• Apresentação

    Corrêa, Mariza; Beleli, Iara
  • O ato de testemunhar: violência, gênero e subjetividade Dossiê: Violência: outros olhares

    Das, Veena

    Abstract in Portuguese:

    O contexto é a Partição da Índia em 1949, que levou à criação do Paquistão, visto a partir da cultura punjabi (o Punjab era a província mais próxima da fronteira com o novo estado) e, particularmente, através dos olhos de Asha que, aos 21 anos, em 1941, ficara viúva e passara a viver com a família do falecido marido. As transformações impostas pela Partição alteraram essa situação e levaram Asha às seguintes reflexões. A comida de uma filha nunca é pesada para os pais. Mas quanto viverão nossos pais? Quando até dois pedaços de pão são sentidos como "pesados" por nosso próprio irmão... é melhor manter a honra ... e fazer sua paz... e viver onde se está destinada a viver. A exegese dessas reflexões constitui o núcleo analítico do texto. E, sobre a partição, a autora não se pergunta como os acontecimentos estavam presentes nas consciências como acontecimentos passados, mas como vieram a ser incorporados na estrutura temporal das relações.

    Abstract in English:

    The context is the Partition of India in 1949, with the creation of Pakistan, as seen from the point of view of Punjabi culture (the Punjab was the province closer to the frontiers of the new state) and particularly through the eyes of Asha, a widow 21 years old in 1941, who lived with his deceased husband's family. The transformations derived from the Partition give rise to Asha's following reflections. A daughter's food is never heavy on her parents. But how long will one's parents live? When two pieces of bread are experienced as heavy by one's own brother… then it is better to keep one's honor… make one's peace … and live where one was destined to live. The exegesis of this text is the analytical nucleus of the text. The author is not asking how the events of the Partition were present to consciousness as past events but how they came to be incorporated into the temporal structure of relationships.
  • Género en transición: sentido común, mujeres y guerra

    Theidon, Kimberly

    Abstract in Spanish:

    El 28 de agosto del año 2003, tras dos años de trabajo y habiendo recopilado unos 17000 testimonios, la Comisión de la Verdad y Reconciliación del Perú presentó su Informe Final sobre el periodo de violencia 1980-2000. Esta comisión compartió numerosos rasgos con las comisiones guatemalteca y sudafricana que la antecedieron. Las tres comisiones fueron consideradas sensibles al género puesto que buscaron activamente sacar a la luz las experiencias de violencia sufridas por mujeres. Este énfasis reflejó el deseo de escribir "verdades más inclusivas", así como también los cambios en la jurisprudencia internacional. En este artículo examino las estrategias de investigación sensibles al género y los modos en los cuales las comisiones de verdad han incorporado estas estrategias en su trabajo. La verdad y memoria se encuentran, de hecho, atravesadas por el género, pero no necesariamente del modo en que lo entiende el sentido común. Así, espero ofrecer una comprensión más sutil de las dimensiones asociadas al género presentes en la guerra.

    Abstract in English:

    In August 28, 2003, after two years working and having collected 17000 testimonials, the Peruvian Committee for the Truth and Reconciliation presented its Final Information on the violence period from 1980 to 2000. This Committee shared many traits with its equivalents from Guatemala and South Africa. All three Committees were considered gender-sensitive for they tried to bring to light the experiences of violence suffered by women. Such an emphasis reflected the will to write "more inclusive truths" as well as changes in international jurisprudence. In this article, I examine the gender-sensitive research strategies and the ways in which truth committees incorporated these strategies to their work. Truth and memory are, in fact, crossed by gender, but not necessarily in the way that common sense understands it. Thus, I hope to offer a more subtle understanding of the dimensions associated to gender in war.
  • A guerra das mães: dor e política em situações de violência institucional Dossiê: Violência: outros olhares

    Vianna, Adriana; Farias, Juliana

    Abstract in Portuguese:

    O artigo busca discutir relações entre "violência" e "gênero" a partir de situações envolvendo formas de "luta por justiça" e expressão da dor por familiares de pessoas mortas pela polícia militar no Rio de Janeiro. Acompanhando situações diversas em que tais familiares, agrupados em redes de apoio e de organização política, buscam a condenação judicial dos policiais que mataram seus filhos, irmãos ou sobrinhos, procuramos refletir sobre o trabalho social de construção da "violência" e ilegitimidade desses assassinatos como inextricavelmente ligados às gramáticas de gênero e, em especial, ao protagonismo simbólico das "mães".

