grupo comercial preto, e os 7 restantes no grupo de cor, devido a coloração do tegumento, logo após a colheita.

Todos os genótipos apresentaram hilo de coloração branca, sendo que os do grupo de cor, além deste apêndice do tegumento, mostraram também, halo alaranjado.

Os genótipos Carioca, 86-533, 86-216 e FT 85-206 apresentaram estrias de coloração marrom médio (5YR5/4 e 5/6), enquanto o IAPAR-31 apresentou-se com pequenas manchas, da mesma cor, ao invés de estrias. O Iraí apresentou estrias e manchas de coloração vermelho purpúreo.

Quanto ao brilho do tegumento, observou-se que apenas os genótipos M P 89-103 e 86-216 mostraram sementes brilhosas, enquanto os genótipos AN 730-038, CNF 5491, CNF 5490, IAPAR 87, Iraí, Minuano e FT 88-510 apresentaram brilho intermediário e os demais mostraram sementes com tegumento opaco.

A maioria dos genótipos apresentou semente de forma elíptica e semi-cheia.

O peso e o tamanho das sementes também variaram entre os genótipos, tendo se destacado o Iraí com o maior valor e o Rio Tabagi, com o menor.

As vagens e sementes, em feijão, variam em função do genótipo e das condições ambientais, podendo apresentar variação de um ano para outro e nas amostras de um mesmo ano, conforme constataram GANDOLFI & COSTA (1974) ou não apresentar diferenças significativas, entre materiais considerados distintos, como observaram MIKUSINSKI & SOUZA (1971).

As diferenças detectadas, entre vagens e sementes, dentro de cada grupo comercial, não eliminam a dificuldade de separação dos genótipos de feijão.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIi Ministério da Agricultura e Reforma Agrária. Normas para a Produção de Semente Fiscalizada CESM/RS. Porto Alegre: DFARA/RS. 1992. 73 p.         [ Links ]

CENTRO INTERNACIONAL DE AGRICULTURA TROPICAL Condiciones de campo para realizar las evaluaciones del germoplasma de Frijol. Cali, 1976.11 p.         [ Links ]

GANDOLFI, V.H., COSTA, O. M. M. Caracterização botânica de duas cultivares de feijão preto (Phaseolus vulgaris L.). Agronomia sulriograndense, Porto Alegre, v. 10, n. 1, p. 5-14, 1974.         [ Links ]

MATEO BOX, J.M. Leguminosas de grano. Barcelona: Salvat, 1961.500 p.         [ Links ]

MIKUSINSKI, O.M.F..SOUZA, B.H. Comparação das características botânicas de duas variedades de feijão preto. Agronomia sulriograndense. Porto Alegre, v. 8, n. 1, p. 49-54, 1972.         [ Links ]

MUNSELi Color charts for plant tissues. Baltimore, USA: Munsell Color Charts Company, 1952.         [ Links ]

PUERTA ROMERO, J. Variedades de judia cultivadas en Espana. Madri, Ministério da Agricultura, 1961. 798 p. (Monografias, 11).         [ Links ]

STEINMETZ, F.H., ARNY, A.C. A classification of the varieties field beans, Phaseolus vulgaris. Journal of Agricultural Research, Washington, v. 45, n. 1, p. 1-50, 1932.         [ Links ]

 

 

1Engenheiro Agrônomo, Doutor, Professor Adjunto, Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Santa Maria, 97119-900 - Santa Maria, RS.

2Engenheiro Agrônomo, Mestre, Professor Titular, Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Santa Maria-RS, 97119-900 - Santa Maria, RS.

3Aluno do Curso de Agronomia da Universidade Federal de Santa Maria-RS.

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License