• Association of the borer Spermophthorus apuleiae (Coleoptera; Curculionidae; Scolytinae) with the "pau-ferro" tree Caesalpinia ferrea (Leguminosae) Articles

    Suesdek, Lincoln; Lima, Flávio Cesar Thadeo

    Abstract in Portuguese:

    Besouros da subfamília Scolytinae são por vezes considerados como pragas silviculturais e florestais devido ao hábito de alimentar-se de sementes, cascas, troncos e raízes de plantas. Algumas espécies se alimentam de sementes e podem causar danos econômicos quando associadas a cultivares vegetais. Spermophthorus apuleiae Costa-Lima é um escolitídeo neotropical originalmente registrado como "associado" a sementes de Caesalpinia ferrea var. leiostachya Benth, uma árvore brasileira popularmente conhecida como "pau-ferro". Até o momento, não estava claro se esses besouros realmente se alimentam das sementes dessa planta. Para investigar a habilidade de S. apuleiae alimentar-se de sementes de "pau-ferro", observações e colônias desses besouros foram estabelecidos. Tanto em campo como em cativeiro, os besouros não foram observados comendo sementes. Besouros expostos a sementes como a única fonte de alimento foram incapazes de perfurar ou comer as sementes e morreram. Os dados sugerem que S. apuleiae é uma espécie frugívora que peculiarmente não se alimenta de sementes de "pau-ferro".

    Abstract in English:

    The weevil subfamily Scolytinae includes beetles which may feed on the bark, trunk or roots of both live and dead trees and are sometimes considered forest and silvicultural pests. Less frequently, some species feed on seeds and may be cause economic losses when associated to plant cultivars. Spermophthorus apuleiae Costa-Lima is a Neotropical Scolytinae formerly recorded to be "associated" with seeds of Caesalpinia ferrea var. leiostachya Benth, a Brazilian tree popularly known in Portuguese as "pau-ferro". Hitherto, it was not clear whether these beetles actually feed on the seeds of that plant. In order to investigate the ability of S. apuleiae to feed on seeds of "pau-ferro", observations were done and colonies of these beetles were established. Both in the field and in captivity the beetles were not observed feeding on the seeds. Even when beetles were exposed to seeds as the only source of food they were incapable of boring or eating the seeds and died. Our data therefore suggest that S. apuleiae is a frugivorous species which peculiarly does not eat seeds of "pau-ferro".
  • Aumento da disponibilidade de N via deposição atmosférica e fenologia reprodutiva de Habenaria caldensis Kraenzl. (Orchidaceae) no Parque Estadual do Itacolomi (PEIT) - MG, Brasil Artigos

    Pylro, Victor Satler; Cruz, Eduardo dos Santos; Duarte, Gabriela Frois; Kozovits, Alessandra Rodrigues

    Abstract in Portuguese:

    Ao lado do aumento da concentração de CO2, a deposição atmosférica de N é atualmente considerada um dos mais importantes fatores de alteração do funcionamento dos ecossistemas nativos, tendo já provocado drásticas mudanças na composição florística e na ciclagem de nutrientes no hemisfério norte. Entretanto, em sistemas tropicais e subtropicais, pouco se sabe sobre os efeitos do enriquecimento de N via deposição atmosférica, sobre o seu funcionamento. A compreensão da amplitude e da direção das respostas de orquídeas ao aumento da concentração de N disponível pode ajudar a alimentar modelos de dinâmica de populações rupícolas em resposta às mudanças globais. Avaliamos as respostas de floração e frutificação em plantas de Habenaria caldensis Kraenzl. (Orchidaceae), espécie de ampla distribuição em Minas Gerais, em consequência do aumento da disponibilidade de N por meio de fertilizações com nitrato de amônio, in situ, por aspersão. Em resposta à adição de N, a antese foi adiantada em cerca de 15 dias em relação aos indivíduos do grupo controle. Pelos resultados obtidos, o aumento da disponibilidade de N via deposição atmosférica pode afetar em curto prazo a ecologia de orquídeas e possivelmente outras plantas de campos rupestres alterando seus padrões fenológicos e alométricos. Em médio e longo prazos, tais modificações podem ter relevante impacto sobre a dinâmica de populações e comunidades desse tipo vegetacional.

    Abstract in English:

    Along with the increased concentration of CO2, the atmospheric deposition of nitrogen is currently considered one of the most important factors of change in the functioning of native ecosystems and has caused drastic changes in their floristic composition and nutrient cycling in the northern hemisphere. In tropical and subtropical systems, however, the largest holders of the plants diversity, little is known about the effects of the nitrogen enrichment via deposition on their performance. Understanding the magnitude and direction of the responses of the orchids to the increase of the concentration of available nitrogen might be helpful to modeling of rock outcrops population dynamics in response to global changes. We evaluated the responses of flowering and fruiting in plants of Habenaria caldensis Kraenzl. (Orchidaceae), a species widely distributed in Minas Gerais, as a result of increased nitrogen availability through fertilization with ammonium nitrate, in situ, by spraying. In response to the addition of N, anthesis occurred about 15 days earlier compared to individuals of the control group. The results of this study demonstrated that the increased availability of N via atmospheric deposition can affect in a short term the ecology of orchids and possibly other plants from rock outcrops by changing their phenological and allometric patterns. In a medium and long term, such changes can have an important impact on the dynamics of populations and communities of this vegetation type.
  • Seed germination and seedling morphology of Smilax polyantha (Smilacaceae) Articles

    Martins, Aline Redondo; Pütz, Norbert; Novembre, Ana Dionisia da Luz Coelho; Piedade, Sônia Maria de Stefano; Glória, Beatriz Appezzato da

    Abstract in Portuguese:

    As espécies de Smilax L. são utilizadas na medicina popular brasileira desde o século 19 devido às propriedades anti-reumáticas atribuídas aos órgãos subterrâneos de todas as espécies. No entanto, ainda hoje, essas espécies são exploradas apenas por extrativismo. Estudos sobre a germinação e o desenvolvimento dos órgãos subterrâneos podem ser úteis para preservar essas plantas. Após a germinação, o desenvolvimento de plântulas de Smilax polyantha foi analisado para compreender a formação do sistema subterrâneo. Para a análise da ontogênese do sistema subterrâneo foram seccionadas plantas em diferentes estágios de desenvolvimento entre um e doze meses. Uma das características mais marcantes desta espécie é a presença de dois sistemas de ramificação caulinar. A plúmula dá origem ao primeiro sistema caulinar de ramificações com geotropismo negativo. As gemas axilares subterrâneas desse primeiro eixo caulinar originam o segundo eixo caulinar com geotropismo positivo. O crescimento horizontal e o espessamento do órgão subterrâneo dependem do desenvolvimento de gemas axilares de nós basais dos ramos anteriores. A gema cotiledonar não participa da formação do caule subterrâneo, como descrito anteriormente na literatura para este gênero, mas as gemas axilares basais dos ramos caulinares aéreos originam o segundo eixo de ramificação caulinar subterrâneo. Neste estudo, após ser discutida a terminologia mais adequada, sugere-se chamar o caule subterrâneo dessas espécies de rizóforo.

    Abstract in English:

    Brazilians have been using the underground organs of Smilax species in alternative medicine since the 19th century because of their anti-rheumatic qualities. However, even nowadays, these species are explored only by extractivism. Studies on seed germination and development of these organs could be useful to preserve these plants. After germination, seedling development of Smilax polyantha was analyzed to understand underground stem formation. Furthermore, to analyze the ontogenesis of the underground system, seedlings aged from one to twelve months were sectioned. One of the most striking features of this species is the presence of two stem branching systems. The plumule gives rise to the first stem branching system with negative geotropism. Its first underground axillary bud sprouted into the other caulinar axis with positive geotropism. The horizontal growth and the subsequent thickening of this underground organ depended on the development of axillary buds from basal nodes of the previous branches. The cotyledonary bud did not play a role in the underground formation, as previously described in the literature for this genus, but the buds of the basal cataphylls built the second stem branching system. In this study we discuss the terminology and suggest calling this second stem branching system a rhizophore.
  • Crescimento e mortalidade de Oligosarcus hepsetus (Cuvier, 1829) (Characiformes, Characidae) no Parque Estadual da Serra do Mar, Núcleo Santa Virgínia, São Paulo, Brasil Artigos

    Carmassi, Alberto Luciano; Rondineli, Giulianna Rodrigues; Gomiero, Leandro Muller; Braga, Francisco Manoel de Souza

    Abstract in Portuguese:

    Parâmetros de crescimento e mortalidade foram estimados para Oligosarcus hepsetus capturados no Parque Estadual da Serra do Mar, Núcleo Santa Virgínia. A distribuição mensal das frequências de comprimento foi analisada pelo método ELEFAN, através do programa FISAT, utilizando-se a versão sazonal da curva de crescimento de Von Bertalanffy. A taxa instantânea de mortalidade natural foi calculada pela fórmula empírica proposta por Pauly. Os parâmetros estimados foram K = 0,72, L∞ = 23,3 cm, C = 0,3, Wp = 0,7 e M = 1,25. Estes parâmetros corroboram as características de uma espécie predadora com longo período reprodutivo, desova parcelada sem cuidado com a prole e que vive em um rio típico de Mata Atlântica.

    Abstract in English:

    Growth and mortality parameters were estimated for Oligosarcus hepsetus caught in the Serra do Mar State Park, Núcleo Santa Virginia. Monthly length frequencies distributions were analyzed with the ELEFAN method within the FISAT program, using the seasonal version of the Von Bertalanffy's growth curve. The instantaneous rate of natural mortality was calculated using the empirical formula proposed by Pauly. The estimated parameters were K = 0.72, L∞ = 23.3 cm, C = 0.3, Wp = 0.7 and M = 1.25. These parameters corroborate the characteristics of a predator species with long reproductive period, spawning parceled out without parental care, and that lives in a typical river of Atlantic forest.
  • Saberes pesqueiros relacionados à coleta de siris e caranguejos (Decapoda: Brachyura) no município de Conde, Estado da Bahia Artigos

    Magalhães, Henrique Fernandes de; Costa Neto, Eraldo Medeiros; Schiavetti, Alexandre

    Abstract in Portuguese:

    O presente artigo registra os saberes pesqueiros empíricos relacionados com o extrativismo de crustáceos braquiúros de importância econômica no município de Conde, Litoral Norte do Estado da Bahia, caracterizando as técnicas e apetrechos empregados na coleta desses crustáceos, além de discutir aspectos ligados à comercialização do pescado e à territorialidade. Os dados foram obtidos no período de setembro de 2007 a dezembro de 2009 mediante entrevistas semi-estruturadas e observações comportamentais, recorrendo-se às técnicas usuais de registro etnográfico. Foram entrevistados 57 pescadores artesanais, de ambos os gêneros, com idades entre 10 e 78 anos. Os dados foram analisados qualitativamente comparando-se os saberes locais com a literatura acadêmica especializada. Foram realizadas quatro campanhas de análise biométrica de siris (Callinectes spp.) com o objetivo de determinar a proporção sexual e morfométrica. Os resultados mostram que a coleta de crustáceos tem uma motivação predominantemente econômica, embora também seja a principal fonte de subsistência local. Na análise biométrica dos indivíduos de siris foi evidenciada a preferência por animais de porte maior, independente do gênero. A pesca artesanal dos crustáceos em Conde é realizada com uma diversidade de técnicas e apetrechos que, de forma direta ou indireta, interfere na dinâmica faunística e ecossistêmica. Embora haja uma consciência conservacionista por parte dos participantes da pesquisa, evidenciam-se diferentes atitudes de manejo. Trabalhos posteriores podem vir a fornecer subsídios visando ao manejo e uso sustentável destes recursos pesqueiros, vindo a beneficiar as comunidades locais.

    Abstract in English:

    This study presents the empirical knowledge of artisanal fishermen from the municipality of Conde, Northeastern Bahia State, regarding the catch of brachyuran crustaceans of economic importance in the region. The local techniques and tools used by crab gatherers, as well as the aspects of trade and territoriality are discussed. The data were obtained from September 2007 to December 2009 through open-ended recorded interviews and behavioral observation, considering the usual methods for ethnographic work. A total of 57 artisanal fishermen of both genders and aged between 10 and 78 years were interviewed. The data were analyzed to compare the information provided by participants with those registered in the academic literature. There were four campaigns of biometric analysis of portunid crabs (Callinectes spp.) to determine their sex ratio and morphometry. The capture of resources has a predominantly economic motivation, but is also the main income source of these fishermen. In the biometric analysis of mangrove-crabs, the preference by larger animals was showed regardless the gender. It was also noted the territoriality phenomenon in fishing, though the "fisheries" are freely accessible to all. The artisanal fishing of brachyuran crustaceans of economic importance in Conde is performed with a variety of techniques and equipments that in a direct or indirect way interfere with the fauna and ecosystem dynamics. Although there was some conservation awareness by the participants of this study, different management attitudes were showed. Further studies are needed for the management and sustainable use of these fishery resources, thus providing benefits to local communities.
  • Population aspects of Bryconamericus stramineus in streams of the upper Paraná River basin, Brazil Articles

    Vasconcelos, Lilian Paula; Súarez, Yzel Rondon; Lima-Junior, Sidnei Eduardo

    Abstract in Portuguese:

    Com o objetivo de descrever alguns aspectos populacionais e reprodutivos de Bryconamericus stramineus em riachos da bacia do rio Guiraí, Alto Rio Paraná, realizamos amostragens bimestrais de Outubro/2006 a Agosto/2007 em sete riachos da bacia. Foram coletados 960 indivíduos, sendo 532 fêmeas, 316 machos e 112 de sexo indeterminado. Constatamos variação significativa na proporção sexual (Χ² = 32,82; p < 0,001). As fêmeas foram maiores (59,7 mm) que os machos (58,9 mm); no entanto, os machos apresentaram maior coeficiente angular de crescimento (b). Estimamos que 50% das fêmeas estão sexualmente maduras com 36,4 mm de comprimento padrão. As maiores frequências de fêmeas com ovários desenvolvidos foram observadas em Outubro, sendo que o único mês em que não foram encontradas fêmeas maduras foi Junho. A fecundidade media foi estimada em 313 ovócitos e a fecundidade relativa foi de 184,6 ovócitos/g. O comprimento assintótico foi estimado em 62,8 mm e a taxa de crescimento em 0,76. O índice de performance de crescimento foi calculado em 3,47, a longevidade em 3,94 anos e a mortalidade em 1,18. O padrão de recrutamento da espécie estudada apresentou picos concentrados no período de menor pluviosidade.

