• Partição de nicho por grupos funcionais de espécies arbóreas em uma floresta subtropical Artigos Originais

    Souza, Karine; Higuchi, Pedro; Silva, Ana Carolina da; Schimalski, Marcos Benedito; Loebens, Rodineli; Buzzi, Fernando; Souza, Chayane Cristina de; Rodrigues, Luiz Carlos; Walter, Felipe Fornara; Missio, Francieli de Fátima; Rosa, Angélica Dalla

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente estudo teve como objetivo investigar a variação de atributos funcionais de espécies arbóreas ao longo de diferentes posições topográficas, em uma floresta subtropical na região do Alto Uruguai, em Santa Catarina. Para as 20 espécies mais abundantes na área amostrada, foram determinados densidade básica da madeira (WD), altura potencial (Hmax), área foliar (LA), área foliar específica (SLA), regime de renovação foliar, guildas de regeneração e de dispersão. A estrutura funcional foi avaliada por meio dos valores dos atributos funcionais por parcela, ponderados para a comunidade (CWM). A partir de um Modelo Digital do Terreno na resolução de 1 m, foram extraídas para cada parcela a elevação, a declividade e curvatura. Os dados foram analisados por meio de correlações lineares, Análise de Coordenadas Principais (PCoA), Análises de Componente Principais (PCA) e modelo linear simples. Os resultados demonstraram correlações significativas e negativas entre Hmax x LA e Hmax x SLA. O gradiente topográfico influenciou de forma significativa a estrutura funcional do componente arbóreo. Conclui-se que a ocupação de diferentes posições no gradiente topográfico e ao longo do perfil vertical da floresta se deve ao fato das espécies apresentarem diferentes estratégias ecológicas.

    Abstract in English:

    Abstract This study aimed to investigate functional attributes of tree species along different topographic position, in a forest located in Upper Uruguay region, in Santa Catarina. The wood density (WD), potential height (Hmax), leaf area (LA), specific leaf area (SLA), leaves renovation regime, regeneration and dispersal guilds were determined for the 20 most abundant species in the sampled area. The functional structure was evaluated through a community weight matrix (CWM) of traits values for each sampling unit. Mean values of elevation, declivity and curvature were extracted for each sampling unit, from a Terrain Digital Model in a resolution of 1 m. The data was analyzed through linear correlations, Principal Coordinates Analysis (PCoA), Principal Components Analysis (PCA) and linear simple model. The results indicated significant and negative correlation between Hmax x LA and Hmax x SLA. The topographic gradient significantly influenced the functional structure of tree component. It is concluded that the occupation of different positions along the topographic gradient and the forest vertical profile by tree species were mediated by different ecological strategies.
  • Influence of Aulonemia aristulata (Bambuseae) overabundance on the transient seed bank of an Atlantic Forest fragment Artigos Originais

    Vinha, Daniella; Alves, Luciana Ferreira; Zaidan, Lilian Beatriz Penteado; Grombone-Guaratini, Maria Tereza

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo avaliou a estrutura e composição de espécies no banco de sementes transitório em duas áreas de mata atlântica do Parque Estadual Fontes do Ipiranga: uma área onde o bambu nativo Aulonemia aristulata é superabundante e outra área sem bambus, ambas localizadas em um fragmento de floresta secundária do Domínio da Mata Atlântica. Nossa hipótese foi a de que o banco de sementes transitório da área onde o bambu é superabundante possui menor número de sementes e diminuição da riqueza de espécies comparada á área sem bambu. Se confirmada a hipótese, sugerimos que isso deve limitar o processo de regeneração florestal por meio do banco de sementes transitório, o que deve contribuir para a perpetuação do bambu e para a manutenção do estado de distúrbio. Coletamos, em cada área, 45 amostras de serapilheira e separamos, quantificamos e identificamos as sementes no menor nível taxonômico possível. Na área de superabundância de bambu encontramos menor riqueza de espécies e maior proporção de espécies exclusivas. Entretanto, não encontramos diferenças na abundância de sementes no banco transitório entre as duas áreas. Nossos resultados mostraram que a distribuição espacial de sementes na área onde o bambu é superabundante foi mais limitada que na área sem bambu uma vez que cerca de 50% das amostras coletadas na área com bambu não apresentaram nenhuma semente. Não foi possível comprovar se a redução na riqueza de espécies foi consequência da menor densidade de espécies arbóreas na área ou efeito da superabundância de bambus. A diminuição da riqueza de espécies e a limitação espacial no banco de sementes transitório encontrada na área onde o bambu é dominante sugerem a diminuição da contribuição desta via de regeneração da vegetação.

    Abstract in English:

    Abstract The aim of our study was to evaluate the community structure and species composition of seeds present in the transient seed bank in two areas of Atlantic forest fragment in São Paulo: an area where the bamboo is overabundant and another without bamboos, both located in a secondary forest fragment. Our hypothesis is that bamboo overabundance influences the availability and species diversity of seeds in the transient soil seed bank, what, in turn, can influence the potential for natural forest recovery. We collected 45 samples of litter in each site and sorted, quantified and identified seeds to the most precise taxonomic levels. We found lower species richness and higher proportion of exclusive species in the area where bamboo is overabundant, but there was no difference in the abundance of seeds in the transient seed bank between areas. Our results show that seed distribution in the bamboo overabundant area was more limited than in control area because 50% of collected samples did not present any seeds. It was not possible to conclude whether the reduction on species richness of the transient seed bank was a result of the lower density of tree species or just a side effect of the overabundance of bamboo. The decrease in species richness and seed dispersal limitation in transient seed bank found in bamboo overabundant area suggest the decreased contribution of this pathway regeneration of vegetation.
  • Floral polymorphism and its implications for sexual systems: the Solanum melongena (Solanaceae) case Artigos Originais

    Zambon, Vivian; Agostini, Kayna

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O sucesso reprodutivo das plantas pode estar relacionado a diversos fatores. Dessa forma, o presente trabalho teve como objetivo analisar os diferentes morfos florais apresentados por Solanum melongena (híbrido Nápoli) no contexto da biologia reprodutiva e da polinização. O estudo foi realizado em Estiva Gerbi, São Paulo. Os dados de morfometria floral foram coletados com auxílio de paquímetro manual e estereomicroscópio. Para determinar o sistema reprodutivo, verificou-se a formação de tubos polínicos em diferentes horários após a polinização manual ser efetuada. Realizou-se a caracterização dos visitantes florais através de observações de campo e calculou-se a frequência dos mesmos. Constatou-se diferença significativa entre o tamanho das corolas e dos estiletes dos diferentes morfos, não diferindo entre si apenas as anteras. Quanto aos sistemas reprodutivo e sexual, detectou-se que S. melongena é uma espécie xenógama facultativa, assim como apresenta o fenômeno da andromonoicia, no qual as flores de estilete curto apresentam apenas a função masculina funcional. Conclui-se para S. melongena que ambos os morfos contribuem para seu sucesso reprodutivo, assim como a ação dos polinizadores, pois embora apresente certo grau de autocompatibilidade, a autopolinização não mostrou-se suficiente para uma efetiva fecundação de seus óvulos como quando na ocorrência da polinização cruzada.

