CoDAS, Volume: 28, Issue: 1, Published: 2016
  • Editorial Editorial

    Navas, Ana Luiza; Silva, Roberta Gonçalves da
  • Peripheral facial palsy: muscle activity in different onset times Artigo Original

    Wenceslau, Lais Garcia Capel; Sassi, Fernanda Chiarion; Magnani, Dicarla Motta; Andrade, Claudia Regina Furquim De

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo : Avaliar, por meio da eletromiografia de superfície (EMGs), a atividade dos músculos risório e zigomático, durante a produção do sorriso voluntário, comparando os dados em dois grupos de indivíduos com tempos diferentes de início da paralisia facial periférica (PFP). Métodos : 140 adultos distribuídos em três grupos: G1 (35 indivíduos com início da PFP entre 0 e 3 meses); G2 (35 indivíduos com início da PFP entre 3 e 6 meses); GC (70 controles saudáveis). Todos os participantes foram submetidos à avaliação que consistiu na aplicação de uma escala clínica para avaliação da mímica facial e na realização da EMGs em região de músculos risório e zigomático. Resultados: Os resultados indicaram que os grupos com paralisia facial, independentemente do tempo de início da doença, se diferenciaram significativamente do grupo de indivíduos saudáveis quanto à atividade muscular captada durante o repouso e no sorriso voluntário para ambas as regiões musculares testadas. Os grupos com paralisia facial não se diferenciaram significativamente quando considerada a ativação muscular para nenhuma das avaliações realizadas. O grupo com maior tempo de paralisia facial apresentou ativação muscular mais assimétrica durante o sorriso voluntário quando comparado aos demais grupos. A assimetria muscular foi mais evidente considerando o funcionamento do músculo risório. Conclusão: Os resultados da EMGs não evidenciaram diferenças entre os grupos de acordo com o tempo de início da doença.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose : To assess, through surface electromyography (sEMG), the activity of the risorius and zygomaticus muscles, during the production of voluntary smiles and to compare these data between two groups of individuals with different onset times of peripheral facial palsy (PFP). Methods : A total of 140 adults were divided into three groups: G1 (35 individuals with PFP onset time between 0 and 3 months); G2 (35 individuals with PFP onset time between 3 and 6 months); CG (control group) (70 healthy controls). All of the participants were submitted to the following assessments: clinical protocol for the assessment of facial mimic and sEMG of the risorius and zygomaticus muscles. Results: The results suggest that the groups of individuals with PFP differed from the control group considering muscle activity during rest and during the production of voluntary smiles, regardless of the onset time of the disease. The groups with PFP did not differ between themselves in any of the tested situations. The group with PFP with longer onset time presented greater muscle activation asymmetry during the production of the voluntary smiles when compared to the other two groups. Muscle asymmetry was more evident when considering the results for the risorius muscle. Conclusion : The results of the sEMG do not distinguish the groups when considering PFP onset times.
  • Multimedia material about velopharynx and primary palatoplasty for orientation of caregivers of children with cleft lip and palate Artigo Original

    Costa, Tarcila Lima da; Souza, Olivia Mesquita Vieira de; Carneiro, Homero Aferri; Chiquito Netto, Cristianne; Pegoraro-Krook, Maria Inês; Dutka, Jeniffer De Cássia Rillo

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: O objetivo deste trabalho é apresentar e discutir a elaboração e a avaliação de material multimídia, destinado à orientação dos cuidadores de bebês com fissura labiopalatina, mais especificamente orientação sobre a velofaringe, palatoplastia primária e fala com relação às fissuras labiopalatinas. Métodos: A elaboração do material envolveu interdisciplinarmente as áreas de Fonoaudiologia, Odontologia e Arte. Permeados por princípios da arte-educação, houve definição e execução dos seguintes aspectos: caracterização do público alvo, caracterização do conteúdo, identificação e elaboração de ilustrações didáticas, caracterização da abordagem educacional, elaboração do texto/narração, definição da sequência audiovisual e conversão em vídeo. A avaliação do material foi conduzida com a participação de 41 cuidadores de pacientes com fissura labiopalatina e envolveu a comparação dos conhecimentos dos participantes por meio de um roteiro avaliativo, aplicado antes e depois da apresentação do material. Resultados : Ocorreu aumento para as respostas corretas referentes ao papel da velofaringe e a importância da palatoplastia primária na fala. Conclusão: O material multimídia mostrou-se efetivo na otimização dos conhecimentos dos cuidadores, sugerindo a relevância de seu papel em momentos de orientação.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose: The objective of this study was to describe the process of elaboration and evaluation of multimedia material for caregivers about velopharynx, speech, and primary palatoplasty in babies with cleft lip and palate. Methods: The elaboration of the material involved an interdisciplinary relationship between the fields of Speech Language Pathology and Audiology, Dentistry and Arts. The definition and execution of the following activities were based on the principles of art education involving the following: characterization of audience, characterization of content, identification and elaboration of illustrations, characterization of educational approach, elaboration of text and narratives, definition of audiovisual sequence, and video preparation. The material was evaluated with the participation of 41 caregivers of patients with cleft lip and palate involving the comparison between acquired knowledge using an evaluation script applied before and after presenting the material. Results: An increase was observed in correct responses regarding the role of velopharynx and the importance of primary palatoplasty for speech. Conclusions: The multimedia was effective in optimizing the knowledge of caregivers, suggesting the importance of such material during orientation.
  • Signs and symptoms of temporomandibular disorders in women and men Artigo Original