    Abstract in English:

    In order to describe some aspects of the population ecology of Bryconamericus stramineus in the Guiraí River basin, upper Paraná River basin, samples were taken bimonthly from October 2006 to August 2007 at seven sites in the basin. A total of 960 individuals, including 532 females, 316 males, and 112 of undetermined sex, were collected. A significant variation in the sex ratio was observed (Χ2 = 32.82; p < 0.001). Females were larger (59.7 mm) than males (58.9 mm); however, males showed a larger angular growth coefficient (b) than females. It was estimated that 50% of females were sexually mature at 36.4 mm. The highest rate of ovary development was observed in October, while in June 2007 no mature females were found. Mean fecundity was estimated at 313 eggs, and the relative fecundity was 184.6 eggs/g. The asymptotic was estimated at 62.8 mm and the growth rate at 0.76. The growth performance index was calculated at 3.47, the longevity at 3.94 years and the mortality (M) at 1.18 years. The recruitment pattern of the species showed peaks concentrated in periods of low rainfall.
  • Distribution of frogs in riparian areas of an urban forest fragment in Central Amazonia Articles

    Tsuji-Nishikido, Bruno Minoru; Menin, Marcelo

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos de variáveis ambientais (largura do baixio, tamanho do corpo d'água, profundidade da liteira e distância da borda) sobre a abundância e riqueza de espécies de anuros em áreas ripárias de um fragmento florestal urbano na Amazônia Central. O estudo foi realizado no campus da Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Brasil, entre maio de 2008 e abril de 2009, onde três amostragens diurnas e três noturnas foram realizadas em dez parcelas permanentes. Foram encontradas 17 espécies pertencentes a sete famílias. O número de espécies registrado por parcela variou de sete a 14. Foi detectado um efeito significativo da distância da borda sobre a riqueza de espécies, onde um menor número de espécies foi registrado em parcelas localizadas próximas às bordas do fragmento. As variáveis analisadas não apresentaram efeitos sobre a abundância de cada espécie.

    Abstract in English:

    This study aimed to evaluate how environmental variables (width of valley, stream size, forest edge distance, and leaf-litter depth) affect the abundance and richness of species of frog species in riparian areas of an urban forest fragment in Central Amazonia. The study was conducted at the campus of the Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Brazil, between May 2008 and April 2009, when three nocturnal and diurnal samples were taken from ten plots. A total of 17 species belonging to seven families were registered. The number of species recorded per plot varied from seven to 14. We detected a relationship between the edge distance and richness: the plots with lower richness were located near the fragment border. The variables had no significant effect on abundance of each species.
  • Description of the larva of Neocordulia machadoi Santos, Costa & Carriço, 2010 (Odonata: Corduliidae) from Brazil Articles

    Carriço, César; Costa, Janira Martins; Santos, Tatiana Chrysostomo

    Abstract in Portuguese:

    A larva de Neocordulia machadoi é descrita e ilustrada com base em uma exúvia, coletada no riacho da Cachoeira da Eubiose, São Tomé das Letras, Estado de Minas Gerais, Brasil. Com a descoberta desta nova larva, o número de larvas de Corduliidae é agora oito para a região Neotropical.

    Abstract in English:

    The Larva of Neocordulia machadoi is described and illustrated based on a exuvia collected at Cachoeira da Eubisose stream, São Tomé das Letras, Minas Gerais State, Brazil. With the discovery of this new larva, the number of known Corduliidae larvae is now eight for the Neotropical region.
  • Macrofauna bêntica do Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha, Cabedelo, Paraíba, Brasil Artigos

    Gondim, Anne Isabelley; Dias, Thelma Lúcia Pereira; Campos, Felipe Ferreira; Alonso, Carmen; Christoffersen, Martin Lindsey

    Abstract in Portuguese:

    O Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha (Cabedelo, Paraíba) foi criado pelo Governo do Estado da Paraíba com a finalidade de conservar a biodiversidade local e de regulamentar as atividades turísticas na área. Mais de uma década depois de sua criação, este estudo configura-se no primeiro inventário da macrofauna bêntica desta, que, até então, é a única unidade de conservação completamente marinha do litoral paraibano. Os espécimes estudados provêm de coletas realizadas entre fevereiro e abril de 2008. Durante os trabalhos de campo, os animais foram amostrados através de buscas intensivas nos diversos microhabitats do recife. Foram identificadas 102 espécies distribuídas entre os táxons Cnidaria (13 spp.), Mollusca (57 spp.), Crustacea (15 spp.), Echinodermata (15 spp.) e Ascidiacea (2 spp.). Do total de espécies registradas, 14 são novas ocorrências para o litoral do Estado da Paraíba, são elas: Pennaria disticha, Encope emarginata, Aplysia dactylomela, Arene brasiliana, Hipponix leptus, Olivella nivea, Mancinella deltoidea, Notocochlis isabelleana, Pilsbryspira albocincta, Pilsbryspira zebroides, Cymatium cynocephalum, Mactrellona alata, Mactrotoma fragilis e Mulinia cleryana. Três espécies ameaçadas de extinção de acordo com a legislação brasileira foram registradas: Millepora alcicornis (hidrocoral), Echinaster (Othilia) echinophorus e E. (O.) brasiliensis (estrelas-do-mar). Além disso, uma espécie de crustáceo que habita o Parque é considerada ameaçada de sobreexplotação, a lagosta Panulirus laevicauda. Entre os moluscos, destacam-se as espécies Voluta ebraea e Turbinella laevigata, endêmicas do nordeste brasileiro, que também ocorrem nos limites do Parque e que são particularmente vulneráveis devido à sua relevância no comércio ornamental marinho. Apesar de se tratar de um estudo piloto, a macrofauna bêntica registrada no Parque de Areia Vermelha revelou a presença de espécies de importância ecológica e econômica, tornando esta área de especial relevância para a conservação. No entanto, é importante que os órgãos gestores cumpram seu papel no sentido de promover a efetividade de manejo da unidade, que inclui a elaboração do zoneamento ecológico-econômico, do plano de manejo e da aplicação de medidas eficazes de fiscalização e monitoramento da área.

    Abstract in English:

    The Areia Vermelha Marine State Park (Cabedelo Municipality, Paraiba State, Brazil) was established by the State Government to preserve the local biodiversity and to regulate touristic activities in the area. More than a decade after the creation of this park, we provide the first inventory of the benthic macrofauna of this single exclusively marine conservation unit in our State. Specimens were collected between February and April of 2008. Animals were sampled through intensive searches in the diverse microhabitats available on the reefs. A total of 102 species were identified belonging to Cnidaria (13 spp.), Mollusca (57 spp.), Crustacea (15 spp.), Echinodermata (15 spp.), and Ascidiacea (2 spp.). Fourteen out of these represent new occurrences for the coast of Paraiba State: Pennaria disticha, Encope emarginata, Aplysia dactylomela, Arene brasiliana, Hipponix leptus, Olivella nivea, Mancinella deltoidea, Notocochlis isabelleana, Pilsbryspira albocincta, Pilsbryspira zebroides, Cymatium cynocephalum, Mactrellona alata, Mactrotoma fragilis, and Mulinia cleryana. Three are endangered species according to the Brazilian legislation: Millepora alcicornis (hydrozoan coral), Echinaster (Othilia) echinophorus, and E. (O.) brasiliensis (sea stars). One species, the lobster Panulirus laevicauda, is considered over-exploited. Among the mollusks, Voluta ebraea and Turbinella laevigata are endemic to northeast Brazil; they are particularly vulnerable in the area of the park because of their relevance to the commerce of marine ornamental species. Our pilot study has revealed the presence of species of particular ecological and economic importance, confirming the special relevance of the studied area for conservation. It now becomes imperative that management entities delineate an efficient plan for the conservation and monitoring of this important conservation unit.
  • Compartilhamento de recursos por duas espécies de peixes nectobentônicas de riachos na bacia do rio Cachoeira (BA) Artigos

    Cetra, Maurício; Rondineli, Giulianna Rodrigues; Souza, Ursulla Pereira

    Abstract in Portuguese:

    O presente estudo teve como objetivo buscar particularidades e aspectos em comum relacionados com as condições ambientais de ocorrência e recursos alimentares utilizados por Trichomycterus bahianus e Characidium aff. zebra, duas espécies típicas de riachos coletadas durante o período chuvoso na bacia do rio Cachoeira, sudeste da Bahia, uma região da Mata Atlântica, utilizando-se um equipamento de pesca elétrica em oito trechos de riachos de cabeceira. Foi verificada a correlação entre os dados ambientais e a abundância das espécies, através de uma análise de componentes principais. Para os itens alimentares verificou-se a amplitude da dieta, a sobreposição de nicho e a existência de diferenças na exploração dos recursos alimentares. Além disso, testou-se a existência de diferenças na composição e no grau de preferência alimentar em diferentes estágios de desenvolvimento. Foram coletados 55 exemplares de C. zebra e 124 de T. bahianus. Verificou-se que a abundância das duas espécies está relacionada com o gradiente gramínea-rocha na margem e areia-matacão no fundo. Pode-se afirmar que independente da espécie, as fêmeas foram maiores e mais pesadas que os machos (p < 0,001). A proporção sexual de C. zebra diferiu do esperado (Χ² = 4,091; gl = 1; p = 0,043). As duas espécies foram classificadas como invertívoras, consumindo principalmente formas imaturas de insetos aquáticos. Não houve diferença significativa no número de itens consumidos pelas espécies. A sobreposição alimentar foi elevada (Oj,k = 0,895), porém, as espécies apresentaram diferença significativa na exploração dos recursos alimentares (p < 0,001). Observou-se também que, apesar da alta sobreposição alimentar, as espécies exploraram praticamente os mesmos recursos, porém, com estratégias distintas. Isto foi evidenciado quando se levou em consideração os diferentes estágios de desenvolvimento, mostrando que a dieta de C. zebra é mais generalista que a de T. bahianus. Provavelmente o compartilhamento de recursos abundantes e as diferenças na ocupação de micro-hábitats e nas estratégias de vida de C. zebra e T. bahianus, permita a coexistência das duas espécies nos riachos da bacia do rio Cachoeira durante o período chuvoso.

    Abstract in English:

    The aim of this study was to investigate specific characteristics and common features related to the abundance and the gradient of environmental conditions and food resources used by Trichomycterus bahianus and Characidium aff. zebra. These species are two typical streams fishes collected during the rainy season using electric fishing equipment in eight sites at the headwaters of the Cachoeira river basin, in a region of Atlantic rainforest in southeast of Bahia State. We quantified the correlation between environmental data and abundance through a principal component analysis. It was obtained the diet amplitude, the niche overlap and tested the differences in exploitation of food resources. In addition, we tested the differences in composition and degree of food preference in different stages of development. We collected 55 specimens of C. zebra and 124 of T. bahianus. It was found that the abundance of the two species is related to the gradient grass-rock on the shore and sand-boulder at the bottom. We can say that regardless of species, females were larger and heavier than males (p < 0.001). The sex ratio of C. zebra differ from the expected (Χ2 = 4.091, df = 1, p = 0.043). The two species were classified as invertivorous, consuming mostly immature aquatic insects. There was no significant difference in the number of items consumed by the species, and the diet overlap was high (Oj,k = 0.895). However, the species showed different strategies to obtain food which lead to significant differences in exploitation of food resources (p < 0.001). This was evidenced when we took into account the different stages of development, showing that the diet of C. zebra is more generalist than T. bahianus. Probably, the sharing of abundant resources and differences in the occupation of microhabitats and life strategies allows the coexistence of this two species in the streams of the Cachoeira river basin during the rainy season.
  • Reprodução da piranha-amarela Serrasalmus spilopleura Kner, 1858, em lagos de várzea, Amazonas, Brasil Artigos

    Maciel, Hévea Monteiro; Soares, Maria Gercilia Mota; Prestes, Luiza

    Abstract in Portuguese:

    Serrasalmus spilopleura (piranha-amarela) é fonte de proteína animal para as populações ribeirinhas, sendo ocasionalmente comercializada nos mercados e feiras da região. Considerando a escassez de informações sobre a reprodução de peixes em lagos de várzea, o trabalho propõe investigar o comprimento médio de primeira maturação sexual e a época de desova de S. spilopleura nos lagos Jaitêua-São Lourenço, Manacapuru, AM. Também são relacionados os fatores abióticos (nível de água e profundidade) e bióticos (fator de condição) com a época de desova. Foram capturadas 232 fêmeas no período de agosto de 2006 a junho 2007, utilizando rede-de-emalhar e, em laboratório, foram realizadas as biometrias e identificação dos estádios de maturação gonadal. A época de desova das fêmeas foi estabelecida através da distribuição temporal da freqüência relativa nos diferentes estádios de maturação gonadal e do fator de condição relativo, Kn = Pt/aCp b, onde: Kn = fator de condição relativo; Pt = peso total; Cp = comprimento padrão e, a e b = constantes obtidas da regressão entre peso e comprimento. E, para verificar se há correlação entre o fator de condição e época de desova com a profundidade dos lagos, utilizou-se o coeficiente de correlação de Spearman ao nível de significância 5%. A amplitude do comprimento padrão dos exemplares variou de 7 a 22 cm. A análise de correlação entre o Kn e a época de desova foi positiva (r s = 0,58, p < 0,05), ou seja, a época de desova correspondeu ao período de maior Kn, sugerindo ser um indicador para época de desova de S. spilopleura. Houve correlação negativa entre a profundidade e o Kn (r s = -0,66, p < 0,05) e entre a profundidade e a época de desova (r s = -0,25, p < 0,05). O L50 estimado correspondeu a 13,0 cm ± 0,09 e o L100 a 17,0 cm ± 0,02. S. spilopleura desenvolve o seu ciclo reprodutivo no complexo lacustre lago Grande de Manacapuru, e com base nos indicadores reprodutivos, época de desova e fator de condição relativo, a desova começa em dezembro, logo no início da enchente, se estendendo até fevereiro, meados de enchente, coincidindo com a elevação do nível da água do rio Solimões-Amazonas e da profundidade nos lagos.

