Accessibility / Report Error
Biota Neotropica, Volume: 23, Issue: 4, Published: 2023
  • Reassessment of the extinction risk status of the ponytail palm Beaucarnea inermis Article

    De-Nova, José Arturo; Rubio-Méndez, Gabriel; Castillo-Gómez, Hugo Alberto; Hernández-Sandoval, Luis; Delgado-Sánchez, Pablo; Espinosa-Reyes, Guillermo; Sahagún-Sánchez, Francisco Javier; Mora-Olivo, Arturo; Trujillo, Ricardo González

    Abstract in Portuguese:

    Resumen Beaucarnea inermis es una especie endémica del Noroeste de México distribuida en los estados de San Luis Potosí y Tamaulipas. Es apreciada como planta ornamental, por lo que sus poblaciones están sujetas al saqueo de individuos para su comercialización ilegal. En trabajos anteriores se determinó que sus poblaciones han sido afectadas debido al disturbio por la incidencia de actividades antrópicas que afectan su viabilidad. En la presente contribución se determina el nivel de riesgo de B. inermis con base en el Anexo Normativo II “Método de Evaluación de Riesgo de Extinción de Plantas en México”. Se estudiaron 10 poblaciones de B. inermis en San Luis Potosí y Tamaulipas, tanto en áreas naturales protegidas como en sitios no protegidos. Los criterios MER considerados fueron: A) características de la distribución geográfica, B) características del hábitat, C) vulnerabilidad biológica intrínseca y D) impacto de la actividad humana. El análisis MER arroja un valor de 1.91 que, confirma a B. inermis dentro de la categoría de Amenazada. Las áreas naturales protegidas donde se distribuye la especie funcionan como núcleos de protección, sin embargo, su superficie puede no ser suficiente sin la presencia de corredores biológicos que las conecten.

    Abstract in English:

    Abstract Beaucarnea inermis is an endemic species from Northeast Mexico, in the states of San Luis Potosí and Tamaulipas. It is appreciated as an ornamental plant, so its populations are subject to the poaching of individuals for illegal trade. Previous studies determined that their populations have been affected due to the disturbance since the incidence of anthropogenic activities affects the viability of the species. Here we determine the current conservation status of B. inermis and identify their main risk factor by performing an extinction risk assessment based on the Annex II “Method for Evaluation of Risk of Extinction of Plants in Mexico”. We studied 10 populations of B. inermis from protected and non-protected areas in San Luis Potosí and Tamaulipas. We considered the MER criteria: A) geographical distribution characteristics, B) habitat characteristics, C) intrinsic biological vulnerability, and D) impact of human activity. Using field and analyzed data, the MER assessment gives 1.91 points that confirm B. inermis is correctly classified as an Endangered species. The natural protected areas where the species occurs represent cores for its protection; however, the surface of these areas may not be sufficient without biological corridors that connect them.
  • Social wasps (Vespidae: Polistinae) in Cerrado and Caatinga conservation units, Minas Gerais, Brazil Article

    Francisco, Sheliane Cristina Coelho; Gouvêa, Taiguara Pereira de; Rubim, Luis Gustavo Talarico; Jacques, Gabriel de Castro; Souza, Marcos Magalhães de

    Abstract in Portuguese:

    Resumen O Parque Nacional Grande Sertão Veredas, norte de Minas Gerais, inserido no Cerrado, hotspot mundial, carece de informações sobre a comunidade de vespas sociais, insetos que desempenham inúmeros serviços para o funcionamento dos ecossistemas. Portanto, o objetivo deste estudo foi realizar um inventário de vespas sociais (Vespidae: Polistinae) no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, além de comparar sua riqueza e composição com à de outras três Unidades de Conservação de proteção integral no Norte e no Vale do Jequitinhonha no estado de Minas Gerais. Foram registradas 41 espécies de 14 gêneros de vespas sociais, com um novo registro de ocorrência para o estado, Mischocyttarus campestris Raw, 1985. A presença de comunidades distintas de vespas sociais nas Unidades de Conservação no Cerrado e Caatinga, analisadas no presente estudo, reforça e justifica a criação dessas áreas de proteção integral, que assegura a conservação desse patrimônio biológico, bem como os serviços ambientais prestados por esses táxons, além de fornecer subsídios para o manejo e uso sustentável dos recursos naturais dessas Unidades de Conservação.

    Abstract in English:

    Abstract The Parque Nacional Grande Sertão Veredas, northern Minas Gerais, is located in the Cerrado, a global hotspot, and the literature lacks information about its communities of social wasps, insects that perform numerous services for the functioning of ecosystems. Therefore, this study aimed to conduct an inventory of social wasps (Vespidae: Polistinae) in the Parque Nacional Grande Sertão Veredas, and compare its richness and composition with three other fully protected conservation units in northern Minas Gerais and Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais. A total of 41 species of 14 genera of social wasps were recorded, including a new occurrence in the state: Mischocyttarus campestris Raw, 1985. The presence of distinct social wasp communities in the Cerrado and Caatinga conservation units analyzed in this study, reinforces and justifies the creation of these fully protected areas, which ensure the conservation of this biological heritage and the environmental services provided by these taxa, besides providing subsidies for the management and sustainable use of the natural resources of these conservation units.
  • Threats to health and conservation of free-living sloths (Bradypus and Choloepus) under anthropic influence in the city of Manaus, Amazonas state, Brazil Article

    Santos, Laynara Silva dos; Teixeira, Carlos Roberto; Nava, Alessandra Ferreira Dales; Chiesorin Neto, Laerzio; Ichikawa, Ricardo Shoiti; Rahal, Sheila Canevese