    Abstract in English:

    Abstract The reproductive success of plants may be related to several factors. Thus, this study aimed to analyze the different floral morphs presented by Solanum melongena in the context of reproductive biology and pollination. The study was conducted in Estiva Gerbi, São Paulo. Data on floral morphometry were collected with the aid of a manual caliper and stereomicroscope. To determine the reproductive system, the formation of pollen tubes at different times after manual pollination was observed. The characterization of floral visitors was conducted through field observations, and the frequency of their visits was calculated. There was a significant difference in size between the corollas and styles from different morphs, while only the anthers did not differ significantly. Regarding the sexual and reproductive systems, it was found that S. melongena is a facultative xenogamous species, and presents the andromonoecy phenomenon in which short-styled flowers are only functionally male. The conclusions were that, for S. melongena (hybrid Napoli), both of its floral morphs, as well as the action of its pollinators, contribute to the reproductive success of this species, as, even though it has a certain degree of self-compatibility, self-pollination was not sufficient for a fertilization of ovules as efficient as the one in cross-pollination.
  • Stipular buds in a natural population of Danaea nodosa (Marattiaceae) in gallery forest from Brazilian Savanna Original Papers

    Lehn, Carlos Rodrigo; Lopes, Frederico Santos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A ocorrência de brotos estipulares em Marattiaceae tem sido observada por diferentes autores, geralmente sob condições de cultivo. Neste estudo, é descrito o desenvolvimento de brotos estipulares em uma população de Danaea nodosa localizada em uma Mata de Galeria no Cerrado brasileiro. De junho de 2006 a julho de 2007, 40 indivíduos foram monitorados e 13 destes apresentaram brotos estipulares. A formação dos brotos estipulares foi observada em agosto e setembro de 2006, período correspondente ao final da estação seca. Em dois destes indivíduos, os brotos estipulares evoluíram para esporófitos jovens. Uma visita adicional realizada em abril de 2008 revelou que estas plântulas continuaram a produzir novas frondes. Este estudo fornece uma importante informação sobre a estratégia de propagação vegetativa da espécie em condições naturais, o que pode orientar novas pesquisas com propósitos conservacionistas para samambaias nativas.

    Abstract in English:

    Abstract The occurrence of stipular buds is commonly observed in Marattiaceae under controlled conditions. In this study, is described the development of stipular buds in a population of Danaea nodosa located into a gallery forest of the Brazilian savanna. From June 2006 to July 2007 40 individuals were monitored and 13 of them presented stipular buds. The formation of stipular buds was observed in August and September 2006, a time corresponding to the end of the dry season. In only two individuals, the stipular buds evolved to ramets. An additional survey conducted in April 2008, revealed that the ramets continued to product new leaves. This study provides an important information about the reproductive strategy of the species under natural conditions, which can guide future researches with conservationist purposes to native ferns.
  • The odd roots of Campylocentrum (Angraeciinae-Orchidaceae): an anatomical study of its morphologically variable roots Original Papers

    Pessoa, Edlley; Arruda, Emília; Pereira, Fillype Fernando da Silva Domingos; Alves, Marccus

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Embora alguns estudos anatômicos tenham sido produzidos para Angraecinae, o conhecimento sobre a anatomia do gênero Campylocentrum ainda é incipiente. O objetivo desse estudo é caracterizar anatomicamente a estrutura dos diferentes tipos de raízes do gênero. Raízes de 12 espécies foram analisadas, incluindo toda a variação morfológica do gênero (superfície granulosa e lisa). As raízes das espécies áfilas são caracterizadas pelas paredes das células do endovelame, exoderme e endoderme mais espessadas que aquelas das espécies foliosas. As espécies com folhas cilíndricas podem ser separadas em dois grupos: um constituído somente por C. poeppigii, que possui raízes com superfície granulosa produzida por numerosos pelos radiculares unicelulares; e um segundo grupo formado por seis espécies da floresta Atlântica, onde a mesma aparência granulosa das raízes é produzida por tufos de epivelame, além da presença de pelos radiculares unicelulares. As outras espécies do gênero, com folhas conduplicadas, não apresentam um padrão para agrupamento. Algumas delas, como C. serranum e C. micranthum, compartilham uma estrutura similar a das espécies áfilas, mas com paredes das células da exoderme e endoderme mais finas. Outras espécies, como C. crassirhizum e C. jamaicense, são as únicas no gênero com células da exoderme espessadas em ○.

    Abstract in English:

    Abstract Although some anatomical studies have been performed in Angraecinae, knowledge about the anatomy of the genus Campylocentrum is as yet incipient. The aim of this study is to anatomically characterize the structure of the different kinds of roots in the genus. Roots from 12 species were analyzed, including all the morphological variation in the genus (smooth and granulose surface). The leafless species are characterized by endovelamen, exodermal and endodermal cell walls thicker than in the leafy species. The species with terete leaves can be split in two groups: one constituting C. poeppigii, whose roots have a granulose surface produced by numerous unicellular, absorbent hairs; the second formed by six species from the Atlantic Forest. In this second group, the same granulose root appearance is produced by tufts of epivelamen in addition to the unicellular, absorbent root hairs. The other species in the genus, with conduplicate leaves, do not present a pattern for grouping. Some of them, such as C. serranum and C. micranthum, share a similar structure with the leafless species, but with thinner exodermal and endodermal cell walls. Other species, such as C. crassirhizum and C. jamaicense, are the only ones in the genus with ○-thickened cells in the exodermis.
  • Relationships among wood anatomy, hydraulic conductivity, density and shear parallel to the grain in the wood of 24-year-old Handroanthus vellosoi (Bignoniaceae) Original Papers

    Longui, Eduardo Luiz; Oliveira, Ivanka Rosada de; Graebner, Ryan Combs; Freitas, Miguel Luiz Menezes; Florsheim, Sandra Monteiro Borges; Garcia, José Nivaldo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Foram estudadas as relações entre anatomia da madeira, condutividade hidráulica, densidade aparente e cisalhamento paralelo à grã no tronco de árvores de Handroanthus vellosoi objetivando-se identificar os possíveis trade-offs entre a condutividade hidráulica e propriedades mecânicas. Para este estudo foram cortadas 12 árvores com 24 anos de idade, discos com 10 cm de espessura foram retirados em três alturas: base do tronco, um e dois metros de altura. Propomos que a relação entre a condutividade hidráulica e resistência mecânica encontrados ao longo do tronco H. vellosoi parece indicar um maior investimento mecânico na base do tronco em comparação com as outras duas alturas (1 e 2 metros), anatomicamente representada por vasos de menor diâmetro e fibras com paredes mais espessas. Consequentemente, um investimento em maior resistência mecânica implica em menor condutividade de água, contudo, mais estudos são necessários para determinar se este valor mais baixo em relação ao 1 e 2 metros representa um efeito significativo no transporte de água ao longo do tronco.