    Abstract in English:

    Serrasalmus spilopleura (piranha) is a source of animal protein for marginal populations, it is occasionally sold in markets and fairs in the region. Considering the scarcity of information on reproduction of fish in floodplain lakes, the study proposes to investigate the average size at first maturity and spawning season of S. spilopleura lakes Jaitêua-São Lourenço, Manacapuru, AM. Also related are the abiotic factors (water level and depth) and biotic (condition factor) with the spawning season. 232 females were captured from August 2006 to June 2007, using gill net, and in the laboratory were used for biometrics and identification of the maturation stages. The spawning season of the females was established through the temporal distribution of relative frequency in different maturation stages and relative condition factor, Kn = Pt/aCp b, where: Kn = relative condition factor; Pt = total weight; Cp = standard length, a and b = constants obtained from regression between weight and length. And, to check for correlation between condition factor and with the spawning season depth of the lakes, we used the Spearman correlation coefficient of the 5% significance level. The amplitude of the standard length of specimens ranged 7-22 cm. Correlation analysis between Kn and spawning season (r s= 0.58, p < 0.05) was positive, i.e. the spawning season corresponded to the higher Kn, suggesting that an indicator of spawning season of S. spilopleura. There was a negative correlation between the depth and Kn (r s = -0.66, p < 0.05) and between depth and spawning season (r s = -0.25, p < 0.05). The estimated L50 corresponded to 13.0 ± 0.09 cm and 17.0 ± 0.02 cm L100, S. spilopleura develops its complex reproductive cycle in the lake of Grand Lake Manacapuru, and based on indicators of reproduction, spawning season and relative condition factor, spawning begins in December, early on the rising extending to February, mid-rising, which coincided with the rise of water level of the Solimões-Amazon River and deep lakes.
  • Florestas de restinga e de terras baixas na planície costeira do sudeste do Brasil: vegetação e heterogeneidade ambiental Artigos

    Assis, Marco Antonio; Prata, Eduardo Magalhães Borges; Pedroni, Fernando; Sanchez, Maryland; Eisenlohr, Pedro Vasconcellos; Martins, Fernando Roberto; Santos, Flavio Antonio Maës dos; Tamashiro, Jorge Yoshio; Alves, Luciana Ferreira; Vieira, Simone Aparecida; Piccolo, Marisa de Cássia; Martins, Susian Christian; Camargo, Plínio Barbosa de; Carmo, Janaina Braga do; Simões, Eliane; Martinelli, Luiz Antonio; Joly, Carlos Alfredo

    Abstract in Portuguese:

    Foram avaliadas semelhanças florísticas entre duas fisionomias de Floresta Atlântica na região costeira do Brasil, denominadas Floresta de Restinga e Floresta das Terras Baixas. A hipótese era que, devido à diferença nos processos geomorfológicos, essas duas florestas difeririam em variáveis físico-químicas dos solos, composição florística, biomassa aérea e produção de serapilheira. O trabalho foi conduzido em uma área de 1 ha (100 × 100 m) em cada tipo de floresta, no município de Ubatuba, São Paulo. Foram registrados e medidos todos os indivíduos arbóreos com DAP > 4,8 cm e coletadas amostras de solo e serapilheira. As análises de agrupamento e de ordenação indicaram que os solos e principalmente a flora distribuem-se como grupos bem definidos, concordando com a hipótese de distinção entre as duas florestas. A diversidade de espécies foi maior (p < 0.0001) na Floresta de Terras Baixas (H' = 4,00 nats.indivíduo-1) do que na Restinga (H' = 3,38 nats.indivíduo-1). No entanto, a produção de serapilheira e a biomassa não diferiram (p > 0,05) entre as duas florestas. Esse aparente paradoxo poderia ser explicado supondo-se que, uma vez que espécies diferentes consigam se estabelecer na Restinga ou nas Terras Baixas e encontrem um espectro favorável de condições e recursos, elas tenderiam a persistir e se desenvolver naquele local; nesse caso, embora as condições edáficas difiram entre as duas áreas, cada espécie responderia de modo particular a essas variações, de modo que as florestas poderiam atingir valores semelhantes de biomassa e produção de serapilheira. É provável que o filtro ambiental condicionado pelos solos esteja sendo importante para a forte separação florística entre essas duas florestas.

    Abstract in English:

    It was evaluated the floristic similarity between two Atlantic Rainforest physiognomies in Brazilian coast area, herein called Restinga and Lowland forests. The hypothesis was that, due the differences in geomorphologic processes, these forests would differ on soil physical and chemical properties, floristic composition, live above-ground biomass and litterfall production. It was sampled 1 ha (100 × 100 m) for each site located in Ubatuba, São Paulo state, SE Brazil. Within each hectare it was recorded trees with DBH > 4.8 cm in all 10 × 10 m contiguous plots, and collected soil and litterfall samples. The cluster and ordination analyses indicated the two communities as distinct groups considering soil and floristic composition, agreeing with the initial hypothesis. Species diversity was higher (p < 0.0001) in the Lowland forest (H' = 4.00 nats.individual-1) than in the Restinga (H' = 3.38 nats.individual-1). However, litterfall production and biomass did not differ (p > 0.05) between the two forests. This apparent paradox could be explained assuming that, since different species establish themselves in the Restinga or Lowland forests and find a favorable spectrum of conditions and resources, they would tend to persist and to develop in that place; even so the edaphic conditions differ between the Restinga and Lowland forests, each species could respond in a particular way to these variations, and then both forests could reach similar values of biomass and litterfall production. It is probable that the environmental filter conditioned by soils has being important for the strong floristic segregation between these two forests.
  • Diferenças florísticas e estruturais entre duas cotas altiduninais da Floresta Ombrófila Densa Submontana Atlântica, do Parque Estadual da Serra do Mar, município de Ubatuba/SP, Brasil Artigos

    Gomes, José Ataliba Mantelli Aboin; Bernacci, Luís Carlos; Joly, Carlos Alfredo

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo apresenta a análise comparativa entre duas áreas da Floresta Atlântica Ombrófila Densa Submontana, em Ubatuba (SP), Brasil e testa a hipótese de que diferenças em altitude podem representar alterações na composição florística e estrutura fitossociológica. As duas parcelas de um hectare (100 x 100 m) foram instaladas a 190 (PLOT G) e 350 m (PLOT I) acima do nível do mar, sendo amostrados e identificados todos os indivíduos, exceto lianas, com DAP (Diâmetro à Altura do Peito) > 4.8 cm. No total, foram encontradas 252 espécies, pertencentes a 134 gêneros e 53 famílias, a diversidade H' de 4,425 nats/indivíduos e 103 espécies (41% do total) em comum entre as duas áreas. Mas, entre as 10 principais espécies em dominância absoluta apenas duas se repetem entre as áreas: Cryptocarya mandioccana e Sloanea guianensis. No PLOT G existem 1.496 indivíduos distribuídos em 152 espécies, 101 gêneros e 41 famílias, com H' = 3,961 nats/indivíduo e 48 espécies exclusivas à área (32%). No PLOT I existem 1.993 indivíduos distribuídos em 203 espécies, 111 gêneros, 50 famílias, com H' = 4,339 nats/indivíduo e 100 espécies exclusivas à área (49%). Entre as duas parcelas, aos 190 e 350 m, houve diferença significantiva (gl = 198) na densidade (p < 0,01, t = 7,10), riqueza (p < 0,01, t = 7,76) e volume (p = 0,02, t = 2,44). Os resultados indicam que a diversidade específica, estrutura fitossociológica e composição florística diferem entre as duas cotas altitudinais, sendo observados mais indivíduos, maior riqueza e volume na parcela instalada próxima ao meio da encosta (350 m de altitude) do que naquela instalada mais próxima à base da encosta (190 m de altitude).

    Abstract in English:

    This study presents a comparative analyzes of two areas of Atlantic Rain Forest, in the municipality of Ubatuba (SP), Brazil, and tests the hypothesis that floristic composition and phytosociological structure change along an altitudinal gradient. Two 1-ha plots were installed, respectively, at 190 (PLOT G) and 350 m (PLOT I) above see level, and within these plots all individuals with DBH > 4.8 cm were sampled, measured and identified. In total we found 252 species, belonging to 134 genera and 53 families, diversity H' of 4.425 nats/individual, and 103 species (41% of total) common to both plots. But, among the 10 top species in Absolute Dominance only two: Cryptocarya mandioccana and Sloanea guianensis were found in both plots. In PLOT G we found 1496 individuals distributed in 152 species, 101 genera and 41 families, with H' = 3.961 nats/individual and 48 exclusive species (32%). In PLOT I we found 1993 individuals distributed in 203 species, 111 genera, 50 families, with H' = 4.339 nats/individual and 100 exclusive species (49%). Supporting our hypothesis, the comparative analyzes showed that there are significant differences in density (p < 0.01, t = 7.10), richness (p < 0.01, t = 7.76) and volume (p = 0.02, t = 2.44), between the two sampled areas. The pattern here observed shows that the plot installed closer to the middle of the Serra do Mar slope (350 m) presented a higher number of individuals, higher richness and higher scores of volume, when compared to that closer to the base of the slope (190 m).
  • Composição e similaridade florística entre duas áreas de Floresta Atlântica Montana, São Paulo, Brasil Artigos

    Padgurschi, Maíra de Campos Gorgulho; Pereira, Larissa de Souza; Tamashiro, Jorge Yoshio; Joly, Carlos Alfredo

    Abstract in Portuguese:

    O trabalho foi desenvolvido em duas parcelas de 1 ha de Floresta Ombrófila Densa Montana do Núcleo Santa Virgínia, Parque Estadual da Serra do Mar, São Luiz do Paraitinga/SP, Brasil. Além de determinar a estrutura e a composição florística do componente arbóreo de cada parcela, o trabalho teve como objetivo comparar uma área (PLOT N) onde, segundo relatos de antigos moradores da região, houve corte seletivo de madeira até meados da década de 70 do século passado, com outra área (PLOT K) sem histórico de perturbação antrópica recente. As duas parcelas, que distam entre si cerca de 4 km, foram subdivididas em 100 subparcelas de 10 × 10 m e todos os indivíduos com DAP > 4,8 cm foram marcados, mapeados, medidos e identificados. Ao todo foram amostrados 3.503 indivíduos, sendo 2.269 árvores (64,7 %), 860 palmeiras (24,5%) e 159 (4,5%) fetos arborescentes, distribuídos em 265 espécies e 51 famílias. O restante dos indivíduos (215) estava morto. Dentre as famílias mais abundantes (Arecaceae, Myrtaceae, Lauraceae, Cyatheaceae), Monimiaceae é a única considerada típica da fitofisionomia Montana da Floresta Ombrófila Densa Atlântica. Euterpe edulis Mart. (Arecaceae) é a espécie dominante no PLOT K (pristina), onde foram registrados 1.852 indivíduos, distribuídos em 189 espécies e 43 famílias, sendo Myrtaceae (48), Lauraceae (26) e Monimiaceae (13) as que apresentaram a maior diversidade de espécies. É importante mencionar que moitas de bambu nativo (Merostachys neesii Ruprecht, Poaceae) estão presentes em 93 das 100 subparcelas desse plot, totalizando 3.813 colmos. Em contraste, no PLOT N, em que Euterpe edulis também é a espécie dominante, mas os bambus não estão tão presentes, foram identificados 1.436 indivíduos, distribuídos em 149 espécies e 40 famílias, com destaque para Myrtaceae (27), Lauraceae (15) e Fabaceae (oito) em termos de número de espécies. Na área de floresta secundária (PLOT N) o índice de diversidade de Shannon (H' = 4,05 ) e o índice de equidade (J ' = 0,8) são mais altos do que os valores encontrados na área que não sofreu corte seletivo (PLOT K) onde H' = 3,72 nats.ind-1 e J' = 0,7. No entanto, a estimativa do número máximo de espécies esperado no ponto de rarefação do PLOT N (IC% 95-158,54) se sobrepõe parcialmente à estimativa do número mínimo de espécies do PLOT K (95% - 157,12), mostrando que o número de espécies de ambas as áreas se equivaleriam em 1420 indivíduos. Embora a maior árvore amostrada tenha sido encontrada no PLOT K, no qual os estratos da floresta são mais evidentes, não há diferença significativa entre as somas de área basal de indivíduos vivos das duas parcelas. Considerando o histórico de perturbação da região, os resultados sugerem que a recuperação da estrutura da floresta pode ocorrer dentro de 25 anos, mas, como mostrado pelo número total de espécies e pelo índice H' do PLOT K, este período é insuficiente para recuperação da diversidade de espécies arbóreas características da Floresta Ombrófila Densa Atlântica antiga.

    Abstract in English:

    The study was conducted in two areas of Montana Atlantic Rainforest at Núcleo Santa Virgínia, Serra do Mar State Park, Brazil. The aim was to investigate structural and floristic composition of each area and the differences between them, knowing that one has not been disturbed recently and the other was subjected to selective logging until 1970, as reported by local people. We installed two 1 ha (PLOT K and PLOT N), approximately 4 km away from each other, and within this plots all individuals with DBH > 4.8 cm were recorded. Considering the two plots we sampled 3,503 individuals (2,269 trees - 64.7%; 860 palms - 24.5%; and 159 ferns - 4.5%), distributed in 265 species and 51 families. The rest (215 individuals) was dead. Among the most abundant families (Arecaceae, Myrtaceae, Lauraceae, Cyatheaceae) Monimiaceae is the only one classified as typical of the Montane Ombrophylus Dense Atlantic Forest. Euterpe edulis Mart. (Arecaceae) is the dominant species in PLOT K (old), where we recorded 1,852 individuals, 189 species and 43 families, with Myrtaceae (48), Lauraceae (26) and Monimiaceae (13) presenting the higher number of species. It is important to mention that clumps of a native bamboo (Merostachys neesii Ruprecht, Poaceae) are present in 93 of the 100 subparcels of PLOT K, summing up 3,813 culms. In contrast, in PLOT N (secondary) where palm heart (Euterpe edulis) is also the dominant species but bamboos are not so conspicuous, we recorded 1436 individuals, 149 species and 40 families, with Myrtaceae (27), Lauraceae (15) and Fabaceae (eight) being the ones with higher number of species. In the plot of secondary forest (N) Shannon's diversity index (H' = 4.05 ) and the eveness index (J ' = 0.8) are higher than those recorded in the old plot of forest (K) where H' = 3,72 nats.ind-1 and J' = 0.7. Plots K and N have a low similarity (Jaccard index C J = 0,3), with only 94 species (34,47%) in common, and 102 (38,5%) occurring exclusively in PLOT K. However, the maximum estimate of species expected at the point of rarefaction of PLOT N (IC 95% - 158.54) overlaps with the minimum estimate of species at the same point of PLOT K (95% - 157.12), showing that the number of species of both areas would be equivalent in the number of 1,420 individuals. Although the largest tree sampled was found in PLOT K, where forest stratification is more evident, there is no significant difference between the sums of basal area of living individuals. Considering the disturbance history of the region, the results suggest that forest structure recovery may occur within 25 years but, as shown by the total number of species and by the diversity parameters determined, species richness does not recover within this time frame.
  • A composição florística e a diversidade de pteridófitas diferem entre a Floresta de Restinga e a Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas do Núcleo Picinguaba/PESM, Ubatuba/SP? Artigos

