Rodriguésia, Volume: 67, Issue: 1, Published: 2016
  • Non-arboreal vascular flora of an Atlantic Forest area in Sao Paulo, Brazil Artigos Originais

    Saka, Mariana Naomi; Lombardi, Julio Antonio

    Abstract in Portuguese:

    A Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Paiol Maria possui 76 ha de Floresta Ombrófila Densa Montana e está localizada no município de São Lourenço da Serra, São Paulo, Brasil, pertencente ao Corredor de Biodiversidade da Serra do Mar. Objetivando elaborar uma listagem florística das espécies vasculares não arbóreas ocorrentes na RPPN, foram realizadas coletas durante o período de junho de 2010 a setembro de 2011. Foram inventariadas 330 espécies, distribuídas em 84 famílias e 223 gêneros. Das espécies amostradas, quatro são consideradas ameaçadas no Estado de São Paulo. A análise de similaridade entre as espécies epífitas ocorrentes na RPPN e outras quatro áreas de Floresta Ombrófila Densa Montana localizadas na Serra do Mar reafirma a importância de fragmentos em regeneração secundária para o conhecimento e conservação da biodiversidade da Floresta Atlântica.

    Abstract in English:

    The private owned conservation area of RPPN Paiol Maria includes 76 ha of montane forest located at the municipality of São Lourenço da Serra, São Paulo State, belongs to the biodiversity corridor of the Serra do Mar, and is located at the northern part of Ribeira valley. This study was carried out during the period of June 2010 to September 2011 and our aim was to elaborate a checklist of the non-arboreal species occurring in the RPPN. A total of 330 species, distributed in 84 families and 223 genera were collected. Four species recorded for this work appears in the red list for the state of São Paulo. A similarity analysis between the epiphytes found in the RPPN and other four areas of montane forest reassert the important role of secondary forest fragments to the knowledge and conservation of the Atlantic Forest biodiversity.
  • Presumed domatia are actually extrafloral nectaries on leaves of Anacardium humile (Anacardiaceae) Original Papers

    Lacchia, Ana Paula Stechhahn; Tölke, Elisabeth Emilia Augusta Dantas; Demarco, Diego; Carmello-Guerreiro, Sandra Maria

    Abstract in Portuguese:

    Supostas domácias foliares de Anacardium humile (Anacardiaceae) são na realidade nectários extraflorais - Anacardium humile , uma espécie do cerrado brasileiro, está associada a formigas forrageadoras, o que leva à descrição da estrutura presente em suas folhas como domácias. No entanto, as formigas coletam a secreção das folhas, um fenômeno que inspirou este estudo, que visa justamente elucidar esta estrutura. Por esta razão, foi realizada uma análise da distribuição, micromorfologia, anatomia e histoquímica das supostas domácias. Elas estão localizadas nas axilas das nervuras foliares de maior calibre e são compostas por tricomas glandulares. Os tricomas exsudam glicose, portanto, são descritos aqui como nectários extraflorais (NEFs). Os tricomas nectaríferos estão localizados no mesmo nível que as células da epiderme em folhas jovens, enquanto, nas folhas maduras, foram encontradas nas depressões da lâmina foliar. A atividade secretora nos NEFs é limitada a fases juvenis, degenerando em folhas maduras. Carboidratos e substâncias lipofílicas foram detectados na secreção produzida. Pode-se concluir que a presença de formigas forrageando folhas para coleta nos NEFs indica uma interação mutualística, com a planta fornecendo recursos para as formigas em troca de proteção contra herbivoria, uma vez que as mesmas estão presentes em folhas ainda em desenvolvimento.