    Abstract in English:

    Abstract We studied the relationships among wood anatomy, hydraulic conductivity, density and shear parallel to the grain in the stem of Handroanthus vellosoi trees with the goal to identify possible trade-offs between hydraulic conductivity and mechanical properties. For this study we felled 12 trees with 24-year-old and cut 10-cm-thick disks at three heights: base of the trunk, one meter in height, and two meters in height. We propose that the relationship between hydraulic conductivity and mechanical resistance found along the H. vellosoi trunk indicates greater mechanical investment in the wood at the base of the trunk compared with the other two heights (1 and 2 meters). Anatomically, this would be represented by smaller diameter vessels and fibers with thicker walls. Consequently, strength investment implies lower water conductivity at the stem base. However, more studies are needed to determine whether this lower value with respect to 1 and 2 meters represents a significant effect on water transport along the stem.
  • Where are the Brazilian ethnobotanical studies in the Atlantic Forest and Caatinga? Original Papers

    Liporacci, Heitor S.N.; Hanazaki, Natalia; Ritter, Mara Rejane; Araújo, Elcida de Lima

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Os ecossistemas Mata Atlântica e Caatinga apesar de diferirem em termos de biodiversidade e condições geoclimáticas se assemelham pela heterogeneidade de formações vegetais que compõem as suas floras e por serem detentores de uma rica sociodiversidade. O objetivo desta pesquisa foi de mapear as pesquisas etnobotânicas realizadas nos ecossistemas Mata Atlântica e Caatinga, chamando-se atenção para as comunidades mais investigadas, as regiões mais estudadas, assim como as formações vegetais em que se concentram maior número de pesquisas. Foi efetuada uma revisão bibliográfica sobre os artigos de cunho etnobotânico realizados em áreas pertencentes ao território original dos ecossistemas Caatinga e Mata Atlântica e que abordaram o uso ou o conhecimento de recursos vegetais medicinais e alimentícios por populações locais. As regiões com as maiores concentrações de estudos (região Sudeste e Sul na Mata Atlântica e os estados de Pernambuco e Paraíba na Caatinga), refletem a presença dos grupos de pesquisas localizados nessas regiões. As pesquisas etnobotânicas estão cumprindo o seu papel ao investigar e abranger todo o território ocupado pela Mata Atlântica e Caatinga, no entanto, diante do mapeamento realizado, percebe-se determinadas regiões em ambos os ecossistemas que ainda necessitam de um maior esforço de pesquisas.

    Abstract in English:

    Abstract The Atlantic Forest and Caatinga ecosystems differ in terms of biodiversity and geoclimatic conditions but are similar in their rich socio-diversity and heterogeneity of vegetation types that comprise their floras. The objectives of this work were to map the ethnobotanical studies that have been conducted in these ecosystems and record the most investigated communities, regions, and vegetation formations related to this research. A literature review was made of ethnobotanical articles related to the use and knowledge of medicinal and food plants employed by local populations within the original territories of the Caatinga and Atlantic Forest. The areas with the highest concentrations of studies (Southeast and South regions in the Atlantic Forest and the states of Pernambuco and Paraíba in the Caatinga) reflect the presence of research groups in these regions. Until now, it was thought that ethnobotanical studies had been conducted throughout the Atlantic Forest and Caatinga; however, the results of this work show that both ecosystems contain areas that still need to be studied.
  • Madeiras históricas na carpintaria naval de canoas baleeiras da costa catarinense Artigos Originais

    Melo, João Carlos Ferreira de; Barros, Cláudia Franca

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Embarcações tradicionais são consideradas uma rica herança cultural sobre o uso dos recursos florestais, sendo os açorianos os responsáveis pela cultura de construção das canoas baleeiras no Brasil. Este estudo objetivou conhecer as madeiras utilizadas na construção de canoas baleeiras, gerando subsídios para melhor compreender as relações de uso de recursos florestais destinados à carpintaria naval tradicional em Santa Catarina. Foram estudadas cinco baleeiras pertencentes ao acervo museológico do Museu Nacional do Mar, São Francisco do Sul, Santa Catarina. A coleta das madeiras históricas foi realizada com auxílio de trado de incremento para posterior produção de lâminas histológicas e descrição anatômica. A identificação das madeiras foi realizada por comparação em coleção de referência. Foram identificados cinco táxons de madeiras usadas de forma combinada na construção dos componentes das canoas. São eles: Araucaria angustifolia (Araucariaceae), Aspidosperma sp. (Apocynaceae), Ocotea/Nectandra (Lauraceae), Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae) e Cedrela fissilis (Meliaceae). As madeiras empregadas na construção das canoas baleeiras revelaram não somente os saberes tradicionais sobre as técnicas da carpintaria naval trazida pelos açorianos, mas também, o conhecimento tecnológico sobre o uso dos recursos florestais no domínio da Floresta Atlântica associado à sua disponibilidade nos ambientes naturais em tempos passados.

    Abstract in English:

    Abstract Traditional boats are considered a rich cultural heritage on the use of forest resources, and the Azoreans responsible for culture construction of whaling boats in Brazil. This study aimed to identify the wood used in the construction of whaling boats, generating subsidies to better understand the relationship of use of forest resources for traditional naval carpentry in Santa Catarina state. Five canoes were studied belonging to the museum collection of the National Sea Museum, São Francisco do Sul, Santa Catarina. The collection of historical timber was performed with increment borer aid for subsequent production of histological slides and anatomical description. The identification of the timber was conducted by comparison reference collection. Five taxa were identified woods used in combination in the construction of the components of the canoes. They are: Araucaria angustifolia (Araucariaceae) Aspidosperma sp. (Apocynaceae), Ocotea/Nectandra (Lauraceae), Enterolobium contortisiliquum Fabaceae and Cedrela fissilis (Meliaceae). The wood used in the construction of whaling canoes revealed not only the traditional knowledge about the techniques of naval carpentry brought by the Azoreans, but also the technological knowledge on the use of forest resources in the area of ​​Atlantic Forest associated with their availability in natural environments times past.
  • A new species of Muellera (Leguminosae, Papilionoideae, Millettieae) with a revised identification key to the genus in Venezuela Original Papers

    Silva, Marcos José da; Tozzi, Ana Maria Goulart de Azevedo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Muellera fragiliflora, uma nova espécie dos estados de Bolívar e Cojedes na Venezuela, é aqui descrita e ilustrada. Informações sobre sua distribuição, status de conservação, floração e frutificação, bem como sobre suas relações morfológicas com suas espécies mais próximas, M. sanctaemarthae e M. tubicalyx, são fornecidas. Esta nova espécie se diferencia por suas flores, brácteas e bractéolas sem pontos pelúcidos glandulares, flores com pedicelo de 5-6 mm compr., bractéolas opostas e situadas no terço superior do pedicelo, bem como por ter flores frágeis e frutos túrgidos. Uma chave dicotômica é fornecida para o reconhecimento das espécies venezuelanas de Muellera.

    Abstract in English:

    Abstract Muellera fragiliflora, a new species from the states of Bolívar and Cojedes, in Venezuela, is here described and illustrated. Information on its distribution, conservation status, flowering and fruiting as well as their morphological relationships with its closest relatives, M. sanctaemarthae and M. tubicalyx, is provided. This new species is distinguished by its flowers, bracts, and bracteoles without glandular pellucid dots, flowers with pedicel 5-6 mm long, bracteoles opposite and situated on the upper third part of the pedicel, as well as in having fragile flowers and turgid fruits. A dichotomous key is provided to the recognition of the Venezuelan species of Muellera.
  • Análisis del cariotipo del híbrido natural Aloe x spinosissima y de sus parentales Aloe arborescens y Aloe humilis, mediante bandeo cromosómico C, CMA y DAPI Artigos Originais

    Ysbelia, Sánchez García; María-B, Raymúndez

    Abstract in Spanish:

    Resumen Se estudia el cariotipo de tres especies de Aloe con bandeo cromosómico C-Giemsa, CMA (Cromomicina A3) y DAPI (4'-6-diamino-2.fenildol), con la finalidad de realizar aportes en su cariomorfometría, ubicación, tamaño de bandas, y discutir evidencias citogenéticas sobre el origen híbrido reportado en A. x spinossisima. Las entidades estudiadas presentan un 2n = 2x = 14 con dos pares de NORs (regiones organizadoras del nucléolo) con satélites asociados y heterocromatina constitutiva CMA + DAPI- (zonas ricas en G-C). La cantidad de heterocromatina, expresada en % de la longitud total del cariotipo (LTC), varía entre las especies: 1,92% en A. arborescens, 1,69% en A. humilis y 1,41% en A. x spinossisima. Se observan bandas en los brazos largos de L2 y L4 de A. arborescens, en L3 y L4 de A. humilis y en A. x spinosissima en el par L4 y en uno de los complementos de L2 y uno de L3. A. x spinossisima presenta valores de la LTC haploide y cantidad de heterocromatina constitutiva, intermedios entre las especies señaladas como progenitoras. Estos resultados y la notoria heteromorfía entre los diferentes pares cromosómicos, refuerzan la hipótesis del origen de A. x spinosissima, como especie híbrida proveniente del cruce natural de A. arborescens x A. humilis.