    Nóbrega, Giseli Areias; Eisenlohr, Pedro Vasconcellos; Paciência, Mateus Luis Barradas; Prado, Jefferson; Aidar, Marcos Pereira Marinho

    Abstract in Portuguese:

    As pteridófitas constituem um componente importante da flora tropical, representando aproximadamente 10% do total de plantas vasculares de florestas tropicais, sendo o grupo dominante entre a vegetação herbácea. O objetivo do trabalho foi verificar se as comunidades de pteridófitas de duas áreas de Mata Atlântica, Floresta de Restinga (FRS) e Floresta Ombrófila Densa de Terras Baixas (FTB), situadas sobre solos notavelmente distintos e separadas por uma grande rodovia, difeririam em sua composição florística e diversidade. Estas duas fisionomias estão localizadas no Núcleo Picinguaba do Parque Estadual da Serra do Mar, Ubatuba, São Paulo (23° 31' a 23° 34' S e 45° 02' a 45° 05' W). Em cada área delimitamos sete parcelas de 20 × 20 m, nas quais os indivíduos foram coletados, identificados e recenseados. Efetuamos três métodos de análise multivariada (TWINSPAN, UPGMA e PCO) para verificar a existência de grupos florísticos; calculamos o índice de Payandeh para definirmos o nível de agregação de cada espécie em cada uma das duas áreas (FRS e FTB); obtivemos espécies indicadoras para cada área; e realizamos análises de diversidade (riqueza, equabilidade e heterogeneidade). Nas duas áreas amostramos 3.482 indivíduos, dos quais 1.366 ocorrem na FRS e 2.116 na FTB. Encontramos 14 espécies na FRS e 29 na FTB; cinco espécies foram compartilhadas entre as duas áreas. As análises de grupos florísticos mostraram a formação de dois blocos bem definidos (FRS × FTB). Na FRS, relativamente mais espécies apresentaram distribuição agregada e menos espécies apresentaram distribuição aleatória em relação à FTB. Encontramos quatro espécies indicadoras para a FRS e oito para a FTB. As curvas resultantes da rarefação por indivíduos indicaram forte diferença de riqueza específica entre as duas comunidades, favorável à FTB. As diferenças encontradas podem estar relacionadas às características físico-químicas do solo (mais fértil e menos tóxico na FTB), à dinâmica da água (as espécies vegetais da FRS estão, de modo geral, sujeitas ao estresse hídrico) e ao impacto causado pela estrada que corta o Parque. Esses aspectos poderiam estar relacionados a diferentes formas de ocupação de nichos e ao fato de que algumas espécies em ambientes com recursos limitados e distribuídos heterogeneamente no espaço, como é o caso da Restinga estudada, eliminariam as demais.

    Abstract in English:

    Ferns are an important component of the tropical flora, representing about 10% of all vascular plants of tropical forests, constituting the dominant group among the herbaceous vegetation. The aim of this study was to determine whether the ferns communities in two areas of Atlantic Forest, Restinga (FRS) and Lowland Ombrophilous Dense (FTB) forests, located on soils remarkably distinct and separated by a highway, differ in their floristic composition and diversity. These two faces are located in Picinguaba locality, Parque Estadual da Serra do Mar, Ubatuba, São Paulo (23° 31' to 23° 34' S and 45° 02' to 45° 05' W). We delimited seven plots of 20 × 20 m in each area, collected, identified and listed the fern individuals. We performed three methods of multivariate analysis (TWINSPAN, UPGMA and PCO) to verify the existence of floristic groups; calculated the Payandeh index to define the level of aggregation of each species in each of the two areas (FRS and FTB); obtained indicator species for each area; and performed diversity analysis (richness, evenness and heterogeneity). The two areas sampled 3482 individuals, 1366 of which occur in FRS and 2116 in FTB. We found 14 species in FRS and 29 in FTB; these areas shared five species. We found two well-defined floristic blocks (FRS × FTB) in cluster analysis. In the FRS, relatively most species showed aggregated distribution and fewer species showed random distribution in relation to FTB. We found four indicator species for FRS and eight for FTB. The curves resulting from the individual-based rarefaction indicated a strong difference in species richness between the two communities, in favor to FTB. These differences may be related to physical and chemical characteristics of soil (more fertile and less toxic in the FTB), water dynamics (plant species in the FRS are generally subject to water stress) and the sharp break caused by highway that cuts through the park. These aspects could be related to different forms of occupation of niches and to the fact that some species in environments with limited resources and heterogeneously distributed in space, such as the studied Restinga, would eliminate the others.
  • Dimorfismo sexual alar em Aedes scapularis (Diptera: Culicidae) Artigos

    Devicari, Mariana; Lopes, Adriana Rios; Suesdek, Lincoln

    Abstract in Portuguese:

    A detecção do sexo de mosquitos da família Culicidae é importante em estudos faunísticos e epidemiológicos, pois somente as fêmeas possuem competência vetora para patógenos. O dimorfismo sexual de genitália e de apêndices cefálicos é, em geral, facilmente visível em culicídeos. As asas também podem ser dimórficas e assim poderiam complementar o procedimento de sexagem. No entanto, tal distinção não é facilmente notável à observação direta. Visando descrever formalmente o dimorfismo sexual alar em Aedes scapularis, um culicídeo vetorialmente competente para arbovírus e filárias, asas de machos e fêmeas foram comparadas usando-se métodos de morfometria geométrica e análise estatística multivariada. Nestas análises, populações dos municípios São Paulo e Pariquera-Açu (Estado de São Paulo) foram amostradas. A forma das asas mostrou evidente dimorfismo sexual, o que permitiu um índice de acurácia de 100% em testes-cegos de reclassificação, independentemente da origem geográfica. Já o tamanho alar foi sexualmente dimórfico apenas na população de São Paulo. Aparentemente, a forma alar é evolutivamente mais estável que o tamanho, interpretação que está de acordo com a teoria de Dujardin (2008b), de que a forma alar de insetos seria composta por caracteres genéticos quantitativos e pouco influenciada por fatores não-genéticos, enquanto que o tamanho alar seria predominantemente determinado por plasticidade decorrente de influências ambientais.

    Abstract in English:

    The sex in mosquitoes (Culicidae) is relevant for faunistic and epidemiological surveys because only females are competent to transmit pathogens. Sexual dimorphism comprising genitalia and cephalic appendages is ordinarily visible in culicids. Wings may be also dimorphic and thus be complementary to traditional sexing methods. Nevertheless, such dimorphism is not easily noticeable to direct observation. Aiming to formally describe the sexual dimorphism in Aedes scapularis, a mosquito species competent for virus and filariae, wings of males and females were compared using geometric morphometrics and multivariate statistics. We sampled populations from São Paulo and Pariquera-Açu municipalities (State of São Paulo). Concerning wing shape, the sexual dimorphism was evident from blind reclassification tests which were 100% accurate, independently of the geographical origin of samples. On the other hand, wing size was sexually dimorphic only in the population from Sao Paulo. Presumably, wing shape is evolutionarily more stable than its size, an interpretation which is in accordance with the theory posed by Dujardin (2008b). That theory indicates wing shape would be composed of genetically-determined quantitative characters, and marginally influenced by non-genetic factors, whereas wing size would be more labile and predominantly influenced by the environment.
  • Massa das sementes de Tecoma stans L. Juss. ex Kunth (Bignoniaceae): efeitos na emergência e desenvolvimento de suas plântulas no sol e na sombra Artigos

    Socolowski, Fábio; Vieira, Daniela Cristine Mascia; Takaki, Massanori

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito da massa das sementes de Tecoma stans L. Juss. ex Kunth na emergência, no crescimento e no desenvolvimento inicial de suas plântulas sob diferentes condições de luminosidade. As sementes foram separadas em quatro classes de massa e semeadas em quatro réplicas de 24 sementes para cada classe, no sol e na sombra. No ambiente de sol ocorreu a maior porcentagem de emergência. Dentre as classes de massa, sementes maiores apresentaram maior porcentagem de emergência em ambos os ambientes, porém a maior velocidade foi observada na sombra. Após um mês do início do experimento as plântulas da sombra apresentaram 100% de mortalidade. O crescimento e desenvolvimento das plântulas no sol foram acompanhados mensalmente por um período de cinco meses. Neste período, foi possível observar os efeitos da massa das sementes de Tecoma stans no ganho de massa seca das plântulas nos três primeiros meses; a partir deste, a massa das sementes não teve efeito no ganho de matéria seca pelas plântulas. A partição da biomassa das plântulas não diferiu entre as classes de massa testadas. As plântulas de menor massa apresentaram uma tendência a uma maior área foliar específica em relação às plântulas originárias de sementes mais pesadas, principalmente nos três primeiros meses, resultando em um ganho maior de matéria seca das plântulas de menor classe de massa. Já no quarto mês, a área foliar específica não apresentou qualquer tendência. O fato de sementes maiores originarem plântulas com melhor desenvolvimento inicial quando comparadas com as sementes menores pode ser considerada como estratégia reprodutiva da espécie, assim como produzir sementes de diversos tamanhos pode ser considerado como uma maneira da espécie dispersar-se e colonizar um maior número de microambientes.

    Abstract in English:

    The aim of this study was to evaluate the effect of Tecoma stans L. Juss. ex Kunth seeds mass on initial emergence, growth and, seedling development under different light conditions. The seeds were separated in four mass classes and sowed in four replicates of 24 seeds for each class, under full sun and canopy shade. Under sun environment was observed a greater percentage of emergence. Heavy seeds presented the greater percentage of emergence under both environments, but a greater rate was observed under canopy shade. One month after the start of experiments, the seedlings at the shade environment presented 100% of mortality. The growth and development seedlings under full sun were noticed for five months. In this period, only in the first three months was possible to observe the effects of Tecoma stans seeds mass on capacity of seedlings to acquire dry mass. The seedlings biomass partitions were similar among the tested mass class. The seedlings of smaller mass tended to a high specific leaf area in relation to the seedlings from large seeds, mainly in the first three months, resulting in a great acquisition of dry mass by these seedlings. In the fourth month, the specific leaf area did not present any tendency. Because the biggest seeds to give rise seedlings with best initial development than smallest seeds can be considered as species reproductive strategy. To produce seeds of different sizes also can be considered as way of species to spread in many microhabitats.
  • Copépodos Notodiaptomus sp. Kiefer (Crustacea, Calanoida) naturalmente infectados com metacestódeos no reservatório do Juqueri, São Paulo, Brasil Artigos

    Madi, Rubens Riscala; Ueta, Marlene Tiduko; Frezza, Tarsila Ferraz; Müller, Maria Isabel; Simionatto, Karen Bazan

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho teve o objetivo de identificar os componentes do zooplâncton que atuam como hospedeiros intermediários de cestódeos. Foram examinados 194 copépodos da subordem Calanoida, 317 copépodos da subordem Cyclopoida e 4240 cladóceros coletados no reservatório do Juqueri, Estado de São Paulo, entre janeiro e agosto de 2003. Apenas copépodos Calanoida do gênero Notodiaptomus sp. Kiefer encontravam-se positivos, sendo relatada duas formas morfológicas distintas de metacestódeos. Os metacestódeos, denominados Met 1 (Proteocephalidea) e Met 2 (Cyclophyllidea) apresentaram as seguintes prevalências e intensidades médias de infecção: Met 1 - 2,06% e 64 larvas/copépodo e Met 2 - 0,52% e uma larva/copépodo. Os copépodos positivos foram coletados na região litorânea do reservatório durante o dia, o que leva a crer que o parasitismo pode modificar o comportamento dos copépodos tornando-os mais acessíveis à predação.

    Abstract in English:

    The aim of this work was to identify the components of zooplankton that act as intermediate hosts of cestodes. One hundred and ninety four copepods of the suborder Calanoida, 317 copepods of the suborder Cyclopoida and 4240 cladocerans were collected in the Juqueri reservoir, in the state of São Paulo, from January to August, 2003. Only Copepods Calanoida of the genus Notodiaptomus sp. Kiefer were found to be infected and contained two distinct forms of metacestodes. The metacestodes, denominated Met 1 (order Proteocephalidea) and Met 2 (order Cyclophyllidea), had the following rates of prevalence and mean intensities of infection: Met 1 - 2.06% and 64 larvae/copepod and Met 2 - 0.52% and one larvae/copepod. The positive copepods were collected at the margins of the reservoir during the day. This finding suggest that parasitism may lead to a change in the behavior of the copepods and make them more susceptible to predation in shallow water.
  • Ecological aspects of the surf-zone ichthyofauna of Itamambuca Beach, Ubatuba, SP Articles

    Gondolo, Guilherme Fernandez; Mattox, George Mendes Taliaferro; Cunningham, Patricia Teresa Monteiro

    Abstract in Portuguese:

    Praias arenosas estão entre os ecossistemas mais extensos do Brasil e, por serem próximas aos locais onde o Homem tende a se concentrar, são suscetíveis aos impactos negativos decorrentes do crescimento populacional desordenado. Isso é especialmente crítico na Região Sudeste do Brasil, onde uma das maiores populações humanas está instalada. Neste contexto, pesquisas no sentido de melhorar o conhecimento sobre os recursos naturais da região têm importante valor. A zona de arrebentação das praias arenosas é habitada por várias espécies de peixes, freqüentemente representadas por jovens, que buscam alimento e abrigo de predadores. Foi realizado levantamento ictiológico da zona de arrebentação da praia de Itamambuca, Ubatuba, São Paulo, com o intuito de se avaliar a composição, estrutura e dinâmica da fauna de peixes através de descritores da comunidade. Amostras foram coletadas com rede de picaré durante 12 meses, nos períodos diurno e noturno, ao longo de cinco estações oceanográficas na praia. Temperatura da água e salinidade também foram registradas. Foram amostrados 2.147 indivíduos de 34 espécies e 18 famílias. A variação mais marcante da ictiofauna foi a circadiana, seguida por repartição espacial relacionada principalmente à salinidade. Variação sazonal da assembléia também foi observada. As cinco espécies mais importantes no contexto geral foram Atherinella brasiliensis, Eucinostomus melanopterus, Mugil sp., Trachinotus goodei e Atherinella blackburni.

