(Atualizado: 06/06/2022)

Sobre o periódico

 

Informações básicas

 

Ciência & Educação é um periódico de acesso aberto publicado na modalidade de fluxo contínuo, e destina-se à publicação de trabalhos científicos originais nas áreas de educação em ciências, educação matemática e áreas afins. Seu título abreviado é Ciênc. Educ.

Este periódico não aplica taxa ou qualquer cobrança para a submissão e para a publicação de artigos aceitos por meio da avaliação por pares, ou para liberar o acesso aos seus conteúdos.

 

 

Fontes de indexação

 

Ciência & Educação é indexada nas seguintes bases de dados nacionais e internacionais:

  • BIBLAT: Bibliografía Latinoamericana en Revistas de Investigación Científica y Social
  • CLASE: Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades
  • Diadorim: Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • DOAJ: Directory of Open Access Journals
  • Educ@
  • Google Scholar
  • IRESIE - Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa
  • LATINDEX: Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • OEI-CREDI - Biblioteca Digital
  • Portal de Periódicos Capes
  • Redalyc: Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal
 

 

Propriedade intelectual

 

Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está autorizado por uma licença Creative Commons do tipo BY , e seu conteúdo online é gratuito para leitura, download e disseminação da informação para fins acadêmicos, com a devida citação da fonte, quando necessário.

Os autores que publicam em Ciência & Educação:

  1. Concordam em manter seus direitos autorais, concedendo à revista o direito da primeira publicação, com o trabalho licenciado na Creative Commons do tipo BY, que permite o compartilhamento do artigo, desde que com o reconhecimento e o crédito da autoria;
  2. São autorizados a assumir contratos adicionais para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada neste periódico, como repositórios institucionais ou capítulos de livros, desde que reconheçam e registrem a publicação inicial nesta revista;
  3. Têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho em formato online, como repositórios institucionais, páginas pessoais, ou diretórios e bases de dados de acesso aberto.
 

 

Patrocinadores

 

A revista é financiada pelo Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência da Faculdade de Ciências da Unesp, campus de Bauru, pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e pela Pró-Reitoria de Pesquisa (PROPE) da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP).

  • Programa de Pós Graduação em Educação para a Ciência
  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
  • Pró-Reitoria de Pesquisa (PROPE) da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)
 

 


Corpo editorial

 

Editores

   

 

Editores Associados

   

 

Conselho Editorial

   

 

Equipe Técnica

 
  • Amanda Godoi Audi,  Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil 
  • Aparecida de Fatima Cavalheiro Bueno, UNESP/Biblioteca, Bauru, SP, Brasil 
  • Beatriz Salemme Corrêa Cortela, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Fabiana Andrade de Oliveira, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Fabiano Willian Parma, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Felipe Vieira Freitas, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Fernanda Sauzem Wesendonk, FURG, Rio Grande, RS, Brasil
  • Francisca Taísa Oliveira da Silva, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Gabriela Agostini, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Jessica dos Reis Belíssimo, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Laíse Vieira Gonçalves Ribeiro, UNESP/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Letícia do Prado, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Lisbeth Lorena Alvarado Guzman, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
  • Monica Regina Vieira Leite, Unesp/FC, Bauru, SP, Brasil
 

 


Instruções aos autores

 

Objetivos e escopo

 

Ciência & Educação tem como objetivo publicar artigos de pesquisa originais elaborados a partir de resultados de investigações empíricas ou teóricas e ensaios sobre temas relacionados à Educação em Ciências e Matemática. A Pesquisa em Educação em Ciências e Matemática é aqui entendida como investigações que geram conhecimentos sobre o ensino e a aprendizagem de Física, Química, Biologia, Matemática, Geociências, Astronomia, Educação em Saúde e Meio Ambiente e áreas afins. A revista também tem a responsabilidade de difundir entre pesquisadores, professores e alunos, bem como ao público, a produção nacional e internacional nessas áreas do conhecimento. Ciência & Educação foi criada e é editada desde 1995, sob os auspícios de um Conselho Editorial composto por professores do Programa de Pós-graduação em Educação para a Ciência da Universidade Estadual Paulista (UNESP), e tornou-se um dos periódicos mais importantes da área de Educação em Ciências e Matemática. A participação de pesquisadores renomados de diversas instituições nacionais e internacionais em seu Conselho Consultivo e Quadro de Avaliadores (hoje composto por cerca de 650 pesquisadores) permitiu à revista alcançar a classificação A1, o nível mais importante no sistema QUALIS de Avaliação de revistas, administrado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do Brasil. Até o ano de 2019 sua periodicidade era trimestral, adotando o modelo de publicação em fluxo contínuo a partir de 2020.