    Abstract in English:

    Abstract The karyotype of three species of Aloe was studied with C-Giemsa, CMA (Chromomycin A3) and DAPI (4'-6-diamino-2.fenildol) chromosome banding in order to make contributions in their cariomorfometría, location, size studied bands, and discuss cytogenetic evidence of hybrid origin reported in A. x spinossisima. The entities studied have a 2n = 2x = 14 with two pairs of NORs (nucleolar organizer regions) with associated satellites and constitutive heterochromatin CMA + DAPI- (G-C rich regions). The amount of heterochromatin, expressed in % of the total length of the karyotype (LTC), varies between species: 1.92% by A. arborescens, 1.69% in A. humilis and 1.41% in A. x spinossisima. The bands are observed in the long arms of L2 and L4 of A. arborescens, in L3 and L4 of A. humilis and A. x spinosissima in the pair L4 and one of the supplements L2 and L3 one. A. x spinossisima presents values ​​of LTC haploid and amount of constitutive heterochromatin intermediate between species designated as progenitor. These results and the notorious heteromorphy between different chromosome pairs, supports the hypothesis of the origin of A. x spinosissima, as a hybrid species from the natural crossing of A. arborescens x A. humilis.
  • The genera Apuleia, Dimorphandra, Tachigali (Caesalpinioideae), Bauhinia, Schnella (Cercidoideae), Copaifera, Hymenaea e Peltogyne (Detarioideae) (Leguminosae) in the Serra Dourada State Park, Goiás, Brazil Artigos Originais

    Souza, Alessandro Oliveira de; Silva, Marcos José da; Dantas, Murilo Melo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Com o intuito de contribuir com o conhecimento das Leguminosae presentes na região Centro-Oeste do Brasil, onde trabalhos sobre a mesma são escassos, foi elaborado o levantamento taxonômico dos gêneros Apuleia, Bauhinia, Copaifera, Dimorphandra, Hymenaea, Peltogyne, Schnella e Tachigali no Parque Estadual da Serra Dourada (PESD). Foram reconhecidas 15 espécies. Bauhinia foi o gênero mais numeroso com seis espécies, seguido por Hymenaea e Tachigali com duas espécies cada. Apuleia, Copaifera, Dimorphandra, Schnella e Peltogyne mostraram-se monoespecíficos. É apresentada uma chave para identificação dos táxons, descrições com comentários sobre suas distribuições geográficas e ilustrações.

    Abstract in English:

    Abstract A taxonomic survey of the genera Apuleia, Bauhinia, Copaifera, Dimorphandra, Hymenaea, Peltogyne, Schnella and Tachigali in the Serra Dourada State Park (SDSP) was carried out in order to contribute to the knowledge of the Leguminosae present in the Central West region of Brazil, where studies on the family are scarce. Fifteen species were found. Bauhinia was the most numerous genus with six species, followed by Hymenaea and Tachigali with two species each. Apuleia, Copaifera, Dimorphandra, Schnella and Peltogyne were represented by only one species each. An identifcation key, illustration to the taxa, and comments on their geographical distribution are provided.
  • Microlicieae (Melastomataceae) no município de Mucugê, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil Artigos Originais

    Pataro, Luciano; Romero, Rosana; Roque, Nádia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente estudo fornece o tratamento taxonômico das espécies de Microlicieae para o município de Mucugê, Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. Foram catalogadas 27 espécies distribuídas nos gêneros Microlicia (24 espécies), Lavoisiera (L. harleyi e L. nervulosa) e Trembleya (T. parviflora). Com exceção de M. fasciculata, M. viminalis e T. parviflora, as demais espécies encontradas em Mucugê são endêmicas da Chapada Diamantina. Entre as espécies de Microlicia, quatro foram recentemente descritas e outras quatro ainda necessitam de estudos complementares para sua identificação. Anteras poliesporangiadas foram descritas pela primeira vez para 11 espécies de Microlicia. As espécies de Microlicieae ocupam áreas de campo rupestre em altitudes entre 900-1.500 m, em solos arenosos ou pedregosos, às vezes associadas a cursos d'água.

    Abstract in English:

    Abstract This study provides a taxonomic survey of Microlicieae tribe in the Mucugê municipality, Chapada Diamantina, Bahia, Brazil. We identified 27 species belonging to three genera: Lavoisiera (L. harleyi and L. nervulosa), Microlicia (24 species) and Trembleya parviflora. Except for Microlicia fasciculata, M. viminalis and Trembleya parviflora, the others species found in Mucugê are endemic to Chapada Diamantina, Bahia. Among the species of Microlicia, four were recently described, and four others still require further studies for its identification. Polysporangiate anthers were described for the first time for 11 species of Microlicia. The species of Microlicieae are found mainly in rocky field vegetation, between 900-1.500 m altitude, in sandy or rocky soils, sometimes associated to water streams.
  • Flora do Ceará, Brasil: Bixaceae Artigos Originais

    Ribeiro, Rayane de Tasso Moreira; Loiola, Maria Iracema Bezerra

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O estudo consistiu no levantamento florístico de Bixaceae no estado do Ceará, como parte do projeto "Flora do Ceará". Baseou-se na análise dos caracteres morfológicos de espécimes depositados nos herbários ALCB, ASE, EAC, HUEFS, HUVA, MOSS, TEPB e UFRN, bibliografias especializadas, fotos de materiais-tipo, além de coletas e observações de campo. Foram registradas três espécies em dois gêneros: Bixa (B. orellana) e Cochlospermum (C. regium e C. vitifolium). No estado, as espécies estão associadas a ambientes úmidos e secos: floresta ombrófila densa, floresta estacional semidecidual de terras baixas, savana estépica e floresta estacional decidual, inclusive em Unidades de Conservação cearenses.