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Distúrbios antrópicos que afetam áreas florestais podem aumentar a prevalência de afecções e a suscetibilidade às doenças em diversas espécies de mamíferos arborícolas, como as preguiças. Desta forma, este estudo teve como objetivo avaliar as condições mais comuns nos sistemas orgânicos de preguiças de vida livre admitidas no Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres do Amazonas. Um total de 227 indivíduos (139 casos retrospectivos de 2015 a 2019 e 88 casos prospectivos de julho de 2020 a julho de 2021) foram avaliados durante um período de seis anos. Para o gênero Bradypus foram diagnosticadas 44% de afecções do sistema respiratório, 29% tegumentar, 15% musculoesquelético, 5% digestório, 3% visual, 2% auditivo, 1% circulatório e 1% genitourinário. Por sua vez, para o gênero Choloepus foram detectadas 39% de afecções do sistema musculoesquelético, 27% tegumentar, 19% do sistema respiratório, 19% do sistema respiratório, 9% digestório, 3% circulatório, 1% visual, 1% auditivo e 1% genitourinário. Os resultados mostraram diferenças significativas na prevalência da afecção e gênero das preguiças (Bradypus e Choloepus), a faixa etária e desfecho do caso. Esses resultados podem fornecer subsídios para investigar as doenças de preguiças, confirmando afecções, motivo e sugerir métodos adequados de manejo.

    Abstract in English:

    Abstract Anthropogenic disturbances affecting forest areas can increase disease prevalence and susceptibility in several species of arboreal mammals, such as sloths. Thus, this study aimed to evaluate the most common conditions in body systems of free-ranging sloths admitted at the Wildlife Triage and Rehabilitation Center of Amazonas of the Institute of Environment and Renewable Natural Resources. A total of 227 individuals (139 retrospective cases from 2015 to 2019, and 88 prospective cases from July 2020 to July 2021) were evaluated over a six-year period. Cases from the genus Bradypus showed involvement of the following body systems: 44% respiratory, 29% integumentary, 15% musculoskeletal, 5% digestive, 3% visual, 2% auditory, 1% circulatory and 1% genitourinary, while that distribution in the genus Choloepus was: 39% musculoskeletal, 27% integumentary, 19% respiratory, 9% digestive, 3% circulatory, 1% visual, 1% auditory and 1% genitourinary. The results reveal significant differences between the condition detected and the genus (Bradypus and Choloepus), age and case outcome. These results can provide data for future investigations of sloth diseases, confirming lesions, as well as motivating and suggesting adequate management methods.
  • Concrete survivors: the herpetofauna of an urban green area over 100 years of increasing urbanization Article

    Souza, Eletra de; Lima-Santos, Jade; Marques, Otavio Augusto Vuolo; Hingst-Zaher, Erika

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A baixa biodiversidade em áreas urbanas está associada à perda de habitat. No entanto, os efeitos da urbanização sobre a biodiversidade também devem considerar o histórico de uso da terra, explorado aqui. Nosso objetivo foi avaliar as mudanças na comunidade de répteis em um habitat urbano ao longo de 100 anos, visando identificar quais atributos ecológicos permitiram a persistência de espécies que podem ser encontradas na área hoje. Acessamos registros históricos em coleções científicas e realizamos trabalho de campo para levantar as espécies de répteis em uma área verde urbana, em São Paulo, Brasil. Considerando as mudanças de uso da terra na área amostrada, definimos três intervalos de tempo entre 1901 e 2020. Estabelecemos a riqueza de espécies para cada intervalo de tempo, categorizando-as em três atributos ecológicos: preferência de habitat, uso de substrato e hábitos alimentares. Registramos 27 espécies de répteis de 1901 até 2020, sendo 14 resultantes de dados históricos, oito de dados históricos e de campo e cinco espécies amostradas exclusivamente de campo. Anfíbios também foram amostrados durante o trabalho de campo, mas não foram usados na comparação histórica. A riqueza de espécies de répteis diminuiu 59% independentemente dos atributos ecológicos, e serpente foi o grupo com maior perda de espécies. Os répteis fossoriais foram o grupo menos afetado. Concluímos que a perda de habitat culminou em um declínio da riqueza de espécies, e os répteis que permanecem até hoje provavelmente estavam presentes desde o isolamento do fragmento. Os atributos ecológicos dos táxons remanescentes incluem espécies que utilizam substratos terrestres e se alimentam de presas comumente encontradas em ambientes urbanos.

    Abstract in English:

    Abstract Low biodiversity in urban areas is associated with habitat loss. However, the effects of urbanization on biodiversity should also consider the historical background of land-use, explored herein. Our goal was to evaluate changes in the assemblage of reptiles in an urban habitat over 100 years, aiming to identify which ecological attributes allowed the persistence of species that can be found in the area today. We accessed historical records in scientific collections and carried out fieldwork to access reptile assemblage in an urban green area, in São Paulo, Brazil. Considering land-use changes in the area, we defined three-time intervals between 1901 and 2020. We established species richness for each time interval, categorizing them into three ecological attributes: habitat preference, substrate use, and food habits. We recorded 27 reptile species from 1901 until 2020, 14 resulting from historical data, eight from both historical and fieldwork, and five species exclusively in fieldwork. Amphibians were also sampled during fieldwork, but not used in historical comparison. Reptile’s species richness decreased 59% regardless of ecological attributes, and snakes were the group with most species’ loss. Fossorial reptiles were the least affected group. We concluded that habitat loss culminated in a species richness decline, and the reptiles that remain until today were likely present since the fragment isolation. Ecological attributes of the remaining taxa include species that use terrestrial substrates and feed on prey commonly found in urban environments.
  • Everything is similar, everything is different! Trichorhina (Oniscidea, Platyarthridae) from Brazilian caves, with descriptions of 11 new species Article

    Campos-Filho, Ivanklin Soares; López-Orozco, Carlos Mario; Carpio-Díaz, Yesenia M.; Borja-Arrieta, Ricardo Luis; Gallão, Jonas Eduardo; Taiti, Stefano; Sfenthourakis, Spyros; Bichuette, Maria Elina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente trabalho descreve 11 novas espécies do gênero Trichorhina de cavernas brasileiras nos estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará e São Paulo. Além disso, a distribuição de T. tomentosa foi ampliada para incluir os estados de Mato Grosso e Minas Gerais. Adicionalmente, são fornecidos um mapa de distribuição e uma chave para todas as espécies brasileiras de Trichorhina, incluindo as epígeas.