    Ferreira, Claudia Lúcia Pimenta; Silva, Marco Antônio Moreira Rodrigues da; Felício, Cláudia Maria de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Introdução: Mulheres são mais susceptíveis às desordens temporomandibulares (DTM), contudo, estudos que tenham comparado os gêneros em amostras brasileiras são raros. Objetivo: Analisar a proporção de homens e mulheres, bem como a associação entre o gênero e as variáveis idade, duração do problema e sintomas de DTM em pacientes admitidos para tratamento em uma clínica universitária. Métodos: Foram coletados e analisados dados de entrevista e avaliação de mil protocolos de pacientes com diagnóstico de DTM, divididos em 2 grupos, masculino (n=177) e feminino (n=823). Foi realizada a análise exploratória a partir de tabelas de contingência e teste do χ2. Posteriormente, foi utilizado o modelo de regressão logística e calculadas as odds ratio brutas (OR) referentes às comparações avaliadas. Resultados: Na amostra prevaleceu o gênero feminino e as médias de idade e de duração da DTM foram semelhantes entre os grupos, predominando a faixa etária de adultos jovens (19 a 40 anos). Os valores de OR evidenciaram associação entre o gênero feminino e os sinais/sintomas dor na articulação temporomandibular (ATM), dor nos músculos faciais, pescoço e ombros, cefaleia, fadiga nos músculos mastigatórios, sintoma otológico e disfonia, tendo sido a chance das mulheres os apresentassem duas vezes maior do que os homens. Conclusão: Na amostra de pacientes brasileiros com DTM foi maior o número de mulheres e essas apresentaram maior prevalência de sintomas dolorosos, seguidos pelos otológicos e queixas de disfonia. A prevalência de ruído articular foi semelhante nos grupos estudados.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Introduction: Women are more likely to present temporomandibular disorders (TMD); however, studies comparing genders in Brazilian samples are rare. Purpose: To analyze the proportion of men and women, as well as the association between gender and age, problem duration, and TMD symptoms in patients admitted to an university clinic for treatment. Methods: Interview and assessment data of protocols from 1,000 patients diagnosed with TMD were collected and analyzed and then divided into two groups, male (n = 177) and female (n = 823). The exploratory analysis was based on contingency tables and χ2 test was carried out. Subsequently, the logistic regression model was used and the odds ratios (OR) concerning the evaluated comparisons were calculated. Results: Females were more prevalent in the sample, and mean ages and TMD duration were similar between the groups, with higher occurrence in young adults (19 to 40 years old). The OR values showed an association between the female gender and the signs/symptoms of pain in the temporomandibular joint, pain in the facial muscles, neck and shoulders, headache, fatigue in the muscles of mastication, otologic symptoms, and dysphonia. Women had two times higher chances of presenting these symptoms than men. Conclusion: In the sample of Brazilian patients with TMD, the number of women who presented a higher prevalence of painful symptoms was greater, followed by otologic symptoms and complaints of dysphonia. The prevalence of joint noise was similar in both studied groups.
  • Speech perception in users of hearing aid with auditory neuropathy spectrum disorder Artigo Original

    Fernandes, Nayara Freitas; Yamaguti, Elisabete Honda; Morettin, Marina; Costa, Orozimbo Alves

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Analisar a percepção de fala em crianças portadoras de deficiência auditiva pré-lingual com desordem do espectro da neuropatia auditiva (DENA) usuárias de aparelho de amplificação sonora individual (AASI) bilateral. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo e exploratório realizado no Centro de Pesquisas Audiológicas da Sessão de Implante Coclear do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/USP). Foram avaliadas 4 crianças com idade variando entre 8 anos e 3 meses e 12 anos e 2 meses. Foram utilizados: listas de palavras monossílabas, dissílabas, palavras sem sentido e sentenças, Escala de Integração Auditiva Significativa para Crianças Pequenas (IT-MAIS) e Questionário de Avaliação da Linguagem Oral (MUSS), categorias de linguagem e audição. Todas as listas foram aplicadas em cabine acústica, à viva-voz, em campo livre, no silêncio. Resultados: Os resultados apresentaram média de 69,5% para a lista de palavras monossílabas, 87,75% para a lista de palavras dissílabas, 89,92% para a lista de sílabas sem sentido e 92,5% para a lista de sentenças. Conclusão: O processo terapêutico aplicado, que incluiu o uso do AASI bilateral, foi extremamente satisfatório, uma vez que possibilitou o desenvolvimento máximo das habilidades auditivas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose: To analyze speech perception in children with pre-lingual hearing loss with auditory neuropathy spectrum disorder users of bilateral hearing aid. Methods: This is a descriptive and exploratory study carried out at the Research Center Audiological (HRAC/USP). The study included four children aged between 8 years and 3 months and 12 years and 2 months. Lists of monosyllabic words, two syllables, nonsense words and sentences, the Infant Toddler-Meaningful Auditory Integration Scale (IT-MAIS) and the Meaningful Use of Speech Scale (MUSS), hearing, and language categories were used. All lists were applied in acoustic booth, with speakers, in free field, in silence. Results: The results showed an average 69.5% for the list of monosyllabic words, 87.75% for the list of two-syllable words, 89.92% for the list of nonsense syllables, and 92.5% for the list of sentences. Conclusion: The therapeutic process that includes the use of bilateral hearing aid was extremely satisfactory, since it allowed the maximum development of auditory skills.
  • Auditory training program in subjects with tinnitus Artigo Original