    Abstract in English:

    Presumed domatia are actually extrafloral nectaries on leaves ofAnacardium humile (Anacardiaceae), a species from the Brazilian savannah, is associated with foraging ants, which leads to the description of the structure of its leaves as domatia. However, the ants collect secretions on the leaves, a phenomenon that inspired us to elucidate this structure. To this end, we conducted an analysis of the distribution, micromorphology, anatomy and histochemistry of these supposed domatia. They are located in the axil of thicker leaf veins and are composed of glandular trichomes which exude glucose; they are, therefore, described here as extrafloral nectaries (EFNs). The nectariferous trichomes are located at the same level as the other epidermal cells on young leaves, while in mature leaves they were found in depressions of the leaf blade. The secretory activity of EFNs is limited to juvenile phases, becoming degenerated in mature leaves. Carbohydrates and lipophilic compounds were detected in the produced secretion. It can be concluded that the presence of ants foraging leaves to collect from EFNs indicates a mutualistic interaction, with the plant providing a sugar resource to the ants in return for protection against herbivory since they are present in developing leaves.
  • Leaf anatomy of Passiflora subgenus Decaloba (Passifloraceae): taxonomic implications Artigos Originais

    Farias, Vanessa de; Maranho, Leila Teresinha; Mushner, Valeria Cunha; Soffiatti, Patricia

    Abstract in Portuguese:

    Passifloraceae possui 17 gêneros e cerca de 750 espécies. O gênero Passiflora , possui aproximadamente 525 espécies, distribuídas nas regiões tropicais do Novo Mundo, Ásia e Austrália, e está subdividido em quatro subgêneros: Astrophea, Decaloba, Passiflora e Deidamioides. Este trabalho teve por objetivo verificar a ocorrência de caracteres diagnósticos e fornecer subsídios para a taxonomia do grupo. Para tanto, foram analisadas oito espécies: Passiflora capsularis, Passiflora misera, Passiflora morifolia, Passiflora organensis, Passiflora pohlii, Passiflora suberosa, Passiflora tricuspis e Passiflora vespertilio . Foram estudados de três a seis indivíduos de cada espécie, obtidos a partir das coleções herborizadas dos herbários do Departamento de Botânica da UFPR (UPCB) e do Museu Botânico Municipal (MBM), ambos em Curitiba-PR. Para o estudo anatômico, as amostras foliares foram submetidas ao processo de reidratação e, posteriormente, incluidas em historesina seguindo técnicas usuais utilizadas em anatomia vegetal. Alguns caracteres se destacaram com valor taxonômico e com potencial uso em estudos filogenéticos, como a presença de papilas epidérmicas, cutícula ornamentada e sistema vascular em arco. Os resultados indicam que estudos mais detalhados sobre a estrutura das papilas epidérmicas e dos tipos de tricomas tectores trarão mais informações para o entendimento das relações em Decaloba e os outros subgenêros.

    Abstract in English:

    Passifloraceae comprises 17 genera and approximately 750 species. The genus Passiflora has about 525 species distributed in tropical regions of the New World, Asia and Australia. Passiflora is subdivided in four subgenera: Astrophea, Decaloba, Passiflora , Deidamioides. The goal of this work is to verify the utility of selected anatomical features as diagnose or taxonomical characters. Three to six individuals of eight species of Passiflora , subgenus Decaloba were used: Passiflora capsularis, Passiflora misera, Passiflora morifolia, Passiflora organensis, Passiflora pohlii, Passiflora suberosa, Passiflora tricuspis and Passiflora vespertilio . Samples were obtained from Herbarium collections of the Herbarium of the Departamento de Botânica da Universidade Federal do Paraná (UPCB) and Museu Botânico Municipal (MBM), Curitiba-PR. For the anatomical study, leaf samples were embedded in Historesin following usual anatomical procedures. Some features can be highlighted as taxonomic useful, and of potential use in phylogenetic studies, such as ornamented cuticle, presence of epidermal papillae and the shape of central vascular system. Results have indicated that detailed studies of papillae structure and types of trichomes might bring additional relevant information for the better understanding of the relations within Decaloba and other subgenera.
  • Tree species used by fishermen for building handmade rafts, Environmental Protection Area of Costa Itacaré-Serra Grande, Bahia, Brazil Artigos Originais

    Andrade, Isis Leite Medeiros Mascarenhas; Lucena, Emerson Antônio Rocha Melo de; Chiapetti, Jorge; Pereira, Renata Camargo Asprino; Mielke, Marcelo Schramm

    Abstract in Portuguese:

    Os jangadeiros são populações de pescadores artesanais das orlas marítimas que vivem no litoral nordeste brasileiro. O litoral sul da Bahia é uma das poucas regiões do litoral brasileiro onde a cultura viva da pesca com a jangada tradicional ainda persiste. O presente estudo teve como objetivo realizar o levantamento das espécies arbóreas utilizadas para a construção de jangadas tradicionais na região sul da Bahia, investigando as possíveis origens desse conhecimento mantido pelos pescadores artesanais. O levantamento foi realizado no distrito de Serra Grande, Uruçuca, Bahia, entre abril e maio de 2013, através de 13 entrevistas semi-estruturadas. Os resultados foram analisados de forma qualitativa. Um total de 13 espécies foram citadas. As espécies mais citadas foram Apeiba tibourbou (Malvaceae) e Albizia polycephala (Fabaceae). A continuidade do conhecimento acerca da pesca artesanal com jangadas vem sendo comprometida devido à dificuldade em extrair a matéria-prima. Foi detectada a introdução de um novo componente nas jangadas tradicionais, o motor, entre quatro a sete anos atrás. Os resultados obtidos nesse estudo demonstram a importância da relação da comunidade estudada com o meio em que vivem e das espécies utilizadas na confecção das jangadas, mantendo viva uma cultura que praticamente desapareceu em outras regiões. No entanto, são necessárias medidas urgentes para que essa cultura não desapareça em função de mudanças de hábitos e de dificuldades legais e logísticas para a obtenção de matéria-prima.

    Abstract in English:

    The "jangadeiros" are populations of artisanal fishermen of coastlines living in the northeastern Brazilian coast. Currently, it appears that only in some regions such as the southern coast of Bahia, the living culture of fishing with handmade rafts still persists. The present study aimed to survey tree species used for building handmade rafts in southern Bahia, investigating the possible sources of this knowledge kept by artisanal fishermen. The survey was conducted in the district of Serra Grande, Uruçuca, Bahia, between April and May 2013, through 13 semi-structured interviews. The results were analyzed qualitatively. A total of 13 species were cited. The most cited species are Apeiba tibourbou (Malvaceae) and Albizia polycephala (Fabaceae). The continuity of knowledge of artisanal fishing has been compromised due to the difficulty in extracting the raw material. A new component was introduced in traditional rafts, the engine, between four and seven years ago. The results of this study demonstrate the importance of the relationship of the community and the environment in which they live and the species used in the making of rafts, keeping alive a culture that disappeared in other regions. However, urgent actions are needed so that the culture does not disappear due to changes in habits and legal and logistical difficulties in obtaining raw materials.
  • Revision and panbiogeographic analysis of Hymenophyllaceae from meridional Yungas from Argentina (Tucumano-Boliviana Rainforest) Artigos Originais

    Arana, Marcelo D.; Larsen, Cristian; Ponce, M. Mónica

    Abstract in Spanish:

    Hymenophyllaceae constituye uno de los linajes más tempranamente divergente dentro de los helechos, habitan lugares hiperhúmedos y su aparición se ha datado en el cretácico temprano, previa a la ruptura de Gondwana; estas características determinan que sean especialmente útiles para establecer patrones biogeográficos. En este trabajo se discuten la diversidad de la familia Hymenophyllaceae en las Yungas meridionales y sus vinculaciones biogeográficas, mediante un análisis panbiogeográfico. Se han encontrado nueve especies, comprendidas en cuatro géneros: Crepidomanes, Didymoglossum, Hymenophyllum y Polyphlebium; Crepidomanes pyxidiferum constituye una novedad florística a nivel genérico para Argentina. Se brindan una clave para todos los géneros de Hymenophyllaceae presentes en Argentina, así como claves entre todas las especies presentes en las Yungas, que además son descriptas e ilustradas.