    Abstract in English:

    Abstract The present work describes 11 new species of the genus Trichorhina from Brazilian caves in the states of Bahia, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, and São Paulo. Moreover, the distribution of T. tomentosa has been expanded to include the states of Mato Grosso and Minas Gerais. Additionally, a distribution map and a key for all Brazilian species of Trichorhina, including epigean ones, are provided.
  • Floristic data to support conservation in the Amazonian canga Article

    Silva, Livia Gadelha; Lovo, Juliana; Fonseca-da-Silva, Taiana Laura da; Riul, Pablo; Silva-Luz, Cíntia Luíza da; Zappi, Daniela C.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Canga é um ambiente de grande valor natural e econômico por abrigar um número considerável de espécies endêmicas sobre substrato rico em minério de ferro. Na Amazônia, esse tipo de vegetação aberta cresce sobre afloramentos isolados em uma matriz de floresta densa encontrada na região de Carajás, no sudeste do Pará. Dentre esses afloramentos, o Parque Nacional dos Campos Ferruginosos (PNCF) é a única área de canga Amazônica que apresenta o status de proteção integral permanente. Dessa forma, a atividade industrial presente na região necessita implementar ações de mitigação para assegurar a conservação de espécies e habitats relacionados às cangas. O objetivo deste estudo é complementar e revisar a lista florística dessa área protegida, recentemente criada, permitindo comparar a sua similaridade florística com outros 14 afloramentos de cangas Amazônicas localizados fora de unidades de conservação de proteção integral encontradas na região. Tais dados fornecem subsídio para entender a complementaridade florística e filogenética desses fragmentos para apoiar ações de conservação. Para isso, foram realizadas seis viagens de coleta à Serra da Bocaina e à Serra do Tarzan, respectivamente, para aumentar o esforço amostral no PNCF e obter uma lista de plantas mais abrangente. A composição florística foi investigada por meio de análises multivariadas (non-metric multidimensional scaling and unweighted pair group method with arithmetic mean) e estrutura filogenética nas áreas estudadas. Nós adicionamos 159 espécies na lista florística do PNCF e os resultados das análises demonstraram que todas as 16 áreas (n.b. o PNCF compreende duas dessas áreas) têm uma similaridade florística total de 42%, com áreas menos similares de 35% e as mais similares de 50%. Os micro-habitats encontrados em cada área de estudo evidenciam a alta diversidade beta das áreas de cangas Amazônicas, o que as tornam únicas. Portanto, ainda que o Parque Nacional dos Campos Ferruginosos não abrigue todas as espécies encontradas em outras áreas de cangas Amazônicas, ele é estratégico para a conservação dos afloramentos ferruginosos na Amazônia, protegendo a sua biodiversidade, os diferentes habitats e os serviços ecossistêmicos associados.

    Abstract in English:

    Abstract Canga is an environment of great natural and economic value because it harbours a considerable number of endemic species on a substrate that is rich in iron ore. In the Amazon, this open vegetation type grows on top of isolated outcrops in a dense forest matrix found in the Carajás region, in southeastern Pará. Of these outcrops, the Parque Nacional dos Campos Ferruginosos (PNCF) is the only area of Amazonian canga with a strict protection status. Therefore, industrial activity in the region needs to implement mitigation actions to ensure species and habitat conservation. The objective of this study is to complement and review the floristic list of this recently created protected area, enabling us to compare the floristic similarity between it and other 14 Amazonian canga outcrops found outside the conservation units of full protection in the region. This data provides a basis to understand the floristic and phylogenetic complementarity of those patches to support conservation action. For this, six field trips were carried out in the Serra da Bocaina and two in the Serra do Tarzan, respectively, in order to increase the sampling efforts in PNCF and to obtain a more comprehensive plant list. Floristic composition was investigated using multivariate analyses (non-metric multidimensional scaling and unweighted pair group method with arithmetic mean) and phylogenetic structure across studied areas. We added 159 species to the floristic list of the PNCF and the results of the analyses showed that all 16 areas (n.b. PNCF comprises two of these sites) have an overall floristic similarity of 42%, with the least similar areas at 35% and the most similar at 50%. The different micro-habitats found in each study site highlight the high beta diversity of the Amazonian canga sites, making each area unique. Therefore, even if the Parque Nacional dos Campos Ferruginosos does not harbour all the species found in the other Amazonian canga sites, it is strategic for the conservation of the vegetation on ferruginous outcrops in the Amazon, protecting its biodiversity, different habitats, and associated ecosystem services.
  • Insect galls from the Serra da Bandeira (Barreiras, Western Bahia, Brazil) Inventory