    Tugumia, Daniele; Samelli, Alessandra Giannella; Matas, Carla Gentile; Magliaro, Fernanda Cristina Leite; Rabelo, Camila Maia

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O zumbido pode ser definido como a percepção consciente de um som, sem a presença de estimulação acústica externa. Considerando o prejuízo causado pelo zumbido e a falta de tratamentos definitivos, fica evidente a necessidade de alternativas para reabilitação de pessoas com zumbido. A hipótese é que o treinamento auditivo pode causar uma reorganização plástica desse sistema, promovendo uma melhora do sintoma. Objetivo: Verificar o efeito de um programa de treinamento auditivo em portadores de zumbido na percepção desse sintoma. Métodos: Participaram 12 indivíduos portadores de zumbido, divididos em dois grupos: Grupo Estudo (GE) e Grupo Controle (GC). Todos os indivíduos realizaram: audiometria; avaliação eletrofisiológica; acufenometria; aplicação do Tinnitus Handicap Inventory (THI) e avaliação do processamento auditivo (GIN - Gaps In Noise , Teste de Padrão de Frequência e Fala com Ruído). Após a avaliação, foram iniciados os treinamentos e o GE foi submetido ao treinamento auditivo formal enquanto o GC ao treinamento visual. Resultados: Na caracterização dos grupos não foram observadas diferenças estatisticamente significantes para as variáveis: idade, pitch e loudness do zumbido, nem para os limiares auditivos na audiometria convencional e altas frequências. Na comparação entre os grupos, pré e pós-treinamento, dos testes eletrofisiológicos, comportamentais e THI não houve diferenças estatisticamente significantes entre eles para nenhuma das avaliações realizadas. Conclusão: Achados não mostraram diferenças estatisticamente significantes entre os grupos na comparação entre pré e pós-treinamento (auditivo ou visual), tanto para os achados eletrofisiológicos quanto para a avaliação comportamental do processamento auditivo e para o THI, embora diferenças pontuais na análise individual tenham ocorrido.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Tinnitus may be defined as the conscious perception of sound or noise, without the presence of external acoustic stimulation. Given the damage caused by tinnitus and the lack of effective treatment, alternatives are necessary to rehabilitate subjects with tinnitus. There is an assumption that auditory training (AT) could lead to a plastic reorganization of this system, thus promoting an improvement of the symptom. Objective: To verify the effect of an AT program in subjects with tinnitus in the perception of this symptom. Methods: Twelve subjects with tinnitus were included in the study and divided into two groups: Study Group (SG) and Control Group (CG). All of them underwent audiometric and electrophysiological assessments; acuphenometry; Tinnitus Handicap Inventory and auditory processing assessment (GIN - Gaps in Noise, Frequency Pattern Test and Speech-in-Noise). Afterward, trainings began and the SG was submitted to the formal AT, and the CG to the visual training. Results: In the characterization of the groups, no statistically significant difference was found for the variables such as age, pitch, and loudness of tinnitus, or for hearing thresholds in conventional audiometry and high frequencies. Comparisons were performed between the groups, before and after the trainings, regarding electrophysiological, behavioral, and Tinnitus Handicap Inventory tests, and no statistically significant differences were found between them for any of the evaluations. Conclusion: Findings showed no statistically significant differences between groups in the comparison between the moments pre- and post-trainings (auditory or visual), nor for the electrophysiological findings or behavioral assessment of the auditory processing and for the Tinnitus Handicap Inventory, although some specific differences in the individual analysis have occurred.
  • Ocular and cervical vestibular evoked myogenic potential simultaneous in normal individuals Artigo Original