    Abstract in English:

    Sandy beaches are among the most extensive environments in Brazil and are generally threatened by disorderly urban growth due to their location along the coast, where human populations tend to concentrate. This is especially true in southeastern Brazil, where the largest urban areas are located. Thus, better knowledge regarding these natural resources is of considerable importance. The surf zone of sandy beaches is inhabited by a number of fish species, including juveniles seeking both food and shelter from predators. An ecological survey was conducted in the surf zone of Itamambuca beach in the city of Ubatuba, São Paulo State, Brazil, in order to evaluate the composition, structure and dynamics of the fish fauna using community descriptors. Diurnal and nocturnal samples were taken with a beach seine at five oceanographic stations over a 12-month period. Water temperature and salinity were also recorded. A total of 2,147 individuals representing 34 species and 18 families were sampled. The main variation in fish fauna was detected on the diel level, followed by a spatial repartition possibly related to salinity. Seasonal variation was also observed. The five most important species in the overall context were Atherinella brasiliensis, Eucinostomus melanopterus, Mugil sp., Trachinotus goodei and Atherinella blackburni.
  • Hydroids (Cnidaria, Hydrozoa) collected on the inner continental shelf of the state of Rio de Janeiro, Brazil, during the Oceanographic Operations GEOCOSTA RIO I and II Articles

    Grohmann, Priscila Araci; Nogueira, Claudio do Carmo; Silva, Vera Maria Abud Pacífico da

    Abstract in Portuguese:

    A marinha brasileira (DHN/MB) promoveu, de 1960 a 1980, uma série de operações oceanográficas, cobrindo quase toda a plataforma continental interna brasileira. As pesquisas forneceram dados geológicos sobre o fundo e a biota marinha ao longo de toda a costa brasileira. Este relato lista dados sobre 15 espécies de hidróides coletadas durante as operações GEOCOSTA RIO I, em 1979 e GEOCOSTA RIO II, em 1986, em profundidades variando de 25 e 89 m. Os hidróides foram obtidos em duas das 65 estações da Operação GEOCOSTA RIO I, cada uma representada por uma especie: Aglaophenia rhynchocarpa Allman, 1877 e Plumularia strobilophora Billard, 1913. Durante a Operação GEOCOSTA RIO II, 14 espécies foram obtidas em quatro das 25 estações: Pennaria disticha Goldfuss, 1820, Tubulariidae mt.1, Filifera mt.1, Filifera mt.2, Bougainvilliidae mt.1, Bimeria vestita Wright, 1859, Plumularia strobilophora Billard, 1913, Amphisbetia operculata (Linnaeus, 1758), Dynamena dalmasi (Versluys, 1899), Sertularella tenella (Alder, 1857), Campanularia hincksii Alder, 1856, Clytia gracilis (M. Sars, 1850), Clytia paulensis (Vanhöffen, 1910), e Orthopyxis integra (Macgillivray, 1842). A distribuição de três espécies (Aglaophenia rhynchocarpa, Plumularia strobilophora, Clytia paulensis) foi ampliada na costa brasileira rumo ao sul. A distribuição batimétrica de seis espécies (B. vestita, P. strobilophora, C. hincksii, C. paulensis, D. dalmasi, O. integra) também foi ampliada na plataforma continental brasileira.

    Abstract in English:

    The Brazilian Navy (DHN/MB) commissioned a series of Oceanographic Operations covering almost the entire inner continental shelf of the country from the 1960s through the 1980s. Surveys provided geological data on the sea bottom and marine biota along the entire Brazilian coast. This report lists data on 15 hydroid species collected during Operations GEOCOSTA RIO I in 1979 and GEOCOSTA RIO II in 1986, at depths ranging from 25 to 89 m. Hydroids were obtained at two of 65 stations in Operation GEOCOSTA RIO I, each represented by one species: Aglaophenia rhynchocarpa Allman, 1877 and Plumularia strobilophora Billard, 1913. In Operation GEOCOSTA RIO II, hydroids were present at four of the 25 sampled stations. Fourteen species were recorded: Pennaria disticha Goldfuss, 1820, Tubulariidae mt.1, Filifera mt.1, Filifera mt.2, Bougainvilliidae mt.1, Bimeria vestita Wright, 1859, Plumularia strobilophora Billard, 1913, Amphisbetia operculata (Linnaeus, 1758), Dynamena dalmasi (Versluys, 1899), Sertularella tenella (Alder, 1857), Campanularia hincksii Alder, 1856, Clytia gracilis (M. Sars, 1850), Clytia paulensis (Vanhöffen, 1910), and Orthopyxis integra (Macgillivray, 1842). The ranges of three species (Aglaophenia rhynchocarpa, Plumularia strobilophora, Clytia paulensis) were extended southwards along the Brazilian coast. The bathymetric distributions of six species (B. vestita, P. strobilophora, C. hincksii, C. paulensis, D. dalmasi, O. integra) were also extended on the Brazilian continental shelf.
  • A comunidade microfitoplanctônica do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (Atlântico Norte-Equatorial): variação diurna e espacial Artigos

    Tiburcio, Andréa Shirley Xavier da Silva; Koening, Maria Luise; Macêdo, Silvio José de; Melo, Pedro Augusto Mendes de Castro

    Abstract in Portuguese:

    O presente trabalho foi desenvolvido no Arquipélago de São Pedro e São Paulo, com o objetivo de descrever a estrutura da comunidade microfitoplanctônica, assim como estabelecer sua variação diurna e espacial. As amostras foram coletadas em duas estações (Cabeço da Tartaruga e Enseada) durante cinco dias consecutivos (12 a 16/05/08) do período chuvoso, nos horários da manhã e da tarde, por meio de arrastos horizontais subsuperficiais de 10 minutos de duração, com uma rede de plâncton com abertura de malha de 45 µm. Um total de 131 táxons foram registrados, dos quais 117 foram na estação Cabeço da Tartaruga e 89 na Enseada. O grupo dos dinoflagelados foi o mais diverso, representado por 90 táxons pertencentes a 17 gêneros, destacando-se o gênero Ceratium com 33 espécies. A cianofícea Trichodesmium thiebautti Gomont ex Gomon foi a única espécie dominante na área, influenciando a estrutura da comunidade, servindo como a espécie indicadora da área. Houve um número maior de espécies na estação Cabeço do que na Enseada. As espécies marinhas planctônicas oceânicas predominaram, com 61,26% da riqueza total de espécies. A diversidade e a equitabilidade foram, no geral, altas em ambos locais de coleta. Na estação Cabeço, os valores de diversidade específica situaram-se entre o mínimo de 0,76 bits.cél-1 e máximo de 4,27 bits.cél-1 e a equitabilidade oscilou entre 0,16 e 0,84. Na Enseada, registraram-se mínimo de diversidade específica de 2,91 bits.cél-1 e máximo de 3,87 bits.cél-1, e equitabilidade com valores mínimo e máximo de 0,64 e 0,84, respectivamente. A análise de agrupamento mostrou a formação de três associações distintas de espécies, com espécies do Cabeço e da Enseada em grupos separados, evidenciando a diferença entre as comunidades dos dois locais estudados. Em cada estação, não houve diferença significativa entre as amostras dos diferentes horários. A área estudada está caracterizada por uma composição florística típica de ambiente estável, águas transparentes e oligotróficas.

    Abstract in English:

    The present study was developed in the São Pedro and São Paulo Archipelago, with the objective to describe the structure of the microphytoplankton community, and establish its diurnal and spatial variation. The samplings were carried out in two stations (Enseada and Cabeço da Tartaruga) during five consecutive days (May 12 to 16, 2008) of the rainy season, during early morning and late afternoon, by subsurface horizontal hauls of 10 minutes duration with plankton net of 45 μm of mesh size. A total of 131 taxa were recorded, out of which 117 in Cabeço station and 89 in Enseada. The group of dinoflagellates was the most diverse, represented by 90 taxa belonging to 17 genera, highlighting the Ceratium genus with 33 species. The cyanophyceae Trichodesmium thiebautti Gomon ex Gomont was the only dominant species in the area, influencing the community structure, and serving as indicator species for the area. There was a greater number of species at the Cabeço than in Enseada. The marine planktonic oceanic species predominated, with 61.26% of the overall species richness. The diversity and evenness were in general higher in both sampling stations. At Cabeço station, the values of species diversity were between a minimum of 0.76 bits.cell-1 and a maximum of 4.27 bits.cell-1 and evenness varied between 0.16 and 0.84. At the Enseada station, it was registered a minimum of 2.91 bits.cell-1 and a maximum of 3.87 bits.cell-1, and evenness with minimum and maximum values of 0.64 and 0.84, respectively. The cluster analysis showed the formation of three distinct associations of species, with Cabeço and Enseada species in separate groups, highlighting the differences between the communities of the two studied sites. In each station, there was no significant difference between samples of different hours. The study area is characterized by a floristic composition typical of stable, transparent and oligotrophic waters.
  • Relative size of gills of Cloeodes jaragua Salles & Lugo-Ortiz, 2003 (Ephemeroptera, Baetidae) on pool and riffle areas of streams at the Atlantic Rainforest Articles

    Gonçalves, Inês Corrêa; Cid, Bruno; Mortati, Amanda Frederico; Quesado, Letícia Barbosa; Nessimian, Jorge Luiz

    Abstract in Portuguese:

    O ambiente físico dos rios apresenta diversos desafios para os organismos que vivem sob sua influência. A velocidade da água, um dos fatores mais importantes a atuar nesses ambientes, tem influência local no substrato, temperatura e oxigenação da água. A força da correnteza age determinando a distribuição das espécies e as adaptações morfológicas e comportamentais dos organismos. O objetivo desse estudo foi abordar o tamanho relativo das brânquias de Cloeodes jaragua em dois meso-habitats: um ambiente lêntico (represa) e um ambiente lótico (áreas de correnteza) no Parque Nacional da Serra dos Órgãos - RJ. Um total de 20 indivíduos foi coletado em cada tipo de ambiente e as larguras da cabeça e brânquias foram medidas. O ambiente lêntico apresentou ninfas com medidas mais largas e mais constantes que o ambiente lótico. Este último, apesar de ser composto por ninfas em diferentes estágios de desenvolvimento, apresentou indivíduos com menores larguras de brânquias. Ambos, largura da cabeça e tipo de ambiente, explicaram o tamanho das brânquias, mostrando as condições dos habitats dos rios como importantes modeladores da morfologia desses animais.

    Abstract in English:

    Physical environment of streams present many challenging factors to the organisms living under its influence. Water speed, one of the most important factors affecting such environments, has local influence on substrata, temperature, and oxygen levels. It acts determining species distributions and morphological and behavioral adaptations of organisms. The aim of this study was to assess the relative size of gills of Cloeodes jaragua on two mesohabitats: lentic environment (river dam) and lotic environment (fast flowing area of a stream) in Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ, Brazil). Twenty individuals were collected on each environment and width of the head and gills were taken. Lentic environment showed nymphs with broader and more constant measurements than the lotic environment. The former, despite being composed of nymphs on different stages of development, presented individuals with narrower gills. Both, head width and environment type explained gills size, showing that streams habitat conditions are important in shaping the morphology of these animals.
  • Anurofauna em área de cerrado aberto no município de Borebi, estado de São Paulo, Sudeste do Brasil: uso do habitat, abundância e variação sazonal Artigos

    Maffei, Fábio; Ubaid, Flávio Kulaif; Jim, Jorge

    Abstract in Portuguese:

    O bioma Cerrado encontra-se descaracterizado e menos de três por cento de suas áreas originais está legalmente protegida. A anurofauna desse bioma não é muito rica quando comparado a outros biomas, porém há um grande número de espécies endêmicas. Aqui apresentamos uma lista de espécies de anuros registrados em uma lagoa em área de cerrado aberto do município de Borebi, região Centro-Oeste do estado de São Paulo, sudeste do Brasil. Durante 24 meses de estudo (2008 e 2009) caracterizamos a distribuição das espécies na lagoa estudada e descrevemos a variação sazonal das espécies. Foram registradas 27 espécies pertencentes a seis famílias: Bufonidae (duas espécies), Cycloramphidae (uma espécie), Hylidae (13 espécies), Leiuperidae (quatro espécies), Leptodactylidae (cinco espécies) e Microhylidae (duas espécies). A riqueza de espécies e abundância estiveram relacionadas com a precipitação. Dendropsophus minutus foi a espécie mais abundante e com registro de vocalização durante o ano inteiro. Rhinella ornata e Odontophrynus americanus foram restritas ao período seco e frio (abril a agosto). As outras espécies tiveram seu período de maior atividade nos meses chuvosos e quentes (setembro a março). A ocupação da lagoa variou com o tipo de vegetação e conforme a variação do seu volume de água, principalmente nos período de estiagem. A alta riqueza e abundância de anuros da lagoa pode ser resultado da ausência de peixes predadores, dos diversos tipos de microambientes do local e da ausência de outros corpos d'água próximos.

    Abstract in English:

    Cerrado biome is mischaracterized and less than three percent of its original areas are legally protected. The anuran fauna of this biome is not very rich when compared with others biomes, but there are a large number of endemic species. Here we present a list of anuran species recorded in a pond in an open cerrado area in the municipality of Borebi, middle-western region of the São Paulo state, Southeastern Brazil. For 24 months (2008 and 2009), we characterized the distribution of species on the studied pond and seasonal variation of species occurrence. We recorded 27 species from six families: Bufonidae (two species), Cycloramphidae (one species), Hylidae (13 species), Leiuperidae (four species), Leptodactylidae (five species), and Microhylidae (two species). Species richness and abundance were related to rainfall. Dendropsophus minutus vocalized through the year, while Rhinella ornata and Odontophrynus americanus were restricted to the dry and cold period (April - August). The other species had their period of higher activity during the warm and rainy months (September - March). The distribution of species within the pond was related to the type of vegetation and to the variation on water volume of the pond, principally during dry periods. Anurans richness and abundance at the pond can be a result of the absence of predatory fish, the different types of available microhabitats and the absence of other water bodies nearby.
  • Composição da fauna de formigas (Hymenoptera: Formicidae) de serapilheira em florestas semidecídua e de Eucalyptus spp., na região sudeste do Brasil Inventários

    Mentone, Talita de Oliveira; Diniz, Eduardo Arrivabene; Munhae, Catarina de Bortoli; Bueno, Odair Correa; Morini, Maria Santina de Castro

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo teve como objetivo avaliar a composição da fauna de formigas de serapilheira em áreas de floresta semidecídua com plantio de eucalipto sem manejo durante diferentes períodos. Foram estudadas quatro áreas, sendo três com eucalipto e uma formada por vegetação nativa; todas estão localizadas no município de Rio Claro (SP), sudeste do Brasil. Em cada área foram coletadas 100 amostras de 1 m² de serapilheira, abrangendo os períodos seco e chuvoso da região. Cada amostra foi submetida a extratores do tipo mini-winkler, onde permaneceram por 48 horas. Foram amostradas 58.410 formigas, distribuídas em 10 subfamílias, 42 gêneros e 120 morfoespécies/espécies. Destas, 85 espécies foram encontradas na floresta semidecídua e 84 na floresta de Eucalyptus tereticornis com 100 anos sem manejo. Já nas florestas de E. tereticornis e E. urophylla com 22 anos sem manejo foram encontradas 73 e 56 espécies, respectivamente. Baseando-se em estudos anteriores, este inventário proporcionou o conhecimento de mais 16 gêneros e 24 espécies para a região estudada, sendo três exóticas. A ordenação das amostras com o escalonamento multidimensional não-métrico (NMDS) indicou diferença na similaridade entre as amostras das áreas, especialmente àquelas pertencentes à floresta de E. urophylla. Além do período sem manejo, a presença de substâncias alelopáticas na serapilheira pode estar interferindo no número de espécies e nas comunidades. Os resultados demonstram a importância das florestas abandonadas de eucaliptos para a manutenção da diversidade de formigas em uma região em que a vegetação nativa é escassa.