    Abstract in English:

    Abstract This study consists in the floristic survey of Bixaceae in the state of Ceará, as part of the "Flora of Ceará" project. It was based on the morphological analysis of specimens deposited in herbaria ALCB, ASE, EAC, HUEFS, HUVA, MOSS, TEPB and UFRN, specialized bibliographies, images of type materials, as well as field collections and observations. Three species were recorded belonging to two genera: Bixa (B. orellana) and Cochlospermum (C. regium and C. vitifolium). In the state, the species are associated with wet and dry environments: dense ombrophyllous forest, semi-deciduous forest lowland, savanna and deciduous forest, including Conservation Units of Ceará.
  • Revisiting the flora of Macaé de Cima, Rio de Janeiro, Brazil: the genus Psidium (Myrtaceae) Artigos Originais

    Tuler, Amélia C.; Carrijo, Tatiana T.; Peixoto, Ariane L.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo As espécies de Psidium de Macaé de Cima, Rio de Janeiro, Brasil foram revisitadas após pouco mais de 20 anos da publicação do estudo de Myrtaceae para este trecho de Floresta Atlântica, a qual atualmente se constitui em uma Área de Proteção Ambiental. A identificação das espécies foi realizada com base em análise de coleções depositadas em herbário e observação dos indivíduos a campo. Os resultados incluem o tratamento taxonômico, chave de identificação, comentários e registro fotográfico das espécies. O número de espécies de Psidium na área de estudo foi ampliado de três para seis espécies, uma das quais P. ovale representando uma nova ocorrência para o estado do Rio de Janeiro. Os resultados revelaram a necessidade de estudos continuados de flora, especialmente em áreas de alta diversidade, e a sua importância para conservação das espécies e gestão de áreas protegidas.

    Abstract in English:

    Abstract Psidium species of Macaé de Cima, Rio de Janeiro, Brazil were revisited after just over 20 years since the publication of the Myrtaceae study for this area of Atlantic forest, which currently constitutes an Environmental Protection Area. The species identification was based on analysis of herbarium collections, and observation of individuals in the field. The results include the taxonomic treatment, identification key, comments and photographic record of the species. The number of species of Psidium in the study area was expanded to three for six species, one of which P. ovale represents a new record for the state of Rio de Janeiro. The results showed the need for continued studies of flora, especially in high-diversity areas, and its importance for conservation of species and protected areas management.
  • Flora do Ceará: Hydrocharitaceae e as fanerógamas marinhas: Cymodoceaceae, Ruppiaceae Artigos Originais

    Matias, Lígia Queiroz; Gonzalez, Hortência Helena e Silva; Oliveira, Willer Rocha de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo As áreas inundadas continentais e a região costeira do estado do Ceará apresentam comunidades vegetais aquáticas constituídas por Angiospermas. Espécies pertencentes às famílias Hydrocharitaceae, Cymodoceaceae e Ruppiaceae são comumente encontrados nestes ambientes, constituindo relvados marinhos ou de água doce, submersos ou emersos. Este trabalho apresenta o estudo florístico destas famílias, descrevendo representantes dos gêneros Apalanthe, Egeria, Najas, Limnobium, Halophila, Halodule e Ruppia, estes três últimos também reconhecidos pela denominação de "fanerógamas marinhas". Um total de nove táxons pertencentes à Hydrocharitaceae foram registrados para o Ceará: Apalanthe granatensis, Egeria densa, E. najas, Limnobium laevigatum, Najas arguta var. arguta, Najas arguta var. podostemon, N. conferta, N. marina e Halophila decipiens. Além destas, a ocorrência de Halodule wrightii (Cymodoceaceae ) foi registrada em toda a extensão litorânea, enquanto Ruppia maritima (Ruppiaceae) em áreas estuarinas. A maioria das espécies continentais registradas foi encontrada na região central semiárida do Estado do Ceará. Neste trabalho são apresentadas descrições, comentários taxonômicos, chaves de identificação, ilustrações e dados de distribuição geográfica das espécies.

    Abstract in English:

    Abstract The continental wetlands and the coast of Ceará State included submerged and emmersed aquatic plant communities composed of Angiosperms. Species belonging to the Hydrocharitaceae, Cymodoceaceae and Ruppiaceae families are found in these environments, comprising vegetation of intertidal zones and freshwater marshes, submerged or emersed. This work presents a floristic study of these families in Ceará and descriptions of representatives of the genera Apalanthe, Egeria, Najas, Halophila, Halodule and Ruppia. The last three are known as "marine phanerogams or seagrasses". Nine taxa of Hydrocharitaceae were recorded: Apalanthe granatensis, Egeria densa, E. najas, Limnobium laevigatum, Najas arguta var. arguta, Najas arguta var. podostemon, N. conferta, N. marina and Halophila decipiens. In addition to these, Halodule wrightii (Cymodoceaceae) populations were found throughout the coast of the State while Ruppia maritima (Ruppiaceae) had occurrence reported only in estuaries. The majority of continental species were reported in a semi-arid central region of Ceará State. Full descriptions, taxonomic observations, identification keys, illustrations and data on geographic distribution are presented.
  • Lentibulariaceae from Serra dos Pireneus, Goiás, Brazil1 Original Papers

    Coelho, Nuiawa; Gomes-Klein, Vera Lúcia; Dantas-Queiroz, Marcos Vinicius

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo apresenta um levantamento florístico das Lentibulariaceae ocorrentes na Serra dos Pireneus (SDP), estado de Goiás, Brasil. O bioma da SDP é o Cerrado, onde diferentes fitofisionomias ocorrem, incluindo campos úmidos, ambientes onde as Lentibulariaceae geralmente habitam. Coletas dos espécimes foram realizadas entre 2007 e 2010 e amostras de herbários também foram consultadas. Nove espécies foram encontradas em Lentibulariaceae: dos gêneros Genlisea (2 spp.) e Utricularia (7 spp.). Descrições, ilustrações, fotografias e chaves de identificação para estas espécies são apresentadas neste estudo.

    Abstract in English:

    Abstract This study provides a floristic survey of Lentibulariaceae occurring in Serra dos Pireneus (SDP), state of Goiás, Brazil. The phytogeographic domain in which SDP is located is the Cerrado, with different vegetation, including floodplain grasslands (campos úmidos) where Lentibulariaceae usually occur. Samples were collected from 2007 to 2010 and herbarium samples were consulted as well. We recorded nine species of Lentibulariaceae: the genera Genlisea (2 spp.) and Utricularia (7 spp.). Descriptions, illustrations, photographs and identification keys are presented in this study.
  • Loganiaceae in the state of Rio de Janeiro: Key to the genera and taxonomy of Spigelia Artigos Originais

    Manoel, Evelin Andrade; Siqueira, Carlos Eduardo de; Pellegrini, Marco Octávio de Oliveira; Guimarães, Elsie Franklin

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Loganiaceae engloba cerca de 350 espécies em 13 gêneros com distribuição pantropical. Spigelia é um dos maiores gêneros da família, com cerca de 90 espécies e distribuição neotropical. No Brasil ocorrem 54 espécies, o que torna o país o centro de diversidade do gênero. A morfologia dos frutos de Spigelia já foi anteriormente abordada, entretanto, pouca ênfase foi dada à morfologia da porção basal diferenciada do fruto, o carpoatlas. O presente trabalho apresenta a chave para os gêneros da flora fluminense, e o tratamento taxonômico de Spigelia no estado do Rio de Janeiro, dando ênfase ao carpoatlas. Nove espécies são aceitas para o estado do Rio de Janeiro, sendo S. reflexicalyx reestabelecida no presente trabalho. Estas, são descritas, ilustradas e são apresentados comentários, mapa de distribuição e chaves de identificação. Tanto os carpoatlas quanto os forames e os estigmas, mostraram-se com formas e medidas diferenciadas entre as espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Loganiaceae includes about 350 species arranged in 13 genera with pantropical distribution. Spigelia, with ca. 90 Neotropical species, is one of the most diverse genera in the family. A total of 54 species of Spigelia are known to occur in Brazil, thusmaking the country the genus' diversity center. Fruit morphology in Spigelia has been already considered, nevertheless, little attention has been given to the morphology of the basal differentiated portion of the fruit, the carpoatlas. This study presents a key to the genera and the taxonomic treatment for Spigelia in the state of Rio de Janeiro, focusing on the morphology of the carpoatlas. Nine species are accepted, with S. reflexicalyx being reestablished in the present work. All species are described, illustrated and commented, together with a distribution map and an identification key. The carpoatlas, foramen and stigma were shown to vary greatly in shape and size among the studied species.
  • Monsteroideae (Araceae) no estado do Paraná, Brasil Artigos Originais