    Abstract in English:

    This work discusses relations between "violence" and "gender" by focusing situations involving forms of "struggle for justice" and the expression of pain by relatives of persons killed by Rio de Janeiro's military police. By following different situations where those relatives, connected in networks of support and political organization, seek the conviction of the policemen that have killed their sons, brothers or nephews, we reflect on the work of social construction of "violence" and illegitimacy of these murders as being inseparably connected to grammars of gender, especially to the symbolic protagonism of "mothers".
  • Campos de estupro: as mulheres e a guerra na Bósnia Dossiê: Violência: outros olhares

    Peres, Andréa Carolina Schvartz

    Abstract in Portuguese:

    A guerra na Bósnia-Herzegóvina organizou territórios etnicamente e redefiniu as categorias étnico-nacionais - sérvia, croata e bosniac (muçulmana). Enquanto os soldados combatiam nas linhas de frente, inúmeras eram as atrocidades testemunhadas em outros campos de batalha: casas, vilas, cidades, campos de detenção e concentração e os campos de estupro. Faço neste artigo uma revisão da discussão acerca do estupro na guerra na Bósnia, como este pode ser visto como arma de guerra e um instrumento de limpeza étnica e de tentativa de extermínio.

    Abstract in English:

    The war in Bosnia and Herzegovina ethnically organized territories and redefined the ethno-national categories and groups - Serbs, Croats and Bosnians (Muslims). Beside the battles between soldiers at the front lines, several atrocities used to happen in other fields: homes, villages, cities, detention places, concentration camps, and the rape camps. This article introduces the debate about the rapes that occurred during the war in Bosnia and the ways to understand them: as a war weapon, as an ethnic cleansing tool, as an attempt to extermination.
  • La ablación genital femenina en comunidades emberá chamí

    González Henao, Raquel

    Abstract in Spanish:

    Este artículo aborda el tema de la ablación genital femenina, que se realiza en algunas comunidades indígenas emberá chamí. Desde una perspectiva antropológica y retomando elementos del feminismo, se analiza la relación entre esta práctica, la construcción cultural de la identidad femenina, la regulación de la sexualidad y los mandatos sociales dirigidos a las mujeres.

    Abstract in English:

    This article approaches the topic of the genital feminine ablation. It is a practice realized by some indigenous communities embera chamí, who live in the western zone of Colombia. From an anthropologic perspective and using elements of feminism, this article analyzes the relation among ablation, the cultural construction of feminine identity, the regulation of sexuality and the social mandates directed to women.
  • No olho do furacão: conjugalidades homossexuais e o direito à visita íntima na Penitenciária Feminina da Capital Dossiê: Violência: outros olhares

    Padovani, Natália Corazza

    Abstract in Portuguese:

    Neste artigo, analiso o direito à visita íntima em uma unidade penal específica: a Penitenciária Feminina da Capital (PFC). As visitas estão caracterizadas na Lei de Execução Penal (LEP) como forma de manutenção de relações familiares e matrimoniais das pessoas privadas de liberdade. Cabe questionar, entretanto, quais relações têm sido consideradas familiares e matrimoniais pelo corpo administrativo prisional. Essa questão tornou-se ainda mais complexa depois do dia 5 de maio de 2011, data em que o Supremo Tribunal Federal decidiu pela equalização legal das Uniões Civis Homossexuais às Heterossexuais. Argumento que esse acontecimento reitera uma lógica que empreende violência às relações sexuais não consideradas conjugais e que, ao mesmo tempo, responde a um desejo de sujeitos alijados de reconhecimento estatal. A disputa pelo direito à visita íntima homossexual está no centro desta contenda.

    Abstract in English:

    In this article I analyze the conjugal visits rights inside the Female Prison of São Paulo Capital, Brazil. These visits are characterized in the Brazilian Penal Execution Legislation as the main way of maintaining family relationships and marriage for persons deprived of liberty. My aim is to comprehend which relations have been considered familiar and conjugal by the administrative staff of the female prison unit. This question became even more complex after May 5, 2011 when the Supreme Court ruled the legal equalization of Heterosexual and Homosexual Civil Unions. I argued that this event reiterates a logic that undertakes violence to sexual relations which are not considered conjugal or love relations. On the other hand, the Supreme Court decision responds to a desire of adequacy of people who maintained homosexual love relationships that, until May 5, were not recognized by the State. The dispute for conjugal visit rights is in the center of this dilemma which is related to the recognition demands; however, this struggle does not challenge the historical violence perpetrated to (homo)sexuals in female prisons.
  • "Femicídios" e as mortes de mulheres no Brasil Dossiê: Violência: outros olhares