    Abstract in English:

    Hymenophyllaceae represents a very ancient lineage of ferns that inhabit hyperhumid places and appeared in the Early Cretaceous, prior to the breakup of Gondwana; these features make Hymenophyllaceae especially useful to establish biogeographic patterns. The diversity of Hymenophyllaceae in meridional Yungas and their biogeographical relationships, employing a panbiogeographic analysis, are discussed. Nine species in four genera: Crepidomanes, Didymoglossum, Hymenophyllum and Polyphlebium were found; Crepidomanes pyxidiferum constitutes a novelty of generic level for Argentina. A key to all genera of Hymenophyllaceae present in Argentina are provided as well as keys for all species inhabiting the Yungas, which are also described and illustrated. The generalized track shows close relationships among the Argentine Yungas with the North Andes and the Parana dominion, overcoming the arid barrier represented by the Chacoan dominion. Furthermore, the South American Transition Zone constitutes a current barrier between the neotropical and the south-andean Hymenophyllaceae pteridofloras.
  • Nephrolepis (Lomariopsidaceae - Polypodiopsida) in the Brazilian Amazon Artigos Originais

    Maciel, Sebastião

    Abstract in Portuguese:

    As espécies de Nephrolepis , segundo especialistas, são consideradas confusas do ponto de vista taxonômico, principalmente quanto aos caracteres morfológicos usados para definir os táxons restritos ao continente americano. No total, o gênero apresenta 19 espécies em regiões tropicais, das quais sete são nativas da América. No Brasil, o gênero está representado por nove espécies. O presente trabalho tem como objetivo o levantamento das espécies do gênero Nephrolepis na Amazônia brasileira e são apresentados chave de identificação, comentários, ilustrações e dados indicando seus ambientes preferenciais. Neste estudo, a ocorrência das espécies foi registrada a partir de coletas nos Estados do Acre, Pará e Mato Grosso. Foram analisados espécimes depositados nos Herbários BHCB, HB, HBRA, HPZ, IAN, INPA, MG, MIRR, R, RB, SP, SPF e UFRR, além de consulta ao herbário virtual NY. Na Amazônia brasileira o gênero está representado por sete espécies: Nephrolepis biserrata , N. brownii , N. cordifolia , N. pectinata , N. pendula , N. rivularis e N. undulata . Elas ocorrem nos diversos ambientes amazônicos e a forma de vida predominante é epífita, seguida pela rupícola e terrícola. Caracteres morfológicos como escamas da base do pecíolo, caule e raque e a forma do indúsio são importantes para a distinção das espécies no gênero.

    Abstract in English:

    The species of Nephrolepis , according to experts, are considered confusing taxonomic point of view, especially regarding the morphological characters used to define the taxa restricted to the American continent. In total, the genus has 19 species in tropical regions, of which seven are native to America. In Brazil the genus is represented by nine species. This paper aims a survey of the Nephrolepis in the Brazilian Amazon and identification key, comments, illustrations, and data indicating their preferred environments are presented. In this study, the occurrence of species was surveyed through collecting expeditions in state of Acre, Pará and Mato Grosso. The specimens deposited in the herbaria BHCB, HB, HBRA, HPZ, IAN, INPA, MG, MIRR, R, RB, SP, SPF, UFRR were analyzed and NY through the virtual Herbarium. In the Brazilian Amazon the genus is represented by seven species: Nephrolepis biserrata , N. brownii , N. cordifolia. pectinata , N. pendula , N. rivularis and N. undulata . They occur in several Amazonian environments and the predominant life form is epiphyte, following by rupicolous and terrestrial. Morphological characters like the scales of the petiole base, rhizome and rachis plus the indusia shape are important for distinguishing species in the genus.
  • Tree species of Papilionoideae (Leguminosae) in northwest of São Paulo state, Brazil Artigos Originais

    Martins, Milena Ventrichi; Cavassan, Osmar; Tozzi, Ana Maria Goulart de Azevedo; Koch, Ingrid

    Abstract in Portuguese:

    Neste estudo foram coletados os indivíduos arbóreos e arbustivos da subfamília Papilionoideae na região noroeste do estado de São Paulo, Sudeste do Brasil. A área possui a vegetação mais fragmentada do Estado e é ainda pouco conhecida quanto à composição da flora. Foram registradas 19 espécies arbóreas de Papilionoideae reunidas em 11 gêneros e três tribos. As tribos mais representativas foram Sophoreae, com Bowdichia, Leptolobium, Myroxylon, Ormosia e Sweetia, e Dalbergieae com Andira, Centrolobium, Machaerium e Platypodium, enquanto Dipterygeae foi representada por Dipteryx e Pterodon. O gênero com maior número de espécies foi Machaerium, com oito, seguido por Leptolobium, com duas. Os demais gêneros foram representados por uma espécie cada. Os dados de distribuição das espécies apontam para uma flora regional composta por espécies com ampla distribuição no domínio Cerrado, do Brasil central, e espécies que ocorrem prioritariamente no domínio de Mata Atlântica, no Brasil oriental. Chaves para identificação, descrições e ilustrações dos táxons encontrados são apresentadas.

    Abstract in English:

    In this study, we collected woody plants of Papilionoideae, Leguminosae, in the northwest region of São Paulo state, southeastern Brazil. The study area has one of the most fragmented vegetation within the context of the region, and it is still poorly known about the flora. Nineteen species were recorded in eleven genera and three tribes. The most representative tribes were Sophoreae, with the genus Bowdichia, Leptolobium, Myroxylon, Sweetia and Ormosia; tribe Dalbergieae, with Andira, Centrolobium, Machaerium and Platypodium, and tribe Dipterygeae represented by Dipteryx and Pterodon. Machaerium presented the highest number of species, with eight, followed by Leptolobium, with two species. The other genera were represented by one species each. The species distribution data showed that the regional flora consists of species with wide distribution in the Cerrado, in central Brazil, and species that occur primarily in the Atlantic forest in eastern Brazil. Keys, descriptions and illustrations of the taxa found are displayed.
  • Fabaceae at National Forest (FLONA) of Assú, potiguar semiarid, Brazilian northeastern Louise Artigos Originais

    Amorim, Louise Duarte Matias de; Sousa, Leandro de Oliveira Furtado de; Oliveira, Francisco Fabio Mesquita; Camacho, Ramiro Gustavo Valera; Melo, José Iranildo Miranda de

    Abstract in Portuguese:

    Fabaceae é a família mais diversa na flora do Brasil, inclusive na Caatinga, principal região natural do nordeste brasileiro. Este trabalho consiste no estudo taxonômico da família Fabaceae na Floresta Nacional (FLONA) de Assú, município de Assú, estado do Rio Grande do Norte, Brasil. Foram registradas 37 espécies distribuídas em 22 gêneros e 3 subfamílias: Caesalpinioideae (07 spp.), Mimosoideae (11 spp.) e Papilionoideae (19 spp.), das quais: Poincianella bracteosa, Mimosa camporum, Mimosa sensitiva, Galactia jussiaeana, Stylosanthes humilis e Vigna peduncularis representam novos registros para a flora do Estado. São apresentadas chaves para a separação das espécies, comentários sobre a taxonomia, dados de distribuição geográfica, floração e frutificação, além de ilustrações para as espécies.

    Abstract in English:

    Fabaceae is the most diverse family in the flora of Brazil, including the Caatinga vegetation, the main natural region of the Brazilian Northeastern. This work consists in a taxonomic study of the family Fabaceae at the National Forest (FLONA) of Assú, Assú municipality, Rio Grande do Norte State, Brazil. Thirty seven species in twenty two genera and three subfamilies were recorded: Caesalpinioideae (07 spp.), Mimosoideae (11 spp.) and Papilionoideae (19 spp.), which Poincianella bracteosa, Mimosa camporum, Mimosa sensitiva, Galactia jussiaeana, Stylosanthes humilis and Vigna peduncularis representing new occurrences to the flora of the state. Keys for identification of its species, comments on the taxonomy, geographical distribution and flowering and fructification data, as well as illustrations for the species are presented.
  • Asteraceae from the Municipality of Mucugê, Bahia, Brazil Artigos Originais

    Roque, Nádia; Oliveira, Edlaine C. de; Moura, Lúcia; Quaresma, Aline S.; Ogasawara, Helen A.; Alves, Maria; Santana, Fernanda A.; Heiden, Gustavo; Caires, Taiara A.; Bastos, Nayara G.; Lima, Geraldo M.; Bautista, Hortensia P.