 

 

Política editorial e ética

 

A Revista Ciência & Educação segue rigorosos procedimentos a fim de garantir o comportamento ético na comunicação científica. Tais princípios baseiam-se em recomendações de organizações nacionais e internacionais, principalmente nas orientações do Código de Conduta do Committee on Plublication Ethics (COPE), no que se refere aos princípios de como lidar com atos de má conduta, com o objetivo de garantir a integridade da pesquisa.

A equipe técnica da revista utiliza software de detecção de plágio para examinar todas as submissões, antes de encaminhá-las ao processo de revisão por pares duplo cego (double blind review) e trabalha com a definição de plágio do COPE: “when somebody presents the work of others (data, words or theories) as if they were his/her own and without proper acknowledgment”.

Responsabilidade dos autores

  • Contribuir para o trabalho submetido, seja na idealização, concepção, compilação de dados, análise e/ou interpretação dos mesmos.
  • Concordar com as políticas éticas e editoriais estabelecidas por Ciência & Educação e se responsabilizar pelo seu cumprimento.
  • Responsabilizar-se pelo conteúdo do artigo submetido e pela resolução de quaisquer questões levantadas sobre a exatidão e a integridade do trabalho publicado.
  • Assegurar que suas submissões sejam originais em ideias e em conteúdos. Caso sejam utilizados conteúdos de terceiros ou outras fontes de informação, estes devem ser mencionados nas referências.
  • Espera-se que os autores submetam os artigos de pesquisa originais para revisão por pares e aceitem o acesso global de seu trabalho.
  • Evitar autocitação excessiva e inadequada, ou arranjos prévios entre grupos de autores para citar o trabalho uns dos outros, pois isso é considerado uma forma de má conduta.
  • Eticamente, não é admissível que os autores publiquem o mesmo estudo em vários periódicos simultaneamente.
  • Os autores devem aceitar e corrigir os erros e considerar as sugestões dos revisores.
  • Os conflitos de interesses podem ser de natureza financeira ou não. Para garantir a transparência, é necessário declarar quaisquer associações que possam ser percebidas por outros como um conflito de interesses.
  • Considera-se o plágio um comportamento inaceitável. Todas as referências a outros trabalhos devem ser devidamente citadas.
  • Todas as fontes de apoio financeiro para o projeto devem ser divulgadas.
  • Os colaboradores, agências e instituições que financiaram o estudo ou que participaram de aspectos substantivos do projeto de pesquisa devem ser mencionados nos agradecimentos.
  • Se o trabalho envolver o uso de sujeitos animais ou humanos, o autor deve assegurar que o manuscrito contenha uma declaração de que todos os procedimentos foram realizados em conformidade com as leis e diretrizes institucionais relevantes, e que foi aprovado por todos o(s) comitê(s) institucional(is) apropriado(s). Na pesquisa envolvendo seres humanos, exige-se a declaração formal de aprovação por Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), a partir do registro na Plataforma Brasil.
  • Os direitos de privacidade dos sujeitos humanos devem ser sempre observados.
  • Se o autor descobre um erro significativo ou imprecisão em seu próprio trabalho publicado, é sua obrigação notificar imediatamente o editor da revista e cooperar a correção do artigo.