    Pasinato, Wânia

    Abstract in Portuguese:

    O artigo trata do crescente interesse na categoria "femicídio" para análises sobre as mortes de mulheres na América Latina e seu emprego para o caso brasileiro. Apesar de ocorrerem em circunstâncias diversas, a partir de sua classificação como "femicídio" todas as mortes se explicam pelo fato de que "as vítimas são mulheres", enfatizando a persistência de um modelo patriarcal de dominação nas sociedades contemporâneas. Problematiza-se o emprego dessa categoria "homogeneizante" em contraponto com as discussões sobre as especificidades de gênero e sua interseccionalidade com outros marcadores sociais.

    Abstract in English:

    This article deals with the rising interest in "femicide" as a category for the analysis of women's deaths in Latin America and its usage in the Brazilian case. Despite occurring in diverse circumstances, through their categorization as "femicides" all deaths are explained by the fact that the "victims are women", emphasizing the persistence of a patriarchal model of domination in contemporary societies. The use of this category is questioned by opposing it to the discussions on the specificities of gender and its intersection with other social markers.
  • Tráfico de mulheres Dossiê: Violência: outros olhares

    Goldman, Emma
  • Prefácio à Emma Goldman: tráfico de Mulheres Dossiê: Violência: outros olhares

    Rago, Margareth
  • Emma Goldman e a experiência das mulheres das classes trabalhadoras no Brasil Dossiê: Violência: outros olhares

    Schettini, Cristiana
  • Emma Vermelha e o espectro do "Tráfico de Mulheres" Dossiê: Violência: outros olhares

    Blanchette, Thaddeus
  • Frankenstein e o espectro do desejo Artigos

    Miskolci, Richard

    Abstract in Portuguese:

    A partir da polêmica sobre a autoria de Frankenstein (1818), ensaio uma análise que o insere em uma história cultural da subjetividade. Exemplar do gótico inicial, provável primeiro exemplar de ficção científica, o romance também faz parte de uma vertente literária que explora a experiência de ser "assombrado" por um fantasma, uma memória, um monstro. Busco reconstituir essa experiência em termos históricos e psicossociais para compreender as relações entre desejo, normas e convenções culturais na emergência da heterossexualidade compulsória.

    Abstract in English:

    Starting with the polemic about Frankenstein's (1818) authorship, I develop an analysis that includes it in a cultural history of subjectivity. The book is an example of the early gothic, probably the first book of science fiction, but it also takes part in a lineage of novels that explore the experience of being haunted by a phantom, a memory, a monster. I try to reconstitute that experience in historical and social psychological terms to comprehend the relations between desire, norms, and cultural conventions in the emergence of compulsory heterosexuality.
  • Cruzando fronteiras: prostituição e imigração Artigos

    Mayorga, Claudia

    Abstract in Portuguese:

    Neste trabalho, apresentamos uma reflexão acerca das tensões identitárias vivenciadas por mulheres brasileiras que migraram para a Espanha para exercer a prostituição a partir de uma crítica às perspectivas eurocêntricas e coloniais. Tais perspectivas, desde o surgimento dos estados nacionais, têm propiciado a invenção do outro, naturalizando relações desiguais de raça, etnia, gênero, nacionalidade. Apresentamos aqui como brasileiras, imigrantes e prostitutas, vivenciam as heterodesignações como outras, enfocando possíveis interpelações às hierarquias sociais a partir de sua condição de imigrantes na Europa e prostitutas. Para tanto, faremos uma análise da crise que os estados-nacionais europeus têm vivido e que tem como consequência o acirramento de práticas xenófobas e racistas. Apresentaremos também a análise de entrevistas em profundidade realizadas com prostitutas imigrantes brasileiras em Madri, Espanha.