    Abstract in English:

    This study aimed to evaluate the composition of the litter ant fauna in areas of semi-deciduous forest with eucalyptus plantations without management during different ages. Four sites were studied, three with eucalyptus and one with native vegetation, all located in the Municipality of Rio Claro (São Paulo State), Southeastern Brazil. At each site, 100 samples of 1 m² of leaf litter were collected, comprising the dry and wet seasons. Each sample was submitted to a mini-Winkler extractor for 48 hours. In total, 58,410 ants were sampled, distributed in 10 subfamilies, 42 genera and 120 morphospecies/species. Among them, 85 species were found in semi-deciduous forest, and 84 in the Eucalyptus tereticornis forest with 100 years without management. While in the forests of E. tereticornis and E. urophylla with 22 years without management, we recorded 73 and 56 species, respectively. Based on previous studies, this survey provided the record of over 16 genera and 24 species previously unknown for the studied region, with three exotic species. The samples ordination using the non-metric multidimensional scaling (NMDS) indicated difference in the similarity between the samples, especially those from the E. urophylla forest. Beyond the period without management, the presence of allelopathic substances in the litter may be interfering in the number of species and in the communities. The results evidenced the importance of old-growth forests of eucalyptus for the maintenance of ant's diversity in a region where native vegetation is scarce.
  • Riqueza de borboletas em dois parques urbanos de Curitiba, Paraná, Brasil Inventários

    Bonfantti, Dayana; Leite, Luis Anderson Ribeiro; Carlos, Marina Moraes; Casagrande, Mirna Martins; Mielke, Érica Costa; Mielke, Olaf Hermann Hendrik

    Abstract in Portuguese:

    Com o objetivo de contribuir com o conhecimento das borboletas de Curitiba, foram estudados dois parques municipais urbanos, o Jardim Botânico que possui área total de 178.000 m² e um bosque de Floresta Ombrófila Mista preservada restrito a pesquisa científica, e o Parque Municipal da Barreirinha que possui uma área total de 275.380 m² e a área utilizada para as amostragens de livre acesso a população, com predominância de vegetação reflorestada. Após 10 meses de amostragem, perfazendo 240 horas, foram registrados 787 indivíduos e 166 espécies, distribuídos nas famílias: Hesperiidae - 46 spp. (27,7%), Nymphalidae - 75 spp. (45,2%), Pieridae - 17 spp. (10,3%), Lycaenidae - 13 spp. (7,8%), Papilionidae - 8 spp. (4,8%) e Riodinidae - 7 spp. (4,2%), dentre estas 22 espécies são novos registros para Curitiba, pertencentes as famílias: Hesperiidae, Pieridae, Lycaenidae, Riodinidae e Nymphalidae. Das espécies registradas, apenas 33% são comuns a ambos os Parques, sendo que o índice de Similaridade de Sorensen de 48% confirma que cada um dos locais estudados possui lepidopterofauna característica e distinta um do outro.

    Abstract in English:

    In order to contribute to the knowledge of butterflies of Curitiba, were studied two urban municipal parks, the Botanical Garden which has total area of 178,000 m² and has a grove of preserved Araucaria forest only for scientific research, and the Municipal Park of Barreirinha which has total area of 275,380 m² and the area used for sampling of free access to population, with predominance of reforested vegetation. After 10 months of sampling, totaling 240 hours, 787 individuals and 166 species were registered, distributed to the families: Hesperiidae - 46 spp. (27.7%), Nymphalidae - 75 spp. (45.2%), Pieridae - 17 spp. (10.3%), Lycaenidae - 13 spp. (7.8%), Papilionidae - 8 spp. (4.8%) and Riodinidae - 7 spp. (4.2%), among which 22 species are new records for Curitiba, belonging to the families: Hesperiidae, Pieridae, Lycaenidae, Riodinidae and Nymphalidae. About the recorded species, only 33% are considered common to the parks, Sorensen similarity index of 48% confirm that each location has a characteristic lepidopterofauna and distinct from each other.
  • Life-form spectra of quartzite and itabirite rocky outcrop sites, Minas Gerais, Brazil Inventories

    Messias, Maria Cristina Teixeira Braga; Leite, Mariangela Garcia Praça; Meira-Neto, João Augusto Alves; Kozovits, Alessandra Rodrigues

    Abstract in Portuguese:

    Realizou-se um levantamento das espécies vasculares e suas respectivas formas de vida e coberturas, em campos rupestres na Serra de Ouro Preto, sobre quartzito e itabirito, para construção dos espectros florísticos, de freqüência e vegetacional. Em cada litologia foram delimitados, pela geomofologia, três tipos de habitats: 1) Áreas inclinadas, nos topos das montanhas, com campos limpos; 2) Platôs, na parte mediana das encostas, com campos limpos e 3) Partes mais baixas ou côncavas das encostas, com campos sujos. As formas de vida seguiram o sistema de Raunkiaer. Averiguaram-se as seguintes questões: Campos rupestres sobre itabirito e quartzito possuem diferentes espectros biológicos? Os habitats estratificados pela geomorfologia diferem quanto aos espectros biológicos? Os espectros florísticos, de frequência e vegetacional diferem entre si? Qual espectro se destaca como descritor da fisionomia de campos rupestres? Os resultados evidenciaram que: a) fanerófitas e hemicriptófitas são as formas de vida predominantes; b) os espectros florísticos e de frequência não diferiram entre si e ambos foram estatisticamente diferentes do espectro vegetacional; c) os habitats estratificados pela litologia e geomorfologia apresentaram espectros florísticos similares, mas os espectros de frequência e vegetação mostraram diferenças significativas; d) maior cobertura de fanerófitas e menor cobertura de hemicriptófitas foram encontradas nas áreas sobre itabirito, assim como nas partes mais baixas ou côncavas das encostas, em ambas litologias; e e) o espectro vegetacional mostrou-se mais eficiente para comparação dos habitats. Aspectos do ambiente relacionados com a distribuição de formas de vida são discutidos. Este estudo subsidia programas de restauração ambiental, ampliando o conhecimento da vegetação de campos rupestres.

    Abstract in English:

    Vascular species and their respective life-forms and coverage were recorded in a Brazilian quartzite and itabirite rocky outcrop site at Serra de Ouro Preto, producing the floristic, frequency and vegetational spectra. Three habitats in both lithologies were defined by geomorphology as: 1) Sloped areas near the mountain summit, with grasslands; 2) Plateaus in the middle of the slope, with grasslands; and 3) Lower and/or concave parts of the slopes, with woody savannas. The life-forms followed Raunkiaer's System. We aimed to answer the following questions: Do quartzite and itabirite rocky outcrops have different biological spectra? Are the biological spectra different in the geomorphologic habitats? Do the floristic, vegetational and frequency spectra differ from one another? What spectrum stacks up to a rocky outcrop physiognomy description? The results portrayed that: a) the most represented life-forms were the phanerophytes and hemicryptophytes; b) the floristic and frequency spectra did not differ from each other, but both differed from the vegetational one; c) all the floristic spectra were similar, but there were significant differences in the frequency and vegetational spectra among the lithology and geomorphology habitats; d) higher phanerophyte and lesser hemicryptophyte coverages were found in the itabirite areas and also in the lower or concave parts of the slopes of both lithologies; and e) the vegetational spectrum was more efficient for the studied rocky outcrop comparison. Relationships between the environmental aspects and life-form spectra are discussed. This study will help advance the development of restoration projects for these areas by adding knowledge of their flora composition, structure and function.
  • Birds of the Grota do Angico Natural Monument in the semi-arid Caatinga scrublands of northeastern Brazil Inventories

    Ruiz-Esparza, Juan; Gouveia, Sidney Feitosa; Rocha, Patricio Adriano da; Beltrão-Mendes, Raone; Ribeiro, Adauto de Souza; Ferrari, Stephen Francis

    Abstract in Portuguese:

    No inventário da avifauna do Monumento Natural Grota de Angico na Caatinga ao norte de Sergipe, Brasil, revelou a presença de pelo menos 140 espécies, incluindo nove endêmicas da Caatinga e florestas sazonais adjacentes. Apesar do alcance limitado do estudo (duas expedições em Julho e Agosto, 2008), a riqueza de espécies registrada no sitio aparentemente pode ser típica da região e do Bioma Caatinga.

    Abstract in English:

    An inventory of the avian fauna of the Grota do Angico Natural Monument in the Caatinga of northern Sergipe, Brazil, revealed the presence of at least 140 species, including nine that are endemic to the Caatinga and seasonal forest adjacent. Despite the limited scope of the study (two expeditions in July and August, 2008), the species richness recorded at the site appeared to be typical of the region and the Caatinga biome.
  • A ictiofauna do Parque Estadual do Cantão, Estado do Tocantins, Brasil Inventários

    Ferreira, Efrem; Zuanon, Jansen; Santos, Geraldo dos; Amadio, Sidinéia

    Abstract in Portuguese:

    O Parque Estadual do Cantão é uma área protegida no rio Araguaia. Em um inventário realizado durante um ciclo hidrológico completo, foram capturadas 271 espécies de peixes, pertencentes a 183 gêneros, 41 famílias e 12 ordens. Characidae foi a família mais diversa com 89 espécies (32,6% do total), seguida por Loricariidae com 23 espécies (8,4%) e Cichlidae com 21 espécies (7,7%), dez famílias foram representadas por uma única espécie. Os resultados mostraram que o PE Cantão é uma área com alta diversidade de espécies de peixes, e que as assembleias ainda estão bem preservadas, de modo que a existência e manutenção deste Parque é de alto interesse para a preservação da fauna de peixes do rio Araguaia.

    Abstract in English:

    The Parque Estadual do Cantão is a protected area in the Araguaia River. In a survey carried out during a complete hydrological cycle, 271 species of fish, belonging to 183 genera, 41 families and 12 orders were captured. Characidae was the most diverse family with 89 species (32.6% of the total), followed by Loricariidae with 23 species (8.4%) and Cichlidae with 21 species (7.7%), ten families were represented by only one species. The results showed that the PE Cantão is an area with high diversity of fish species, and that the assemblies are still well preserved, so the existence and maintenance of this Park is of high interest for the preservation of the Araguaia River fish fauna.
  • Composição florística e estrutura da comunidade arbórea na transição da Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas - Floresta Ombrófila Densa Submontana do Núcleo Picinguaba/PESM, Ubatuba, sudeste do Brasil Inventários

    Prata, Eduardo Magalhães Borges; Assis, Marco Antonio; Joly, Carlos Alfredo

    Abstract in Portuguese:

    Realizamos o levantamento florístico e estrutural do componente arbóreo (PAP > 15 cm) em uma parcela de 1 ha (100 sub-parcelas de 10 × 10 m) localizada em um trecho da transição Floresta Ombrófila Densa Atlântica das Terras Baixas-Submontana, no Núcleo Picinguaba/PESM, Ubatuba, Estado de São Paulo. O estrato regenerante (H > 1,5 m e PAP < 15 cm) foi amostrado em 0,4 ha (40 sub-parcelas 10 × 10 m) dentro da parcela. A riqueza florística e a diversidade foram de 156 espécies e H' = 4,00 para o componente arbóreo em 1 ha, 173 e H' = 4,25 para os estratos arbóreo (113 espécies) e regenerante (134) em 0,4 ha e 192 espécies considerando toda a amostragem. As espécies mais abundantes no estrato arbóreo foram Euterpe edulis, com 191 indivíduos (14,8%), Mollinedia schottiana (5,1%), Rustia formosa (4,8%), Chrysoplhyllum flexuosum (4,7%), Coussarea meridionalis var. porophylla (4,7%) e Guapira opposita (4,4%). Estas espécies estiveram entre as mais abundantes também no estrato regenerante. As famílias com maior riqueza foram Myrtaceae (32 spp.), Rubiaceae (15), Fabaceae (13), Sapotaceae (10), Moraceae (oito), Euphorbiaceae (sete) e Lauraceae (seis). A riqueza de espécies arbóreas variou positivamente com a densidade ao longo do gradiente vertical estrutural da vegetação, sendo maior nas classes mais baixas de altura, onde a densidade é expressivamente maior. Por outro lado, nestas classes a equabilidade é mais baixa, aumentando em direção às classes superiores, onde as árvores não estão concentradas em poucas espécies.