Código de conduta do Editor

  • O editor de Ciência & Educação avalia os manuscritos por seu conteúdo intelectual, independentemente de raça, gênero, orientação sexual, crença religiosa, origem étnica, cidadania ou filosofia política dos autores.
  • O editor de uma revista revisada por pares é responsável por decidir quais dos artigos submetidos devem ser publicados, trabalhando em conjunto com a comunidade de pesquisadores e leitores à qual se dirige e que norteiam as suas decisões.
  • Tem como responsabilidade manter e melhorar a qualidade dos trabalhos publicados por Ciência & Educação e a integridade de seu processo de revisão por pares anônima dupla (também chamada de revisão por pares duplo-cega).
  • De acordo com as recomendações do COPE sobre edição ética, o Editor irá atribuir quaisquer submissões que não possa lidar (por exemplo, se for o autor de um artigo submetido a seu próprio periódico) a um membro do Conselho Editorial ou um editor convidado.
  • O editor e qualquer membro da equipe editorial não devem divulgar qualquer informação sobre um manuscrito submetido a ninguém que não seja o autor correspondente, revisores, ou outros consultores editoriais.
  • Materiais não publicados divulgados em um manuscrito submetido não devem ser usados ​​na pesquisa do próprio editor sem o consentimento expresso por escrito do autor.
  • Deve proteger a propriedade intelectual.
  • Garantir uma avaliação baseada unicamente no mérito científico, livre de julgamentos de ordem pessoal.
  • Em caso de erros encontrados em trabalhos publicados no periódico, deve tomar as medidas cabíveis para a correção e retratação dos mesmos.

Os revisores

  • A revisão dos artigos é realizada a partir do sistema duplo cego (Double Blind Review).
  • Os revisores devem respeitar os prazos estabelecidos para a avaliação.
  • Devem manter a confidencialidade do parecer, não sendo permitida a divulgação de informações sobre o artigo.
  • Devem realizar uma avaliação objetiva e imparcial, baseada unicamente no mérito acadêmico, independentemente da raça, origem étnica, sexo, religião ou cidadania dos autores.
  • Devem fornecer, quando necessário, indicações de referências que julgarem relevantes para o trabalho, contribuindo com a melhoria do mesmo.
  • Em caso de problemas ou semelhanças entre o artigo analisado e outras obras, os revisores devem comunicar o editor.
  • Se houver conflito de interesses de qualquer natureza, o avaliador deverá rejeitar a solicitação de revisão.

Da retratação

  • Em caso de confirmação de má conduta, seja por erro, plágio ou fabricação de dados, a revista emitirá aviso de retratação para corrigir o registro científico a partir das orientações da COPE (Committee on Plublication Ethics).
 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

Apresentação do artigo original

Ciência & Educação aceita colaborações em português, espanhol e inglês. Os originais devem ser enviados com texto digitado em Word for Windows ou software compatível, fonte Times New Roman, corpo 12, espaço simples, com até 15 páginas. O tamanho do papel é A4 e as margens devem ser configuradas: 3 cm para as margens esquerda e superior, e 2 cm para as margens inferior e direita.

Todos os originais submetidos à publicação devem conter resumo em língua vernácula e em inglês (abstract), bem como até cinco palavras-chave alusivas à temática do trabalho, em português ou espanhol, e em inglês.

Os padrões de referências e de citações seguem as normas mais atualizadas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), NBR6023 e NBR10520, respectivamente.

Afiliação institucional

Na folha de rosto deve constar o título do trabalho (em português ou espanhol e em inglês) e afiliação completa de todos os autores na seguinte ordem, quando aplicável:  nome da universidade, com a sigla entre parêntesis, nome da unidade (faculdade, instituto, centro ou similar), nome do departamento, nome da cidade da instituição, sigla do estado a que pertence a cidade, país, e e-mail do primeiro autor, para correspondência. Recomenda-se fortemente o uso de e-mail institucional.

Título, resumo, palavras-chave

Na primeira página do texto deve constar o título completo do artigo em português ou espanhol e em inglês, resumo em português ou espanhol e abstract, com até 150 palavras, em ambos os casos. Também devem ser atribuídas até cinco palavras-chave em português ou espanhol, e em inglês (keywords), separadas por ponto e vírgula. Esses descritores (palavras-chave/keywords) devem refletir da melhor maneira possível o conteúdo abordado no artigo, de forma a facilitar a pesquisa temática dos usuários. Recomendamos que as palavras-chave não sejam as mesmas que já estão no título do artigo.