    Abstract in English:

    This work presents a reflection about the identity tensions experienced by Brazilian women who migrated to Spain to practice prostitution from a critical perspective on Eurocentric and colonial logics. Such prospects, since the emergence of national states, have brought the invention of other, naturalizing unequal relations of race, ethnicity, gender, nationality. We will see how Brazilian immigrants and prostitutes live heterodesignations as the other focusing on possible questions to social hierarchies from their status as immigrants and prostitutes in Europe. For this, we will review the crisis that the European national states have experienced and which as a consequence has been worsening xenophobic and racist practices. We also present the analysis of interviews conducted with Brazilian immigrant prostitutes in Madrid, Spain.
  • Quem chegar por último é mulher do padre: as Cartas de Perdão de concubinas de padres na baixa Idade Média portuguesa Artigos

    Silva, Edlene Oliveira

    Abstract in Portuguese:

    Na sociedade medieval portuguesa, a prática do concubinato clerical representou uma ameaça ao celibato e ao casamento religioso, instituições fundamentais para o projeto de ordenamento social defendido pela Igreja e pela monarquia. Nos séculos XIV e XV, as leis civis definiram o concubinato clerical como um crime. No entanto, havia a possibilidade de absolvição ou diminuição da pena por meio das Cartas de Perdão, importante instrumento jurídico para compreender as representações de gênero que mediaram o olhar da justiça, forjando a imagem das concubinas como pecadoras e criminosas.

    Abstract in English:

    In the medieval Portuguese society, the practice of clerical concubinage represented a threat to celibacy and religious marriages. These were fundamental institutions to the social ordination project defended by the Church and the monarchy. In the fourteenth and fifteenth centuries the civil laws defined clerical concubinage as crime. However, there was the possibility of acquittal or sentence reduction by means of Letters of Pardon, an important legal tool to understand the gender representations that have mediated the eye of justice, forging the image of concubines as sinners and criminals.
  • Gênero, infância e relações de poder: interrogações epistemológicas Artigos

    Marchi, Rita de Cássia

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo relaciona as posições periféricas da mulher e da criança no campo científico e as atuais dificuldades epistemológicas colocadas à emancipação da infância como categoria sociológica conceitualmente autônoma. Essas dificuldades são similares às resistências com que se depararam, tempos atrás, os "estudos feministas" para estabelecer o gênero como uma nova categoria de análise. A infância é uma construção social atravessada pelas relações assimétricas de poder e ação entre as gerações na sociedade e, no campo científico, pela perspectiva adultocêntrica e predominantemente masculina (androcêntrica) do conhecimento.

    Abstract in English:

    This article relates the peripheral positions of woman and child in the scientific field and the current epistemological difficulties towards the emancipation of childhood as a conceptually autonomous sociological category. These difficulties are similar to the resistance encountered some years ago by "feminist studies" to establish gender as a new category of analysis. Childhood is a phenomenon permeated, in the social field, by asymmetric relations of power and action between generations and, in the scientific field, by the adult-focused and predominantly masculine (androcentric) perspective of knowledge.
  • A nova família e a ordem jurídica Artigos

    Moraes, Maria Lygia Quartim de

    Abstract in Portuguese:

    O livro A Família em Desordem, da historiadora e psicanalista Elizabeth Roudinesco, constitui uma das mais positivas contribuições para o estudo das famílias no mundo contemporâneo. A tese da autora é de que não obstante todas as "desordens", que vão da perda do poder paterno aos casais homossexuais, a instituição familiar vem sobrevivendo mais bem do que mal. Segundo ela, a família é atualmente reivindicada como o "único valor seguro ao qual ninguém quer renunciar", independentemente da idade, sexo, orientações sexuais ou classe social. Esse anseio pela família leva com que os rearranjos, frutos da "família em desordem" demandem por novos direitos que alteram os pressupostos tradicionais sobre o tema.

    Abstract in English:

    The Family in Disorder, written by historian and psychoanalyst Elizabeth Roudinesco, is one of the most positive contributions to the study of the families in the contemporary world. The author's thesis is that despite all the "disorder", ranging from the loss of paternal power and homosexual couples, the institution of the family is surviving. According to her, the family is being claimed as the "single value insurance to which nobody wants to renounce", regardless of age, sex, sexual orientation or social class. This yearning for the family brings with it rearrangements, resultant of the "family in disorder", and new rights that challenge the traditional assumptions about the theme.
  • À flor da pedra: Formas tumulares e processos sociais nos cemitérios brasileiros Resenhas

    Sáez, Oscar Calavia
  • Trabalho e relações sociais de sexo: uma aventura coletiva com Danièle Kergoat Resenhas

    Santos, Naira Pinheiro dos
  • Projetos profissionais e/ou maternidade: críticas a um dilema/sofrimento feminino (ainda) contemporâneo Resenhas

    Tatagiba, Ana Paula
Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu Universidade Estadual de Campinas, PAGU Cidade Universitária "Zeferino Vaz", Rua Cora Coralina, 100, 13083-896, Campinas - São Paulo - Brasil, Tel.: (55 19) 3521 7873, (55 19) 3521 1704 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: cadpagu@unicamp.br