    Silva, Tatiana Rocha; Resende, Luciana Macedo de; Santos, Marco Aurélio Rocha

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Caracterizar o registro e analisar os resultados do potencial evocado miogênico vestibular cervical e ocular combinado em indivíduos sem queixas auditivas e vestibulares. Métodos: Participaram da pesquisa 30 indivíduos sem queixa auditiva e com audição dentro dos padrões de normalidade. A coleta de dados foi realizada por meio do potencial evocado miogênico vestibular cervical e ocular registrados simultaneamente. Resultados: Houve diferença entre as orelhas direita e esquerda para a amplitude das ondas P13 e N23 do potencial evocado miogênico vestibular cervical e para a latência da onda N10 do potencial evocado miogênico vestibular ocular. No gênero feminino não houve diferença entre as orelhas direita e esquerda para a amplitude das ondas P13, N23, N10, P15, interamplitude no potencial evocado miogênico vestibular cervical e interamplitude no potencial evocado miogênico vestibular ocular e para a latência das ondas P13, N23, N10 e P15. No gênero masculino houve diferença entre as orelhas direita e esquerda para a amplitude da onda P13. Conclusão: Os resultados do potencial evocado miogênico vestibular cervical e ocular combinado foram consistentes, uma vez que as respostas geradas pelos potenciais evocados miogênicos vestibulares apresentaram morfologia, latência e amplitude adequadas, o que permite a avaliação da via vestibular ipsilateral descendente e da via vestibular contralateral ascendente.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose: To characterize the recording and analyze the results of the combined cervical and ocular vestibular evoked myogenic potential in individuals without hearing and vestibular complaints. Methods: In this study, 30 individuals without hearing complaints and hearing within normal limits were evaluated. Data were collected through the simultaneous recording of cervical and ocular vestibular evoked myogenic potential. Results: Differences were observed between the right and left ears for the amplitude of waves P13 and N23 of the cervical vestibular evoked myogenic potential and the latency of wave N10 of the ocular vestibular evoked myogenic potential. For female subjects, there was no difference between the right and left ears for the amplitude of waves P13, N23, N10, and P15; interamplitude in cervical vestibular evoked myogenic potential and interamplitude in ocular vestibular evoked myogenic potential; and latency in waves P13, N23, N10, and P15. For male subjects, there was a difference between the right and left ears for the amplitude of wave P13. Conclusion: The results of the combined cervical and ocular vestibular evoked myogenic potentials were consistent, because the responses generated by the vestibular evoked myogenic potentials presented an adequate morphology, latency, and amplitude, allowing for the evaluation of the ipsilateral descending vestibular pathways and the contralateral ascending vestibular pathways.
  • Methods of analysis speech rate: a pilot study Artigo Original

    Costa, Luanna Maria Oliveira; Martins-Reis, Vanessa de Oliveira; Celeste, Letícia Côrrea

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Descrever o desempenho de adultos fluentes em diferentes medidas de velocidade de fala. Métodos: Participaram do estudo 24 adultos fluentes, de ambos os gêneros, falantes da variante mineira do Português Brasileiro, nascidos e residentes na região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, com faixa etária entre 18 e 59 anos de idade. Os participantes foram agrupados por faixa etária em: G1 (18 a 29 anos), G2 (30 a 39 anos), G3 (40 a 49 anos) e G4 (50 a 59 anos). A coleta da amostra de fala seguiu a metodologia do Protocolo para Avaliação da Fluência da Fala. Além das medidas de velocidade de fala propostas pelo protocolo (taxa de elocução em palavras e sílabas por minuto), foram calculadas: taxa de elocução em fones por segundo e taxa de articulação com e sem as disfluências. Utilizou-se o teste não paramétrico de Friedman e o teste de Wilcoxon para as múltiplas comparações. Os grupos foram comparados por meio do teste não paramétrico de Kruskall Wallis. O nível de significância adotado foi de 5%. Resultados: Verificou-se diferença significativa entre as medidas de velocidade de fala que envolvem sílabas e as múltiplas comparações apontaram que as três medidas são diferentes entre si. Não houve efeito da idade para as medidas estudadas. Esses achados corroboram estudos anteriores. Conclusão: A inclusão de medidas temporais acústicas, como a taxa de elocução em fones por segundo e taxas de articulação com e sem disfluências, podem ser uma metodologia complementar na avaliação da velocidade de fala.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose: To describe the performance of fluent adults in different measures of speech rate. Methods: The study included 24 fluent adults, of both genders, speakers of Brazilian Portuguese, who were born and still living in the metropolitan region of Belo Horizonte, state of Minas Gerais, aged between 18 and 59 years. Participants were grouped by age: G1 (18-29 years), G2 (30-39 years), G3 (40-49 years), and G4 (50-59 years). The speech samples were obtained following the methodology of the Speech Fluency Assessment Protocol. In addition to the measures of speech rate proposed by the protocol (speech rate in words and syllables per minute), the rate of speech into phonemes per second and the articulation rate with and without the disfluencies were calculated. We used the nonparametric Friedman test and the Wilcoxon test for multiple comparisons. Groups were compared using the nonparametric Kruskal Wallis. The significance level was of 5%. Results: There were significant differences between measures of speech rate involving syllables. The multiple comparisons showed that all the three measures were different. There was no effect of age for the studied measures. These findings corroborate previous studies. Conclusion: The inclusion of temporal acoustic measures such as speech rate in phonemes per second and articulation rates with and without disfluencies can be a complementary approach in the evaluation of speech rate.
  • Communicative aspects and coping strategies in patients with Parkinson's disease Artigo Original