    Pereira, Stephanie de Fatima; Temponi, Lívia Godinho

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O trabalho apresenta o tratamento taxonômico das Monsteroideae (Araceae) nativas do Brasil encontradas no estado do Paraná, com uma chave de identificação, descrições e ilustrações das espécies. As coletas foram realizadas de julho de 2013 a setembro de 2014 e os espécimes coletados foram identificados e depositados no UPCB e UNOP. Também foram analisados 61 exsicatas que se encontram distribuídas nos herbários do estado. Foram encontradas quatro espécies nativas do Brasil: Heteropsis rigidifolia, H. salicifolia, Monstera adansonii e M. praetermissa. Além dessas, foram encontradas em áreas antropizadas de Unidades de Conservação as espécies exóticas do Brasil: E. pinnatum e M. deliciosa, para as quais são apresentadas fotos ilustrativas para seu reconhecimento em campo. Com relação às espécies nativas do Brasil, M. adansonii é neotropical com distribuição em vários estados do país, enquanto Heteropsis rigidifolia, H. salicifolia e M. praetermissa são endêmicas do Brasil e apresentam distribuição restrita à Mata Atlântica. Para as duas últimas o estado do Paraná é o limite sul de distribuição geográfica. No Paraná todas as espécies nativas de Monsteroideae ocorrem exclusivamente em áreas de Floresta Ombrófila Densa.

    Abstract in English:

    Abstract The study presented in this paper is a taxonomic treatment with an identification key, descriptions and illustrations of Monsteroideae (Araceae) species, located in the Paraná state (Brazil). The specimens were collected from July 2013 to September 2014, identified and deposited at UPCB and UNOP. Sixty-One exsiccates distributed in the herbaria of the Paraná were analyzed, the study revealed that the species: H. rigidifolia, H. salicifolia, M. adansonii and M. praetermissa are native to Brazil, and the exotic E. pinnatum and M. delicious were found in disturbed areas of conservation units. They are represented in this study by illustrative photos for their recognition in the field. Furthermore, the native species M. adansonii is neotropical and distributed in several states of Brazil, while H. rigidifolia, H. salicifolia and M. praetermissa are endemic to Brazil and more restricted to the Atlantic Forest. The Paraná state is the southern limit of geographical distribution for H. salicifolia and M. praetermissa. In Paraná, all native species Monsteroideae are found exclusively in areas of Ombrophylous Dense Forest.
  • Eriocaulaceae no Parque Nacional do Itatiaia, Brasil Artigos Originais

    Freitas, Sânia Nayara dos Santos; Trovó, Marcelo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Os trabalhos florísticos em Eriocaulaceae estão concentrados na Cadeia do Espinhaço, o principal centro de diversidade da família. O presente trabalho teve como objetivo realizar o tratamento florístico de Eriocaulaceae no Parque Nacional do Itatiaia, contribuindo com o conhecimento da família na Serra da Mantiqueira, um importante centro de diversidade do grupo no Brasil. Com base em expedições de campo e análise de espécimes de herbário, foram encontrados quatro gêneros e nove espécies, das quais sete são endêmicas da Serra da Mantiqueira. Todas as espécies são terrestres e restritas às áreas mais secas das formações campestres da parte alta do parque, exceto Eriocaulon majusculum, que ocorre nos brejos de altitude. Fazem parte do manuscrito: uma chave de identificação para as espécies, além de descrições, comentários e documentação fotográfica.

    Abstract in English:

    Abstract The Eriocaulaceae floristic surveys are concentrated in the Espinhaço Range, the family main center of diversity. This manuscript aimed to survey the Eriocaulaceae from the Itatiaia National Park, increasing the knowledge of the family in the Mantiqueira Range, a relevant Eriocaulaceae center diversity in Brazil. Based on field expeditions and herbarium analysis, four genera and nine species are recorded, being seven of them endemic to the Mantiqueira Range. All species are terrestrial and restricted to the open formations of the high parts of the park, except Eriocaulon majusculum, which occurs in the high altitude swamps. The manuscript contains an identification key for the species, along with descriptions, comments, and photos.
  • Cactaceae no Parque Nacional do Itatiaia, Serra da Mantiqueira, Brasil1 Artigos Originais

    Gonzaga, Diego Rafael; Menini, Luiz; Peixoto, Ariane Luna

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apresenta-se a flora de Cactaceae no Parque Nacional do Itatiaia, Serra da Mantiqueira, Brasil. A família está representada na área por cinco gêneros e 14 espécies, listadas a seguir: Hatiora salicornioides, Lepismium houlletianum, Pereskia aculeata, Rhipsalis agudoensis, R. campos-portoana, R. elliptica, R. floccosa subsp. pulvinigera, R. juengeri, R. neves-armondii, R. pilocarpa, R. pulchra, Schlumbergera lutea subsp. lutea, S. microsphaerica e S. opuntioides. Cinco espécies estão classificadas em diferentes categorias de ameaça. Os dados apresentados demonstram que a conservação e manutenção desta Unidade de Conservação de proteção integral é de suma importância para fornecer subsídios para o conhecimento das Cactaceae para a flora do Brasil. São apresentadas chave de identificação, descrições morfológicas, ilustrações, comentários taxonômicos e ecológicos para as espécies.

    Abstract in English:

    Abstract A floristic study of Cactaceae in Parque Nacional do Itatiaia, Serra da Mantiqueira, Brazil is provided. The family is represented in the area by five genera and 14 species, listed as follows: Hatiora salicornioides, Lepismium houlletianum, Pereskia aculeata, Rhipsalis agudoensis, R. campos-portoana, R. elliptica, R. floccosa subsp. pulvinigera, R. juengeri, R. neves-armondii, R. pilocarpa, R. pulchra, Schlumbergera lutea subsp. lutea, S. microsphaerica and S. opuntioides. Five species are included in different cathegories of threaten. The data suggests that the conservation and maintenance of this environmental protected area is relevant to provide subsidies to the knowledge of Cactaceae for the flora of Brazil. Identification key, morphological descriptions, illustrations, and comments on taxonomy and ecology are provided for each species.
  • Rubiaceae no Município de Camanducaia, Serra da Mantiqueira, Minas Gerais: sinópse e chave interativa1 Artigos Originais

    Carmo, João Afonso Martins do; Simões, André Olmos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo teve como objetivos realizar o levantamento florístico da família no município de Camanducaia, Serra da Mantiqueira, extremo sul de Minas Gerais, onde extensos remanescentes de Mata Atlântica são encontrados, e elaborar uma Chave Interativa de Entradas Múltiplas (CIEM) para a identificação das espécies. O levantamento florístico foi realizado através de viagens de coleta e análise dos seguintes herbários: BHCB, ESA, HRCB, IAC, ICN, MBM, SP e UEC. Rubiaceae está representada em Camanducaia por 35 espécies, duas subespécies e duas variedades, classificadas em 17 gêneros. Borreria, Manettia e Psychotria foram os gêneros mais diversos (cinco espécies cada). Nove espécies, uma subespécie e uma variedade são endêmicas da Mata Atlântica. Duas espécies (Galianthe vaginata e Psychotria beyrichiana) são endêmicas da Serra da Mantiqueira e Serra do Mar. Psychotria beyrichiana é registrada pela primeira vez em Minas Gerais. Através da utilização da CIEM aqui proposta, a maioria dos táxons puderam ser identificados utilizando-se somente caracteres vegetativos.

