Sort publications by
Cadernos de Tradução, Volume: 42, Published: 2022
  • THE “INTERPRETATION” OF EXPRESSIVE INTONATION FOR TACTILE SIGN LANGUAGE AT CONFERENCES Artigos

    Santiago, Vânia de Aquino Albres

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A guia-interpretação para pessoas surdocegas corresponde a uma especialização do trabalho do Tradutor e Intérprete de Língua de Sinais (TILS). O objetivo deste estudo é apresentar considerações fundamentais sobre a guia-interpretação para a Língua Brasileira de Sinais Tátil (Libras Tátil) em contexto de conferências, mais especificamente no que se refere às adaptações e ao léxico específico para interpretação da entonação expressiva dos enunciados, considerando os efeitos de modalidade de língua e condições de produção e recepção. Para tanto, foram analisados três registros em vídeo de guia-interpretação em conferências e diário de campo no trabalho em equipe em outras conferências. Observamos o uso de diferentes unidades lexicais assumindo a função de entonação expressiva para sentenças afirmativas e negativas, substituindo morfemas produzidos pelo parâmetro marcação não manual (expressões faciais e corporais) ou pelo parâmetro movimento. Consideramos que, na atividade de interpretação para a Libras Tátil, um item lexical simples pode vir a assumir diferentes funções gramaticais. Aparentemente sobressalente ou redundante, ele se apresenta como termo que se desloca para ser empregado como elemento de entonação expressiva. Por isso, a atuação em conferências demanda do profissional guia-intérprete, além de competências de descrição e tradução, competência linguística específica.

    Abstract in English:

    Abstract The guide-interpreter for deaf-blind people corresponds to a specialization of work of Sign Language Translator and Interpreter (Portuguese abbreviation: TILS). The aim of this study is to provide fundamental considerations about the guide-interpretation within the context of conferences for the Brazilian Tactile Sign Language (Libras Tátil). These considerations regard more specifically to adaptations and specific lexicon for interpretation of expressive intonation of the utterances, considering effects of language modality and conditions of production and reception. For this purpose, three conferences guide-interpretation video records and a teamwork field diary of other conferences were analyzed. We observed the use of different lexical units assuming the function of expressive intonation for affirmative and negative sentences, replacing morphemes produced by non-manual elements (facial and body expressions) or by movement. We consider that in the interpretation activity for Libras Tátil, a simple lexical item can assume different grammatical functions. It seems spare or redundant, but it becomes an element of expressive intonation. For this reason, acting in conferences requires specific linguistic competence from the professional guide-interpreter, in addition to description and translation skills.
  • THE TRANSLATION OF RUSSIAN VULGAR LANGUAGE (MAT) IN THE SUBTITLING OF THE FILM VIVA BELARUS! Artigos

    Costa, Paterson Franco

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A linguagem vulgar russa, popularmente conhecida como mat, difere dos vulgarismos e palavrões da língua portuguesa por sua notável flexibilidade morfossemântica e aplicações discursivas. No filme Viva Belarus!, cuja narrativa se passa em Belarus, uma das quinze ex-repúblicas soviéticas, agentes do regime autoritário de Aliaksandr Lukašenka empregam essa linguagem, com influências do idioma belarusso, como forma de oprimir e humilhar dissidentes. Este artigo, que compõe tese de doutorado em andamento, busca refletir sobre o processo de traduzir e legendar essa linguagem no filme para a língua portuguesa, trazendo exemplos de desafios tradutórios e as soluções propostas. Tendo como ponto de partida o Diário de um Escritor, de Dostoievski, a metodologia consiste no estudo do objeto a partir de fontes acadêmicas, baseando-se nos trabalhos de Kovalev, Akhmetova e Plutser-Sarno. Sobre as reflexões acerca das escolhas e estratégias de tradução, o estudo tem aporte teórico de Gonçalves e Sussex and Cubberley. Espera-se que a discussão contribua para pesquisas adicionais no campo de estudos eslavos, sobretudo por oferecer um olhar sobre as dinâmicas de influência mútua entre dois idiomas eslavos – russo e belarusso – e, mais especificamente, de tradução de língua russa no Brasil.