    Costa, Flávia Pereira da; Diaféria, Giovana; Behlau, Mara

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Investigar as estratégias de enfrentamento utilizadas por indivíduos com doença de Parkinson (DP), os sintomas vocais mais relatados, os problemas de comunicação mais presentes e a relação entre o tipo de enfrentamento, os sintomas vocais e os aspectos comunicativos. Métodos: Participaram 73 indivíduos, 33 do grupo experimental, com diagnóstico de DP e apresentando desvio vocal, e 40 do grupo controle (GC), saudáveis, sem desvio vocal. Eles foram submetidos aos seguintes procedimentos: aplicação do Protocolo de Estratégias de Enfrentamento das Disfonias (PEEDBR), da Escala de Sintomas Vocais (ESV) e do Questionário Vivendo com Disartria (VcD). Resultados: O grupo experimental (GE) apresentou desvios em todos os protocolos: PEEDBR, sendo a estratégia de enfrentamento mais utilizada a de "Autocontrole", ESV, com o domínio prevalente "Limitação", e VcD, com alteração em todas as seções. O PEEDBR apresentou correlação regular com a ESV e o VcD. Já entre o Questionário VcD e a ESV, verificouse relação direta entre o escore total do VcD e o escore total e o domínio emocional da ESV. Conclusão: Pacientes com DP usam todos os tipos de estratégias de enfrentamento, principalmente "Autocontrole". Eles possuem grande quantidade de sinais e sintomas vocais, e "Limitação" foi o domínio mais predominante. Há presença de dificuldades em todos os aspectos que abrangem sua comunicação. Quanto maior a ocorrência de sinais e sintomas vocais, mais o paciente refere ser difícil viver com a disartria, particularmente quando há desvios no domínio emocional.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose: To investigate, in patients with Parkinson's disease (PD), the coping strategies; the most reported vocal symptoms; and the relation between coping, voice symptoms, and communicative aspects. Methods: Seventy-three subjects were included in the sample, 33 of which were participants in the experimental group (EG) with diagnosis of PD and 40 were control subjects, that is, healthy and without vocal complaints. They underwent the following procedures: application of Voice Symptoms Scale (VoiSS), Brazilian Version; Voice Disability Coping Questionnaire (VDCQ), Brazilian Version; and the questionnaire Living with Dysarthria (LwD). Results: The EG presented deviations in all protocols: VDCQ, with the most frequently coping strategy being "selfcontrol," VoiSS, with "Impairment" as the most prevalent domain, and LwD, presenting changes in all sections. Vocal signs and symptoms and communicative aspects were shown to have a regular correlation with coping. The correlation between vocal symptoms and communicative aspects was as follows: the greater the impairment in communication, the greater the VoiSS emotional scores and the more they complaint of voice-related signs and symptoms. Conclusion: Patients with PD use all kinds of coping strategies, but prefer using self-control. They present several vocal signs and symptoms, and "Impairment" was the most prevalent domain. There are difficulties in all aspects of communication. The higher the occurrence of vocal signs and symptoms, the more the patient reports the difficulties of living with dysarthria, particularly when deviations affect the emotional domain.
  • Condition of Vocal Production-Teacher questionnaire: comparison of responses on Likert scale and visual analog scale Artigo Original

    Giannini, Susana Pimentel Pinto; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira; Ferreira, Léslie Piccolotto

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Comparar as respostas referentes aos sintomas vocais em duas versões do questionário Condição de Produção Vocal - Professor (CPV-P), com respostas em escala Likert e em escala visual analógica (EVA), para avaliar qual é a melhor forma de aferição. Métodos: Estudo observacional transversal realizado com professoras em atendimento por distúrbio de voz no período de julho de 2011 a julho de 2012. Todas responderam ao questionário CPV-P em duas versões: com respostas em escala Likert de quatro pontos e em escala analógico-visual em régua de 50 mm. Foram analisadas as questões referentes à dimensão de sintomas vocais. Resultados: A maioria dos sintomas apresentou concordância boa (rouquidão, voz fina, voz variando, voz fraca, esforço ao falar, pigarro, ardor na garganta, dor ao falar) ou regular (perda de voz, falha na voz, voz grossa, cansaço ao falar, garganta seca, bola na garganta, secreção na garganta, dor ao engolir, dificuldade engolir, tosse seca). Conclusão: O questionário CPV-P com respostas em escala Likert mostrou-se mais indicado em relação às respostas em EVA pela facilidade de compreensão e interpretação, bem como por facilitar o registro das respostas para o investigador. Pelo exposto, opta-se pela recomendação de manutenção das respostas em escala Likert para o questionário CPV-P, considerando-se validado quanto à maneira de aferição das respostas. A dimensão de aspectos vocais avaliada no presente estudo, que hoje constitui o Índice de Triagem de Distúrbio de Voz (ITDV), pode ser utilizada em estudos epidemiológicos para estimar a prevalência de sintomas vocais bem na clínica fonoaudiológica ou acompanhamento de professores ao longo da carreira.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose: To compare the responses related to vocal symptoms in two versions of the Vocal Production Condition - Teacher (CPV-T) questionnaire, with responses on a Likert scale and a Visual Analog Scale (VAS), in order to evaluate which is the best measurement method. Methods: A cross-sectional observational study was conducted with teachers with voice disorders during the period from July 2011 to July 2012. All teachers answered the CPV-T in two versions: with answers on a 4-point Likert scale and on a 50-mm VAS. The answers related to vocal symptoms dimension were analyzed. Results: Most of the symptoms showed good (hoarseness, high-pitched voice, unstable voice, weak voice, effort when speaking, throat clearing, burning throat, and pain when speaking) or regular concordance (loss of voice, failing voice, low-pitched voice, vocal fatigue, dry throat, lump in the throat, secretion in the throat, pain when swallowing, difficulty swallowing, and dry cough). Conclusion: The CPV-T questionnaire with answers on Likert scale proved to be more suitable than the VAS owing to the ease of understanding and interpretation, in addition to facilitating the input of answers for the researcher. Therefore, the Likert scale was chosen for the CPV-T, considering it to be validated as the method to measure the answers. The dimension of vocal aspects evaluated in the present study, the Voice Disorder Screening Index (ITDV), can be used in epidemiological studies to estimate the prevalence of vocal symptoms and in the Speech-Language Pathology and Audiology clinic routine or in monitoring teachers throughout their careers.
  • Immediate effect of laryngeal manual therapy in dysphonic individuals Artigo Original