Tabela

Tabelas devem ser representadas segundo as normas de apresentação tabular do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. A identificação da tabela deve figurar na parte superior, em algarismo arábico junto à palavra tabela, seguida pelo título, item obrigatório, todos em fonte menor do que a do texto. Toda tabela deve citar a sua fonte, inscrita a partir da primeira linha de seu rodapé, para identificar o(s) responsável(is) pelos dados numéricos. A identificação deste(s) deve ser precedida da palavra Fonte ou Fontes.

Toda tabela deve ter cabeçalho para indicar o conteúdo das colunas. A moldura de uma tabela não deve ter traços verticais que a delimitem à esquerda e à direita. Recomenda-se que uma tabela seja apresentada em uma única página e que tenha uniformidade gráfica nos corpos e tipos de letras e números, no uso de maiúsculas e minúsculas e no uso de sinais gráficos.

Ilustração

Ilustrações de quaisquer tipos (desenhos, fotos, esquemas, fluxogramas, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros etc.) devem ter extensão .jpeg, com resolução mínima de 300 dpi. Recomendamos o uso de gráficos e imagens coloridas.
A ilustração deve ser inserida o mais próxima possível do texto a que se refere e sua identificação deve figurar na parte superior, em algarismo arábico, seguido do título. Na parte inferior da ilustração deve ser citada a fonte, item obrigatório, que identifica o(s) responsável(is) pela mesma. A identificação deve ser precedida da palavra Fonte ou Fontes. Esses dados devem ser digitados em fonte menor do que a do texto.

Nota de rodapé

Numeradas em algarismos arábicos, devem ser sucintas e usadas somente quando estritamente necessário. Além disso, devem estar em fonte menor e alinhadas à esquerda, no final da página. Não é permitido uso de citações e/ou referências em notas de rodapé.

Transcrição

Devem ser colocadas entre aspas e em itálico (por exemplo: transcrição de entrevista, de discurso etc.) quando menores do que três linhas. Quando ultrapassarem as três linhas, devem ser em itálico, alinhadas em 1,25 cm da margem e em fonte menor, para diferenciá-las das citações diretas.

Citação

As chamadas de citações por sobrenome de autor e data devem ser em letras maiúsculas e minúsculas e, quando entre parêntesis, devem ser em letras maiúsculas. Devem ser citados até três autores, com sobrenomes separados por ponto e vírgula. Para mais de três autores, usar o sobrenome do primeiro e a palavra et al.

1. Citações diretas ou literais no texto devem subordinar-se à forma: sobrenome de autor, data, página. Com até três linhas, as citações devem ficar entre aspas e sem itálico. Com mais de três linhas, as citações devem seguir o seguinte padrão: recuo de 4 cm na margem esquerda, fonte menor, sem aspas e sem itálico.
2. Citações indiretas: quando o autor for citado no texto, colocar sobrenome do autor e ano (entre parêntesis).
Exemplos:

  • Seu caráter interdisciplinar compreende "[...] uma área de estudos onde a preocupação maior é tratar a ciência e a tecnologia, tendo em vista suas relações, conseqüências e respostas sociais" (BAZZO; COLOMBO, 2001, p. 93).
  • Na mesma perspectiva, Peixoto e Marcondes (2003) discutem visões equivocadas da ciência presentes nas interpretações de alunos inscritos em um programa especial de formação de professores de química para o Ensino Médio.

3. Citações de diversos documentos de um mesmo autor publicados no mesmo ano são distinguidas pelo acréscimo de letras minúsculas, em ordem alfabética, após a data e sem espaçamento.

  • Reside (1927a)
  • Reside (1927b)

4. Todos os autores citados devem constar das referências listadas no final do texto, em ordem alfabética.

Referências
Livro

  • SILVA, F.  Como estabelecer os parâmetros da globalização. 2. ed. São Paulo: Macuco, 1999.
  • MINAYO, M. C. S.  O desafio de conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 7. ed. São Paulo; Rio de Janeiro: Hucitec-Abrasco, 2000.