    Abstract in Portuguese:

    Levantamentos florísticos de Asteraceae na Cadeia do Espinhaço têm confirmado uma significante riqueza de espécies e de endemismos dessa família para as vegetações campestres. O presente trabalho tem como objetivo realizar um inventário florístico de Asteraceae no município de Mucugê, Bahia, oferecendo subsídios para o reconhecimento da família na região. As coletas têm sido realizadas na região há pelo menos uma década e meia cobrindo grande parte da área do Município. Foram estudados também os materiais provenientes dos herbários ALCB, CEPEC, HRB, HUEFS, MBM, NYBG, RB, SP, SPF e UB. A família Asteraceae está representada em Mucugê por 18 tribos, 78 gêneros e 167 espécies. As tribos com maior número de espécies são Eupatorieae (49 spp.), Vernonieae (46 spp.), Astereae (18 spp.) e Heliantheae (11 spp.). Dos gêneros registrados, cinco são monoespecíficos (Pseudostifftia, Platypodanthera, Bahianthus, Conocliniopsis e Prolobus) e cinco são endêmicos da Bahia (Pseudostifftia, Stylotrichium, Lasiolaena e Semiria). Dentre os gêneros com maior riqueza, destacam-se Baccharis (17 spp.), Lychnophora (11 spp.), Mikania (10 spp.), Lepidaploa e Lessingianthus (7 spp.) cada. São apresentadas chaves de identificação para as tribos, gêneros e espécies, comentários taxonômicos e distribuição geográfica para cada táxon, além de ilustrações e fotos.

    Abstract in English:

    Floristic surveys of the Asteraceae in the Espinhaço Range have showed a significant species richness and endemisms in this family for the grassland vegetation. Thus, this study aims to survey the floristic inventory of the Asteraceae in the municipality of Mucugê, Bahia, providing subsidies for an updated taxonomic recognition of the family in the region. Field collections have been conducted for at least a decade and a half covering much of the area. We also analyzed the material from the herbaria ALCB, CEPEC, HRB, HUEFS, MBM, NYBG, RB, SP, SPF and UB. Asteraceae is represented in Mucugê by 18 tribes, 78 genera and 167 species. The tribes with the greatest number of species are Eupatorieae (49 spp.), Vernonieae (46 spp.), Astereae (18 spp.) and Heliantheae (11 spp.). Five of the genera are monospecific (Pseudostifftia, Platypodanthera, Bahianthus, Conocliniopsis e Prolobus) and five are endemic to Bahia (Pseudostifftia, Stylotrichium, Lasiolaena and Semiria). The genera with highest number of species are Baccharis (17 spp.), Lychnophora (11 spp.), Mikania (10 spp.), Lepidaploa and Lessingianthus (7 spp.) each. Identification keys to the tribes, genera and species, followed by taxonomic comments and geographic distribution for each taxon, and illustrations and images are presented.
  • The family Myrtaceae at National Forest of Ipanema, São Paulo, Brazil Artigos Originais

    Silva, Alan Teixeira da; Mazine, Fiorella Fernanda

    Abstract in Portuguese:

    Com aproximadamente 1.000 espécies e 23 gêneros ocorrentes no Brasil, Myrtaceae é uma das famílias mais representativas em levantamentos florísticos, principalmente em áreas de Cerrado e Mata Atlântica. A Floresta Nacional de Ipanema é ocupada predominantemente por Mata Atlântica e pequenas áreas de Cerrado. O objetivo deste trabalho foi contribuir para o conhecimento da família Myrtaceae na Floresta Nacional de Ipanema. Para isso foram realizadas coletas no período de setembro de 2012 a março de 2013 e consultadas as coleções dos seguintes herbários: SORO, ESA, IAC, SP, SPSF, UEC. Todo material coletado foi depositado na coleção do SORO. Após análise dos dados foram identificadas 23 espécies de Myrtaceae distribuídas em 6 gêneros:Eugenia (10 espécies), Myrcia (quatro espécies), Psidium (quatro espécies), Campomanesia (três espécies), Calyptranthes e Plinia (uma espécie cada gênero). Foram preparadas descrições, ilustrações e chaves analíticas de identificação das espécies.