    Abstract in English:

    Abstract The Russian vulgar language, popularly known as mat, differs from the vulgarisms and profanity of the Portuguese language for its remarkable morphosemantic flexibility and discursive applications. In the film Viva Belarus!, whose narrative takes place in Belarus, one of the fifteen former Soviet republics, agents of the authoritarian regime of Aliaksandr Lukašenka use this language, with influences from the Belarusian language, as a way of oppressing and humiliating dissidents. This article, which is part of a doctoral thesis in progress, seeks to reflect on the process of translating and subtitling that language in the film into Portuguese, bringing examples of translation challenges and the proposed solutions. With Dostoevsky’s A Writer’s Diary as a starting point, the methodology consists of studying the subject through academic sources, based on the works of Kovalev, Akhmetova and Plutser-Sarno. Regarding reflections on translation choices and strategies, the study has theoretical support from Gonçalves, and Sussex and Cubberley. It is hoped that the discussion will contribute to further research in the field of Slavic studies, especially by offering a look at the dynamics of mutual influence between two Slavic languages – Russian and Belarusian – and, more specifically, of Russian-language translation in Brazil.
  • THE FALL OF SATAN: GONÇALVES DIAS “TRANSLUCIFERATOR” OF TURQUETY Artigos

    Pamboukian, Mateus Roman

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo discute o poema de Gonçalves Dias “A Queda de Satanás”, incluído em seu livro Últimos Cantos. Embora não haja menção ao original no livro de Gonçalves Dias, demonstramos que se trata de uma tradução parcial do poema de Édouard Turquety La chute de Satan, o que parece ter passado despercebido até agora. Procuramos analisar algumas escolhas tradutórias feitas pelo poeta brasileiro, com destaque para a estrutura métrica. Por fim, discutimos brevemente o trabalho tradutório de Gonçalves Dias à luz do conceito de Haroldo de Campos da tradução como “transluciferação”.

    Abstract in English:

    Abstract This paper discusses Gonçalves Dias’ poem “A Queda de Satanás”, included in his book Últimos Cantos. Although there is no mention of the original poem in Gonçalves Dias’ book, we show that it is a partial translation of Édouard Turquety’s poem “La chute de Satan”, which seems to have gone unnoticed until now. We seek to analyze some translation choices made by the Brazilian poet, with emphasis on the metric structure. Finally, we briefly discuss the translation work of Gonçalves Dias making use of Haroldo de Campos’ concept of translation as “transluciferation”.
  • FRANKENSTEIN AND THE TRANSLATOR Artigos

    Amarante, Dirce Waltrick do

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Alberto Manguel, ao comparar traduções de um determinado texto para diferentes idiomas, chega à conclusão de que o texto muda de identidade de uma língua para a outra, mas, ainda assim, permanece o mesmo. Mas como é que o texto pode permanecer o mesmo diante dessas identidades sempre cambiantes? Ou, o que permite dizer que traduções de um mesmo texto são um só texto? Manguel, que compara o texto a uma pessoa e, citando um antigo enigma filosófico, se pergunta, então, “se uma pessoa que teve cada parte de seu corpo substituída por órgãos e membros artificiais continua a ser a mesma pessoa”, ou seja, “em qual dos nossos membros reside nossa identidade: Em que elemento de um poema reside o poema?”.