    Menezes, Jeferson Brito de; Lima, Valdeir Pereira; Calado, Daniéla Cristina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Compreender a diversidade de galhas de insetos é fundamental para o estabelecimento de planos de conservação em diferentes ecossistemas brasileiros. Aqui, nós (1) caracterizamos as galhas de insetos encontradas em espécies de plantas hospedeiras, (2) identificamos os insetos indutores de galhas até o nível taxonômico mais baixo possível e (3) registramos a presença de fauna associada a galhas. Nosso estudo foi realizado mensalmente de agosto de 2017 a julho de 2018 ao longo de nove trilhas na Serra da Bandeira, que está localizada em uma área de Cerrado stricto sensu ao longo de um ano. Encontramos 48 morfotipos distintos de galhas, pertencentes a 12 famílias botânicas. Os morfotipos mais comumente encontrados foram globoide (27,1%), lenticular (27,1%) e cilíndrico (25%). Os órgãos vegetais mais afetados pelos insetos galhadores foram as folhas (73%), seguidas do caule (19%), flor (4%), inflorescência (2%) e frutos (2%). As famílias botânicas hospedeiras com maior número de galhas foram Fabaceae (26), Malpighiaceae (5) e Anacardiaceae, Combretaceae e Euphorbiaceae (3). Observamos que o gênero Copaifera Lindl. (Fabaceae) apresentou a maior diversidade de morfotipos de galhas, abrigando 19 morfotipos distribuídos em três espécies que ocorrem simpatriicamente – Copaifera sabulicola J. Costa (Fabaceae), Copaifera depilis Dwyer (Fabaceae) e Copaifera luetzelburgii Harms (Fabaceae). Pela primeira vez no Brasil, registramos a ocorrência de galhas em flores de Manihot caerulescens (Euphorbiaceae), em inflorescências de Mimosa acutistipula (Fabaceae) e em botões florais de Anacardium humile (Anacardiaceae), induzidas por Cecidomyiidae. Indutores da ordem Diptera (Família Cecidomyiidae) foram os mais abundantes, encontrados em 14 morfotipos de galhas. Em relação à fauna associada, encontramos insetos pertencentes principalmente à ordem Hymenoptera, e os identificamos como parasitóides. As informações fornecidas podem ser utilizadas por tomadores de decisão para programas de conservação, bem como em outras estratégias para a conservação da diversidade biológica no Cerrado brasileiro.

    Abstract in English:

    Abstract Understanding the diversity of insect galls is pivotal to the establishment of conservation planning in different Brazilian ecosystems. Here, we (1) characterize the insect galls found on plant host species, (2) identify the gall-inducing insects to the lowest possible taxonomic level, and (3) record the presence of gall-associated fauna. Our study was carried out monthly from August, 2017 to July, 2018 along nine trails in Serra da Bandeira, which is located in an area of Cerrado stricto sensu over a year. We found 48 distinct gall morphotypes, belonging to 12 botanical families. The most morphotypes commonly found were globoid (27.1%), lenticular (27.1%) and cylindrical (25%). The plant organs most affected by galling insects were the leaves (73%), followed by the stem (19%), flower (4%), inflorescence (2%) and fruits (2%). The host botanical families holding the highest number of galls were Fabaceae (26), Malpighiaceae (5) and Anacardiaceae, Combretaceae and Euphorbiaceae (3). We observed that the genus Copaifera Lindl. (Fabaceae) had the greatest diversity of gall morphotypes, harboring 19 morphotypes distributed in three species that occur sympatrically - Copaifera sabulicola J. Costa (Fabaceae), Copaifera depilis Dwyer (Fabaceae) and Copaifera luetzelburgii Harms (Fabaceae). For the first time in Brazil, we recorded the occurrence of galls on flowers of Manihot caerulescens (Euphorbiaceae), on inflorescences of Mimosa acutistipula (Fabaceae) and flower buds of Anacardium humile (Anacardiaceae), which were induced by Cecidomyiidae. Inducers of the order Diptera (Family Cecidomyiidae) were the most abundant, found in 14 morphotypes of galls. Regarding the associated fauna, we found insects primarily belonging the order Hymenoptera, and identified them as parasitoids. The information provided can be used highly by decision makers for conservation programs, as well as in other strategies for the conservation of biological diversity in the Brazilian Cerrado.
  • Herpetofauna of protected areas in the Caatinga VIII: An updated checklist for the Serra das Confusões region with new data from Serra Vermelha, Piauí, Brazil Inventory

    Marques, Ricardo; Garda, Adrian A.; Furtado, Adriana P.; Bruinjé, Andre C.; Protázio, Arielson dos S.; de Carvalho, Breno F.; Vieira, Cecília R.; Gomes, Dandara; Pantoja, Davi L.; Figueiredo, Diainara da S.; Shepard, Donald B.; Camurugi, Felipe; Coelho, Felipe E. A.; Magalhães, Felipe M.; Caetano, Gabriel H. O.; Colli, Guarino R.; Paulino, Henrique M.; Carvalho, Izabelle T. S.; Graciene, Joedma; Alvarenga, Júlio M.; Clay, Natalie A.; Albuquerque, Ralph L.; Bosque, Renan J.; Faria, Renato; da Silveira-Filho, Ricardo R.; Mângia, Sarah; Cavalcante, Vitor H. G. L.; Vieira, Washington L. S.; da Silva, Willianilson P.; Soares, Yan F. F.; Mesquita, Daniel O.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo É repetidamente enfatizada a necessidade de caracterizar a biodiversidade vivente em ecossistemas tropicais. No entanto, os estudos de inventário ainda estão progredindo lentamente em ecossistemas secos, levando à subestimação de sua verdadeira biodiversidade e dificultando os esforços de conservação. Neste estudo, apresentamos dados primários e secundários, juntamente com uma lista atualizada de anfíbios e répteis de duas localidades na região de São Francisco-Gurguéia, do Piauí. Além disso, comparamos a composição de espécies entre nove áreas dentro da Caatinga, que foram amostradas usando métodos padronizados nos últimos dez anos, para examinar padrões espaciais mais amplos de composição da comunidade. Para estudar répteis e anfíbios, utilizamos métodos e esforços de amostragem semelhantes em duas áreas na região do Parque Nacional da Serra das Confusões (PNSC). Nossos levantamentos registraram um total de 73 espécies de anfíbios e répteis, das quais 24 são novos registros de distribuição para a região do PNSC. Consequentemente, nossos resultados aumentam a herpetofauna conhecida na região para 94 espécies. Apesar da proximidade, os dois locais na região do PNSC exibiram apenas 42% de similaridade na composição de espécies e diferiram significativamente de outras áreas dentro da Caatinga. Mesmo áreas mais próximas da Caatinga apresentaram diferenças na composição de espécies, destacando a necessidade de avaliar a biodiversidade em toda a paisagem e contribuir para a compreensão de padrões biogeográficos.