    Abstract in English:

    Abstract This study aimed to conduct a floristic survey on the family in the municipality of Camanducaia, Serra da Mantiqueira, southern Minas Gerais, where extensive remnants of Atlantic forest are found, and to produce an Interactive Key of Multiple Entries (IKME) for the identification of the species. The floristic survey was based on field expeditions and the analisys of the following herbaria: BHCB, ESA, HRCB, IAC, ICN, MBM, SP and UEC. Rubiaceae is represented in Camanducaia by 35 species, two subspecies and two varieties, classified in 17 genera. Borreria, Manettia and Psychotria were the most diverse genera (five species each). Nine species, one subspecies and one variety are endemic to the Atlantic forest. Two species (Galianthe vaginata e Psychotria beyrichiana) are endemic to the Serra da Mantiqueira and Serra do Mar. Psychotria beyrichiana is recorded for the first time in Minas Gerais. The utilization of the IKME here proposed made possible the identification of most of the taxa by utilizing only vegetative characters.
  • The genus Zygostates (Orchidaceae: Oncidiinae) in the state of Paraná, Brazil Artigos Originais

    Royer, Carla Adriane; Brito, A.L.V. Toscano de; Smidt, Eric de Camargo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Zygostates consiste de ca. 26 espécies, das quais 15 ocorrem no Brasil. Através de consultas a herbários nacionais e estrangeiros, além da realização de trabalho de campo, oito espécies de Zygostates foram encontradas no Paraná: Zygostates alleniana, Z. bradei, Z. cornuta, Z. dasyrhiza, Z. lunata, Z. multiflora, Z. pellucida e Z. pustulata. O gênero é registrado para 36 dos 399 municípios paranaenses, principalmente na Floresta Ombrófila Densa e Floresta Ombrófila Mista, localizadas na Serra do Mar, Primeiro e Segundo Planaltos. De acordo com os critérios da IUCN, Z. alleniana, com ampla distribuição no estado, é a espécie de menor risco de extinção, enquanto Z. bradei, Z. pellucida e Z. multiflora, presentes somente em uma localidade, são as mais ameaçadas. Zygostates bradei encontra-se "Possivelmente Extinta" no estado; Z. pellucida e Z. multiflora foram avaliadas como "Criticamente em Perigo". São apresentados uma chave para identificação das espécies, descrições, ilustrações, lista de material examinado, dados sobre distribuição geográfica e estado de conservação dos táxons.

    Abstract in English:

    Abstract Zygostates comprises ca. 26 species of which 15 occur in Brazil. Based on fieldwork and study of Brazilian and foreign herbaria eight species of Zygostates are recognized for Paraná: Zygostates alleniana, Z. bradei, Z. cornuta, Z. dasyrhiza, Z. lunata, Z. multiflora, Z. pellucida and Z. pustulata. The genus is recorded for 36 out of 399 municipalities, mostly inhabiting areas of Floresta Ombrófila Densa and Floresta Ombrófila Mista in Serra do Mar, Primeiro and Segundo Planaltos. Zygostates alleniana has low extinction risk according to IUCN criteria since it is distributed all over the state, while Z. bradei, Z. pellucida and Z. multiflora are found in only one locality, and, thus, they are the most threatened species. Zygostates bradei is "Possibly Extinct" locally; Z. pellucida and Z. multiflora are "Critically Endangered". A key for species identification, descriptions, illustrations, list of specimens examined, distribution maps and conservation status for all taxa are herein provided.
  • Leguminosae clado mimosoide em um fragmento de floresta estacional semidecidual do sudeste do Brasil Artigos Originais

    Escobar, Nicoll Andrea Gonzalez; Silva, Edson Dias da; Tozzi, Ana Maria Goulart de Azevedo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A floresta estacional semidecidual, fitofisionomia que revestia quase todo o interior do estado de São Paulo, está representada atualmente por apenas 5% da sua cobertura original. Este trabalho consiste no levantamento dos representantes do clado mimosoide numa das últimas áreas de vegetação contínua do estado, a Serra do Japi. Foram registradas 24 espécies distribuídas em oito gêneros, dos quais os mais diversos são Mimosa (7 spp.), Inga (6 spp.), Senegalia (5 spp.) e Anadenanthera (2 spp.). As espécies de hábito arbóreo predominam no local e a maioria dos táxons compartilha o Cerrado e a Mata Atlântica como área de ocorrência, com exceção de Inga subnuda e Senegalia grandistipula, ambas endêmicas da Mata Atlântica. Seis são endêmicas do Brasil (Abarema langsdorffii, I. subnuda., I. sessilis, Leucochloron incuriale, Mimosa furfuracea, S. grandistipula), doze são novos registros para a Serra do Japi e uma é inédita para o estado (Senegalia tucumanensis). Os principais caracteres diagnósticos para a distinção dos gêneros foram os tipos de folha e fruto, presença de nectários extraflorais e número e fusão de estames, e para as espécies, presença de glândulas em locais específicos, presença de acúleos, tricomas e estípulas, e número de folíolos.

    Abstract in English:

    Abstract The semideciduous seasonal forest, physiognomy that covered almost the entire interior of the São Paulo state, is currently represented by only 5% of its original area. This paper presents a survey of mimosoid clade in one of the last areas of continuous vegetation of the state, the Serra do Japi. Twenty four species belonging to eight genera were sampled, of which Mimosa (7 spp.), Inga (6 spp.), Senegalia (5 spp.) and Anadenanthera (2 spp.) were the most diverse genera. The arboreal taxa prevail on this area. Inventoried species are well distributed in the different vegetation types of Brazil. Twelve species are new records for the Serra do Japi and one species to the state. Six species are endemic to Brazil (Abarema langsdorffii, Inga subnuda, I. sessilis, Leucochloron incuriale, Mimosa furfuracea, Senegalia grandistipula) and two only occur in the Mata Atlântica (Inga subnuda e Senegalia grandistipula).The main diagnostic characters to distinguish the genera, were the types of leaf and fruit, presence of extrafloral nectaries and number and fusion of stamens, and for the species, presence of glands in specific locations, presence of thorns, trichomes and stipules, and number of leaflets.
  • Volvariella (Pluteaceae, Basidiomycota) from Northen Argentina Original Papers

    Niveiro, Nicolás; Ramirez, Natalia Andrea; Popoff, Orlando Fabián; Albertó, Edgardo Omar

    Abstract in Spanish:

    Resumen Se describen e ilustran tres especies de Volvariella para el Norte de la Argentina: V. taylorii, conocida para las selvas de Yungas y Paranaense; V. subxerophytica, conocida exclusivamente para los bosques xerófilos de la región chaqueña y V. pusilla encontrada en las provincias del Chaco y Tucumán. Las dos primeras se caracterizan por poseer volva castaña grisácea y superficie del píleo fibrillosa mientras que la última se caracteriza por su volva blanca grisácea y superficie del píleo glabra a muy delicadamente fibrillosa. Se registra por primera vez para Argentina a V. taylorii y se amplía el área de distribución de V. subxerophytica para el sector oriental de la región chaqueña. Es importante destacar que V. subxerophytica era conocida sólo por el material tipo y mediante los nuevos ejemplares hallados fue posible mejorar la descripción original.