    Abstract in English:

    We conducted floristic and structural surveys on arboreous component (circumference at breast high > 15 cm) in 1 ha plot (100 sub-plots of 10 × 10 m) located in a stretch of Atlantic Ombrophilous Dense Forest Lowland-Lower montane transition, in Núcleo Picinguaba/PESM, Ubatuba, São Paulo State. The regenerating layer (H > 1.5 m and circumference at breast height < 15 cm) was sampled in 0.4 ha (40 sub-plots of 10 × 10 m) within the plot. The richness and diversity were 156 species and H' = 4.00 for the arboreous component in 1 ha, 173 and H' = 4.25 for arboreous (113 species) and regenerating (134 species) layers together in 0.4 ha, and 192 species considering the whole sample. The most abundant species in the tree layer were Euterpe edulis, with 191 individuals (14.8%), Mollinedia schottiana (5.1%), Rustia formosa (4.8%), Chrysoplhyllum flexuosum (4.7%), Coussarea meridionalis var. porophylla (4.7%) and Guapira opposita (4.4%). These species were also among the most abundant in the regenerating layer. The richest families were Myrtaceae (32 spp.), Rubiaceae (15), Fabaceae (13), Sapotaceae (10), Moraceae (eight), Euphorbiaceae (seven) and Lauraceae (six). Tree species richness varied positively with density along the vertical structure of vegetation, being higher in lower high classes, where the density is much larger. On the other hand, the evenness in these classes was lower, increasing toward the upper classes, where trees are not concentrated in few species.
  • Florística e fitossociologia do componente arbóreo da transição Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas - Floresta Ombrófila Densa Submontana do Núcleo Picinguaba/PESM, Ubatuba, sudeste do Brasil Inventários

    Campos, Mariana Cruz Rodrigues de; Tamashiro, Jorge Yoshio; Assis, Marco Antonio; Joly, Carlos Alfredo

    Abstract in Portuguese:

    Em uma parcela de 1 ha dividida em 100 subparcelas de 10 × 10 m foram plaqueados todos os indivíduos arbóreos com no mínimo 15 cm de perímetro à altura do peito (DAP = 4,8 cm), e suas alturas foram estimadas e o perímetro medido. Todas as subparcelas tiveram a cobertura por rochas maiores que 50 cm de diâmetro estimada em cinco classes de frequência, e foram anotados os indivíduos que crescem diretamente sobre as rochas. Foram encontradas 1.274 árvores dentro do critério amostral, pertencentes a 41 famílias botânicas (com destaque para Myrtaceae, Rubiaceae e Fabaceae) e 142 espécies ou morfotipos. As espécies mais importantes (Índice de Valor de Importância) são: Euterpe edulis, Mollinedia schottiana, Bathysa mendoncaei, Coussarea accedens, Rustia formosa e Guapira opposita. O índice de diversidade de Shannon foi de 4,05 nats/ind e de eqüabilidade de Pielou, de 0,82. A altura média das árvores é de 9 m, e o dossel está a cerca de 18 m. O diâmetro médio dos indivíduos é de 13,9 cm, e 29 indivíduos ultrapassam os 50 cm DAP. A área basal somada do hectare é de 30,27 m² (árvores vivas). Foi encontrada uma relação direta entre a cobertura por rochas e menor riqueza de espécies e número de indivíduos por subparcela. Nenhuma relação foi encontrada entre os afloramentos rochosos e a altura média e diâmetro médio nas subparcelas. 34 espécies arbóreas nesta área amostral são capazes de crescer sobre rochas; 11 delas sem lançar raízes para o solo, com destaque para Euterpe edulis e Guapira opposita. A altura e diâmetro dos indivíduos que crescem sobre rochas não difere estatisticamente do restante dos indivíduos da parcela.

    Abstract in English:

    In a 1-ha plot divided into 100 subplots of 10 × 10 m, all trees with at least 15 cm of perimeter at breast height (DBH = 4.8 cm) were marked and had their heights estimated and perimeter taken. The rock cover (rocks over 50 cm diameter) was estimated in five classes of frequency, and records were made for individuals growing directly on rocks. We found 1,274 trees matching the sampling criteria, which belong to 41 botanical families (highlighting Myrtaceae, Rubiaceae and Fabaceae) and 142 species or morphotypes. The most important (Importance Value Index) species are: Euterpe edulis, Mollinedia schottiana, Bathysa mendoncaei, Coussarea accedens, Rustia formosa and Guapira opposita. Shannon's diversity index was 4.05 nats/ind and Pielou's equability was 0.82. The average tree height is of 9 m and the canopy is at around 18 m. The trees' average diameter is 13.9 cm, and 29 individuals surpass 50 cm DBH. The basal area for the 1-ha plot (live trees only) is 30.27 m². A direct relation was found between rock cover and lesser species richness and number of individuals per subplot. No relationship was found between rock cover and the mean height or mean diameter of stems in the subplots. 34 tree species in this area are able to grow on rocks; 11 of which do not grow roots to the soil, particularly Euterpe edulis and Guapira opposita. The height and diameter of the individuals that grow on rocks is not statistically different from the remaining in the plot.
  • Estudo do componente arbóreo de dois trechos da Floresta Ombrófila Densa Submontana em Ubatuba (SP) Inventários

    Ramos, Eliana; Torres, Roseli Buzanelli; Veiga, Renato Ferraz de Arruda; Joly, Carlos Alfredo

    Abstract in Portuguese:

    Neste trabalho foram analisadas a composição florística e a estrutura do componente arbóreo (árvores, palmeiras e fetos arborescentes com DAP igual ou maior que 4,8 cm) de dois trechos de Floresta Ombrófila Densa Submontana, em Ubatuba, SP, um deles com histórico de extração seletiva de madeira e o outro mais preservado. Foram amostradas 50 famílias, 114 gêneros e 193 espécies (quatro indeterminadas). As famílias mais ricas foram Myrtaceae, Fabaceae, Lauraceae, Rubiaceae, Melastomataceae e Sapotaceae. No trecho mais perturbado foram amostrados 104 espécies, 72 gêneros e 39 famílias e no mais preservado, 152 espécies, 98 gêneros e 43 famílias. Foram observadas diferenças na riqueza de espécies, na prevalência de suas categorias sucessionais e na estrutura das áreas, e as análises multivariadas permitiram o reconhecimento de dois blocos florísticos. Do total de espécies, 33 foram exclusivas do primeiro trecho e 95 do segundo. Quase metade das espécies (45%) ocorreram com apenas um ou dois indivíduos e 29 apresentam algum grau de raridade. Cinco espécies são vulneráveis segundo a Lista oficial das espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção. As diferenças observadas entre os trechos estudados, bem como a ocorrência de espécies raras e ameaçadas de extinção evidenciam a importância da conservação da área.

    Abstract in English:

    We studied the floristic composition and structure of the arboreal component (trees, palms and ferns with DBH equal to or greater than 4.8 cm) of two plots of Lower Montane Rain Forest in Ubatuba, SP, one with a history of selective logging and the other more preserved. We sampled 50 families, 114 genera and 193 species (four undetermined). The richest families were Myrtaceae, Fabaceae, Lauraceae, Rubiaceae, Melastomataceae and Sapotaceae. In the disturbed plot we sampled 104 species, 72 genera and 39 families, and in the more preserved area, 152 species, 98 genera and 43 families. There were differences in species richness, in the prevalence of their succesional status and in the structure of the areas, and the multivariate analysis allowed recognition of two floristic blocks. Among all species, 33 were exclusive of the first plot and 95 were exclusive of the second plot. Almost half of the species (45%) occurred with only one or two individuals and 29 have some degree of rarity. Five species are in the category of vulnerable in the List of brazilian plant species threatened of extinction. The differences observed between the sites studied, as well as the occurrence of rare and endangered species highlight the importance of the conservation of the area.
  • Florística e estrutura de um trecho de Floresta Ombrófila Densa Atlântica Submontana no Parque Estadual da Serra do Mar, em Ubatuba/SP, Brasil Inventários

    Rochelle, André Luis Casarin; Cielo-Filho, Roque; Martins, Fernando Roberto

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho descreve a composição e a estrutura da comunidade arbórea de 1 ha de Floresta Ombrófila Densa Atlântica Submontana primária localizado no litoral norte do estado de São Paulo (S 23° 21'59.8" - O 45° 05'02.8") e relaciona sua flora em um contexto regional. Todos os indivíduos arbóreos com perímetro a altura do peito (pap) > 15 cm foram amostrados em 100 parcelas (10 × 10 m) contíguas. Foram encontrados 1881 indivíduos de 206 espécies, 102 gêneros e 48 famílias, sendo 1578 árvores (83,9%), 237 palmeiras (12,6%), 8 samambaias arborescentes (0,42%) e 58 mortos (3,08%). Myrtaceae (43), Rubiaceae (18), Lauraceae (16) e Fabaceae (13) foram as famílias de maior riqueza e Rubiaceae, Myrtaceae, Arecaceae e Sapotaceae foram as famílias de maior densidade, somando 946 indivíduos (50,29%). Euterpe edulis Mart. obteve o maior índice de valor de importância (ivi) e a maior densidade (9,5%). Foram registradas duas espécies novas e duas espécies tiveram seu primeiro registro para o estado de São Paulo. A diversidade (H' = 4,48 nats.indivíduo-1) e a riqueza da área (206 espécies) estão entre as maiores registradas em levantamentos de florestas brasileiras.

    Abstract in English:

    This work describes the tree community structure and composition in a 1 ha plot of undisturbed Atlantic Forest located at the north coast (S 23° 21' 59.8" - W 45° 05' 02.8") of São Paulo state and relates its floristic composition in a regional context. We sampled all stems with diameter at breast height (dbh) > 4.8 cm in 100 contiguous 10 × 10 m plots. We found 1881 individuals distributed in 206 species, 102 genera and 48 families. 1578 stems were trees (83.9%), 237 palms (12.6%), eight ferns (0.42%) and 58 standing dead trees (3.08%). Myrtaceae (43), Rubiaceae (18), Lauraceae (16), and Fabaceae (13) were the families with the greatest number of species, respectively. Rubiaceae, Myrtaceae, Arecaceae, and Sapotaceae had the greatest number of individuals, respectively, summing 946 stems (50.29%). Euterpe edulis Mart. had the highest importance value (iv) and stem density (9.5%). We found two new species and two other species had their first record in São Paulo state. The species richness (206) and diversity (H' = 4.48 nats.indivíduo-1) are among the highest ever recorded in Brazilian forests.
  • Novos registros e notas sobre distribuição geográfica de Trichoptera Kirby, 1813 (Insecta) do Estado de Mato Grosso, Brasil Inventários

    Nogueira, Denis Silva; Cabette, Helena Soares Ramos

    Abstract in Portuguese:

    A ordem Trichoptera compreende uma das mais diversas e abundantes ordens dentre todos os grupos de insetos aquáticos encontrados em rios ao redor do mundo. Atualmente, cerca de 500 espécies são conhecidas no Brasil, mas apenas 16 espécies foram registradas para o Estado de Mato Grosso. O presente estudo apresenta uma lista das espécies conhecidas e novos registros, a partir de material coletado na região leste do estado nos últimos 10 anos e incorporado à seção entomológica da Coleção Zoobotânica "James A. Ratter" da Universidade do Estado de Mato Grosso, Nova Xavantina (CZNX). Foram registrados espécimes de tributários do Rio Xingu e do médio Rio das Mortes e em lagos e rios da planície de inundação do Bananal. Ao todo são reportadas 30 espécies, sendo sete novos registros para o Estado de Mato Grosso. Achoropsyche duodencimpunctata (Navás, 1916), Amazonatolica hamadae Holzenthal & Pes, 2004, Nectopsyche nigricapilla (Navás, 1920), Nectopsyche quatourguttata (Navás, 1922), Macronema hageni Banks, 1924, Macrostemum santaeritae (Ulmer, 1905) e Cyrnellus fraternus (Banks, 1905) são novos registros para Mato Grosso. Nectopsyche quatourguttata e N. nigricapilla são registradas pela primeira vez para o Brasil. Adicionalmente, Blepharopus diaphanus Kolenati, 1859, Macrostemum arcuatum (Erichson, 1848) e Macrostemum ulmeri (Banks, 1913) configuram novos registros regionais e provêem material adicional para a distribuição das espécies no Estado.

    Abstract in English:

    Trichoptera comprise one of the most diverse and abundant group among aquatic insects in stream ecosystems around the world. Currently, about 500 species are known from Brazil, but only sixteen species have been recorded from the State of Mato Grosso. The present article provides a list of known species and new records of caddisflies collected in the eastern region over the past 10 years and incorporated in the entomological section of the Coleção Zoobotânica "James A. Ratter" of University of Mato Grosso State, Nova Xavantina (CZNX). Specimens were recorded from tributaries of the Rio Xingu and of the Rio das Mortes and from lakes and rivers of the Bananal floodplain. Altogether, 30 species are reported, being seven new records from Mato Grosso. Achoropsyche duodencimpunctata (Navás, 1916), Amazonatolica hamadae Holzenthal & Pes, 2004, Nectopsyche nigricapilla (Navás, 1920), Nectopsyche quatourguttata (Navás, 1922), Macronema hageni Banks, 1924, Macrostemum santaeritae (Ulmer, 1905) and Cyrnellus fraternus (Banks, 1905) are new records from the State. Nectopsyche quatourguttata and N. nigricapilla configure the first records to Brazil. Additionally, Blepharopus diaphanus Kolenati, 1859, Macrostemum arcuatum (Erichson, 1848), Macrostemum ulmeri (Banks, 1913) are new regional records and provide additional material to species distribution from State.
  • Insect galls from Serra dos Pireneus, GO, Brazil Inventories

    Araújo, Walter Santos de; Santos, Benedito Baptista dos; Gomes-Klein, Vera Lúcia

    Abstract in Portuguese:

    Neste estudo, registramos a ocorrência de galhas, galhadores e parasitóides em plantas de várias fitofisionomias de Cerrado na Serra dos Pireneus, Estado de Goiás, Brasil. Foram encontrados 62 morfotipos de galhas em 28 famílias botânicas, compreendendo 44 gêneros e 51 espécies. As famílias botânicas que apresentaram maior riqueza de galhas foram Fabaceae, com oito morfotipos e Styracaceae com seis. Styrax pohlii (Styracaceae) foi a espécie de planta hospedeira mais rica em galhas, apresentando cinco morfotipos. A maioria das galhas ocorreu nas folhas (82,6%) e em fitofisionomias de cerrado típico (45,1%) e cerrado rupestre (35,4%). Galhas de Diptera, Hemiptera e Lepidoptera foram encontradas, sendo 50,9% induzidas por Cecidomyiidae (Diptera). Vários parasitóides obtidos, dentre eles, Eulophidae (Hymenoptera: Chalcidoidea) foram foi o grupo mais representativo (ocorrendo em aproximadamente 40% das galhas). Nove espécies de plantas são registradas pela primeira vez na região Neotropical como hospedeiras de galhadores.