    Abstract in English:

    Abstract It is repeatedly stressed the need to characterize the extant biodiversity in tropical ecosystems. However, inventory studies are still progressing slowly in dry ecosystems, leading to the underestimation of their true biodiversity and hindering conservation efforts. In this study, we present primary and secondary data, along with an updated list of amphibians and reptiles from two localities in the São Francisco-Gurguéia region in Piauí. Additionally, we compare the species composition between nine areas within the Caatinga, which were sampled using standardized methods over the past ten years, to examine broader spatial patterns of community composition. To survey reptiles and amphibians, we employed similar methods and sampling efforts in two areas within the Serra das Confusões National Park (SCNP) region. Our surveys recorded a total of 73 species of amphibians and reptiles, of which 24 are new distribution records for the SCNP region. Consequently, our findings increase the known herpetofauna in the region to 94 species. Despite their proximity, the two sites in the SCNP region exhibited only 42% similarity in species composition, and they differed significantly from other areas within the Caatinga. Furthermore, even the closer Caatinga areas presented differences in species composition, highlighting the necessity to evaluate biodiversity across the landscape and contribute to understanding biogeographic patterns.
  • Amazonian forest termites: a species checklist from the State of Acre, Brazil Inventory

    Ferreira, Renan Rodrigues; Lucena, Emanuelly Félix de; Koroiva, Ricardo; Azevedo, Renato Almeida de; Haugaasen, Torbjørn; Peres, Carlos A.; Hawes, Joseph E.; Vasconcellos, Alexandre

    Abstract in Portuguese:

    Resumen O estado brasileiro do Acre está localizado no sudoeste da Amazônia e é caracterizado por uma vegetação de floresta tropical úmida que cobre planícies e montanhas. Até então, a composição de espécies de térmitas no estado não é conhecida. O objetivo desse estudo foi construir um checklist de espécies ou unidades taxonômicas reconhecíveis de térmitas para o estado do Acre. A amostragem foi conduzida através de expedições de campo no Parque Nacional da Serra do Divisor, no Parque Estadual Chandless, na Reserva Florestal Humaitá, e no Parque Ambiental Chico Mendes utilizando o protocolo rápido de diversidade de térmitas nas duas primeiras áreas e coletas avulsas nas demais, sem um protocolo específico. Este estudo também incluiu registros de ocorrência publicados na literature científica. Um total de 128 espécies e morfoespécies de térmitas foram encontradas no Acre, distribuídas em 59 gêneros e quatro famílias. A espécie de ocorrência mais frequente no Acre foi Heterotermes tenuis (Hagen, 1858). O estudo também identificou seis novos registros de espécies para o Brasil. Os grupos alimentares predominantes foram os humívoros e xilófagos, como esperado a partir de dados obtidos de pesquisas em florestas tropicais úmidas. Apesar do número significativo de novos registros para o Acre (112), conclui-se que ainda é necessário um esforço amostral maior, uma vez que muitas áreas do estado ainda não foram estudadas para térmitas.

    Abstract in English:

    Abstract The Brazilian state of Acre is located in the southwestern Amazon and it is characterized by a humid tropical forest vegetation that covers plains and mountains. Up to this point, the composition of termite species in the state is not known. The aim of this study was to provide a checklist of termite species or recognizable taxonomic units for the state of Acre. Sampling was conducted through field expeditions at the Serra do Divisor National Park, Chandless State Park, Humaitá Forest Reserve, and Chico Mendes Environmental Park using a standardized rapid termite inventory protocol in the first two areas and active searching collections in the others, without a specific protocol. This study also included occurrence records published in the scientific literature. A total of 128 species and morphospecies of termites were found in Acre, distributed across 59 genera and four families. The most frequently occurring species in Acre was Heterotermes tenuis (Hagen, 1858). The study also identified six new species records for Brazil. The predominant feeding groups were soil-feeders and wood-feeders, as expected from data obtained from surveys in humid tropical forests. Despite the significant number of new records for Acre (112), it is concluded that a larger sampling effort is still required, as many areas of the state have not yet been studied for termites.
  • Updated list of non-volant small mammals from the Serra da Bocaina National Park, southeastern Brazil Inventory

    Delciellos, Ana Cláudia; Aguieiras, Marcia; Guimarães, Roger Rodrigues; Loss, Ana Carolina; Mendonça, Gabriela Colombo de; Evaldt, Bruno Henrique de Castro; Oliveira, Marcelo de Assis Passos; Geise, Lena; Rocha-Barbosa, Oscar

    Abstract in Portuguese:

    Resumen No cerne do bioma Mata Atlântica, o Parque Nacional da Serra da Bocaina (PNSB) está localizado na área Sudeste de endemismo para vertebrados na Mata Atlântica. Preencher lacunas de conhecimento sobre a distribuição espacial e ocorrência das espécies em parques nacionais é de fundamental importância para saber quantas espécies estão protegidas e orientar iniciativas de conservação. Aqui atualizamos a lista de espécies de pequenos mamíferos não-voadores do PNSB, fornecendo novos dados sobre a lista de espécies e abundância, com espécies identificadas principalmente por análises cariotípicas e/ou molecular. Doze sessões de amostragem com uma abordagem de captura-marcação-recaptura foram realizadas em quatro áreas no PNSB de 2013 a 2016, durante as obras de pavimentação da rodovia estadual RJ-165 (Estrada Parque Paraty-Cunha), município de Paraty, estado do Rio de Janeiro, Brasil. Os pequenos mamíferos não-voadores (Rodentia e Didelphimorphia) foram amostrados usando armadilhas de captura viva Sherman® e Tomahawk® (18.987 armadilhas-noite) e armadilhas de queda (4.591 armadilhas-noite). Trinta e duas espécies (11 marsupiais e 21 roedores) foram registradas em 1.185 espécimes capturados. A riqueza de espécies variou de 18 a 28 entre as áreas de amostragem. Dez e 11 espécies foram capturadas exclusivamente em armadilhas de captura viva e armadilhas de queda, respectivamente. A riqueza observada (32 espécies) representou 91,4% da riqueza de espécies estimada para a área de estudo. As áreas 2 e 4 foram as mais semelhantes entre si quanto à composição de espécies, e a área 3 foi a mais dissimilar. As espécies com maior abundância relativa foram Euryoryzomys russatus (14%) e Delomys dorsalis (14%), enquanto seis espécies tiveram abundâncias relativas inferiores a 1%. Quatorze e 17 espécies foram identificadas pelo cariótipo e por análise molecular, respectivamente. O presente estudo acrescentou 22 espécies à lista de pequenos mamíferos não-voadores do parque, que passou a contar com 37 espécies com ocorrência confirmada. Essa riqueza de espécies encontrada no PNSB é uma das maiores já registradas para o grupo dos pequenos mamíferos não-voadores em áreas protegidas da Mata Atlântica no Brasil, corroborando a região da Serra da Bocaina como um hotspot de biodiversidade.

    Abstract in English:

    Abstract In the core of the Atlantic Forest biome, the Serra da Bocaina National Park (SBNP) is located in the Atlantic Forest Southeast area of endemism for vertebrates. Filling gaps in knowledge about the spatial distribution and occurrence of species in national parks is of fundamental importance to know how many species are protected and to guide conservation initiatives. Here we updated the non-volant small mammal species list of the SBNP, providing new data on species list and abundance, with species identified mainly by karyotype and/or molecular analysis. Twelve sampling sessions with a capture-mark-recapture approach were carried out in four sites in the SBNP from 2013 to 2016, during the paving works of the state highway RJ-165 (Estrada Parque Paraty-Cunha), municipality of Paraty, state of Rio de Janeiro, Brazil. Non-volant small mammals (Rodentia and Didelphimorphia) were sampled using Sherman® and Tomahawk® live traps (18,987 trap-nights) and pitfall traps (4,591 trap-nights). Thirty-two species (11 marsupials and 21 rodents) were recorded from 1,185 captured specimens. Species richness ranged from 18 to 28 between sites. Ten and 11 species were exclusively captured in live traps and pitfall traps, respectively. The observed richness (32 species) represented 91.4% of the estimated species richness for the study area. Sites 2 and 4 were the most similar to each other regarding species composition, and site 3 was the most dissimilar. The species with highest relative abundance were Euryoryzomys russatus (14%) and Delomys dorsalis (14%), while six species had relative abundances lower than 1%. Fourteen and 17 species were identified by karyotype and molecular analysis, respectively. The present study added 22 species to the park’s non-volant small mammals list, which now has 37 species with confirmed occurrence. This species richness found in the SBNP is one of the highest ever recorded for the group of non-volant small mammals in protected areas of the Atlantic Forest in Brazil, corroborating the Serra da Bocaina region as a biodiversity hotspot.
  • An updated distribution list of Leptophlebiidae Banks, 1900 (Ephemeroptera: Insecta) for Piauí state Inventory

    Faria, Ana Paula Justino de; Rodrigues, Jackson A. O.; Nascimento, Stênio Raniery de Sousa; Lima, Lucas Ramos Costa

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Leptophlebiidae é a segunda família mais diversa de Ephemeroptera, com espécies distribuídas em vários estados do Brasil, mas com lacunas no registro de distribuição em outros. Por exemplo, no estado do Piauí tem registrado apenas nove espécies de Leptophlebiidae. Baseada nessa lacuna de informação, o objetivo deste estudo foi apresentar uma lista atualizada de espécies da família Leptophlebiidae, novos registros de ocorrência e sítios de distribuição para o estado do Piauí, Brasil. Ao analisar 447 exemplares, ampliamos significativamente nosso conhecimento sobre a distribuição das espécies de Leptophlebiidae no estado do Piauí, aumentando o número de espécies registradas de nove para 17. Também adicionamos novos registros de ocorrência para seis espécies e, pela primeira vez, documentamos a presença de quatro gêneros. Destacamos que ainda existe uma extensa área do Cerrado e semiárido brasileiro que se desconhece a ocorrência de Ephemeroptera, confirmando que a diversidade nessa área é subestimada e que o conhecimento sobre as espécies de Ephemeroptera e suas distribuições podem se expandir com o aumento do esforço amostral nos próximos anos, diminuindo as lacunas Lineana e Wallaceana sobre esse grupo. Nossos resultados também demonstram a necessidade emergencial de inventários no sul do Estado do Piauí, principalmente nas sub-bacias do médio e alto rio Parnaíba que é considerado adequado para a expansão da monocultura no Brasil.