    Abstract in English:

    Abstract Three species of Volvariella from Northern Argentina are illustrated and described. Volvariella taylorii, known from the Yungas and the Paranaense Rain Forests; V. subxerophytica, known exclusively from the xerophytic forest from "chaqueña" region, and V. pusilla which was found in Chaco and Tucumán provinces. The two former species are characterized by having brownish-grayish volva and the fibrillose pileus, and the later by its whitish-grayish volva and the finely and delicately fibrillose surface of the pileus. Volvariella taylorii is recorded for the first time from Argentina and the area of distribution of V. subxerophytica is expanded towards the oriental area of the "chaqueña" region. It is important to mention that V. subxerophytica was only known by the type material and that in this work the original description is improved with data obtained from new specimens.
  • Amended description and conservation status of Stigmaphyllon carautae (Malpighiaceae) Original Papers

    Almeida, Rafael Felipe de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apresento novos dados sobre o Stigmaphyllon carautae (Malpighiaceae), endêmico da Floresta Atlântica, incluindo uma descrição morfológica emendada descrevendo seus frutos e sementes pela primeira vez. Adicionalmente, apresento a primeira análise de seu status de conservação.

    Abstract in English:

    Abstract I present new data on the Atlantic Forest endemic Stigmaphyllon carautae (Malpighiaceae), including an amended morphological description describing fruits and seeds for the first time. Additionally, I present the first analysis of its conservation status.
  • Heteropsis reticulata (Araceae): description complements and new record for the Mato Grosso state, Brazil Artigos Originais

    Rocha, Lilien Cristhiane Ferneda; Engels, Mathias Erich

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Durante o resgate de Flora da usina Hidrelétrica Colíder foi coletado material de Heteropsis reticulata em todas as suas fases fenológicas, possibilitando ampliar o conhecimento desta espécie, até o momento apenas conhecida pelo material tipo herborizado. Este corresponde a um novo registro de distribuição geográfica para a região Centro Oeste, no estado do Mato Grosso.

    Abstract in English:

    Abstract During the flora rescue of Hydroelectric Power Plant of Colíder, material of Heteropsis reticulata was collected in all phenological phases, it allow us to increase knowledge of this species, until now it was known just by the type herborized material. This is also a new record of geographical distribution to Central-West region in the Mato Grosso state.
  • New records of geographic distribution in Sobralia (Orchidaceae: Epidendroideae) for the Central-West region of Brazil Artigos Originais

    Engels, Mathias Erich; Rocha, Lilien Cristhiane Ferneda

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente trabalho apresenta os novos registros de Sobralia bletiae e S. macrophylla para o estado do Mato Grosso. São apresentadas as descrições, comentários taxonômicos e ecológicos, e uma prancha fotográfica das espécies estudadas.

    Abstract in English:

    Abstract This paper presents new records of Sobralia bletiae and S. macrophylla in the Mato Grosso state. Descriptions, taxonomic and ecological commentaries, and a photo board of the studied species are presented.
  • Contribution to the knowledge of Byttneria section Vahihara (Malvaceae) from Pará state, Brazil Artigos Originais

    Ribeiro, Rayssa Costa da Silva; Fernandes-Júnior, Aluisio José; Koch, Ana Kelly; Ilkiu-Borges, Anna Luiza

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Byttneria catalpifolia subsp. catalpifolia é apresentada como um novo registro e Byttneria fulva como uma redescoberta para o estado do Pará, ambas com base em coleções provenientes da região da Volta Grande do rio Xingu. Descrições morfológicas, dados de distribuição geográfica e ilustrações das espécies são fornecidos, e são discutidas as afinidades taxonômicas das duas espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Byttneria catalpifolia subsp. catalpifolia is presented as a new record and the rediscovery of Byttneria fulva for the Pará state, based on collections from the region of the Volta Grande of Xingu river. Morphological descriptions, geographic distribution data and illustrations are presente, and taxonomic relationships of the two species are discussed.
  • New records of Pouteria macrocarpa (Sapotaceae) from the Brazilian Atlantic forest Original Papers

    Mônico, Arnaldo Zanetti; Silva, Lucas de Almeida; Dutra, Valquíria Ferreira; Freitas, Joelcio; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este é primeiro registro baseado em vouchers de Pouteria macrocarpa para a Mata Atlântica e informações sobre novas áreas de ocorrência da espécie são disponibilizadas. Além disso, são apresentadas uma breve descrição taxonômica, uma chave de identificação de espécies morfologicamente afins e informações fenológicas e das coleções botânicas. De acordo com a Lista Vermelha da IUCN e do Livro Vermelho da Flora Brasileira, a espécie é considerada Vulnerável (VU), no entanto, após re-análise dos dados aqui apresentados, P. macrocarpa deve ser recategorizada como Em Perigo (EN).

    Abstract in English:

    Abstract We present the first voucher-based record of Pouteria macrocarpa for Brazilian Atlantic forest and extend the occurrence area of it. Besides, a brief taxonomic description, an identification key for lignified-fruits Pouteria species, and information about phenology and herbarium records are provided. According to the IUCN Red List and the Red Book of the Brazilian Flora, the species is considered Vulnerable (VU). However, facing the new available data, we believe it should be reassessed as Endangered (EN).
  • A Sessão de Nomenclatura em Shenzhen (China) e as principais modificações no Código Internacional de Nomenclatura para Algas, Fungos e Plantas Nota Científica

    Prado, Jefferson; Hirai, Regina Y.; Shimizu, Gustavo H.; Cantuária, Patrick C.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Nesta nota científica estão sendo apresentadas e discutidas as principais modificações que serão introduzidas no Código de Shenzhen, que deverá ser publicado em 2018, aprovadas durante a Sessão de Nomenclatura do XIX Congresso Internacional de Botânica realizado na China, em julho de 2017. Dentre as modificações mais importantes destacam-se: a inclusão de uma Nota que esclarece lectotipificações inadvertidas, foi aprovado o conceito de registro de novos nomes de algas e plantas, a criação de um capítulo específico para as regras restritas aos fungos, modificações na Divisão III do Código com a inclusão dos procedimentos adotados durante a Sessão de Nomenclatura, inclusão do Apêndice I (Artigos que tratam de nomes de organismos híbridos) no corpo do Código, dentre outras.

    Abstract in English:

    Abstract In this short communication are being presented and discussed the main changes that will be implemented in the Shenzhen Code, that will be published in 2018, approved during the Nomenclature Section of the XIX International Botanical Congress held in China, in July 2017. Among the most important modifications are the inclusion of a Note that clarifies inadvertent lectotypifications, it was approved the concept of registration of new names of algae and plants, the creation of a specific chapter for the rules restricted to fungi, modifications in Division III of the Code with the inclusion of procedures adopted during the Nomenclature Section, inclusion of the Appendix I (Articles dealing with names of hybrid organisms) in the body of the Code, among others.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br