    Abstract in English:

    Abstract Alberto Manguel, when comparing translations of a certain text into different languages, comes to the conclusion that the text changes its identity from one language to another, but, despite of that, remains the same. But how can the text remain the same in the face of these ever-changing identities? Or, what allows us to say that translations of the same text are one text? Manguel, who compares the text to a person and, quoting an ancient philosophical puzzle, asks himself, then, whether a person who has had each part of his body replaced by artificial organs and limbs remains the same person, that is, “in which of our members does our identity lie: In what element of a poem does the poem reside?”.
  • FEMALE VOICES IN BRAZILIAN TRANSLATIONS OF SHAKESPEAREAN DRAMA Artigos

    Martins, Marcia Amaral Peixoto

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste artigo é traçar o perfil de algumas tradutoras da poesia dramática shakespeariana para o português do Brasil, cujo marco inicial foi A megera domada em tradução de Berenice Xavier (1936). A perspectiva adotada insere-se na vertente da sociologia da tradução que se fundamenta nos conceitos de habitus, capital e campo de Pierre Bourdieu (1986, 1989, 1996) e na subárea dos Estudos da Tradução a que Andrew Chesterman (2009) se refere como Estudos do Tradutor. Considerando-se apenas traduções integrais a partir da língua inglesa e publicadas sob forma de livro, contam-se até o final de 2020 um total de 214 traduções brasileiras das 39 obras dramáticas de Shakespeare. Até o momento, 39 tradutores individuais, uma dupla e um coletivo assinaram traduções integrais de peças do cânone, grupo no qual se incluem apenas dez mulheres. Ao examinar conjuntamente dados biográficos, visões de tradução e comportamento tradutório dessas mulheres, levando em conta o contexto sociocultural em que se inseriam ou se inserem, pretendo ressaltar o seu legado, em uma possível contribuição para a historiografia da tradução literária no Brasil.

    Abstract in English:

    Abstract The purpose of this article is to draw a profile of a number of women translators of Shakespearean drama into Brazilian Portuguese, a tradition that dates back to 1936, when Berenice Xavier’s translation of The Taming of the Shrew came out. The study is informed by the branch of translation sociology that draws on Pierre Bourdieu’s (1986, 1989, 1996) concepts of habitus, capital, and field, as well as by Andrew Chesterman’s (2009) Translator Studies, a subarea of Translation Studies. Up to the end of 2020, taking into account only whole-text translations deriving from an English source and published in book form, 214 Brazilian Portuguese translations of Shakespeare’s 39 plays have appeared. The translations were made by 39 individual translators, a duo, and a theater company; there are only ten women translators in this group. By jointly examining biographical data, notions of translation and translatory behavior of those women, taking into account the sociocultural background of their work, I intend to highlight their legacy, hoping to be able to contribute to the history of literary translation in Brazil.
  • “O RELÓGIO DE OURO” [THE GOLD WATCH], BY MACHADO DE ASSIS, AND ITS TRANSLATIONS INTO ENGLISH: A REFLECTION ON THE INFLUENCE OF CULTURAL CAPITAL Artigos

    Pisetta, Lenita Maria Rimoli

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo é um relato meio anedótico de uma jornada interpretativa que começou casualmente e foi se aprofundando e adensando à medida que traduções do conto original de Machado de Assis intitulado “O Relógio de Ouro” foram sendo conhecidas e comparadas. Dois termos em particular, “nhonhô” e “Iaiá”, têm diferentes soluções tradutórias que acabam influindo no texto de tal modo a mudar o desfecho do conto e sua interpretação como um todo. Uma constatação de que o conto tem uma versão anterior publicada em formato seriado, ou folhetim, acaba conferindo ainda mais complexidade à rede de interpretações. Em algumas instâncias, fica clara a influência do capital cultural, como proposto por Pierre Bourdieu.