    Abstract in English:

    With about 1.000 species and 23 genera occurring in Brazil, Myrtaceae is one of the most important families in floristic surveys, mainly in Cerrado and Atlantic Forest areas. The National Forest of Ipanema is occupied mostly by Atlantic Forest and small areas of Cerrado. The main objective of this work is to improve the knowledge of Myrtaceae in the National Forest of Ipanema. For this, field trips were made between September 2012 and March 2013 and the collections of the following herbaria were analyzed: SORO, ESA, IAC, SP, SPSF, UEC. All the collected specimens were deposited in SORO collection. After data analysis 23 species of Myrtaceae and 6 genera were found: Eugenia (10 species), Myrcia (four species), Psidium (four species), Campomanesia (three species), Calyptranthes (one species) and Plinia (one species). Descriptions, illustrations and keys of identification of the species were prepared.
  • Ericaceae of the Serra Negra, Minas Gerais, Brazil Artigos Originais

    Cabral, Andressa; Romão, Gerson O.; Roman, Sabrina A.; Neto, Luiz Menini

    Abstract in Portuguese:

    A Serra Negra é um fragmento do Complexo da Mantiqueira, localizado entre os municípios de Lima Duarte, Santa Bárbara do Monte Verde, Rio Preto e Olaria, com altitudes variando entre 800 e 1700m. A vegetação apresenta um mosaico composto por florestas e ambientes campestres, destacando-se o campo rupestre por toda a amplitude altimétrica. Um amplo estudo florístico foi realizado entre os anos de 2003 e 2014, e os espécimes coletados foram depositados no Herbário Leopoldo Krieger (CESJ), da Universidade Federal de Juiz de Fora. O objetivo do presente estudo foi realizar um inventário florístico e taxonômico para a família Ericaceae da Serra Negra. Foram registradas oito espécies pertencentes a três gêneros, sendo Agarista e Gaylussacia os mais ricos, com quatro e três espécies respectivamente, e Gaultheria representado por apenas uma espécie. São apresentadas chaves de identificação, descrições das espécies, ilustrações de caracteres diagnósticos e comentários de distribuição geográfica, ecológicos e taxonômicos.

    Abstract in English:

    Serra Negra is a fragment of the Mantiqueira Range located among Lima Duarte, Santa Bárbara do Monte Verde, Rio Preto and Olaria, with altitudes between 800 and 1700 m. The vegetation is represented by a mosaic of forests and field environments, of which the "campo rupestre" must be highlighted, due to its occurrence in the whole altitudinal range in the area. A wide floristic study was conducted between the years 2003 and 2014 and the collected specimens were deposited in the Herbarium Leopoldo Krieger (CESJ), of the Universidade Federal de Juiz de Fora. The aim of the present study was to conduct a floristic and taxonomic inventory to the family Ericaceae of the Serra Negra. It were recorded eight species belonging to three genera, of which Gaylussacia and Agarista were the richest, with four and three species, respectively, and Gaultheria represented by just one species. Identification keys, descriptions, illustrations of diagnostic characters, and comments of geographic distribution, ecological and taxonomic are provided.
  • Dorstenia (Moraceae) from Mantiqueira ridge, Brazil Artigos Originais

    Santos, Alessandra dos; José, Patricia Aparecida de São; Vianna Filho, Marcelo Dias Machado; Romaniuc Neto, Sergio

    Abstract in Portuguese:

    A Serra da Mantiqueira é uma formação montanhosa que ocupa importante área do Sudeste brasileiro. Entre as famílias ricas em espécies na composição da flora da Mantiqueira está Moraceae, sendo que Dorstenia se destaca como o segundo gênero mais representativo em número de espécies, depois de Ficus. Neste trabalho são apresentadas descrições, observações sobre fenologia e distribuição geográfica, comentários e ilustrações das espécies nativas de Dorstenia (Moraceae). Após o levantamento bibliográfico e análise do material coletado e de herbário foi possível reconhecer 14 espécies nativas, sendo, duas novas espécies que foram descritas durante a realização deste estudo.