    Reimann, Ana Paula; Siqueira, Larissa Thaís Donalonso; Rondon, Ana Vitória; Brasolotto, Alcione Ghedini; Silverio, Kelly Cristina Alves

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivos: Verificar o efeito imediato da terapia manual laríngea (TML) na dor musculoesquelética, na voz e nas sensações autorreferidas em indivíduos com disfonia funcional/organofuncional de origem comportamental e em indivíduos sem disfonia. Métodos: Participaram 30 indivíduos do gênero feminino e masculino, com idade entre 18 e 45 anos. Foram divididos em grupo disfônico (GD), 15 indivíduos com disfonia funcional/organofuncional; e grupo controle (GC), 15 indivíduos com vozes saudáveis, sem queixas vocais. Todos preencheram questionário de investigação de dor e foram submetidos a registro vocal para posterior avaliação perceptivo-auditiva e acústica da voz. Aplicou-se a TML por 20 minutos em ambos os grupos e repetiu-se a avaliação inicial. Após a TML, os indivíduos realizaram autoavaliação referente às sensações vocais, laríngeas, articulatórias e respiratórias. Resultados: No GD observou-se diminuição da dor após aplicação da TML nas regiões: temporal, laringe, parte posterior do pescoço, punhos/mãos/dedos, parte superior e inferior das costas, quadril/coxas, não observado no GC. A análise perceptivo-auditiva da vogal /a/ revelou que não houve diferença significante em nenhum parâmetro de ambos os grupos após TML. Na fala espontânea, houve piora no parâmetro rugosidade após a TML apenas no GD. Os indivíduos do GD relataram melhor sensação na laringe e articulação após a TML, o mesmo não foi observado no GC. Conclusão: A TML diminuiu a intensidade da dor corporal em disfônicos, o que não ocorreu com os indivíduos sem alterações vocais. Apesar da análise perceptivo-auditiva revelar aumento da rugosidade vocal, foram relatadas sensações positivas na laringe e na articulação pelos disfônicos após a TML.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purposes: To investigate the immediate effect of Laryngeal Manual Therapy (LMT) in musculoskeletal pain, in voice and sensations referred to individuals with behavioral dysphonia and individuals without it. Methods: 30 individuals ranging from 18 to 45 years old were selected and sorted into two groups: the dysphonic group (DG) - 15 individuals with functional or organofunctional dysphonia, and the control group (CG) - 15 individuals without vocal complaints and with non-impaired voices. The individuals answered a pain questionnaire and their voices were subsequently registered. The initial evaluation was repeated after the LMT. The LMT was applied for 20 minutes. After the LMT, the individuals were self-evaluated in terms of sensations in their voices, larynxes, articulations and respiration. Results: After the application of LMT, the DG reported significant improvement of pain in the following areas: temporal, larynx, posterior neck, wrists/hands/fingers, upper and lower back, hip/thigh, which did not occur in CG. The perceptual analysis of the vowel /a/ revealed no significant difference in any parameter in both groups after the LMT. The analysis of the speech showed that there was an increase of the roughness parameter after the application of LMT just in the DG. The DG individuals reported better sensations in the larynx and articulations after the submission to LMT, which did not occur in CG. Conclusion: this study clarified that TML immediately reduces the intensity of corporal pain in dysphonic individuals, which did not occur in individuals without any vocal impairments. Although the perceptual analysis reveals an increase of the roughness in the quality of the voice, positive sensation in the larynx and articulation were reported by dysphonic individuals after the application of TML.
  • Frequency and factors associated with dysphagia in stroke Artigo Original

    Mourão, Aline Mansueto; Lemos, Stela Maris Aguiar; Almeida, Erica Oliveira; Vicente, Laélia Cristina Caseiro; Teixeira, Antonio Lúcio