    Abstract in English:

    In this study we recorded the occurrence of insect galls, inductors and parasitoids in plants of several physiognomies of Brazilian Cerrado in the Serra dos Pireneus, Goiás State, Brazil. We found 62 morphotypes of gall on 28 botanical families, comprising 44 genera and 51 species. The plant families that showed the greatest richness of galls were Fabaceae, with eight morphotypes, and Styracaceae with six. Styrax pohlii (Styracaceae) was the host plant species with the greatest gall richness, featuring five morphotypes. Most of galls occurred on the leaves (82.6%), 45.1% in vegetation of typical savanna and 35.4% in rocky savanna. Dipteran, Hemipteran and Lepidopteran galls were found, being 50.9% of them induced by Cecidomyiidae (Diptera). Several parasitoids were obtained, Eulophidae (Hymenoptera: Chalcidoidea) was the most representative group (occurring in approximately 40% of the galls). Nine species of plants were recorded for the first time in the Neotropical as host of gallers.
  • Ictiofauna do estuário de São Caetano de Odivelas e Vigia (Pará, Estuário Amazônico) Inventários

    Barros, Daniela de França; Torres, Marcelo Ferreira; Frédou, Flávia Lucena

    Abstract in Portuguese:

    A diversidade de peixes da Bacia Amazônica é reconhecida como uma das mais altas do mundo. No entanto, o conhecimento acerca da ictiofauna do estuário do Rio Amazonas é fragmentado e baseado em levantamentos localizados. O presente trabalho apresenta um inventário da ictiofauna dos estuários de São Caetano de Odivelas e Vigia, Pará, numa área ainda pouco conhecida do estuário Amazônico. Foram efetuadas duas campanhas de coleta em 2003, com duração de quatro dias cada, uma em junho (inverno) e outra em dezembro (verão), com uso de diferentes artes de pesca (redes de emalhar, currais, tarrafas e linha). Foram coletados 1.689 indivíduos pertencentes a 58 espécies distribuídas em 23 famílias, todas com ocorrência anteriormente registrada no estuário amazônico. As ordens Perciformes, Siluriformes e Clupeiformes foram os grupos mais diversificados, abrangendo 73,8% das espécies. Das 58 espécies registradas, 24% são pelágicas, 50% são demersais e as demais têm hábitos pelágico-demersais. Espécies de hábitos costeiro-marinho predominaram na região.

    Abstract in English:

    Fish diversity in the Amazon Basin is recognized as one of the highest in the world. However, information on the estuarine ichthyofauna of the region is still fragmented and based on localized inventories. This study reports on an inventory carried out in the estuaries of São Caetano de Odivelas and Vigia, State of Pará, a poorly known area within the Amazon Estuary. Two research cruises of four days long each were undertaken in 2003, one in June (austral winter) and other in December (summer), with use of gill nets, traps, cast net and hook-and-line. It was collected 1,689 individuals, including 58 species from 23 families, all of them previously recorded in the Amazon Estuary. Perciformes, Siluriformes and Clupeiformes were the most diverse taxa, comprising 73.8% of the species. From the 58 recorded species, 24% are pelagic, 50% are demersal and the remaining have pelagic-demersal habits. Coastal-marine species predominated in the region.
  • Anurofauna do noroeste paulista: lista de espécies e chave de identificação para adultos Chaves de Identificação

    Provete, Diogo Borges; Garey, Michel Varajão; Silva, Fernando Rodrigues da; Rossa-Feres, Denise de Cerqueira

    Abstract in Portuguese:

    A correta identificação de espécies normalmente é um obstáculo para estudos de conservação, manejo e licenciamento ambiental. Atualmente 37 espécies de cinco famílias de anfíbios anuros são registradas na área que abrange integralmente as Unidades de Gerenciamento dos Recursos Hídricos (UGRHIs) do Turvo-Grande e São José dos Dourados e parte das UGHRIs do Baixo Pardo, Baixo Tietê e Tietê-Batalha. Embora esta fauna venha sendo objeto de estudos quase ininterruptos desde a metade da década de 1960, nenhuma chave de identificação que incluísse todas as espécies reconhecidas na região estava disponível. Embora desenvolvida para uma anurofauna regional, esta chave tem ampla aplicação porque as espécies encontradas na área de abrangência do estudo são associadas à áreas abertas e apresentam ampla distribuição geográfica. Este estudo visa preencher esta lacuna e apresentar uma lista ilustrada e uma chave dicotômica artificial para as 37 espécies de anuros conhecidas para esta região.

    Abstract in English:

    The correct identification of species is a common impediment for studies of conservation, management and environmental licensing. Currently, 37 species from five families of anuran amphibians are recorded in the region that includes the Turvo-Grande, São José dos Dourados and parts of the Low Pardo, Low Tietê and Tietê-Batalha Hydric Resources Management Unit (UGRHIs). Despite of being studied since de mid-1960's, none identification key that included all the species recognized was available. Although developed for a regional anuranfauna, this key has wide application because the species found in the studied region are associated to open areas and have wide geographical distribution. This study aims to fill this gap presenting an illustrated list about species' biology, and a dichotomous key that comprises 37 anuran species.
  • Chave de identificação de espécies do estrato arbóreo da Mata Atlântica em Ubatuba (SP), com base em caracteres vegetativos Chaves de Identificação

    Eltink, Mariella; Ramos, Eliana; Torres, Roseli Buzanelli; Tamashiro, Jorge Yoshio; Galembeck, Eduardo; Kimura, Eduardo

    Abstract in Portuguese:

    A chave de identificação foi elaborada com base no material herborizado das espécies do estrato arbóreo amostradas com pelo menos 4,8 cm de DAP, em dois trechos de Floresta Ombrófila Densa Submontana. Foram utilizadas apenas características morfológicas vegetativas, como a filotaxia, forma das folhas, presença ou ausência de estípulas, indumento e glândulas, dentre outros aspectos relevantes para a identificação das espécies, e observações de campo. A chave consta de 193 espécies (4 indeterminadas), distribuídas em 114 gêneros e 50 famílias botânicas, e uma versão eletrônica interativa está disponível para consulta on line (http://www.gama.ib.unicamp.br/gama/index.php ).

    Abstract in English:

    The identification key was developed taking into account the herbarium specimens from the species of the arboreal stratum sampled, with at least 4.8 cm DBH, in two stretches of Lower Montane Rain Forest. Only morphological vegetative characters were used, such as phyllotaxy, leaf shape, presence or absence of stipules, trichomes and glands, and other aspects relevant to the species identification, besides field observations. The key comprises 193 (4 without identification) species belonging to 114 genera and 50 botanical families, and an interactive electronic version is available online at the site http://www.gama.ib.unicamp.br/gama/index.php.
  • Uma atualização da lista de Cladocera Cladocera (Crustacea, Branchiopoda) do Estado de Pernambuco, Brasil

    Soares, Carlos Eduardo Aguiar; Elmoor-Loureiro, Lourdes Maria Abdu

    Abstract in Portuguese:

    O presente trabalho buscou identificar as espécies de Cladocera em um lote de 15 amostras de zooplâncton, coletadas ocasionalmente entre os anos de 1981 a 2001, nos municípios pernambucanos de Recife, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Escada. Foram observadas 32 espécies de Cladocera, sendo que 10 delas são registradas pela primeira vez em Pernambuco, elevando para 51 o número de espécies listadas para este estado. A maior riqueza de espécies de Cladocera foi observada em corpos d'água com maior presença de macrófitas e com maior número de amostras disponíveis.

    Abstract in English:

    The present study aimed to identify the Cladocera species present in 15 samples of zooplankton, taken occasionally between 1981 and 2001, from the Counties of Recife, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Escada (state of Pernambuco, Brazil). In total, 32 species were reported; 10 of them represent first records, which increased to 51 the number of species known to occur in Pernambuco state. The highest cladoceran species richness was observed in water bodies where macrophytes were more abundant and with more samples available.
  • Distribution of Oecomys catherinae Thomas, 1909 (Rodentia: Cricetidae) in northeastern Brazil with karyotypical and morphometrical notes Short Communications

    Asfora, Paulo Henrique; Palma, Alexandre Ramlo Torre; Astúa, Diego; Geise, Lena

    Abstract in Portuguese:

    Oecomys Thomas, 1906 é um gênero atualmente composto por 16 espécies reconhecidas que apresentam taxonomia e distribuições geográficas ainda incertas. O. catherinae Thomas, 1906 é a espécie que ocorre ao longo da Floresta Atlântica brasileira dos estados de Santa Catarina a Pernambuco, onde se encontra o registro prévio mais ao norte para Oecomys na Floresta Atlântica, e ao longo de florestas de galeria no Cerrado. Pretendendo esclarecer aspectos relacionados à distribuição geográfica e ecológica de O. catherinae, com ênfase na região nordeste do Brasil, e auxiliar na sua caracterização taxonômica, fornecemos um breve resumo de dados morfométricos e cariotípicos de indivíduos coletados em diversos trabalhos ao longo da área de ocorrência da espécie. Os espécimens apresentaram 2n = 60 e NA variando entre 62 e 64. Uma tabela de medidas corporais externas e cranianas dos indivíduos analisados é fornecida. Também registramos pela primeira vez a presença de O. catherinae nas florestas semi-deciduais do estado da Paraíba, sendo atualmente os registros mais ao norte da espécie na Floresta Atlântica, estendendo os limites geográficos conhecidos para a espécie.

    Abstract in English:

    The genus Oecomys Thomas, 1906 is currently composed of 16 species with unclear taxonomy and poorly known geographic limits. O. catherinae Thomas, 1909 is known to occur within the Brazilian Atlantic Forest from the states of Santa Catarina to Pernambuco (where the northernmost previously known specimen of Oecomys in the Atlantic forest was recorded), and along riverine forest into the Cerrado. To gain a greater understanding of its geographical and ecological distribution (mainly in Northeastern Brazil) and of its taxonomic characterization, we provide a short review of karyotypical and morphometrical data from specimens collected within the distribution range of the species. Specimens presented 2n = 60 and AN varying between 62 and 64. A table with external and cranial measurements of the analyzed specimens is provided. In this paper we also report the presence of O. catherinae in the semi-deciduous forests of the state of Paraíba, representing the northernmost records of the species in the Atlantic forest and thereby extending its known geographical limits.
  • Aspectos brioflorísticos e fitogeográficos de duas formações costeiras de Floresta Atlântica da Serra do Mar, Ubatuba/SP, Brasil

    Santos, Nivea Dias dos; Costa, Denise Pinheiro da; Kinoshita, Luiza Sumiko; Shepherd, George John

    Abstract in Portuguese:

    Briófitas são bioindicadoras de condições climáticas, ambientais e ecológicas, sendo úteis na caracterização de tipos vegetacionais. Neste trabalho, foi analisada a brioflora de duas áreas de 1 ha, uma de Floresta de Restinga (FR) e outra de Floresta Ombrófila Densa de Terras Baixas (TB) do Núcleo Picinguaba, PE Serra do Mar (São Paulo, Brasil), com o objetivo de: a) comparar a estrutura dessas comunidades; b) entender as relações florísticas dessas áreas entre si e com outras formações litorâneas brasileiras; c) verificar se as briófitas de áreas de baixada apresentam padrões fitogeográficos mais amplos do que aquelas de áreas montanas. As briófitas foram coletadas em 10 subparcelas (10 × 10 m) distribuídas aleatoriamente em cada fitofisionomia. Variáveis ambientais foram quantificadas e correlacionadas com a distribuição da brioflora. Foram registradas 152 espécies (87 hepáticas, 64 musgos e 1 antócero), das quais 109 ocorrem na FR (40 exclusivas) e 112 em TB (43 exclusivas). Em termos de riqueza de espécies e diversidade taxonômica, TB foi mais diversa; contudo, os índices de diversidade de Simpson e Shannon foram maiores na FR. A composição florística, tipos de forma de vida e grupos ecológicos de tolerância à luz apresentaram diferenças significativas entre as duas fitofisionomias. A abertura do dossel (FR) e rochosidade (TB) são variáveis ambientais importantes que atuam sobre a distribuição das briófitas nas áreas estudadas. Quando avaliadas em termos de paisagem, as subparcelas da FR e TB formaram grupos florísticos distintos; entretanto, em nível regional, a brioflora dessas duas fitofisionomias apresenta mais afinidades entre si do que com outras áreas de Floresta Atlântica. Em termos florísticos, a FR de Picinguaba assemelha-se mais às Florestas Ombrófilas do que a outras Restingas ou outras formações costeiras (como mangue e caxetal). Nas duas fitofisionomias, a maioria dos táxons (> 90%) é amplamente distribuída no mundo, apresentando padrão fitogeográfico igual ou maior do que o Neotropical. Nossos resultados corroboram a idéia de que a FR de Picinguaba é uma formação ímpar, apresentando em sua brioflora elementos de florestas ombrófilas entremeados àqueles de vegetações mais secas; além disso, reforçam a idéia de que, para as espécies de briófitas, os padrões fitogeográficos são mais amplos em locais de menores altitudes.

    Abstract in English:

    Bryophytes are indicators of climatic, environmental and ecology conditions and are useful in the characterization of the vegetation types. In this study, we analyzed the brioflora of 2-ha plots, one of Restinga Forest (RF) and the other of Lowland Ombrophilous Dense Forest (LF), located in the Núcleo Picinguaba, State Park of Serra do Mar (São Paulo state, Brazil) aiming to: a) compare the structure of these communities; b) compare the floristic composition between these areas and with other coastal vegetations of southeastern Brazil; c) verify if the bryophytes of the Atlantic Forest lowlands have phytogeographic patterns wider than those of the montane species. In each plot, the bryophytes samples were collected at ten randomized subplots (10 × 10 m). We found 152 species (87 liverworts, 64 mosses and one hornwort), of which 109 occur in RF (40 exclusives) and 112 in LF (43 exclusives). In terms of species richness and taxonomic diversity, LF was more diverse; however, the Simpson and Shannon index of diversity is higher in RF. The floristic composition, life form and ecological groups of light tolerance were significantly different between these two forests. Canopy opening (RF) and number of rocks (LF) were important environmental variables that influenced bryophyte distribution in the study areas. When evaluated in terms of landscape, the subplots of RF and LR form distinct floristic groups; however, at the regional level, the bryophytes of these two forest types have more similarities among themselves than with other Atlantic Forest areas. Bryophyte community observed in the Restinga Forest of Picinguaba shows more similarity with that of the neighbor Lowland Ombrophilous Dense Forest than with other Restinga or coastal formation, such as mangroves and caxetal. In both forests types studied, the majority of taxa (> 90%) is widely distributed in the world, presenting phytogeographic pattern equal to or wider than the Neotropical. Our results corroborate the idea that the RF of Picinguaba is a unique vegetation formation, presenting elements of ombrophilous and dryer forests. In addition, they reinforce the idea that, for the tropical bryophyte species, the phytogeographic patterns are wider in areas of lower altitudes.
Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Departamento de Biologia Vegetal - Instituto de Biologia, UNICAMP CP 6109, 13083-970 - Campinas/SP, Tel.: (+55 19) 3521-6166, Fax: (+55 19) 3521-6168 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: contato@biotaneotropica.org.br