    Abstract in English:

    Mantiqueira Ridge is a chain of mountains that represents an important area of Brazilian southeastern. Moraceae is among the richest families on species's diversity of Mantiqueira's flora, being that Dorstenia stands out as the second genus more representative in number of species, after of Ficus. This paper presents descriptions, observations on phenology and geographic distribution, comments and illustrations of native species of Dorstenia (Moraceae). After reviewing the bibliography and analyzing the collected material and botanical collections, 14 native species were found within Mantiqueira Ridge, among them, two new species described during this study.
  • Winteraceae in the state of Rio Grande do Sul, Brazil Artigos Originais

    Hertzog, Anelise; Pellegrini, Marco Octávio de Oliveira; Santos-Silva, Fernanda

    Abstract in Portuguese:

    Winteraceae apresenta cinco gêneros, dos quais apenas Drimysocorre na região neotropical. A taxonomia das espécies ocorrentes no Brasil ainda é controversa e dependendo do autor, são aceitas de uma a três espécies. O presente trabalho apresenta o estudo taxonômico de Winteraceae no Rio Grande do Sul, e visa esclarecer acerca das espécies da família no estado. Foram feitas revisões de herbários nacionais e internacionais, além de coletas em diversos pontos do estado para o levantamento de dados para o tratamento taxonômico e a análise morfométrica (ANOVA). Com base nas análises morfométricas, dados fenológicos e morfológicos, aceitamos a ocorrência de duas espécies no Rio Grande do Sul: Drimys angustifolia e D. brasiliensis. É fornecida uma chave de identificação, descrições, comentários, fenologia e ilustrações de ambos os táxons.

    Abstract in English:

    Winteraceae presents five genera, of which only Drimys occurring in the Neotropics. The taxonomy of the Brazilian species is still controversial, and depending on the author, one to three species is accepted. This paper presents the taxonomic study of Winteraceae in the state of Rio Grande do Sul, and aims to elucidate the Winteraceae species for the region. Revision of national and international herbaria, and collections in several places of the state were made in order to gather data for the taxonomic treatment and the morphometrics analysis (ANOVA). Based on the morphometric analyses, phenological and morphological data, two species are accepted for Rio Grande do Sul:Drimys angustifolia and D. brasiliensis.We provide an identification key, descriptions, commentaries, phenology and illustrations for both taxa.
  • Flora of Usina São José, Igarassu, Pernambuco: Zingiberales Artigos Originais

    Luna, Naédja Kaliére Marques de; Pessoa, Edlley; Alves, Marccus

    Abstract in Portuguese:

    Zingiberales está representada na flora brasileira por cerca de 300 espécies, ocorrendo na região Nordeste aproximadamente 100 espécies. O conhecimento sobre a ordem na Floresta Atlântica do estado de Pernambuco é incipiente, tendo esse estudo o objetivo de inventariar e caracterizar morfologicamente as espécies das Zingiberales da Usina São José, localizada em Igarassu. As coletas foram realizadas em oito expedições (entre Novembro de 2013 a Dezembro de 2014), além de visitas aos herbários HST, IPA, PEUFR e UFP. Na área de estudo foram encontradas uma espécie de Costaceae, três de Heliconiaceae, e sete de Marantaceae. Heliconia episcopalis eMarantasubterranea são citadas como novos registros para o estado. São apresentadas chave de identificação, descrições, comentários e ilustrações.

    Abstract in English:

    Zingiberales is represented in the Brazilian flora by almost 300 species, of which about 100 occur in the Northeast Region of the country. Zingiberales is poorly known in the Atlantic Forest of the state of Pernambuco and this study provides a taxonomic survey of the species found in the forest fragments of Usina São José, Igarassu. The field work was carried out in eight expeditions (from November 2013 to December 2014), as well as visits to herbaria: HST, IPA, PEUFR and UFP. In the studied area were found one species of Costaceae, three of Heliconiaceae and seven of Marantaceae. Heliconia episcopalisand Marantasubterranea are new records to the state. Identification key, descriptions, comments and illustrations are presented.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br