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Verificar a frequência de disfagia em pacientes acometidos por acidente vascular cerebral (AVC) e investigar possíveis fatores sociodemográficos e clínicos associados. Método: Trata-se de estudo descritivo do tipo transversal em que foram avaliados 100 pacientes admitidos com o diagnóstico de AVC no Hospital Público Regional de Minas Gerais. Dados sociodemográficos e clínicos foram obtidos, e os pacientes, submetidos à avaliação clínica da deglutição por meio da escala Gugging Swallowing Screen (GUSS). Resultados: A frequência da disfagia foi de 50%, sendo que a maioria dos pacientes apresentou alteração grave da deglutição. Apenas história pregressa de AVC mostrou associação com disfagia (p=0,02). Outras variáveis sociodemográficas e clínicas não se associaram com disfagia, indicando que a localização e a fisiopatologia do AVC não influenciaram sua ocorrência e gravidade. Conclusão: A frequência de disfagia após o AVC é elevada, sendo o histórico de AVC importante fator de risco.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose: To investigate the frequency of dysphagia in acute stroke and the possible associated clinical and sociodemographic features. Method: A cross-sectional study was performed including 100 stroke patients who were admitted to the Minas Gerais Regional Public Hospital. Sociodemographic and clinical data were collected, and the patients underwent clinical evaluation through the Gugging Swallowing Screen (GUSS). Results: The frequency of dysphagia was 50%, and most patients had severe swallowing disorders. Only a previous history of stroke was associated with dysphagia (p=0.02). Other sociodemographic and clinical variables were not associated with dysphagia, suggesting that the location and the pathophysiology of stroke did not influence its occurrence and severity. Conclusion: The frequency of dysphagia after stroke is high, being a previous stroke an important risk factor for subsequent stroke.
  • Oropharyngeal swallowing in chronic renal failure Artigo Original

    Pinto, Aline Rodrigues; Silva, Roberta Gonçalves da; Pinato, Luciana

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Caracterizar o perfil de deglutição orofaríngea em indivíduos com insuficiência renal crônica (IRC). Métodos: Estudo clínico transversal do qual participaram 20 indivíduos adultos com diagnóstico médico de IRC, durante o período de internação hospitalar. A avaliação objetiva da deglutição foi realizada por videofluoroscopia de deglutição (VFD), sendo a caracterização e classificação dos achados baseada em parâmetros de eficácia e segurança. Além disso, foi aplicada a Functional Oral Intake Scale (FOIS). Resultados: A análise da VFD mostrou que 16indivíduos apresentaram alteração de fase oral e faríngea, três indivíduos apresentaram alterações somente de fase faríngea e um indivíduo apresentou alterações exclusivas de fase oral da deglutição. Além disso, por meio da VFD foi constatada penetração e aspiração laringotraqueal em 30% dos indivíduos. Previamente à realização da VFD, foi verificado que quatro indivíduos (20%) encontravam-se no nível 5 da FOIS, enquanto 16 indivíduos (80%) encontravam-se no nível 7. Após as adequações de alteração da consistência da dieta via oral devido aos prejuízos de segurança e à eficiência da deglutição, a classificação da FOIS passou a representar 6 indivíduos no nível 1, 7 no nível 4, 4 no nível 5 e 3 no nível 6. Conclusão: A caracterização do perfil de deglutição orofaríngea em indivíduos com IRC mostrou alterações de fase oral e faríngea, inclusive com penetração e aspiração laringotraqueal, com necessidade de mudanças no nível de ingestão oral.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Objective: To characterize the oropharyngeal swallowing profile of patients with chronic renal failure. Methods: A cross-sectional clinical study involving 20 adults diagnosed with chronic renal failure in hospital stay was conducted. The evaluation of swallowing was performed by videofluoroscopy, and characterization of findings was based on effectiveness and safety parameters. Functional Oral Intake Scale (FOIS) was also applied. Results: On videofluoroscopy, 16 patients presented changes in oral and pharyngeal patterns, three individuals presented impairment at the pharyngeal phase, and only one individual presented changes only at the oral phase of swallowing. Furthermore, videofluoroscopy showed penetration and tracheal aspiration in 30% of the sample. Before the videofluoroscopy, four individuals (20%) were at level 5 of FOIS scale, whereas 16 individuals (80%) were at level 7. After adjustments of the oral diet consistency because of safety and swallowing effectiveness, FOIS classification was six individuals at level 1, seven at level 4, four at level 5, and three at level 6. Conclusion: The characterization of oropharyngeal swallowing profile in chronic renal patients showed abnormalities at oral and pharyngeal phase, including penetration and tracheal aspiration, which requires oral intake changes.
  • Can speech-evoked Auditory Brainstem Response become a useful tool in clinical practice? Artigo Original

    Rocha-Muniz, Caroline Nunes; Filippini, Renata; Neves-Lobo, Ivone Ferreira; Rabelo, Camila Maia; Morais, Aline Albuquerque; Murphy, Cristina Ferraz Borges; Calarga, Karenina Santos; Leite, Libia Camargo Ribeiro; Pires, Mayra Monteiro; Sena-Yoshinaga, Taise Argolo; Schochat, Eliane