    Abstract in English:

    Abstract Leptophlebiidae is the second most diverse family within Ephemeroptera, with species distributed across various States in Brazil, but with gaps in distribution records in others. Currently, nine species of Leptophlebiidae are recorded for the state of Piauí. Based on this information gap, the objective of this study was to present an updated species list of the family Leptophlebiidae new occurrence records and distributional sites for the state of Piauí, Brazil. By analyzing 447 specimens, we have significantly expanded our knowledge about the distribution of Leptophlebiidae species in the state of Piauí, increasing the recorded species from nine to 17. We have also added new occurrence records for six species and, for the first time, documented the presence of four genera. It is important to highlight that there is still an extensive area within the Cerrado and Brazilian semiarid regions where the occurrence of Ephemeroptera is unknown, confirming that the diversity in this area is underestimated and that knowledge of Ephemeroptera species and their distributions can expand with increased sampling efforts in the coming years, reducing the Linnean and Wallacean shortfall regarding this group. Our results also demonstrate the urgent need for inventories in the southern part of the state of Piauí, particularly in the sub-basins of the middle and upper Parnaíba river, which are considered suitable for monoculture expansion in Brazil.
  • Medium to large-sized mammals of an urban protected area and its ecological corridor in Rio de Janeiro City, Brazil Inventory

    Elvas, Beatriz; Bueno, Cecília; Olifiers, Natalie

    Abstract in Portuguese:

    Resumo As áreas protegidas têm papel fundamental na preservação das espécies, na educação ambiental e na manutenção dos serviços ecossistêmicos. A maior parte da população mundial vive em áreas urbanas, o que evidencia a importância das áreas preservadas nos centros urbanos. No entanto, muitas áreas protegidas urbanas no Brasil carecem de levantamentos de espécies, o que limita a conservação da biodiversidade e a implementação de planos de manejo. Neste estudo, inventariamos as espécies de mamíferos de médio e grande porte do Parque Natural Municipal Chico Mendes e do corredor do Canal das Taxas por meio de armadilhas fotográficas, fornecendo assim o primeiro levantamento in situ abrangente de mamíferos terrestres para a área. Também verificamos se houve intercâmbio de fauna de mamíferos entre os parques Chico Mendes e Marapendi através do Canal das Taxas. Entre novembro de 2020 e julho de 2021, com um esforço amostral de 1.334 armadilhas-dia, registramos cinco espécies nativas e cinco espécies exóticas nas áreas de estudo, incluindo uma espécie Vulnerável no município e estado do Rio de Janeiro (Cuniculus paca). Confirmamos que o Canal das Taxas funciona como um corredor de fauna para espécies nativas. Por fim, ressaltamos que listas de espécies baseadas em informações secundárias para a região são de utilidade limitada e recomendamos levantamentos in situ, mesmo em pequenas Unidades de Conservação urbanas da cidade do Rio de Janeiro.

    Abstract in English:

    Abstract Protected areas play a fundamental role in the preservation of species, environmental education, and ecosystem services maintenance. Most of the world population live in urban areas, which highlight the importance of preserved areas in urban centers. However, many urban protected areas in Brazil lack species surveys, which limits biodiversity conservation and implementation of management plans. In this study, we surveyed the species of medium and large mammals of Chico Mendes Municipal Natural Park (MNP) and Canal das Taxas corridor through camera traps, thus providing the first comprehensive in situ survey of terrestrial mammals for the area. We also verified whether there was mammalian fauna exchange between the Chico Mendes and Marapendi MNPs through the vegetation corridor formed by the Canal das Taxas. Between November 2020 and July 2021, with a sampling effort of 1,334 trap-days, we recorded five native and five exotic species in the studied areas, including one Vulnerable species in the Municipality and State of Rio de Janeiro (Cuniculus paca). We also confirmed that Canal das Taxas works as a wildlife corridor for native species. Finally, we highlight that species checklists based on secondary information for the region are of limited usefulness and recommend in situ surveys even in small, urban protected areas of Rio de Janeiro city.
  • Occurrence and characterization of insect galls in two reserves of the Peruvian Amazon Inventory

    Grandez-Rios, Julio Miguel; Araújo, Walter Santos de; Coronado, Eurídice N. Honorio; Baker, Timothy R.; Martínez, Rodolfo Vásquez; Mendoza, Abel Monteagudo; García-Villacorta, Roosevelt; Llampazo, Gerardo Flores; Huaymacari, José Reyna; Azevedo, Maria Antonieta Pereira de; Maia, Valeria Cid