    Abstract in English:

    Abstract This article is a somewhat anedotic account of an interpretative journey that started casually and grew deeper and denser as translations of the original tale by Machado de Assis titled “O Relógio de Ouro” came to be known and were compared. Two particular terms, “nhonhô” and “Iaiá”, have different translatorial solutions that end up by transforming the text to such an extent that they change its ending and its interpretation as a whole. The finding that the tale had a previous version, published as a feuilleton, added yet another layer of complexity to the network of interpretations. In some instances, the influence of cultural capital, as proposed by Pierre Bourdieu, becomes evident.
  • TRANSLATORS AND INTERPRETERS OF GESTURE LANGUAGE OR SIGN LANGUAGE IN PORTUGAL AND BRAZIL: OCCUPATION, FORMATION, DUTIES AND RESPONSIBILITIES/ATTRIBUTIONS Artigos

    Lobato, Huber Kline Guedes; Coelho, Orquídea; Bentes, José Anchieta de Oliveira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo a pesquisa apresenta reflexões a partir da Língua Gestual Portuguesa (LGP) e da Língua Brasileira de Sinais (Libras). As reflexões perpassam pelo campo da Tradução e Interpretação dessas duas línguas. Na pesquisa analisou-se dois documentos relacionados aos países: Portugal e Brasil. Os documentos, respectivamente, são: a lei nº 89 de 5 de julho de 1999 e a lei nº 12319 de 1º de setembro de 2010. Metodologicamente trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa e de caráter documental. No tratamento dos dados optou-se pela vertente bakhtiniana de enxergar a palavra de cada documento em seu sentido amplo e contextual. Os resultados da pesquisa mostram as semelhanças e as diferenças sobre a trajetória profissional de Tradutores e Intérpretes de LGP e de Libras. Essa trajetória perpassa pelos planos histórico, legal e acadêmico, tanto em Portugal quanto no Brasil. Conclui-se que as principais palavras que demarcam os documentos são: função, formação, deveres e responsabilidades/atribuições.

    Abstract in English:

    Abstract the research introduces reflections from Portuguese Gesture Language (LGP) and Brazilian Sign Language (Libras). The reflections permeate the field of Translation and Interpretation of these two languages. In the research, two documents related to the countries were analyzed: Portugal and Brazil. The documents, respectively, are: No. 89 July 5, 1999 law and No. 12319 September 1, 2010 law. Methodologically, this is a qualitative research approach and a documentary character. In the treatment of the data, it opted for the Bakhtinian approach of seeing the word of each document in its broad and contextual sense. The survey results show the similarities and differences about the professional trajectory of LGP and Libras Translators and Interpreters. This trajectory runs through for the historical, legal and academic planes, both in Portugal and in Brazil. It concludes that the main words that demarcate the documents are: occupation, formation, duties and responsibilities/attributions.
  • SERUYA, Teresa; JUSTO, José Miranda. Rereading Schleiermacher: Translation Cognition and Culture. Heidelberg: Springer-Verlag, 2016. 323 p. Resenhas

    Gama, Benedita Teixeira
  • PÂRLOG, Aba-Carina. Intersemiotic translation: Literary and Linguistic Multimodality. Cham: Palgrave MacMillan, 2019. 80 pp. Resenhas

    Freitas, Edivaldo Simão de
  • YOUDALE, Roy. Using Computers in the Translation of Literary Style: Challenges and Opportunities. New York/London: Routledge, 2020, 242pp. Resenhas

    Souza Júnior, Raimundo Ednardo Soares de
  • MOORKENS, John; CASTILHO, Sheila; GASPARI, Federico & DOHERTY, Stephen (eds.). Translation Quality Assessment: From Principles to Practice. Cham: Springer, 2018. 292 p. Resenhas

    Silva, Mirella Mota Cavalcante da; Costa, Walter Carlos
  • STORNI, Alfonsina. Sou uma selva de raízes vivas. Seleção, tradução e notas de Wilson Alves-Bezerra. São Paulo: Iluminuras, 2020, 200 p. Resenhas De Tradução

    Araújo, Cristina Maria Ceni de
  • ENTREVISTA COM FAN XING E FRANCISCO FOOT HARDMAN Entrevistas

    Guerini, Andréia; Li, Ye
Universidade Federal de Santa Catarina Campus da Universidade Federal de Santa Catarina/Centro de Comunicação e Expressão/Prédio B/Sala 301 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: suporte.cadernostraducao@contato.ufsc.br