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivo: Discutir a aplicabilidade clínica do Potencial Evocado Auditivo com Estímulo de Fala (PEATEf) no auxílio à identificação dos transtornos do processamento auditivo. Métodos : Foram selecionados os prontuários de 27 crianças e adolescentes, com idade entre sete e 15 anos, que apresentaram alteração no PEATEf. Foram levantados os dados referentes à avaliação comportamental do processamento auditivo desses indivíduos. Resultados: Observou-se que das 27 crianças com PEATEf alterado, 23 também apresentaram alteração de processamento auditivo. A partir dessa amostra, foi possível apontar probabilidade de 85,15% em observar avaliação comportamental do processamento auditivo alterada em uma criança que apresentou PEATEf também alterado. Conclusão: Sugere-se que o PEATEf pode ser utilizado na prática clínica como uma ferramenta importante no diagnóstico do Transtorno do Processamento Auditivo, uma vez que neste estudo uma alteração do PEATEf quase sempre representou, também, uma alteração nos resultados da avaliação comportamental do processamento auditivo, portanto pode ser utilizado para obter informações acerca da percepção dos sons da fala em crianças menores de sete anos ou de difícil avaliação comportamental.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose : To discuss the clinical applicability of the speech-evoked Auditory Brainstem Response (speech-evoked ABR) to help identifying auditory processing disorders. Methods : We analyzed the records of 27 children and adolescents, aged between seven and 15, who presented abnormal speech-evoked ABR. Then, the data from the behavioral auditory processing evaluation of these individuals were surveyed. Results : It was observed that, among the 27 children with abnormal speech-evoked ABR, 23 also had auditory processing disorders. Therefore, from this sample, an 85.15% probability of observing abnormal behavioral assessment of auditory processing in a child who presented abnormal speech-evoked ABR was obtained. Conclusion : It is argued that the speech-evoked ABR can be used in clinical practice as an important aid tool in the diagnosis of auditory processing disorder, because, in this study, an abnormal speech-evoked ABR usually represented a deficit in the results of behavioral assessment of auditory processing. Thus, it can be used to obtain information about the perception of speech sounds in children under seven years or with challenging behavioral assessment.
  • Methods of evaluation of smell in victims of subarachnoid hemorrhage patients: a systematic review Revisão Sistemática

    Lima, Sandro Júnior Henrique; Azevedo Filho, Hildo Rocha Cirne de; Silva, Hilton Justino da

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Objetivos: Revisar de forma sistemática os métodos para avaliação do olfato em vítimas de hemorragia subaracnóidea aneurismática, e identificar as alterações encontradas com a utilização desses métodos. Estratégia de pesquisa: A pesquisa bibliográfica foi realizada na plataforma de busca PubMed e nas bases de dados Web of Science, Scopus, PsycINFO, CINAHL e ScienceDirect, tendo a busca de dados ocorrida em agosto e setembro de 2014. Critérios de seleção: Artigos originais publicados em qualquer língua que abordassem as alterações de olfato na hemorragia subaracnóidea aneurismática, com objetivo de avaliar essa função através de métodos específicos. Foram excluídos estudos de revisão; estudos de caso; capítulos de livro; editoriais e estudos que abordassem a hemorragia subaracnóidea não aneurismática. Análise dos dados: Foram consideradas como variáveis na análise dos dados: autor/ano, país, amostra/idade, tratamento, método utilizado, momento da avaliação do olfato e resultados. Resultados: A busca de artigos resultou em 1.763 artigos, desses, 9 artigos originais foram selecionados para esta revisão. Foi observado que todos os artigos foram desenvolvidos em países europeus e asiáticos e na avaliação do olfato utilizou-se desde testes padronizados e não padronizados a questionários, cujos objetivos variaram entre avaliar o olfato antes e/ou após o tratamento cirúrgico nessa população. Conclusão: Foi observada heterogeneidade nos métodos utilizados para avaliação do olfato na hemorragia subaracnóidea aneurismática, como também no momento selecionado para aplicação das avaliações. Além disso, os estudos evidenciaram a existência de déficit olfatório nos pacientes, e a relação entre o tratamento cirúrgico e a disfunção olfatória.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Purpose: To systematically review the methods for evaluation of smell in aneurysmal subarachnoid hemorrhage victims and to identify the changes found with the use of these methods. Research strategy: The literature search was performed in PubMed search platform and in the databases Web of Science, Scopus, PsycINFO, CINAHL, and ScienceDirect in August and September 2014. Selection criteria: Original articles published in any language, which addressed smell changes in aneurysmal subarachnoid hemorrhage and addressed to evaluate this function through specific methods were included. Review studies, case studies, book chapters, editorial, and studies that address the nonaneurysmal subarachnoid hemorrhage were excluded. Data analysis: The following variables were considered in data analysis: author/year, country, sample/age, treatment, method, the moment of smell evaluation, and results. Results: The search for articles resulted in 1,763 articles, of which, 9 original articles were selected for this review. It was observed that all articles were from European and Asian countries. Standardized and nonstandardized tests and questionnaires were used in olfactory assessment, and the goals ranged from assessing the smell before and/or after surgery in this population. Conclusion: Heterogeneity was observed in the methods used to evaluate the smell in aneurysmal subarachnoid hemorrhage and in the methods selected for application of evaluations. In addition, studies have demonstrated the existence of olfactory deficits in patients and the relationship between surgery and olfactory dysfunction.
Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Al. Jaú, 684, 7º andar, 01420-002 São Paulo - SP Brasil, Tel./Fax 55 11 - 3873-4211 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista@codas.org.br