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Um inventário de galhas de insetos foi realizado em duas reservas da Amazônia peruana, Reserva Nacional Allpahuayo-Mishana e Reserva Regional Quistococha, ambas situadas em Iquitos, nordeste do Peru. Quatro tipos de vegetação foram pesquisados entre dezembro de 2021 e dezembro de 2022: floresta de terra firme, floresta úmida de areia branca e floresta seca de areia branca na Reserva Nacional Allpahuayo-Mishana, e floresta de pântano de palmeiras na Reserva Regional Quistococha. No total, encontramos 262 morfotipos de galhas, distribuídos em 75 espécies hospedeiras representando 66 gêneros de plantas e 30 famílias. Fabaceae foi a família de plantas com o maior número de morfotipos de galhas (n = 48), seguida por Calophyllaceae (n = 21) e Euphorbiaceae (n = 20). Os gêneros de plantas que apresentaram a maior diversidade de galhas foram Caraipa (n = 17), Eschweilera (n = 16), Tapirira (n = 16), Micrandra (n = 14) e Iryanthera (n = 10). As espécies de plantas Tapirira guianensis (n = 16), Caraipa utilis (n = 14), Micrandra elata (n = 14), Eschweilera coriacea (n = 11) e Sloanea parvifructa (n = 10) apresentaram a maior riqueza de galhas. Dentre as plantas hospedeiras, C. utilis destaca-se como a única espécie listada como endêmica da região amazônica e com um status de conservação Vulnerável (VU). As folhas foram os órgãos mais atacados (90% de todas as galhas). A maioria dos morfotipos é glabra (89%), verde (67%), globoide (53%) e possui apenas uma câmara interna (91%). Encontramos insetos galhadores pertencentes às ordens Diptera, Thysanoptera, Lepidoptera e Hemiptera. Os insetos galhadores da família Cecidomyiidae (Diptera) foram os mais comuns, induzindo 22% dos morfotipos de galhas. Além dos galhadores, também observamos a presença de sucessores, cecidófagos e parasitoides. Entre os tipos de vegetação amostrados, a floresta de terra firme apresentou a maior riqueza de morfotipos de galhas e espécies de plantas hospedeiras. Este é o primeiro inventário sistemático de galhas de insetos nesta região da Amazônia peruana.

    Abstract in English:

    Abstract An insect gall inventory was carried out in two reserves of the Peruvian Amazon, Allpahuayo-Mishana National Reserve and Quistococha Regional Reserve, both situated in Iquitos, northeastern Peru. Four vegetation types were surveyed between December, 2021 and December, 2022: terra firme forest, white-sand wet forest, and white-sand dry forest in Allpahuayo-Mishana National Reserve, and palm swamp forest in Quistococha Regional Reserve. Overall, we found 262 gall morphotypes, distributed across 75 host species representing 66 plant genera and 30 families. Fabaceae was the plant family with the greatest number of gall morphotypes (n = 48), followed by Calophyllaceae (n = 21) and Euphorbiaceae (n = 20). The plant genera that supported the highest diversity of galls were Caraipa (n = 17), Eschweilera (n = 16), Tapirira (n = 16), Micrandra (n = 14), and Iryanthera (n = 10). The plant species Tapirira guianensis (n = 16), Caraipa utilis (n = 14), Micrandra elata (n = 14), Eschweilera coriacea (n = 11), and Sloanea parvifructa (n = 10) exhibited the highest richness of galls. Among the host plants, C. utilis stands alone as the only species noted as both endemic to the Amazonian region and bearing a Vulnerable (VU) conservation status. The leaves were the most attacked organs (90% of all galls). Most morphotypes are glabrous (89%), green (67%), globoid (53%), and one-chambered (91%). We found galling insects belonging to the orders Diptera, Thysanoptera, Lepidoptera, and Hemiptera. The galling insects of Cecidomyiidae (Diptera) were the most common, inducing 22% of the gall morphotypes. In addition to the gallers, we also observed the presence of successors, cecidophages, and parasitoids. Among the sampled vegetation types, the terra firme forest presented the highest richness of gall morphotypes and host plant species. This is the first systematic inventory of insect galls in this part of the Peruvian Amazon.
  • First occurrence in mangroves of South America of the exotic species Sonneratia apetala Buch.-Ham. from the Indo-Malayan region Short Communication

    Eysink, Geraldo Guilherme José; Hatamura, Edmar; Schaffer-Novelli, Yara

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este é o primeiro registro da ocorrência de Sonneratia apetala Buch.-Ham., na América do Sul, Cubatão-Baixada Santista, Estado de São Paulo, Brasil. O registro ocorreu em área situada a 2 km do porto de Santos. Sua presença, se fez, provavelmente, por meio da água de lastro dos navios. A S. apetala é uma espécie exótica agressiva nos manguezais dessa região. Todos os 85 exemplares identificados foram georeferenciados. Em maio de 2023 estavam floridas e em agosto já tinha frutos/propágulos maduros. A presença de espécies exóticas nos manguezais é preocupante, pois são capazes de gerar impactos ecológicos e econômicos e influenciar, negativamente, na restauração desse ecossistema no estuário de Cubatão. A presença da S.apetala, no manguezal da região de Cubatão pode povocar uma mudança radical na estrutura biológica do ecossistema manguezal, além de ser um novo ponto de dispersão para outras áreas.

    Abstract in English:

    Abstract This is the 1st record of the Sonneratia apetala Buch.-Ham., in the mangroves of South America – Cubatão-Baixada Santista, State of São Paulo, Brazil. The record was made in an area located 2 km apart from the port of Santos. Its arrival was probably made through the ballast water. S. apetala as well an exotic it is also an aggressive mangrove species. All 85 individuals identified were georeferenced. In May 2023 they were flowering and in August they already had ripe fruits/propagules. The presence of exotic species in mangroves is worrying, they can cause profound ecological and economic impacts and negatively influence the restoration of native ecosystems. The presence of S. apetala in the mangroves of Cubatão region could bring about a radical change in the biological structure of the mangrove ecosystem, in addition to being a new point of dispersal to others areas.
  • Reviewers Volume 23 Biota Neotropica Reviewers

    ,
Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Departamento de Biologia Vegetal - Instituto de Biologia, UNICAMP CP 6109, 13083-970 - Campinas/SP, Tel.: (+55 19) 3521-6166, Fax: (+55 19) 3521-6168 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: contato@biotaneotropica.org.br