Capítulo de livro
Regra 1: Autor do livro igual ao autor do capítulo

  • SANTOS, J. R. Avaliação econômica de empresas. In: SANTOS, J. R. Técnicas de análise financeira. 6. ed. São Paulo: Macuco, 2001. p. 58-88. (páginas inicial e final do capítulo são obrigatórias)

Regra 2: Autor do livro diferente do autor do capítulo

  • ROSA, C. Solução para a desigualdade. In: SILVA, F. (org.). Como estabelecer os parâmetros da globalização. 2. ed. São Paulo: Macuco, 1999. p. 2-15. (páginas inicial e final do capítulo são obrigatórias)

Regra 3: Quando o autor for uma entidade:

  • BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental.  Parâmetros curriculares nacionais: meio ambiente e saúde. 3. ed. Brasília: SEF, 2001. v. 9.

Regra 4: Quando houver mais de um autor, separá-los com ponto-e-vírgula:

  • MERGULHÃO, M. C.; VASAKI, B. N. G. Educando para a conservação da natureza: sugestão de atividades em educação ambiental. São Paulo: EDUC, 1998.

Quando houver quatro ou mais autores, convém indicar todos. Permite-se que se indique apenas o primeiro, seguido da expressão et al.
Regra 5: Livro em meio eletrônico

  • GODINHO, T. Vida organizada: como definir prioridades e transformar seus sonhos em objetivos. São Paulo: Gente, 2000. Ebook. Disponível em: http://... Acesso em: 4 mar. 2004. (dia, mês abreviado, ano).

Periódico
A regra para autores segue a mesma orientação de livros.
Regra 1: Artigos de revistas

  • VILLANI, A.; SANTANA, D. A. Analisando as interações dos participantes numa disciplina de física. Ciência & Educação, Bauru, v. 10, n. 2, p. 197-217, 2004.

Em meio eletrônico:

Teses e Dissertações

  • BOZELLI, F. C.  Analogias e metáforas no ensino de física: o discurso do professor e o discurso do aluno. 2005. 234 f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência)-Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2005.
  • Nota: quando o trabalho for consultado on-line, mencionar o endereço eletrônico: Disponível em: http://... Acesso em: 4 mar. 2004. (dia, mês abreviado e ano).

Trabalho apresentado em evento (Atas, anais, proceedings, resumos, entre outras denominações)

  • ZYLBERSZTAJN, A. Resolução de problemas: uma perspectiva Kuhniana. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA, 6., 1998, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: SBF, 1998. 1 CD-ROM.
  • Nota: Quando o trabalho for consultado em material impresso, colocar páginas inicial e final. Se o evento estiver publicado em meio eletrônico, especificar a descrição física do documento (CD-ROM, disquete etc). Para consultas on-line mencionar o endereço eletrônico e a data de acesso. Disponível em: http://......... Acesso em: 4 mar. 2004 (dia, mês abreviado e ano).

Ordenação das Referências
Todos os documentos citados no texto devem constar na lista de referências, que, por sua vez, deve estar ordenada de acordo com o sistema alfabético e alinhada à esquerda da página.
Exemplos:

  • RUBBA, P. A.; HARKNESS, W. L. Examination of preservice and in-service secondary science teachers' beliefs about science technology-society interactions.  Science Education, New York, v. 77, n. 4, p. 407-431, 1993.
  • RUBBA, P. A.; SCHONEWEG, C.; HARKNESS, W. L. A new scoring procedure for the views on science-technology-society instrument. International Journal of Science Education, London, v. 18, n. 4, p. 387-400, 1996.
  • Nota: cabe ao(s) autor(es) verificar se os endereços eletrônicos (URL) citados no texto e/ou nas referências estão corretos e ativos.
 

 

Envio de manuscritos

 

Use o site https://mc04.manuscriptcentral.com/ciedu-scielo para a submissão de artigos ao periódico Ciência & Educação. Crie login e senha através da opção Criar uma conta. Os dados de acesso são necessários para inserir artigos para avaliação, bem como para acompanhar o status de itens já submetidos. Os artigos devem seguir os requisitos recomendados no recurso Instruções e formulários.

 

 


Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Av. Engenheiro Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01, Campus Universitário - Vargem Limpa CEP 17033-360 Bauru - SP/ Brasil , Tel./Fax: (55 14) 3103 6177 - Bauru - SP - Brazil
E-mail: revista@fc.unesp.br